sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Era pedir muito, não?



Sim, é certo que esta mesma gigantesca "poupança" tinha tido êxito na Madeira contra o Nacional, mas convenhamos que jogar apenas com 4 titulares contra um Braga praticamente na máxima força, não é propriamente a mesma coisa.

E a ironia é que a "coisa" até podia ter resultado.
A ideia era aguentar, fazendo muito pouco ou mesmo nada, aquele golo madrugador de Mangala.
Mas o recuo foi tamanho que os amarelos iam-se avolumando de forma muito perigosa.
Pior: Fernando, calculando mal uma saída de bola, foi obrigado a cometer penalty que, por sorte, o árbitro não viu.
O tempo ia assim passando mas muito devagar...
Nos minutos decisivos, aqueles em que o Braga começava a desesperar, eis que a inexperiência de Castro deita tudo a perder.
Forçado o amarelo? Bem houve tantos desse género nesta partida...

Ainda não estava tudo perdido, já não seria a primeira vez que nos aguentávamos assim.
O que ninguém esperava era o cúmulo de se marcar na própria baliza sem qualquer oposição por perto.

Faz sentido poupar assim a ainda 4 longos dias do próximo encontro?
Bem, agora é fácil falar mas, na realidade, numa partida para o campeonato e em iguais circunstancias, nunca tal sucede...
Por outro lado, se formos a ver com algum distanciamento, o jogo de Paris nem é assim tão importante quanto isso.

Certo, certo, é que jogar com Kléber é quase uma anedota que muito caro já nos saiu e sairá no futuro.
E depois, há ainda aquela clássica rábula de se teimar em não se jogar com o guarda-redes titular na Taça.
Um dia alguém o há de explicar, bem explicadinho, para ver se entendemos.
Ainda para mais, sabendo-se da calma que Helton transmite e que seria tão importante jogando com tantas caras novas no "11".

Enfim, eis o primeiro grande revés da temporada. Vitor Pereira arriscou em demasia e, desta vez, deu-se mal.

Chegou então aquela alltura em que ficaremos a saber de que massa é realmente feito este FCP da era pós-Hulk.

83 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns à SAD pelos 19 milhões gastos no Danilo...

Alexandre Burmester disse...

Vítor Pereira menosprezou o Braga e a Taça de Portugal. E pagou por isso.

P. Ungaro disse...

Boas,

Infelizmente o que previa aconteceu --- um jogo onde só podíamos ganhar, o treinador optou por poupar a equipa principal para um jogo onde ganhar ou perder não nos trás nada de mais a não ser dinheiro porque o primeiro ou segundo lugar é uma incógnita ... mais ainda, poupar jogadores contra o Braga, em Braga e eles com a melhor equipa ?!??! realmente não percebo nada de futebol.
Quanto ao arbitro, sem comentários, perdoou um penalti ao Porto por uma falta do Fernando e depois toca a distribuir cartões a torto e a direito.
Resumindo e concluindo. o Braga ganhou e bem, na minha opinião porque o seu treinador achou mais importante passar esta eliminatória da taça do que ganhar mais um milhão de euros na champions ... e esteve bem.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt

José Rodrigues disse...

Não gostei nada de q se colocasse a foto do Castro em grande destaque, como se fosse o bode expiatório. A colocar a foto de alguém o jogador mais caro de sempre merecia muito mais, aquele auto-golo estúpido qdo. Estávamos a ganhar é q foi o momento do jogo.

O Castro até jogou bastante bem na minha opinião, e nem sequer tenho a certeza q é mesmo falta.

Para mim se há jogador q não tinha poupado neste jogo era o Jackson. Mas concordo q era escusado poupar 7 jogadores neste jogo, foi exagero. Alias, o calendário de Dezembro nem sequer é muito exigente.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Luis,

Uma equipa com as limitações do nosso plantel (falta claramente um 2nd avançado e um segundo lateral esquerdo de garantias) chega a um momento em que tem de decidir onde colocar todos os esforços. Porque se é para Alex Sandro e Jackson, mais James, jogarem tudo, vão chegar a Abril estourados.

O Vitor Pereira errou em subestimar o Braga mas, sinceramente, acho que o fez porque sabia que a longo prazo há jogadores que têm de ser cuidados com mimo. Era o Braga o melhor jogo para fazê-lo?

Provavelmente não, mas sem poder perder pontos no campeonato e discutindo em Paris a liderança do grupo, algum jogo se ia ver ressentido. Tivemos azar, mesmo jogando mal, tinhamos o jogo na mão se não fosse a expulsão do Castro e o auto-golo do Danilo. Cada vez me custa mais entender o valor da compra do lateral, principalmente quando vejo o Alex Sandro jogar do outro lado.

PS: Totalmente de acordo, o Fabricio pareceu-me sempre macio e em jogos destes há que apostar no Helton sim ou sim. O segundo fica para as primeiras rondas, a Taça da Liga e algum jogo do campeonato onde não haja riscos. E sabe-o quando assina para ser segundo. Por isso sou sempre a favor de que seja da formação, aguenta melhor essa realidade!

Anónimo disse...

Esse só joga quando sabe que tem olheiros na bancada!
É mais um de muitos mercenários que levam a massa de Portugal para o estrangeiro. Ou se faz um agrande negócio com esste menino ou então é mais um daqueles que nos enterra!

Carlos Santos disse...

Pois é muito fácil dar porrada em Vítor Pereira, mas e que ir mais longe e pensar de quem é a culpa de não haver alternativas para o 11 titular? Quem é que contratou o Kléber e o Miguel Lopes, foi o VP?

O FCP deste ano tem um 11 titular muito forte, mas pura e simplesmente não tem alternativas em lugares chave. Vítor Pereira jogou com as segundas linhas e fez muito bem, mas a jogar com 9 é claro que não é fácil, Kléber e Miguel Lopes não têm lugar nem no Avintes...

Anónimo disse...

