quarta-feira, 24 de outubro de 2012

9 pontos e os oitavos à vista


Como o próprio Vítor Pereira reconheceu, nem tudo correu bem no FC Porto x Dinamo Kiev de hoje, particularmente na segunda parte, em que a equipa portista "desligou" do jogo muito cedo (algo que esta época já aconteceu noutras ocasiões).

Numa análise individual, poder-se-á dizer que:
Maicon, que tem sido o patrão da defesa, poderia ter feito mais nos dois golos dos ucranianos;
Danilo, sendo um bom jogador, tarda em justificar os quase 20 milhões de euros que a SAD investiu na sua contratação;
Moutinho, o pêndulo do meio-campo portista, não sabe jogar mal, mas esteve distante dos seus melhores dias (foi naturalmente substituído);
James, o genial Nº 10 colombiano, não esteve particularmente brilhante;
E podia continuar.
Contudo, prefiro salientar o potente e colocadíssimo remate do "Drogba da Caparica" no primeiro golo portista e, principalmente, a estreia de Jackson Martinez a marcar na principal "montra do futebol mundial", e logo com um bis.

Oito golos de Cha cha cha Martinez (1 na Supertaça, 5 no Campeonato, 2 na Liga dos Campeões) nos primeiros 10 jogos oficiais com a camisola do FC Porto. Era difícil pedir melhor a este ponta-de-lança sul-americano, que se está a estrear no FC Porto e no futebol europeu. Grande contratação! (e penso que a FC Porto SAD é detentora de 100% do seu passe)

De resto, com estas três vitórias em três jogos, o mal amado Vítor Pereira já superou os 8 pontos alcançados na Liga dos Campeões da época passada e está quase a alcançar o segundo objectivo da época: a qualificação para os oitavos-de-final da liga milionária (o Angelino Ferreira agradece...).

Ah, e com a vitória de hoje, o FC Porto distancia-se como o clube que mais contribuiu para o ranking de Portugal na UEFA e, além disso, superou a Juventus e subiu ao oitavo lugar do ranking referido no post anterior.

27 comentários:

reine margot disse...

e, convêm dizer, grande jogo de Lucho que teve de jogar por ele, pelo Moutinho e a espaços pelo James...

Pedro disse...

O jogo de hoje foi mais um resumo das qualidades e defeitos da equipa, e a explicaçao do porquê desta equipa tanto ser capaz de ganhar na europa como empatar com um Gil Vicente.
1- A circulaçao de bola é normalmente feita a um ritmo muito baixo, procurando sobretudo o erro do adversário em vez de provoca-lo. Tem 2 jogadas tipicas ou o lançamento longo para as costas da defensiva adversária ou através de um passe de ruptura. Ora nos jogos europeus, com equipas que apresentam um bloco mais alto, existe espaço entre a defesa e o guarda-redes, para tentar com sucesso deste tipo de jogo, em Portugal com equipas que apresentam um bloco muito baixo as dificuldades aumentam e o Porto tem muitas dificuldades de penetraçao.
2-Pouca exploraçao das faixas laterais. Este aspecto é sobretudo visível, quando Alex Sandro nao está presente, pois é o único lateral que tem caracteristicas para explorar a faixa. Neste ponto discordo que Danilo esteve mal, simplesmente ele é um jogador de apoios, se estao à espera que seja um rompedor, entao nunca será considerado um bom lateral.
3- Continua a ter dificuldades na transiçao defensiva. Nos momentos em que perde a bola deixa com alguma facilidade os adversários desenvolverem contra-ataques perigosos. Tem de ser mais assertivo nesta matéria. Os lances de bola parada também continuam a ser uma lacuna, quer ofensivamente quer defensivamente.
4-James continua muitas vezes fora do centro de decisao da equipa (nao confundir com centro do terreno), e a equipa continua com algumas dificuldades em conseguir tirar mais proveito do seu talento.
5-Por último e o mais irritante, a equipa continua a fechar a loja depois de ficar em vantagem no jogo, quer no 1-0, quer no 2-1, algo para o qual começo a nao ter paciencia para aturar, até porque tem acontecido de forma sistemática. Até aqui era a desculpa de que os jogos do campeonato nao eram suficientemente "apelativos" para as prima-donas, agora os jogos da liga dos campeoes também nao o sao. Só posso chegar à conclusao que contra o PSG a única causa para terem mantido o ritmo foi o golo nao ter aparecido mais cedo.
Apesar de todas as minhas "queixas" a equipa, nesta competiçao, tem cumprido, e nao posso deixar uma palavra para Jackson, que fez um óptimo jogo, sobretudo na primeira parte, e esteve em quase tudo de bom que a equipa conseguiu em termos ofensivos, isto para além dos 2 golos.
Cumps

