sábado, 7 de janeiro de 2012

É curto.


Mais uma vez se conclui que há um nítido exagero na antecipação destas partidas.
As elevadas expectativas estiveram longe de ter correspondência real no terreno de jogo. E isto de parte a parte.
Foi um jogo que em nada justifica as grandes parangonas dos jornais.

Se o scp jogava o tudo-por-tudo e se isto era o "tudo" que tinham para dar em tão importante jornada, então ficarão, com justiça, a ver outros ganharem o título. Nada a que não estejam habituados, aliás.

Já do nosso lado e com um "11", em termos de qualidade, aquém do que é exigido a um clube tão grande quanto o nosso, o empate acaba por ser um mal menor. Dificilmente se conseguiria melhor com os jogadores apresentados de início.

Urge realmente dar um novo fôlego a este nosso plantel.
Precisamos, como de pão para a boca, que Danilo e Iturbe (ou outros) apareçam ainda a tempo de salvar a presente época.
Também daria muito jeito o regresso de um tal de Guarín, se se tratar do mesmo da temporada transacta.

Em termos sectoriais, tivemos na baliza (novamente) um Hélton em grande.
Salvou pelo menos dois golos feitos.

Já os "centrais", não estiveram tão mal quanto muitos de nós temíamos, mas a lentidão continua por lá.
Valeu também um scp em noite pouco inspirada (ou então, lá está, só valem mesmo "aquilo").
A.Pereira finalmente mais em jogo, mais exigem-se melhores cruzamentos.

O meio-campo foi o habitual problema: muito pouco posse de bola, muitas perdas desta e pouca imaginação ofensiva.

Hulk esteve ao seu bom estilo e, como é hábito, ninguém esteve mais perto do golo do que ele.

Djalma e C.Rodriguez empenhados. O problema deles é mesmo a já referida falta de qualidade (em termos puros) para serem titulares de uma equipa com a ambição da nossa.
Assim, fica curto para ganharmos num terreno destes.

Dar o seu "melhor" nem sempre chega. Neste momento, falta aquilo que faz as grandes equipas e os grandes campeões: a classe.

16 comentários:

rbn disse...

Vamos começar do início:o árbitro tinha de ser o mesmo que expulsou o joão pereira aos 6 minutos contra os lampões, e assim o elias com 2 minutos já estava na rua, pois a entrada no cebola isolado era vermelho direto.Não era aquele árbitro.

Fora isso, concordo com a análise do blog.

A defesa, com excessão da lentidão de rolando, esteve muito bem, desde helton ao palito.

Fernando excelente, moutinho nem por isso, belluschi fez número em campo.

Hulk sempre bem, embora por vezes não percebo como no seu 4º ano no FCP, ainda faça alguns disparates por displicencia que o adversário aproveita para lançar contrataques.

É urgente um ponta-de-lança, diria urgentíssimo.Kleber em 6 meses já deu provas mais que suficientes que não tem categoria para jogar no FCP.

Entretanto, o máximo que pode acontecer é ficarmos a 2 pontos dos lampões.Melhor que ficar a 8.

pedro disse...

Num breve resumo, penso que o FCP tem jogado em inferioridade númerica em vários jogos desta época: Maicon é um lateral a menos, Belluchi é um criativo a menos, Djalma é um desiquiilibrador a menos.

Belluchi e Defour não fazem a diferença num clube como o nosso. Guarin é titular de caras com Moutinho e Fernando.

PS-Há proposta irrecusavel por Hulk. Pode estar de saida.
PS2- Portugues Djalo no FCP se portugues Varela sair (parece que ja ha comprador) - contas da UEFA.

pedro disse...

O FCP com o 2-2 no Dragão estaria em desvantegem com os Lamps. Ou empatavamos a 2-2 ou mais golos ou tinhamos de vencer na Luz. COm este empate em Alvalade continuamos a ter de ganhar, não ha muita diferença.

Louro disse...

1º -Ponta de lança precisa-se!
2º Danilo tem de entrar muito depressinha
3º - precisamos de um central de categoria
4º - Djalma e Cristian Rodriguez não fazem a diferença...
No computo geral e com um arbitro em condições e mesmo com estas lacunas, conseguimos ser melhores que o adversário.
Pena é que as melhores oportunidades do adversário fossem resultado de perdas de bola dos nosso jogadores ..e foram muitas!!

Pedro disse...

Essa do Hulk sair é anedota... proposta irrecusável talvez no verão.

Creio que um meio campo com Moutinho e Beluschi é suave demais contra 3 troncos do Sporting. Guarin faz-nos falta e esse sim pode estar de saida.

Também acho injustas as criticas a Maicon neste jogo. Foi o 1º e único onde esteve praticamente impecável e concentrado. Falta-lhe a capacidade ofensiva, mas que culpa tem ele de estar a jogar ali.

O jogo foi mau, mas também não contava com um Sporting tão medroso. Nós complicamos as contas mas eles desistiram do titulo.

Nelson Carvalho disse...

O zero fica-lhes tão bem!

A nulidade que as duas equipas evidênciaram no terreno de jogo só poderia fazer com que o resultado final fosse aquele que acabamos por constatar.

Da pobreza exibicional do Sporting é para o lado que melhor durmo, já quanto à incapacidade da nossa equipa gizar uma construção de jogo sólida, dominadora e equilibrada, só atesta o meu pouco optimismo que me invade quase dos primórdios desta temporada.

