sábado, 28 de julho de 2012

Penaltis não é com eles

A mim preocupa-me pouco perder um jogo de pré-temporada. Não jogamos particularmente bem mas também nunca fomos inferiores a uma equipa que é o terceiro crónico de Espanha desde que o Barcelona e o Real Madrid decidiram meter o turbo e deixar todos os outros a dezenas de pontos de distância. 

O que não gosto é de ver que a eterna ineficácia dos dragões em bolas paradas soma e segue. Não sei se o técnico tem por hábito ensaiar nos treinos cantos, livres e penaltis mas sempre que temos uma boa oportunidade, ela escapa-se como por milagre.

Fico contente, por um lado, que Maicon surja como alternativa ao Hulk nos livres directos mas voltar a colocar o João Moutinho (que provou pela enésima vez que penaltis não são com ele) a marcar uma grande penalidade deve ser puro masoquismo. Falharam quatro marcadores e quatro falhanços. 

Se a nível da liga já nos últimos anos falhamos alguns penaltis inoportunos, nas provas a eliminar convém sempre ter uma mão cheia de jogadores em quem o técnico possa confiar para dar segurança de que a bola acaba lá dentro. Convém começar a encontrar umas horinhas livres no plano de treinos para ampliar a nossa eficácia neste tipo de lances porque podemos pagar carro este desacerto quando realmente doa...

37 comentários:

José Correia disse...

De facto, quatro penalties falhados (Kléber, Iturbe, Kelvin, Moutinho) em quatro tentativas, dá que pensar.
Só não considero esta situação preocupante porque, em condições normais, os marcadores dos penalties serão (por esta ordem):
- Hulk
- Lucho
- James

José Correia disse...

Dos 13 suplentes do FC Porto, 10 entraram no decorrer da 2ª parte.
Só não foram utilizados os dois guarda-redes suplentes – Fabiano e Bracalli – e... Alvaro Pereira.

Miguel Lourenço Pereira disse...

José,

O Hulk como marcador de lances de bola parada não me entusiasma, é capaz de golos fabulosos e inimitáveis mas também ter uma percentagem de acerto muito baixa para ser considerado especialista. A mim preocupam-me sobretudo os cantos e os livres directos, onde temos números bastante por debaixo do que se espera de uma equipa de top.

Quanto aos penaltys, basta não estar um ou dois desses nomes, que pode passar, e pergunto-me...quem vai marcar?

PS: Quem é que está agora disposto a levar o Álvaro Pereira para que não pareça um erro imenso da SAD que o podia ter vendido por 18 milhões e agora arrisca-se a não sacar nem 8!

Nelson Carvalho disse...

Não obstante de as conversões dos castigos máximos terem decidido este confronto (situação que pessoalmente considero que não mereça grande relevância, com Vítor Pereira a elencar um alinhamento baseado nos mais jovens em campo no momento da contenda), os registos mais importantes para o seu caderno de notas foram retirados até ao minuto 64 – altura em que trocou mais de meia equipa. Até aí, o FC Porto sem nunca ter alcançado o domínio do encontro, procurou ser uma equipa equilibrada, tentado sair a jogar em posse e preferencialmente no espaço curto, conseguindo algumas trocas de bola de belo efeito, apesar de não raras vezes trair-se a si próprio em passes errados ou transviados.

Na verdade, uma equipa que privilegia (e bem) a circulação e progressão com bola, sempre em apoio, como a equipa azul e branca o faz, não pode errar passes com a frequência que a executa, ou a cometer erros não forçados difíceis de explicar. Um problema já denotado em outros momentos, que vai para lá do que esta curta pré-época ainda nos conta, mas que merece uma reavaliação profunda. Ainda assim louve-se os princípios de jogo da equipa, o modo como tenta subir os seus elementos emaranhando numa teia os seus adversários e sai a jogar de forma pensada e com critério.

