domingo, 16 de dezembro de 2012

Mais um não-assunto

É apenas mais um.

Passou-se ontem, a 25 minutos do fim, no jogo da Luz.

Bola na mão, expulsão e penalty. Golo.
E siga.

"O penalty acaba por ser o momento-chave, mas acontece."
Pois claro que são coisas que acontecem, caro treinador do Marítimo.
É de facto um não-assunto.

E de certeza, certezinha, que o slb iria marcar de qualquer das formas...
Se não fosse com esta ajuda, o "massacre" faria o resto.
"É preciso é árbitros sem vícios", diz também o inteligente.

Eu não dizia que era um não-assunto?

41 comentários:

Anónimo disse...

Têm de se portar bem pra ver se levam com o Kardec em janeiro...

John Billy #32 disse...

O golo em fora de jogo também em um não assunto??
E falar de árbitros não é ridículo e estúpido??

joão disse...

O ranhosito soube queixar-se do árbitro quando jogou com o Porto, mas ontem nem piou. Está bem amestrado pelo presidente-guardanapo, o palhaço.

Anónimo disse...

Aqui são todos muito imparciais. Não interessa falar no golo em fora de jogo.

Miguel Freitas disse...

Quem está a falar em árbitros?! Aqui está-se a falar do treinador do maritimo. O facto de ter começado o jogo com 5! havbituais titulares no banco, incluindo o capitão de equipa, é, obviamente, pura coincidência. Venha o kardec

Bacalhau_com_belgas disse...

A pressão é feita dos dois lados, nas duas Instituicões, pelos dois treinadores, pelos dois presidentes. A história dos dois guarda-redes surtiu efeito, e numa fraccão de segundo o árbitro acusou o toque. O ano passado a campanha dos bloqueios atacantes lancada por Vitor Pereira e secundada por blogues, feissebuques e semelhantes vias de reverberacão também não correu mal. Quanto a clubes amestrados, Benfica e Porto têm cada um o seu stock de aliancas transientes (umas mais que outras). O jogo de xadrez continua, dentro como fora do campo...mais fora do que dentro, até porque a qualidade de jogo das duas equipas está mais inflacionada que os juros da dívida!

Nicolau T disse...

Esta conversa das grandes penalidades, já se estava a ver no que iria dar... É muito fácil "bater" no FCP, uma vez que grande parte da comunicação social pretende e quer, agradar ao maior número de pessoas... Como o Benfica é o clube que mais adeptos tem, então é só somar 1+1.

Tal como em 2009, o Benfica este ano tem de ser campeão, custe o que custar e eu só espero que a estrutura do FCP não esteja a dormir e que se ponha a mexer, porque daqui para a frente a coisa vai ficar cada vez mais difícil...Espero também que na deslocação à Luz os jogadores não sejam "anjinhos" e que não caiam nos truques que vão ser utilizados nos dias antes do jogo e até no próprio estádio... Como portista exijo profissionalismo e cabeça fria aos jogadores do FCP, uma vez que eles são pagos a peso de ouro...

Não vejo que o Benfica tenha melhor equipa ou melhor plantel que o FCP... Vai ser uma luta até ao fim... o sonho seria poder ser campeão no jogo da 2ª volta contra o Benfica..

Cmpts

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Este golo e essa situação tivesse ocorrido no Dragão tinhamos um escandalo nacional, assim tudo normal isto é que é o verdadeiro sistema tanto falatório e deu o que os chifrudos pretendiam e vejam só com um árbito do Porto.
MAIS UMA VEZ PARA QUEM TEM UMA GRAMA DE INTELIGÊNCIA PERCEBE O SISTEMA.

Para esquecer a pouca vergonha do penalti e monstruosidade da expulsão expulsão, passados poucos minutos um jogador corta a bola com o braço (tal situação volumetria) e nada de amarelo isto é a verdadeira coerência.

Já agora cancelei a SPORTV (enviei email) pela escandalosos comentários desse parolo do Pedro Henriques (que parece que passou pelo FCP) e coajuvados pelo jagunço da SPORTV pois ficaram muito chatesdos pelo Proença (por sinal tb chifrudo) ter cancelado o jogo, estavam à espera dum jogo de luta no lamaçal e daí sairem prejuízos para o FCP ou em pontos ou em lesões.

