terça-feira, 15 de maio de 2012

Foram os árbitros...

I. Números do campeonato

Pontos
75 FC Porto
69 slb
62 SC Braga

(mais) Vitórias
23 FC Porto
21 slb
19 SC Braga

(menos) Derrotas
1 FC Porto
3 slb
6 SC Braga

Golos Marcados (melhor ataque)
69 FC Porto
66 slb
59 SC Braga

Golos Sofridos (melhor defesa)
19 FC Porto
26 SCP
27 slb


II. Campeonato entre os três primeiros

2-2 FC Porto x slb (23/09/2011)
1-1 SC Braga x slb (06/11/2011)
3-2 FC Porto x SC Braga (27/11/2011)
2-3 slb x FC Porto (02/03/2012)
2-1 slb x SC Braga (31/03/2012)
0-1 SC Braga x FC Porto (07/04/2012)

FC Porto: 3 V, 1 E, 0 D, 9 GM, 6 GS
slb: 1 V, 2 E, 1 D, 7 GM, 7 GS
SC Braga: 0 V, 1 E, 3 D, 4 GM, 7 GS


III. Campeonato entre os três “grandes”

2-2 FC Porto x slb (23/09/2011)
1-0 slb x SCP (26/11/2011)
0-0 SCP x FC Porto (07/01/2012)
2-3 slb x FC Porto (02/03/2012)
1-0 SCP x slb (09/04/2012)
2-0 FC Porto x SCP (05/05/2012)

FC Porto: 2 V, 2 E, 0 D, 7 GM, 4 GS
slb: 1 V, 1 E, 2 D, 5 GM, 6 GS
SCP: 1 V, 1 E, 2 D, 1 GM, 3 GS


Para além de terem festejado o campeonato a duas jornadas do fim e de terem concluído a prova com seis pontos de avanço em relação ao 2º classificado, os dragões foram os melhores em todos os indicadores da competição.
Assim sendo, que dizer da realidade esmagadora que é transmitida por estes números?
Segundo a generalidade dos benfiquistas (muito bem doutrinados por Jorge Jesus, António Carraça, João Gabriel, Rui Gomes da Silva, Sílvio Cervan, José Manuel Delgado, etc.) a explicação é simples: foram os árbitros…

5 comentários:

José Rodrigues disse...

Nao sei se repararam, mas o slb conseguiu o dubio recorde de acabar a competicao sem ter um unico golo marcado por um portugues...

(a proposito, saliento q o "fantastico" Nelson Oliveira conseguiu marcar zero. A ser convocado para o Europeu, sera' sempre por causa de uma concorrencia fraquissima para a posicao e NUNCA pelo q "ja' demonstrou" ate agora)

Nao eram eles q iam ter a "espinha dorsal" da seleccao? LOL

José Rodrigues disse...

De resto os numeros falam por si, e sao a principal demonstracao de q ha' claro e inequivoco merito do FCP na conquista deste campeonato

(arbitragens aparte, quem ouve muita gente - incluindo portistas - ate' fica a pensar q o slb teve de longe o melhor ataque e melhor defesa e so' claudicou por causa de um par de jogos com azar/mal conseguidos)

Numa luta contra adversarios de valor (e num campeonato cujo 4o classificado eliminou o campeao ingles da Europa, por ex) o FCP foi o melhor, ponto final paragrafo.

Dito isto, faz lembrar um pouco o ultimo campeonato vencido por Jesualdo: merito inequivoco sobre os adversarios, mas com demasiadas exibicoes cinzentonas.

A grande diferenca para com o FCP de Jesualdo reside na Europa, onde VP claudicou clamorosamente (ao contrario das boas prestacoes do FCP de Jesualdo).

Sera' diferente na px epoca? Espero bem q sim, mas tenho muitas duvidas, ja' q VP esta' muito longe de me ter convencido da sua competencia (claramente menos do q o tao contestado Jesualdo, por ex, q sem me entusiasmar era a meu ver competente q.b. para um FCP).

Mário Faria disse...

