sexta-feira, 2 de setembro de 2011

O ponta-de-lança que não veio


«Confrontado ainda com o facto de o FC Porto não ter compensado a saída de Falcao com a contratação de outro ponta-de-lança, Antero Henrique garantiu que a SAD do FC Porto "está muito satisfeita com os jogadores que fazem parte do plantel e que dão todas as garantias de sucesso". "De resto", sublinhou, "o nosso reforço de última hora é o Álvaro Pereira".»
in ojogo.pt


O Alvaro Pereira já demonstrou que é um jogador importante na equipa do FC Porto, particularmente nas movimentações ofensivas. Nesse sentido, e mesmo tendo sido contratado Alex Sandro, é sem dúvida positivo que a equipa possa contar com o Palito (parto do principio que ele irá estar ao seu melhor nível, de alma e coração no Porto).

Contudo, há uma questão que se pode colocar: se a SAD tivesse vendido o lateral-esquerdo uruguaio pelos tais 20 milhões de euros mais objectivos de que fala O JOGO, teria tido melhores condições para ir ao mercado comprar um ponta-de-lança de qualidade, reinvestindo parte, ou a totalidade, desses 20 milhões.

Não sei se este cenário foi equacionado pela SAD mas, olhando para o plantel, parece-me que a posição de ponta-de-lança será um problema mais bicudo de resolver do que a de lateral-esquerdo se o Alvaro Pereira tivesse sido vendido.

A posição de ponta-de-lança é crítica numa equipa que joga em 4-3-3 e, embora admitindo que no campeonato não deve haver grandes problemas, tal é a diferença de potencial entre as equipas, na Liga dos Campeões a coisa pia mais fino. Veremos a resposta que o Kléber vai dar (visto que Walter nem sequer faz parte da lista de 21 jogadores inscritos para disputarem a fase de grupos da Liga dos Campeões).

Só espero e desejo que a minha apreensão seja infundada e que daqui a uns meses estejamos, isso sim, a fazer contas a uma possível venda e a discutir a percentagem do passe do Kléber que a SAD possui.


P.S. Aproveitando a disponibilidade do Director Geral da FC Porto SAD para falar da situação de Alvaro Pereira, foi pena o jornalista de O JOGO se ter esquecido de perguntar a Antero Henrique, por que razão o Alvaro Pereira não foi utilizado em nenhum dos jogos oficiais disputados pelo FC Porto após 9 de Agosto (data em que regressou aos treinos juntamente com Cristian Rodriguez). O esclarecimento desta situação seria particularmente relevante no que diz respeito à Supertaça Europeia, disputada no dia 26 de Agosto, não só devido à importância da competição, mas também porque alguns jornais noticiaram que o Palito se tinha recusado a jogar. Infelizmente, as perguntas que podem gerar alguma incomodidade ficam, normalmente, na gaveta. É o jornalismo que temos...

18 comentários:

Fernando B. disse...

Concordo mas;
1. Quem é o ponta de lança do Barcelona?
2. Salvo erro, o máximo de golos marcados por nós, foi no ano Ivic, quase sempre sem PL, e com Rui Barros, lembra ?
3. Em 2010 tinhamos Falcão e ficamos em 3º, lembra ?

HULK 11M disse...

"...foi pena o jornalista de O JOGO se ter esquecido de perguntar a Antero Henrique..."

Não é só a bolha e o rascord que aviam as encomendas dos nossos rivais.
O Jogo publicou a mensagem que a SAD quis fazer passar...

Não acredito que Álvaro Pereira se tenha recusado a jogar. Era um jogo histórico que provavelmente jamais voltará a ter a oportunidade de jogar.

Penso que nesta "janela de transferências" se cometeram muitos erros. O futuro o confirmará... ou não! Espero que não!!!!

André disse...

Acho que começa a ser visível que o planeamento inicial para esta época não é lá muito famoso, com este caso do ponta de lança em falta e este adiamento algo incompreensivel do jogo com o leiria.

Seria bom também perguntar ao sr. Antero o que é feito do resultado do projecto 611 pois já vamos em setembro e ainda não houve resultado nenhum. E olhando pra lista enviada para a uefa constatar que apenas lá estão 3 portugueses e nenhum deles formado no nosso clube....

Aristodemos disse...