Bruno Miguel Guedes disse...

Boa noite.
Penso que os oitavos estão praticamente garantidos como tenho esperança que consigamos chegar ao fim desta fase em 1º o que nos daria uma certa vantagem no sorteio.
A exibição não foi a melhor, mas concordo desta vez com o VP que é muito tempo sem competição e entrar após 2 semanas e meia num jogo europeu contra um adversário que embora esteja longe dos seus bons tempos é sempre incomodo como se verificou.
Importante estes três pontos, Jackson marcou na champions o que dá moral e sobretudo confiança para os próximos jogos. Espero é que domingo a equipa não pense que o jogo seja fácil e consiga os 3 pontos pois em 3 jogos fora só vencemos 1, os outros andamos a dormir.
Cumprimentos

Tiago Matos disse...

Chamar doutor a tudo e mais alguma coisa é de certa forma desprestigiaste para quem realmente estudou para o ser!
De qq forma não vou aqui explicar o que é ou quem é realmente alguém formato ou alguém doutorado numa determinada área! Passo apenas o comentário!

Foi um bom jogo e o porto está de parabéns pelos pontos, não pelos dois golos sofridos por estupidez!

Anónimo disse...

O porto ja deve ter ganho bem n champions 1 milhao por vitoria mais entrada churuda e passagem aos oitavos a vista ....nao esquecer tambem as receitas televisivas e bilheteiras

Mário Faria disse...

Foi um jogo interessante . Melhor na primeira parte. Na segunda,fomos mais intermitentes e menos coesos. A equipa deu mostras de cansaço, perdemos mais passes e o adversário passou a ganhar mais segundas bolas.
O Dinamo entrou com a defesa bastante subida e com uma linha de pressão alta, que sabia baixar, naturalmente, logo que invadíamos o seu meio campo. Soubemos ultrapassar algumas vezes o muro, com boa posse em muitos momentos, quando conseguimos : mobilidade, circulação, verticalidade e boa presença na área, sempre que a bola lá chegou.
Na segunda parte baixámos níveis de intensidade e a equipa mostrou-se fatigada. Danilo foi o expoente dessa menor frescura física e Moutinho não jogou em alta rotação e perdeu mais passes que o habitual. James esteve discreto, embora a assistência para o segundo golo tivesse saído dos seus pés.
Defour entrou, jogou muito perto da ala direita e não foi influente, longe disso. Raramente teve a bola e fiquei com a ideia que lhe competia fechar para travar os avanços por essa banda e proteger Danilo, claramente em perda.
Atenção às bolas paradas do Dinamo (não estivemos bem) e aos passes paras as costas da nossa defesa.
Destaco pela positiva : Helton,Mangala, Fernando, Lucho e Martinez.

José Correia disse...

Chamar doutor a tudo e mais alguma coisa...

Tens razão, é de facto uma mau hábito. Já corrigi.

José Correia disse...

As receitas de bilheteira não têm sido grande coisa. Ontem estiveram menos de 30 mil e, suponho, a maior parte deveriam ser detentores de lugares anuais.

José Correia disse...

discordo que Danilo esteve mal, simplesmente ele é um jogador de apoios

Eu não disse que o Danilo esteve mal. Simplesmente espero mais, bastante mais, de um jogador em que a FC Porto investiu quase 20 milhões de euros.

