segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

O suspeito do costume estraga a festa

O jogo pode resumir-se a 20 minutos iniciais frenéticos, com 2 golos para cada lado, e a um conjunto de erros de arbitragem graves – onde se inclui um dos fiscais de linha – que condicionaram o jogo do FC Porto.


O FC Porto marcou primeiro, aos 8 minutos, em mais uma bola parada marcada para a área por Moutinho, com Jackson a falhar o cabeceamento e Mangala a aparecer isolado e encostar de cabeça. Dois minutos volvidos e o slb faz o empate numa jogada às três tabelas e uma finalização exemplar de Matic. Passados poucos minutos, e depois de uma fífia do guarda-redes adversário, Jackson Martinez muito oportuno faz o 1-2. Mas a vantagem acabou por não durar mais de dois minutos, novamente. Depois de jogada de insistência pela direita e de defesa incompleta de Helton, eis que Otamendi “assiste” Gaitán para golo. Mais uma falha comprometedora do defesa argentino (quando é que Maicon volta à equipa?). Depois dos 20 minutos de jogo as equipas abrandaram o ritmo e as oportunidades de golo começaram a escassear.

Nota positiva para a forma coesa e solidária como a equipa do FC Porto se apresentou na Luz. Ao contrário dos últimos jogos o FC Porto trocou quase sempre bem a bola, com as linhas próximas e pressionou muito alto o slb nas suas saídas para o ataque. Isso confundiu por completo a equipa adversária que optou maioritariamente pelo lançamento longo para as costas da nossa defesa. Vítor Pereira esteve (mais uma vez) melhor do que Jorge Jesus no embate directo.


Nota muito negativa para a arbitragem de João Ferreira. Na primeira parte foram mal assinalados três foras de jogo ao ataque do FC Porto. Um ou dois ainda se aceita, três é demais. Aquele fiscal de linha foi habilidoso. Na segunda parte o árbitro perdoou o segundo amarelo a Matic quando este derruba Otamendi por traz e evita um contra-ataque perigoso. Pior que isso foi não ter expulsado Maxi “o impune” Pereira quando este entra à karateca sobre João Moutinho. Vítor Pereira tem razão: é um mistério Maxi conseguir acabar os jogos em campo. Ele agride, insulta e pontapeia os adversários e nada lhe acontece. Talvez agora se perceba porque motivos Vieira escolheu o João Ferreira para apitar os jogos do benfica na Taça em 2004, na escuta (pouco) divulgada com Valentim Loureiro (e que não causou estranheza ao procurador de Gondomar). É que com o João ‘pode ser’ Ferreira em campo as “garantias” são outras. O que nos vale é que já não teremos de o aturar por muito mais tempo.

Crónica de Nuno Nunes

64 comentários:

Filipe Sousa disse...

O (c)Aimar vai embora, mas deixa seguidores. Aquele desiquibrado do Gaitan (há outros, mas em especial este), passou o jogo todo a mergulhar; uns atrás dos outros, splash, splash! Aquilo nem são homens nem são nada, são um bando de malabaristas sem ponta de brio profissional.

Anónimo disse...

"mais uma falha... do Otamendi.... quando é que o Maicon volta à equipa?" tirou o pão de boca ao cepo do Cardozo num corte in extremis numa bola em que o Helton podia ter feito bem mais.

O João pode ser voltou a fazer das suas, a entrada do Maxi Caceteiro é para vermelho e com um bónus de 3 ou 4 jogos na bancada, a entrada do Matic é claramente para 2º amarelo (em tudo semelhante ao lance do seu 1º cartão), entre outras faltas e faltinhas que foram marcadas a favor do slm, que duma forma ou de outra foram condicionando o jogo. O lance do fora de jogo do Defour é RIDÍCULO e nem me vou alongar muito nesse aspecto, lances milimétricos ainda dou de barato agora um lance desses nem merece mais comentários...

Uma nota para a personalidade do VP durante a conferência de imprensa, disse tudo mas mesmo tudo sobre o jogo.

Zé_Lucas disse...