Sinceramente não percebi esta radical mudança, nao é por ter perdido, mas não gostei da atitude do treinador para com o jogo..seria preferivel a meu ver perder em Paris e ganhar hoje, ou até podiamos perder ou podemos perder os 2 jogos, mas de forma a querer sempre ganhar os jogos...tanta poupança no 1º terço do campeonato contra adversário de valor...deu os seus frutos...

Anónimo disse...

Este é um daqueles treinadores, que só funciona numa instituição como o FCP, caso contrário zero! Demorou uma eternidade a percebr que precisava de manter força no meio campo, depois da "estudada" expulsão do Castro. Enfim, desde a primeira hora que sou dos que condena veementemente esta opção para treinador de um clube como o FCporto. Merecemos melhor, muito melhor - mas neste grandiosos clube,qualquer um que se sente naquele banco, pode ser campeão!

Anónimo disse...

FORÇA CASTRO - ÉS UM CAMPEÃO, UM VERDADDEIRO JOGADOR À PORTO, COMO JÁ NÃO SE VIA HÁ MUITO TEMPO!!!

Pedro disse...

Foi por causa deste resultado que resolvi comentar o anterior jogo contra o Braga. Podemos, agora, vir falar das poupanças (ridiculas, mas também o tinham sido contra o Nacional) ou culpar individualmente os jogadores (quando ainda a 15 dias eram tao elogiados), mas a realidade é que este jogo foi demasiado parecido com o anterior, nao houve bons 15 minutos iniciais, mas existiu um golo nesse periodo, o resto foi, mais uma vez, quase inexistente.
Volto a dizer, que aceito que existam jogos como estes, menos conseguidos, o problema é que eles continuam a ser a regra e nao a excepçao, por isso é que tantas vezes me custa apoiar esta equipa, quando vejo tanto potencial longe de ser aproveitado.
Cumps

RBN disse...

Enquanto jogamos com 10 jogadores, apesar de apenas 4 titulares, estivemos a ganhar 1 x 0.

E digo 10 jogadores porque a nulidade mais que comprovada que é o tal Kleber entrou de início, portanto começamos o jogo com 10 jogadores.

Depois da expulsão do Castro, ficamos reduzidos a 9 jogadores e ficou difícil segurar o Braga que melhorou e muito com a entrada de Micael.

Quando pensava eu que o Moutinho ia entrar para o lugar da nulidade e voltaríamos a jogar com 10, a nulidade continuou em campo.

Resumindo:jogar com 10 jogadores contra os Passarinhos da Ribeira ou o Sta Eulália ainda dá pra aturar, mas contra o Braga em Braga foi mesmo de uma burrice ímpar.

Não vale a pena caçar bruxas, a culpa é do VP que manteve aquela nulidade que usa a camisa 11 durante 90 e poucos minutos em campo.Mainada.

João disse...

Não me parece ironia nenhuma. Estes 11 que entraram hoje, ganham 8 em cada 10 jogos a este Braga de titularíssimos. Quem lê o artigo até pensa que o Braga se fartou de carregar, quando pouco mais fez que o único golo que marcou por mérito próprio. O VP TEM QUE fazer esta gestão, não é matéria de opção. Não por causa do jogo de Terça, mas para chegar a Abril e Maio em condições de disputar alguma coisa. E a equipa teve o jogo controlado a maior parte do tempo. Pelo menos até à expulsão. Aí ficou partido, o VP demorou a reagir e o Braga tira dois "pissos", na linguagem técnica, sem saber ler nem escrever.

Não que tenhamos jogado nada de monumental, até porque este Braga não mete medo a ninguém, falhou-se muito na saída de bola, muito charuto para a frente que era escusado, com uma nulidade lá (hoje foi, sem desculpa) que era o mesmo que não estar, com outra nulidade à esquerda e um James que sozinho também não resolve. Daí para trás, foi menos mau. O meio campo esteve bem, a defesa também, apesar destes laterais serem zero a atacar (e só um deles tem desculpa). Lucho entrou muito bem mas aquele golo falhado, aos 86mins deste jogo, pá... poupem-me. É gozar com a tropa.

O principal problema acabou por ser a saída de bola. Tivemos N recuperações que podiam ter dado contra ataque e ter este jogo resolvido ao intervalo, mas lá está, charuto para a frente, Miguelopadas, Mangaladas.. e pronto, perde-se uma eliminatória que podíamos e devíamos ter ganho. Com ESTE 11.

A nível individual, Otamendi está de volta da paragem cerebral que foi o último jogo. Fez um jogo brutal. O Mangala alternou entre o óptimo e péssimo, tem que perceber que com o palhaço do Alan à frente não pode jogar como gosta. Fernando idem, esteve no melhor e no pior. Defour e Castro (mal expulso) estiveram impecáveis. Miguel Lopes, Atsu e Kléber ninguém dava pela falta deles.

Miguel Lourenço Pereira disse...

RBN,

Talvez poupar o Jackson e não ter um terceiro avançado no plantel tenha algo que ver!

Joaquim Lima disse...

O Porto tinha o jogo minimamente controlado até à expulsão... O Braga não criava muito perigo e o Porto defendia bem!

A entrada do Rúben Micael, para mim, foi determinante no jogo pois foi ele quem "sacou" a maioria dos cartões mostrados aos jogadores do Porto! O segundo amarelo ao Castro é muito forçado, o Castro pôs-se a jeito e o Mossoró aproveitou!

Não sou, de todo, um adepto anti-Vitor Pereira, mas penso claramente que errou na demora a substituir algum avançado após a expulsão do Castro! Deveria ter tirado logo o Atsu ou o Kleber (que miséria...)! A equipa não se equilibrou no meio campo e acabou por sofrer o 2-1!

Estou curioso para ver o jogo com o PSG, a ver se esta dita "poupança" valherá a pena.

Bom fim de semana a todos!

José Correia disse...

jogar apenas com 4 titulares contra um Braga praticamente na máxima força

O FC Porto jogou com 3 titulares nas suas posições habituais - Otamendi, Fernando e James - e 1 semititular - Mangala - adaptado a defesa-esquerdo.

