quinta-feira, 1 de novembro de 2012

Em memória dos que já partiram


(clicar na imagem para a ampliar)

Num dia em que milhões de portugueses recordam os entes queridos que já partiram, aproveito para homenagear 10 personalidades da família portista que já não estão entre nós e que, de alguma maneira, simbolizam todos aqueles que contribuíram para os sucessos dos últimos 30 anos e para a transformação do FC Porto naquilo que é hoje: o clube português com mais títulos no futebol e o de maior currículo e prestigio a nível internacional.

Adolfo Roque (ex-patrocinador)
Américo de Sá (ex-presidente)
António Feliciano (ex-treinador e coordenador das camadas jovens)
António Morais (ex-treinador)
Costa Soares (ex-treinador das camadas jovens)
José Maria Pedroto (ex-jogador e ex-treinador)
Pôncio Monteiro (ex-dirigente)
Rui Filipe (ex-jogador)
Teles Roxo (ex-dirigente)
Zé Beto (ex-jogador)

38 comentários:

Anónimo disse...

Eu sei que não era Portista, mas...

Bobby Robson !!!


Fernando Taborda-VNGAIA

José Correia disse...

Bobby Robson, tal como Tomislav Ivic, que também já faleceu, foram dois profissionais que serviram, e bem, o FC Porto. Mas não eram portistas.

As 10 personalidades que escolhi pertencem aquilo que podemos designar como família portista mas, obviamente, foi uma escolha subjectiva.

Anónimo disse...

Comendador Gonçalves Gomes
Artur Baeta
Arquitecto Pimentel
Rui Baptista
Alfredo Basto

Anónimo disse...

O grandissimo comendador GONÇALVES GOMES; não sei se esta nova geração de PORTISTAS sabe bem quem era este homem e o que significou para o FCP. Para mim este homem a par com o grande mestre JM PEDROTO foram os grandes obreiros do FC Porto actual. JMP foi o que pensou e idealizou e estruturou o que deveria ser o FCP na altura e para o futuro e lá está, como sem dinheiro não se fazem omeletes, então lá aparecia o CGG para o que era necessário... lá estava o cheque para aquilo que era necessário. Tudo feito sempre a pensar no FCP, com lisura e dignidade e sem se aproveitarem do FCP para ganhar notoriedade primeiro e depois para uso e enrequecimento pessoal. Sem estes dois GRANDISSIMOS HOMENS e PORTISTAS, pinto da costa e reinaldo teles sinceramente não teriam chegado onde chegaram. O CGG ainda foi aparando algumas politicas e estrategias do nosso presidente pinto da costa; mas sempre na condição de comprar barato e vender caro, e outra a contra gosto, mas o seu amor ao clube tudo esquecia. POR UM FCP VENCEDOR e DIGNO.

P.S: gostaria de ver o que é o nosso GRANDISSIMO COMENDADOR reagiria se fosse vivo á adulteração há data de fundação do nosso clube... penso que o pinto da costa não os teria no sitio para o fazer.

Bruno Guedes disse...

Falta um: Pavão
Apesar de ser á mais de 30 anos, morreu dentro de campo e foi treinado pelo mestre.

José Correia disse...

Concerteza que também merecem ser lembrados.

Mas, por isso é que eu escrevi "... 10 personalidades da família portista que já não estão entre nós e que, de alguma maneira, simbolizam todos aqueles que contribuíram para os sucessos dos últimos 30 anos..."

José Correia disse...

Aquilo a que você chama adulteração da data de fundação do FC Porto é baseado em FACTOS reais e comprováveis.
E contra FACTOS não há argumentos.

José Correia disse...

Não falta um, faltam muitos.
Mas, conforme já expliquei, a ideia não era colocar todos os ex-jogadores, ex-treinadores e ex-dirigentes da família portista que já faleceram.
Escolhi 10 que os simbolizam a todos.

Bruno Guedes disse...

E escolheu bem.

Anónimo disse...

Para o José Correia.
Então demonstre lá esses factos históricos é que se o provar; também fica provado que durante anos andámos a encumbrir uma VERDADE HISTÒRICA; ou seja, que houve um dito Fundador que afinal não o foi.

José Correia disse...

