quinta-feira, 12 de abril de 2012

Cardinal e o "circo"

«Um depósito de dois mil euros na conta bancária do árbitro assistente José Cardinal, dias antes de um jogo entre o Sporting e o Marítimo para a Taça de Portugal, está na origem de uma investigação da Polícia Judiciária. A notícia foi avançada nesta quarta-feira pelo Diário de Notícias, referindo que o Sporting recebeu uma denúncia anónima e comunicou o caso à Federação Portuguesa de Futebol que, por sua vez, o encaminhou para a Procuradoria-Geral da República e a Polícia Judiciária. (...)
O mesmo jornal diz que a Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ está a investigar se o património de José Cardinal é compatível com os seus rendimentos.»
PÚBLICO, 11/04/2012

«Um ato de vingança da ex-companheira de José Cardinal levou à denúncia, feita por esta, ao Sporting e, posteriormente, à PJ, da existência de um depósito de dois mil euros na conta do árbitro auxiliar, dois dias antes do confronto entre leões e o Marítimo da Taça de Portugal. Em causa estão suspeitas de corrupção desportiva. (...)
De acordo com informações recolhidas pelo JN, a "queixa" consta de uma carta anónima datilografada, foi feita ao Sporting que a encaminhou para a Federação e a PJ. A investigação está entregue à Unidade de Combate à Corrupção e começou em dezembro, pouco depois do encontro (22 desse mês), tendo já sido ouvidas várias pessoas e determinada a origem da denúncia.»
JN, 12/04/2012

«Judiciária investiga suspeitas de corrupção no escalão maior do futebol português. Toda a história no CM.»
Correio Manhã, 12/04/2012


A investigação começou em dezembro? E ainda não foi possível associar o FC Porto? Não promete grande coisa...

Isto é assim, se conseguirem associar a esta investigação (?) dirigentes do FC Porto, com especial destaque para Pinto da Costa, a coisa tem pernas para andar e teremos "circo". Senão, quase de certeza que terá o mesmo destino das escutas de Luís Filipe Vieira ("eu estou a fazer isto por outro lado") e de José Veiga ("sr. presidente, era mais um favorzinho...").

19 comentários:

Fernando Tavares disse...

O «GUADANAPO»..... anda aí!
ftavares

Nightwish disse...

Ao ridículo que isto chega.
É uma não notícia sobre nada, e andam aí os blogues vermelhos todos em polvorosa a dizer que foi por isso que perderam segunda...
Cada vez mais patéticos.

Nessuno Dorma disse...

Dois breves apontamentos:

- Está-se, mesmo, a falar de escutas?...

- Quais são os "blogues vermelhos todos em polvorosa"?

Pedro disse...

O caso parece ser bem mais sério, e a judiciária, segundo a sic noticias, suspeita que Paulo Pereira Cristovão tenha planeado tudo para tramar Cardinal.

A sede do Sporting já foi alvo de buscas, e já reina o pânico para os lados dos viscondes.

Ps: Caro Nessuno, estamos a falar das escutas que foram apagadas, desvalorizadas, e cirurgicamente ignoradas para evitar uma investigação ao Orelhas. Percebeu?

José Correia disse...

«A Unidade de Combate à Corrupção da Polícia Judiciária (PJ) procedeu esta quinta-feira a buscas à casa e à empresa de Paulo Pereira Cristóvão, vice presidente do Sporting. E ainda à sede da Sporting SAD, em Alvalade.
De acordo com a SIC, a PJ suspeita que o árbitro assistente José Cardinal esteja a ser alvo de uma armadilha. Recorde-se o Sporting apresentou uma denúncia por suspeita de corrupção a Cardinal, nas vésperas do Sporting-Marítimo. O árbitro assistente terá recebido um depósito de 2 mil euros na sua conta.
José Cardinal é um árbitro assistente que esteve envolvido em alguns lances polémicos do Sporting nos últimos anos. Foi ele a assinalar o penálti a Pedro Silva na final da Taça da Liga contra o Benfica em 2008/09 e a anular um golo limpo a Hélder Postiga frente ao Olhanense, já esta época.
Entretanto de acordo com a Antena 1, Paulo Pereira Cristóvão foi constituído arguido neste processo. A suspeita é que terá sido uma pessoa que trabalha na empresa do dirigente do Sporting a proceder ao depósito na conta do árbitro assistente, num banco da Madeira.»
in http://relvado.sapo.pt/


Isto está bonito!...

