segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Eis a vida pós-Hulk


Dos convocados para Vila do Conde, apenas James e J.Martinez dominam a essencial arte de rematar à baliza.
Lucho e Varela têm também umas noções da coisa mas em menor grau.
Daí não espantar muito que em 3 jogos fora de casa, até ao momento, tenhamos dois empates e uma vitória à justa.

Por outro lado, é abusar da sorte acreditar que com um triângulo composto por Defour, Moutinho e Fernando se pode chegar a algum lado, sendo todos eles médios com uma relação, digamos, difícil com a vertente ofensiva da sua função.

Depois, tivemos ainda direito à enésima oportunidade dada a Kléber - em contraponto às pouquíssimas dadas a Kelvin e Iturbe - e, mais uma vez, o ponta-de-lança brasileiro mostrou que não o preocupa não chegar praticamente a tocar no esférico. Quanto mais o resto.
Com ele em campo, chega mesmo a parecer algo de perfeitamente natural que alguém que entra em campo para dar a volta às coisas toque, no máximo, duas/três vezes na redondinha.
Em teoria, até se poderia acusar Jackson do mesmo, mas a diferença - e que diferença! - é que o colombiano marca mesmo nas poucas vezes que entra em acção.

Continua a ser muito penoso concluir que apenas temos uma única opção válida para esta posição determinante, quando poderíamos perfeitamente ter comprado Lima.
Para mais, sabendo a SAD que iria vender Hulk.

Já quanto a Vítor Pereira, que se deixe da sua recente moda de dar um ar de indiferente após os nossos golos. Como se tudo estivesse planeado.
Infelizmente, trata-se apenas de um mero gesto de soberba que não se coaduna em nada com o personagem. Se até num Mourinho tal gesto é ridículo, quanto mais em alguém como V.Pereira.
Também se dispensa o seu adjunto de pegar naquele caricato caderno de argolas e desfolha-lho, à frente do jogador a entrar, como se estivesse a consultar a lista telefónica.
Pura perda de tempo.

A verdadeira sofisticação não passa por esses sinais de novo-riquismo saloio.


19 comentários:

Anónimo disse...

Impressionante! Há um ditado popular do qual vou-me dar a liberdade de alterar para este contexto.
"Quando um treinador não ganha, até os cães lhe mijam nos pés"
Agora o homem nem pode festejar ou não festejar que já é ridiculo. enfim!

cumps,
Juca

miguel87 disse...

A isto se chama criticar por criticar; porque sim.

O que tem a ver o titulo com o primeiro paragrafo? Se "em 3 jogos fora de casa, até ao momento, tenhamos dois empates e uma vitória à justa." quando em 2 desses 3 jogos esteve ainda o Hulk!?

"um triângulo composto por Defour, Moutinho e Fernando" quando é que isto aconteceu?? É que se aconteceu eu não vi esse jogo!

O Kleber coitado, já mostrou dificuldades em diversos jogos completos, agora tem a culpa por em 6 minutos em campo não ter marcado um golo ou tocado na bola... coitado a dobrar, já que na (única?) vez que tocou na bola sofreu um penalty não assinalado!

Para acabar em beleza bate-se na Sad porque não quis contratar o Lima e no treinador por não festejar um golo!
Já agora porque não criticar a cor da gravata do mister?

E o pior de tudo é que neste jogo a equipa até teve algumas falhas criticáveis, mas essas passaram todas ao lado deste texto.

Miguel disse...

O problema deste jogo é tão óbvio porque é um problema que o FCP têm a anos desde que se tornou o líder incontestado do campeonato Português, seja Mourinho seja Vilas Boas seja Vítor Pereira, quando o FCP está a ganhar a uma equipa de segunda por 1-0 e especialmente quando têm um jogo das Champions a meio da semana, a equipa relaxa, não põe intensidade no jogo, está demasiado confiante que nem pensa na hipóteses de haver um golo como o segundo do Rio Ave uma lance espetacular mas de muita sorte. Vítor Pereira reforçou o meio campo pois já sabe os jogadores não vão ligar ao que ele diz o problema é que o relaxe foi tanto que a defesa faz um erro incrível. Estivesse Hulk estivesse quem e fosse em campo o FCP ia relaxar com o 1-0 é inevitável. Provavelmente no próximo 1-0 ainda se vão lembrar deste mas mais umas vitorias e vão voltar a fazer a mesma coisa.

Pedro Reis disse...

Este post acerta na mouche, não podia estar mais de acordo... Continuamos a dormir e a achar que vamos ganhar sem ser competentes! Infelizmente, a "sorte" que tivemos o ano passado com o adormecer do Benfas, dificilmente se repetirá 2x seguidas...

miguel87 disse...

