terça-feira, 20 de março de 2012

O meu onze para a Taça LB



Atendendo:
a) aos jogadores disponíveis (Danilo, Fernando e Djalma estão lesionados e Varela regressa de uma paragem de três semanas);
b) à importância reduzida da prova (nas palavras do próprio presidente da FC Porto SAD);
c) ao nome do adversário;
d) ao local onde o jogo vai ser disputado;
e) ao calendário de jogos do FC Porto (três jogos fora seguidos);
f) à preparação do próximo jogo para o campeonato (Paços Ferreira x FC Porto);
g) ao teste de jogadores e de soluções para o futuro;

se eu fosse o treinador principal do FC Porto, jogaria em 4-2-3-1 e o meu onze inicial para a meia-final de hoje da Taça LB (Taça Lucílio Baptista) seria o seguinte:

Helton
Sapunaru, Maicon, Mangala, Alex Sandro
Moutinho, Defour
Hulk, Iturbe, Álvaro Pereira
Janko

Suplentes: Bracali, Rolando, Otamendi, Lucho, James, Varela, Kléber.

Passo a explicar algumas das minhas opções:

Guarda-redes – Helton está em grande forma (conforme demonstrou nos últimos jogos, particularmente na Choupana); Bracali não tem rotinas de jogo com qualquer das possíveis duplas de centrais, com a agravante de o slb apostar fortemente nas bolas paradas; a posição de guarda-redes é crítica.

Lateral direito – a escolha de Sapunaru evita adaptações; Maicon vai cumprir castigo no jogo de Paços de Ferreira e o lateral romeno precisa de ganhar ritmo competitivo.

Dupla de centrais – Maicon é o defesa central que tem demonstrado estar em melhor forma; Mangala é muito mais rápido que Otamendi e é o único defesa central que joga com o pé esquerdo; testar a dupla Maicon + Mangala num jogo que se prevê de grau de dificuldade elevado, tendo em vista a próxima época (é possível que Rolando saia no final desta época).

Lateral esquerdo – colocar Alex Sandro à prova num jogo difícil, antevendo a possibilidade de Álvaro Pereira sair no final da época (algo que considero provável).

Duplo pivot – com Fernando lesionado, olhando para as características dos restantes médios do plantel, parece-me que a melhor solução é jogar com Moutinho e Defour como duplo pivot à frente da defesa.

Médio/Ala esquerdo – Álvaro Pereira parece estar em má condição física, o que o impede de fazer o corredor todo com o ritmo habitual; é nesta posição que Álvaro Pereira joga na seleção uruguaia; travar uma das duplas mais fortes do slb (Maxi + Gaitan); testar a dupla Alex Sandro + Álvaro Pereira, tendo em vista o resto da época e, eventualmente, a próxima.

Iturbe – dar uma oportunidade a sério ao “novo Messi” e testá-lo num jogo que se antevê difícil, mas que não conta para o campeonato; colocá-lo a jogar entre linhas, nas costas do ponta-de-lança; funcionar como elemento surpresa da estratégia portista para este jogo; se o jovem paraguaio acusar a responsabilidade, poderá ser substituído por James ao intervalo, passando o colombiano a jogar na posição onde mais rende, sem ser necessário “revolucionar” o onze em campo.

5 comentários:

Carlos disse...

não é obrigatório utilizar 2 portugueses ?

José Correia disse...

Carlos disse...
não é obrigatório utilizar 2 portugueses?

Se assim for, trocava o Álvaro Pereira pelo Varela.

O Anti Lampião disse...

Caue, Wilson Eduardo e André Pinto forma vítimas da passagem de Vasco Santos por Guimarães e ficaram impedidos de dar o seu contributo à equipa na próxima jornada.

E agora, uma pergunta fácil:
Com quem vai o Olhanense jogar na próxima jornada ?


http://oantilampiao.blogspot.pt/2012/03/o-que-ha-em-comum-entre-estes-tres.html

RS disse...

É obrigatorio usar 45 minutos cada um.

Ver aqui:
http://portistasanonimos.blogspot.pt/2012/03/sera-que-esta-taca-interessa-alguem.html

José Rodrigues disse...

Quero la' saber o q o PdC diz... jogo contra o slb e' sempre para ganhar, nem q seja a feijoes.

So' abria excepcao se tivessemos jogos importantes a seguir para a Europa, mas nem isso.