Na minha opinião, o 2º golo do Benfica foi (mais) um frango do Helton (larga para a frente uma bola que é só dele).O Otamendi não tem hipótese de fazer melhor. Continuo sem entender a razão de tanta protecção a um guarda-redes que tem escrito algumas das páginas mais infelizes da nossa história mais ou menos recente (e estou a incluir o Armando e o Krall ou lá como se chamava).
Cumps

Miguel Lourenço Pereira disse...

Foi, como diz o Nuno, um jogo que começou com muitos erros defensivos e de marcação, de parte a parte, e que acabou por ser dominado pelo Porto até ao minuto 75.

A partir daí entraram em campo 3 factores:
a) Maxi e Matic milagrosamente (ou talvez não) acabaram o jogo.
b) O Benfica tem mais banco que o Porto. Enquanto o VP só podia segurar o resultado, o Jesus mudou a táctica e ganhou o controlo das operações
c) Com o Aimar e o Carlos Martins o JJ abandonou o kick-and-rush e o 4-2-4 à anos 60 e passou a povoar o meio-campo, engolindo uma linha estourada com um Lucho e Moutinho imensos. Não soubemos como reagir e aguentamos o que podemos.

Com James e Atsu teriamos ganho, ficou mais do que claro que o JJ é um troglodita táctico e que o onze tipo do FCP é muito melhor que o do Benfica. Mas por culpa deste plantel curtinho perdemos uma boa opção de sacar peito. Agora há que ganhar todos os jogos porque isto só se vai decidir mesmo no Dragão!

to13 disse...

Foi mais uma arbitragem habilidosa. E ainda aposto que os vermelhos vão conseguir queixar-se de alguma coisa, é sempre assim. De todos os lances a expulsão do Matic e o primeiro fora-de-jogo mal assinalado ao Defour são imperdoáveis.

Sobre o Maxi nem falo, já me fartei, deve estar escrito nos regulamentos que ele não pode ser expulso. Depois as senhoras ficam todas ofendidas quando na Europa o homem é expulso (tipo no ano passado com o Chelsea).

Pena não termos tido mais soluções no ataque, gostava de ter visto o Maxi apanhar na segunda parte a flecha Atsu ou o Melgarejo o James, o Colombiano tinha trocado os rins ao melhor lateral esquerdo do mundo.

Discordo quando pedes pelo regresso do Maicon. Estamos muito bem servidos com estes dois, o Otamendi tem sido sempre um dos melhores do Porto e o Mangala tem crescido TANTO. Este último juntamente com o Alex Sandro e o Fernando foram os melhores ontem a noite. Por mim o Maicon ia ter que suar muito para voltar ao onze.

O2T disse...

Terei sido o único a ver o e.Perez a dar uma cotovelada no Moutinho logo de início?

José Rodrigues disse...

Tanto Helton como Ota podiam ter feito bem melhor no lance do 2o golo.

to13 disse...

Também vi qualquer coisa, para mim era amarelo, vermelho era exagerar. O que me revolta mesmo é o anão do paraguai, que gajo mais nojento. Quem tem esse gajo, o Luisão e teve o Javi na equipa não tem moral para mandar bocas sobre o Bruno Alves.

Hélder disse...

Então mas ninguém fala, da obstrução de Jardel a Lucho, para amarelo, e que ficaria isolado perante Artur?

.:GM:. disse...

Só o Luis Freitas Lobo é que não viu. Da mesma forma que achou que a entrada do Maxi "faz parte do jogo".

.:GM:. disse...

O Helton deve ter tido uma percentagem de eficácia do passe na primeira parte perto dos 20%. Mesmo no golo do Matic - apesar de ter sido um remate muito potente - parece-me que o Helton poderia ter no mínimo esboçado uma tentativa de defesa. A bola entra quase ao centro da baliza - dá para ver na repetição frontal e na por trás da baliza - e com uma melhor colocação e maior rapidez nos reflexos poderia ter feito algo mais. A abordagem deficiente ao cruzamento no segundo golo deixa a bola em zona proíbida, Otamendi tira o "pão da boca" in extremis ao Cardoso, e não há ninguém a cobrir o Gaitan. O Otamendi teve o azar de só acertar nas "orelhas" da bola, mas o Helton deveria ter estado melhor logo na primeira ocasião.

