sábado, 29 de outubro de 2011

O slb quer manter Vítor Pereira


«O Benfica quer manter Vítor Pereira na cadeira das nomeações e trocou o apoio, inequívoco e sem contrapartidas, a Fernando Seara pela manutenção do “status quo”, que tanto criticou há duas épocas. Foram essas críticas, aliás, que levaram Vítor Pereira a alterar o seu comportamento em relação às nomeações para os jogos do Benfica. Ia “entrar em campanha”. Não lhe interessava ter um clube com a representatividade do Benfica a criticá-lo publicamente. E, por isso, acabou com as análises de cinco em cinco jornadas. Sintomático.

Fica bem claro que aos nomeadores não são concedidas condições que os levem a fazer um exercício de autonomia plena e independência. Nem os nomeadores parecem muito preocupados com a ausência dessas condições. São pressionados e coagidos; infletem as estratégias com total despudor – e siga a banda...

Significa isto duas coisas: que, na verdade – deixemo-nos de hipocrisias –, é muito importante ter no Conselho de Arbitragem um responsável sensível às sugestões e às “reações”; perante essa “inevitabilidade”, a alegada capacidade para realizar, inovar e reformar, que estaria ao alcance de Seara, conta “zero”...

O Sporting não estava satisfeito com Vítor Pereira e com as arbitragens na Liga, mas depois de ensaiar esta época um combate semelhante ao dos encarnados na temporada anterior, com a eficácia que ora salta à vista – onde está o desejo de afirmação da autonomia propalada por Vítor Pereira? –, percebeu que poderia ir a reboque do Benfica, com mais ou menos ruído...

Godinho Lopes apoia Fernando Gomes e, cumulativamente, Vítor Pereira.»

----------

O texto anterior é da autoria de Rui Santos e foi retirado de um artigo publicado no Record na passada quinta-feira, dia em que foram entregues as duas listas que vão concorrer às eleições da FPF.

A minha "simpatia" pelo comentador da SIC e ex-jornalista de A Bola é conhecida dos habituais leitores do RP, mas não posso deixar de elogiar a forma desassombrada como, neste artigo, desmascara a hipocrisia, contradições e reais intenções dos dirigentes do slb (e, por arrasto, do SCP).

Qual verdade desportiva, qual carapuça! O que eles querem é alguém da sua confiança a nomear os árbitros e o resto é conversa.

E se, para atingir esse objectivo estratégico, for preciso deixar cair os amigos (Fernando Seara) e "apoiar inequivocamente" um portista (Fernando Gomes) para a presidência da FPF, nem hesitam.

2 comentários:

reine margot disse...

O Fernando Gomes é portista?
Pergunto, porque pode haver alguém que o conheça e me esclareça. Para mim ele é um, direi sem má intençao, um oportunista...

engraçado que um gajo tão convencido como o rui brilhnatina santos só agora tenha percebido o que se passa... será que, como amigo, também o abandonaram?

José Correia disse...

reine margot disse...
O Fernando Gomes é portista?

Sugeria a (re)leitura deste post:
http://reflexaoportista.blogspot.com/2010/06/fernando-gomes-e-angelino-ferreira.html