quarta-feira, 9 de novembro de 2011

O fosso


Aproveito para dar um abraço aos dois adeptos que caíram no fosso do estádio quando se preparavam para receber a camisola do Capel, que acabou por ficar muito emocionado com o sucedido. Felizmente as situações não são graves: um dos adeptos só tem uma luxação e o outro foi operado a uma fratura num dos braços.
Godinho Lopes, 07/11/2011


Na idade média, construíram-se muitos castelos com um fosso à volta. O fosso, que poderia ser cheio de água, era a primeira linha de defesa do castelo.

No início do século XXI, construíram-se, ou foram remodelados, diversos estádios em Portugal, tendo em vista o EURO 2004. Num desses estádios, que muito originalmente foi baptizado de Alvalade XXI, os responsáveis do SCP entenderam que era necessário construir um fosso entre as bancadas e o relvado.

Ora, é sabido que a esmagadora maioria dos espectadores que vão assistir a jogos no Alvalade XXI são adeptos do SCP, e que os apoiantes das equipas adversárias costumam estar bem vigiados por stewards ou forças policiais. Assim sendo, é óbvio que o fosso se destina, essencialmente, a salvaguardar investidas dos “bem comportados” adeptos da casa. Aliás, deve ser por causa disto que o SCP é um clube diferente...

Ainda hoje me questiono: Quem é que os dirigentes do clube do Visconde pretendiam proteger com esta linha de defesa? Os próprios jogadores, os jogadores adversários ou os árbitros?


P.S. Dias da Cunha foi Presidente do Conselho Fiscal e mais tarde Vice-Presidente da Direcção presidida por José Roquete. Chegou à Presidência do SCP a 1 de Agosto de 2000 e demitiu-se a 19 de Outubro de 2005, tendo sido durante os seus mandatos que foi construído o estádio Alvalade XXI, inaugurado a 6 de Agosto de 2003.
Em 30 de Janeiro de 2004, nas vésperas de um jogo contra o FC Porto no estádio do fosso, veio a público fazer as seguintes afirmações:
Parece que [os adeptos do FC Porto] alugaram 60 camionetas. Estamos a preparar a sua recepção. Gostava de colocar chaimites à volta das instalações, mas infelizmente já não existem à disposição.

6 comentários:

Radamel Furacao disse...

Este fosso parece que foi construido para separar/impedir o povo de chegar aos aristocratas de Alvalade em dias de tensao...

hulk mocc disse...

Sem a menor dúvida a mais peregrina das peregrinas ideias que serviram de suporte a renovação do parque de estádios em Portugal no pré-Euro 2004.

Mas isto não se estava mesmo a ver que iria acontecer? Qualquer arquitecto ou engenheiro civil com 2 dedos de testa percebe isso.

Tristes. Muito tristes.

JOSE LIMA disse...

Caro José Correia
O seu artigo é oportuno e está escrito com muita graça.
A talhe de foice, gostava de dizer que Dias da Cunha, a par com José Roquette são os responsáveis pelas Alvaláxias aventuras que conduziram à alienação forçada do património do Clube, bem como, do estado de falência actual que logicamente lhe sucedeu.
Abraço

nexus disse...

@Radamel Falcao
Eu acho que o fosso foi criado para impedir que os aristocratas invadissem o relvado para distribuir lambadas... Ao contrário do muito que se escreve os adeptos do Sporting, mesmo os de elite profissional, são do mais fundamentalista e agressivo que se vê no nosso futebol.

Tem sido assim historicamente, aliás antes do 25 abril os seus notáveis adeptos já tinham uma boa história de intimidação e agressão a árbitros, jogadores adversários, adeptos adversários. Quem não se recorda das recepções animalescas que o Porto teve no final de década de 80 inicio da década de 90?

Eu acho que se retirarem o fosso a JuveLeo invade o relvado umas 3/4 vezes por ano. E o João Pereira passa a poder agredir também com frequência os adeptos mais facilmente.

Miguel Dias disse...

O fosso que deve preocupar os sportinguistas é o que começa a separar o clube deles da elite do futebol europeu, mesmo a actual participação na Liga Europa só serve para os iludir, quando tiverem de defrontar um clube da elite, ou seja um dos habituais da Champions, aí sim eles vão reparar nesse fosso, acho que nem para o actual Ajax, que o Carlos Barbosa da ACP tem em grande estima, devem ter estaleca.

Nuno Nunes disse...

A Direcção sportinguista pondera agora deitar azeite a ferver sobre os adeptos que tentarem invadir o relvado. Esta foi a medida que reuniu maior consenso no seio do Conselho Leonino depois de colocada de parte a hipótese de utilização de ínstrumentos de tortura medieval.