Anónimo das 03:10 disse...
Para o José Correia. Então demonstre lá esses factos históricos

Para quem se interessa pelo assunto e se deu ao trabalho de pesquisar e de se informar, não faltam FACTOS e TESTEMUNHOS que provam, sem qualquer ponta de dúvida, que o Football Clube do Porto foi fundado em 1893, tendo disputado vários jogos nesse ano e no seguinte.

Se quiser informar-se veja, por exemplo, os comentários que eu publiquei no artigo 'Bons olhos o vejam!' (publicado em 28/09/2012).
http://www.reflexaoportista.pt/2012/09/bons-olhos-o-vejam.html

Mas há mais. Inclusive foi publicado um livro sobre o assunto.

Agora, que benfiquistas, anónimos ou anónimos benfiquistas não queiram aceitar a realidade dos FACTOS, isso não me surpreende.

Daniel Gonçalves disse...

Anónimo das 03:10,

O FC Porto não andou a "encobrir" factos, como o Sr. alega. José Monteiro da Costa não foi apagado da História do FC Porto, apenas deixou de ser o fundador do clube para passar o continuador do projecto iniciado por António Nicolau D'Almeida. Quanto aos factos que o Sr. anónimo exige para comprovar a fundação em 1893, temos de aceitar que não existem - pudera!!!! - testemunhas vivas do factos, quanto a fontes e documentos históricos de certeza que não faltam, quer sejam em arquivos/bibliotecas privadas, assim como consultando a imprensa da época, pesquisando no Arquivo Distrital do Porto e, certamente, na Torre do Tombo. Se o anónimo está assim tão interessado, e preocupado, em comprovar a história já sabe onde encontrar as fontes. Além do mais, a visita de D. Carlos à cidade do Porto, para assistir ao jogo entre o FC Porto e o Club Lisbonense, está documentada pois uma visita real implicava sempre determinados protocolos e ofícios.
O que levou, durante muito tempo, a assumir a fundação do clube em 1906, e não em 1893, foi que provavelmente terá sido naquela data que foi oficializado/registado - portanto passado a escrito, como actualmente numa Conservatória - junto das entidades e instituições competentes o clube, apesar deste já existir e ter sido fundado há anos.

Aquilo que chateia e irrita os benfiquistas, é que gostam de ter a primazia em tudo, e portanto com a fundação do FC Porto em 1893 já não podem alegar que o slb, fundado em 1904, é o primeiro clube a ter origem. A megalomania é tanta que não suportam saber que o FC Porto foi fundado primeiramente do que o clube deles, devem viver obcecados com este facto para continuamente estarem a falar dele. Deviam dedicar algum tempo a analisar a história do clube deles e a forma - ilegítima dizem alguns - como absorveu outro clube lá da freguesia deles, o FC Benfica ou Hóquei de Benfica, e a relação que os dirigentes do slb tiveram com uns homicidas da Carbonária e com o lado mais negro desta associação.

Manuel disse...

O que é que isso tem a ver com os benfiquistas? Sejam sérios e tenham respeito pela vossa história.
Vocês sabem tão bom como nós que a data de fundação foi adulterada apenas para dizerem que são mais velhos do que o Boavista, que o é de facto, e o Benfica. O resto é conversa!

Anónimo disse...

Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24
I PARTE
Exmo. Sr. Daniel Gonçalves no meu caso não sei se é da idade que é quase idêntica ao número de anos que sou sócio do Futebol Clube do Porto e ainda não era o sr. pinto da costa nem o seu fiel amiguinho reinaldo teles dirigentes do clube que eu desde que me conheço aprendi a amar ou se é da minha forma honesta e vertical de estar na vida e partilhada em vida pelo o meu queridíssimo e saudoso amigo, O GRANDISSIMO COMENDADOR GONÇALVES GOMES e também pelo amigo Zé do Boné, mais conhecido pela geração mais nova como JOSÉ MARIA PEDROTO a quem tive o prazer de tratar ambos por TU, ou por alguma outra razão que desconheço, mas que não deixa ser manipulado nem comprado pelo enorme sucesso desportivo entretanto alcançado, posso lho afirmar que a mim também me chateia e irrita o desvirtuar da nossa história como clube só porque também na data da fundação alguém queria que fossemos os primeiros. Até lhe digo mais se ele pudesse “o Refundador da História” e se não fosse ainda mais patético o fundador tinha sido o próprio; sim o mesmo que elogia quando lhe dá jeito o querido Zé do Boné, mas na verdade sempre teve uma enorme inveja por tudo que JOSÉ MARIA PEDROTO representa na história do clube e para toda a nação Portista, uma inveja e ciúme um tanto idêntico, mas mais suave e de forma passageira que o atacou quando apareceu o fenómeno Mourinho nos corações de todos os Portistas.

