sexta-feira, 2 de novembro de 2012

Um fim-de-semana em pleno



Nada mais saboroso. Foi de barriga cheia que o FC Porto mandou os seus adeptos para fim-de-semana depois aviar o Marítimo com cinco golos sem resposta. Uma exibição de grande qualidade onde Jackson – pois, claro – e James Rodriguez bisaram, coroando boas prestações ao longo de todo o encontro. Pinceladas individuais a dar brilho à força do colectivo, essa sim, a maior estrela da noite. Tudo “quase” perfeito, não fossem as arreliantes lesões.

E que melhor encanto quando um jogo começa com golos? Ritmado e forte, a equipa azul e branca pautou o seu jogo sem disposição para dar tréguas ao seu adversário. O conjunto insular pouco resistiu e sucumbiu. Em quatro minutos Jackson Martinez fez a rede dançar finalizando um sublime ensaio colectivo. O primeiro de muitos. De trás para frente Moutinho trouxe o esférico até James até o delegar ao testemunho final. Um rendilhado fantástico que resultou numa fabuloso golo.

O Marítimo organizava-se em linha no seu reduto defensivo. Ensaiava a tentativa de deslocação dos avançados portistas mas, invariavelmente, via-se quinado da sua própria estratégia e pela velocidade elevada que a nossa equipa imprimia. Entre foras-de-jogo na nesga e outros que nem o foram o avolumar do marcador pressentia-se próximo. E assim foi, para lá da meia hora de jogo, num pontapé certeiro – é que pontapé – de Varela.

Um momento de felicidade que contrastava com a agonia dupla vivida momentos antes. Em cinco minutos Vítor Pereira viu-se privado de Fernando e Maicon com mazelas que geram incógnita na deslocação a Kiev. Resquícios de problemas passados ou algo novo, não se sabe ao certo. Factual é este número exagerado de condicionamentos físicos e aquele relvado que levanta a cada embrulhar de jogadores e que nada contribuiu à boa saúde das suas articulações.

A 2ª parte trouxe mais problemas destes com Helton e Lucho metidos ao “barulho”, mas felizmente também nos deu mais do bom futebol que nos primeiros 45 minutos já se observara. Jackson voltou a engordar a sua conta pessoal e a cimentar a liderança dos melhores marcadores da Liga. Em ritmo colombiano James fez mais dois, completando uma mão cheia de golos o entusiasmo com que o bicampeão nacional trilhava o seu jogo.

Ao sentimento do dever cumprido juntou-se o consolo de uma exibição conseguida. Um encontro que agradou a todos – jogadores e adeptos -, porque tudo se torna mais fácil quando se joga futebol com paixão e sem rendilhados. Este grupo alimenta-se do colectivo onde o potencial individualista de Hulk parece já pertencer a um sonho que quase ninguém lembra. Agora não será melhor, nem pior. É apenas diferente. E que bom é o FC Porto rapidamente ter sabido encontrar esse caminho.

30 comentários:

José Correia disse...

"Tínhamos uma relva de alto nível, neste momento temos uma relva tenrinha, que levanta muito. Vamos ver se ganha consistência"
Vítor Pereira

José Correia disse...

Não sei qual foi a influência da relva nas quatro lesões de jogadores portistas - Fernando, Maicon, Helton, Lucho -, mas é inadmissível o estado lastimável em que se encontra o relvado do Estádio do Dragão.

José Correia disse...

Não sei o que é mais notável, se o Jackson Martinez ir no 7º jogo consecutivo a marcar para o campeonato, ou o facto do Varela ir no 3º jogo consecutivo a marcar.
E que golaço marcou o Varela neste jogo!

José Correia disse...

No início de Setembro, o FC Porto foi "obrigado" a prescindir do Hulk, em troca de 40 milhões de euros.

Ora, o maior elogio que se pode fazer ao treinador e aos jogadores que cá ficaram, é que dois meses depois já quase ninguém fala na falta daquele que foi o jogador mais marcante do campeonato português nas últimas 4 épocas.

