terça-feira, 25 de outubro de 2011

"Eu faço o prefácio"


"Fico muito feliz por o Dragão de Ouro de treinador ter sido atribuído, por unanimidade, a quem não podia deixar de ser."

"A ti, André, quando um dia escreveres as tuas memórias, dá-lhe o título 'A minha cadeira de sonho', porque eu sei que essa foi a tua cadeira de sonho. Quando o disseste, disseste com a convicção e amor que tens ao FC Porto. Será sempre a tua cadeira de sonho, que te fará sentar em muitas outras cadeiras. E se as escreveres [as memórias] nos próximos 30 anos, se quiseres, faço o prefácio."


Já tinha expressado a minha convicção que, ao contrário das aparências iniciais (para inglês ver e... pagar!), André Villas-Boas não tinha saído do FC Porto em ruptura com a SAD e muito menos com o seu presidente. Mas, se ainda havia dúvidas, estas afirmações de Pinto da Costa, os três (!) abraços calorosos que deu a André Villas-Boas no palco do Coliseu e o brilho intenso no olhar do presidente dos dragões, desfizeram-nas completamente.

E quanto ao sentimento dos adeptos portistas (principalmente os que escrevem e comentam na blogosfera), haverá sempre aqueles que, apesar do que se viu ontem, irão continuar a chamar-lhe ingrato, traidor, Judas, etc. Contudo, perante o universo portista presente nesta Gala dos Dragões de Ouro, é sintomático que André Villas-Boas tenha recebido uma das maiores ovações da noite, aplaudido de pé e com Vítor Pereira a ser um dos primeiros a levantar-se.

Parabéns, André!

36 comentários:

Pedro disse...

Justo, era até inconcebivel que este prémio não fosse para ele.

Eu também não engoli bem a sua saída, mas por mim as portas estarão sempre abertas para AVB.

Miguel Dias disse...

Obviamente que teria de existir uma consagração ao AVB, pelo reconhecimento e valorização da temporada passada, e, sobretudo, para deixar a porta aberta a um possível (quase certo, embora impossível de datar) regresso ao FC Porto.
Jorge Nuno Pinto da Costa não podia deixar nascer/crescer um azedume, ou um rancor nas relações pessoais que prejudicasse o portismo de AVB, a este comportamento chama-se diplomacia, sem ela a Humanidade já se teria extinguido ou ainda viviamos nas cavernas.

MrCosmos disse...

A bandeira Azul e Branca não desilude, parabéns André!
Dúvidas? Nunca houve: a Instituição e adeptos em geral mantêm-se fieis aos seus princípios.

De resto, foi uma enorme noite de Portismo. Eu, não portuense, só posso ter orgulho em transmitir tais valores aos meu filhos.

The Dragon disse...

O prémio é completamente merecido, só que continua a dizer que o timing da saída, foi mais que péssima, e esta a custar-nos muito, como se esta-se a demonstrar!
Que o tivesse feito como de um verdadeiro Portista, na altura certa!
Isso sim, seria de louvar, agora como disse prémio merecido pela época, traidor que espero não ter deixado um legado muito pesado para essas próximas épocas!!

Armando Pinto disse...

Admiro André Villas-Boas como treinador, continuo a gostar que ele seja Portista, mas não me deixo ir no canto da sereia quanto à sua cantata. Não vou nas suas lágrimas de crocodilo. Para já, as frases com que ele adornou o seu discurso são do poema Aleluia, que Pedro Homem de Melo dedicou ao F. C. Porto na década de sessenta, do século XX (e não como parece que o jornal O Jogo afirma, pois tais versos nunca foram de Eugénio de Andrade, que nem gostava de desporto...) E não ficava nada mal ao V. B. referir a fonte... Bem como, se tudo fosse como ele agora quer deixar transparecer, nunca deveria ter tomado uma atitude tão à pressa e lesa-F. C. Porto... Mas, já diz o velho ditado, o F. C. Porto ama-se ou deixa-se.