Anónimo disse...

Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24
II PARTE
Exmo. Sr Daniel Gonçalves; Eu sou um daqueles Portistas com mais de 65 anos de sócio, que sei e conheço os factos históricos do clube; se calhar quem necessita de investigar e ir estudar a NOVA HISTÓRIA são outros; ou no mínimo saber o que são FACTOS HISTÓRICOS. Mas como penso que o Sr. Daniel Gonçalves é uma pessoa inteligente e com alguns estudos no mínimo, penso que rapidamente vai compreender o que são factos históricos; deixo aqui os seguintes factos históricos sobre PORTUGAL e a sua DATA DE FUNDAÇÃO que foi no ano de 1143 e o seu FUNDADOR e 1º REI de PORTUGAL D. AFONSO HENRIQUES e que são FACTOS RECONHECIDOS POR TODOS NÓS PORTUGESES e não outros.
Deixo-lhe aqui este link sobre a história de Portugal e a data da sua fundação como nação independente e é só essa que nós reconhecemos como data oficial
http://pt.wikipedia.org/wiki/Independ%C3%AAncia_de_Portugal e um pequeno paragrafo retirado do mesmo site : “Nascia, pois, em 1139, o Reino de Portugal e a sua primeira dinastia e Casa Real: os Borgonha. D. Afonso Henriques, torna-se rei, o rei Afonso I de Portugal. Contudo, o estatuto de independência carecia de reconhecimento, o qual só foi feito por parte do Reino de Leão e Castela a 5 de Outubro de 1143, data em que o rei Afonso VII assinou o Tratado de Zamora, que assinalaria a separação entre os reinos.”

Anónimo disse...

Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24
III PARTE
E caro Sr. Daniel, não necessita de ir á TORRE do TOMBO para confirmar a REAL DATA DA FUNDAÇÃO DE PORTUGAL e do seu FUNDADOR; existe vasta literatura á sua disposição nas nossa bibliotecas, inclusive na Web; que confirmam estes FACTOS HISTÓRICOS. Ou seja, não há ninguém que minimamente conheça a VERDADE DOS FACTOS HISTÓRICOS DE PORTUGAL que confundam o Fundador de Portugal D. Afonso Henriques com o seu pai foi D. Henrique e a data da criação do Condado Portucalense com a da FUNDAÇÃO DE PORTUGAL. O mesmo se aplica nos FACTOS HISTÓRICOS DA FUNDAÇÃO E RESPECTIVA IDENTIDADE DO FUNDADOR DO FC PORTO… mesmo que haja alguns iluminados históricos, que o queiram fazer crer.
Saudações PORTISTAS.

Anónimo disse...

Jose Correia o Anónimo das 03.10 já respondeu e bem, basta ler o que o senhor escreveu ao Daniel Gonçalves. E a analogia da data da fundação e fundador de Portugal, com a recentemente data de fundação e respectivo novo fundador do FCP e arrasadora e só nos envergonha a todos nos porrista. Na verdade o sr provou por A + B como PC caiu no ridiculo e todos aqueles que aprovaram esta palhaçada.

José Correia disse...

só nos envergonha a todos nos porrista...

A nós portistas?
Mas você é portista?
As caixas de comentários do 'Reflexão Portista' têm atraído muitos benfiquistas que, às claras, ou de forma anónima (alguns fingindo ser portistas) se têm fartado de enviar comentários.

É bom sinal. É sinal que aquilo que tem sido escrito no 'Reflexão Portista' incomoda.

Anónimo disse...