Enfim cada vez mais a SPORTV parece o canal da Bolha

Anónimo disse...

É evidente que os Benfas têm os arbitros e comunicação social na mão.
Exemplos.
Recentes: Este penaltye em que a bola vem do alto de uma molhada de jogadores, no qual um jogador do benfas salta e se apoia nas costas de um adversário e de pois a bola bate de raspão no braço junto ao corpo de um jogador do maritimo, atrás dessa molhada de jogadores, e estando o braço em movimento de retirada. O jogador tentou esconder o braço, mas foi supreendido pela direcção da bola. Resulta num penaltye e expulsão do mais inacreditavel, do que tenho visto. E este assunto passa quase em segredo nos média.
Antigos: Um jogo em que houve um golo, do Benfas antecedido por uma falta irregular, e nesse mesmo golo esteve presente um dos famosos bloqueios dos jogadores do benfas. Depois nesse mesmo jogo, os apanagiados das bolas na mão, tiveram um jogador seu (Cardoso) que jogou 2X a bola com a mão, bem visivel para o arbitro e nada. E depois esse jogo fica para a história como um roubo por um milimétrico fora de jogo ( visto a velocidade do replay, se não aquelas maozinhas do benfas saltavam como uma mola).

Depois disto tudo temos um presidente que diz: Não se fala de arbitragem, que eles até são competentes. Perdendo pela boca. Se de hoje para amanhã o Porto voltar a ser roubado em penalties como já foi esta época, o que vai dizer?
Calminho como anda o presidente, os média vão continuar também caladinhos.

É por isso que há: não noticias.

assinado: anónimo

Manuel disse...

Se é um "não-assunto", porque falam nele?

O primeiro golo do Marítimo foi irregular. Estavam 2 jogadores em claro off-side, igual ao golo irregular com 2 jogadores off-side sancionado pelo Proença no último Benfica-Porto.

O penalty foi bem marcado. Foi feito num centro a mais de 30 metros... O jogador teve mais de tempo para encostar o braço ao corpo e não o fez.

Comparem com o penalty do Emerson marcado pelo Proença no Braga-Benfica o ano passado, em que o jogador se vira de costas com o braço agarrado ao corpo quando é efectuado um centro a 5 metros e o tipo marca penalty quando a bola lhe bate no cotovelo.

Anónimo disse...

Era tanto escândalo nacional como foi os penalties das mãos do Alex Sandro, que só apareceu na TV porque o Vieira veio falar nisso

Carlos disse...

atenção que há lances de bola na mão de difícil análise em que a visão do árbitro está obstruída
http://2.bp.blogspot.com/-oEB0haklo5I/UM75GvkwgnI/AAAAAAAABlE/HiOTq7Lbb4Y/s1600/falta+de+cardozo.jpg
http://3.bp.blogspot.com/-i1s03Nsutgo/UM75HN967DI/AAAAAAAABlI/6Noie-bFVAI/s320/penalty-cardozo_foto3.jpg

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Estes lampiões têm a lata de vir para aqui defender este escandaloso penalti e expulsão, só demonstram que são o reflexo do verdadeiro sistema e já agora por um árbitro do Porto.
Como diz o lampião mais vale marcar penalti e mostrar amarelo a todas as bolas que batem nos braços assim deixa de haver um exclusivo do clube do sistema.
Passa a ser um aproveitamento de quem acertar melhor nos braços e veremos os jogadores em vez de chutarem à baliza chutam ao boneco, mas enfim deixa de ser só para um lado.
O que é um facto é que o 5LB estava empatado e ficou em vantagem no marcador e em jogadores e o seu goleador já vai com 5 penaltis marcados.

Isto sim é que é a tal verdade desportiva.

David Duarte disse...

E neste texto sobre o não assunto do penalty e da expulsão encontra-se ausente um outro não assunto que o Luis Carvalho prefere manter escondido : o do golo em fora de jogo do Maritimo...

Mas esse sim, nem merece debate.

P.S.: A sério, de que valia ao Pedro Martins refilar e passar por parvo, jà que se refilasse do penalty e da expulsão todos, excepto aqueles que são habéis em manter escondidos os "não assuntos", pensariam logo no golo que o Maritimo marcou.