No mais gostei do que vi da festa, tal como refiro em

http://longara.blogspot.com/2011/10/gala-dos-dragoes-de-ouro-numa-outra.html

miguel87 disse...

A primeira conclusão que cheguei ontem foi que afinal a encenação de Pinto da Costa foi não só para "inglês ver" mas como tambem para o adepto/sócio Portista direcionar a desilusão e descontentamento para o ex-treinador e não para o clube. A mesma "táctica" foi aliás usada na venda do Falcao.

Consequentemente por muito que nos custe temos que nos render á evidência que antes de todo e qualquer objectivo desportivo, é o resultado financeiro que move o nosso presidente/direcção.

Mais uma vez e perante isto fica à mostra a completa injustiça que têm vindo a ser as criticas dos adeptos ao Vitor Pereira.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

peço desculpa, mas há um lapsus linguae na redacção do post: não será André £ibras-Boas?

para mim e parafraseando um enorme portista dos quatro costados, «o Portismo não se apregoa; pratica-se».


somos Porto!, car@go!

«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)

Miguel | Tomo II

José Rodrigues disse...

Obrigadinho Ze' mas eu penso pela minha propria cabeça, thank you very much.

E a minha opinião é que não devia ter recebido o prémio. O "pecado" cometido não é suficientemente grave para o considerar "persona non grata" (estou aberto à possibilidade de um regresso, a ver), mas de persona non grata a Dragão de Ouro vai uma ENORME distância.

E mais - para mim quem aplaudiu das duas, uma:

1) ou é seguidista (e teriam aplaudido na mesma se PdC tivesse declarado q nunca na vida alguém receberia um Dragão de Ouro saindo como AVB saiu, já q aplaudem tudo o q o PdC decide ou diz, mesmo q contraditório),

2) ou então são masoquistas.

Finalmente: já te passou pela cabeça Zé q se calhar o PdC estava pura e simplesmente a ser calculista com esta homenagem?? Não sejamos anjinhos.

José Rodrigues disse...

Já agora e sobre os Dragões de Ouro... um grande mistério para mim é não ter visto em lado nenhum pessoal a perguntar-se pq é q o Hulk recebeu o prémio em vez do Falcão. Este último não "merecia" mais??

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Duarte disse...

"Já agora e sobre os Dragões de Ouro... um grande mistério para mim é não ter visto em lado nenhum pessoal a perguntar-se pq é q o Hulk recebeu o prémio em vez do Falcão. Este último não "merecia" mais??"

José Rodrigues, também pensei nisso, mas para responder à sua pergunta, a entrega ao Hulk foi justa. O Falcao brilhou a grande altura na Liga Europa, foi o homem golo, mas o Hulk fez um campeonato extraordinário e também foi fundamental nas outras competições. Além disso, o Incrível vinha de um ano marcado por aquela sacanisse do túnel e respondeu de uma forma soberba. Para qualquer um dos dois seria justo, mas eu também escolheria o Hulk.

incrédulo disse...

Grande cerimónia o FC PORTO me proporcionou,só achei um pouco inquietante o porquê de os jogadores depois de receberem o prémio não dessem uma palavra de agradecimento e fossem logo "despachados",para darem lugar a outro.

Para mim o ponto alto da noite foi ouvir o nosso hino,quase me emocionei atrevo-me a dizer que me emociono mais com o hino do FC PORTO do que com o Nacional

Depois desta gala espero que os jogadores voltem a sentir o que é ser FC PORTO e honrem e suem a linda camisola ás riscas.

Luís Negroni disse...

miguel87 disse
"Consequentemente por muito que nos custe temos que nos render á evidência que antes de todo e qualquer objectivo desportivo, é o resultado financeiro que move o nosso presidente/direcção."

Se a principal preocupação (de PdC) são os resultados financeiros e mesmo assim os resultados desportivos aparecem, e de forma esmagadora - Uma liga campeões, duas ligas europa, uma taça intercontinental, 7 campeonatos, 5 taças portugal, 6 super taças, 22 troféus ao todo em pouco mais de 9 épocas, incluindo os mais importantes a nível mundial - não estou a ver qual é o problema. É ouro sobre azul, como costuma dizer-se.

