terça-feira, 20 de março de 2012

É um lucho jogar só meia-parte


Dói menos por ser a taça da Liga?
Dói menos, sim. Mas dói.

Devemos ter vergonha da exibição produzida? Quem viu aqueles miseráveis últimos 30 minutos contra o Nacional, não pode responder afirmativamente.

Mas lá foi o Cardozo, mais uma vez.
Só de pensar que graças à (pouca) inteligência das massas, esteve quase quase de saída do nosso rival...
Quantas vitórias ele já garantiu desde então?

O 2-2 era justo ao intervalo. Não podíamos pedir mais. Com alguma sorte à mistura, as coisas foram correndo bem.
Até que chegou, uma vez mais, o ponto habitual onde as coisas deixam de funcionar: o estouro total e completo do nosso meio-campo.
Temos agora direito a um Lucho que dura menos de 60 minutos, na melhor das hipóteses. Quando a isto se junta um Defour que ninguém sabe muito bem como veio aqui parar (comparem-no com o Witsel), é só mesmo esperar pelo desastre acontecer.
Isto porque, já estamos cansados de saber, tranquilidade é uma palavra que todos os nossos "centrais" desconhecem por completo.

Menos mal que não foi pelo "baixinho" Bracalli que a coisa deu para o torto. Se bem que, um dia, alguém nos há-de explicar por que razão os treinadores adoram desfalcar a equipa do seu guarda-redes principal, nestes jogos de tamanho grau de dificuldade.

E, por último, um conselho para quem inventou o figurino desta prova (já de si com má fama), em que as meias-finais se disputam a uma só mão e no campo de um dos contendores: consulte rapidamente um psiquiatra.

17 comentários:

Miguel Lourenço Pereira disse...

Luis,

Quando a SAD decide resolver os problemas do meio-campo mandando três jogadores embora e contratando um jogador em final de carreira não se pode pedir nada mais.

um abraço

RS disse...

As regras da Taça estão definidas desde o inicio, já se sabia que seria assim. Isso é um não-problema.

E já se sabe há muito que as taças seriam para o Bracali.

Pedro disse...

De realçar também que hoje um fora de jogo mal marcado que daria o 3-3 já não foi considerado importante para a imprensa do regime que saliva em delirio até sexta-feira.

De resto, fica-me uma pergunta depois deste jogo. Porque não é Alex Sandro titular?

André disse...

Se há jogo em que Defour não pode ser criticado hoje foi um deles. Defour não é nem nunca foi um número 6 e é um jogador bem diferente de Witsel.

Alexandre Burmester disse...

Pois. Embalem-se e iludam-se com foras-de-jogo, rotatividade esperada dos guarda-redes, etc., etc.

Na primeira parte o Benfica mandou três-bolas-três à madeira. Na 2ª parte fomos praticamente inofensivos.

Lucho, chegado com o prestígio que tinha, teria forçosamente de jogar, a não ser que, no banco, estivesse alguém com personalidade e não um claro "yes-man". Aliás, presumo que seja esta sua última "qualidade" que o tem mantido no posto, além, claro, de estarmos à espera que alguém pague a cláusula de rescisão de € 18 M.

Desde já aviso os fariseus que acham que nada se pode criticar sob pena de se ser considerado "anti-portista" que não é por divertimento que há mais de 40 anos pago quotas de sócio. Podem poupar o vosso, aliás escasso, Latim.

RS disse...

o facto de pagar contas há 40 anos dá-te direito a quê? por acaso sabes há quanto tempo pagam os outros?

Da mesma maneira que não és anti-portista por criticares o porto, também ninguém é anti-reflexao por não estar de acordo com o que se escreve no blog.

André disse...

Completamente de acordo com o Sr. Alexandre Burmester

Pedro disse...

@Alexandre Burmester

Não me parece que negar as evidências do jogo seja uma ilusão...São factos de jogo, que têm a sua importância.

Assim como tem o facto do plantel estar desiquilibrado desde Janeiro.

E se na 2ª parte fomos inofensivos... também os encarnados o foram com excepção do golo. De resto nada fizeram... Dai a importância do lance de Hulk que daria o 3-3. E antes das 3 bolas nos ferros tivemos várias jogadas para 1-3... Não podemos criticar só por criticar. E já se sabe que quando perdemos só se critica.