"um triângulo composto por Defour, Moutinho e Fernando" quando é que isto aconteceu?? É que se aconteceu eu não vi esse jogo!"

Eu fiz como a equipa e adormeci... obviamente que este trio jogou nos últimos 26 minutos do último jogo! mea culpa!
É uma em quatro, menos mal.

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Totalmente de acordo. Um abraço!

Duarte disse...

A não contratação do Lima também me pareceu um erro. O Kléber é confrangedor. Hoje fala-se no Matri e que bom que era. Aliás não era bom, era excelente.

Por mim é tudo, de um modo sucinto.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Chegou tarde mas chegou finalmente este consenso (parece). Escrevia na altura da novela da sua contratação que não era jogador para o FCP e que a sua contratação se fazia para chatear o marítimo e o SCP. Continuo a afirmar que é um matraquilhos i.e. não tem qualidade na receção de bola e sofre do síndrome do Fernando Mamede. Quando vejo (ainda) muitos defensores argumentarem de ser um jogador novo, como se aos 23 anos um jogador aprendesse o essencial do futebol que é a receção e o passe.
Por comparação o Jackson Martinez pode melhorar pois que tem esses predicados, necessita de ser mais rápido, assumir mais o risco de rematar, mas também é necessário haver mais cruzamentos para a área.

José Rodrigues disse...

"Já quanto a Vítor Pereira, que se deixe da sua recente moda de dar um ar de indiferente após os nossos golos."

Isto e' um pequenissimo detalhe e a bem dizer um "fait divers", mas tb pensei exactamente na mesma coisa. De facto e' ridiculo e irrita.

Mais: no primeiro golo ele nao so' nao festeja e poe aquele ar serio, como ainda por cima a primeira coisa q fez foi escrevinhar qq coisa no bloco-notas.

Mas que diabo e' q poderia fazer o minimo sentido escrevinhar naquele momento, mesmo teoricamente falando??

Gesto certamente propositado para a imagem, totalmente ridiculo - aposto o q quiserem q se o jogo nao desse na TV ele nao o faria.

Mas pronto, mesmo q seja irritante isto nao passa de um fait-divers. Preocupante sim e' tudo o resto.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Eu penso que o escrevinhar tem com o facto de anteriormente da “entrada “ por trás ao jogador (que deu origem ao livre direto) merecedora de cartão amarelo que ficou por mostrar.
Mas dado que não foi abordada na conferência de imprensa bem como os casos do jogo, para que escrever … não se visualiza posteriormente os jogos?

Ozzy Bluesky disse...

Com portistas assim, não são precisos avermelhados ou esverdeados...
Já agora, candidate-se ao lugar de treinador... anuncie nos classificados do JN!!!

RBN disse...

De acordo com a enésima chance ao Kleber(que deve ser um fora-de-série nos treinos, pois é sempre convocado, mas nos jogos é o que se vê, um zero à esquerda) e com as pouquíssimas chances para Kelvin e Iturbe(que devem estar com uma tusa daquelas para jogar).

Mas o que me faz impressão é que, entra ano sai ano e não aprendem que, EM MAIÚSCULAS:

TEM QUE MATAR O JOGO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL, POIS NUM LANCE INFELIZ OU FORTUITO, O ADVERSÁRIO PODE EMPATAR E FODE-SE A TÁTICA E O RESTO, E DEPOIS É CORRER ATRÁS DO PREJUÍZO DESORDENADAMENTE E SEJA O QUE DEUS QUISER!!!

Entra ano, sai ano e não há modos de METEREM NA CABEÇA uma regra básica como esta!!!

E 2 pontos foram pó c*******.Foi culpa de quem?Do penalty não marcado aos 88'?Quem garante que o penalty era convertido?

Culpa nossa e mainada!

Não vale a pena repetirmos a frase QUE SIRVA DE LIÇÃO PARA NÃO MAIS ACONTECER, pois já dizemos isto desde o tempo de Jesualdo.

Abraço.

Anónimo disse...

