quinta-feira, 8 de março de 2012

A classificação intermédia


A coisa até nos deu jeito durante boa parte do campeonato - para andarmos em 1º durante muito tempo, mas verdade seja dita e nisto concordo com o Record, as regras que a Liga definiu para a classificação são estúpidas.

Se as regras para o final do campeonato são correctas, o ponto 3 do regulamento é completamente estúpido.

Para estabelecimento de classificação dos clubes em cada jornada serão aplicáveis, para efeitos de desempate, os critérios previstos nas alíneas d), e) e f) do anterior n.º 1.

sendo que estas alíneas são:

a. Número de pontos alcançados pelos clubes empatados, no jogo ou jogos que entre si  realizaram;
b. Maior diferença entre o número de golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes empatados, nos jogos que realizaram entre si;
c. Maior número de golos marcados no campo do adversário, nos jogos que realizaram entre si;
d. Maior diferença entre o número dos golos marcados e o número de golos sofridos pelos clubes nos jogos realizados em toda a competição;
e. Maior número de vitórias em toda a competição;
f. Maior número de golos marcados em toda a competição.

Isto leva a que possam ocorrer situações absurdas como o Sporting estar à frente do Marítimo e se chegarem assim ao fim do campeonato, o Marítimo passa o Sporting.

Ou seja, se fizerem exactamente os mesmos pontos até ao final do campeonato o Marítimo fica à frente do Sporting, então por que motivo não está o Marítimo, neste momento, à frente do Sporting?

O princípio base deveria ser considerar, na classificação de cada jornada, as mesma regras da classificação final - tal como já aconteceu no passado. Sendo que os jogos que faltam disputar são considerados a 0-0.

4 comentários:

Dragon 79 disse...

Pode até ser verdade que o critério utilizado não seja o mais adequado. Contudo, também não é justo utilizar um critério de confronto directo sem que duas equipas ainda se tenham confrontado nas duas voltas...e isso, invariavelmente, só acontece para todas as equipas no final da ultima jornada da Liga!
Mas acima de tudo, o que devemos ressalvar, é que agora há um critério claro, transparente e conhecido antecipadamente!!! Que a comunicação social em geral, tendencialmente vermelha, utilize critérios “a la carte”, normalmente para colocar os encornados em primeiro, é algo a que já nos habituamos, mas, o pior, é quando esse critério arbitrário era utilizado por órgãos oficias, nomeadamente a LPFP. Relembro que em 2009 (se não me falha a memória no início do campeonato), o Porto tinha os mesmos pontos, mais golos marcados e menos golos sofridos e o Benfica aparecia em primeiro na classificação oficial da Liga. Enviei um e-mail para a LPFP, para o provedor do adepto, para questionar os critérios de tal decisão. Como não havia critérios, era “a vontade do freguês”!
Eis a resposta ao meu e-mail:
“Caro José Pedro,
antes de mais os meus agradecimentos pela sua mensagem.
No que diz respeito à questão que coloca informo que já fiz a recomendação à LPFP que sejam incluídos no Regulamento de Competições da LPFP critérios que permitam estabelecer a classificação provisória tal como acontece no artigo 8º para a classificação no final das competições…”

InVicturioso disse...

Não me parece nada de anormal que assim seja...

Tal como explicou o Dragon79, este é o critério mais justo para todas as equipas.

Imagine o autor que por qualquer razão, a Liga não pode ser jogada até à última jornada. Nesse caso, usando o seu critério, poderia haver equipas empatadas que seriam injustamente prejudicadas.
Além disso, o que interessa é a classificação final...

Nightwish disse...

Não é nada, o que interessa é dizer mal do Record, a lógica nada tem a ver com o assunto.

Ricardo Melo disse...

Eu concordo com as regras tal como estão, com uma pequena nuance: os critérios previstos nas alíneas a), b) e c) são aplicáveis no final de cada jornada caso os clubes empatados já tenham disputado os dois jogos entre si. Caso não tenham disputado os dois jogos, aplicam-se só os critérios das alíneas d), e) e f). Acho que isto é o mais consensual, e não entendo porque é que não é aplicado... talvez os senhores tenham dificuldades na escrita de fórmulas de Excel...