Capitulo I: Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24 ao Sr. José Correia

Boa Tarde caro Sr. José Correia; antes de mais parabéns pelo seu Blogue; local pelo que eu tento passar dentro das minhas possibilidades e participar quando acho que a minha opinião poderá acrescentar alguma coisa de novo aos temas em discussão; tendo em conta que este é para mim um dos espaços da blogoesfera que tenta da forma mais construtiva possível indicar tudo de bom que se passa no clube; mas também o que está mal (por ex. as recentes análises do R&C). É verdade que como infelizmente tem sido natural nos últimos 30 anos na vida do FC Porto; também aqui se sofre algumas vezes, mas muito menos que em outros locais idênticos, de tiques unanimistas em torno do “nosso” presidente Pinto da Costa (há mais de 15 anos que não leva o meu voto, dai as aspas); ou se é a favor ou então somos logo acusados de benfiquistas (Um ódio incutido ao longo dos anos por Pinto da Costa a uma nova geração de Portistas; um ódio que nunca foi partilhado por ex por JM PEDROTO, até porque foi uma das suas ambições como treinador e que nunca veio a realizar; a de treinar o clube de Lisboa), de Mouros, ou no mínimo de maus Portistas.

Anónimo disse...

Capitulo II: Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24 ao Sr. José Correia

Infelizmente ao longo dos anos J.N.P da Costa veio a desvirtuar todo o projecto idealizado por JM Pedroto para o nosso amado FCP; não na ambição de ganhar e fazer do FCP uma potencia desportiva e relevante em Portugal, mas sim nos meios menos dignos no mínimo, utilizados por qualquer pessoa de bem, para alcançar esses mesmos objectivos; ao ponto de ao longo dos anos “secar”, sem olhar a meios qualquer tipo de oposição interna á sua forma de estar e dirigir o clube, muitas vezes em benefício próprio e do seu clã; levando a que uma nova geração de portistas (a maioria nunca conheceu o FCP sem a omnipresença de Pinto da Costa) a confundir o que é o FC Porto e o seu Presidente, não conseguindo dissociar um do outro; principalmente em momentos condenáveis como foi o caso do “apito Dourado”; levando-os a defender o indefensável e tendo sempre presente o condenável estado de espírito: Quem é está Pinto da Costa, está contra o FC Porto; mesmo que este “contra” PC, sejam casos pessoais e de policia e que no fundo nada tem haver com a Instituição FC Porto. Claro está que esta estratégia por parte de PC, só poderia ter sucesso, se alicerçada por tudo aquilo que é o normal nos sentimentos de um adepto e/ou sócio de um clube; que é GANHAR SEMPRE; e aí o “nosso” Presidente foi mestre em dar aquilo que o povo quer, ou seja, VITÓRIAS atrás de VITÓRIAS; nunca olhando á forma e aos meios de as alcançar; fossem estas legais ou não; pois só assim se podia eternizar no poder.

Anónimo disse...

Capitulo III: Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24 ao Sr. José Correia

Sinceramente não coloco este Blogue nem o Sr. José Correia neste conjunto de Portistas; pelas razões já anteriormente descritas. Dai a minha consideração em lhe dar resposta ao TEMA que eu próprio levantei: “A data da fundação do clube e respectivo fundador”. Poderia em parte servir a resposta que dei ao Sr. Daniel, sobre o mesmo tema; mas como lhe afirmei, tenho muita consideração pelo trabalho desenvolvido, tanto por si, como pelos os outros colaboradores aqui neste Blogue em prol do FC Porto. Tendo em conta o que acabo de escrever, não lhe quis responder sem ler o que me pediu para ler, se eu quisesse adquirir mais informação sobre o assunto em questão. Pois acabei de ler e nada modificou a minha análise sobre o assunto em questão: A DATA DA FUNDAÇÃO DO F PORTO e a IDENTIDADE do seu FUNDADOR foram VILIPENDIADAS por esta direcção de forma vergonhosa, pouco digna e sem bases históricas.

Anónimo disse...