Nessuno Dorma disse...

Percebi, perfeitamente. As outras, diz-se por aí, foram tidas na "devida" consideração, certo?

André disse...

Sr Nessuno Dorma

presumo que as outras escutas que voce fala foram investigadas duas (!) vezes e em ambos os casos:

a) Escuta do arbitro que foi a casa do PdC, deu processo em tribunal. Julgo que pode consultar o resultado e que resultou em absolvição dos arguidos.

b) a escuta da "fruta" foi analisada duas vezes e em ambos os casos não foi encontrado qualquer indicio criminal que justificasse levar o caso a tribunal. O relatório é publico e está disponivel na internet.

Se voce não concorda com a sentença em A) e a decisão em B), peça para reabrirem os casos a 3ª vez. Mas lembre-se que livros escritos por escritoras em part time não provam nada.

Se quer "justiça" que seja compatível com a sua opinião.. Olha azar.

A questão aqui é que outras escutas não foram sequer investigadas. Ao contrário destas.

Filipe Sousa disse...

O inconformado Nessuno Dorma, deve estar a tentar trazer à baila "aquelas" escutas em que uma série de pessoas telefonam ao presidente do FCP - e não o contrário, como "outras" pessoas gostam de fazer crer; há de facto uma chamada iniciada pelo presidente do FCP, mas essa, como não refere termos orgásmicos como "fruta" e "café com leite" não tem grande interesse - e lhe perguntam a sua opinião sobre uma série de assuntos. Ora, segundo o Código Penal, para haver crime de corrupção (activa), é preciso haver intenção ou dolo. Como é que o Nessuno Dorma, quereria que se condenasse alguém por corrupção activa quando essa pessoa não toma nenhuma iniciativa - nem sequer fazer um telefonema - é um mistério que nem o próprio saberá responder. Se calhar dever-se-ia começar a condenar pessoas com base na opinião pública ...

Nessuno Dorma disse...

Sr. André, as escutas não foram tidas em conta, porque foram consideradas ilegais. Informe-se...

André disse...

Sr. Nessuno Dorma informe-se voce.

É que sabe.. O facto de repetirem muitas vezes uma mentira não passa a ser verdade.

Esse mito das escutas não puderem ser usadas por serem ilegais prende-se com o facto de não puderem ser usadas em processos em que a pena seja menor que 2 anos (neste caso tentativa de corrupção seria uma pena menor que 2 anos, mas activa nunca) logo para determinar se houve indícios de corrupção activa, as escutas foram tidas em conta.

E como você não prova nada, eu posso comprovar o que digo:

A escuta da "fruta". Veja o pdf do acórdão:
http://static.publico.clix.pt/docs/sociedade/acordaorelacaodoporto.pdf
Nota: Veja a pagina 15

Se ler com atenção verá que o investigador não só usou as escutas e é precisamente por elas que se depreende que a "Sra" Carolina mente. Já agora a própria conversa na escuta não prova nada como vem lá explicado.

Se bem se lembra este caso só foi reaberto porque a "Sra" Carolina indicou no seu "livro" que o PdC lhe disse, apôs o telefonema, que a "fruta" era para o Arbitro.

A escuta da ida do arbitro a casa do PdC foi precisamente o que fez com que o caso tenha ido a tribunal. Logo a escuta FOI USADA para o caso ir a julgamento.
Depois no próprio processo.. obviamente que não havia mais nada a retirar.

Sr. Nessuno Dorma, as escutas foram consideradas ilegais? Só em certas cabeças bem ligadas a um certo clube com uma agenda muito óbvia.

miguel_canada disse...

Nesuno...ja meteu a viola no saco? Obrigado.

Pedro disse...

Muito triste ver adeptos como o NEssuno que nem sequer para criticar perdem algum tempo a pesquisar e a informar-se.

Assumem como verdadeiro o que lêem em alguns blogs da treta, ou que ouvem de imbecis como o vice presidente ou de uma Leonor Pinhão.

As escutas foram usadas em tribunal, e em alguns casos ajudaram a provar a inocência de PC.

Em relação a este caso do Sporting há uma questão interessante a reter. Uma das acusações da PJ é que 1 dos objectivos era afastar o árbitro do jogo. Ora estou para ver se a FPF vai abrir um processo de inquérito, dado que isto tem enquadramento legal para provocar a exclusão do SCP da taça de Portugal.

Anónimo da Silva disse...