P. Ungaro disse...

Boas ,

Ha jogos imaculados e hoje foi um deles ... o FCP esteve a altíssimo nivel quer em termos individuais quer em termos colectivos. Apesar dos comentarios do costume do freitas lobo e os comentadores do regime que insistem em menosprezar as vitorias do PORTO justificando, neste caso, com o Marítimo mais "macio" o Porto deu o mote para o jogo da champions.
Para mim e sou suspeito, melhor jogador foi o Varela, ao contrario de muitos portistas considero o Silvestre Varela um grande jogador e a demonstração disso foi mais um excelente golo. Não tenho memoria curta e se bem se lembram na epoca do libras boas o Varela esteve em excelente nivel, provavelmente ofuscado por dois foras de serie como o Falcao e o Incrivel ...
Resumindo e concluindo ... Muito, mas muito Bom !!!!

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

José Correia disse...

«As lesões de Helton (mialgia na coxa direita), Maicon (entorse no tornozelo direito), Fernando (mialgia no músculo adutor direito) e Lucho González (contusão no compartimento interno joelho esquerdo), todas sofridas durante o jogo com o Marítimo, serão motivo de reavaliação.»
in www.fcporto.pt

Pedro disse...

Óptimo, óptimo espectáculo, com resultado agradável mas secundário, foi sobretudo a qualidade de jogo a destacar-se e a encher-me as medidas.
Mais alguns jogos assim, e nao é necessário promoçoes para chamar adeptos ao estádio.
Só uma palavra especial para Varela que esteve novamente muito bem, consegue dar profundidade, presença na área e marcar golos (algo muito importante sobretudo porque a equipa tem poucos médios capazes de fazer golos) e que muitas vezes tem uma relaçao difícil com os adeptos, talvez pelo seu tipo de jogo, mas que ao longo do seu percurso no clube tem-se revelado, quase sempre, bastante útil.
Cumps

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

caríssimas(os),

esta noite fomos capazes de superar (mais) uma daquelas equipas "mete nojo", com uma exibição digna, consistente e capaz de ter brindado os ilhéus lá da pérola do Atlântico com um 'bailinho' que tão cedo não se esquecerão ;)

os meus três únicos lamentos vão para as outras tantas lesões de Helton, de Maicon e de Fernando, que certamente condicionarão a ida a Kiev...

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

(muito) más novidades que não auguram uma rápida recuperação para Kiev...

Anónimo disse...

Para quem criticou o Vítor Pereira têm a aqui a resposta às suas criticas. Tudo têm o seu tempo. Se ele sozinho lidou com a complicação pós Villasboas caracterizada por falta de profissionalismo de atletas que já foram devidamente encaminhados, cuja complicação só começou a acalmar com a vinda do Lucho, que é fundamental para o segurar no comando técnico do Porto, neste momento temos equipa (EQUIPA). Segurou o balneário na época passada , consegui um título já longe e este ano têm sido sempre a subir.

Rui Domingos

PS: Dei a minha opinião sobre a questão Vítor Pereira num texto publicado aqui.

José Correia disse...

"Há que lamentar as lesões que tivemos neste jogo, espero que eles recuperem o mais cedo possível. O relvado está complicado a levantar"
Varela

José Correia disse...

"O relvado não está como estamos a vê-lo habitualmente, mas vamos esperar que o Maicon, o Fernando e o Lucho possam recuperar rapidamente"
Jackson Martínez

Louro disse...

Grandioso jogo do nosso clube, com muitas palmas do pouco publico presente - apenas 27 mil contra a crise!
A relva está uma lástima e algumas lesões são inevitáveis.
Temos de ir com calma , este ano a atitude e a dinâmica são diferentes mas, curiosamente temos os mesmos pontos, os mesmos golos marcados e sofridos que na época transacta!
Foi uma noite mágica!

Pedro disse...

Depois de 2 relvados excelentes que nos garantiam excelentes condições sempre... eis que nos sai na rifa um relvado miserável. E que a julgar por experiências passadas não vai melhorar.

Um problema a rever, a atrapalhar uma equipa que jogou bom futebol e que pasme-se, entrou com tudo no jogo. Que diferença para a época passada.

Anónimo disse...

Ou seja, só mostra que o VP é um fraquissimo tecnico e condutor de homens... pois eu também estou em parte de acordo consigo... quando chegou o LUCHO.

Tenho a certeza que o LUCHO entende mais de futebol, tatica de comando e liderança a dormir do que o VP completamente acordado e injectado de super poderes.

Mas hoje é de dar os parabéns ao homem...como por acaso já dei para ai umas 4 ou 5 vezes desde que ele tomou o comando da equipa há mais de um ano.

Anónimo disse...