Dragus Invictus disse...

Bom dia,

Ontem cumprimos o objectivo que passava pela vitória.

Todavia, a tremideira na defesa foi demasiada para este nível competitivo.

É inadmissível sofrer golo de canto ao primeiro poste na pequena área.
Grande desacerto dos centrais no segundo golo do Kiev. Otamendi e Maicon saltam à mesma bola.

Não obstante vencemos e demos uma passo importante rumo aos oitavos.

Ontem VP teve grande coragem ao retirar Moutinho.
O nosso meio-campo não funcionou na posse porque Moutinho esteve uns furos abaixo do habitual.

Varela, Lucho, Danilo, James e Jackson foram os melhores elementos do nosso onze, com destaque para Jackson, que parece ter se adaptado definitivamente ao ritmo do futebol europeu.

Foi um desafio, em que se tivéssemos tido mais intensidade e velocidade teríamos goleado esta equipa Ucraniana.

Bastava acelerar o jogo para marcarmos.

Há que ter atitude em todos os jogos. O público no Dragão merece mais e melhor.

Abraço e boa semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.pt

Silva Pereira disse...

Bom dia,

Não concordo com as culpas atribuidas a Maicon.
O 1º golo a responsabilidade é toda do Helton, uma bola centrada a 1 metro de Helton e fica pregado ao chão (aliás foi muito explorado essa fragilidade pelo DK), com venho escrevendo desde o ano passado o Helton muito mal nos cruzamentos para a pequena área é raro disputar um lance, fica pregado ao chão.
No 2º golo culpas repartidas mas com mais incidência em Otamendi tem que atacar a bola com determinação.
Jogo sofrido sem necessidade, parece que a equipa que testar os corações dos adeptos.
Também fique preocupado com a diferença de opiniões manifestada por VP e JM.
Ó mister então os 7 jogadores não competiram? Isso é uma critica aos selecionadores?
E o JM parece não aceitar muito bem a sua substituição, foi muito bem feita, o elo mais fraco no meio campo.
Fiquei surpreendido com a prestação de Mangala, parece que o VP faz melhorar os centrais a jogar à esquerda.

Franco Baresi disse...

Porque será?...

José Correia disse...

Ó mister então os 7 jogadores não competiram?

Dos titulares de ontem, os 7 jogadores que estiveram duas semanas e meia sem competir, ou com pouca competição, foram: Helton, Danilo, Maicon, Otamendi, Fernando, Lucho e Varela.

Anónimo disse...

Caro jose correia hoje sei que vai decorrer as 20:30 a assembleia geral do f.c.p . gostaria que pudesse publicar mal saiba qual o passivo e o ativo do porto clube.....obrigado

João disse...

Então entretenham-se com o que "preferem salientar" que para mim, chega. Sou sócio com anual mas não me voltam a apanhar no estádio tão cedo. É exasperante assistir a um jogo do Porto, é a displicência dos jogadores (não é "falta de rotação" nem "falta de apoio", é falta de classe e profissionalismo, ponto final. Sculptress lá a linguagem mas ontem só o Mangala, Jackson e Fernando não se estavam completamente a cagar para o que estavam a fazer), é a nódoa do pior treinador que vi à frente de uma equipa de qualquer modalidade desportiva, não reage, não corrige, não faz a ponta de um corno e anda há ano e meio sem uma exibição convincente para apresentar nem na porra da Taça contra agremiações amadoras de 3ª, é a administração que empresta a única alternativa ao lateral esquerdo, que anda há 3 épocas sem suplente para o Fernando, que começa uma época pela 2ª vez com avançado e meio e sem alternativas credíveis para o meio campo.. E, honestamente, é esta turba de adeptos que papam qualquer vitória tirada a ferros contra uma equipa miserável onde até o básico do Veloso é jogador, 24 ataques contra 23, 6 (!!) remates durante o jogo todo, nem um canto para amostra e uma, talvez duas jogadas dignas desse nome em 90 minutos! Chega.

