domingo, 29 de janeiro de 2012

SMS do dia

O que me chateia mais é que este ano já não vamos ser campeões sem derrotas...

9 comentários:

Daniel Gonçalves disse...

Gostava de partilhar do optimismo do Alexandre.

Mas nos momentos difíceis há que manter a motivação e a esperança viva.

Filipe Costa Pinto disse...

A mim também me apetece fazer piadas com esta porcaria. Arre

Quer se dizer, uns são vergonhosamente levados ao colo. Outros são espoliados de uma forma canalha e o Reflexão Portista faz larachas com isso?!

Isto está giro, está está.

Mário Magalhães disse...

A jogar assim ficamos em segundo porque os outros são piores...
Equipa fraca...
Treinador fraco e sem inteligência táctica ...
Administração só pensa em comissões...
Lamentável tudo isto...

Daniel Gonçalves disse...

Caro Alexandre,

respeito a sua ironia, e o tradicional humor inglês. Pelo menos isso para encarar o que aconteceu hoje à nossa equipa em Barcelos.

Daniel Gonçalves disse...

Toda a gente preocupada em contratar um avançado centro em Janeiro, quando a principal e prioritára contratação de que a nossa equipa precisa é de um treinador.

condor disse...

Ho Filipe Costa,rir é o melhor remédio!
Amanhã temos os pasquineiros todos a branquear esta apaixonada roubalheira!

Tiago Stuve disse...

Diego forlan e Lucho Gonzalez?
Foi o que me disseram...

rbn disse...

Há muito que venho dizendo que, em outras palavras e em outros blogs, kleber está SEMPRE em dia não, ou tarde não, ou noite não.

Claro está que, se em 7 meses a treinar TODOS OS DIAS com o plantel e continua a render menos que o ponta-de-lança do moreirense, não passará de sapo a príncipe até o fim da época, certo?

E com isso, entramos em campo com 10 e uma figura de corpo presente que nada acrescenta ao ataque.Hoje deu o 1º remate à baliza quase aos 90 minutos.

Junte-se a isto uma péssima exibição coletiva e o resultado, mesmo com muita paixão, só poderia ser um desaire.

Mais do que culpar qualquer paixão, temos que perceber porque tantos passes errados, tanta falta de fio de jogo e tanta falta de imaginação, a ponto de na 1ª parte, não demos um remate sequer à baliza e nem criamos uma mísera oportunidade de golo que assim se possa chamar.

Ainda não jogo a toalha, mas a continuar assim, tendo que ir ainda 2 vezes à madeira, à braga e ao galinheiro, vai ser no mínimo complicado(tendo ainda em conta que o colinho encarnado anda a carburar a todo o vapor).

E fico por aqui, tendo em conta que não quero me pronunciar sobre a falta de leitura de jogo do mister, que com 1 x 0, já devia ter tirado os inúteis souza e kleber de uma assentada só e metido danilo e cebola(ou QUALQUER UM!!!!) a centroavante.

Abraço.

DC disse...

Acho um piadão o pessoal que ataca o treinador e se esquece das condicionantes desta época.
Sinceramente cada vez tenho mais respeito pelo VP. Não sei se é bom, mau ou mediano treinador porque pura e simplesmente acho que no meio desta desorganização é impossível trabalhar.
Assim de repente, saída de Falcao não colmatada devidamente, Álvaro proibido de jogar no início da época porque tinha transferência acertada, jogadores lesionados, ridículas negociações por Danilo que o fizeram ficar 6 meses a mais no Santos e só não ficou outros 6 porque lhes oferecemos o Fucile, jogadores negociados com outras equipas (Guarin, Belluschi) sem se saber se ficam ou se vão, saídas de jogadores em Dezembro antes de chegarem os substitutos (Walter)...
Isto para não querer acreditar nos boatos de ordenados em atraso.

O que pergunto é, que treinador consegue trabalhar nestas condições? A culpa será mesmo do VP ou da palhaçada que se alastrou na nossa direcção esta época? Palhaçada essa que levou a 3 meses de salários em atraso nas modalidades (confirmado em directo pelo Tó Neves).
Era assim que funcionava antes? Ou antes contratavam-se os substitutos e só depois se vendiam os titulares?
Quantos titulares venderam ao AVB? O Moutinho não estava cá antes do Meireles sair?

Vim aqui mesmo para deixar o meu apoio ao VP. Não por ele ser bom ou mau treinador, porque sinceramente ainda nem consegui perceber, mas por aceitar trabalhar no meio desta palhaçada. É que não tenho dúvida que se não tivéssemos um treinador com amor ao clube, no meio de tanta desorganização qualquer outro teria batido com a porta e deixado o barco afundar.

E antes que venham dizer que me esqueço do que esta direcção já fez, digo que não me esqueço e estou eternamente agradecido. Mas também não me lembro de termos chegado a um ponto onde não pagamos a jogadores e temos clubes a ridicularizar-nos em público e chamar-nos caloteiros.