quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Mestre Júlio Resende


Aos 93 anos, morreu ontem o mestre Júlio Resende.

Natural do Porto e formado na Escola Superior de Belas Artes do Porto, Júlio Resende foi agraciado com diversos prémios, quer em Portugal, quer no estrangeiro.

Entre os seus inúmeros trabalhos, uma das obras mais conhecidas é a “Ribeira Negra” (1984), a qual pode ser apreciada junto ao túnel da Ribeira, no Porto.

Para nós, portistas, Júlio Resende deixou o Painel dos Fundadores, nas paredes do Estádio do Dragão.


7 comentários:

miguel87 disse...

Por falar no Painel dos Fundadores, até hoje nunca recebi o prometido azulejo em minha casa...será que fui o único?

Jorge disse...

tive a sorte de o conhecer e como Valboense em espírito é com pesar que noto a morte de um excelente homem e de um talento enorme.

o Norte está mais pobre.

abraço,
Jorge
Porta19

reine margot disse...

Obrigada José Correia, toda a homenagem a um artista é sempre bem vinda! Tanto mais a este homem que sendo verdadeiro, e verdadeiro na dedicação à sua terra, nunca teve dinheiro para comprar um ferrari...
nesta terra em que as artes plásticas não valem nada fica a lembrança de um homem cuja obra vale muito mais que os azulejos que nunca chegam pelo correio...

José Correia disse...

@miguel87
Eu recebi o meu azulejo.

nexus disse...

Uma das figuras da nossa cidade e região, cujo talento foi durante muitos anos menosprezado e ignorado pela "cena cultural" Portuguesa.

Os prémios recebidos, sobretudo a nivel internacional, deram-lhe um estatuto e reconhecimento merecido. Não era daqueles artistas cujas obras não percebemos, era daqueles cujas obras apreciamos.

Justa homenagem.

O2T disse...

Eu levantei o meu azulejo na loja do associado.

PedroL disse...

Tb nunca recebi o meu azulejo...
Alguém sabe o procedimento?
@O2T, quando foi isso, há muito tempo já?