Bruno Silva disse...

O jogo não foi brilhante, é um facto; há muito o que criticar, é outro facto, no entanto conseguiu ignorar practicamente tudo aquilo que valia a pena criticar, passando a ideia que critica por criticar...
Que fez Witsel a mais que o Defour? Nada!
O Bracalli é baixinho? Mede 1,82mt; por exemplo o grande Vítor Baía mede 1,84mt.
Há efectivamente um problema no nosso meio campo, e nem me parece que seja falta de capacidade física, visto que não há problemas na recuperação de posições no tão propalado momento defensivo, mas sim na capacidade de gerir a posse de bola sob pressão. Trabalham para recuperar a bola, e muitas vezes conseguem-no, mas depois acontece uma de duas coisas: perdem-na imediatamente ou a bola circula para os defesas e/ou guarda redes.
A juntar a isso temos duas peças fundamentais em baixa de forma: o Palito e Hulk. Muito se critica, e com razão, Mangala no lance do terceiro golo (como é possível deixar-se bater em velocidade pelo Cardozo!!), mas falta perceber que o lance só acontece por mais uma, a enésima, perda de bola de Hulk a meio campo... A partir daí a defesa é apanhada descompensada e não há muito a fazer.
Para terminar, fica a nota para quem tanto bate no treinador pela não utilização ou utilização "errada" de James: jogou 30 minutos a "10", entrando fresco contra um meio campo desgastado e produziu o quê? Basicamente nada.

Pedro Reis disse...

Alexandre,
Eu sou crítico (e muito) da gestão e do treinador esta época. Ainda assim não concordo que a 1ªparte tenha sido má só pq o Benfica mandou 3 bolas ao poste (diga-se na sequência de um forte empurrão do arbitro, marcando faltas inexistentes e deixando o SLB fazer faltas na área a seu bel-prazer no seguimento dos livres). E nós até tinhamos tido várias ocasiões para matar o jogo, Sapunaru, Lucho, APereira, etc., tb não sejamos injustos.
Quanto ao Lucho acho claramente injusta a crítica, ele é um valor acrescentado no meio-campo, como é o Aimar, que também nunca dura o jogo inteiro. O problema não é ele só durar 70m mas sim a falta de alternativas e as más opções na defesa e no ataque!

Alexandre Burmester disse...

RS: O facto de pagar quotas há mais de 40 anos dá-me pelo menos o direito de não ser acusado de "atacar o FC Porto" quando emito críticas ou opiniões, como já por aqui alguém recentemente fez.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Esta derrota castiga sobretudo os erros defensivos, muito bem aproveitados pelo adversário.

A exibição portista foi aceitável e o resultado mais justo seria o empate.

Gostei da forma como os atletas se bateram, demonstrando querer vencer o encontro.

Não gosto de ouvir os nossos responsáveis e atletas dizerem que o troféu não era prioritário. Acho de uma infelicidade atroz e de pouco desportivismo. Afinal, goste-se ou não do modelo, este também conta para o ranking de títulos que nós ainda lideramos.

Não podemos nem devemos ser tão benevolentes.

Um abraço

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

só para reafirmar que o Mangala tem "apenas" vinte e um anos e com uma enorme margem de progressão. tal como o Kléber - apesar da (aparente) nulidade que evidencia nos últimos jogos em que entrou.

o que gostava de (pres)sentir era o nosso treinador ser capaz de motivar e de rentabilizar a matéria-prima que tem em mãos. e um jogo como o de ontem tinha todos os condimentos para tal.
mais um exemplo: que motivação terá o Iturbe para o que resta da presente temporada?

outra nota:
esta está a ser a antítese da época transacta.
preciso de recuar aos tempos do Ivic e do Carlos Alberto Silva para sentir tanta "estranheza" da nossa massa adepta - e minha, também - para com a equipa do nosso coração...
mesmo assim, ainda «acardito»

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

JRP disse...