Mas há que dizer que PdC deve ser um homem cheio de sorte, talvez mesmo o homem com mais sorte no mundo. Nem o Gastão das histórias Disney se lhe compara. Porque preocupar-se quase exclusivamente com dinheiro e ter troféus a cairem-lhe no colo constantemente vindos do céu aos trambolhões, só mesmo para alguém com uma sorte inigualável. Ou será que é outra coisa?

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
E mais - para mim quem aplaudiu das duas, uma: 1) ou é seguidista (...); 2) ou então são masoquistas.

Eu não sei se sou seguidista (do Pinto da Costa) ou masoquista, mas se ontem tivesse estado no Coliseu teria aplaudido o André Villas-Boas de pé.

Fernando B. disse...

Veremos em Junho de 2012, ou já em Janeiro até, se não assistimos a uma extraordinária operação de Marketing, de "Compras & Vendas, Lda."

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
Finalmente: já te passou pela cabeça Zé q se calhar o PdC estava pura e simplesmente a ser calculista com esta homenagem?? Não sejamos anjinhos.

Anjinhos? Não sei quem é que estará a ser anjinho.

Recordo o seguinte: logo após a final da Liga Europa e antes da final da Taça Portugal, a revista PUBLICA (suplemento do jornal PUBLICO) fez um número com o AVB na capa, onde o provável destino Chelsea era referido expressamente.

Mais. Se bem me lembro, na mesma altura, até houve uma empresa de apostas online que apresentou uma lista de vários possíveis clubes que o AVB poderia treinar em 2011/12 (o Chelsea era um deles).

Por tudo isto, é óbvio que eu não acredito na história de que a SAD foi surpreendida à última da hora, com um pedido do AVB de que queria ir para o Chelsea. E muito menos em traições.
Se em 20 de Maio os sinais públicos já eram aqueles que eu acima referi, imagina o que o Pinto da Costa e o Antero não saberiam há muito mais tempo.

José Correia disse...

Mas não é verdade que o Pinto da Costa fez afirmações transmitindo a ideia de que o AVB ia continuar?
Claro, é que se chama fazer render o peixe.

Mas, se assim é, por que razão é que apenas a 21/06/2011, 10 dias antes do início dos trabalhos da nova época, é que o AVB saiu?
O problema do timing da saída do AVB é que era preciso obrigar o Chelsea a pagar os 15 milhões e a pronto!
Ora, cada vez tenho menos dúvidas que foi isso que fez arrastar o processo durante alguma semanas.

José Correia disse...

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...
peço desculpa, mas há um lapsus linguae na redacção do post: não será André £ibras-Boas?

Não Miguel, não houve qualquer engano. É mesmo André Villas-Boas. Possivelmente estarás a confundir-me com pessoas de outros blogues.

Jorge disse...

Bom post Jose. Concordo com o premio mais que merecido e com a tua interpretacao dos acontecimentos.

Daniel Gonçalves disse...

Na minha humilde opinião foi mesmo uma traição/deserção, mas considero que a atribuição do Dragão de Ouro ao André foi totalmente justa e merecida, e não lhe guardo rancor ou resssentimento. Mas existe um pormenor do qual discordo do José Correia: penso que a SAD e o Presidente do FC Porto não contavam com a saída do treinador já, e daí terem sido apanhados de surpresa, apesar de saberem do interesse do Chelsea ou de outros clubes sempre contaram que o André recusasse ofertas e ficasse no minímo mais uma temporada, também não se contava com o pagamento - de sopetão - da cláusula de rescisão pelo Abramavich.
O prémio de ontem foi o sinal de que Pinto da Costa não guardou rancor ao André VB e que conta com um regresso do "Cenourinha" (sempre fica melhor que qualquer outro dos epítetos que alguns portistas lhe passaram a chamar após a deserção) ao FC Porto.

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
pq é q o Hulk recebeu o prémio em vez do Falcão. Este último não "merecia" mais??

