quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Digam lá se já não tinham saudades...



...de uma vitória europeia a sério!

É, agora, uma sensação de maior leveza que nos vai acompanhar até ao próximo encontro.
O peso que, nos últimos tempos, vínhamos a carregar nos ombros era quase insuportável...

E tudo está bem, assim num repente?
Claro que não, mas finalmente os jogadores deram o litro, como os adeptos gostam.

Os passes voltaram a estar longe da perfeição, só que, desta vez, quem perdia a bola ia atrás do prejuízo e não ficava, como em Coimbra, de braços cruzados à espera que o companheiro do lado resolvesse.

E também lá voltou, finalmente, a nossa famosa "estrelinha" da época passada.
Duas bolas nos nossos postes mas também um Hélton imenso.

A ideia inicial de Vítor Pereira tinha algum fundamento:
Fucile tinha falhado, e à brava, na nossa última deslocação ao leste da Europa e Maicon, mesmo parecendo que está a fazer um alívio para a bancada em cada lance que disputa, fazia lógica para um jogo de maior contenção que se antevia.
Já Djalma era mais porque alguma coisa tinha que mudar naquele trio de ataque.
E Hulk, mesmo rendendo menos no meio, é sempre um perigo à solta em qualquer sector do campo. Mesmo que tocado e em má forma física (para o seu alto nível, obviamente).
Quanto a Defour, embora este ainda nada tenha provado de concreto, era tempo de colocar Belluschi na prateleira. Já chega de tantos minutos em campo que lhe passam completamente ao lado. É um justo castigo. Que reflicta no (pouco) que tem feito e volte em grande.

Numa noite de acontecimentos inesperados, até Cristian Rodriguez disputou um lance com tamanha garra que teve que ser travado, consecutivamente e à margem das leis, por dois jogadores diferentes.
Tal coisa já não se via, por aqueles lados, há muito, muito, tempo.

É tempo, pois, de recuperarmos a energia e, principalmente, alma.

33 comentários:

Dragaoatento disse...

Champions League - Shakhtar Donetsk 0 FC Porto 2
Sim, é verdade! Podemos continuar a sonhar! Pois, porque ganhamos ao Shakhtar em casa deste, como aliás se impunha caso quisesse-mos ter possibilidades de continuar na prova, mas, e aqui este mas significa que há reticências a ter em conta. Este FC Porto ainda não é e não sei se chegará a ser esta época, uma equipa consistente, personalizada, dominadora, a praticar um futebol agressivo, um futebol com os jogadores portistas a serem mais rápidos a chegar à bola do que os contrários, a equipa jogando em antecipação aos adversários, em suma, a praticar um futebol fluente e veloz!
É preciso notar que se o Shakhtar foi uma equipa que trocou muito bem a bola, faz circulação de bola na perfeição, cujos seus interpretes são bons de bola, porem é uma equipa que joga a passo. E uma equipa como a do FC Porto da época passada não teria qualquer dificuldade em triturar este adversário.

portodocrime disse...

FCPorto 1 MST 0

Abraço

Amphy disse...

Se calhar libertaram parte dos salários em atraso...

:-)

p.s. - Pura especulação.

Armando Pinto disse...

O Gomes, afinal, teve uma boa prenda, e especialmente nós, todos nós os adeptos que sentimos o F. C. Porto, tivemos o que mais queríamos com esta vitória do F. C. Porto na Ucrânia, hoje.
Num momento particularmente especial, foi uma vitória muito importante, que, se a partir daqui houver cabeça e inteligência dos responsáveis e dos atletas, pode fazer a retoma do rumo vitorioso Portista.

Vitor disse...

Estamos a largas milhas daquilo que já se viu jogar, ou daquele nível de qualidade a que nos habituou o nosso Porto mas, finalmente já se viu qualquer coisa daquilo que nós chamamos de jogar "à Porto"! Houveram erros e perdas de bola mas, também houve muita garra e muita vontade. Hoje, os rapazes vestiram o fato-macaco e deram a cara à luta. Perfeitos? Ainda não. Lá chegaremos. Daremos pequenos mas firmes passos rumo à consagração e, para já, temos o SCBraga...

Parabéns também à ousadia/coragem do NOSSO treinador.

Bernini disse...

Valeu a vitória, num contexto muito difícil, que nos faz respirar de alívio em matéria de champions...
Momento excelente para os defensores do treinador renascerem das cinzas (eles que têm andado tão calados) e mostrarem toda a sua exuberância!