Grande André!

Carrela disse...

Nessuno, é o que dá comer o que outros mastigam e vomitam! Para a próxima pense antes de "falar" sempre se poupa ao ridículo!!

Em Grande André!

Nightwish disse...

Nessuno:

Hoje já há novos fatos que mudam a notícia, mas isso não muda o facto de que ontem não havia nada a não ser suspeições não sustendas.
Quanto a blogues vermelhos, bem, alguns, não espere que me recorde de sítios pouco recomendáveis e traumáticos ;)
Até o Arrastão por aí foi.

Nessuno Dorma disse...

Jovens, calma.

A utilização das escutas ao Vosso Querido Líder foi considerada ilegal pelo Tribunal Constitucional.

Informem-se e voltem lá.

André disse...

Nessuno Dorma,

é isto que se refere?
"O Tribunal Constitucional (TC) rejeitou o recurso do Conselho de Justiça da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) e considerou definitivamente ilegal a utilização das escutas telefónicas do Apito Dourado no âmbito do processo de corrupção desportiva Apito Final."

in http://www.rtp.pt/noticias/?article=69421&layout=121&visual=49&tm=8&

Sabe a diferença entre Justiça civil e desportiva?

O castigo da justiça desportiva está lá, para seu deleito e não foram usadas as escutas. Foram usadas as declarações da "Sra" Carolina (provado pelas escutas que mentia no caso da fruta) e onde não foi ouvida sequer pelo conselho de justiça da liga (Ricardo Costa) nem o acusado, (Pinto da costa) teve possibilidade de se defender. Justiça desta fique lá para si.

Em relação ao justiça civil (ou se quiser "justiça a serio"*) as escutas foram usadas e tidas em consideração, como eu próprio tive oportunidade de colocar aqui e você nem sequer comentou.

E é assim que vivem os Benfiquistas no seu mundo de fantasia.

* justiça a serio = onde as pessoas acusadas se podem defender e o clubismo e decisões populares costumam ficar à porta.

eu disse...

As escutas foram completamente aceites senhor André e válidas. Se alguma escuta provasse o que a liga deu como provado contra o FCP o presidente do FCP tinha sido condenado por corrupção. O juiz aceitou as escutas e afirmou que as mesmas não provam que o FCP tenha fornecido prostitutas a arbitro algum facto. Afirmou que se Luís lameira não é arguido o FCP não tem nada a ver com o assunto. Da Como não provado qualquer crime de corrupção. Fosse ela desportiva consumada ou tentativa da mesma. Nenhum ilícito. O que o juiz disse, falando hipoteticamente, foi que a haver crime teria sido um crime de corrupção tentada, pk mesmo sibsumissemos que o jp da escuta fosse Jacinto paixão e Pinto da Costa soubesse de tal coisa nunca sequer se poderia considerar que os árbitros tivessem sabido de tal coisa. O que poderia ser lido como um hipotético crime de corrupção desportiva tentada e aí sim, nem sequer seria permitido o uso das escutas. Que foram permitidas e tidas em conta. E a liga dá como provado o que? Que as prostitutas foram oferecidas pelo FCP e que os árbitros as solicitaram,o que seria corrupção desportiva. Depois como não há nenhum benefício ao clube arranja a aberrante tese de corrupção tentada. '' por algum motivo os árbitros não o fizeram ''. Pois, pk o FCP nunca o FCP ofereceu nada a arbitro algum.

eu disse...

As escutas telefónicas foram dadas como legais e válidas pelo tribunal constitucional. Definitivamente válidas. E dado como definitivamente ilegal o uso das escutas telefónicas do apito dourado no apito final, por parte da cd da liga. Como vivemos num país de aldrabões, começou se a inventar a peta que não foram aceites em tribunal, só na liga e que por isso é que o FCP foi condenado na liga e em tribunal ilibado. Mas não é inocente nem a liga condenou um inocente. Loool. É por isso que toda a gente diz que pc é culpado. Pk toda a gente come tal mentira. Pk quer óbvio. Quem inventou tal mentira? Mr burns, vi o mentir sobre o apito dourado numa conferência de imprensa para atacar pc, e dizer tal mentira. Por isso que por mim até podia morrer esse ser asqueroso, não me dava qualquer tipo de pena. Aldrabões que fazem de inocentes culpados, dos bons maus e dos corruptos e maus(slb e liga) bons? Inferno, Reino da mentia é o lugar deles