Alexandre Burmestre,

Aqui o fariseu acha que há muito portista com 40 anos de quotas que anda a sonhar com fantasmas. Mal estamos quando, porque omitimos uma opinião, temos que avisar logo contra essa longa trupe de guerrilheiros anti-anti-sad. Ainda por cima, parece-me um aviso claramente exagerado... por aqui hé bem mais clientes a dizer mal da sad do que a defendê-la. Mas cada um luta contra os fantasmas que o apoquentam.
Não tenho opinado muito sobre o que se tem passado, até porque parece óbvio à maioria o que se passa.
No meu entender, o problema está no discurso. VP não deve ser pior treinador que AVB em termos técnicos. O problema é a qualidade do discurso e, sobretudo, a sua adequação ao interlocutor. VP não tem carisma. VP não empolga. Vp não sabe o tom a usar. Pelo menos foi isso que eu sentimo (sentimos todos, não foi?) tanto no dia da sua apresentação como em qualquer conferência de imprensa.
Ontem, bem vistas as coisas, até não estivemos mal de todo. Vínhamos de uma viagem à Madeira para jogar em casa da mais fabulosa hiper mega extraordinária equipa de que há memória, que até eliminou o melhor Manchester de sempre, nas palavras do mestre da táctica.
Aquilo que fizemos em boa parte do jogo não foi mau. Em particular na reacção ao golo inicial. Sem grande favor, podíamos ter chegado ao 1-3 e, eventualmente, o jogo teria acabado por aí.
O problema esteve na escolha de alguns jogadores e aqui, embora o golo e algumas boas antecipações, o problema essencial foi Mangala.
Não me interpretem mal. Eu penso que temos ali um Pepe em potência. Mas ainda não é Pepe. Ou melhor, é o Pepe quando chegou. Impetuoso, fisicamente capaz, mas ainda muito inocente em vários lances.
Ele está, em boa verdade, nos 3 golos do Benfica, com ou sem obstruçção das galinhas.
VP falhou porque rodar na frente ou até no meio campo, menos mal num jogo como este. Rodar jogadores no centro e na baliza é pedir azar. Porque as rotinas do guarda redes e dos centrais são decisivas. Ali não há espaço para creatividade, mas para pragmatismo e engrenagem. Mangala é muito novo, pouco experiente e praticamente nunca foi titular, à excepção daquele período péssimo em que empatamos com o Feirense e perdemos em São Petersburgo (com um penalti feito por ele...)
Esperemos que o VP seja campeão e que o PC arranje forma depois de nos livrarmos dele (embora esta equação me pareça quase impossível de resolver).
Fica um desejo: que acabe esse discursinho interno de uns contra os outros, pró-sad ou Pinto da Costa e anti-sad anti Pinto da Costa. Aos primeiros lembro que ninguém é eterno e um dia aparecerá alguém melhor. Aos outros lembro que o ano passado esta diabólica SAD contratou um treinador que ganhou tudo o que havia para ganhar (à excepção desta taça Lucílio Baptista).

M. Teixeira disse...

Análise global ao jogo:

Penso que não diferiu muito do jogo realizado para o campeonato. Em ambos, o domínio de jogo foi alternando entre as duas equipas e, em ambos, o resultado justo teria sido o empate. No jogo anterior fomos mais felizes e ganhamos, ontem perdemos (antes assim que ao contrário, diga-se).
Após uma péssima entrada em jogo que fazia prever o pior o nosso Porto reagiu de forma fantástica marcando dois golos. Quando vencíamos por 1-2 podíamos muito bem ter ampliado a vantagem em mais 1 ou dois golos. Nos últimos 15 minutos da primeira parte recuamos muito, entregamos a iniciativa do jogo ao Benfica e correu mal... 3 bolas no ferro e um golo (precedido de falta). Ao intervalo... empate a 2 era mais do que justo.
Na segunda parte o jogo foi muito mastigado entre as duas equipas, poucas oportunidades de golo e a vitória podia ter sorrido a qualquer das equipas. Venceu o Benfica no nosso palco de festas, para variar!

Nossa equipa/treinador:

Gostei do 11 inicial, quase 100% de acordo... quase. Penso que Maicon deveria ter jogado, uma vez que é o nosso melhor defesa e não joga numa posição onde o desgaste físico seja crítico. Dada a obrigatoriedade de jogar com dois tugas (Varela vem de lesão e, por isso, Rolando e Moutinho tinham que jogar) penso que Maicon deveria ter jogado a DC com Rolando. Não me choca a aposta em Mangala (tem demonstrado muito valor) mas ontem foi um jogo muito infeliz... culpa claras no 1º golo sofrido e no golo do Cardoso perde velocidade ao apostar no corte em vez de acompanhar o adversário.