Capitulo IV: Anónimo1 de Novembro de 2012 22:24 ao Sr. José Correia

As informações que o José retirou da www.abola.pt/mundos/ver.aspx?id=193325, em momento algum consegue fazer a ligação com factos históricos do mencionado Foot Ball Club do Porto de 1893 com o Futebol Clube do Porto, fundado por José Monteiro da Costa em 1906. Ou seja por analogia é como confundir a fundação do Condado Portucalense com a fundação de Portugal, No mínimo e sem nada que verdadeiramente o comprove, as ilações que se podem tirar no que escreveu é que o Foot Ball Club do Porto de 1893, pode ser a génese do FC PORTO; mas não o FC PORTO de José Monteiro da Costa em si mesmo.
E tão assim é, que estas partes do texto que o José lá colocou, só demonstram que eu tenho razão: “Em 1896, António Nicolau de Almeida casou-se com Hilda Rumsey, irmã de Arthur e Lacy Rumsey. E ela não descansou enquanto não o desviou dos campos de futebol: porque o achava «jogo muito perigoso» e não tão chique como o ténis, cada vez mais o desporto... high-society.No Ténis continuou António Nicolau de Almeida e em 1906 uma viagem de José Monteiro da Costa traçou novo caminho: a refundação do FC Porto que ele deixara a hibernar. Ou seja no máximo não estamos a falar de um mesmo Clube, mas sim de uma REFUNDAÇÃO em 1906 em um novo clube; e olhe que as palavras neste caso não são minhas.
P.S: Já agora e tendo atenção á data de 1893 e depois a hibernação de 1896 do dito clube de ANA; mesmo que fosse o mesmo FC Porto de JMC; já reparou que a comemoração do NOVO centenário foi em 1993 e não em 2003 como “Historicamente” deveria ter sido, tendo em conta os 10 anos da dita Hibernação. Sejamos sérios e dignos da nossa história e dos reais fundadores do clube por AMOR ao FCP e não a personalidades bacocas e provincianas.

José Correia disse...

Anónimo disse...
ou se é a favor ou então somos logo acusados de benfiquistas

Está completamente enganado.
Os anónimos que são "acusados" de serem benfiquistas, não é por serem a favor ou contra o Pinto da Costa, mas sim por reproduzirem nos seus comentários ideias, tiques e "verdades" que são típicas da propaganda benfiquista.

José Correia disse...

Anónimo disse...
... meios menos dignos no mínimo, utilizados por qualquer pessoa de bem, para alcançar esses mesmos objectivos ...

Cá está um exemplo das tais "verdades" típicas da propaganda benfiquista.

José Correia disse...

Anónimo disse...
... ao longo dos anos “secar”, sem olhar a meios qualquer tipo de oposição interna ...

O que secou a oposição interna foi o extraordinário sucesso alcançado nestes 30 anos.
Fosse o FC Porto um clube perdedor, como têm sido o slb e o SCP, e você veria se não havia oposição interna.

José Correia disse...

Anónimo disse...
... nunca olhando á forma e aos meios de as alcançar; fossem estas legais ou não ...

Cá está outro exemplo das tais "verdades" típicas da propaganda benfiquista.

Quer saber um segredo?
Vou dizer-lhe como é que o FC Porto conquistou as vitórias e títulos nacionais e internacionais ao longo destes 30 anos: tendo melhores jogadores, treinadores e dirigentes que os seus adversários.
Parece simples, não é?
Pois, mas é só para quem sabe.
E, já agora, dá jeito ter dirigentes que, para além de pneus, imobiliário, navios, construção, banca, etc., percebam um bocadinho de futebol.

José Correia disse...

Anónimo disse...
A DATA DA FUNDAÇÃO DO F PORTO e a IDENTIDADE do seu FUNDADOR foram VILIPENDIADAS por esta direcção de forma vergonhosa, pouco digna e sem bases históricas

Escusa de gritar (escrever em maiúsculas), porque não é isso que lhe vai dar razão nesta discussão, bem pelo contrário.
Digo-lhe mais. Esta sua forma de argumentar, só reforça a minha convicção (quase certeza) de que você é um benfiquista a querer fazer-se passar por portista.

José Correia disse...

Anónimo disse...
as ilações que se podem tirar no que escreveu é que o Foot Ball Club do Porto de 1893, pode ser a génese do FC PORTO

Alto, começamos a estar de acordo em algumas coisas.

José Correia disse...

Anónimo disse...
no máximo não estamos a falar de um mesmo Clube, mas sim de uma REFUNDAÇÃO em 1906 em um novo clube

Continuação, Reativação, Ressurgimento, Refundação. Chame-lhe o que quiser.
Factos são factos.
E, por mais que queira, os factos que ocorreram em 1893, 1894 e 1895 existiram mesmo e não podem ser apagados da história de um clube cuja primeira designação foi Foot Ball Club do Porto.