Se as dificuldades causadas pelos alas Chê Guardado e posteriormente Pablo Hernández às adaptações laterais portistas são compreensíveis, o mesmo não se concede ao sector central da nossa defesa no jogo aéreo. Além do golo, o conjunto valenciano criou um bom par de calafrios a Helton na sequência deste tipo de lances, onde nem Otamendi, nem Maicon saem airosamente desta situação. Com as substituições o problema maior passou a ser as laterais. Mas com o ingénuo Addy e o inadaptado Djalma, não se pode esperar muito.

Ao bom desempenho de Lucho - um golo sensacional e de alguns passes de rutura – James foi destabilizando sempre que podia através das suas incursões pela zona central. Jackson Martinez procurou diversas vezes, com sucesso, fazer a ligação mais atrás, não conseguindo contudo ser mais espevito no momento de “explodir” em direção à baliza. Conhecendo-se a massa associativa, não tardará muito e vai começar a cobrar.

No cômputo geral o FC Porto teve uma prestação aceitável, mesmo concedendo os deslizes na fase inicial do encontro, a ineficácia nas bolas paradas ou a já referida problemática nos passes transviados. O importante nesta fase é descortinar o equilíbrio da equipa sua globalidade e, em grosso modo, ele já é percetível. Agora só o mercado de transferências poderá reverter este desígnio, sendo certo que ainda faltam enquadrar nesta equação elementos de papel preponderante no desenho final do plantel que Vítor Pereira terá à disposição em 2012/13.

Anónimo disse...

Mas como um erro da SAD?!

A meia duzia de dias do fim das inscrições (fecho do mercado) surge de facto uma proposta bem interessante pelo APereira mas que não dava tempo para finalizar qualquer negocio de modo a colmatarmos a sua saida...
E è preciso não esquecer que a lesão de Emidio Rafael se tinha por aquela altura agravado e Sereno( a seu pedido) tinha sido cedido ao Colonia.
Se AP saisse naquela altura positivamente não tinhamos defesa/esquerdo até janeiro...
Aliás a intenção quando abriu a preepoca naquela altura era não sair ninguem (nem treinador nem jogadores) para se apostar uma BOA carreira na Liga dos Campeoes. Só que entretanto AVB....

Miguel Lourenço Pereira disse...

@Anónimo,

A intenção não era má, mas AVB saiu muito antes de ter chegado a proposta do Chelsea e segundo o presidente da SAD, ele já sabia que ele ia sair antes do facto consumado. Aliás, era ele quem dizia que havia alternativas para todos, menos para Hulk.

E para ficar como ficou, talvez fosse mesmo melhor tê-lo vendido e aguentar com o que havia até Dezembro, quando vinha um tal de Alex Sandro para a posição!

um abraço

Nelson Carvalho disse...

Pessoalmente não entendo como a SAD não aproveita este período da pré-temporada para valorizar os jogadores que pretende transferir, utilizando-os nestes encontros particulares. Ainda para mais quer Álvaro Pereira, quer Sapunaru poderiam jogar perfeitamente sem por em causa o espaço dos que cá ficam, em especial os prováveis titulares, que por hora estão por terras de Sua Majestade.

Mas do jogo de hoje, e à hora que escrevo este comentário, o que mais me causa angustia é hipotética lesão do Fernando. A forma como "encravou" a sua perna na miserável relvado do Mestalha deixa-me tremendamente preocupado e a ponderar o pior dos cenários.

Anónimo disse...

Caro MLP:

Pois o problema é que mesmo havendo alternativas não se conclui um negocio internacional em 5/6 dias...

Anónimo disse...

É preciso lembrar que estivemos ainda sem os internacionais portugueses a tempo inteiro e no ritmo ideal e tivemos a ausência de Hulk, Danilo e Alex Sandro...

Quanto a Sapunaru e Belluschi como têm categoria para fazer parte do plantel e se lá não estão, provavelmente algo se passou durante a epoca passada que desagradou francamente aos responsaveis do nosso clube ?

Quanto a AP estará a "forçar" a sua saída?

Armando Pinto disse...

