quarta-feira, 7 de março de 2012

Minuto 85

Há anos que é assim, chega o minuto 85 e tenho que me levantar.

Quando há dias ao minuto 84 o Kun ! Kun! Kun! marcou, era certo e sabido que estava na hora de levantar, não para festejar mas para dar passagem. 

Mas não é só nas derrotas, é em todos os jogos, esteja 0-0, 1-0, 5-0, ... Seja o jogo à semana ou fim-de-semana, à noite ou à tarde. Esteja o jogo emocionante ou esteja a ser uma seca.

No fim de semana anterior, perdeu 2 golos. Ora toma.

É coisa que não percebo.

Será que o bilhete é mais barato? Será que se pode ir à bilheteira e pedir um bilhete até aos 40 minutos da 2ª parte?
É para ir comer uma bucha e não apanhar com os restos?
É só para fugir ao trânsito ou ser o primeiro da fila para o autocarro ou metro?
É para chegar a casa a tempo de ver se a mulher não aproveitou a hora do jogo para outra coisa?

Que de vez em quando haja essa necessidade, até se percebe, mas todos os jogos?

É que estou farto de me levantar só por ter as pernas longas e sua excelência querer passar.
Se é para levantar que seja por uma causa nobre, um golo ou "e quem não salta é ..."


Um dia deste ganho coragem.
- Ó amigo! Porquê? Fique aí mais 5 minutos e aplauda a equipa no fim do jogo. 

8 comentários:

João Pedro disse...

Ou entao cortas as pernas e pronto...

João Pedro disse...

Ou entao cortas as pernas...

miguel87 disse...

Mas se passam o jogo a assobiar porque aquele passe foi falhado, porque o Hulk perde a bola, porque o Maicon chutou para a bancada, porque o futebol é fraco e o treinador não presta, vão ficar no fim a aplaudir o quê??

Se calhar o ideial era inverter a sitação actual e fechar os adeptos da casa por meia ou uma horita, enquanto a claque adversária abandonasse o estádio... é só uma ideia!

Ricardo Melo disse...

Realmente é algo que também não consigo compreender. :-)

Como diz e bem o autor, se é uma vez por outra, porque tem que ser, tudo bem. Agora, por sistema, é de facto algo que está para além da minha capacidade de compreensão.

Muito mais hoje em dia, em que os estádios não são como os de antigamente. Hoje em dia um estádio esvazia-se em 5 a 10 minutos. E sem ninguém ter que andar a correr.

PS - Sobre os autocarros não sei, mas é verdade que, nomeadamente em jogos com assistência elevada, o metro funcione muito mal para quem for dos últimos a sair do estádio. E para quem deixa o carro no Dolce Vita, são já clássicas as "secas" de 45 minutos só para tirar o carro do parque. Mas ainda assim, eu preferia não ir à bola, de todo, do que ir e não ver o jogo todo...

Anónimo da Silva disse...

Só saí uma vez antes do jogo acabar e foi no último jogo com o Feirense porque tinha compromissos após o jogo. Mesmo assim, apanhei a mesma fila ao sair com o carro até entrar na VCI. Concluo portanto que esses artistas que saem sempre mais cedo ganham no máximo uns 4, 5 minutos em relação aos que esperam até ao fim do jogo.

Penso que será mais uma atitude provocatória á equipa, tal como os assobios, do tipo vou-me embora que vocês não merecem ser aplaudidos, do que a questão temporal.
Há muitos assim, o que é que podemos fazer...

Dragão dos Diabos disse...

Grande posta...tenho exactamente a mesma opinião...e na fila onde estou então é um festival...chegam sempre 5 minutos depois...saiem sempre 5 minutos antes e não passam o intervalo sem ir dar a mija...

puta que pariu!!

Felisberto Costa disse...

Tambem não compreendo como é que gente que gasta dinheiro (acho eu!!!) se levanta 10 ou 5 minutos antes do jogo acabar!!!! Eu vou e venho de metro para o Dragão e só saio de lá quando o ultimo jogador do FC PORTO entra no tunel!!!!
É isso e aqueles velhadas que estão a ver o jogo e a ouvir o relato!!!! Será que não acreditam neles próprios e naquilo que vêem???

Alexandre Burmester disse...

No antigo Estádio das Antas havia um fulano do qual eu e os meus amigos dos cativos já nos ríamos, pois, invariavelmente, chegava por volta dos 10 minutos de jogo e saía cerca de 10 minutos antes do fim.

Também nunca percebi esse tipo de adepto, mas enfim...