"No passado tivemos sempre no minimo bons treinadores; neste momento temos um péssimo treinador; vamos ver se desta que passa a mauzinho"
Anti-Vitor Pereira como treinador do nosso FCP

Anónimo disse...

Será que a crise de tesouraria não ficou totalmente resolvida com as vendas de Hulk e Paito... e não dinheiro para a manutenção do relvado... mais a sério... sem dúvida que está uma vergonha e normalmente são as equipas com mais recursos tecnicos que são as mais prejudicadas.

Anónimo disse...

Sem dúvida o Varela...uns dias dá este show e amanhã não se sabe onde anda.

Anónimo disse...

Opiniões. Para mim e sempre e já o defendia desde a época do Villa dá de Boas que os jogadores mais importantes e mais valiosos do FCP eram pela seguinte ordem: FALCAO; J.MOUTINHO e só depois HULK. De tal forma que sempre achei que mais de 30M pelo HULK era um bom valor. Agora nem queria acreditar quando o FALCAO saiu e ainda por cima só rendeu 20M. E sem esquecer que a equipa antigamente não jogava como equipa mas sim estava á espera que HULK engata-se uma jogada; logo só tinham que melhorar como equipa...opiniões.

Anónimo disse...

Um relvado em mau estado que ajudou a deixar 4 unidades fundamentais em mau estado. Como é possivel a direcção deixar chegar o relvado aquelas condições. Amadorismo!!!

Snob disse...

O porto este ano tem tido poucas pessoas no estadio comparado com epocas passadas 27milpessoas é muito pouco para um FCP.
Quanto ao jogo para mim foi o melhor desta epoca.
Para terça em Kiev é chamar quinones e rolando para fazer face as possiveis lesoes.
Se alex sandro recuperar ainda melhor.
helton deve recuperar, as grandes duvidas seram maicon e fernando.

Porto contratou e ganhou a corrida ao slb por Seri um medio defensivo costa marfinense(internacional) de 21 anos 1m65cm..é possivel q comece a jogar na equipa b.

Fala.se tb q Caballero e Pajoy vêm em janeiro para dragao.
Trata.se de um avançado e de um extremo esquerdo.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Exibição inteligente, agradável e com momentos de alto nível. Bons e muitos golos, num jogo pouco exigente, face à incapacidade do adversário que se tornou presa fácil e não complicou absolutamente nada.

Destaque para o colectivismo evidenciado onde os talentos de Moutinho, James, Jackson, Lucho (estes mais), mas também de Varela, Defour, Danilo... foram emergindo e desequilibrando.

Nota negativa apenas para o estado deplorável do relvado, cada vez mais mal tratado e perigoso, responsável, desta vez, por 3 lesões que obrigaram as substituições de Fernando, Maicon e Helton. Falta saber se são recuperáveis para Terça-feira.

Um abraço

HULK 11M disse...

Na conferência de imprensa, no final do jogo de ontem, Vítor Pereira teve a humildade de dar razão aos seus críticos.
Disse que estava no seu processo de aprendizagem e reconheceu erros cometidos em diversas áreas, entre as quais a motivacional.
Parabéns Vítor Pereira. Espero que venha a ser o grande treinador que o FCP precisa nos próximos 20 anos!
Assinado: portista crítico de Vítor Pereira

Sansoni7 disse...

Abolutamente de acordo
Há dar mérito a quem o merece.
Cumprs
Augusto

Sansoni7 disse...

Absolutamente de acordo; há que dar mérito a quem o merece.
Cumprs
Augusto

João disse...

Finalmente, e reconheço-o sem qualquer tipo de problemas, passada quase época e meia, finalmente um jogo minimamente decente para o campeonato. Com fio de jogo, jogadas estruturadas, dinâmicas entre sectores, sem nunca baixar demasiado. Se isto foi permitido por uma completa inoperância do Marítimo, é um facto (as marcações ao Jackson ao longo de todo o jogo roçam o anedótico) mas a verdade é que por norma, nem isso conseguíamos. Jogamos contra adversários miseráveis como o Vitória esta época e só hoje posso dizer que vi alguma coisa que se parecesse com futebol.

Exibição de muito bom nível de quase todos os jogadores, pena Moutinho só ter chegado ao estádio na 2ª parte e o Lucho continuar sem aparecer desde que aterrou no Sá Carneiro. Alguém devia chamar a PJ, começa a ser um caso de polícia. Agora é esperar que as lesões sejam debeladas para Kiev e se for para jogar metade disto contra a equipa da Floribela, chega e sobra.