Anónimo disse...

sim José, e dizer que o clube não é o mesmo, só porque o nome não é igual, não passa de demagogia barata, já que mesmo nos anos 20,30 ou 40 do séc.XX, era comum o FC Porto ser referido nos jornais como Football Club do Porto "à inglesa".
com o tempo é que o nome do clube se foi aportuguesando.

e não percam mais tempo com gayvotas ressabiadas e encapotadas.

Daniel Gonçalves disse...

Caro Anónimo das 19:20 de 4 de Novembro,

a sua comparação, ou analogia, da fundação do FC Porto com a fundação de Portugal não possui sentido. Não se "funda" um país, tal não depende do acto único de uma personalidade ou apenas da sua vontade, embora esta seja importantíssima, como foi o caso português. É uma conjugação de factores e um longo processo que levam ao aparecimento de um País, não acontece numa data única e específica. Podemos afirmar que D. Afonso Henriques já se afirmava como "Rex" depois da batalha de Ourique (1139), e que no Tratado de Zamora o Imperador, das Espanhas, Afonso VII reconhecia a D.Afonso Henriques o título de Rei, embora ainda considerasse o Rei português seu vassalo - portanto súbdito - por direito de tenência do senhoria de Astorga. Mas o referido Tratado de Zamora não era suficiente para Portugal se tornar um Reino (um País diríamos actualmente), era necessário o reconhecimento pela Santa Sé (pelo Direito Internacional diríamos actualmente) que só veio a contecer em 1179, através de uma Bula Papal, mas será que Portugal não era já independente em 1139, ou até numa data anterior quando D. Afonso Henriques recusou a vassalagem a Castela e empreendeu uma luta de reconquista isolada face aos povos muçulmanos.
Sr. Anónimo, tudo isto não por vaidade ou arrogância intelectual da minha parte, mas para afirmar que a sua associação tácita do Condado Portucalense a António Nicolau D'Almeida (portanto 1983) e de D. Afonso Henriques (personalidade impulsionadora da fundação de Portugal) a José Monteiro da Costa (1906) é despropositada e sem sentido.
O FC Porto já existia em 1893, tendo sido oficializado em 1906, assim como Portugal, como um Reino independente, já existia em 1137 (Tratado de Tui), mas só foi reconhecido em 1179.

Anónimo disse...

Há há há esta discussão esta engraçada, mas o Daniel depois de tanta lengalenga nao conseguiu desmentir a verdade histórica que o "velhinho portista" tão bem demonstrou. Então nao e o próprio Daniel a reconhecer que o FCP só foi oficializado em 1906. Que se saiba são as datas oficiais que contam e nao as outras. Agora compreendo como há pessoas que confundem tão facilmente legalidade com ilegalidade

Anónimo disse...

O que o homem escreveu e que nao há prova nem facto histórico ou outro que confirme que o real fundador do FCP em 1906 tenha afirmado publicamente ou mesmo particularmente que o FCP era o resurgir do anteriormente clube foot ball club do Porto. Ate porque se tal fosse verdade era natural haver inúmeras referencias ao facto, mas nao ha

Velasquez disse...

Bom, nada como ter o convite ao club lisbonense para o jogo de 1893... https://fbcdn-sphotos-c-a.akamaihd.net/hphotos-ak-ash4/229493_531685346847604_1077678450_n.jpg Assinado...Presidente do FC Porto, Nicolau de Almeida. Datado de ...1893.

Tudo a vacinar contra a H5N1...

Anónimo disse...

o clube gayvota tem uma moral para falar de falsificações...celebraram o centenário da fundação do Sport Lisboa (este sim, um clube diferente) em 1904, mas esqueceram-se 4 anos depois, de celebrar a fundação do Sport Lisboa e B5nfica em 1908.

isto sim, a isto chama-se usurpar datas, usurpar clubes, falsificar a história.
mesmo que o FCP fosse de 1906, ainda era mais antigo que esse SLB, fundado só em 1908.

Daniel Gonçalves disse...