DC disse...

"Mais uma falha comprometedora do defesa argentino (quando é que Maicon volta à equipa?)"

Acho este comentário muito injusto. O Nico tem sido de longe o nosso melhor central e o melhor central em Portugal e está numa forma soberba. Divide responsabilidades neste golo com Hélton mas não merece que se peça a sua saída da equipa.
E Maicon, de quem tenho bastante saudade essencialmente pela sua garra, nunca provou ser mais fiável que o Nico, tendo no currículo também muito disparate.

Quanto ao jogo, 20 minutos frenéticos das duas equipas e 20 minutos finais frenéticos do João Ferreira a assegurar que a sua equipa do coração não perdia.

DC disse...

Concordo em absoluto.
E mal posso esperar por receber esta equipita no Dragão, desta vez se possível com James e Atsu e com Izmaylov integrado no plantel.

Aí eles verão o que é o Porto e o que é jogar um clássico para ganhar!

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Jogo de grande intensidade e espectacularidade, durante a primeira parte, com as duas defesas a cometerem alguns erros, bem aproveitados pelos respectivos ataques, o que determinou um louco evoluir do resultado.

Depois, muito naturalmente, o jogo foi perdendo intensidade e aí, o FC Porto patenteou o seu habitual colectivismo e segurança, impondo toda a sua classe e determinação. Foi sem dúvida mais equipa. Por isso destaco sobretudo o colectivismo da equipa, onde apesar de tudo sobressaíram Mangala, Alex Sandro e Jackson Martinez.

O trabalho do árbitro merece uma estátua ao lado da do Eusébio, pelos bons serviços prestados à causa benfiquista, não só neste jogo como também à sua carreira, que, para bem do futebol e da verdade desportiva, está perto do seu términos.

Um abraço

miguel87 disse...

Acho que é a analise mais lúcida que li até agora. Tudo dito.

DC disse...

Esta nomeação foi tudo menos inocente. Além da grande paixão do João pelo 5LB há outro condicionante. Ele retira-se este ano, normalmente o prémio de retirada é a final da taça, Porto e Sporting já não estão na taça. Agora é só somar 1+1.
Ele nunca se poderia arriscar a sair da Luz da mesma forma que Proença saiu no ano passado porque sabia que seria vetado pelo clube do sistema tal como foi Olegário, Xistra e Proença. Basta ao 5LB falar e esse árbitro vai para a jarra! Portanto se ele por acaso expulsa Matic e Maxi perde todas as hipóteses de apitar a final da taça.

É uma palhaçada, mas felizmente não teremos que levar muito mais tempo com ele!

Carlos Santos disse...

Acho injustíssima a crítica ao Otamendi, o nosso melhor central neste momento.

Mário Couto disse...

Com mais soluções no banco o Porto podia ter ganho. Na minha opinião, ficou mais uma vez demonstrado porque o Porto tem sido a melhor equipa em Portugal nas últimas décadas. Teve mais calma, foi mais clarividente, soube gerir o jogo, em certos momentos trocou bem a bola, controlando e assumindo claramente o jogo em casa do grande rival. O Benfica é uma equipa que coloca o jogo numa dimensão física, com grandes corridas nas laterais e muita agressividade na disputa de bola. Em termos ofensivos, aposta muito em passes longos, em boas diagonais para a corrida dos laterais e extremos, e nas segundas bolas, usando da tal agressividade para conquistá-las. É por isso que, a imprensa avermelhada amplifica todas as exibições do Benfica, porque as corridas, o grande fulgor físico e o grande poder ofensivo servem para gerar um grande show-off, tentando criar uma onda de galvanização em torno da equipa, que acaba por desmoronar nos jogos decisivos como o de ontem.

Anónimo disse...

concordo em absoluto DC. culpa inteirinha do Helton. Otamendi tem estado numa forma impressionante.
Esta noite, no entanto, o melhor do porto foi Alex Sandro. Grande jogo!

Carrela disse...

VP continua a dar cartas com baralho curto, continuo na minha, VP é um grande treinador, mas a maioria continua a focar-se nos 10..20% de jogo em que o FCP não domina...