Se não vai lá com bom senso, vai com 27 mil gatos pingados no estádio em jogos da Champions. Quando derem com os cornos a sério e decidirem evoluir das ideias do cagarolas do Jesualdo para alguma coisa que se pareça com futebol avisem que renovo o lugar.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

OK José Correia, 6 não competiram porque o VP, não quis (O Varela competiu na seleção).
Penso que com a sua inteligência e perspicácia compreendeu o que queria dizer. Não serve de desculpa pois existiram jogos para todos (ou a TP não conta).
Mas a memória para mim não é curta o jogo com o RA não se jogou nada pois havia jogo com o PSG.
Parece uma fraca desculpa face aos exemplos passados.
Preocupa-me os "misteres" do FCP, VP e Rui Gomes estarem a arranjar sistematicamente desculpas. Não é essa a cultura do FCP

Anónimo disse...

O Maicon está a precisar de banquinho, já é asneirada a mais devido ao excesso de confiança que o rapaz tem nas suas capacidades.

Quanto ao resto, um jogo de "Lucho", um goleador que finalmente abateu a malapata da LC (podia ter no mínimo mais dois golos e isso seria um chamariz enorme) e provavelmente, o pior jogo do Moutinho desde que chegou cá.

Pedro disse...

Caro José Correia, tem toda a razao, e eu expressei-me mal. Apenas queria sublinhar que por aquilo que ouço e leio, muitos portistas estao à espera que ele seja um novo Àlvaro Pereira, capaz de fazer um vaivém constante entre ataque e defesa, e que seja um rompedor no último terço do terreno logo dificilmente ele corresponderá a essas expectativas. Para mim é um jogador de apoios, de tabelas capaz de se desmarcar e de fazer passes de ruptura.
Quanto ao seu valor de aquisiçao isso é outra história. Para mim ele nunca justificará os quase 20 milhoes mesmo que se torne no melhor lateral do mundo. Penso até que no futuro haverá uma pressao para que ele evolua para médio, pois é a única forma de o clube poder buscar uma mais valia financeira significativa.
Cumps

Pedro disse...

Apesar de eu continuar a ir ao estádio, existem muitos que conheço que já deixaram de ir, exactamente pelos motivos que apresenta. É cada vez maior a franja de adeptos que nao gosta do jogo que a equipa apresenta.
Já defendo há muito que a queda abrupta das assistencias se devem mais à fraca qualidade dos espectáculos do que à crise e parece que o clube nao quer ver isso. Nao existe um jogo em que no final, nao ouça à minha volta adeptos a queixarem-se de mais um pobre espectáculo.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

... depois de ler todos os comentários à data e hora em que escrevo estas linhas, infelizmente constato que há um divórcio difícil de se resolver no nosso clube do coração, o qual opõe grande parte da massa adepta ao actual treinador.

este divórcio dificilmente será sanado e mesmo que ganhemos a Champions, pois para essa massa adepta só a substituição de Vítor Pereira por outro alguém é que será a solução.

sinceramente tenho pena que assim seja. e que a ingratidão desses adeptos esteja a tomar conta das bancadas do nosso teatro de sonhos - ingratidão essa que não pode ser confundida com a natural exigência inerente ao se ser "portista". eles são os assobios ao primeiro passe errado; eles são as goleadas que não aparecem; eles são os nove pontos na Liga dos Campeões com exibições fraquinhas; eles são a condição de líder do campeonato com mau futebol; eles são o raio que os parta!
com adeptos assim, quem precisa de inimigos!

é como afirma o RCBC no "bibó Porto carago!" (e, desde já, peço desculpa pela publicidade):
«
mas que tal esquecer por uma vez que o treinador é Vítor Pereira e puxar um pouco pelo Clube, apoiando-o, indo ao estádio, criticando construtivamente e elogiando quando tiver de ser?
»

confesso que começo a ficar saturado com tal atitude...

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

José Correia disse...

6 não competiram porque o VP, não quis (O Varela competiu na seleção)

O VP respondeu a essa observação. Segundo ele (e eu estou de acordo), o jogo contra o Santa Eulália nunca serviria para dar ritmo de competição a estes 6-7 jogadores.

