domingo, 18 de setembro de 2011

Pontos ao lixo!!!


Há muitas maneiras de se perder pontos. Por azar, por aselhice, por falta de qualidade, pelo árbitro. O FC Porto fê-lo de maneira diferente esta noite, deitou-os ao lixo! Começou a fazê-lo ainda antes de começar o jogo, e, mais tarde, ao longo do mesmo, num comportamento relaxado que se alastrou a partir do escalonamento inicial de Vítor Pereira, até à equipa em campo. Um empate “moralizador” que vem mesmo a calhar em vésperas de um clássico, com o bónus final de James Rodriguez ficar arredado do mesmo. Nem um amador faria melhor…

Com efeito o onze inicial do nosso treinador revelava algum despeito pelo adversário que iria ter pela frente, bem como para a competição em disputa que, para os mais distraídos se lembra ser o objectivo primordial da época. Uma atitude passiva que rapidamente se estendeu aos jogadores que alinharam, perfeitamente imbuídos no espírito do seu tutor. Não foi de admirar o enfado dos primeiros 45 minutos. A fraquíssima qualidade de jogo, de organização, concentração e predisposição mental para a competição veio ao de cima, tornando o conjunto da vila da Feira num Golias de ocasião.

Sem haver que contar da 1ª parte, resta a emoção que o 2º tempo trouxe. Agitação essa oriunda de um abrir de hostilidades tímido da equipa azul e branca, que se expôs ao ponto de ridicularização máxima num par de ocasiões por manifesta má organização. Varela rendeu um inútil Kléber ao intervalo na tentativa de recriar um carrossel junto à baliza de Paulo Lopes. O melhor que se conseguiu muita ânsia e pouco discernimento.



Duas bolas ferro ainda causaram esperança de algum bafejar fortuito do golo. Não mais do que isso. O caudal ofensivo estava inquinado por não existir uma referência na área, pelos jogadores revelarem desorientação nos caminhos que percorrer, em suma, por um plano de jogo que já estava morto antes de o ser.

Como uma tragédia nunca vem só, no desenrolar sôfrego do encontro portista, o nervosismo apoderou-se dos jogadores. James Rodriguez, já à beira do fim da partida, reagiu a quente e sem pensar a uma falta de Rabiola e retirou o tapete a si próprio do importante jogo da próxima Sexta-Feira no Dragão. Pôs-se a jeito e foi punido. Tal como Vítor Pereira, equipa técnica e demais jogadores. E assim foram 2 pontos ao lixo!

Fotos gamadas, naturalmente…

37 comentários:

miguel_canada disse...

Sem comentários o disparate que o Vítor Pereira cometeu hoje...sem comentários.

joao abel calais disse...

Ainda estou assim, meio a quente e NÃO devia comentar (ainda por cima acabo de ver o 1º do Benfica,por um tal de bruno césar... "à James").De James, tivemos uma amostrinha em Aveiro,como de resto,uma amostrinha de equipa:mal escalada, pèssimamente orientada do banco e com curiosidades diversas,a saber,porque se substitui p.d.lança por médio,se mantém quatro "backs"até aos 80/85 minutos de jogo,se perde em definitivo a cabeça(não é James ?),se aposta num (muito obeso) Varela,se insiste num Djalma e nos finalmentes se entrega um jogo destes, como ouro ao bandido- de mão beijada...Era o Feirense ... em Aveiro,senhores! E nada a dizer do árbitro, que perdoou o primeiro (antes do segundo) amarelo ao Fucille,"prolongou"(justamente) o jogo por sete minutos e se erros cometeu, não- sei- não, se o Belluschi não faz penalty ainda no 1º tempo... Lembram-se da jogada?!
Já agora,algum dos comentadores habituais aqui do Reflexão, sabe, porque saíu o Kleber ao intervalo e porque não há hipóteses para o ... Walter?!Até quando vamos andar com esta treta do "descanso programado"- à 5ª jornada,não temos uma base estável,uma equipa fiável,dinâmica,estruturada-Quais são os centrais ?... Sapu e Fucille-fartaram-se de meter água- era da Ria?!... Otamendi, no banco!O Iturbe, já veio há dois meses:ainda não se "ambientou"?
O meio-campo,afinal,como é:João Moutinho com : ... Defour?Guarin?Fernando?Belluschi?Quo vadis, Varela?
Não devia confessar, mas estou muito reticente para o próximo jogo...
Como diz o Nelson Carvalho o N/FCP hoje, deitou Três!pontos ´p'ró lixo !
Saudações Portistas
João Carreira
Em tempo: digo Três Pontos,porque p´ra mim, isto foi uma ...derrota!Sendo "optimista" :isto foi p´ra dar moral aos da 2ª circular?...