Fred disse...

Mas ninguém viu a cotovelada ao Mangala?

Renato Machado disse...

Em relação ao Helton tambem penso o mesmo, no 1° golo podia ter feito mais, é um bom remate mas ele vê a bola partir...

Anónimo disse...

O Moreirense terminou com 9.
Quem é o proximo adversário do Moreirense ???!!!

Anónimo disse...

O comentador de arbitragem Pedro Henriques está uma categoria a comentar...

José Rodrigues disse...

Concordo com tudo.

Alias no 1o golo ninguém falou do Helton e eu assinalei o q tu disseste.

José Rodrigues disse...

A maior culpa é do Helton, concordo, mas o Ota PODIA ter feito bem melhor.

Pyrokokus disse...

Penso que relativamente ao Helton, tanto nos salva (defesa espectacular no lance com o Cardozo) como nos deixa mal... ao contrario de algum tempo atras em que o defendia, neste momento já não tenho opinião sobre se merece continuar a titular.
Relativamente ao Otamendi vs Maicon, penso que são os dois mt iguais. QQ um deles já me causou várias taquicardias... O Mangala precisa de jogar mais e um dia vai render 30 milhoes.
Relativamente ao jogo em si, tenho pena termos um plantel mt curto. Mas é o problema das lesoes e das seleções (Atsu pq o Iturbe nem conta para a estatistica). Se tivessemos o James, mesmo com todas as habilidades teriamos saido de lá com a vitoria.

Mário Faria disse...

VP "venceu" o jogo, nos bastidores e no campo. A única falha que lhe aponto foi ter feito entrar Izmailov que foi uma carta mal jogada, pois ainda não faz parte do baralho.
VP definiu as regras com as intervenções no lançamento e após o jogo, todos os outros seguiram o guião, incapazes de criar factos ou ideias próprias.
A equipa esteve muito bem, e faltou Moutinho e Lucho capazes de fazer a diferença, principalmente o segundo, sempre mais próximo da última fase de construção, porque raramente optou e serviu bem.
Uma arbitragem que na dúvida sempre beneficiou o SLB. Destaco que o bandeirinha que permitiu e bem que Cardozo se isolasse no limite do fora de jogo, foi o mesmo que marcou off-side numa série de jogadas do FCP e na maior parte delas errou. Critérios ? Que critério ?
Continuo a achar que se fala demasiado da arbitragem, mas só os asnos é que não apreciam os acontecimentos que consideram relevantes ocorridos no jogo. E VP fê-lo a quente e após o jogo, e não acusou ninguém a não ser de falta de competência, coragem e de critério. Na época passada, Pedro Proença foi crucificado pelo SLB e a maioria da imprensa, quando o erro maior foi do juiz de linha.
VP um herói improvável, destacou-se neste fim de semana.

Pedro Albuquerque disse...

O Otamendi tem sido o melhor jogador da defesa do FC Porto este ano e já é recambiado para o banco só porque não consegui aliviar em condições aquela bola?

Espero que tenha sido dito pelo calor do momento.

Anónimo disse...

O Alex Sandro tem sido uma enorme revelação, seguro e muito frio a defender, intenso e acutilante nos processos ofensivos, para além de ter pilhas anormais para um lateral brasileiro. Alguém tem saudades ou lembra-se do Palito?

Anónimo disse...

O Porto é uma equipa adulta e isso dá cabo do juízo aos encarnados! Mesmo o Defour, o tal que muitos de nós não gostam, fez um jogaço e para mim a sair tinha que sair primeiro o Lucho (e que luxo é ter um jogador daqueles) que estava em quebra física! Aqui por Lisboa andam todos caladinhos que nem ratos, porque sabem que o João Ferreira os beneficiou! Já agora, ninguém reparou que o Jesus na conferência de imprensa pós-jogo fala no árbitro chamando-o pelo nome (João) mas vai a tempo e começa a falar do Moutinho? Grandes confianças hein!! Agora é ganharmos os jogos que aí vêm! Fevereiro vai ser um mês duríssimo com 8 jogos. Força Grande Porto!!! Um abraço a todos de um portista lisboeta!!

to13 disse...