Não é aceitável que um plantel que apenas perdeu um jogador de referência - independentemente da sua enorme qualidade - tenha vindo a perder paulatinamente um nível elevado de entrosamento, tendo como base um modelo jogo bem estruturado e definido.

O que hoje vemos é jogadores entregues à sua sorte, jogando muito afastados uns dos outros, negligênciando uma construção apoiada e ordenada. Não admira o numero elevado de passes para zonas de niguem e/ou errados. Os jogadores do FCP não sabem por onde caminham os seus companheiros.

Estamos entregues ao fortúnio de um qualquer lançe do jogo ou, apenas e só, da capacidade de desiquilibrio de Hulk.

Pinto da Costa continua afirmar que Vítor Pereira está de pedra e cal no FC Porto, mas o que sei é o sentimento que me invade no final de cada jogo do FCP esta época. Uma enorme frustração!

dragaovenenoso disse...

Este FCPorto joga com algumas peças a menos outras atrapalham-se. Continuo a achar que a falha não é dos jogadores mas da forma como estão distribuídos em campo e quais os papéis a desempenhar. Isso é fundamental no rendimento de uma equipa. O nosso ataque é pouco mais do que incipiente. Basta que um árbitro seja um pouco mais complacente com os defesas e o Hulk pouco faz. E não pode ser apenas ele a jogar para os outros. E jogamos sempre com dois jogadores a menos, o ponta-de-lança e o defesa direito.
Por outro lado, algo não deve estar a correr bem no grupo porque há opções do treinador que são no mínimo estranhas. Assim, o melhor é que saia quem não quer fazer parte deste grupo e que entre quem quer.
Esperava uma época uns furos abaixo da anterior, também só assim é que os lampiões estão a par. Parece que os jogadores encaram uma boa época como a oportunidade de sair e quando isso não acontece ficam desmotivados. Se é assim, então a política de apostarem em novos telentos será acertada, mas arriscada. POrque têm de manter os que na época anterior mostraram qualidade e ficaram e começarem a dar oportunidades aos que chegaram.
De qualquer das formas, até agora o treinador não me conseguiu convencer da qualidade que PdC viu nele. Vou continuando a aguardar...

RCBC disse...

O ano passado frente a um sporting bem mais miserável(k ficou a mais de 30 pontos do líder) não conseguimos muito melhor exibição k ontem....continuo a dizer k os campeonatos ganham se ou perdem nos jogos do meio da tabela....feirenses,olhanenses etc etc....mas acho k o campeonato está mto longe de estar perdido...

Felisberto Costa disse...

Sinceramente, não sendo eu de comentar as arbitragens, acho que ficou um penalti clarissimo por marcar sobre Otamendi num empurrão do Elias, e talvez o jogo fosse outro ou não.
Eu bem tento defender VP, mas continuo a achar que o homem é mais um teórico que pode saber muito de transições rapidas e posse de bola, mas no instinto mostra-nos um tipo receoso que joga para não perder em vez de jogar para ganhar.
E depois, os seus dicursos á posteriori não são compativeis com a grandeza do FC PORTO!

agostinhop disse...

Receio que ontem, tenha começado a ficar decidido o campeonato. Pois os vizinhos dos de Alvalade, estão nitidamente em estado de graça com as arbitragens. E são uma equipa longe de brilhante, mas fiável. Alie-se a isso um FCP com sofríveis exibições e com uma contraditória incapacidade de marcar golos em jogos decisivos, quando ainda é o melhor ataque da prova. A equipa parece que não consegue dar mais que isto. Se tal se confirmar, o título será uma miragem. Espero pelo despertar do Dragão.

Bernini disse...

"A.Pereira finalmente mais em jogo, mais exigem-se melhores cruzamentos."

Melhores cruzamentos para quem???

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Confesso que esperava outro tipo de futebol. Um futebol à Porto, à Campeão. Mas não, o que vimos foi o FC Porto baixar o nível e aproximar-se do futebol triste do seu adversário. Enfim, perdida esta batalha, é hora de cerrar fileiras para ganhar a guerra.

Esta é a altura certa para corrigir erros de casting e outras situações pendentes. É inegável a necessidade de um matador. Será possível descobri-lo? Vou acreditar que sim... mas com pouca convicção!

Um abraço

ALBINO disse...

Para contrariar:
1º - O Maicon, não sendo um lateral, secou por completo o jogador que tem sido o mais perigoso do Sporting: Capell.
2º - O James, além do remate sobre a barra, não foi o autor daquele que ia para a baliza, mas encontrou no caminho as pernas do Otamendi?

José Correia disse...

Eu interesso-me e vejo jogos de futebol, particularmente do FC Porto, há quase 40 anos mas, segundo os padrões de Pinto da Costa, sou um dos que não percebe nada de futebol. Assim, para evitar dizer coisas ridículas (por exemplo, criticar o modelo de jogo deste FC Porto e algumas das opções do treinador) e, com isso, incomodar portistas mais susceptíveis (eles andam por aí...), não faço comentários a este jogo.

Duarte disse...

José Correia, subscrevo o seu comentário.

O campeonato acabou, achar-se o contrário é persistir-se na ilusão (e há muita gente que o faz).

RCBC disse...

Exatamente, 2 pontos de vantagem em relação ao super-adversario do bairro da luz é insuperável…

Entreguemos já tudo, despeçamos VP, deitemos a toalha ao chão e comecemos a pensar já na próxima época… Porque 2 pontos à 14ª jornada está tudo perdido como é evidente…