Acho que o Christian Rodriguez jamais pode ser acusado de falta de entrega, ele que nesse aspecto até é um exemplo. Pode ser acusado sim é de falta de clarividência e de objectividade, mas isso justifica-se pelas limitações técnicas para a posição que ocupa.

Louro disse...

A vitória acabou por ser feliz, mas acima de tudo vimos atitude, garra , entreajuda, solidariedade, agressividade q.b.
Esta vitória só tera significado com outra vitoria no domingo e a manutenção da liderança do campeonato!
Os abraços dos jogadores no final contraiam a tese do balneário desunido e da rebelião instalada, no entanto continuo a achar que a equipa técnica não tem perfil...

jotajota disse...

Só não concordo com a referência a Defour.Deu uma grande consistência ao meio-campo. Foi o jogador que mais correu em campo na 1ª parte, fazendo mais de 6 Km. Muito rotativo, um pouco à semelhança de Moutinho, foi fundamental nas transições ofensivas.
Impressionou-me desde os primeiro momento. Penso que é compatível com Moutinho e pode ser uma mais valia para o muito que falta da época. Não é por acaso que Ferguson o teve debaixo de olho até uma lesão grave que ultrapassou.
Mangala, seu ex colega de equipa, é outro jogador que será decisivo nos próximos jogos depois de recuperar da distensão muscular.
O centro da defesa é nesta altura o ponto mais fraco da equipa.
Espero que os jogadores mantenham a atitude. Provou-se que afinal V. Pereira não era o exclusivo culpado da crise de exibições e resultados.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caríssimos,

esta noite, mesmo com uma imensa Fortuna, que se soube procurar (e conquistar), a Equipa uniu-se e quis vencer. afinal, "querer é poder".

e, sendo assim, (i) nada está perdido na Champions e (ii) teremos esta equipa técnica até Dezembro (pelo menos) - pelo que será tempo de nos unirmos e lhes darmos apoio, por muito duvidosos que estejamos com um passado recente que não desejamos que se repita no Futuro mais imediato.

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todos vós! ;)
Miguel | Tomo II

Soren disse...

Quando as madalenas querem correr, quando ha brio, alma e profissionalismo é mais facil ser-se feliz. E é mais facil ganhar jogos. O Shaktar pareceu-me um "bocadinho" mais forte que a Académica.

Hulk, um muro de trabalho, de entrega, de concentraçao, que jogo impressionante.

Centrais como sempre, fraquissimos.

Christian Rodriguez joga 20 minutos e acaba o jogo manco. Outra vez. Mais uma vez. Pela milésima vez. Um dos tais grandes profissionais deste plantel.

Oxala a entrega seja para continuar, porque de fraca condiçao fisica nao padece este Porto. Ja nao via um jogo com um ritmo destes, na fase de grupos da LC ha muito tempo.

Continuo a acreditar, como sempre acreditei, que se os jogadores quiserem, temos todas as condiçoes de passar para a proxima fase. Se nao quiserem, nao temos.

Acredito que o Shaktar, porque tem futebol mais que suficiente para isso, podera finalmente ter a estrelinha que lhe tem faltado, para vencer em Chipre.

José Correia disse...

E também lá voltou, finalmente, a nossa famosa "estrelinha" da época passada. Duas bolas nos nossos postes

É normal dizer-se que a sorte no futebol dá muito trabalho mas, de facto, ontem tivemos a "estrelinha" de que fala o Luís Carvalho. Para além das duas bolas no poste, os dois golos do FC Porto foram "abençoados" pelos Deuses.
E até o resultado do outro jogo foi o melhor possível para os interesses do FC Porto.

José Correia disse...

até Cristian Rodriguez disputou um lance com tamanha garra que teve que ser travado, consecutivamente e à margem das leis, por dois jogadores diferentes

Na minha opinião, a 2ª falta (uma entrada às pernas do Cebola sem qualquer intenção de jogar a bola) era para vermelho directo.

José Correia disse...

jotajota disse...
O centro da defesa é nesta altura o ponto mais fraco da equipa

Não sei se é o ponto mais fraco, mas particularmente a exibição do Rolando deixou muito a desejar.

No lance da 1ª bola ao poste, se o avançado do Shakhtar se tem deixado cair quando foi puxado, o Rolando tinha sido expulso e deixado a equipa a jogar com 10 a 71 minutos do fim do jogo.

José Correia disse...