Soren disse...

é discutivel iniciar jogos sem ponta de lança no banco. Também é discutivel ter um no banco e nao o utilizar, mesmo quando o tosco de serviço ja tinha saido.

Gostava que alguém explicasse a contrataçao de Kléber. Impressionante. Como é possivel este jogador pertencer ao plantel do Porto?

Mangala foi uma excelente contraçao, nao levara muito tempo a tornar-se titular indiscutivel. O posicionamento e o pique sao melhores que os do Maicon e o timing de entrada aos lances é superior ao do Otamendi. Guarin, o craque habitual. Belo jogo do Moutinho. Fucile, a nulidade habitual. Rodriguez, a nulidade habitual.

Nao se percebe a titularidade de determinados jogadores e nao se percebe sequer como outros podem pertencer ao plantel.

Eu penso que o Vitor Pereira tem que ser fiel à sua filosofia de jogo e tera que utilizar um ponta de lança, porque nao ha Iniesta, nem Xavi, nem Messi para fazer o tipo de futebol que hoje foi jogado.

A jogar um ponta de lança, nunca podera ser Kléber, simplesmente porque nao tem nem nunca tera qualidade para vestir aquela camisola.

Hoje foram cometidos erros de palmatoria, que nao teem a haver com a qualidade do trabalho tactico mas sim com a mentalizaçao (ou falta dela - a atitude de James é disso prova), e com decisoes na escolha de determinados jogadores que nao podem ser repetidas. Ha jogadores que estao a mais, precisam de sair e dar espaço a quem de facto tem qualidade para progredir.

Tenho a certeza que o proximo jogo sera diferente, que (infelizmente) Kleber necessariamente ira jogar e que com o avançar da época (felizmente) ira dar lugar a Walter.

Estes ultimos dois jogos responderam a muitas perguntas e teem que ser vistos pelo treinador como prova e exemplo que lhe ajudarao a tomar decisoes para o futuro.

Parece-me que temos um plantel forte onde no entanto falta um ponta de lança e onde Rodriguez e Kléber estao a mais.

Filipe Costa Pinto disse...

Concordo.
Não só foi mal montada a equipa como as substituições foram um pouco "esquisitas".
Tinha o VP em melhor conta pelo que até agora tinha mostrado.
O Guarin ficar até ao fim, por exemplo, foi uma das coisas que não percebi. Tenho a certeza que a eficácia de passe do Guarin não ultrapassou os 10%. Hoje, bola nos pés dele era bola perdida.

Djalma?!! Para quê? Varela?! Para quê?!

É bem verdade que se tem existido um golo, nem que fosse daqueles mesmo de sorte com ressaltos e bola às cambalhotas lá para dentro, já não se falava das opções de VP mas a verdade é que para além das opções terem sido esquisitas também faltou sorte no momento de marcar. As bolas ao ferro começam a ser mais que os golos esta época.

Daniel Gonçalves disse...

Neste jogo, mais do que a falta do Hulk ou do Álvaro Pereira, sentiu-se a ausência de um Falcão, Kléber - mesmo que com a provável evolução - ainda não é um substituto àltura do Falcão.
Depois outro pormenor, que já vinha da temporada passada, não aproveitamos os lances de bola parada para criar perigo ou efectuar golos, a verdade é que uma das bolas na barra, a de Cristian Rodriguéz, resultou de um lance de bola parada, mas é muito pouco, temos de melhorar nesse aspecto.
Agora é importante recuperar psicologicamente e mentalmente - a motivação - os jogadores.
Espero contar com Hulk e Palito no jogo de sexta, já que com Falcão não podemos contar.

dragaovenenoso disse...