Na segunda parte foi ESCANDALOSAMENTE evidente a falta de soluções no plantel. Que falta fez um "box-to-box" no banco para render Lucho. Que falta fez um MDF com "músculo" para ajudar Moutinho nas tarefas defensivas (acompanhado por um "perdido" Defour).

Não esqueçamos que ontem jogamos sem um dos jogadores-chave deste porto... Fernando. Já para não falar nó péssimo momento de outros dois: Hulk e Álvaro (quanto a este último... foi colocado a interior esquerdo para "tapar" Maxi... pois bem, raramente fez... como exemplo o 1º golo do Benfica).

RESUMO:

Apesar da derrota, que doi bem mais pelo facto de ter sido contra o Benfica do que por termos sido afastados da competição, penso que foi um bom jogo do nosso Porto. O Benfica tornou a meter as peças todas e tempos difíceis se avizinham para eles. Esperamos garra da nossa parte e deslizes do Benfica propiciados pelo esgotamento físico das suas principais peças.

FORÇA PORTO!

pedro disse...

Será possivel um post com o lance polémico? O 1º a falar na TV dos bloquieos do SLB foi, se nao me engano, o Domingos, que como qualquer treinador do SCP ou Braga não, não contam para nada.

E podem esquecer ate o Luisão! Atentem no movimento do Nelson Oliveira nesse lance!! Está mais adiantado que o Rolando mas, por curiosidade, nao se movimenta na direcção da bola ou da baliza do FCP...corre contra natura para fora da area, de braços abertos a tenatr empurrar (no minimo impedir) que Sapunaru e Rolando desçam na direcçaõ da baliza do FCP para defender e tentar cabecear. Vou tentar arranjar essa imagem (que de certeza ja havera por ai).

É um dos 3 lances tipicos do SLB nos cantos: bola no 1º poste com Javi a cabecear; bola no 2º poste ocm bloqueio e normalmente é Luisao que roda e ataca a bola (até o PSV ja provou do veneno na Holanda a epoca passada) ou o famoso canto a camacho!!

Ma sse nos nao valorizamos o que os nossos dizem e contra o qual lutam, ninguem o fara. O tipo ate disse que nao treinava isso, logo ele que inventou a defesa em linha no AMORA!!!!

Mais, essa informação e imagens deviam chegar a quem tem a palavra para nos defender na TV, sobretudo ao Miguel Guedes, algo que ja tentei por aqui e infelizmente nao consegui.

Abraço.

Pedro

pedro disse...

Será possivel um post com o lance polémico? O 1º a falar na TV dos bloquieos do SLB foi, se nao me engano, o Domingos, que como qualquer treinador do SCP ou Braga não, não contam para nada.

E podem esquecer ate o Luisão! Atentem no movimento do Nelson Oliveira nesse lance!! Está mais adiantado que o Rolando mas, por curiosidade, nao se movimenta na direcção da bola ou da baliza do FCP...corre contra natura para fora da area, de braços abertos a tenatr empurrar (no minimo impedir) que Sapunaru e Rolando desçam na direcçaõ da baliza do FCP para defender e tentar cabecear. Vou tentar arranjar essa imagem (que de certeza ja havera por ai).

É um dos 3 lances tipicos do SLB nos cantos: bola no 1º poste com Javi a cabecear; bola no 2º poste ocm bloqueio e normalmente é Luisao que roda e ataca a bola (até o PSV ja provou do veneno na Holanda a epoca passada) ou o famoso canto a camacho!!

Ma sse nos nao valorizamos o que os nossos dizem e contra o qual lutam, ninguem o fara. O tipo ate disse que nao treinava isso, logo ele que inventou a defesa em linha no AMORA!!!!

Mais, essa informação e imagens deviam chegar a quem tem a palavra para nos defender na TV, sobretudo ao Miguel Guedes, algo que ja tentei por aqui e infelizmente nao consegui.

Abraço.

Pedro