É dos vencedores que reza a história, bem se sabe. E naturalmente no F. C. Porto sempre se gostou mais de vencer, desportivamente. Embora, como diz o poeta que cantou melhor o significado do F. C. Porto, não haja derrotas quando é firme o passo… desde que quem represente o clube, acrescentamos, seja digno de tudo o que este nosso grande F. C. Porto consubstancia.
Memória Portista
http://memoriaporto.blogspot.pt/

João disse...

Então e o Álvaro Pereira não podia ter saído, envolvendo outro lateral na transacção. Lembro-me nitidamente de se ter noticiado que o Liverpool oferecia qualquer coisa como 22M na altura, passado pouco tempo praticamente cedeu o Ínsua ao Sporting (2 ou 3M já não me recordo bem), que é um excelente lateral esquerdo, na minha opinião superior ao Álvaro que não vale metade do que se faz dele.

João disse...

A mim não me preocupa nada que tenham falhado os 4 penaltys, preocupa-me que tenham feito um jogo miserável de onde se pode retirar mais ou menos como adquirido que vamos continuar com as performances degradantes da época passada. Os jogadores mudam, as exibições e as dinâmicas dão sempre o mesmo resultado. Continuar com Vitor Pereira é o erro mais colossal que esta direcção vai cometer, o que não é dizer pouco, quando estamos a falar da mesma direcção que vai para a 3ª época sem trinco suplente, que nos deixou com 4 médios centro para a 2ª metade da época passada ou que entrou de Kléber/Walter na 1ª. Não me lembro de um Porto tão mal gerido. É assim tão difícil? Vender Rolando, Álvaro Pereira e um ou outro excedentário se o resto ficar e comprar, pelo menos, um bom 10 e um bom avançado?

Luís Batista disse...

Quanto ao jogo, é típico de pré-época, acho que devemos de realçar que a equipa esta mais unida que na época passada, embora ainda não tenha havido nenhum jogo muito bom mas também não acho que tenha havido um jogo miserável. Mas já que foi aventado o "problema" Álvaro Pereira, acho que a SAD só deveria aceitar uma boa proposta (mínimo 20 milhões), caso tentasse forçar a saída ou ter prestações em campo miseráveis, e estes jogos serviriam para analisar esse aspecto, a SAD deveria de tomar uma media extrema mas que serviria como uma "espécie" de jurisprudência para os outros jogadores, assim como fazer entender aos atletas que quando assinam um contrato com determinada cláusula ela é para ser respeitada. E na minha opinião se ficasse a treinar sozinho durante o tempo de contrato que ainda tem, talvez daqui a um mês ele estivesse com o estômago assente que com o FCP não se brinca. É inaceitável ficarmos reféns de um fulano que assinou um contrato de livre vontade e agora não o quer cumprir! Não concordo com saídas a qualquer preço. Porque se hoje o AP sair por qualquer preço, amanhã já haverá outro a querer sair por um valor ainda inferior.

Anónimo disse...

Um problema GRAVE para o FCP e respectiva SAD, são as propostas bem interessantes que possam ser efectuadas pelos principais jogadores do nosso plantel, a 5/6 dias do fecho do mercado que colocam a "cabeça à roda" dos jogadores e que muito dificilmente permitem concluir qualquer negocio para colmatar a saída desse(s) jogador(es) ainda para mais por preço aceitavel...

Anónimo disse...

E há assim tantos laterais esquerdos de qualidade no mercado ???!!!

E conciliar interesses e timings não é assim facil.

Anónimo disse...

A quantos dias ´do fecho do mercado saiu FALCÃO???!!!...

Um trinco?! ele está lá e para mim é o lugar onde melhor pode render: DEFOUR.Mostrou-o bem em Braga na epoca passada num jogo crucial.

Mas para vender Rolando ,APereira é preciso propostas CONCRETAS minimamente aceitaveis e o mercado pouco mexe...

O treinador só agora recebeu os internacionais portugueses e Hulk,Danilo e Alex Sandro ainda continuam por lá....

Anónimo disse...