Anónimo das 01:05, é preciso muita hipocrisia da sua parte para classificar a minha argumentação de mera "lengalenga". Lengalenga é utilizar e comparar o Condado Portucalense ou a Fundação de Portugal com a fundação de um clube.
Desmentir a verdade histórica?????? Qual verdade histórica??????? O que é que define uma verdade histórica? O que distingue uma verdade histórica de um FACTO histórico? De facto é confrangedor ver os benfiquistas sempre com a palavra "verdade" na ponta da língua, nunca esta palavra foi tão suja e deturpada pela boca deles.

"velhinho portista"!!!!!! Quem garante que o anónimo da lengalenga do Condado Portucalense é velhinho? Apenas porque o próprio se define como tal? Quam garante que não está mentir? O Anónimo das 01:05 sabe a minha idade? Quem lhe garante que eu não sou tão ou mais velho que Jorge Nuno Pinto da Costa? É a idade de uma pessoa que define se os factos são reais ou não, se aconteceram ou não?
Para mim ambos os anónimos são a mesma pessoa, ou então é uma estratégia concertada de benfiquistas, assinando por anónimos para virem escrever idiotices aqui no RP.

"Então nao e o próprio Daniel a reconhecer que o FCP só foi oficializado em 1906...." Deturpa e desvirtua totalmente a minha ideia e as minhas palavras, o que eu disse é que o FC Porto terá sido passado a documento oficial na data da re-fundação, portanto em 1906, apesar de o clube já ter existência real (aqui é que se pode falar em VERDADE HISTÓRICA) e comprovada desde 1893. Se o Sr. Anónimo não compreendeu ou não quer aceitar este facto é problema seu, mas serve para vermos como é mesquinha e abjecta a sua mentalidade.

Anónimo disse "Que se saiba são as datas oficiais que contam e nao as outras...." O Sr. tem consciência da idiotice do que escreveu? Se calhar tem, mas a desonestidade intelectual do Sr. é tanta que mesmo assim quer escrever uma ideia falsa? O que é uma data oficial? Aquela em que se abre uma garrafa de champanhe e se convidam os políticos para uma festa de inauguração? O que distingue uma oficial de uma não oficial? As datas oficiais só, e exclusivamente, existem quando se inauguram estátuas ou monumentos? Que eu saiba tal não é o caso de um clube desportivo, portanto não exitem datas oficiais ( no sentido de uma inauguração) na fundação de um clube desportivo.
Será que existem documentos escritos de todos os clubes fundados em Portugal? Caro anónimo diga-me a data "oficial" da fundação do seu slb? Tem algum documento escrito a comprovar essa data? É verdadeiro e original esse documento?

Daniel Gonçalves disse...

Anónimo das 01:05 disse "Agora compreendo como há pessoas que confundem tão facilmente legalidade com ilegalidade..." A sua insinuação é do mais canalha (sim classifico o seu comentário assim), reles e do mais intelectualmente desonesto que li. Algo que não será estranho à maioria dos benfiquistas que sentem uma profunda dor de cotovelo pelos sucessos do FC Porto. Deturpa e falsifica uma distinção entre "oficial" e "não oficial" para vir classificar os outros de ilegítimos. ILEGÍTIMA é a sua comparação e a sua insinuação.
NADA na data de 1893, fundação do FC Porto, é ilegítimo ou ilegal. Se o Sr. Anónimo soubesse mesmo distinguir legitimidade ou ilegitimidade saberia escrever um texto intectualmente honesto, e portanto legítimo, o que não me parece ser o caso.
O anónimo não me conhece de lado nenhum para sub-reptciamente insinuar que cometo ilegitimidades ou não sei distinguir a legitimidade? O que ficou totalmente à vista foi o carácter difamatório, cínico e desonesto do seu comentário, se tal for um reflexo da sua mentalidade....

David Lourenco disse...

Sem o Comendador Gonçalves Gomes e o Pedroto , Pinto Da Costa e o FC.Porto não teriam o sucesso que tiveram . Estes dois Senhores abriram o caminho para o Pinto da Costa que deveria reconhecer publicamente este facto,homenageando não só o Pedroto mas também o Comendador GONÇALVES Gomes que deu as omeletes ao FC.Porto...esta é a grande VERDADE