P.S.2: Compreendo que este golo do Maritimo seja um "não assunto" para o Luis Carvalho... fà-lo-ia pensar na forma como o seu clube ganhou no ano passado na Luz.

João disse...

Já teve mais sorte que o penalty SOBRE o Alex Sandro, o único evidente por assinalar, que toda a gente encobriu. Este pessoal do Carnide FC é muito básico..

DC disse...

Deixem-me apenas dar os parabéns a quem faz a filtragem de comentários neste blog porque ao deixar passar comentários destes permitem que nos lembremos constantemente do porquê do 5LB ser um clube tão ridículo!

José Rodrigues disse...

O mesmo jogo da Luz em q o Cardozo andou a jogar voleibol dentro da sua grande area?

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

É preciso pachorra para estes lampiões, faz lembrar aquele anúncio que diz para certas coisas olham pelo cu da garrafa, para outras olham de lado e para outras olham com a lupa, isto é consoante mais dá jeito.

Claro estão habituados a ver e ouvir que são os melhores do mundo e arredores...ninguém fez ao Barcelona o que fez o 5LB... o 5LB é uma máquina trituradora... etc. mas para consumo interno pois que onde não entra o sistema é o que se vê nem a um Barcelona C ganham... e depois quando comparam com o FCP esquecem o óbvio (a propaganda nazi faz efeito) é que os jogadores do FCP são cobiçados e quando transitados não são flops o que só vem provar que em Portugal existisse uma verdade desportiva o 5LB chegava ao fim do campeonato com mais de 20 pontos de atraso.

DC disse...

Aguardo o bom trabalho dos blogger do RP para me actualizarem sobre o número de minutos que o 5LB jogou contra 10 este ano. Vamos a caminho de um novo recorde?
Faz lembrar o Messi, só Messi consegue bater os seus próprios recordes de golos da mesma forma que só o 5LB pode almejar bater o seu recorde de minutos a jogar contra adversários em inferioridade estabelecido em 2010.

João disse...

Como ganhou o meu clube na Luz? Contra 3 jogadores que não deviam ter acabado o jogo (Maxi, Javali e Gaitán), contra o penalty mais escandaloso dos últimos 10 anos por assinalar, contra outro penalty do vira-árbitros sobre o Álvaro Pereira por assinalar, contra o livre por falta inexistente que deu o 2º golo ao Carnide FC, favorecendo de um golo em fora-de-jogo. Foi assim, não estou a ver a relação, sinceramente.

Mário Faria disse...

Acho que o artigo do Luís tem todo o cabimento e percebo alguns comentários, ora de portistas, ora de benfiquistas, ora de falsos indiferenciados que se posicionam acima dessas vulgaridades, como se planassem acima da vulgata reinante do espectro desportivo. A maior parte : benfiquistas escondidos com rabo de fora. Fazem-no sem originalidade e escamoteiam qualquer declaração de interesses. Detesto as máscaras. A ligação ao clube, a defesa dos seus interesses sobrepõe-se a tudo para a grande maioria dos adeptos. E vejo isso sem dramatismo, desde que se saiba ser comedido publicamente e se seja capaz de parar e não entrar na violência, ainda que meramente retórica. Essa rivalidade , desde que devidamente enquadrada, só beneficia o futebol.
Percebo, ainda, que os clubes sejam egoístas e defendam os seus interesses. Que o façam os presidentes, já encontro alguns inconvenientes, pois entendo que as suas declarações deveriam ser feitas apenas em circunstâncias extraordinárias e não deveriam ceder à vontade de “fazer sangue”, que faz a delícia da maioria dos pasquins que invadem o panorama da comunicação social. Mas os clubes devem falar e nada me incomoda que o façam, desde que o “saibam fazer” e, nisso, ainda sou mais exigente com o meu clube. Melhorar o tom do discurso é importante, e não apenas para os treinadores, mas também. Há quem prefira defender a verdade desportiva e “ser” antissistema, porque sim, como se fossem umas virgens ofendidas. A recente declaração do presidente do SCP raia o ridículo porque se cola a LFV o verdadeiro e único herói desta guerra. O que noto nesta cruzada é uma profunda hipocrisia : a raiva das palavras é dirigida frequentemente ao FCP e ao seu presidente somente porque ousou ganhar, cá dentro e lá fora. Nem me apetece falar de Vale e Azevedo, um grande aldrabão como refere LFV. Como acreditar que nunca o tivesse sido no plano desportivo? Talvez por essa característica, tenha sido idolatrado por muito correligionário que (hoje) lhe vira as costas e jura nunca o ter “conhecido”.