Desde o famoso tribunal da Antas que entre nós se criou o mitico e enganador patinho feio e o célebre e exagerado craque mundial! No caso do patinho feio, esta epoca já vamos em dois: Sereno e Castro!!!! Ambos tem feito o que outros fazem, mas eles é que pagam a fatura e no caso do Sereno até joga em posição desfavoravel!
No caso dos craques a nivel mundial, Jackson a solodo do jornal "O Jogo" granjeou um estatuto de super-craque, mas futebolisticamente está fazendo aquilo que Kleber e Janko fazem: nulidades!!!!

P.S. A massa associativa tem todo o direito de cobrar aos jogadores!!! Veja-se o caso deles que quando se apercebem que podem sair, cobram... de nós!!!!

Felisberto Costa

Joao Goncalves disse...

Algumas coisas interessantes aqui, mas vamos por partes

AP podia ter saído perfeitamente... já cá estava o Alex Sandro (apesar de lesionado) e o Fucile desenrascava até o Alex estar pronto a jogar.

Bellushi e Sapunaru são exemplos claros da incompetência gritante do palhaço da cadeira... VP.

Rolando e Álvaro Pereira, tem de sair para não darem cabo do balneário, pois não vão gostar de andar pelo banco.

No caso de Rolando, ainda é mais evidente a necessidade dele sair, pois Mangala precisa de espaço para evoluir e Abdolaye Ba de esperança para jogar.

No caso dos jogadores que andam a jogar menos, será que não é a táctica que os faz jogar menos? Onde já se viu jogar um futebol de posse com largura nos flancos ao mesmo tempo? Onde já se viu uma equipa que joga em posse acabar com cerca de 40% de posse de bola? Onde já se viu, uma equipa que joga em posse, defender com 2 centrais abertos e um trinco subido para dar continuidade de passe? ... A isto chama-se suicídio táctico e mau futebol e é com esse palhaço que vamos iniciar a época outra vez!

É capaz de resultar em Portugal, pois os adversários são uns incompetentes, mas na Europa vamos ficar com o "rabinho" bem quente e se sair o Hulk, nem às galinhas ganhamos 1 jogo este ano.

Enfim...

http://fcpsempredragao.blogspot.pt/

RCBC disse...

Algumas pessoas pensam que a gestão de um clube profissional como o FCP é como jogar o championship manager no seu pc.

É tudo muito fácil… É vender estes 3 por 10 M€ cada, comprar aquele por 5M€, fazer mais não sei o quê e voilá…. Temos a equipa feita para o ano que vem…

Além disso, dizer que a exibição do FCP de ontem foi degradante é de uma desonestidade intelectual a todos os niveis… E só se entende pelo desespero parvo de falar mal de VP só porque sim… Há gente para quem as suas crenças pessoais e embirrações tontas são mais importantes que o sucesso do FC Porto… Enfim, uma tristeza…

Quanto ao jogo de ontem, é evidente que para alguém minimamente sério, o FCP fez um jogo equilibrado até às substituições… Jogou frente ao 3º melhor clube de Espanha e até esteve em vantagem…. Os penalties foram maus demais para ser verdade… Agora, dizer que o FC Porto não jogou nada, tem muito pouco a ver com uma reflexão séria que é apanágio deste blog…

Joao Goncalves disse...

ah é? Qual foi a parte que foi boa? A parte em que o Valência falhou 3 golos descarados frente ao Helton ou a parte em que o Ricardo Costa salta sozinho na área para falhar mais um golo descarado?

Passemos para o Porto e onde é que nós criamos sequer 1 oportunidade de golo? O Djalma teve uma que foi aos repelões e por sorte, acabou-lhe para rematar porque de resto criamos 0!

Se formos ver as oportunidades que o Valência criou em jogadas reais de futebol então estamos conversados.

Desonestidades intelectuais são este tipo se comentários como o seu, que está a ver a defender o indefensável.

Já contra o Celta, ganhamos porque o árbitro/fiscal de linha foi muito amigo.