Rui Faria disse...

O relvado estava em más condições para ambas as equipas. No entanto, só os jogadores do FC Porto se lesionaram. Por que terá sido?

Se calhar, é melhor o plantel portista tirar o curso intensivo na Madeira denominado "Como sobreviver a hora e meia no relvado do Dragão sem se lesionar nenhum jogador".

Quem são os responsáveis por esta situação? Há algum?

Relembremos:
«O tempo de vida do relvado e a oportunidade, com os dividendos do concerto dos Cold Play a custearem a intervenção, levam o F. C. Porto a trocar a relva e a dotar-se de um novo tapete para a próxima época.

Trata-se de uma operação cosmética que foi devidamente integrada no calendário desportivo. Aproveitando o interregno competitivo, a relva do Dragão será mudada durante este defeso.

A operação consistiu na remoção e substituição do relvado existente e de uma camada de subsolo de 8 cm de espessura.

O novo tapete poderá ser utilizado nos próximos sete ou oito anos.


Benfica do Ribatejo, Almeirim, 25 jun (Lusa) -- Uma empresa de Benfica do Ribatejo, no concelho de Almeirim, está a apostar no arrelvamento de campos de futebol, como o do estádio do Dragão, no Porto, como forma de dar visibilidade ao negócio.

A nova relva do estádio do Dragão começa a sair na madrugada de terça-feira dos viveiros da Vasverde, empresa que produz relva verde em tapete, em Benfica do Ribatejo.

Dos viveiros da Vasverde vão sair, nas próximas três madrugadas, um total de 14 camiões frigoríficos com os 7.500 a 10.000 metros quadrados de relva necessários para relvar o estádio do Futebol Clube do Porto, disse hoje à agência Lusa a presidente da empresa.»

Rui Faria disse...

Em 2009, colocação do impecável relvado que tínhamos:

«Cinco anos de vida foi o tempo de duração do relvado do Estádio do Dragão. Hoje começa a ser substituído, numa obra a cargo da empresa britânica "Support in Sport" (SIS), responsável pela colocação do anterior tapete, em 2004. Este, recorde-se, havia substituído o primeiro relvado do recinto (em 2003), que teve um curtíssimo período de vida devido aos imensos problemas que registou.

Os custos da substituição do relvado, orçados em mais de cem mil euros, são da responsabilidade da organização da "Race of Champions", a prova automobilística recentemente realizada no Dragão, conforme o acordo estabelecido com o FC Porto. Depois dos automóveis, o recinto recebeu ainda o Festival Panda.

A mudança de tapete não afecta em nada a pré-época dos tetracampeões. Tudo porque se trata de uma operação relativamente rápida: a substituição propriamente dita não demora mais do que alguns dias. Os rolos de relva serão transportados desde a Alemanha em camiões frigoríficos e facilmente ganharão aderência ao piso. É necessário esperar apenas alguns dias para o relvado poder ser pisado. A estreia está marcada para o dia 18 de Julho, no jogo com o Mónaco, de apresentação aos sócios. Será um primeiro teste ao relvado, procedendo-se a ajustamentos se for caso disso, de maneira a que tudo esteja pronto no início do campeonato.»

Empresas diferentes colocaram relvados diferentes. Agora cada um que tire as suas conclusões.

Anónimo disse...

Mas HULK ele pode ter tido a humildade; mas na verdade o FC PORTO não é clubezeco qualquer para servir de campo de treinos e de escola para aprendizes de Treinador, principalmente tendo a equipa profissional do clube como seu laboratório. É verdade que ele de certeza não apontou uma pistola a ninguèm para assumir um cargo de tamanha responsabilidade. Mas para isso é que existem equipas de menor dimensão para os treinadores ainda ou mediocres iniciarem as suas carreiras; mas o FCP não faz parte desse grupo. Portanto quando ele vier a ser um grande treinador (não sei se será) que apareça.
É que no seu processo de aprendizagem e experiencias o VP, mesmo conseguindo ao nivel desportivo ganhar a Liga (sem o nosso presidente á frente nem no meio da tabela tinhamos ficado); tem conseguido delapidar o FCP de muitos milhões de euros; através da constante e gritante desvalorização dos passes de grande parte dos jogadores e afastando os adeptos do estádio.

Anónimo disse...

No ano passado houve vários jogos com menos de 27000 pessoas.