Mário Faria disse...

Porém, o que relevo de mais importante neste comentário, e neste jogo que se faz fora das quatro linhas, é o significado que se pode extrair de algumas peripécias deste embate entre o SLBvCSM, e as repercussões que teve na CS. E, isso é que faz toda a diferença : entre “ser assunto” no caso do FCP ou “ser um não assunto” no caso do SLB, sendo que no caso deste jogo se junta o facto de ser “um não assunto” para o treinador do Marítimo. Berraria com o FCP, conivência com o SLB e a compreensão de Martins explicam de forma particularmente feliz o que tento explicar nesta enxurrada de palavras.
No jogo FCP/Moreirense 1) o treinador Casquilha, afoito, veio lembrar que uma gp tinha sido escamoteada à equipa, embora não o tivesse feito no flash interview após o jogo 2) o LFV mandou umas achas para uma fogueira rodeada de leais incendiários 3) o Alex Sandro passou a ser um perigoso infractor 4) o FCP o beneficiado do costume. Em contrapartida, a gp que não foi assinalada sobre o mesmo Alex Sandro nesse mesmo jogo, não foi apresentado como contrapeso. Vi o lance no Dragão, pareceu-me gp, mas nunca vi o lance nos resumos que os diferentes canais apresentaram. Ao invés, relativamente ao SLB as duas coisas ocorreram ao mesmo tempo. E, isso é que faz toda a diferença: há uma clara valorização da pretensa falta de Alex Sandro e uma desvalorização da dupla ocorrência na Luz que valeu uma gp e uma expulsão (duas penas no mesmo crime), aparecendo a penalização, subliminarmente, como a forma mais justa de emendar o erro anterior. A lei da compensação, como alguns não têm a coragem de reclamar. E, neste processo há um conjunto de equívocos que começa na leitura á la carte das leis do jogo e que no caso da bola na mão ou mão na bola se tornou obsessiva. Onde deveria haver comedimento, dada a dificuldade de avaliação desse tipo de lances, há só certezas, que servem à medida, demasiadads vezes,os interesses do SLB . E não venham com a teoria da conspiração, pois tenho sobejas provas do que digo. É só dar uma voltinha pelos comentários e atentar nos juízos dos que nunca erram e raramente se enganam nos efeitos da bola.

Mário Faria disse...

E quem quiser dizer que não há um tratamento de excepção por parte da grande maioria da CS relativamente ao SLB, acho que comete um equívoco, mas por alinhamento. Porque é que os benfiquistas haveriam de rejeitar essa aliança que tão jeito lhes dá. Que a essa CS nunca lhe falte a liberdade de exprimir as suas opiniões. Pela minha parte não transijo de ter esse mesmo direito.
Não me lembro de um jogo do SLB – em qualquer canal – que não seja comentado por um ex-jogador do SLB ou alguém que anda nas bordas do clube da Luz. Logo a seguir vem a rapaziada do SCP. A 2ª circular está em força nos écrans. Penso até que se houver alguém do FCP a fazer qualquer comentário, o fará sempre com timidez, pois há uma “verdade publica(da)” que constrange : o ambiente é tudo menos favorável.
Aliás, uma forma de simular que os clubes em Portugal merecem tratamento igual por parte da CS, é a multiplicação de painéis na TV/Rádio, ou com gente da escrita nos jornais, como representantes dos principais clubes cá do burgo, em que conta mais a fidelidade ao emblema que o gosto de discutir o futebol. O sal e a pimenta são indispensáveis para condimentar a ementa, mas raramente acontece que o façam com jeito e graça. Um modelo que se esgotou, mas continua o caminho, usando e abusando do esquema, das figuras que o encenam e dos artistas a quem cabe a representação. É o “Preço Certo” do nosso futebol: distrai, deseduca e intoxica. E sempre a favor dos mesmos. Aproveitando a lucidez de JJ acabaria dizendo “É preciso é comentadores sem vícios”.

Louro disse...