Sem tirar nem pôr. Já nem me lembrava de um jogo tão mau do FCPorto. A defesa está um caco. A ataque estava completamente desnorteado. No início da época, assim que soube quem era o novo treinador coloquei baixei mais as minhas expectativas para esta época, relativamente á época anterior. Nessa altura enganei-me. Oxalá me tenha enganado novamente. Mas parece-me que não, o treinador não deve ter pedalada para os jogadores que lá estão. Ele próprio já o assumiu numa entrevista.

José Correia disse...

miguel_canada disse...
Sem comentários o disparate que o Vítor Pereira cometeu hoje...sem comentários.

Estou de acordo. É melhor deixar para amanhã uma análise mais ampla às invenções de Vítor Pereira, o principal responsável pela inadmissível exibição de hoje e pela perca de dois pontos na véspera da recepção ao slb. Mau demais!

Soren disse...

Meus amigos nao casquem no treinador. Casquem na SAD.

O Porto fez um esforço consideravel e uma guerra para contratar o Kleber. Agora ha que justificar a contrataçao. Walter nao é inscrito na Champions?
Ninguém me convence que o treinador é suicida ao ponto de nao inscrever o 2o ponta de lança.

Como nao ha 2o ponta de lança, esta a ser construido um esquema sem pontas de lança.

Imaginem o ridiculo da situaçao, de o Walter ser titular para o campeonato e o Kleber para a liga dos campeoes.

Falcao nao foi convenientemente substituido, Walter nao foi inscrito e agora o treinador tem que "forçar" um sistema diferente para poder sobreviver sem ponta de lança.

Vitor Pereira vai ter que dar um murro na mesa e jogar com Walter no campeonato, encostar Rodriguez e Fucile (sem Sapunaru em boas condiçoes fisicas e antes de Danilo chegar, temos ali outro problema). O resto do plantel é forte e ha soluçoes para todas as outras posiçoes. Mas vai ser um inicio de época atipico e complicado. Nao duvidem disso.

José Correia disse...

joao abel calais disse...
algum dos comentadores habituais aqui do Reflexão, sabe, porque saíu o Kleber ao intervalo e porque não há hipóteses para o ... Walter?!

Apesar de tudo, eu acho o Kléber melhor que o Walter. O problema é que ainda não tem arcaboiço (algum dia terá?) para ser o ponta-de-lança de uma equipa da dimensão e com as responsabilidades do FC Porto.

José Correia disse...

joao abel calais disse...
Até quando vamos andar com esta treta do "descanso programado"- à 5ª jornada

De facto, é estranho que à 5ª jornada já seja preciso andar a fazer uma elevada rotação de jogadores de jogo para jogo.

José Correia disse...

Soren disse...
Gostava que alguém explicasse a contrataçao de Kléber. Impressionante. Como é possivel este jogador pertencer ao plantel do Porto?

O Kléber veio para substituir o Walter e ser uma alternativa ao ponta-de-lança titular. O próprio Kléber já afirmou publicamente que vinha para apreender com o Falcao e que está surpreendido por ser titular tão cedo.

Obviamente, não é culpa do Kléber que a SAD tenha gasto quase 70 milhões de euros e, nesta altura, o plantel não disponha de um único ponta-de-lança que dê o mínimo de garantias.

José Correia disse...

Daniel Gonçalves disse...
Neste jogo, mais do que a falta do Hulk ou do Álvaro Pereira, sentiu-se a ausência de um Falcão, Kléber - mesmo que com a provável evolução - ainda não é um substituto à altura do Falcão.

Kléber é Kléber, Falcao é Falcao.

Enquanto Kléber foi substituído no anonimato das cabines, após 45 minutos em que foi uma autêntica nulidade, sensivelmente à mesma hora, em Madrid, Falcao foi substituído aos 68 minutos, perante um Vicente Calderon em pé e debaixo de uma estrondosa ovação.