Ontem empatamos 1-1 mas deveríamos ter levado 4 ou 5, tal não foi a dimensão das nossas asneiras e dos buracos tácticos.

O Futebol resume-se ao que se faz em campo, e nesta fase da época, ainda é mais isso que outra coisa qualquer.

Lá que para a história fique o 1-1, somente quer dizer que o Valência foi zarolho e inconsequente, no domínio que teve a meio campo, na zona ofensiva contra a nossa defesa e na zona defensiva deles contra o nosso inconsequente ataque

João disse...

Ia-lhe responder mas o João Gonçalves poupou-me o trabalho. É basicamente isto. Qualquer pessoa com 2 olhinhos que tenha visto o jogo, percebeu que foi pouco menos que um massacre de um Valência que nem teve de jogar nada de especial para isso. Acresce às oportunidades criadas, o volume de jogo no meio campo defensivo do Porto, aí 2/3 do tempo útil de jogo. Sempre a defender mal e a sair pior, isto quando não entregava-mos as segundas bolas (e foi nesse aspecto que se tornou óbvio que é para repetir a miséria da época passada - não é por ser o Valência, qualquer equipa, do Carcavelinhos ao Barcelona, consegue fechar sobre o Porto (ver Beira-Mar v Porto 11/12 por ex.) - é anedótico. Continua tudo muito mal preparado, sem plano. O Porto consegue fazer melhor do que simplesmente "jogar como uma equipa pequena". Com este sistema imbecil, o Porto consegue mesmo TORNAR-SE numa equipa pequena em campo. Mais um aninho disto, não é? Obrigado direcção.

João disse...

Vejam as outras equipas que jogam em 4-3-3. Do Bayern ao Barcelona, Brasil sub-23, até o Sporting do Domingos que levava permanentemente na boca, passava os jogos por cima. Porque é que nós temos que passar mais de metade de um jogo, seja com o Valência seja com o Paços de Ferreira ou a Naval no nosso meio campo a aliviar cruzamentos? Isto faz algum sentido?

Tiago disse...

Assino completamente por baixo de tudo o que disse o João. A verdade é que o ano passado o FC Porto foi péssimamente gerido, e este ano, espero eu, que as saídas ou entradas de jogadores no nosso clube, não aconteçam a 1 semana do fecho do mercado de transferências.O FC Porto sabe que muitos jogadores têm mercado e há clubes interessados e que fazem chegar á SAD propostas. É fácil .. o treinador diz "Não conto com Sapunaru, Belluschi, Palito, Rolando, etc etc .. " É negociar esses jogadores, tendo em conta a situação económica atual, e vendê-los ! Não é fazer a esses jogadores o mesmo que fizeram com o Cebola o ano passado, queriam vender, não venderam, de não convocado, passava para titular, para duas semanas depois voltar a não ser convocado ... isso não ! Belluschi, Sapunaru e agr recentemente álvaro Pereira, acho que já entenderam qual a posição do treinador(ou clube, ñ sei) em relação a eles. É urgente resolver o caso de Hulk e Moutinho, os 2 jogadores neste momento que mais mercado têm e que mais M€ podem render aos cofres da SAD, e com algum do dinheiro dessas vendas, contratar jogadores mais ou menos idênticos, sabendo que dificilmente se irá contratar um jogador da classe Mundial de Moutinho, ou então de Hulk. Hoje a imprensa Brasileira fala que Paulo Henrique Ganso pode ir para o Corinthians por 10 M € .. eu aproveitava, é um jogador com uma visão de jogo muito boa, excelente qualidade técnica(no global .. finta, passe, recepção de bola etc .. ) Na minha forma de ver Futebol, jogadores como Janko, Kléber, Djalma, Sereno, e mais um ou outro, eram vendidos, são jogadores banais,na minha forma de ver, e para mim, não deveriam servir para o FC Porto.

Abraço para todos

Anónimo disse...

Claro que jogando contra umas das melhores equipas espanholas e tendo uma preepoca praticamente sem os internacionais portugueses mais o pessoal que está nos olimpicos o trabalho foi muito condicionado. NÃO HÀ MILAGRES.

