segunda-feira, 23 de janeiro de 2012

Mais uma vitória sobre os da capital

Antes de mais, que Guimarães comemore devidamente a sua capital europeia da cultura e que o seu Vitória ganhe os jogos todos até final de época.

Hoje não sendo um jogo para recordar para toda a vida, justificou bem os 90 minutos.




Sem lamúrias de que falta este ou aquele, jogou-se futebol, muito pela esquerda, já que pela direita e lá atrás as coisas saem muito à Ramaldense. Se em termos defensivos não tem comprometido, em termos ofensivos Maicon não existe, o que torna a equipa "coxa". A estatística não mente:


Comparativamente, o Palito teve praticamente o dobro de posse de bola (em tempo e em quantidade) e jogou bem mais à frente. É certo que têm que existir equilíbrios e não podemos ter dois laterais a atacar da mesma forma, mas num clube como o Porto exige-se uma maior diversidade - se num dia o Palito não está em dia sim, deixamos de atacar com os laterais.

Eu sei que não é opinião minimamente consensual, mas o Sapunaru foi para mim um dos jogadores chave da época passada. Não sei o que se passou, mas ou o homem teve um comportamento muito grave - e aí exigia-se um processo disciplinar para ao menos se poder defender - ou não há justificação para a sua ausência da equipa.

Se a ideia é utilizar Danilo nessa posição - pela amostra não parece ser essa a ideia - ainda posso dar um desconto, senão é um erro crasso de VP que nos pode sair caro. Se um Fernando - que grande jogo - foi "perdoado", por que motivo não joga Sapunaru? O interesse da equipa tem que se sobrepor.

Quanto a Danilo o tempo dirá se vale os 18 M€, mas se se ficar pelo meio-campo há por ali gente a mais - Guarin ou Souza qual deles vai sair? - que aliada à falta de ponta de lanças puros - que aliada à tendência do James vir para o centro, indiciaria que para as características do plantel um 442 seria mais adequado.

Mas com meio campeonato por disputar, esta alteração seria benéfica ou prejudicial? Vale a pena arriscar?

14 comentários:

Pedro disse...

com esse título até pensei q fosse falar sobre aquela falta inexistente de q resultou o golo dos vimaranenses.

RCBC disse...

“e que o seu Vitória ganhe os jogos todos até final de época.”
Curioso o facto de desejar as vitorias de um clube que tentou colocar o FC Porto fora da Liga dos Campeões juntamente com os lampiões através de um golpe baixo aí há uns anos atrás…
Há seguramente 2 clubes a quem desejo o pior possível e imaginário seja em que jogo for… e o guimaraes é um deles…

miguel_canada disse...

Pegando no ultimo paragrafo deste post e no anterior sobre o António Oliveira e o reposicionamento do James, cada vez me convenço mais de que o Porto deveria mudar para um 442. Isto se tivéssemos um excelente treinador...que não temos.

Hoje gostei de ver o jogo. Acho que foi um daqueles (poucos) jogos esta época em que estivemos bem. Não estivemos a Vilas Boas mas estivemos bem.

RCBC, totalmente de acordo. Pelo menos enquanto o Macedo for presidente.

InVicturioso disse...

Creio que onde o João Saraiva queria chegar era que se o Guimarães a partir de agora ganhar todos os jogos, vai ganhar também aos galináceos!

http://tresandaafutebol.blogspot.com/2012/01/venham-la-mais-3-pontinhos.html

Mário Faria disse...

Bom resultado. A equipa bateu-se e apresentou-se mais solidária. Foi um jogo disputado, mas nem sempre bem jogado. Tivemos alguns bons momentos, alguma trapalhice noutros e demasiados balões para o meu gosto. Ganhámos muitas bolas e poderíamos ter melhorado na gestão do tempo e da bola, nos momentos finais do jogo, em que mais uma vez fomos mais fracos colectivamente. Com as substituições a equipa não melhora : fica sempre a ideia que os jogadores que entram não conhecem o guião e a equipa fica menos fluida.

O VG esteve uns furos acima do que tem sido habitual e foi um bom adversário. O primeiro golo é de antologia.

Tivemos boas exibições : Rolando, Álvaro, Moutinho, Varela e James (decisivo, embora intermitente) e Fernando a recuperar e ganhar bolas. Não gostei de Otamendi, nem de Kléber, o que me constrange porque aprecio o miúdo e a forma como se bate.

Regulares : Maicon (bem a defender, mas abusando dos balões) e Defour. Helton foi mal batido no golo. Dos que entraram o que me pareceu mais solto foi Souza.

Danilo tem um excelente porte físico, embora me tenha parecido algo perro e pouco integrado. O treinador sucumbiu a algumas críticas : quis mostrar que era suficientemente ousado para colocar o jogador na primeira oportunidade. Correu bem e o atleta ganhou tempo. Em que espaço, veremos nos próximos capítulos.