El Tigre marcou hoje o seu primeiro hat-trick com a camisola dos colchoneros. Que saudades!

Soren disse...

"Obviamente, não é culpa do Kléber que a SAD tenha gasto quase 70 milhões de euros e, nesta altura, o plantel não disponha de um único ponta-de-lança que dê o mínimo de garantias."

José Correia, concordo plenamente e é ai que quero chegar.

Mas devo dizer-lhe que desde que vi a confirmaçao da contrataçao do Kleber fiquei impressionado. Um jogador cheio de limitaçoes que nunca sera soluçao. Quanto mais para substituir Falcao. Nunca seria para substituir Falcao. E nao sera para substituir Walter. Com a nao inscriçao deste ultimo, VP fica a braços com uma situaçao delicada que é preciso tentar compreender.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caríssimos:

é verdade que perdemos dois pontos, antes do clássico com os lampiónicos coisinhos da agremiação de Carnide. e é verdade que poderíamos ter feito melhor, bem melhor.

mas não sejamos "josés filipes" depois do jogo desta noite. estar a colocar em causa tudo o que o que já foi feito e tendo em conta um passado recente, é uma demonstração de algo que os portistas não são: catastrofistas crónicos.
deixemos as pessoas que são pagas para pensarem e resolverem os problemas da gestão do plantel desenvolverem o seu trabalho.
mais do que criticar por criticar (e sem razão, naquele caso), apoiemos quem ainda nos vai dando alegrias numa vida cheia de agruras. e tal não deverá ser só na próxima Sexta-feira, mas sim sempre!


«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs! ;)

Miguel | Tomo II

Pedro disse...

Kleber ou Walter, substituições ou não o grande problema foi a falta de atitude competitiva na 1ª parte. Que já foi vista noutras 1ª partes este ano...

Ps: Mangala é 40 vezes melhor que Maicon...

Ps2: rotação em Setembro... não vejo nenhuma outra equipa europeia a faze-lo. Nem o barça...

Louro disse...

Acho que o Soren pôs o dedo na ferida e disse Quase tudo mas , hoje o vitor Pereira este muito mal nas substituições!!!

RCBC disse...

Penso que vale de pouco estar a relembrar Falcao...

Porque se é para relembrarmos avançados que já passaram pelo FCP, porque não falar de Jardel, Lisandro, Gomes ou MAccarty?!?!?!

Mário Faria disse...

Sofrível, medíocre e mau. Foi assim, individual e colectivamente, o jogo por parte do FCP. Fisicamente a equipa pareceu-me fatigada.
O Feireinse esteve bem e cometeu poucos erros. Lambeu a relva e lutou até à exaustão.
Talvez sirva de lição.
Não há motivos para dramatismos.
Sexta-feira veremos.

Alexandre Burmester disse...

Como bem diz o Mário Faria, não há (ainda, junto eu) motivos para dramatismos.

Mas qualquer portista que se digne se sente incomodado com um empate com o Feirense em campo neutro, especialmente depois daquela primeira parte.

Sem sofismas: o nosso treinador merece um puxão de orelhas: para que se senta o Walter no banco, se nem para tentar resolver um jogo destes ele o faz de lá desalapar?

Um boa ilação tirei hoje, contudo: o Mangala, ou Manguela, ou Mandela, ou lá como ele se chama, parece ser bem bom! Já podem mandar o Maicon para o Saragoça!

Finalmente: acho um delírio ler aqueles que ainda estão à espera que um dia o Kléber seja como o Falcão!:-)) Se chegasse a metade, já me dava por satisfeito!

Alexandre Burmester disse...

É, tem razão, RCBC, por que raio de razão terá o PC vendido o Pinga ao Atlético de Madrid???

Nightwish disse...

Eu não vi o jogo, mas acho extraórdinário como numa jornada passamos de uma grande equipa a uma equipa que não tem hipótese de ganhar a próxima jornada.

jotajota disse...