"Estou muito contente no FC Porto. Devo tudo a este clube". Álvaro Pereira tratou ontem de acabar, de uma vez por todas, com as dúvidas sobre a forma como encarou a continuidade no campeão nacional, depois de ter visto recusada a última proposta do Chelsea em cima do fecho do mercado de transferências. "Falou-se muito, houve propostas, abordagens, avanços e recuos, mas estive sempre muito tranquilo e a treinar no clube, que optou por me manter um pouco à margem nestes primeiros jogos da época. Os dirigentes tomaram a decisão de me manter e estou muito contente por continuar no FC Porto". Em declarações aos mais variados órgãos de comunicação social uruguaios, Álvaro Pereira destacou ainda que esta situação acabou por o deixar "orgulhoso", uma vez que o fez sentir-se "fundamental" para a equipa, antes ainda de ter criticado algumas notícias publicadas em Portugal. "Depois da Copa América, não falei com nenhum jornalista português, mas alguns foram escrevendo que me queria ir embora, que forcei a saída e até que me recusei a jogar. É tudo mentira", confessou, pelo telefone, para o Uruguai.

Palito reconheceu, no entanto, que o Chelsea é um "grande clube, com um grande magnetismo", e que "a Liga inglesa é mais forte do que a portuguesa", embora tenha repetido, por mais do que uma vez, que não ficará contrariado por continuar no Dragão. "Não há nenhum motivo para baixar os braços ou para desistir. Havia um grande clube interessado em mim, e todos sabemos o que representa uma equipa como o Chelsea, mas sou importante para o FC Porto e tenho de continuar a retribuir isso dentro do campo. Estou num clube espectacular e devo tudo ao FC Porto", prosseguiu, antes de detalhar os últimos acontecimentos nas negociações entre os dois clubes. "Deixei a decisão nas mãos dos dirigentes e estive sempre muito tranquilo. Não me posso esquecer que é o FC Porto que me dá de comer... Por isso, venha quem vier, se não colocarem o dinheiro na conta nunca me conseguirão levar daqui. O que acontece é que às vezes ficamos a pensar se vamos mudar de clube e isso acaba por nos deixar um pouco nervosos, razão pela qual o treinador optou por me deixar de fora nestes primeiros jogos".

Álvaro Pereira falou também dos objectivos que se seguem e aproveitou para colocar a Liga dos Campeões no topo da prioridades, depois de na última temporada ter conquistado tudo o que era possível e imaginável, não só no FC Porto, mas também na selecção, com a qual venceu a Copa América. "Tenho de estar agradecido por tudo. Tenho uma família linda e não me falta nada. Sou novo, tenho apenas 25 anos e vou continuar a pensar de forma positiva. Não me posso queixar de nada, quando sei que há muitas pessoas a passar por dificuldades. Felizmente, tenho tido sorte".

In http://www.ojogo.pt/27-245/artigo944384.asp

Nuno Nunes disse...

Faltou, de facto, um esclarecimento do Director-Geral da SAD sobre a não utilização do Álvaro Pereira em jogos oficiais, principalmente no da Supertaça Europeia.

A não aquisição de um ponta de lança que tivesse condições para substituir o Falcao foi uma atitude da SAD que não consegui entender. Como é que se gastam 22M€ em dois jogadores para lugares (bem) preenchidos e não se contrata um ponte de lança para substituir Falcao?...

José Correia disse...

Fernando B. disse...
Quem é o ponta de lança do Barcelona?

David Villa, que contrataram o ano passado ao Valência;
Alexis Sánchez, que contrataram esta época à Udinese.
E depois têm Messi, que não sendo um ponta-de-lança marca 50 golos por época.

José Correia disse...

Fernando B. disse...
Salvo erro, o máximo de golos marcados por nós, foi no ano Ivic, quase sempre sem PL, e com Rui Barros, lembra?

Em 1987/88, tivemos Madjer em metade da época e Fernando Gomes em muitos jogos. Aliás, se bem me lembro, o Gomes só não ganhou a bola de prata nessa época, porque o Ivic não o colocou a jogar no último jogo.

José Correia disse...

Fernando B. disse...
Em 2010 tínhamos Falcão e ficamos em 3º, lembra?

A época 2009/10 foi muito complicada, dentro e fora das quatro linhas.
Dentro fez-se sentir enormemente a saída simultânea de Lucho e Lisandro.
Fora, aconteceram demasiadas coisas estranhas. Por exemplo, o Hulk ter cumprido 15 ou 16 jogos de suspensão, quando deveria ter cumprido apenas 3 jogos.

Daniel Gonçalves disse...