João disse...

"Depois da expulsão do Castro, ficamos reduzidos a 9 jogadores e ficou difícil segurar o Braga que melhorou e muito com a entrada de Micael."

Principalmente nas vertentes "mergulho" e "amarelos a pedido".

José Correia disse...

os amarelos iam-se avolumando de forma muito perigosa

Aos 20 minutos já dois jogadores do FC Porto tinham sido amarelados: Castro (18), Miguel Lopes (20).

O primeiro cartão amarelo para um jogador do SC Braga, foi para Custódio ao minuto 66.

João disse...

Fabricio? OK..

Só a título de curiosidade, quando é que se devem rodar os GR? Na Champions? Na Luz e em Alvalade ou para qualquer outro jogo deste campeonato pouco competitivo em que nenhum dos dois da frente perde pontos? Ou nunca rodamos os GR e eles ganham quilometragem no Olival?

José Rodrigues disse...

Boa analise individual do João. O Otamendi foi de facto o melhor em campo, o Kleber (apesar de lhe querer dar o beneficio da duvida pela juventude) foi uma nulidade, o meio-campo esteve bem, o Atsu passou ao lado do jogo, o James esteve meio perdido, o Mangala alternou o melhor com o pior (tendo a desculpa de não ser lateral), o M Lopes não esteve bem, só faltou falar do Ba q até esteve bem.

Só não concordo q fosse justificado tanta poupanca, até porque vamos ter jogos em Dezembro e Janeiro para fazer algumas poupanças (ver calendário). Uns 4 a descansar ainda vá q não vá (começando por Lucho e Moutinho), 7 é exagero e volto a repetir q se há um jogador q não descansava neste jogo (pelo menos até estar resolvido) era o Jackson, até porque nem é dos q mais falta fazem em Paris.

José Correia disse...

Carlos Santos disse...
O FCP deste ano tem um 11 titular muito forte

Se o Varela fosse mais consistente ou o Atsu menos verdinho, eu estaria de acordo, mas partilho a ideia.

José Rodrigues disse...

VP esteve mal a meu ver em duas coisas: poupanças exageradas (compreendia-se 3 ou 4) e demorar uma eternidade a meter o Moutinho para segurar o meio-campo após a expulsão.

Só não concordo q fizesse sentido tirar o Kleber qdo o Moutinho entrou, porque nesse momento já estávamos a perder. Se fosse antes, sim.

José Rodrigues disse...

Eu concordo com o João q não foi pelo GR q perdemos o jogo, e q se há jogo em faz sentido utiliza-lo este é um deles.

José Rodrigues disse...

Mais um comentário: eu estou lixado com a estupidez do Danilo mas ainda mais lixado fico ao pensar q se há uma coisa q ele precisa é de ganhar mais confiança e isto só vai fazer recua-la.

De resto não consigo evitar de repetir q me faz imensa impressão e acho tremendamente injusto e contra-producente colocar a foto do Castro em grande destaque, como uma espécie de alvo a abater. Força, Castro, e sim força até tu Danilo!

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
Para mim se há jogador q não tinha poupado neste jogo era o Jackson

Penso que faz todo o sentido dar oportunidades a sério e testar o Kléber antes da paragem do Natal.
E porquê?
Porque a época é longa e sendo o Kléber a única alternativa ao Jackson, a decisão acerca da sua dispensa (empréstimo) e da contratação de outro ponta-de-lança na reabertura do mercado tem de ser tomada agora.

José Rodrigues disse...

Já agora, vocês repararam q após o auto-golo não houve um único colega q fosse dar-lhe uma palavra de alento?

Pequeno pormenor de falta de espirito de grupo e liderança.

Miguel Lourenço Pereira disse...

@José Rodrigues

"Já agora, vocês repararam q após o auto-golo não houve um único colega q fosse dar-lhe uma palavra de alento?"

Lembrei-me disso quando vi a cara dele. Com um "Bicho" ou um "Broas" no plantel ele tinha levado logo um caxaço e um empurrão nas costas para animar. É outra das consequências do abandono da política da casa, esse abraço de alguém mais experiente e com os pés na terra. No plantel só há 2 jogadores com esse estatuto, Lucho e Helton!

José Rodrigues disse...

Só mais um pormenor: é de mim ou esta equipa (ainda mais após entrada de Danilo) bateu o recorde da media mais baixa de sempre de idades?

José Correia disse...

O Danilo parece-me ser um jogador com tiques de prima-dona. Já o vi perder bolas estupidamente no ataque e depois "recuperar" a passo.

A forma como ele meteu o pé à bola no auto-golo de hoje foi um misto de irresponsabilidade e displicência.

Por tudo isto, não me surpreende a reacção dos companheiros de equipa. Eu faria o mesmo.

Joaquim Lima disse...

É preciso dar oportunidades ao Kléber mas é preciso que ele as aproveite! Tirando um remate no final, o Kléber não deu uma para a caixa! Um remate frouxo, muitos maus passes, não segura a bola...

Eu não tenho seguido muito os jogos da equipa B, mas não haverá lá nenhum jogador que dê uma perna na A quando o Jackson precisar de descansar?! Faria sentido entrar neste jogo dada a nulidade do Kléber!

José Correia disse...

José Rodrigues disse...
era escusado poupar 7 jogadores neste jogo, foi exagero

Talvez, mas relativamente ao último jogo eu também teria feito as seguintes alterações:
- Fabiano em vez de Helton;
- Miguel Lopes em vez de Danilo;
- Defour em vez de Lucho (que não aguenta fazer 3 jogos em 9 dias);
- Atsu em vez de Varela;
- Kléber em vez de Jackson (pelo motivo que já expliquei).

Sobram duas outras opções:
- Mangala em vez de Alex Sandro (provavelmente por gestão física);
- Castro em vez de Moutinho.

José Correia disse...

Joaquim Lima disse...
É preciso dar oportunidades ao Kléber mas é preciso que ele as aproveite!

