segunda-feira, 9 de abril de 2012

A Especulação, a "Desestabilização" e a Realidade


Há coisas do "camano", como diria o outro. Andava eu a pensar em escrever aqui um breve apontamento acerca do futuro de Vítor Pereira à frente da equipa do F.C. Porto e, eis senão quando, a conhecida folha desportiva olissiponense O Esférico se sai com uma "notícia" segundo a qual o dito-cujo não permanecerá no cargo, ganhe ou não ganhe o campeonato.

Ora bem, possivelmente haverá mentes perversas que dirão que me inspirei na dita folha para escrever este artigo - além daqueles que, invariavelmente, apelarão à "unidade" em hora tão difícil. Pois bem, para mim, tal "notícia" (que não li), é quase como anunciar que no Inverno nevará na Serra da Estrela. Eu, por mim, não acredito que Vítor Pereira continue no F.C. Porto na próxima época, por mais comunicados e desmentidos que sejam emitidos a negar tal "atoarda". Ou, melhor dito, não quero acreditar, no que, aliás, e sem presunção, creio estar acompanhado pela grande maioria dos adeptos do F.C.P.

Jorge Nuno Pinto da Costa, cujo trigésimo aniversário à frente do clube se festejará este mês, raramente erra, e isso é uma das coisas que o distingue do vulgar presidente de clube em Portugal. Poderá ter errado esta época, mas decerto não vai persistir no erro. De uma forma ou de outra, mas decerto com elegância, o treinador deixará o seu posto. E até acho isso mais provável, por paradoxal que pareça, se o F.C.P. for campeão.

Se estiver enganado, terei de alterar o primeiro período do parágrafo anterior, começando logo pelo advérbio de modo "raramente".

PS: Escrevi isto antes do jogo de Braga mas, propositadamente, só agora é publicado.

7 comentários:

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ Alexandre Burmester

caríssimo,

numa altura em que se apela à União portista, tem consciência de que «propositadamente» está a arranjar "lenha para se queimar" ;)
veremos o que esta caixa de comentários "dirá" lá mais para o final do dia.

abr@ço
Miguel | Tomo II

Pyrokokus disse...

Bom dia,

Como Portista a viver na Mourólândia, considero que o importante é defender a equipa, seja ela técnica ou jogadores. É este o "Nosso Porto" e há-de ser com ele que vamos ser campeões. Nesta época já vi todos os jogadores fazerem jogos maus e jogos bons, o treinador ter opções boas e menos boas.
No final da época há-de haver uns que se vão embora, outros que irão ficar, uns deixarão mais saudades do que outros, mas o importante é que dignifiquem o nome do FC Porto e os adeptos e que sejam campeões.

Abraços

Jorge disse...

Ha uma conjectura implicita neste e noutros textos que pode estar errada...

M. Teixeira disse...

Caro Alexandre Burmester,

Com todo o respeito lhe digo que não percebo a razão deste artigo. Não acrescenta absolutamente nada ao que já aqui foi referido e escrito milhentas vezes, durante toda a temporada. Numa altura em que a equipa está melhor, bem posicionada para revalidar o título... numa altura em que os jogadores estão a suar a camisola... numa altura em que o próprio treinador tem acertado nas suas opções... e principalmente numa altura em que faltam apenas 4 jornadas... não percebo a que respeito vem este artigo sem qualquer valor acrescentado e, principalmente, num timing absolutamente injustificado.

Mas como referi, com todo o respeito pelo seu artigo e entenda este meu comentário como isso mesmo... uma comentário/opinião.

Cumprimentos,
Marco Teixeira

Anónimo da Silva disse...

Pinto da Costa raramente erra. E por raramente errar é que ignorou os indignadíssimos adeptos do Porto que exigiam o fabuloso Pedro Emanuel no lugar de VP e como tal neste momento está no 1º lugar do campeonato.

Felizmente o nosso clube é gerido por alguém com muitos anos disto. O VP pode não ser um Mourinho ou um AVB, mas tem dado o corpo ás balas perante um balneário em pólvora, um plantel mal construído, uma direcção com problemas de tesouraria e algumas arbitragens á moda de Lisboa.
E se no fim ganhar, ganhará praticamente sozinho (com meia dúzia de jogadores ao seu lado, onde se destaca Hulk). Porque não teve adeptos e não teve plantel.

Pedro Reis disse...

Então já sabemos que se o FCP ganhar o campeonato, os méritos devem ir todos para o Vitor Pereira, para o Hulk e para o Anónimo da Silva...
Isto claro no Reino da Utopia! :-)

P.S. Só por curiosidade de quem são as responsabilidades pela eliminação em ritmo de goleada aos pés do colosso Académica na Taça de Portugal e aos pés do colosso MCity na Liga Europa? Devem ser dos adeptos que criticam o Vitor Pereira...

Soren disse...

Concordo 100% com o comentario do Anonimo. Alias fui dos poucos que defendeu o treinador e criticou as atitudes vergonhosas de ALGUNS jogadores no inicio da temporada.

Ignorar a "desconstruçao" do plantel (com 4 saidas em Janeiro) e os problemas de tesouraria é ser parcial. Ignorar o problema gravissimo do ponta de lança e a dependencia de Falcao é perceber bolha de bola.

VP é um treinador limitadissimo na comunicaçao e sem rasgo no banco (como sao outros bons treinadores). Mas se os jogadores tivessem estado com o treinador desde o inicio, este campeonato MESMO sem ponta de lança, teria sido um passeio.

Tudo isto com arbitragens de bradar aos céus, das quais destaco um fora de jogo de quilometros em Santa Maria da Maria da Feira, uma arbitragem escandalosa no Benfica-Porto com 3 expulsoes perdoadoas ao Benfica e os 3 penalties inventados em 12 minutos contra o Guimaraes na Luz.

Valha-nos Pinto da Costa que se esta borrifando para o que dizem os adeptos (como deve estar).