terça-feira, 21 de agosto de 2012

Da Luz a Barcelos, para memória futura

«recuso-me a aceitar que uma equipa como o Porto precise de esperar que jogadores sejam agarrados em cantos para resolver um jogo contra o Gil Vicente, ou contra quem quer que seja. Se os outros clubes o fazem, eu não gosto de ver o Porto a ser igual aos outros. No entanto, e só por curiosidade, o artista do apito foi o mesmo que brilhou na Luz na época passada, ao assinalar 3(!!) penalties em 15 minutos a favor do Benfica no jogo contra o Guimarães, sendo os dois últimos totalmente ridículos. Desta vez não viu...»
Miguel Magalhães, 19 de Agosto de 2012 22:43

«recuso-me a aceitar que os penalties sejam o foco e sirvam de desculpa num jogo em que não fomos capazes de ser minimamente competentes. Essa é uma postura "à Benfica" com a qual eu não me identifico; prefiro uma atitude "à Porto", como aquela em Alvalade em 2002/03 em que ganhamos 1-0 apesar dos 4 penalties muito mais evidentes que qualquer um dos de hoje e que ficaram por assinalar a nosso favor pelo "saudoso" Lucílio Baptista.»
Miguel Magalhães, 20 de Agosto de 2012 00:50


Percebo o sentido e o alcance destes dois comentários que o Miguel Magalhães fez no artigo ‘Os maus hábitos ainda resistem...’, mas há coisas que não podemos ignorar.

Em termos de análise aos erros das arbitragens, sou de opinião que devemos distinguir os erros claros, daqueles que só se conseguem ver após N repetições na televisão, em câmara lenta, ou mesmo com a imagem parada.

Ora, nesta 1ª jornada, houve dois erros graves de arbitragem, de análise unânime, e que me custam a aceitar:

1º) A expulsão de Douglão e a redução da equipa adversária do slb a 10 jogadores nos derradeiros vinte e tal minutos do slb x SC Braga.
Custa-me a aceitar que, mesmo num molho de jogadores, alguém confunda o Custódio com o Douglão e mostre um cartão amarelo (no caso o segundo e consequente vermelho) a este último. É que, entre outras coisas, a cor da pele dos dois jogadores é diferente!

(clicar na imagem para a ampliar)

2º) O agarrão descarado de Luís Carlos a Kléber (a fazer lembrar a lamentável actuação de José Soares no célebre jogo de Campo Maior) e o óbvio penalty a favor do FC Porto que, num momento decisivo do jogo (aos 85 minutos), ficou por assinalar.
Custa-me a crer que nenhum dos árbitros nomeados para o Gil Vicente x FC Porto tenha visto (e Duarte Gomes estava a pouco mais de um metro!). É que o jogador do Gil agarrou o ponta-de-lança do FC Porto de forma ostensiva, durante uns segundos e num trajecto de dois ou três metros!

(clicar na imagem para a ampliar)




Enfim, logo na abertura do campeonato 2012/13, o clube da verdade desportiva foi objectivamente beneficiado em dois campos - Luz e Barcelos - e, claro, os paladinos da "verdade desportiva" aplaudem.

Para memória futura, fica também a forma low-profile como José Peseiro, treinador do SC Braga, reagiu ao erro grave da arbitragem que prejudicou a sua equipa. Veremos o que dirá se o mesmo acontecer num jogo que envolva o FC Porto.

29 comentários:

RBN disse...

O penalty a favor dos slbarbies existiu, não há margem para dúvidas e se fosse dado um cartão a Custódio, seria vermelho à mesma, segundo as regras.

A placagem à futebol americano que Kleber sofreu é qualquer coisa de absurdo, mas confesso que só reparei no último replay em camara superlenta, pois em tempo real toda a gente estava de olho na bola.

Estou de acordo com o Miguel Magalhães, temos de ter atitude à Porto e não ficar o resto da época a falar desta placagem tal qual lampiões queixinhas.

Falar em Kleber, se o CSKA quer ficar com ele, despachem esta verdadeira nulidade de vez e aproveitem a chance, já que poderá não haver outra.

Joaquim Lima disse...

O jogador que cabeceia a bola nesse lance não é o mesmo que afrediu um árbitro há uma semana?! Não devia estar suspenso???