Pois e, infelizmente, é consensual que o Kléber não tem aproveitado as oportunidades que Vítor Pereira lhe tem dado.

Tem a palavra a Administração da SAD, na reabertura do mercado em Janeiro.

reine margot disse...

AH, é taça, se fosse campeonato era lixado! Assim, foi uma lição, para todos... até para aqueles que acham que o Castro, o Kléber e o Miguel Lopes, dois porque são portugueses e da formação, e o outro porque promete muito, têm lugar nesta equipe.Têm é de dar lugar e mudar de ares finalmente! Foi confrangedor a falta de qualidade do Kléber e dos outros dois... fora isso, concordo com o que diz o João a 100%. - O Braga não mete medo a ninguém, a não ser a cavar faltas!...
e fico bem com esta derrota!...

José Correia disse...

Miguel Lourenço Pereira disse...
Uma equipa com as limitações do nosso plantel (falta claramente um 2nd avançado e um segundo lateral esquerdo de garantias)

No plantel atual não há alternativas para três jogadores: Alex Sandro, James e Jackson.

Felizmente, no caso lateral-esquerdo brasileiro, Vítor Pereira conseguiu inventar um defesa-esquerdo adaptado - Mangala - que dá conta do recado (em termos defensivos).

Joaquim Lima disse...

Ou então começa a dar oportunidade a algum avançado da equipa B!

Há um avançado que acho muito interessante e que penso que seria uma mais valia para este plantel: Vossen, do Genk. Marcou este ano ao Sporting na Liga Europa. Acho que vai ter um futuro promissor.

http://www.zerozero.pt/jogador.php?id=33768&epoca_id=140 estatisticas do jogador

José Correia disse...

O plantel 2012/13 é jovem e curto e, em termos qualitativos, ainda mais curto.

Estando o FC Porto apurado para os oitavos da Liga dos Campeões e perspectivando-se uma luta renhida com o slb no campeonato, jogos como o de hoje são muito importantes para que este facto - plantel qualitativamente curto - fique claro para todos, desde os adeptos à Administração da SAD.

Vítor Pereira tem feito um bom trabalho, mas não lhe peçam para fazer milagres.

DC disse...

Eu sei que o Castro é da casa mas chega de desculpas. Ele com amarelo arriscou o 2º umas 5 vezes!
Mas onde é que ele tem a cabeça? Ele já não tem 19 anos! É que o Danilo fez borrada sim, mas tem menos 5 anos que o Castro!

Mas sinceramente com Castro e Kléber em campo não foi nada de admirar o resultado.

Nota ainda para a arbitragem inenarrável do Olegário! 28 faltas marcadas ao Porto!!! Quem vir as estatísticas pensará que foi uma batalha campal...

José Correia disse...

Eu sei que o Castro é da casa mas chega de desculpas. Ele com amarelo arriscou o 2º umas 5 vezes!

O Castro é um exemplo vivo de que a não-aposta, na última década, em jogadores formados no FC Porto é também devida à falta de qualidade desses jogadores.

José Correia disse...

28 faltas marcadas ao Porto!!!

e 8 marcadas ao SC Braga...

Louro disse...

Pese a gestao arriscada, considero que nao se venceu a partida porque o treinador não soube gerir o jogo em si.
Com uma arbitragem condicionada que marcou faltas e mostrou amarelos aos jogadores do porto por tuta e meia , o mister tira o Miguel Lopes amarelado e diminuido fisicamente e deixa o Castro em campo com um amarelo desde os 18 mns (1ºerro).
Depois a jogar com 10 , demora 10 minutos para reequilibrar a equipa e nesse periodo sofremos os dois golos (2ºerro).
Por fim e apos o 2º golo mete o Moutinho e deixa o Jacson no banco , mantendo-se em campo um jogador chamado Kleber que não deu uma para a caixa (3ºerro)!
É este o treinador que temos, em Novembro e com 3 jogos por fazer em Dezembro, faz gestao de esforços frente ao Braga!!!
Não se percebe e ponto final!

Daniel Gonçalves disse...

VP considerou ter escolher entre duas alternativas: apostar na máxima força na continuidade da Taça de Portugal, e portanto vencer a prova, ou descansar alguns jogadores tendo em vista ficar em 1º lugar no grupo da Champions, para evitar "tubarões" nos oitavos. Optou pela segunda alternativa, eu teria feito o inverso. Sabemos que equipas como o Milan, o Real Madrid, e a Juventus ou o Chelsea são possíveis adversários, se ficarmos em 1º lugar, porque ficaram em 2º lugar no grupo da Champions, consequentemente ficar à frente do PSG só se explicaria por motivos de gabarito desportivo (o que não é pouco, mas não o mais importante na conjuntura actual) ou por motivos financeiros, o que também não é de desvalorizar no momento actual.
Também podemos especular, será que 4 dias de descanso não seria suficiente para descansar os jogadores titulares para o embate de Paris? Não se conseguiria apostar na máxima força no jogo de hoje, para garantir a continuidade na Taça - na qual éramos um dos, senão o principal, candidato(s) à vitória - e apostar também em força no jogo de Paris?
O relaxamento com que VP encarou este jogo transmitiu-se aos jogadores, e o resultado está à vista, menos uma Taça de Portugal que poderíamos ganhar.
Olhando para o jogo, mesmo não estando na máxima força, poderíamos ter ganho o jogo, não fosse a expulsão e o auto-golo, o que nos leva à conclusão de que na máxima força somos superiores ao Braga. É preciso recuperar psicologicamente o balneário, e motivar os jogadores, como muito bem realçou o José Rodrigues ao falar do espírito de equipa. VP tem de trabalhar, e muito, a nível pedagógico.

DC disse...

A verdade é que defendo a aposta na prata da casa, mas já vi jogadores com 50 vezes mais potencial que o Castro serem dispensados sem terem oportunidades.
Acho até que o Pedro Moreira não fica a dever nada ao Castro.

Correr muito cai bem aos adeptos mas eu prefiro quem sabe o que anda a fazer em campo!