Vocês mouros, só falam do que vos interessa.
Quando ganhamos é o sistema, a fruta e os arbitros.
Quando voces ganham é porque são melhores e mais fortes..devem seguir a doutrina do ex-vice Rui Gomes da Silva que sabe de tudo e mais alguma coisa e depois quando tem de provar algo enfia o rabinho entre as pernas e é suspenso!
Escamotearam tudo o que se passou nesse jogo da luz e justificaram a derrota com um golo em off side , depois de tantos incidentes contra o Porto ao longo do encontro!
Neste jogo frente ao Maritimo inventaram faltas e numa delas o Ola Jonh cai sozinho o Roberge protesta leva amarelo e depois é empurrado, toca com a bola com a mão e leva novo amarelo, sendo expulso...Não vi nada na capa dos jornais!
E em Vila do conde com um penalti cometido por Matic aos 79 mns?
OK , podem ter tido razão em Coimbra e fizeram disso uma revolta nacional!
tenham VERGONHA!

O Anti Lampião disse...

Nós fizemos um post sobre esse tema:
http://www.oantilampiao.blogspot.pt/2012/12/177-minutos-em-superioridade-numerica.html

David Duarte disse...

"Vocês mouros, só falam do que vos interessa." Pelos vistos não são apenas os "mouros"... e este post do Luis Carvalho é bem a prova.

José Rodrigues, como é obvio a referência ao jogo do ano passado é pertinente visto que é o mesmo tipo de lance. Sobre o resto penso ter escrito aqui mesmo, na altura, o que pensava dos lances.

David Duarte disse...

O que é importante a sublinhar na atitude do Pedro Martins, e que deveria servir de exemplo a muitos, é precisamente o facto de ter vergonha na cara e não se fazer de vitima num jogo onde o arbitro errou, e com consequências graves, para os dois lados.

David Duarte disse...

Louro, olhe que a caricatura demonstra, jà dizia o Kant, uma grande preguiça intelectual. Eu escrevo aqui assinando com o meu nome. Neste sentido, se quer efectivamente dialogar comigo, parto do principio que sim senão não responderia ao meu comentàrio, faça-o sem me incluir nos seus preconceitos. Verà que a discussão terà mais qualidade nestes moldes.

David Duarte disse...

Que o Mario Faria coloque em causa o silêncio da comunicação social sobre o silêncio do Pedro Martins, isso até posso aceitar (por argumentos que apresentou e que compreendo mesmo se relativizo). Que seja colocada em causa a atitude do Pedro Martins, e é o Pedro Martins que foi no artigo do Luis Carvalho colocado em causa (senão, porquê a foto?) é nisso que não estou de acordo.

David Duarte disse...

DC, nos ultimos 4 anos, no que toca a jogar em superioridade numérica ou inferioridade numérica, temos:

- o Benfica tem 987 (!) minutos em superioridade numérica e 544 minutos em inferioridade numérica : um diferencial positivo de 443 minutos em superiodade numérica.

- o FC Porto tem 501 minutos em superioridade numérica e 121 (!) minutos em inferioridade numérica : um diferencial positivo de 380 minutos.

Por outras palavras, o Benfica tem 60 minutos a mais que o FC Porto em superioridade numérica : insignificante a diferença (sobretudo se compararmos com o Braga - um diferencial de 172 minutos positivos - e com o Sporting - um diferencial de 42 minutos negativos).

Mais informações (em que momentos se deram as exulsões por exemplo, se com um resultado jà favoravel ou desfavoravel) é so pedir. Aqui é matematica pura.

(Desconfio que o José Correia não vai permitir que este comentàrio passe... como não passou o gràfico que lhe enviei com todas estas informações).

DC disse...

David eu não lhe perguntei quantos minutos o benfica jogou com expulsões, perguntei pelos adversários.

987 minutos contra 501!!!

De resto quem tem culpa que vocês tenham Luisão, Javi Garcia ou Maxi? Ainda lhe arranjo no mínimo 10 vídeos de vermelhos por dar a esses jogadores se quiser...
E desafio-o a arranjar os mesmos vídeos para jogadores do Porto nas últimas épocas!

José Correia disse...

David Duarte disse...
o José Correia não vai permitir que este comentàrio passe... como não passou o gràfico que lhe enviei com todas estas informações

Ó David Duarte, se neste artigo foi publicado um comentário do "Manuel", por que razão não haveria de ser publicado um comentário de um benfiquista tão civilizado como o meu caro amigo?

Se no 'Reflexão Portista' até são publicados comentários cheios de falsidades, especulações e boatos, de anónimos que se fazem passar por portistas (ver comentário do Anónimo das 19:39, no artigo Prenda de "Reyes"), por que razão é que o seu comentário, contendo dados 100% verdadeiros (vou partir do princípio que sim e que você não está a manipular os números) e relevantes para a discussão que estava em curso, não haveria de ser publicado?

P.S. Para sua informação, não moderei um único dos comentários deste artigo.

David Duarte disse...

Como se tornou evidente, foi desconfiança injustificada então.

David Duarte disse...

DC, o que é interessante analizar aqui é o diferencial (o Benfica ou o FC Porto até podiam ter 1500 minutos em vantagem numérica, se tivessem 1500 em inferioridade a coisa equilibrava). E o diferencial não é muito diferente entre Benfica e FC Porto : 60 minutos, ou seja nem um jogo inteiro em quatro anos.

Louro disse...

"fà-lo-ia pensar na forma como o seu clube ganhou no ano passado na Luz " David Duarte.

Lá está!A forma como viu o jogo da Luz frente ao FCP, não me permite ter um diálogo coerente consigo, visto que só fala do que lhe interessa.
Tambem vi o golo em OFF Side do Maritimo, também vi os penaltis mal marcados em Coimbra e tambem vi o penalti de Matic em Vila do Conde.Não vejo só para um lado e tambem vi o SCP ser campeão com 17 penaltis a seu favor numa epoca em que fazer pontaria ao braço , á mao, cotovelo era sempre penalti!
Tambem tenho estatisticas desde os anos 70 se quiser!

DC disse...

è interessante para si obviamente porque lhe convém.

Já eu acho muito estranho que uma equipa que ataca no mínimo tanto como a sua tenha metade do tempo em vantagem numérica no campo. Porquê? As faltas contra o benfica são mais duras? Ou será que é o critério?

Porque depois nas expulsões contra meu caro, como lhe disse desafio-o a mostrar quais as expulsões que ficaram por marcar ao Porto. Fora os vídeos do Bruno Alves (que já têm uns bons anos!) não tem mais nada! Porque os jogadores do Porto nos últimos anos têm sido sempre dos mais correctos em Portugal. E obviamente que assim se explica haver muito menos expulsões.

Já do benfica, como lhe disse arranjo-lhe quantos vídeos quiser de agressões do Luisão, Maxi, Javi, entre outros que ficaram por assinalar.

Se me explicar o porquê de este ano o Amoreirinha levar o vermelho directo e o Luisão por uma entrada igualzinha também por trás não levar nada eu passo a considerar o seu argumento estatístico coerente. Ou explique-me por exemplo os critérios arbitrais da Supertaça que vencemos por 2-0 em que o vosso compincha João Ferreira deixa passar 4 agressões em claro. Ou explique-me como é que o Maxi Pereira no jogo da Luz que vocês tanto choram já com amarelo pontapeia o James e o árbitro prefere terminar o jogo em vez de o expulsar.
E podia estar aqui o dia todo a enumerar casos semelhantes...

David Duarte disse...

DC, và aos blogs benfiquistas. Encontrarà là gente capaz de passar o dia todo a falar de expulsões perdoadas a jogadores do FC Porto nos ultimos anos e com dezenas de videos a demonstrà-lo. Propaganda dessa existe em todo o lado e de todas as cores.

Não é o que me interessa não DC. Trata-se da leitura mais imparcial. Porque se eu fosse para o que me "interessa" eu diria que um clube que tem apenas 150 minutos em inferioridade numérica em 4 épocas (10.800 minutos!) é muito suspeito...

P.S.: Em inferioridade numérica : Benfica - 544m, Braga - 451m, Sporting - 408...

Carlos disse...

Ainda ontem pouparam o rodrigo

DC disse...

Mas que lógica tem pedir minutos em inferioridade numérica para o Porto se não há lances que o justifiquem?
Esta época, havia algum jogador do Porto a ser expulso?
É que o Maxi e o Luisão já fizeram das suas e ficaram em campo!

E na época passada? Tem razões de queixa? Arranjo-lhe umas agressõzitas do Maxi, Javi e Luisão pelo menos!

A estatística por si vale ZERO, é preciso interpretá-la!
O Porto é claramente a equipa mais correcta da liga, pelo menos nos últimos 4 anos! Estar a dizer que tem poucos minutos em inferioridade numérica como se isso fosse um benefício não tem lógica nenhuma.
Agora diga-me uma coisa, fazem mais faltas contra o benfica do que contra o Porto? O benfica ataca mais? Marca mais golos? Então porque é que o benfica joga tão mais tempo contra adversários em inferioridade numérica? Como é que se explica que ano após anos jogadores como Quaresma, Hulk ou James sejam os que mais faltas sofrem mas quem vê amarelos e vermelhos é quem joga contra o benfica?

Eu sei bem de que blog você tirou essa estatística, li esse post e vi a a falta de coerência do mesmo. É o arranjar os números da forma que mais lhes convém...

David Duarte disse...

O FC Porto é a equipa mais correcta dos ultimos anos... como disse, encontrarà vàrios blogs dispostos a demonstrar precisamente o contràrio.

A estatistica vale zero. Estamos de acordo que o que interessa é a validade dos critérios de interpretação. Por esse motivo sublinhei a importância do diferencial. Porque parcialidade de interpretação seria, neste caso, reduzir a leitura dos numeros aos minutos passados em superioridade numérica (como o DC faz), ou então reduzir essa mesma interpretação aos minutos passados em inferioridade numérica (como alguns benfiquistas fizeram).

Sobre a questão do tempo passado pelo Benfica em superioridade numérica existe uma explicação que penso que todos aqueles que vêem futebol para além das suas cores compreendem. O Benfica é uma equipa de transição e enquanto tal a maioria das faltas sofridas são faltas em momentos de desequilibrios das defesas adversàrias (os ataques do Benfica consistem em situações de 4 contra 4, 3 contra 4). Jà o FC Porto é um clube de posse de bola sendo a maioria das faltas sofridas faltas com defesa e ataque de posição, logo menos perigosas.

Estou aqui a falar de futebol e gostaria de ser contra-argumentado tendo em conta que é de futebol que se fala. E vou dar agora outro exemplo que pode ser interpretado "a favor" do FC Porto.

Na mesma estatistica vemos que o FC Porto é a equipa que beneficiou de mais penalties nos ultimos 4 anos (30 penalties). Isso é igualmente justificavel. O FC Porto é a equipa que passa mais tempo com posse de bola no terço defensivo dos adversàrios, precisamente por ser uma equipa de posse de bola. Logico então que lhe sejam cometidas mais faltas na àrea adversària.

P.S.: sei bem que com o Vitor Pereira o estilo do FC Porto jà não é tanto o de posse de bola como foi nos ultimos anos, mas continua a ser, agora com o Braga do Peseiro, a equipa que mais tempo passa com a bola nos pés.

DC disse...

O Porto era uma equipa completamente formatada para a transição rápida com Jesualdo, só deixou de o ser a partir do ano do AVB. Portanto esse argumento é completamente inválido, porque foi no último ano de Jesualdo que a diferença entre as expulsões entre Porto e benfica foi mais gritante.
Já os penaltis nos últimos 4 anos, se calhar o facto de termos sido claramente superiores ao benfica a nível ofensivo em 3 desses anos tem alguma coisa a ver. Aliás vocês no ano em que foram campeões tiveram mais penaltis que nós e o vosso treinador era exactamente o mesmo. O Porto com Jesualdo teve anos com mais penaltis e com menos penaltis que o benfica, o benfica com JJ teve anos com mais penaltis e menos penaltis que o Porto. Portanto a táctica pouco ou nada tem a ver com isso.

Essa dos blogs benfiquistas continua sem colar, se tem tantos exemplos por lá faça o favor de os citar.
Continuo sem ver um único argumento que justifique que o Porto tivesse tantas expulsões contra como o benfica. Mais uma vez repito, somos CLARAMENTE a equipa mais correcta da liga portuguesa.
E muito menos vejo argumentos lógicos que justifiquem a diferença GRITANTE de minutos contra 10 jogadores por parte de Porto e benfica.