Estando de acordo com a maioria dos comentários que li,não posso deixar de lembrar que há bem poucos dias, após os jogos com o Setúbal e o Shaktar, os elogios aos jogadores e treinador eram mais que muitos.
Devemos deixar de parte este tipo de comportamentos bipolares.
Chocam-me as críticas a Kleber depois dos rasgados elogios de há dias.
Hoje aconteceu um acidente de percurso. Há que tirar as devidas ilacções de forma a que não volte a suceder uma situação idêntica.
Aconteceram alguns equívocos hoje. Fernando é um jogador fundamental para o equilíbrio defensivo da equipa.Voltou bem mas fez um único jogo. Deveria ter jogado hoje pois necessita de ritmo competitivo. Jogar tanto tempo sem ponta de lança foi outro equívoco. A partir da constatação de que a solução tentada ao intervalo não solucionou o problema, deveria ter entrado Walter para existir uma referência no ataque.
É fundamental recuperar um grande jogador, Varela, que na 6ª feira poderá ser fundamental, jogando numa equipa com Helton, Fucile, Rolando, Otamendi ou Mangala, Álvaro, Fernando, Moutinho, Defour, Hulk e Kleber.
Alguém disse que rotações em Setembro nem o Barça. Não é verdade. Há bem pouco vi Xavi,Iniesta, Vila e outros no banco.
Vamos ser diferentes. Critiquemos de forma construtiva e não ponhamos em causa o apoio à equipa e a união à sua volta por causa de uma exibição menos conseguida e de um empate.

Dragaoatento disse...

Conclusão: o futebol de posse que a equipa azul e branca pratica carece de qualidade e velocidade. E o resultado é não conseguirem materializar, dar expressão em golos ao caudal de futebol ofensivo produzido pela equipa, o que se torna deveras frustrante! É que não dispondo dum finalizador nato (tipo: Gomes, Jardel, Lisandro, ou Falcao) será sempre mais difícil à equipa concretizar, ou seja marcar os golos necessários às vitórias. Se se joga só com médios é muito mais difícil acertar tendo o autocarro estacionado em frente da baliza.
Para ilustrar o texto acima mencionado eis aqui um exemplo! Um canto, Varela a cruzar e Rodríguez, de cabeça, a proporcionar a defesa instintiva a Paulo Lopes, que ainda fez a bola embater na trave, a mesma a que regressaria, caprichosamente, aos 74 minutos, após remate de João Moutinho. Nos jogadores: uns são especializados em transportar a bola, e, outros em finalizar (chutar ao golo). Tendo estes últimos além duma grande aptidão para chutar, têm também de acusar frieza de carácter, serenidade...etc...etc...!

Nelson Coutinho disse...

Para mim o maior erro de todos, foi VP ter colocado Moutinho a trinco...porque?!?! Moutinho esteve praticamente arredado da grande parte do jogo ofensivo do Porto onde normalmente desempenha um papel fundamental! Quem me explica a nao inclusao de Fernando ou Souza neste jogo? A desculpa da rotacao nao pega, o proximo jogo é só na sexta-feira!
Espero muito sinceramente que este tenha sido o ultimo jogo de C. Rodriguez. Trata-se de uma verdadeira nulidade, mas disso ja toda a gente sabia. Dizem que defende bem, mas ele é um atacante, o que eu quero é que ele ataque bem!!

Nao sou tao pessimista em relacao a Kleber como a maior parte dos comentadores. Certamente nunca sera um Falcao, mas acredito que sera em breve um bom ponta-de-lanca.

Estou apreensivo, mas nós portistas sabemos bem que é nestas alturas que a nossa cultura e tradicao vencedora vem ao de cima. A ver vamos...

miguel_canada disse...