Mas há pessoal que gosta sempre de falar de "CATEDRA" e se calhar não tem créditos para isso...

Anónimo disse...

"Fucile desenrascava até o Alex estar pronto a jogar"
___

Notou-se...

Anónimo disse...

espero eu, que as saídas ou entradas de jogadores no nosso clube, não aconteçam a 1 semana do fecho do mercado de transferências
___

Como é que isso se consegue sem mexer com a cabeça dos atletas pretendidos ?!

Anónimo disse...

.O FC Porto sabe que muitos jogadores têm mercado e há clubes interessados e que fazem chegar á SAD propostas

______

Bla,bla,bla há muito, propostas concretas quase nem ve-las.

Já a época passada tirando o caso Falcão, proposta concreta só por AP e proximo do fecho de inscrições...

José Correia disse...

tem muito pouco a ver com uma reflexão séria que é apanágio deste blog…

Não estará a confundir autores do 'Reflexão Portista' com pessoas que comentaram este artigo?

Louro disse...

Já estou a ouvir adeptos muito nervosos a falar mal em plena pré temporada.Contra o Valência não acertaram nas marcações nos primeiros 20 mns e depois do Fernando se ter lesionado e o treinador ter substituido meia equipa a seguir.Os internacionais chegaram á uma semana e os olimpicos virão depois da supertaça; ninguem gostou dos penaltis falhados, mas daí começarem a chover criticas!

RCBC disse...

Caro José Correia. não confundi autores deste blog com comentadores....apenas disse k eram de lamentar desonestidades intelectuais mesmo k na caixa de comentários deste excelente blog....qto ao coro de críticas,de facto não tenho muito mais dizer....k continuem a malhar forte e feio em tudo o k mexe...no fim engolem sapos e calam se....

Joao Goncalves disse...

Oh Anónimo, o que é que se notou?

Notou-se a nulidade do VP como treinador é isso?

Pois caso não saibas, o melhor lateral do Porto está a treinar sozinho e o Fucile foi para o Santos (campeão da Libertadores) e agarrou a titularidade de imediato.

Então agora o que se notou oh Anónimo? Que o Maicon foi o melhor lateral direito do Porto foi isso?

Onde é que o Fucile esteve assim tão mal? Que eu saiba, borrou a pintura na Russia e isso serve para acabar com um jogador?

Onde é que o Sapunaru esteve mal? Foi das juras de amor ao Porto que fez na imprensa nacional e internacional?

E o coitado do Ukra? fez mal a quem?

E já agora o Bellushi? deve ter sido de ter feito um bom jogo antes de sair para o Génova, que agora já não presta... Paciência para esta gentinha...

Joao Goncalves disse...

O que eu acho curioso, é que o valência tinha lá o João Pereira a jogar os 90 minutos, mas esse não chegou agora... esse deve ter ido directo do Euro e começou a treinar em Espanha não foi?

Até parece que os Internacionais A jogar muito no Euro... tirando o Moutinho, os outros todos juntos não jogaram 45 minutos.

Eu estou-me borrifando para os penalties, agora o que não me estou borrifando é nos 6 golos que DEVÍAMOS ter sofrido (2 com o Celta e 4 com o Valência), + o que realmente sofremos, tudo por questões de ordem posicional táctica, sob orientação do Vítor Pereira.

Eu gostava de acreditar que vamos fazer uma grande época, agora quando a equipa começa esta pré-temporada a fazer o mesmo tipo de jogo nojento, sem rasgos, sem imaginação, sem movimentações, mastigado, com a única preocupação de jogar em posse de bola apoiada e ter a equipa sempre muito aberta nas alas, que fez durante toda a época passada, é melhor nos prepararmos todos para jogos de termos muito sono e para irmos perder com Apoel e sermos humilhados com Zenits, tudo de novo.

Nightwish disse...

Eu podia ir procurar o que se dizia à 2 anos da pré-época, mas não tenho a memória assim tão custa...