José Correia disse...

O FC Porto foi terrivelmente eficaz neste jogo.
Na 1ª parte, marcou um golo na única verdadeira oportunidade de golo que construiu (e, conforme disse o Mário Faria no comentário anterior, foi um golo de antologia).
Na 2ª parte, marcamos aos 45 segundos e, se não estou em erro, sem que os jogadores do Guimarães tivessem tocado na bola.

José Correia disse...

Mário Faria disse...
Tivemos boas exibições: Rolando, Álvaro, Moutinho, Varela e James (decisivo, embora intermitente) e Fernando a recuperar e ganhar bolas.

Estou de acordo.
Não percebi foi a escolha do Varela como o melhor em campo. James e Rolando foram muito mais decisivos (nas duas balizas) e Álvaro Pereira e Fernando fizeram exibições de nível superior.

José Correia disse...

Mário Faria disse...
Com as substituições a equipa não melhora: fica sempre a ideia que os jogadores que entram não conhecem o guião e a equipa fica menos fluída.

Pensei exactamente o mesmo.

Rogério Gonçalves disse...

Bom dia,

Donde retiram a análise de média de toques?

Obrigado

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Sem fazer uma exibição deslumbrante, o FC Porto de ontem já deu uma imagem mais próxima, daquilo que é capaz, para lutar pela revalidação do título. Terá sido, contra uma equipa de boa qualidade, uma das melhores exibições da época.

Gostei do desempenho geral dos atletas, especialmente de Moutinho (o maestro), Álvaro Pereira (uma seta do lado esquerdo), de Rolando (mostrou a Kléber como se marca à matador), de Fernando (como um relógio suíço), de Defour (muito consistente e lutador), de James (um prodígio, mas tem de ser menos intermitente), de Maicon (pela regularidade nas suas acções defensivas) e... da ressurreição de Varela (a prometer voltar à condição do jogador útil e importante que foi num passado recente).

Danilo estreou-se e mostrou pormenores de qualidade, mas eu queria vê-lo era no seu lugar de defesa-direito.

Um abraço

miguel87 disse...

@ Rogério Gonçalves:

http://www.lpfp.pt/liga_zon_sagres/pages/MatchCenter.aspx

José Rodrigues disse...

Sim, estivemos melhor, o q e' de saudar; mas nao vamos tapar o sol com uma peneira. Nomeadamente, temos duas lacunas (a nivel individual) q nos podem causar muitos dissabores:

1) falta de um PDL como deve ser
2) atacamos "mancos", com um lateral direito q nao sobe (nem sabe faze-lo, mesmo q o tente)

Em principio o 2o ponto podera' ser colmatado com a integracao de Danilo no lugar do Maicon.

Mesmo q nao seja perfeito a defender, isso nao e' problema em 90% dos jogos em q os adversarios jogam muito encolhidos e nao tem grande qualidade ofensiva, e o q acrescenta em termos ofensivos mais do q compensa menor solidez defensiva (ja' contra um Man City sera' tv melhor jogar com Maicon ou Sapu a lateral, a ver como o Danilo se integra).

Acho portanto q seria um desperdicio coloca-lo a medio e manter o Maicon a lateral. Por muito bom q ele seja a medio, a optimizacao do rendimento global da equipa pede a olhos vistos q seja coloca-lo a lateral.

Quanto ao primeiro ponto, nada a fazer se nao se contratar um PDL em condicoes. Eu ate' acho q tem havido alguma injustica para com Kleber, mas mesmo assim ele nao passa de uma solucao interessante para o... banco (para ir jogando aqui e ali, enquanto evolui).

A unica solucao de recurso eficiente (se nao vier novo avancado), teoricamente falando, NAO E' colocar o Hulk a PDL (erro) mas sim passar a jogar num 4-4-2 muito flexivel e complexo, o q nao e' para qq treinador. O q me leva a outra lacuna...

O VP. Deus queira q me prove errado, mas duvido muito q ainda demonstre ser o treinador de q precisamos.

Bem... a ver vamos, como diz o outro. A novela segue dentro de momentos.

Felisberto Costa disse...

Maicon adaptado a lateral direito lá se vai safando sem NUNCA ter posto em xeque a nossa equipa. Ataca tambem, quiçá mais devagar e mais receosamente, mas isso até o sapinaru atacava assim, e depois Maico mesmo assim faz aquilo que nem Fucile nem Sapu daziam, remates á baliza! E estou em crer que um dia destes ainda vamos saltar num remate do Maicon...
Já o ponta de lança de raíz deve ter as raizes a precisar de adubo pois o homem foge da bola como o diabo da cruz: E por falarmos em adaptações: PONHAM O KLEBER A CENTRAL!!!!

c. silva disse...

é graças à presença de Maicon, e a cobertura que dá na zona defensiva mais central, que permite as permanentes subidas de Álvaro Pereira!