O jogo de hoje:
É, foi mau... muito mau. Mas pelo menos sabemos que temos plantel para que acidentes destes sejam muito esporádicos e, sinceramente, acho que o erro foi totalmente de Vítor Pereira que desrespeitou o adversário e de uma assentada mostrou-nos varias coisas.
Primeiro, mostrou-nos que Varela e Christian Rodriguez são duas cartas completamente fora deste baralho e que o Guarin parece disposto a juntar-se ao grupo.
Segundo, mostrou-nos que apesar das qualidades técnicas que possui, parece-me pouco ágil no que toca a motivar e a forçar os jogadores a comer a relva quando necessário.
Terceiro, e este o mais perigoso de todos, parece-me que tem poucas noções no que toca a gestão do plantel, senão vejamos...
Estamos na quinta jornada e o nosso próximo jogo é daqui a 96 horas. Não se percebe a poupança de Otamendi, Fernando e Defour.
Depois, está a violar uma das regras fundamentais do futebol de hoje e que foi motivo de criticas muito duras a Paulo Sérgio (Sporting) na época passada que é o facto de me parecer ainda não ter encontrado o seu 11.
Ter "o onze" deve ser o topo das prioridades de qualquer equipa para, pelo menos para a primeira metade do campeonato e esta constante alteração de Fernando por Souza, de Belluschi por Defour, de ter trinco por não ter trinco, de ter ponta de lança por não ter ponta de lança esta a impedir que os automatismos e dinâmicas se aperfeiçoem o mais rapidamente possível.
Por fim mostrou-nos uma coisa estranha...que Walter está ali apenas para encher chouriços!

Ah pois disse...

Se as duas bolas aos ferros tivessem entrado ninguem aqui punha em causa o treinador.

Além do mais, no ano passado houve uma série de jogos medíocres do AVB onde ganhavamos sem saber como.

José Correia disse...

RCBC disse...
porque não falar de Jardel, Lisandro, Gomes ou MAccarty?!?!?!

Pela simples razão de que a saída de Falcao ainda não foi devidamente colmatada.
No dia em que o FC Porto tiver um ponta-de-lança que dê o mínimo de garantias, deixar-se-á de falar no grande Radamel Falcao.

José Correia disse...

jotajota disse...
após os jogos com o Setúbal e o Shaktar, os elogios aos jogadores e treinador eram mais que muitos

Vimos jogos diferentes.
A primeira parte do jogo contra o Setúbal deixou muito a desejar, obrigando o treinador a ir buscar os "trunfos" (Moutinho e Hulk) que tinha deixado no banco.
Quanto ao jogo contra o Shakhtar, os 50 minutos em que o FC Porto jogou em superioridade numérica, primeiro contra 10 e depois contra 9, foram tudo menos entusiasmantes.

José Correia disse...

jotajota disse...
Chocam-me as críticas a Kleber depois dos rasgados elogios de há dias

Rasgados elogios a Kléber?
Da parte de quem?

José Correia disse...

miguel_canada disse...
mostrou-nos que Varela e Christian Rodriguez são duas cartas completamente fora deste baralho e que o Guarin parece disposto a juntar-se ao grupo

De acordo em relação ao Cebola, mas em desacordo relativamente ao Varela e totalmente em desacordo no que diz respeito ao Guarín.

Varela fez o seu melhor jogo desta época, embora tenha falhado um golo de baliza aberta.

Quanto ao Guarín, foi apenas o melhor médio do FC Porto no jogo de ontem. Além de ter salvo um golo quase milagrosamente, foi dos poucos jogadores que conseguiu furar e criar desequilíbrios na defesa do Feirense.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem fizemos um jogo muito fraquinho. Fizemos uma primeira parte que mais parecia um filme do Manoel de Oliveira.

Perdemos 2 pontos, por culpa própria, pois não encaramos o jogo com a devida atitude desde o apito inicial.

O lance da expulsão de James foi o culminar de um jogo para esquecer.
James levantou-se impetuosamente na direcção de Rabiola, que se aproveitou para teatralizar, levando o árbitro a expulsar o seu colega de profissão. Rabiola pelo menos no teatro terá futuro.

Kléber segundo Vítor Pereira estava tocado e por isso foi substituído.
Não compreendo porque é que Walter não entrou na partida, na qual com a pressão do Porto se adivinhavam muitas bolas perdidas na área, impondo-se por isso a sua presença à falta de melhor.