E Hulk, mesmo rendendo menos no meio, é sempre um perigo à solta em qualquer sector do campo

Não tendo Falcao (nem outro ponta-de-lança que se lhe compare) foi decisiva a colocação do Hulk no meio. Penso mesmo que teria sido a melhor opção para os outros dois jogos fora da LC.

José Correia disse...

Uma coisa de que ainda ninguém falou foi a arbitragem. O árbitro esteve muito bem, particularmente nos "mergulhos" dos jogadores do Shakhtar dentro da área, na tentativa de sacarem penalties.

José Correia disse...

Para mim, os melhores do FC Porto no jogo de ontem foram (por esta ordem):
- Helton
- Hulk
- Moutinho

Por sinal, são os três capitães. Será coincidência?

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Mais que tudo, ontem a equipa teve atitude séria, lutou e correu pelo resultado.
O meio campo funcionou e por conseguinte fomos fortes na pressão e na construção de jogo.
Helton esteve enorme na primeira metade, evitando males maiores. A defesa com os pés foi fantástica.
Na segunda parte dominamos completamente o adversário e sob a batuta de Hulk e Moutinho conseguimos uma justa vitória.
Espero sinceramente que não tenha sido uma exibição episódica, e que haja continuidade na atitude, pois as boas exibições surgirão com naturalidade.
Que o jogo de ontem não seja como a velha fábula do burro e da cenoura.
Falta-nos uma simples vitória para nos apurarmos. Acredito que se a atitude se mantiver conseguiremos.

Abraço e boa semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.com

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Foi uma vitória feliz, sofrida mas muito digna, na medida do esforço e solidariedade manifestados quer pelos jogadores quer pelo técnico.

Os problemas continuam, não desaparecerem, mas pelo menos vimos raça e ambição.

Voltar a depender de si próprio é um factor que poderá ajudar a atingir o objectivo, mas será necessário muito empenho, porque apesar do jogo decisivo ter lugar no Dragão, ao Zenit basta empatar.

Espero que a sorte que nos bafejou na Ucrânia não nos abandone.

Um abraço

HuRo disse...

Bom dia,

No meio desta época triste e soluçante, o que me deixa feliz e aquilo que me faz gostar do nosso FCP é que se fosse qualquer clube da 2ªcircular, com os nossos problemas, estavam a 10 pontos do 1º no campeonato e na champions estavam eliminados à muito.

Mesmo com os problemas evidentes que temos apresentado, estamos na luta...

Gostava de deixar duas reflexões para a comunidade portista: o Porto não necessita de jogar sempre em 4-3-3, parece que existe alguma regra dentro do clube que a perder, a ganhar, empatado, a equipa técnica quando mexe tem de manter o 4-3-3. Nunca me esqueço que no ano em que ganhamos a champions com Mourinho, jogamos quase sempre em 4-4-2 (era Pedro Mendes o 4ºmédio para fazer companhia a Costinha, Maniche e Deco)porque na europa, arrisco dizer apenas 2/3 equipas (Barça, ManUni, Chelsea) arriscam jogar com poucos médios. Um clube como o FCP não pode jogar com 3 médios a este nível. Lembro-me até de ler, que a forma que Mourinho utilizou para motivar os jogadores no inicio da época 2003/2004 foi introduzir uma mudança táctica para evitar que jogadores como Deco, Costinha, Maniche, que tinham ganho tudo no ano anterior pensarem que "eram os maiores e caírem no relaxo".
Se VP não tem confiança nos jogadores consagrados, coloque Djalma, Christian Rodriguez, Alex Sandro, Souza (é um 8, não um 6), Iturbe, Defour, Mangala, etc. Qualquer treinador tem mão no plantel quando o plantel o respeita e, isso só se consegue se os jogadores perceberem que se o melhor jogador do clube estiver, por exemplo, com falta de empenho, vai para a bancada.

Agora é pensar no Braga para ganhar:)

miguel87 disse...

http://reflexaoportista.blogspot.com/2011/11/o-papa-recordes.html

http://reflexaoportista.blogspot.com/2011/11/o-papa-recordes-ii.html

Caros Reflectores, fico á espera do III capitulo dos posts acima e sugiro desde já:
Nenhuma equipa excepto o Barça tinha ganho naquele estádio do Shaktar.

InVicturioso disse...

Portistas, nao nos enganemos a nós próprios...A exibicao de ontem foi FRACA e o Shaktar na segunda parte praticamente nao existiu.
Houve algumas coisas positivas, mais do que nos jogos anteriores, mas continuamos a jogar mal, muito desapoiado...

http://tresandaafutebol.blogspot.com/2011/11/esta-garantido-o-apuramento.html

PeidoMestre disse...