Anónimo disse...

vermelho segundo as regras? Quais regras?
É um desvio, a bola não vai para a baliza, ainda tem que passar por vários jogadores entre eles o guarda-redes, vermelho onde?

Anónimo disse...

e ninguém fala do penalti do James? Vejam o lance, por muita fita que ele fala o gajo do Gil só toca nele, só varre a perna, bola nem vê-la!

Luis disse...

Estou de acordo com o Miguel Magalhães. O FC Porto versão Vítor Pereira entra na maioria dos jogos sem pressionar e sem empurrar o adversário contra as cordas, fica à espera de um golo que caia do céu. Quando isso não acontece ficamos aqui a comentar lances duvidosos... Eu quero um FC Porto melhor do que isso e foi por isso que votei no vosso inquérito que a principal posição a reforçar é a de treinador.

Anónimo disse...

Leiam as regras. Se ia em direcção à baliza era vermelho.
A palma da mão do Douglão é branca, deve ter sido isso :)

OAutor disse...

A minha pergunta é a seguinte: no jogo do Braga se o fiscal de linha conseguiu confundir o custódio com o douglão é porque não teve a certeza de quem deu mão, certo? Se não tem essa certeza, porque é que não podia ser o luisão a dar mão??? E se não tem a certeza porque marcou penalty? A regra diz que em caso de duvida não se dever marcar, certo?

galactico87 disse...

bom post à realidade da jornada...
só tenho uma coisa a dizer, mas como já cheira tao mal, pois o Porto é sempre desprezado quando tem razões de queixa e nada se faz, tal como a nossa direção, pois que se emende em relação a isso, que seja mais rude, pois se fosse la pros lado da luz era mais uma semana em choradinhos a falar em favores pros do norte mas enfim... triste pais onde reina o regime que nunca mais tem fim...PS: contudo empatamos e bem, futebol pobre sem alegria apesar dum incrível Adriano... vamos abrir os olhos portistas e FC PORTO, esta mais do que na hora...VERGOOOOOONHA DE ATITUDE

José Correia disse...

RBN disse...
O penalty a favor dos slbarbies existiu, não há margem para dúvidas

Tal como existiram, sem margem para dúvidas, os penalties sobre Mangala e Kléber. Só que no caso do FC Porto o árbitro não viu...


e se fosse dado um cartão a Custódio, seria vermelho à mesma, segundo as regras

Quem disse? Quais regras?
Nenhum dos quatro ex-árbitros que se pronunciaram sobre este assunto, disse que deveria ter sido mostrado um cartão vermelho a Custódio.

José Correia disse...

RBN disse...
A placagem à futebol americano que Kleber sofreu é qualquer coisa de absurdo, mas confesso que só reparei no último replay em camara superlenta, pois em tempo real toda a gente estava de olho na bola.

Como?!!
O agarrão/placagem do jogador do Gil ao Kléber é visível logo que as imagens correspondentes foram mostradas pelo realizador da transmissão televisiva.
É mentira que tenham sido precisas várias repetições e muito menos uma câmara em super slow motion.

Sou Dragão disse...

Parece-me que cada vez hà mais infiltrados de vermelho nestes blogues que sigo com tanta atenção, os comentários destes psudo - portistas como RBN deviam ir diretamente para o lixo.

Anónimo disse...

Sem perdão o facto da equipa de arbitragem não Marcar o penalty sobre o KLEBER pois é Verdadeiramente Escandaloso.

Deveria constar nos manuais de arbitragem e com as imagens a correr pela Europa do Futebol ....

Este senhor Duarte Gomes nos ultimos anos com o FCP já leva historico de ter em conta...

E não marcou outro sobre o James também limpinho por mais que os "comentadores centralistas" o neguem ou não queiram ver .

Anónimo disse...

Nenhum dos membros da equipa de arbitragem viu o penalty sobre o Kleber !!!!!!! E o arbitro estava ali à beirinha!!!!!!

E há jornalistas desportivos que teimam em igmorar o lance???!!!!

Serão os mesmo que acham que o luisinho vermelhaõ nada fez?!

Anónimo disse...

Há por aqui uns "passarões vermelhos" ?!

RBN disse...