O Alex Sandro é craque. As suas chamadas a selecção não são por acaso (vamos ver agora com o Sargentão).

Neste momento adoro a defesa do Porto, 3 enormes centrais e ainda jovens, uma promessa Ba, dois excelentes laterais. Apesar de achar que o Danilo ainda se vai afirmar no meio campo do Porto, talvez na próxima época. Só falta mesmo 2ºopções para as laterais.

Ainda o Rolando queria jogar? Não tem qualquer hipótese.

Pedro M. disse...

não foi dos melhores jogos do Helton, muito mal com os pés e com responsabilidades no 2º golo (no 1º tb me pareceu um bocado frango numa das repetições mas dou o mérito ao jogador deles).
No entanto, no lance em que o jogador deles vem isolado faz uma defesa soberba.

O resto da equipa esteve bem com Alex Sandro, Moutinho e Mangala fantásticos.
O Defour surpreendeu-me pela positiva. Depositava algumas esperanças no Izmaylov para abanar o jogo mas claramente ainda não tem o ritmo indicado.





Adriano Garcia disse...

Boa crónica. Apesar das baixas na frente fomos lá e mostrámos quem somos. Não fosse o erro Helton/Ota e a ajuda do "pode ser" tinhamos trazido os 3 ptos.

Já agora só um off-topic que achei interessante. Ontem à noite fiquei por acaso a ver o opinião pública na sic com o rescaldo do jogo. Fiquei impressionado com a quantidade de pessoas a ligar da zona da grande lisboa que se declararam portistas. Já sabia que na generalidade do país, nos mais jovens já há um grande número de adeptos do FCP mas as pessoas que ouvi ontem na sic tinham entre 25 e 50 anos. Uma vez mais se vê a intoxicação constante que existe na descomunicação social onde nos pintam como um clube apenas regional.

Não sei se existem mas gostava de ver um estudo recente com a evolução no número de adeptos.


Adriano Garcia

Carlos Santos disse...

só queria registar um facto: Mangala e A. Sandro são jogadores que foram integrados na equipa por Vítor Pereira. Mas é óbvio que o mérito não é dele, eles já vinham jogadores feitos, era só pô-los a jogar...

Anónimo disse...

Aviso já que sou benfiquista. Concordo com a expulsão do Maxi e com os dois foras de jogo mal tirados, que dariam lances perigosos. Mas duas coisas com as quais não concordo:

- no caso do Matic, seria justo levar um segundo amarelo, mas tendo em conta que Fernando e Mangala não levaram nenhum e mereciam ter levado um cada, não passa também a não mostragem do segundo ao Matic?

- fiquei um pouco desiludido com o jogo do Benfica, admito, e espero que a equipa demonstre daqui para a frente que pode ganhar jogos "grandes". Mas pelo que tenho lido neste blogue, há muitas reservas face ao rendimento do Porto pelos seus adeptos. Foi este jogo que vos mudou a opinião? O Porto é consistente, sem dúvida, mas e oportunidades de golo ontem? Poderão contrapor com os lances de fora de jogo mal tirados, mas ainda assim, ofensivamente, não acham que o Porto deu muito pouco?

Respeitosamente,

Filipe

miguel87 disse...

O Otamendi está longe de ser o nosso melhor central, mas de facto tem feito uma época monstruosa. Ontem porém voltou à bitola das épocas anteriores com alguma insegurança e muito tremideira.

José Rodrigues disse...

Já agora e a propósito do Otamendi, ninguém fala da grande oportunidade de golo falhada do slb (por Cardozo).

Alguem do nosso lado falhou clamorosamente nesse lance (seja ao coloca-lo em jogo, seja em nao estar mais em cima dele, seja as duas coisas).

Nao tenho a certeza (precisava de ver outra vez) mas deu-me a impressao q foi o Otamendi. Alguem pode confimar?

PS - q fique claro q apesar disto acho q o Otamendi tem estado muito bem, em geral e nas ultimas semanas/meses.

Tiago o "Cardoso" disse...

Tenho 32 anos e sou da Malveira (Mafra). