segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Cuidado com o Lobo (e com os meninos da SPORT TV)


Rui Orlando é jornalista e responsável pela delegação do Porto da SPORT TV.
Luís Freitas Lobo é um conhecido “especialista em futebol”, projetado para a ribalta na RTP Porto onde, segundo consta, colaborou a convite de Carlos Daniel. Atualmente trabalha como comentador na SPORT TV, sendo também colaborador do semanário Expresso.

Os adeptos portistas mais atentos, que aguentam ver os jogos do FC Porto na SPORT TV sem desligarem o som, já estão habituados à forma enviesada como estes dois senhores relatam e/ou comentam os jogos que envolvem os dragões e, principalmente, como comentam lances polémicos. Daí, que não seja de estranhar a “forma isenta” como, durante o jogo FC Porto x Moreirense, analisaram dois lances (pseudo) duvidosos que ocorreram nas áreas das duas equipas.

Eu estive a rever atentamente o jogo (para além de não ter a benfica TV na grelha de canais, outra das vantagens de ser cliente da ZON é poder usar o serviço Timewarp e rever programas dos últimos 7 dias) e, para quem não teve a possibilidade de ver, reproduzo a seguir o que estes dois senhores disseram.

----------

Minuto 57:44
Após um centro da esquerda, Pablo Oliveira (Moreirense) remata fortíssimo contra Alex Sandro (FC Porto).

[Rui Orlando]: Remate de Paulinho… não, de Pablo Oliveira…

Nota importante: Em velocidade corrida, nem Rui Orlando, nem Luís Freitas Lobo viram nada de anormal. Mas não foram os únicos. Não há um único jogador do Moreirense que esboce qualquer protesto.

Minuto 58:22
A SPORT TV repete o lance em camara lenta.

[Rui Orlando]: Revemos aqui o remate de Pablo Oliveira. O jogador do Porto Alex Sandro colocando a bola… as mãos à frente, à frente do rosto, acaba por jogar a bola com a mão.

[Luís Freitas Lobo]: Exacto. O remate é muito perto, é forte, mas ele joga a bola com a mão. O árbitro aqui podia ter marcado penalty.

Como? Penalty?!!! Um jogador protege-se de um remate à queima-roupa e isso é penalty?

Minuto 59:04
Como se trata de um lance polémico na área do FC Porto, o realizador da SPORT TV insiste e repete o lance uma 2ª vez.

[Rui Orlando]: Era grande penalidade. Aqui percebe-se com clareza, não pode fazer aquele movimento com as mãos o jogador do FC Porto.

Fantástico! Em velocidade corrida Rui Orlando não viu nada de anormal; na primeira repetição viu que o Alex Sandro colocou as mãos à frente do rosto; e à terceira já tem a certeza que era grande penalidade. Isto é que é um artista… perdão, jornalista sério e competente.

----------

Minuto 72:20
Alex Sandro entra na área do Moreirense com a bola controlada, leva um pontapé de um defesa do Moreirense e, em vez de se atirar imediatamente para o relvado, tenta continuar o lance, mas não consegue, desequilibra-se e cai.

[Rui Orlando]: Alex Sandro, arranca Alex Sandro, depois desequilibra-se… fica a olhar para o árbitro…

Nota: Em velocidade corrida, o jornalista da SPORT TV não viu que o Alex Sandro levou um pontapé mas, pelo menos, viu que ele caiu. Vá lá, já não é mau…

Minuto 72:52
A SPORT TV repete o lance.

[Rui Orlando]: E aqui… Alex Sandro acaba por se desequilibrar. Tenta fugir à chegada do adversário…

É incrível como nem em câmara lenta o jornalista da SPORT TV viu o óbvio, isto é, que o Alex Sandro se desequilibrou e caiu porque levou um pontapé do defesa do Moreirense.

[Luís Freitas Lobo]: Sim, ele leva um toque primeiro, depois tenta-se reequilibrar, não consegue e cai, mas ele leva um toque primeiro.

Após uns instantes de silêncio comprometedor…

[Rui Orlando]: Se leva…

[Luís Freitas Lobo]: Sim, parece-me. A ideia que me dá no primeiro lance é que ele leva ali um toque, depois desequilibra-se e cai. Tenta prosseguir a jogada, mas não é fácil, de facto, para o árbitro analisar a jogada.

----------

Digam lá se estes diálogos não são deliciosos…
Vejam como as certezas acerca do lance ocorrido ao minuto 57:44, dão lugar às omissões, silêncios, dúvidas e beneficio para o árbitro quando, os mesmos dois elementos ao serviço da SPORT TV, são forçados a comentar o lance ocorrido ao minuto 72:20 na área do Moreirense.

No final do jogo, cavalgando a “onda SPORT TV”, lá veio o triste treinador do Moreirense queixar-se que ficou um penalty por assinalar a favor da sua equipa.
E, como era mais do que previsível, no dia seguinte este “facto” fez parte dos títulos, ou subtítulos, escolhidos pela A Bola, Record e Correio da Manhã.

E é assim, com origem nas transmissões da SPORT TV e nos comentários de senhores como Rui Orlando e Luís Freitas Lobo, que se faz “jornalismo desportivo sério” em Portugal.

37 comentários:

KOSTA DE ALHABAITE disse...

Sinceramente estou farto de ser bom rapaz: estas coisas, estes indivíduos, só merecem um fim idêntico ao Vasconcelos de antanho!

carlosporto disse...

Eu tb dei conta dessa "PARCIALIDADE", aliás, eu já tinha constatado que o "especialista" não era nada isento nos comentários que faz em jogos do FC Porto. Bom exemplo disso foi o 2ºjogo com o Braga, as faltas cometidas pelos jogadores do fcp eram todas gravíssimas, como por exemplo, nos lances dos cartões mostrados ao Fernando e ao Castro.

José Rodrigues disse...

A proposito, nesse jogo e antes de ser substituido o M Lopes cometeu uma falta totalmente banal no meio-campo com o Lobo a repetir 2 ou 3 vezes q o ML tinha escapado a um vermelho (2o amarelo). Pelos vistos toda e qq falta merece cartao, qdo e' cometida por jogadores do FCP...

Enfim, louvo a pachorra do J. Correia em se dar ao trabalho de rever as declaracoes desses dois no ultimo jogo e as transcrever aqui. Pessoalmente acho q ja' nem vale a pena, a dualidade gritante esta' 'a vista de todos sem ser preciso dar exemplos.

Se estes gajos agem assim 100% por conviccao ou por quererem agradar a LFV, nao sei, mas sinceramente e' igual ao litro. Para o raio q os parta.

A ironia e' q ainda ha' lamps q dizem q a Olivedesportos e Sport TV sao pro-FCP. LOL

Mefistófeles disse...

Exactamente, José Correia.
Muito bem observado. Metem nojo aos porcos...
O gozo que tenho é de os ver, ano após ano, a terem que engolir os títulos do FCP.Deve-lhes dar uma azia daquelas.

Zé Luís disse...

O Zé Correia... enfim, dá-lhe para isto. Ó Zé, porque ligas ao Lobo das tácticas e ao génio do Queirós? Isso passa, pá, não te apoquentes. Olha, pensa na forma de quem tem o dever, o direito e a obrigação de desmentir isso, a contra-informação, o contra-golpe, a exposição das porcarias, a denúncia do servilismo. Como? Como é possível, num alinhamento próprio, condenar o servilismo, quando se procura o servilismo em causa própria. Está mal o princípio, desde o princípio. Não há independência. Não há nada. Só porcaria. Eu não ligo puto a isso. Aliás, não tenho Meo porque não admitiria ter a tv dos bimbos e a tv da bolha. Mas não pago sportv nem compro pasquins. Vejo na net todos os jogos que me apetece e só os que quero ver. É um free-tv em vez de pay-tv, até prefiro uma transmissão da Al Jazeera, ao menos não percebo o que dizem. Mas normalmente tenho o som desligado. O som desligado evita-nos contaminações ideológicas. É uma pureza, ver e sentir, não ver e ouvir. Ao ver, cada um vê o que quer. Até me admira que não tenhas pegado no exemplo do génio Queirós, esse verme copmo já to descrevi. Depois, para mim, o futebol é ainda mais do que o FC Porto, é o Futebol. Quando todos o virem assim, assumindo depois as suas preferências, acaba por ser mais racional e menos... estúpido. Da volumetria à idioticemetria não vai uma distância muito grande.

Joaquim Lima disse...

Eu já nem ligo à falta de imparcialidade dos comentários! É da maneira que no fim dos jogos do Porto me dá mais gosto dizer "Inchem aí!"

Anónimo disse...

Viva,

Também reparei nestes dois lances e os comentários que daí surgiram. mas penso que se devem as duas razões:
-em primeiro lugar são dois comentadores que tentam escapar a comentar as arbitragens e daí tentaram no seu subconsciente dizer o que lhes fosse mais favorável dizer
-em segundo lugar hoje em dia, devido ao apito dourado e a desculpas das derrotas benfiquistas que colam, há o hábito de sublinhar quando o porto foi beneficiado e até inventar que foi quando este não é.

DC disse...

E estes não são os piores. Quem ouve o Pedro Henriques quando ouve estes pensa que está a ouvir o Mourinho ou o Guardiola.

É que o Pedro Henriques não sei porquê comenta sempre a liga espanhola e deve ser provavelmente o adepto mais fanático do Real em Portugal. Já não basta ter que ouvir os "ui" "ah" "shi" sempre que o Cristiano pega na bola, ainda temos que levar sempre com as análises dele à arbitragem...

Sempre que posso opto por comentários em inglês ou espanhol para não ter que levar com estes gajos. Pelo menos os da 5LB TV são lampiões assumidos!

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

meu caro José Correia,

é como (bem) refere no início: já não aguento e assisto aos jogos televisionados sem som e a ouvir heavy metal.
(no fundo, sigo as recomendações do saudoso Artur Jorge - que belo programa pude ver, na semana passada, no "grandes adeptos", no Porto Canal e passe a publicidade - mas com a "nuance" da substituição da música (dita) erudita por um outro estilo)

abr@ço
Miguel | Tomo II

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Finalmente que se fala neste tema a política de colagem da SPORTV ao SLB.
Este Lobinho é o tal que dizia e repetia até à exaustão num programa muito antigo da RTPN na época dos tuneis, que falar de arbitragem era para os paineleiros e para quem não apreciava o futebol, como diz o povo diz com quem andas e eu digo quem és.
Eu já fiz muitas reclamações por mail para a SPORTV pela maneira escandalosa como mudaram as agulhas, esse 2 facínoras são sempre escalados para os jogos do FCP no Norte e a regra é sempre a mesma lance duvidoso na área da equipa adversária estão distraídos, lances de entradas violentas dos jogadores adversários também estão distraídos caso um jogador do FCP esteja amarelado à primeira falta pedem logo o 2º amarelo.
Então esse mentecapto do Lobo não sei o que tem contra o Mangala que um simples carga de ombro está a dizer que é uma entrada dura e se for um pouco mais agressivo está a dizer que o Mangala é um bruto, para quem diz que vê tanto futebol internacional como o inglês ou espanhol o (exemplos recentes Atlético Mad – RM ou Manc C – MU) aplicado as mesmas ideias o jogo não chegava ao fim.
O que eu faço é sempre que possível cancelo a SPORTV e vai ser logo a seguir ao jogo Setúbal-FCP, pois que não adianta reclamar (nem me respondem) pois eu acho que isto é uma política administrativa para apaziguar os chifrudos, tornou-se evidente desde aquela reclamação do SLB.
Reclamem e cancelem a assinatura logo a seguir ao jogo do FCP e depois se quiserem reativam no reinício da 1ª liga, pode ser que assim comecem a mudar.
Cumprimentos

José Rodrigues disse...

A mim o q mais me chateia com a Sport TV nao e' os comentarios, com isso posso bem (ate' pq como ja' foi aqui dito se quiser desligo o som).

E' sim o tratamento extremamente selectivo das REPETICOES: lances (potencialmente) a favor do FCP repetem ate' 'a exaustao, mas quando e' ao contrario 'as vezes nem uma repeticao ha'.

Isso sim, e' q me chateia imenso para nao dizer "escandaliza".

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Sinceramente parece-me que quem escreve que já não liga e que não se indigna não percebe o cerne da questão e que pelos seus argumentos o que esses mafiosos pretendem (como a propaganda nazi ou então a Norte Coreana) é que as pessoas achem que o FCP é favorecido criando toda a propensão para os lacaios do nomeador fazerem arbitragens como as de Barcelos ou então a última do Malquerença e até vejo portistas acharem que fomos beneficiados.
É com a fábula aí vem o lobo e quando realmente bem ninguém acredita.
A história já tem barbas quando o FCP é objetivamente prejudicado e nem esses lacaios desmentem os seus argumentos são que o FCP jogo mal e fez-se justiça Divina e o que me revolta é os portistas alinharem nesses argumentos.
Os calimeros e os chifrudos os seus argumentos são precisamente um reflexo disso, caso não possam objetivamente confirmar que são beneficiados os seus argumentos é sempre o canal memória e o apito ou então ainda mais para as calendas.
POR ISSO TUDO ACHO QUE O JOSÉ CORREIA FEZ MUITO BEM FALAR NESTE TEMA
Saudações

Mário Faria disse...

Percebo o Zé Correia, mas acho que está a ser injusto, porque:

1)Temos as leis de jogo que definem quando se deve marcar falta por uso indevido da mão até ao ombro;

2)Termos as NEP (normas de entendimento permanente) da FIFA+UEFA&CIA que alargam esse entendimento e conferem à volumetria um papel destacado para uma melhor definição de mão na bola até ao ombro;

3)Temos a interpretação dos TAP (técnicos portugueses da arbitragem) que alargaram ainda mais o conceito: toda a bola que não seja chutada com o pé ou a cabeça por um jogador do FCP é mão até ao ombro, até prova em contrário. Em caso de dúvida, será sempre marcada falta.

Sendo assim, acho que os comentadores estão a cumprir de forma exemplar e inteligente as melhores normas para o julgamento destes casos.

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Desde o seu aparecimento que a sportv é conotada com o FC Porto, pois eu desde o seu inicio que a acho demasiada anti-potista.
Aliás a conotação no seu inicio foi feita pelas mentes brilhantes da capital que acharam que um tipo que é irmão de um portista também portista deve ser, no entanto e sem ser segredo nenhum, muita gente sabe que o Joaquim Oliveira é sportinguista.
A maioria dos seus funcionários são de lisboa logo...
e para além disso têm sociedade com diversas "entidades" todas elas com ligações à capital do império, posto isto acho que não restam duvidas da linha que conduzo a sportv.
Alias a sportv faz-me lembrar a Impresa do Balsemão. O tipo é um dos fundadores do PSD e já foi o que foi no partido e no país e no entanto quem quiser ouvir dizer mal do PSD, quer quando estão no poder quer quando são oposição (ou seja, sempre) é ver os canais da sic.

Resumindo, nunca fui e se continuarem assim (anti-portista, claramente) nunca serei assinante da sportv.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Mas que volumetria? Que eu saiba o volume do jogador não aumenta com o jogo, e já agora a leia diz jogar a bola "intencionalmente" e o que nós sabemos é que quando é um jogador do FCP é sempre intencional ou então vem este argumento da volumetria.
Eu só vejo em Portugal um jogador abordar o adversário com as mãos atrás das costas e isso se repararem bem é que aumenta a dita volumetria.
A Maria Faria fala tanto nas normas existe uma norma que é a da continuidade do julgamento e na praxis das arbitragens internacionais é gostava que me dissesse quantos casos destes vê marcar nesses jogos.

Neste mesmo jogo existiu uma mão de um jogador do Moreirense que estes "isentos” comentadores estavam a falar do Natal quando passado n minutos o realizador passou a imagens aí foram logo muito rápidos também a julgar lance casual, o cerne da questão é sempre o mesmo venha o mal donde vier quem paga é a minha mulher que neste caso é o FCP.

Para ser mais claro para não existir critérios subjetivos mais vale ir para a política bola na mão é sempre falta e nesse caso só passa a haver uma possibilidade de erro é a da equipa da arbitragem não marcar ou porque não viram ou não quiseram.
Este casos são quase semelhantes como nas entradas de carrinho (exemplo do jogo de Setúbal-SLB aos 7 minutos) foi considerado correta pelos experts a expulsão do jogador do Setúbal, quantos mais lances existiram assim? N , quantos tiveram essa análise? Nenhum (que me lembre mas admito que tenha escapado algum)
Cumprimentos

José Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Lopes disse...

Jose Correia,

Gabo a sua paciencia, que agradeco. Como ja aqui comentei, vejo os jogos do Porto por streaming por viver fora do pais e francamente nao ha coisa melhor, porque nao so nao ha facciosismo como frequentemente apanho bons comentadores que nao tentam demonstrar constantemente os seus conhecimentos com palavreado criativo ao estilo do Freitas Lobo. Contra o Moreirense, apanhei emissao tambem em portugues, mas da RTPI, narrada pelo Alexandre Albuquerque (tudo menos portista). Para que conste, ele comentou que achava que a mao do Alex Sandro nao era penalty, que havia falta sobre o Alex na grande area do Moreirense e que o amarelo ao Mangala podia ter sido vermelho.

Abraco.

José Correia disse...

O Zé Correia... enfim, dá-lhe para isto. Ó Zé, porque ligas ao Lobo das tácticas e ao génio do Queirós?

Porque mexe comigo por dentro;

Porque a parcialidade e o facciosismo institucionalizado contribuem para as "lavagens cerebrais" das pessoas menos informadas;

Porque, desta vez, a coisa foi de tal modo ridícula, que não podia deixar de os denunciar pelos meios (escassos, eu sei) que tenho ao meu alcance.

victor sousa disse...

é exactamente por este constante e longínquo comportamento de gente nada séria, que entre desligar o som, ou cancelar a subscrição, eu optei pela segunda. E voltei ao estádio.
Enquanto este pseudo canal de televisão não procurar gente séria e competente para visionar o futebol, esperam sentados pela minha subscrição.

Anónimo disse...

o Mangala é o "último" ódio de estimação duns putos muito castiços, que se dizem jornalistas.

Anónimo disse...

Ora aí está josé lopes!!
Saudades do futebol na rtp. principalmente em jogos de champions mas não só... havia a cultura do jornalismo. Agora não há sequer a tentativa de difarce, quanto mais de honestidade intelectual.

Juca

José Correia disse...

Miguel, desligar o som ajuda (à saúde mental) mas não resolve todos os problemas.
E um dos problemas decorre do facto da SPORT TV ter o exclusivo das transmissões televisivas e, por via disso, aquilo que é dito pelos jornalistas e comentadores da SPORT TV durante os jogos, acaba por influenciar fortemente a opinião pública (a que estiver menos bem informada e não souber quem eles são).

Abraço

DiLaurentis disse...

Caro José,

Se a opinião pública fosse decisiva para alguma coisa, o FC Porto não tinha ganho os títulos que ganhou nos últimos 30 anos. Os títulos decidem-se no campo os entre jogadores, treinadores, dirigentes e árbitros. E aí, o FC Porto ganha. O resto é folclore. Se o que os 'comentadeiros' e jornalistas vermelhos decidissem alguma coisa, ainda andávamos a comer pó na travessia do deserto. É irrelevante. Isto decide-se onde tem que ser decidido: lá dentro.

Mike o Anti-Nazi. disse...

Não esquecer que na primeira parte houve uma mão na bola do jogador do moreirense dentro da área dele, no qual os comentadores disseram não ser penalti pois a bola tinha sido chutada de muito perto.

De salientar duas coisas:
1º No lance do Alex, a bola foi chutada muito mais perto do que na jogada em que o jogador do moreirense meteu a mão à bola dentro da área dele.

2º Enquanto que o Alex tinha asm maos juntas ao corpo (neste caso a cara), no lance dentro da área do moreirense, o jogador tinha as mão afastada do corpo quando tocou na bola.

Logo, se o do Alex é penaltie, o outro ainda o é mais.

E eu pergunto: porque é que no jogo só se preocuparam com o lance do Alex e não com o outro que seria muito mais penaltie?

Mike o Anti-Nazi. disse...

Esqueci-me de referir no comentário.

Se possível, arranjem a imagem desse lance e coloquem os dois no Youtube para ver realmente a verdade desse jogo.

José Correia disse...

No Record online ao minuto...

60': Moreirense pede penálti por mão de Alex Sandro na área, após remate de Pablo Olivera.

http://www.record.xl.pt/emdireto/?id_game=57113&id_post=1424404

-----

Convido, quem tiver acesso à gravação do jogo, a verificar se as imagens mostram algum jogador do Moreirense a protestar e/ou a solicitar a marcação de um penalty por mão de Alex Sandro.

O Record mente e mente com todos os dentes.

José Correia disse...

Vasco Santos, único árbitro português que faz da arbitragem única ocupação profissional, deixou por marcar uma grande penalidade para o Moreirense no jogo de hoje que decorreu sobre o novo tapete do Dragão. (...) O que sei é que os comentadores da Sport TV não conseguiram dizer a palavra penálti quando comentaram este lance.
Eugénio Queirós
in Record, 08 dezembro de 2012 | 22:46


Para além do jornalista (?) que tratou do Record online ao minuto referente ao FC Porto x Moreirense, cá está outro mentiroso compulsivo que também escreve no Record.
E para o provar basta rever o que foi dito pelo jornalista e comentador da SPORT TV aos minutos 58:22 e 59:04

DiLaurentis disse...

A verdade do jogo é que nos últimas 3 partidas em Portugal, com 3 árbitros diferentes, existiram três lances em que os árbitros, querendo, tinham marcado grande penalidade contra o FC Porto e não marcaram. Isto é muito mais decisivo do que todos as prosas e comentários dos vermelhões de serviço.

Por que vos incomoda tanto se formos beneficiados pelas arbitragens? É para o lado que durmo melhor. Não gosto é de ser prejudicado. Beneficiado ou supostamente beneficiado? Venham de lá os benefícios que não me incomoda nada. Ainda há adeptos portistas que não aceitaram bem o golo do Maicon em fora-de-jogo, no galinheiro na época passada. Ainda hoje têm sentimentos de culpa. Incrível.

Sim, sim. No futebol temos que ser justos, corretos, íntegros, não podemos querer ganhar de qualquer maneira. Pois. Ganhar a roubar? Não. Antes perder um campeonato roubado do que ganhar um, roubando. Sim, sim. Pois, pois.

Tenho a certeza que, antes de 1982, o futebol português era um mar de arbitragens sérias e honestas. Não havia corrupção, nem tráfico de influências. Nada. Tudo limpo. Num dos países mais corruptos do mundo, era precisamente no futebol em que ninguém saberia o que era corrupção. Pois, o árbitro Francisco Silva também não sabia o que era. Nem sabia se era para o jantar ou para o almoço. Os mais antigos devem-se lembrar disto.

Anónimo disse...

Estou como diz o Jose Lopes. Prefiro ver em streaming. Não pago o ordenado a esse tipo de gente(ate gostava que lhes acabasse a fonte...). Andam preocupados com os monopolios e é pena que não apareça concorrencia á sportv.

JOSE LIMA disse...

Caro José Correia
Eu de facto também tenho esse dilema. Gosto muito de ver desporto, nomeadamente Futebol na televisão mas, de há muito tempo para cá, desligo o som.
Como tenho 2 televisões lado-a-lado (para quando quero ver 2 jogos ao mesmo tempo) o som tem que estar mesmo desligado.
Nos programas desportivos é muito mais difícil. Se desligar o som não ouço o que eles dizem e… depois, não posso criticar.
Há comentadores razoáveis, maus, péssimos, etc.
Dia Seguinte: só se aproveita o Guilherme Aguiar. É a única pessoa que sabe do que está a falar. Dias Ferreira é mau, e o lacaio do clube da treta, péssimo.
Prolongamento: não há um que se aproveite. Manuel Serrão em tempos tinha graça. O asno pomposo do Benfica é insuportável, não pára quieto com as mãos e aparece sempre com umas folhinhas sem interesse nenhum. O médico maluco é muito repetitivo, não se compreende o raciocínio.
Trio de Ataque: Miguel Guedes, razoável, Oliveira e Costa, péssimo e Gobern execrável.
SIC – Comentadeiros tipo Jorge Batista a fazer recordar o pior dos “Donos da Bola”
TVI 24 – Nem é bom falar, a começar pelo Manhoso, a bolacha Maria, aquele árbitro que parece o Tim Tim, e o parvalhão do Octávio.
RTP e RTP-Informação - O problema já subsiste há muitos anos. Toda a cambada que anda por lá é constituída por benfiquistas doentes com Carlos Daniel à cabeça.
Por isso caro amigo, ando sempre a saltar de programa para programa o que me provoca uma grande despesas com as pilhas dos comandos…
Abraço

JB disse...

Falta dizer que, além da parcialidade nojenta, o Rui Orlando, como "relatador" de jogos de futebol é de uma nulidade absoluta. Dá para dormir, mesmo com o jogo a decorrer a mil à hora.

Joaquim Lima disse...

Só não concordo consigo em relação ao Trio de Ataque. O Miguel Guedes é um excelente comentador, não ficando nada atrás em relação ao que foi substituir, o Rui Moreira.

Nightwish disse...

Nem mais, ninguém se lembra desse lance porque não é memorável, é um lance normal também.

José Correia disse...

A verdade do jogo é que nos últimas 3 partidas em Portugal, com 3 árbitros diferentes, existiram três lances em que os árbitros, querendo, tinham marcado grande penalidade contra o FC Porto e não marcaram


Dos três lances, só um é que era penalty (o puxão dos calções de Hugo Viana feito por Fernando), os outros são invenções da comunicação social lisboeta.

Mas, já que fala nisso, digo-lhe que preferia que o árbitro (Olegário Benquerença) tivesse assinalado esse penalty, em vez da expulsão muito forçada de Castro, num lance que, se o árbitro fosse o Marco Ferreira (arbitrou o sporting x slb de ontem), nem sequer tinha sido falta.

José Correia disse...

Caro José Lima, já há algum tempo que deixei de ver os programas que referiu ('Trio d'Ataque', 'Dia Seguinte' e 'Prolongamento'). Acho que o nível desses programas é muito baixo e, espremendo tudo o que é lá dito, pouco ou nada se aproveita.

A minha observação/preocupação com os jornalistas, comentadores e realizadores da SPORT TV, deve-se ao facto de serem os "donos" das transmissões televisivas e, por isso, do poder que têm ser maior, nomeadamente em termos de omitir uns casos e destacar outros.

Vou dar um exemplo. Se não fosse a forma dual e pouco isenta com que o jornalista e comentador da SPORT TV analisaram os casos que ocorreram nas áreas do FC Porto e Moreirense, destacando o que lhes convinha e desvalorizando e quase omitindo o resto, de certeza que não teríamos o treinador do Moreirense a queixar-se no final do jogo.

Ou seja, os destaques (repetições e não só) versus omissões dos profissionais da SPORT TV durante as transmissões, propagam-se em cadeia e têm um impacto mediático muito maior do que as análises feitas à posteriori.

Um abraço

José Correia disse...

Os comentários do Luís Freitas Lobo sobre o Mangala irão, mais tarde ou mais cedo, fazer escola e funcionarão como uma forma encapotada de pressão sobre os árbitros (no sentido de o amarelarem e/ou expulsarem mais facilmente).

Qualquer dia, o Mangala terá um estigma semelhante ao do Bruno Alves quando jogava no FC Porto, que raro era o jogo em que não havia vozes a dizer que ele deveria ter sido expulso.

Jorge Ricardo Pinto disse...

José Correia,
Obrigado pela dedicação a este blogue. O seu trabalho é louvável.
Um abraço.