Recordo três coisas:
1) O fulgurante início de época do Hulk;
2) O ter andado com a equipa às costas (em termos ofensivos) nos dois meses em que o Falcao esteve ausente;
3) O ter sido o melhor marcador do campeonato.

Mas se tivesse sido o Falcao o escolhido, também não ficava mal entregue.

Maria Da Fonte disse...

Também penso que o NGP sabia,ou melhor teve conhecimento que o André ia sair .
Deve ter-lhe dito:
-Vai André não olhes para trás,desde que o dinheiro entre.
Depois é o que sabemos,com menor ou maior dificuldades vamos em 1º e o resto é conversa.
E nesse aspecto sou seguidista e não me arrependo.
VIVA O NGP
PORTO PORTO PORTO
-

Daniel Gonçalves disse...

Pois eu prefiro escrever o posfácio ou um prefácio a uma 2ª edição, assim tenho a vantagem de já ter lido o prefácio de Jorge Nuno e o livro, tiro a minha conclusão após reflectir sobre o conteúdo da biografia e sobre o que ambos afirmam, e após conhecer bem os passos que levaram André VB a aceitar o convite do Chelsea.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ José Correia

obviamente que estava a brincar, apesar de ainda estar sentido com o "abandono" do André.

depois de ler a tua "teoria da conspiração", apercebo-me que provavelmente a deserção terá sido um contributo importante para os cofres do clube.

acredito que o nosso grande presidente não se abraçasse daquela forma efusiva com um qualquer "traidor".
de facto, a tua teoria faz algum sentido 8se não todo o sentido).

abraço
Miguel

Zero disse...

Tentando não lançar ao puto ganancioso que treina (?) o Chelsea alguns epítetos largamente merecidos, gostaria apenas de relembrar duas provas (das muitas) que refutam irremediavelmente a conveniente teoria da "premeditação" por parte de Pinto da Costa:

- Pinto da Costa fez com Villas-Boas, e já muito perto do fim da época, algo que nunca lhe tinha visto fazer a não ser talvez com Pedroto: um elogio público que rezava "É tão portista como eu!". PdC "molhou-se" sem o necessitar(talvez como forma de pressão sobre AVC) mas estas suas palavras soaram quase ridículas apenas alguns dias mais tarde...

- Pinto da Costa contratou Vítor Pereira para substituir AVC (e ainda por cima, no mesmo dia da saída deste, como foi admitido pelos dois, PdC e VP). Ora, se a saída de AVC estivesse prevista e preparada e a ideia fosse só sacar mais pasta ao Chelsea, PdC teria uma equipa técnica a sério preparada para ser contratada, e não estes técnicos de em-cima-do-joelho. Tenham lá santa paciência.

Armando Pinto disse...

Também penso que assim como o Libras Boas recebeu o trofeu também o Falcao devia ter recebido.

No meio disso tudo penso que os adeptos que mais sofrem e vibram com o clube, é que ficam desconsiderados. Pois, na generalidade, vão a todas e acompanham tudo. Mais, porquê não estarem os troféus das modalidades expostos, como os do futebol? O hóquei em patins também tem taças dos Campeões Europeus, Taça das Taças e Taça CERS...

José Correia disse...

Zero disse...
relembrar duas provas (das muitas) que refutam irremediavelmente a conveniente teoria da "premeditação" por parte de Pinto da Costa

Provas? O que referiu está muito longe de poder ser considerado provas.
E, já agora, ninguém falou em "teoria da premeditação" de Pinto da Costa. O que eu disse é que há muitas evidências que refutam a tese que a SAD foi apanhada de surpresa.

José Correia disse...

Armando Pinto disse...
porquê não estarem os troféus das modalidades expostos, como os do futebol?

Porque o FC Porto é essencialmente um clube de Futebol.
Porque o peso do Futebol é esmagador no Universo portista.
Porque, desde que foi criada a SAD, se acentuou a "futebolização" do clube.

Zero disse...

@José Correia: substitua no meu comentário a palavra "provas" por "evidências", dado que esta é mais do seu agrado. E se lhe aprouver, já agora refute-as.