Daniel Gonçalves disse...

Para quem - VP - que, aquando do sorteio da Taça de Portugal e do conhecimento de que o nosso adversário iria ser o Braga, afirmou que a sorte (ou as bolinhas do sorteio) sabia que preferíamos grandes embates, teve, no jogo de hoje, uma atitude totalmente contrária às afirmações de então, encarando um jogo com alguma displicência e descontracção. Uma incoerência que se pagou caro.

David Duarte disse...

Sinceramente, falam de poupanças para a Liga dos Campeões, ma já viram a equipas que vão acabar a fase de grupos em segundo lugar? É talvez o ano em que acabar em 1o ou em 2o é mais indiferente (se exceptuarmos com toda a probabilidadebo Celtic).

Daniel Gonçalves disse...

Muita desilusão e frustração nos acorreria se, no jogo frente ao PSG a nossa equipa - mesmo perdendo o jogo - não tivesse uma exibição de alto nível e de enorme gabarito. Chegaríamos à conclusão de que esta poupança de esforços no jogo da Taça de Portugal foi infrutífero, e colocaríamos a questão de saber se teria valido a pena menosprezar a Taça de Portugal, prova na qual tínhamos mais hipóteses (matemáticas e desportivas) de vencer do que a Champions.

Deixaram de existir desculpas para não apostarmos numa vitória na Taça da Liga, pelos seguintes factores: nunca a vencemos e porque desejamos continuar a ter mais troféus do que o nosso rival slb. Agora com o nosso FC Porto afastado da Taça de Portugal, o slb, na eventualidade de ficar fora dos oitavos da Champions, irá apostar numa conquista da Taça de Portugal, e os outros concorrentes ainda em prova não me parecem adversários à altura para tirar o favoritismo aos benfiquistas, nem mesmo o Braga.

David Duarte disse...

Sinceramente, falam de poupanças para a Liga dos Campeões, ma já viram a equipas que vão acabar a fase de grupos em segundo lugar? É talvez o ano em que acabar em 1o ou em 2o é mais indiferente (se exceptuarmos com toda a probabilidadebo Celtic).

Carlos Santos disse...

Hoje falava-se do Luiz Adriano...o tal do "fair-play"...

Carlos Santos disse...

Manter o Miguel Lopes em campo?!?! Livra...
Para mim o único erro nas substituíções foi a entrada de Lucho. Fazia mais sentido ter colocado aí o Moutinho (que acabou por entrar quando o Porto já perdia) e utilizar a última substituição para fazer entrar o Jackson, porque já se estava a ver que não era com o Kléber que íamos lá...Mas depois do jogo é sempre fácil falar.

Anónimo disse...

Mas como é que se vai fazer um grande negocio com esta anta de jogador! Infelizmente o grande negocio já foi feito e rendeu 13M para o Santos, mais 5M para os intermediários e sobrou o "barrete" para nós.

E quando se sabe que aquele fraco jogador de nome A. Pereira rendeu a astronómica mais-valia de 4,5M, menos que a comissão da Anta e menos que os 4,7M do Kleber; Está visto porque é que estamos em falência técnica.

Anónimo disse...

O pseudo treinador V. Pereira não só menosprezou o SCB, a TP como o FCP e todos os seus adeptos e o arbitro ainda fez vista grossa a uma penalidade contra nós.

Até quando ainda o vamos ter que o aturar e ao seu miserável discurso.

Anónimo disse...

Eu também não percebo nada de futebol, sinceramente nem sei o que é essa coisa do fora de jogo. Mas tenho a certeza que mesmo assim sei muito mais que este VP

Anónimo disse...

J.Rodrigues,

Sinceramente nem sei se o deva corrigir ou não. O jogador mais caro da história do FCP foi Hulk e em seguida vem esta Anta do Danilo. Mas realmente olhando ao rácio qualidade vs custo de um e de outro, facilmente se chega á conclusão que Hulk veio de borla. Logo tem toda a razão Danilo é de longe o mais caro.

Abraço

Anónimo disse...

A exigência do calendário de Dezembro é um bem maior que a exigência do VP

Anónimo disse...

A compra do Danilo é justificadissima para quem encheu os bolsos á conta do FCP.

Anónimo disse...

Sub-escrevo na totalidade as suas palavras. Eu já na época passada fiquei com um sentimento contraditório em relação há conquista da liga e ainda por cima com o péssimo futebol produzido; Fiquei contente porque jogando mal Ou não, fomos campeões... Mas depois fiquei triste, porque essa vitória ia servir para que VP continuasse e esta época vou pelo mesmo caminho.

Também afirmei aqui antes do jogo com SCB para a liga, que estes 2 jogos com eles e o próximo com o PSG eram o 1 teste a esta equipa. A realidade é que mesmo com o SCB em baixo e ganhando um dos jogos deu para ver que continua haver um longo caminho a percorrer.

Anónimo disse...

Miguel,

Dou-lhe razão á questão do 3 avançado; mas aí a culpa é da direcção. Na época passada saiu Falcão e a direcção foi buscar a nulidade Kléber por quem pagou 4,7M por 70% do passe e depois investiu 31M em dois laterais, hoje um deles até marcou um golo... na própria baliza. Já nesta sai Hulk... e o LIMA um excelente avançado com provas dadas no nosso futebol... Vai parar ao SLB pela módica quantia de 4,5M e já marcou quase tanto como Jackson. Em conclusão só as comissões pagas pela compra do Danilo dava para comprar Lima e ainda sobrava. Este erros da direcção dó podem ser comparados ao erro de promover VP a treinador principal.

Anónimo disse...

Para quem não sabe fica a saber; Os obscenos milhões pagos por Danilo e o seu obsceno vencimento, mais os Ceca de mais 3M de luvas por assinar, foi e é a principal razão para os vários problemas disciplinares e que levaram a saída de Paito, Guarin, Belushi e agora Rolando; mas as constantes indirectas de Moutinho para a sua saída também.