@José Correia

"Para além das duas bolas no poste, os dois golos do FC Porto foram "abençoados" pelos Deuses."

o 1º golo parece-me abençoado pelo passe do moutinho e pela finalização do hulk... um excelente golo! brilhante assistência de moutinho, excelente recepção de hulk e golo! simples.
o 2º golo podemos dizer que é o chamado chouriço, remate, tentativa de corte e autogolo.
ps:quando o guarin marcou 1 golo ao roberto da linha final foi 1 grande golo, ou quando o falcao na 2ª mão da Taça marca 1 golo ás 3 ou 4 tabelas ao roberto tb foi de antologia...


"No lance da 1ª bola ao poste, se o avançado do Shakhtar se tem deixado cair quando foi puxado, o Rolando tinha sido expulso..."

se a minha avó não tivesse morrido ainda hoje era viva...

Daniel Gonçalves disse...

Soren disse "Christian Rodriguez joga 20 minutos e acaba o jogo manco"
Será que não foi devido às duras entradas de que sofreu? Causa/consequência? Vamos a ser justos e sérios na análise, qual era o jogador que se levantava após sofrer a 1ª entrada duríssima que ele sofreu? Concordo com o Bernini ele é esforçado e não pode ser acusado de falta de entrega.

Mário Magalhães disse...

Boas,

Concordo com o posto do InVicturioso, ontem tivemos a sorte do jogo, e compreendo o porque do Shaktar só ter os pontos que tem...
Tivemos uma exibição fraca, então a defesa esteve muito mal e senão fosse o Helton, o resultado teria sido outro...
Não nos podemos esquecer o passado recente, e a incompetência do treinador em outros jogos. Continuo muito renitente e achar que o aconteceu ontem foi o adiar de uma situação inevitável...
Quero também deixar uma palavra ao nosso presidente, não fale demais porque acho que as palavras que proferiu hoje, eram escusadas, porque já ficou bem claro que o treinador não tem competência.

José Correia disse...

PeidoMestre disse...
o 1º golo parece-me abençoado pelo passe do moutinho e pela finalização do hulk... um excelente golo! brilhante assistência de moutinho, excelente recepção de hulk e golo! simples.

Tudo isso é verdade, mas o remate efectuado com o pé direito (o pior pé de Hulk) saiu enrolado e tivemos a felicidade de ter sido desviado pelo defesa do Shakhtar.
Para quê negar as evidências?

José Correia disse...

PeidoMestre disse...
quando o guarin marcou 1 golo ao roberto da linha final foi 1 grande golo

Para mim foi um grande frango (mais um) de um guarda-redes do slb que me deixou muitas saudades...

PeidoMestre disse...

@José Correia

"...remate efectuado com o pé direito (o pior pé de Hulk) saiu enrolado e tivemos a felicidade de ter sido desviado pelo defesa do Shakhtar.
Para quê negar as evidências?"

para mim a evidência é o remate ter entrado, se foi enrolado, com o pé direito, pouco importa...se tivesse sido com o melhor pé e colocadissimo, mas tivesse acertado no GR? tinha sido infeliz? para mim tinha atirado mal! há penaltys que são colocadissimos e acertam no poste, outros vão ao meio da baliza e são golos! isso de falar de felicidade e infelicidade tem muito que se lhe diga.

PS: sigo o blog diariamente e aprecio o nível dos posts e a forma como se discute o nosso clube. os meus parabens aos autores!

uma nota de rodapé, vamos continuar a apoiar o nosso clube, independentemente de quem lá está!a semana pode ser boa para o nosso PORTO!

Soren disse...

Daniel,

Essa é a sua apreciaçao. Nao é a minha. Sim o Rodriguez em campo esforça-se. Mas nem 15 minutos a um ritmo normal aguenta (ja ha mais de 2 anos!) e fora do campo deixa muito a desejar. E algo vai mal no treino, ou na nutriçao ou no descanso para estar constantemente lesionado. E sei de coisas que nao importa aqui acrescentar.

O jogo foi sofrido e muito duro. Valeu o relvado que nao estando perfeito ajudou as duas equipas a jogar futebol.

O que ha a tirar deste jogo é que quando os jogadores sao profissionais, quando respeitam quem lhes paga e acima de tudo, se respeitam a si mesmos, resultados como o de ontem acontecem com naturalidade.