José Correia disse...

Zero disse...
um elogio público que rezava "É tão portista como eu!"

E?
Acha que é uma afirmação ridícula?
Se viu, no Porto Canal, a transmissão televisiva da entrega dos Dragões de Ouro, terá ouvido Pinto da Costa dizer o seguinte:
"Quando o disseste [que estavas na tua cadeira de sonho], disseste com convicção e o amor que tens ao FC Porto."

José Correia disse...

Zero disse...
se a saída de AVC estivesse prevista e preparada e a ideia fosse só sacar mais pasta ao Chelsea, PdC teria uma equipa técnica a sério preparada para ser contratada

Se esta tese fosse verdadeira, então teríamos de concluir o seguinte:
1) Apesar dos muitos sinais públicos, Pinto da Costa foi apanhado desprevenido (devia andar entretido com outras coisas...);
2) O Vítor Pereira não é um treinador a sério;
3) 10 dias (de 20/Jun a 1/Jul) é um período insuficiente para uma das equipas de gestão de futebol mais competentes do Mundo contratar um treinador a sério.

José Rodrigues disse...

"uma das equipas de gestão de futebol mais competentes do Mundo"

Eu acho sem duvida q sao em geral muito competentes, mas assinalo q foi esta tal equipa de gestao q contratou treinadores como Quinito, O. Machado, Del Neri, V Fernandez, V Pereira...

Ou seja, estao muitissimo longe de serem infaliveis na escolha de treinador (alias, pelas minhas contas acertaram em cheio 2 ou 3 vezes, outras quantas de forma satisfatoria e uns 50% das vezes de forma claramente insatisfatoria).

Alias, na escolha de Del Neri foram tao competentes e profissionais q pela admissao (mais tarde) de PdC escolheram-no basicamente na "lista telefonica" (exagerando, claro; PdC disse q veio por recomendacao de um empresario, o q para mim nao anda muito longe disso).

Eu estou convencido q VP foi promovido devido a uma mistura de 2 coisas: demasiado tarde para contratar os treinadores q preferia, e uma certa crenca q alguma continuidade poderia ser benefico (estando talvez escaldado com episodios como o do Del Neri ou do Co nos primeiros meses).

José Rodrigues disse...

"O que eu disse é que há muitas evidências que refutam a tese que a SAD foi apanhada de surpresa"

Totalmente de surpresa nao foi, certamente. Mas mesmo nao sendo totalmente apanhado de surpresa, nao seria facil convencer treinadores a ficar em "banho maria" 'a espera de uma chamada dele (tendo eles outras boas opcoes pela frente) enquanto o PdC ficava na duvida se o AVB saia mesmo ou nao (e eu estou convencido q o PdC achava q conseguia convencer o AVB a ficar mais uma epoca; alias, como o proprio Libras Boas confessou, PdC ofereceu-lhe uma proposta absolutamente milionaria para continuar mais um ano, o q e' uma prova de q a teoria sui generis do J. Correia (e outros) de q o PdC queria mesmo vende-lo ja' e' um disparate pegado.

De resto o Ze' fez desta historia de haver surpresa ou nao um autentico cavalo de batalha quando eu acho q tem pouca relevancia para a discussao: no q me diz respeito (e de muitos outros conhecidos) nao faz diferenca nenhuma para a minha opiniao de q Libras Boas nao devia ter recebido um Dragao de Ouro.

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
a teoria sui generis do J. Correia (e outros) de q o PdC queria mesmo vende-lo ja'

Como?!!
Onde é que eu disse que o Pinto da Costa queria vender o AVB?
O que eu disse, e repito, é que quando percebeu que a saída do AVB era praticamente inevitável, o Pinto da Costa teve algumas intervenções públicas para fazer render o peixe.

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
o Ze' fez desta historia de haver surpresa ou nao um autentico cavalo de batalha

Como sabes, muitos dos adeptos que criticam o AVB fazem-no devido ao timing da sua saída e por, supostamente, a SAD ter sido apanhada de surpresa.

Bruno disse...

Volta, André! Fazes uma falta...