Francisco Marta disse...

Poupança?!

No jogo de ontem o treinador quiz ganhar uma equipa. Optou por dar a máxima responsabilidade aos jogadores que têm estado mais tempo na sombra.

Se ganhássemos, que na minha opinião era o mais normal a acontecer, ficaríamos imparavéis com uma moral idestrutível, porque mesmo contra o arbitro que sempre ajuizou contra nós e como um futebol de expectativa contra este braga todo estafado, os nossos que entraram demonstraram ser melhor muito melhor equipa.

Tirando, claro está, o sofrido do Kleber. Uma pena.

Vocês não estão a perceber. Os objectivos dete ano são o campeonato e a Champions. Nós na máxima força chegamos para qualquer adversário europeu. Só nos falta o segundo ponta de lança.

Haja confiança.

Bitor Tá, estou contigo.

D.Pedro disse...

José Correia1 de Dezembro de 2012 00:20

Estando o FC Porto apurado para os oitavos da Liga dos Campeões e perspectivando-se uma luta renhida com o slb no campeonato, jogos como o de hoje são muito importantes para que este facto - plantel qualitativamente curto - fique claro para todos, desde os adeptos à Administração da SAD.

Vítor Pereira tem feito um bom trabalho, mas não lhe peçam para fazer milagres.
_____________

Completamente de acordo.
Faltam soluções no plantel de alguma qualidade a nivel ofensivo, então o lugar de ponta de lança....

Segundo a imprensa o Miguel Lopes jogou limitado fisicamente por virose.

Mefistófeles disse...

Joao,

Posso assinar por baixo ?
Tal e qual !

Jorge Ricardo Pinto disse...

O Castro é elogiadíssimo em Espanha, o campeonato dos campeonatos. Quando se mudam 7 jogadores numa equipa, é impossível que a equipa renda, independentemente de ser ou não altura de gestão do plantel. Castro acabou por fazer um bom jogo e, naquele lance, foi inocente como não pode ser, é certo, mas nem tocou no Mossoró. Sinceramente, não entendo porque é que o Alex Sandro não jogou neste jogo. Ele esteve parado durante mais de um mês... está cansado?

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Derrota que atira o FC Porto para fora da Taça de Portugal, determinada por dois momentos de infortúnio, um dos quais com o dedo do artista do apito (expulsão excessivamente rigorosa de Castro) e o outro num acto de displicência imperdoável de Danilo, a marcar na própria baliza, num lance puramente inofensivo.

A aposta de Vítor Pereira foi ousada mas só terá sido traída por esses dois momentos e pela tardia na compensação do meio-campo após a expulsão. A reacção deveria ter sido imediata.

O comportamento de equipa foi positivo, com Miguel Lopes e Kléber a manifestarem, mais uma vez, incapacidade para fazerem parte deste plantel. Menor acerto também para Atsu, de quem se espera muito mais.

Um abraço

Joaquim Lima disse...

Essa do Luiz Adriano veio n'a bola, não é preciso dizer mais nada!

João disse...

É precisamente isso que me preocupa, se não vamos ter o efeito contrário a essa "moral indestrutível" agora..

Ozzy Bluesky disse...

A equipa que ontem jogou contra o Braga, se jogasse hoje ganharia o jogo!!!! Aliás estou convicto que em 10 jogos ganharíamos 8, empatariamos 1 e perderiamos outro (que foi o que aconteceu)....
Mas lá está, Vitor Pereira está sempre preso por ter cão e por não ter... Se põe reservas a rodar não deveria pôr... se não pôe... Francamente!!!!
Outra coisa, repugna-me ver portistas(?) que apregoam a Taça de Portugal ( e depois fazem um escarcéu por ela ser no decrépito estadio salazarista em Oeiras) em detrimento daquilo que mais me orgulha e onde somos imparcialmente reconhecidos: lá fora!!!! Para mim é muito mais importante ficar em 1º lugar da Champions com o prestigio e o dinheiro daí resultantes, do que um erguer de Taça que equivale tanto como o 4º lugar da Liga - um simples acesso à Liga Europa!!!!

João disse...

Tive a oportunidade de rever parte do jogo ontem na Sport TV e confirmo - de facto, o Braga não tem em momento nenhum, nem a perder, nem empatado, nem a ganhar, o jogo minimamente controlado. Não há um único momento de jogo em que este Porto C que se apresentou ontem tenha sido inferior ao Braga de titularíssimos que jogava ontem um dos jogos mais importantes da época. Há uma descompensação na defesa em que o Lucho faz uma falta relativamente escusada e surge o 1º golo, sem fluxo atacante do Braga que justificasse minimamente o brinde do Danilo.

E o 2º golo segue a mesma linha, com uma agravante, parece-me que a posição do Éder é, no MÍNIMO, muito discutível. A Sport TV absteve-se de usar a linha de fora-de-jogo. Cada vez mais parece que ando a pagar a Benfica TV versão ZON.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Daniel,

A gestão do FCP não pode nunca estar pendente do que os rivais façam, era o que mais faltava. A mim dá-me igual que o Benfica ganhe a Taça e a Taça da Liga se na Europa continua a mendigar e perder o campeonato.

A Taça da Liga é uma competição a que nunca deveriamos dar a mais minima importância, ganhe o Benfica 4, 10 ou 100. É uma prova inconsequente, que só complica o calendário e a gestão física de um plantel e que vale absolutamente zero em termos financeiros e de prestigio internacional.

Filipa Moreira disse...

A alegria do anti Vitor Pereira... tanto tempo há espera deste momento! O Braga nao poupou para a champions porque o seu destino já está traçado, QUARTO LUGAR DO GRUPO! O Braga nao poupou para a champions porque perdeu no domingo contra o FCPOrto do Vitor Pereira!!!
Até há expulsão o jogo estava a correr de feição, concordo que o treinador errou quando tirou Fernando e deixou o Castro amarelado, ou como demorou a meter o Moutinho...Mas é incrivel como aproveitam o momento para bater no homem, parece que torceram pela vitória do Braga...dasse!
Terça feira o jogo é importantissimo, está dinheiro em jogo, e se calhar a diferença entre jogarmos com o Barcelona ou o celtic nos oitavos.