1.O comportamento desportivo do FCP foi muito criticado por sócios e adeptos durante quase toda a época e o treinador VP foi muitas vezes julgado como incapaz para ser o líder técnico de um clube com a dimensão do nosso ;

2.Não admira que os adversários sobrevalorizem o nosso mérito quando muitos de nós (eu próprio nem sempre, mas em alguns momentos) duvidámos das nossas capacidades, temendo o pior para esta época ;

3.O treinador era o elo mais fraco (não ficou pelo caminho porque PdC o aguentou) duma equipa irregular e as estatísticas que agora se apresentam como significativas da nossa superioridade não correspondem minimamente ao cepticismo como acompanhámos a nossa equipa durante quase toda a época ;

4.Acho que o FCP foi um justo campeão o que não me impede de reconhecer que o SLB o perdeu porque cedeu na recta final, por culpa própria. O SLB mantém uma tendência para a autofagia que lhe fica a preceito e nos serve bem. Continuo a considerar que o SLB tinha um plantel mais equilibrado, com mais soluções e praticou o melhor futebol quando esteve por cima;

5.Ganhámos o campeonato e a supertaça. Perdemos a taça da liga no campo do adversário pela margem mínima e a taça de Portugal para uma equipa que fez os melhores jogos contra o FCP. Muito correu a briosa. Na CL falhámos, mas considero que, depois de termos avaliado o nosso grupo de muito difícil pela presença de duas equipas com pergaminho e muito difíceis no seu ambiente, são excessivos os adjectivos que muitas vezes foram usados para qualificar esse falhanço. De facto, estivemos a um golo de ficar em primeiro lugar do grupo, depois de uma das melhores exibições que fizemos na presente época;

6.2011/12 foi uma época atípica : ganhámos, sentimos uma grande alívio, ficámos contentes porque uma vitória é uma vitória e porque representou uma enorme derrota dos nossos principais rivais. Esse facto não pode escamotear que fomos tão críticos ou mais que muitos adeptos e comentadores adversários relativamente ao desempenho da nossa equipa.

Jorge disse...

Muitos das criticas apontadas ao VP nascem de resultados que se podem explicar pela falta de eficacia na frente de ataque.
Acho que as pessoas se deixam influenciar demasiado pelos seus preconceitos nas analises tanto dos jogos como das performances individuais, focando-se naquilo que suporta a sua opiniao inicial.
O Porto nao passou aos oitavos da UCL por ineficacia ofensiva, alias mesmo o empata em casa contra o Benfica (unicos pontos perdidos contra equipas da frente) foi imerecido e resultado tanto de ineficacia na frente como de um erro individual na defesa.
A pouco e pouco esses erros e os resultados negativos afectam a equipa e nao e qualquer treinador que consegue tirar a equipa do marasmo.
O AVB teve esse problema este ano, e comparando a performance da equipa antes e depois do seu despedimento tambem se poderia dizer que nao e treinador para um clube de topo...
Alias tanto o Manchester United como o City (recheados de estrelas e com orcamentos bem maiores) nao fizeram grande epoca.
Foi culpa dos treinadores? Dos jogadores? No caso do ManU sao praticamente os mesmos que foram a final da UCL no ano passado e limparam a Premier, tendo tido tambem a hipotese de ganhar tudo.
O futebol e mesmo assim, por vezes a factores que nao controlamos que afectam as equipas.
E preciso saber levar isso em conta, melhorar o que controlamos e lidar com o que nao controlamos... como temos (ou tem quem sabe) feito muito bem ha decadas.

Tomé silva disse...

Houve alturas do campeonato em que o Benfica foi melhor,outras em que foi o Braga,mas nós fomos mais regulares e consistentes e os números falam por si.

Tive vários "problemas" durante a época,porque via muito boa gente criticar o treinador quando tínhamos resultados negativos,mas quando vencíamos o mérito era apenas e só dos jogadores.

É verdade que Vítor Pereira cometeu alguns erros (que nos custaram caros) ao longo da época,mas não acho que seja única e exclusivamente culpa dele o fracassos nas outras competições.

Sou a favor da sua permanência onde nesta 2ªépoca tem 2 alternativas:

Mostra que melhorou muito em relação a esta época e que aprendeu com os erros,fazendo uma época de acordo com o que é exigível ou então continua com os mesmos "defeitos" e sairá pela porta pequena.

Veremos o que nos reserva o futuro.

Queria pedir a permissão para anunciar a abertura de um novo blog,onde se fala de futebol em geral,mas cujo o principal objectivo é reunir amantes do "jogo do totobola".

www.Vamosjogarnototobola.blogspot.com