José Correia disse...

Preocupa-me os "misteres" do FCP, VP e Rui Gomes estarem a arranjar sistematicamente desculpas

Isso já é outro conversa e, nesse aspeto, estamos de acordo.

João disse...

Amigo, poupe-me lá às lições de portismo que não as recebo de ninguém. A "tentar esquecer que o treinador é Vítor Pereira, puxar pelo clube indo ao estádio e criticando construtivamente" ando eu há época e meia.

Agora um FC Porto que jogue por cima para vencer categoricamente e minimamente de acordo com as disparidades de orçamento nas competições internas é exigir de mais? Que se qualifique, pelo menos, para os oitavos da Champions no grupo mais fácil da competição? Parece que há pessoal que precisa que lhe avivem a memória para as brilhantes prestações da época passada na Europa e Taças. E o discursozinho da "gratidão", vindo de quem a seguir faz notar que "no FC Porto qualquer treinador se arrisca a ser campeão" também se dispensa.

Já começa a ser saturante, de facto, época e meia de exibições medíocres, de jogadores desvalorizados, de potencial desperdiçado e principalmente de adeptos que se contentam em ficar à frente das papoilas saltitantes, como se fossem o referencial de gestão que nos levou a algum lado.

João disse...

Amigo, poupe-me lá às lições de portismo que não as recebo de ninguém. A "tentar esquecer que o treinador é Vítor Pereira, puxar pelo clube indo ao estádio e criticando construtivamente" ando eu há época e meia.

Agora um FC Porto que jogue por cima para vencer categoricamente e minimamente de acordo com as disparidades de orçamento nas competições internas é exigir de mais? Que se qualifique, pelo menos, para os oitavos da Champions no grupo mais fácil da competição? Parece que há pessoal que precisa que lhe avivem a memória para as brilhantes prestações da época passada na Europa e Taças. E o discursozinho da "gratidão", vindo de quem a seguir faz notar que "no FC Porto qualquer treinador se arrisca a ser campeão" também se dispensa.

Já começa a ser saturante, de facto, época e meia de exibições medíocres, de jogadores desvalorizados, de potencial desperdiçado e principalmente de adeptos que se contentam em ficar à frente das papoilas saltitantes, como se fossem o referencial de gestão que nos levou a algum lado.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ João

«grupo mais fácil da Competição» [Champions]?!
sabes porventura quem são os nossos adversários e qual o valor dos seus orçamentos se comparados com o nosso?!

só esta tua afirmação basta para sustentar o meu comentário anterior...

João disse...

Mas eu preciso de conhecer orçamento algum para ter a plena noção que nenhum jogador do DZ tinha lugar a roupeiro no Porto e que 2, 3 se tanto, jogadores do DK talvez dessem uma perninha no Sporting, quanto muito. Por amor de Deus.. A equipa que gira à volta da Floribela, esse colosso europeu.

Só uma perguntinha.. devemos partir do princípio, então, que o Anzhi, Zenit e PSG são os principais favoritos à conquista da Liga dos Campeões?

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

@ João

fica lá com a tua bicicleta que eu fico com a minha.
sofremos por um Amor comum, mas de maneiras diametralmente opostas.

ps1:
nunca, nos meus comentários (e não me refiro aos das últimas 24h) considerei que o meu portismo é superior ao de qualquer outro adepto indefectível do Futebol Clube do Porto - pelo que abstenho-me de tecer (mais) considerações sobre o que escreveste às 11:49 e que registei mas não respondi a devido tempo.

ps2:
sim, considero o PSG um clube que tem por ambição conquistar a Champions e ainda este ano. se assim não fosse, o Sheik que o governa não teria injectado tantos milhões (o mesmo para os outros clubes russos).
só que não faço prognósticos, pelo que candidato a vencer a Champions só mesmo o FC Porto (e numa perspectiva apaixonada da "coisa")

cumprimentos cordiais (sem assobios)
Miguel | Tomo II