João disse...

Mas agora ter uma opinião diferente do RCBC é "desonestidade intelectual". Oh homem, desça lá do pedestal e aprenda a conviver com prismas diferentes do seu. Principalmente quando estamos a falar de algo tão pouco consensual, como a continuidade do génio da táctica, mas também no que dá por adquirido. Se fizermos um campeonato como o da época passada, não vou engolir sapo nenhum. Vou manter que fizemos um campeonato, Champions e Taça m-i-s-e-r-á-v-e-i-s, com 2 jogos de jeito ao longo da época (Barcelona e City em casa). Só porque os milhafres ficam atrás, já está tudo bem. Temos critérios assim tão baixos? Vou manter que a direcção errou - na época passada, como na anterior, primeiro ao ter começado a época com UM AVANÇADO no plantel (o Walter já era proscrito há MUITO) com créditos zero para a função, e depois ao ter desfalcado o meio campo para a 2ª metade do campeonato. Este ano vamos começar outra vez com alguma coisa que rezamos para que seja avançado, sem trinco suplente nem nada que se assemelhe a isso, sem (aliás) alternativas minimamente válidas para o meio-campo, como para o lado esquerdo da defesa. Com jogadores indefinidos até à última - porra, custa muito a perceber que estas fífias nem os calimeros metem? Podem ser todos troncos, mas têm 3 ou 4 animais para cada posição. O Moutinho ou o Fernando levam uma marrada (e levam muitas ao longo do ano) e depois acordam para a vida e vão buscar Jankos a meio da época. Porque isso é que é gerir um plantel de nível, não é?
Nightwish lembro-me que não vi o Porto - Sampdória mas recordo-me nitidamente de ouvir o relato no rádio e só dava Porto (B). Com o PSG foi pouco diferente. São as pequenas coisas que fazem toda a diferença. O sistema do AVB também não era perfeito, longe disso, e tivemos algumas exibições degradantes (contra o Vilanovense para a Taça, acho que era essa a equipa, até meteram pena.. uma delas) mas se não era completamente de posse, pelo menos metade das transições eram golo, os alivianços não eram para a superior norte, tentava-se sair a jogar no pé, toda a gente sabia o que tinha q fazer.. NADA a ver com os 11 lá para dentro e bola para o Hulk do VP. Nadinha a ver.

InVicturioso disse...

Homem, relaxe...

Que tipo de argumento ridículo é esse? "Podíamos ter sofrido 4 golos contra o Valência"? O Inter de Mourinho podia ter sido goleado pelo Barcelona, o Porto de Mourinho podia ter sido eliminado em Manchester, o Porto de Villas-Boas podia ter sido eliminado pelo Betis de Sevilha, mas não foi...

Em toda a pre-época até agora, e sem vários titulares indiscutíveis, o Porto sofreu 1 golo contra uma equipa que está num patamar semelhante e você não para de dar porrada no treinador?

Há uma diferença enorme entre exigência e estupidez...

RCBC disse...

Fizemos um campeonato passado miserável, em que perdemos 1 jogo em Barcelos e da maneira que se sabe… Ganhamos no galinheiro com todo o mérito, em Braga, Guimarães, Barreiros, Sporting, etc, etc… E fizemos um campeonato miserável! OK, acho que nem um porco lampião seria capaz de dizer melhor…

Acho que é melhor ficar por aqui, porque se disser o que penso de algumas coisas que vi aqui escritas seria bem desagradável... E entrar em discussões feias com portistas não é propriamente a minha maior vontade...

Já levo todos os dias com porcos lampiões e lagartos, obrigando-me a defender o nome do FC Porto contra tudo e todos... Era o que me faltava ter agora de esgrimir argumentos com um portista como o faço com um porco lampião ou lagarto... Fico por aqui que é melhor...

Franco Baresi disse...

Não chame palhaço ao VP porque ele não tem graça nenhuma. Dá é vontade de chorar... Quanto ao resto, plenamente de acordo.