Vamos esclarecer uma coisa ok?

Já comento neste blog há cerca de 3 anos, penso que os autores sabem - e se não sabem ficam sabendo - que sou carioca, torço pro Fluminense no Brasil e aqui em Portugal há 18 anos adotei o FCP e a Invicta - e por várias vezes já concordei e discordei de autores e comentadores sobre os mais variados temas, nunca faltando ao respeito a ninguém, portanto vamos ter RESPEITO uns pelos outros, está BEM ENTENDIDO soudragao e anonimo das 18:42?Espero que sim, porque da próxima a resposta será mesmo MAL EDUCADA!

Dito isto, caro José Correa, lá vamos nós discordar mais vez.

O Custódio levava vermelho porque a bola ia em direcção à baliza, e as regras são claras neste aspecto.Se o Beto a defendia é outra conversa.O bandeirinha errou ao confundir preto com branco, e deverá portanto ir à multiopticas ou qualquer merda destas se tratar.E ponto final, é o que eu penso e não vou mudar de idéias para agradar a ninguém.

Sobre a placagem em Kleber, em tempo real eu EU REALMENTE NÃO PERCEBI e só vi que foi penalty na repetição em slow-motion, QUAL O PROBLEMA?

O que acho é que faltou atitude à Porto, faltou chama, faltou garra, faltou correr mais, faltou lutar mais, faltou IDÉIAS e quem quiser, que fique até o fim da época a chorar a placagem, EU NÃO.

Acho que o FCP com um plantel recheado de craques, com jogadores de qualidade acima da média e com soluções para todas as posições, com excessão da nulidade que veste a camisa 11, tem que FAZER MUITO MAIS QUE ISSO, mesmo que fiquem 200 penaltys por marcar.Principalmente contra equipas fraquinhas como o Gil Vicente, que toda a gente sabe que vai fazer retranca o tempo todo, esperando encaixar um mísero contra-ataque ou lance fortuito que lhe renda um golzinho.

Já no ano passado, eu fui a Barcelos e não jogamos porra nenhuma,
houveram 2 penaltys clamorosos que nem precisaram de repetição e ainda assim, continuo achando que não jogamos porra nenhuma nem mereciamos ganhar aquele jogo.

Não vejo futebol com palas e sempre jogar culpas no juiz por qualquer resultado menos bom e ficar chorando igual ao Eduardo Barroso não é coisa a que esteja acostumado desde que acompanho o FCP.

E já agora, apesar de em 30 anos o NGP(nosso grande presidente para quem não sabe) ter uma margem de acerto de quase 80% em tudo, ter mais títulos que o lendário Santigo Bernabéu, ter feito do FCP um clube a nível mundial ganhando quase tudo o que havia para ganhar, ainda há MUITOS portistas que não lhe perdoam um mísero errinho, e batem no ceguinho sem dó nem piedade durante toda a época.

Depois, no final da época quando o FCP é (quase sempre) campeão, são os primeiros a aparecerem para comemorar com sorrisos mais radiantes que Tom Cruise e dar tapinhas nas costas.

Não é verdade MST, Rui Moreira e tantos outros azuis meio esbranquiçados?

RBN disse...

Já agora, parece que eu, os comentadores da Sportv e da RR estavamos redondamente enganados, pois tanto na tv como na rádio disseram que a bola indo em direção à baliza era vermelho directo.

A CD da FPF acabou de retirar o vermelho a Douglão e atribuiu o AMARELO a Custódio, que realmente foi o verdadeiro "autor" da façanha.

José Correia disse...

RBN disse...
O Custódio levava vermelho porque a bola ia em direcção à baliza

Não é verdade.
A mão do Custódio é a interceptar um cruzamento da direita e não um remate ou cabeceamento em direcção à baliza.

José Correia disse...

RBN disse...
A CD da FPF acabou de retirar o vermelho a Douglão e atribuiu o AMARELO a Custódio

Pelos vistos, a CD da FPF viu as mesmas imagens que eu e que os quatro ex-árbitros que se pronunciaram sobre este lance. De outro modo, teriam atribuído um cartão vermelho a Custódio, certo?

José Correia disse...