Dragus Invictus disse...

Boa tarde,

Tínhamos uma pedra enorme no trilho, que teríamos de mover para continuar o percurso rumo à final da Taça de Portugal, não conseguimos, e pela segunda época consecutiva, vemos a final por um canudo, desta vez não de Coimbra mas de Braga.
Na antevisão ao jogo tinha dito que a incógnita para o jogo de hoje era saber até que ponto VP estaria disposto a arriscar, fazendo a gestão do plantel, um pouco à semelhança da eliminatória anterior, na qual venceu e convenceu na Madeira diante do Nacional. Todavia na minha opinião, a valia do Braga não permitiria grandes mexidas, sob pena de entregarmos o ouro ao bandido, e assim foi.

Fica a lição para o futuro. O nosso miolo tem de jogar sempre com Lucho ou Moutinho. São estes dois atletas que tem capacidade técnica e táctica para pensar e delinear o jogo.
A rotação deve ser feita, mas com astúcia.

Abraço e bom fim de semana

Paulo

pronunciadodragao.blogspot.pt

DC disse...

ele não é elogiadíssimo em Espanha, pode ser apreciado no Gijón, mas não estamos propriamente a falar dum colosso, pois não?

Anónimo disse...

Há quanto tempo a malta deste blogue não tinha uma alegria destas, para poder discorrer à vontade com as suas teorias que estavam na gaveta so long... APROVEITEM!!

Anónimo disse...

Tudo bem meus amigos... Salvador ficou contente !!! perdeu no Campeonato (onde nunca chegaria!), e ganhou na Taça...
A equipe foi de vespera ( a Braga !!) e ficou no Hotel (do Salvador!!)
Porreiro pá... como dizia o outro!!!

Pereirinha-GAIA

Bruno Guedes disse...

Disse e acreditava que mudar meia equipa seria do imaginario do jornal lá de baixo ou então estaria tudo louco no Dragão. Afinal está mesmo tudo louco no Dragão ou então devido á birra com a FPF relativamente ao caso Paulo Bento o JNPC mandou o VP jogar com aquele 11, não que ache que tenham lugar no plantel pois acho que tirando o Kleber os outros 5 têm lugar no plantel não podem jogar é ao mesmo tempo pois qualquer equipa que faça aquilo que o FCP fez perde se jogar contra uma equipa Forte. Não me digam que se o Barça for ao At de Madrid sem Iniesta, Messi, Xavi, Dani Alves, Pedro e Alba que ganha o jogo pois não o ganha. Nem se o Real for ao Valência sem Alonso, Arbeloa, Marcelo, Kedira, Ronaldo e Higuain ganha. Falei dos seis da mesma posição que os nossos. Agora se for ao Celta se calhar ganha como nós ganhamos ao Nacional agora para Braga nem pensar nisso. Dizer que foi a expulsão ou o estupido golo na própria baliza não. Nós ontem jogamos zero com aquele onze, o Braga como qualquer outra equipa tem medo das camisolas.
Fui ao estádio e tenho a opinião que jogamos com 10 kLEBER É UM A MENOS), aliás se advinha-se que esta seria a equipa não teria ido. Acho uma falta de respeito o que fizeram, não mostraram respeito pelos adeptos que se deslocaram num dia de semana a Braga como também não tiveram respeito pelo madversário. Seis titulares foi demais e não é assim que se faz gestão de plantel. O FCP com a equipa titular ao intervalo arrumava com eles e a segunda parte seria um mero treino pois o Braga estava muito desmoralizado e com o golo logo sofrido foram muito abaixo, na 2 parte nem sequer existimos. Foi mau demais, com nove mas com Lucho e Moutinho tivemos as 2 melhores oportunidades do jogo e o resto é conversa.
E depois a História de poupar é uma treta pois das duas uma se o VP queria poupar então quando o braga fez o 2-1 ele queria perder pois ao empatarmos teriamos mais meia hora e ainda por cima com 9, mais uma vez lamento aquilo que o FCP fez e
não ponho as culpas no VP pois alguém lhe deveria ter alertado para isso. A única hipotese agora é remediar isto não perdendo em Paris assegurando o 1º lugar do grupo e esperar um bom sorteio ( Ainda nos sai o Real Madrid), que nos possibilite chegar aos quartos de final o que daria um excelente encaixe financeiro, Temo é que se sai um tubarão o JNPC em Janeiro venda o James ou o Moutinho. Estou com o feeling que c«vai ser issi que vai acontecer.
Para terminar que já vai longo
18 milhões pelo Danilo quer tenha sido luvas ou outras coisas é gozar com os Sócios eu estou para ver no que isto vai dar. Este negócio espero que não mas ainda vai dar muita tinta e muita discussão.
As contas do FCP e não sou economista começam a preocupar me e muito mas mesmo muito.

Cumprimentos

Duarte disse...

Certo, José Correia e evidentemente que VP tem estado a cumprir esta época com os objectivos mais prementes. No entanto, foi também VP que disse publicamente que prefere planteis curtos e foi VP que dispensou - e nenhuma teoria conspirativa me demoverá desta ideia - alguns jogadores que dariam jeito.

Desresponsabilizar VP pela construção do plantel é, inclusivamente, tirar-lhe o mérito pelas vitórias, porque eu (e não interprete isto como uma crítica a si, longe disso) em maniqueísmos não alinho: para mim não vale dizer que o que é bom se deve a Vítor Pereira e o que é mau se deve à SAD. Se é a só a SAD que faz o plantel, se foi só a SAD que escolheu - como já ouvi dizer - o onze para abordar a Taça, então é também só da SAD o mérito pelas coisas boas.

Duarte disse...

O Celtic, o Galatasaray,o Valência e até talvez o Milan. Claro que este ano os "segundos" estão mais fortes, mas continua a ser preferível, em princípio, terminar em primeiro.