Temos um problema muito grave no centro da defesa. Mas enquanto a equipa nao atinar no meio campo e nao for suficientemente solidaria a defender, os calafrios de ontem repetir-se-ao.

Muitos jogadores nao foram sérios, nem profissionais no inicio da época. A indisciplina paga-se caro. Agora é preciso arrepiar caminho com a corda no pescoço. Oxala ainda vamos a tempo. Teem qualidade mais que suficiente para isso.

DC disse...

"e senão fosse o Helton, o resultado teria sido outro"

Concordo, se jogássemos sem guarda-redes não me parece que conseguíssemos ganhar.
Mas o Hélton não está lá para isso?

"Quero também deixar uma palavra ao nosso presidente, não fale demais porque acho que as palavras que proferiu hoje, eram escusadas, porque já ficou bem claro que o treinador não tem competência."

O quê? Na véspera dum jogo fulcral para a época o Presidente vem dar força e confiança ao grupo e fez mal?
Devia quê? Ter vindo dizer antes do jogo que ia despedir o VP?
Enfim... devo ser eu que sou maluco e que acho que, pelo menos enquanto for treinador do Porto o VP deve ser sempre apoiado e não assobiado e pressionado.

Duarte disse...

"O senhor Delgado, antes de nos enterrar, deve esperar pela missa do 7º dia, para ter a certeza que estamos mortos".

Foi esta uma das afirmações de Pinto da Costa. Compreendo que fosse difícil conter as palavras depois de uma vitória importante como a de ontem, mas se é verdade que o Delgado deveria esperar pela missa do 7º dia, também é aconselhável que o nosso presidente faça como São Tomé: ver para crer. Pela minha parte é isso que farei. Continuo a não acreditar minimamente em Vítor Pereira, o onze escolhido fazia prever o descalabro, mas as coisas correram-lhe bem. Assim se mantenham por mais uns tempos, se possível até final da época (é, às vezes há milagres).

Centrando-me mais no jogo, a vitória foi bem conseguida, tivemos a sorte que nunca nos tinha acompanhado até agora. Não tenho problemas em dizer que Vítor Pereira está de parabéns, porque da mesma maneira que entendo que são dele 90% das culpas pela onda de maus resultados e exibições, também lhe atribuo inteiro mérito pela vitória de ontem.

José Rodrigues disse...

Vitoria extremamente saborosa, estou certo que nao ha’ nenhum portista que nao tenha ficado muito contente (e por isso mete-me do’ ver portistas que vem agora falar em ‘derrota’ ou azia do MST e de outros portistas, uma autentica palhacada).

Nao podemos negar que tivemos bastante sorte (nao so’ no nosso jogo mas tb no resultado do outro jogo), mas sem duvida q esta exibicao ja’ foi minimamente consentanea com o que se pede de um FCP (acima de tudo na 2ª parte), o q e’ salutar. Temos, no entanto, ainda pontos a corrigir tanto nas manobras defensivas como no fio de jogo ofensivo.

De qualquer forma a consequencia e’ um ‘balao de oxigenio’ e uma injecao de motivacao que pode, esperemos nos, embalar a equipa para o bom caminho. Ainda bem.

Quanto ao apuramento para a LC, confesso q nao estou muito confiante, e pelas seguintes razoes: temos obrigatoriamente que ganhar e o Zenit vai colocar-se ‘a defesa, explorando o contra-ataque.

Ora o Zenit defende bem quando quer, e este FCP ataca mal quando tem equipas fechadas (e q sabem defender) pela frente. O nosso fio de jogo ofensivo e’ incipiente e de zero criatividade (continuo a achar q VP nao tem qualidade q.b. para ser treinador no FCP, mas espero bem q me prove errado), as opcoes ofensivas insatisfatorias (Kleber ainda verde e mais nenhum PDL inscrito na LC).

Aconselho VP a treinar imenso as bolas paradas, pq em bola corrida penso q vamos ter muitas dificuldades. ‘A partida penso q teremos talvez uns 50% de prob de vencer o Zenit, nao mais.

Nuno Nunes disse...

Ao miguel87,

Não fique desiludido, caro leitor.

Vitor Pereira falhou novo recorde na Ucrânia mas novos capítulos se seguirão.

miguel87 disse...

Nuno Nunes, desejo má sorte para esses anseios, uma vez que colidem com o interesse maior do clube, que são os recordes positivos e não os negativos!