RBN disse...
o FCP com um plantel recheado de craques, com jogadores de qualidade acima da média e com soluções para todas as posições, com excessão da nulidade que veste a camisa 11, tem que FAZER MUITO MAIS QUE ISSO, mesmo que fiquem 200 penaltys por marcar

Isto é outra conversa e, sobre este aspecto, falei no artigo 'Quando Hulk não resolve...' que publiquei ontem.

meirelesportuense disse...

Eu vi a gravação do jogo e no lance do Kléber não há apenas uma falta, há duas e graves, a que já aqui destacamos sobre o Kléber e uma mão do defesa gilista que desvia já no chão, um remate que ia directo para a baliza...A bola sobrevoa a barra!
Vejam com atenção minuto 85, o defesa do Gil é o nº 44...

José Correia disse...

RBN disse...
sempre jogar culpas no juiz por qualquer resultado menos bom e ficar chorando igual ao Eduardo Barroso não é coisa a que esteja acostumado desde que acompanho o FCP

Analisar e criticar as insuficiências da equipa, não implica, nem obriga, que fiquemos em silêncio perante erros gritantes de arbitragem.
Foi isso que, após o artigo de ontem, quis destacar neste artigo publicado hoje.

Anónimo disse...

Comentário de portista que li na net a merecer leitura:

Sempre Fiel disse...
Amigos de guerra,

Estou ao lado de todas as opiniões de quem o ano passado defendeu até ao fim um VP que entrou fragilizado, passou o ano a levar banhos de assobiadela enquanto fazia o seu melhor e sofria no banco como qualquer verdadeiro portista. Defendi-o sempre também, e nisso muitas vezes senti-me sozinho. Não é fácil relembrar a muitos que só viram o Porto ganhar que, se ganhamos tanto, é porque apostamos na estabilidade e confiamos até ao fim nas nossas escolhas. Raramente isso não aconteceu (Quinito, Ivic, Octávio, Fernandez), e sempre que não aconteceu não ganhamos nada!
No fim da época passada, fomos todos campeões: os que o defenderam (VP) e os que não o defenderam.
Este ano, estou com aqueles que, sendo certo que apoiaram o VP até ao fim no passado, exigem que apresente mais e melhor futebol este ano. Teve tempo para preparar a equipa, tem ponta de lança, tem plantel. Tem miúdos para apostar, jogadores que estiveram a marinar e estão prontos para assumir, e jogadores experientes para segurar o barco. E acredito que ele vai segurar o barco. Não é o melhor treinador do mundo, longe disso, mas nem pensar é um mau treinador.
Gosto de ler as opiniões aqui, nota-se o amor pelo nosso Porto nas palavras, mas gostava ainda mais que nas bancadas tivéssemos mais adeptos esclarecidos e menos pipoqueiros sempre prontos a assobiar tudo e mesmo até a criticar o PC. São gestores que aprenderam tudo num jogo de Football Manager no computador... Falta-lhes apanhar aquela chuvinha todo o inverno nas Antas, com o ventinho fresco... Agora é pipoquinha à entrada e cachorrinho à saída, pelo meio uma assobiadela para ajudar à digestão.

Vamos Porto

RBN disse...

Caro José Correia, o que eu vi na altura foi o Luisão cabecear e a bola bater na mão do Custódio, e não Custódio interceptar um cruzamento, e todos as repetições mostraram o mesmo.

Vá ao link, veja a partir do minuto 1:33 e tire as suas conclusões.

http://www.youtube.com/watch?v=QpCIiwVPd_M

Quanto a erros de arbitragem, sabes porque não alinho na choradeira?

É porque na luz na época transacta Portugal inteiro viu em tempo real o tacuara rachada meter a mão na bola 2 vezes dentro da área lampionica aos 79 minutos, na cara do Proença, e daria 2º amarelo, consequente expulsão e os slbecas jogavam os últimos 10 minutos reduzidos a 9, já que emerson já tinha ido pra rua e com um penalty contra.Quem tinha de ver não viu.

Minutos depois, Maicon faz golo em off-side, que em tempo real quem disser que viu off-side é mentiroso.Só descobriram o erro do bandeirinha após repetições.Mais uma vez, quem tinha de ver, não viu.

É por isso.