Como eu já disse no "Dragão até à Morte" o Kléber ainda esta muito verdinho para a Champions, para a Liga Portuguesa até pode chegar, mas com o nível de adversários da Champions precisavamos de um avançado "centro" (coloco entre aspas, porque não sei como colocar letras em negrito nos comentários) com mais traquejo e que nos garanta golos. Acredito que o Kléber tem um futuro promissor, mas nós precisamos de um avançado já feito, pois os jogos com o Schaktar e o Zenith estão a chegar, considero também que Walter é um jogador com qualidade e sempre que jogou marcou golos, mas tem a menina recém nascida nos cuidados hospitalares e portanto tem de ser trabalhado pela nossa equipa técnica a nível físico e, sobretudo, psicológico.
Foi bom o Palito ter ficado, pois ele já possui entrosamento com o resto da equipa, e até para o Alex Sandro não entrar de rompante na equipa e ir adquirindo aos poucos traquejo. Penso que não era necessário vendermos o Palito para contratarmos um avançado, não foi por esse facto que não se contratou, provavelmente apostou-se tudo num ou outro nome (Damião) e quando não se concretizou o negócio ficaram a ponderar os prós e contras de outras alternativas.

joao abel calais disse...

C/ pl ou sem pl e esta estratégia completamente - na minha opinião - descabelada dos vinte e um eleitos p'rá UEFA,arranjada porque era esta e a alternativa era ...(ainda) esta ... confiemos que a partir das 23h de 28 de Setº,as coisas tenham evoluído satisfatòriamente...De qualquer modo,o U.Leiria X FCP já nos irá -finalmente!- dar algumas pistas sobre o futuro-imediato...
Até lá !
Saudações Portistas
João Carreira

agostinhop disse...

Enfrentar uma Liga dos campeões, com toda a sua exigência, tendo como único ponta de lança, o Kléber, um miúdo, parece uma piada de mau gosto. Fico agora sem perceber o que queria dizer PC com a frase " Só não tenho substituto para o Hulk"

Alexandre Burmester disse...

O que é o "Dragão Até à Morte"?

Daniel Gonçalves disse...

Alexandre Burmester,

"Dragão até à Morte" é outro blog portista, http://dragaodoente.blogspot.com/

Luís Negroni disse...

José Correia disse
"David Villa, que contrataram o ano passado ao Valência;
Alexis Sánchez, que contrataram esta época à Udinese.
E depois têm Messi, que não sendo um ponta-de-lança marca 50 golos por época."

Ou seja, o Porto tem 2 pontas de lança tal como o Barcelona. E depois tem Hulk, que não sendo um ponta de lança, marcou mais de 30 golos a época passada. Se ao Barça bastam 2 PL + Messi porque não hão-de ao Porto bastar 2 PL + Hulk? Expliquem-me como se eu fosse muito burro (se calhar até sou) para eu conseguir entender.

Antecipo já que alguns dirão: Os 2 PL do Barça têm mais qualidade que os 2 PL do Porto! Pois têm e os outros jogadores de todas as outras posições também têm, alguma diferença há-de fazer ter-se + de 400 milhões para gastar em vez de 95. Isso não justifica a contratação de mais nenhum ponta de lança.

PS A cs vermelha não se cansa de repetir, malevolamente, que "não veio ninguém para substituir Falcao". Tentam assim reduzir Kléber - que veio para substituir Falcao - a nada, obviamente. Era bom que os portistas não afinassem por tão fraco diapasão. Isto se desejam o bem do Porto e de Kléber, claro.

Alexandre Burmester disse...

Luís Negroni,

Aqui ninguém critica por criticar ou o faz destrutivamente, e todos desejamos o bem do Porto e, já agora, do Kléber.

Diga-me lá o que diria se, nos últimos dias do período de transferências - e como era a expectativa geral - o FCP tivesse contratado um ponta-de-lança. Estaria aqui a criticar tal aquisição, por não se jusitifcar, em sua opinião, a aquisição de mais um ponta-de-lança? Ou estaria aqui a aplaudir mais um sábio acto de gestão (que, em minha modesta opinião, teria sido)?

Alexandre Burmester disse...

Só mais uma coisa: acho totalmente desajustadas as perguntas do género "quem é o ponta-de-lança do Barcelona"? O estilo de jogo do Barcelona é completamente diferente do nosso, como todos sabemos.

Eu tenho a esperança que o Kléber vingue e preencha a lacuna deixada pelo Falcão - pelo menos parcialmente - mas as nossas opiniões baseiam-se no que vemos e não no que sonhamos.

José Correia disse...

Luís Negroni disse...
porque não hão-de ao Porto bastar 2 PL + Hulk?

Espero que cheguem e sobrem...
Mas, já agora, convém lembrar que o Walter nem sequer faz parte da lista de 21 inscritos enviada para a UEFA.

José Correia disse...

Luís Negroni disse...
Kléber - que veio para substituir Falcao

É mentira que o Kléber tenha vindo para substituir Falcao, conforme fica claro das declarações de Pinto da Costa no Casino da Figueira quando, a propósito de uma eventual saída do Falcao, afirmou:
"O Falcao faria falta, mas também encontrámos alguém para o substituir".

Aliás, o Kléber só não veio há um ano atrás, muitíssimo antes do Falcao sair, pelas razões que são de todos conhecidas.