Luís Negroni disse...

Preferia ganhar em Braga e perder em Paris do que o inverso. Esta e´poca, ficar em 1º ou em 2º na CL, vai dar mais ou menos ao mesmo, vai ser tudo uma questa~o de mais ou menos sorte no alinhamento dos oitavos de final. Podemos ser primeiros e sair-nos o Real Madrid e ser segundos e sair-nos o Shaktar Donetsk. Por isso na~o da´ para entender nem aceitar esta gesta~o do iluminado VP, para um jogo que era uma espe´cie de final antecipada, fora, de uma prova a eliminar onde ja´ na e´poca passada tinhamos estado muito mal. E digo iluminado, porque s´o um iluminado tiraria de campo o Fernando - que estava a ser a peça mais essencial do Porto, naquele contexto, naquele momento - ainda por cima para entrar Lucho em vez de Moutinho e deixando ficar em campo um amarelado e desamparado Castro `a merce^ da fu´ria disciplinar do Olara´pio Benfiquença.

So´ de uma coisa VP na~o teve culpa: Da paragem cerebral de Danilo num autogolo digno dos apanhados. De resto(99%), a derrota e´ totalmente responsabilidade dele.

VP na~o respeitou o Braga nem a TP porque na~o e´ sensato. Mas VP tem raza~o numa coisa; As vito´rias (do Porto) devem-se aos (seus) jogadores (apesar dele). E as derrotas devem-se a ele, todas (apesar dos jogadores). E estou convencido de que esta gesta~o vai valer zero porque o Porto vai perder a Paris.

HULK 11M disse...

A proposito das "poupancas" e da importancia do jogo de Paris, no Expresso on-line de hoje diz-se que se o FCP obtiver o primeiro lugar no grupo sera a primeira vez que uma equipa portuguesa o consegue!
Ora eu tenho ideia que o FCP ja venceu a fase de grupos, com Antonio Oliveira a treinador e numa epoca em que fomos vencer a Italia o AC Milan.
Alguem pode confirmar, ou nao?
Obrigado

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Eu não faço reparos à estratégia do VP, aliás acho que escolheu bem a equipa.
O meu reparo vai para a estratégia dos incidentes.
Como diz o VP a sorte dá muito trabalho e já agora deverá dar esperteza, quero eu dizer como já o escrevi várias vezes o VP parece que não percebe o sistema.
Colocou-se a jeito várias vezes e como diz o ditado tantas vezes vai o cântaro à fonte até que quebra.
Sistematicamente com árbitros que se percebe ao que vão não se pode dar o flanco.
Quando víamos uma equipa (Braga) a simular sucessivamente faltas e o árbitro a colaborar o VP deveria ter substituído o ML e o Castro quase de imediato ao levarem amarelo.
Não escrevo isto hoje, mas desde o início da época que venho a falar sobre o tema só espero que tenha aprendido.
Já agora comparem os comentários há incidências do jogo do RM pelos mesmos artistas e comparem aos jogos do FCP.
VP abra os olhos e deixe de se por a jeito.
Nota: para uma equipa tão profissional parece que não têm os relatórios dos apaniguados do mafioso do nomeador VP (lagarto)
Cumprimentos

Anónimo disse...

Pelo que percebi da notícia, o que querem dizer é que esta seria a primeira equipa portuguesa a "vencer" a Fase de Grupos, sendo a equipa com mais pontos entre todas as que participam nesta fase (já que o FCP é a única equipa a poder fazer 16 pontos, em caso de vitória), não que seria a primeira equipa portuguesa a ganhar o primeiro lugar do seu grupo.

Ricardo S.

Anónimo disse...

Em adenda ao meu post anterior, e segundo a Wikipédia, em 1996/1997 fizemos 16 pontos a par da Juventus, que "venceu" a Fase no Goal Diference (+10 para a Juve - 11m/1s, +8 para o FCP - 12m/4s).

Ricardo S.

Duarte disse...

Para além de ter sido primeiro com Oliveira, foi primeiro duas vezes com Jesualdo, em 2007/2008 e 2008/2009.

littbarski disse...

Fizemos 16 pontos e a seguir levámos 4 em Manchester e fomos à vidinha... Esta é daquelas coisas que não interessa absolutamente nada (a não ser pelo prémio monetário que os pontos trazem e a eventual vantagem, está época não garantida, que o primeiro lugar do grupo traz para o sorteio da fase a eliminar) e até pode ser contraproducente, uma vez que pode criar a ilusão de sermos melhores do que aquilo que efectivamente somos (esta pode ser, aliás, a única vantagem da derrota em Braga: manter os pezinhos bem assentes no chão). O Porto campeão europeu de Mourinho fez 11 pontos e ficou em segundo lugar do grupo, atrás do Real Madrid. E a seguir eliminou o Manchester United e... enfim, o resto da história todos sabemos.

José Rodrigues disse...

J. Correia disse: "A forma como ele meteu o pé à bola no auto-golo de hoje foi um misto de irresponsabilidade e displicência. Por tudo isto, não me surpreende a reacção dos companheiros de equipa. Eu faria o mesmo."

Esta' mal :-)

E' *precisamente* nestas ocasioes (as mas) que mais da' jeito o espirito de grupo, lideranca e camaradagem. Ja' passei muitas vezes por esta situacao a jogar futebol e andebol (algumas em q fui a fazer a borrada, muitas outras colegas) e nestas situacoes INDEPENDENTEMENTE do q passa pela cabeca ha' q recuperar a moral da equipa e em particular do jogador em questao, ate' pq estavamos empatados e ainda faltavam 10 minutos pela frente em q dava jeito ter um colega (Danilo) concentrado.

NAQUELE MOMENTO o minimo q se pedia era uma palmada nas costas, e/ou dizer algo do genero "deixa la', acontece, agora esquece e vamos la' marcar um golo", mesmo q por dentro pensasse "mas q grande merda q fizeste, murcao".