Quando a equipa joga bem, perde golos que se farta, domina e realmente os erros de arbitragem gritantes e à vista de todos se parecem com o célebre Campomaior, eu de certeza absoluta alinharei na choradeira, mas pra já na 1ª jornada prefiro acreditar que o árbitro não viu.

Como já disse, não sou chorão como Eduardo Barroso ou João Gaybriel, e gosto de ser justo no que escrevo, portanto taí o vídeo, tire as suas conclusões.

Mas que os slbecas são sempre os mais beneficiados, não tenho a menor dúvida, está implícito no próprio nome.Leia as maiúsculas:-)

BENeFICiAdos

José Correia disse...

As regras ditam que o cartão vermelho só deverá ser mostrado caso o corte seja feito quando a bola vai em direção à baliza. Ora, o árbitro entendeu que não era o caso.

Miguel Magalhães disse...

Caro José Correia
Estou totalmente de acordo que não podemos ignorar os penalties e que estes devem ficar para memória futura. Eles existiram, deveriam ter sido marcados e, se os compararmos com outros marcados pelo mesmo árbitro noutros jogos, quase diria que são escandalosos :-)
No entanto, e esse foi o sentido dos meus comentários que reproduziu no seu artigo, preocupa-me muito mais a incapacidade da equipa em ganhar este jogo do que os penalties que existiram e não foram marcados. Se jogarmos sempre como jogamos em Barcelos, bem podemos ficar à espera de possíveis penalties para ganharmos jogos ; se jogarmos bem melhor do que neste jogo, seremos outra vez campeões mesmo que os árbitros tomem decisões erradas que nos prejudiquem.

João Ricardo disse...

Julgo que deve ser a primeira vez que comento aqui ,pelo menos com o meu nome!

Mas apenas uns pequenos detalhes que no meio disto tudo tem relevancia!

O meu treinador não contou com todo o plantel desde o inico da época ,na semana que começa o campeonato não contou com 17 jogadores !
Qual foi a equipa que teve os mesmos problemas?!?!
NENHUMA ,faltou um ou dois jogadores nas outras equipas,no Porto foram uns dez no inicio da pré-epoca!


Apenas dei a minha opinião,nada mais que isso!

ps:o mesmo jogador fez os dois penalties! dois cartões amarelos por mostrar!

José Rodrigues disse...

Bem, acho q certamente devemos assinalar claramente (ainda q sem histerias) os penaltis q existiram neste jogo a favor do FCP q nao foram marcados.

Isto sem prejuizo de admitir sem complexos tambem q temos obrigacao de jogar melhor e tinhamos todas as condicoes para ganhar o jogo sem precisar desses penaltis.

Quanto ao jogo do slb, sinceramente acho q se o arbitro quisesse beneficiar o slb entao nao teria anulado aquele golo por falta de Cardozo. E' um lance duvidoso (e nao interessa sequer para o caso discutir se e' mesmo falta ou nao) e seria tao facil deixar seguir se nao fosse isento, e isto a pouco tempo do fim e quando o jogo estava empatado...logo acho q nao nos podemos queixar do arbitro nesse jogo, tendo sido idoneo e apitado de boa fe' (indepentemente de poder ter errado ou nao num ou noutro lance).

Anónimo disse...

O lance do Kleber e incrivel ja que e efectuado num espaco livre sem que nada obstrua a visao do lance, e nao so o jogador o placa como ao cair usa o braco esquerdo para rasteirar o Kleber que se escapava.

Silva Pereira disse...

Boa noite,
Meu caro RBN bom regresso (parece-me) , se calhar deveu-se *a sua tristeza de o Brasil ter perdido a final? Sinceramente não me congratulei por se ter confirmado as minha tese (de que os treinadores brasileiros e em especial o seu selecionador estão desatualizados) enfim, quanto à opinião desse portista deve ser um paraquedista pois quem frequenta este blogue conhece-o muito bem.
Relativamente à informação veiculada por si só espero que não seja um epifenómeno e que as imagens sirvam para todos e assim sendo o Duarte Gomes deve ir para a jarra 3 semanas, caso assim não aconteça que o Antero Henriques e a SAD do FCP deixem de ser anjinhos e que deixem de acreditar no Pai Natal.
Mais um excelente post do José Correia, parabéns
Cumprimentos