Ontem ficou claro que sem pudermos contar com Hulk, escasseiam soluções para jogar no centro do ataque.
Iturbe ainda está a marinar e tarda a aparecer, e há que decidir de uma vez por todas se Walter conta ou se é só para fazer número.

O resultado foi justo e mau antes da recepção ao Benfica.

Podíamos com uma vitória ontem e outra diante do Benfica, disparar na tabela classificativa.

Valeu o fantástico apoio dos portistas que se deslocaram a Aveiro, que não mereciam este empate.

Agora há que rever o de menos bom, melhorar e recuperar os jogadores para o jogo diante do Benfica.

Abraço

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Dragaopentacampeao disse...

Dois pontos perdidos por culpa de uma exibição deplorável, caracterizada por uma atitude contraproducente, que eu imaginava já completamente erradicada do seio deste valioso plantel. Engano meu e quiçá do próprio treinador que ao invés de corrigir alguns excessos de confiança ajudou a complicar a situação.

Quem porfia, mata caça, quem relaxa passa «traça». Foi o que aconteceu exactamente.

O nulo no marcador reflecte a atroz incapacidade de acertar na baliza. Na primeira parte os nove remates portistas não foram na direcção da baliza e na segunda, os remates mais perigosos esbarraram nos ferros. Varela teve a baliza escancarada e atirou para fora...

Mau de mais para um plantel composto de gente capaz de fazer imensamente melhor. As faltas de Álvaro Pereira e Hulk não chegam para justificar tamanha incompetência.

Que todos aprendam a lição pois exibições similares serão certamente repudiadas pelos incansáveis apoiantes portistas, únicos que mereciam a vitória.

Um abraço

José Correia disse...

Dragus Invictus disse...
Valeu o fantástico apoio dos portistas que se deslocaram a Aveiro, que não mereciam este empate

«Apito final e empate com sabor amargo para o FC Porto. Depois da habitual troca de abraços entre os jogadores das duas equipas, Sapunaru, que até tinha visto os últimos minutos da partida no banco de suplentes, chamou alguns dos companheiros que já se encaminhavam para o balneário, pedindo-lhes para irem agradecer aos adeptos do clube. A maior parte não acedeu ao pedido e foram apenas sete os jogadores que fizeram questão de agradecer o apoio - que nunca faltou - dos muitos simpatizantes do FC Porto que se deslocaram até ao Estádio Municipal de Aveiro. Para além de Sapunaru, também Helton, Moutinho, Rolando, Mangala, Defour, Guarín e Djalma fizeram questão de ir agradecer aos adeptos, num gesto que foi retribuído com iguais aplausos vindos da bancada.»
in ojogo.pt

Este texto de O JOGO dispensa comentários. Algo vai mal no reino da Dinamarca...

DC disse...

E pronto, o Porto empata um jogo fora já está tudo mal.
Jogamos mal, mas contra o Shakhtar e o Setubal tinhamos sido brilhantes.

Se até o Barça empata 2 jogos seguidos porque não pode o Porto empatar também? Não somos imbatíveis!
Confiança, é o que é preciso para sexta, se vencermos na 6a tudo continuará no caminho certo para o título. Velhos do Restelo só servem para prejudicar o clube.

p.s. e se calhar prefiro empatar com o Feirense do que ganhar à custa de cotovelads e penaltis não assinalados.

José Ribeiro disse...

http://um-para-um.blogspot.com/2011/09/falcao-esta-de-volta.html

Convido-vos a visitar!

Abraço

Nelson Coutinho disse...

DC, o empate é o menos mau...O pior foi a falta de atitude e garra e os erros gritantes do VP...Isso é que me deixa apreensivo!

DC disse...

Nélson se o Varela não tem falhado aquele golo feito oferecido pelo James, ou mais tarde o oferecido pelo Guarin, o VP tinha sido brilhante. Como falhou foi um erro do VP.
O VP arriscou, correu mal, mas a verdade é que a equipa melhorou da 1a para a 2a parte.

Quanto á falta de garra e atitude concordo parcialmente, pareceu-me mais limitação física. Como se viu com o James, a vontade era muita mas a capacidade não era assim tanta.

P.S. onde anda o Iturbe?