Antes de mais muitos parabens pela prossecuçao do blog que ao contrario de outros já aburguesados que só publicam as opinioes que lhe dao jeito como o dragao até a morte por exemplo.
Depois relativamente ao conteudo deste texto concordo com quase tudo, o quase refere-se ao kleber que nao concordo nada, porque 6 minutos é pouco tempo mas tempo suficiente para sofrer um penaltie clamoroso, agora obviamente que a culpa se nao foi marcado nao é dele.Aliás parece-me que o kleber é um jogador queimado e nao só por uma comunicacao social hostil é queimado por alguns portistas injustamente, só para dizer que o kleber vale muito mais que qualquer helder postiga por exemplo...
Depois com o resto concordo com tudo, desde a personalidade erratica e desajustada para liderar do treinador, que depois dao nisto , ou seja em tiques de vedeta como se festejar um golo ao rio ave nao seja digno da sua valia...enfim( será que também está triste para nao festejar os golos como o outro? )
Se o triangulo lucho, moutinho, fernando ( ou defour se quiserem)já nao assegura oportunidades de golo suficientes para alimentar qualquer avançado, agora imagine-se esse mesmo triangulo sem o lucho e com o james fora do lugar como sempre...só mesmo na cabeça lunática do vitor pereira.Eu penso que o caso do vitor pereira é mesmo esse, excesso de de teorizaçao e falta de lucidez prática a juntar a uma personalidade que nao se recomenda de nenhuma maneira para lider.
Oxalá corra tudo bem na quarta-feira para que o nosso treinador continue a alimentar o seu "sonho pessoal" que ele é que sabe onde o james joga melhor...
Ás vezes o que se pede no futebol é simplicidade mas a casmurrice ou xico-espertice ou falta de humildade de um iluminado que pensa que os outros estao todos mal e só ele é que está bem pode arruinar toda uma temporada, oxalá nao seja o caso.

Ricardo Cadete disse...

Sou (era) visitante assiduo deste site até hoje. Com todo o respeito o Luís até parece adepto do SLB. Nem me vou dar ao trabalho de comentar nada sobre este pseudo comentário.
sorte mas para comentarios destes prefiro ler o jornal A bíblia.
Cumprimentos

Pedro disse...

O anónimo das 21:13, para mim, coloca a questao numa das feridas da equipa: este meio-campo nao assegura os mínimos ofensivos para a equipa, e falta uma discusao sem preconceitos sobre o que deve ser o meio-campo desta equipa, é que em muitas discusoes estes 3 jogadores parecem "sagrados" e nao podem ser discutidos. É necessário questionarmos se é com este meio campo que podemos ter um estilo de jogo em posse, ou entao queremos mudar o estilo de jogo da equipa.

Costa disse...

A minha alma está parva, é com cada um:
É o VP que não vale nada
- Só foi campeão TODAS as épocas em que treinou na 1.ª divisão;
O Kleber é coxo
- Claro, só joga aos 5/10 minutos por jogo e em média sofre um penalti (não assinalado) nesse período;
O Jackson ainda tem muito que aprender
- Pois, à quinta jornada ainda só marcou 4 golos, ond eé qe já se viu um avançado assim ?!

Há muito tempo que tenho este blog classificado na categoria de "Blogs Sousa Tavares", ou seja, se corre bem é por causa do James, se corre mal, é o burro do treinador.

Em Vila do Conde a culpa do James fazer pontaria à barra e o Maicon e MLopes terem uma paragem cerebrar em simultâneo é ...
Do treinador.

Como já alguém disse mais acima:
Com portistas assim, quem precisa dos lagartos e encornados?!

DC disse...

O Porto jogou mal, talvez o VP até tenha bastantes culpas, agora desculpe-me o autor mas este texto é das coisas mais ridículas que já vi. Aliás penso que envergonha o Reflexão Portista que habitualmente mantém o nível muito alto.

Desde logo a estupidez de falar no triângulo no meio-campo. Meu caro, o Lucho não aguenta mais que 70 minutos, muito menos em semana de Champions. Punha quem? O Castro? Ah já sei, era o James a 10! De certeza absoluta que a 10 fazia 3 golos e 5 assistências, de certeza que a ganhar 1-0 nunca nenhum treinador no Mundo equacionaria colocar o melhor médio defensivo do plantel para tentar segurar o meio-campo.

E o não festejar os golos é motivo para crítica? Olhe já eu critico quem em vez de andar preocupado com a equipa e o futebol tem tempo de ver quais foram as reacções do VP ao golo. Eu por exemplo estava ocupado a festejar o golo, não sei nem quero saber o que fez o VP enquanto eu festejava.

Já o Kléber, eu também o acho mauzinho mas ainda há bem pouco tempo tinha marcado 3 golos nesse estádio. Mas quando ele marcou 3 o VP não teve mérito, agora que "só" sofreu 1 penalti a culpa já é do treinador.

No mínimo a toda esta claque anti-VP exigia-se pelo menos um pouco de coerência.

D.Liberal disse...

A maior(e única) fraqueza da SAD é aponta para jogadores com classe mundial e capazes de jogar noutros clubes de topo (além do FCP) mas nos últimos excepto com AVB e Mourinho os treinadores não tem sido de igual nível. É portanto importante que a uma equipa de nivel mundial se tenha um treinador de igual classe e não um ex treinador do Santa Clara que não entende como maximizar bem os jogadores do plantel.

Digam o que disserem mas com o Vitor Pereira não podemos aspirarar a participações mediazinhas nas competições europeias (o resto é conversa).

Anónimo disse...

perfeito resposta! parabéns!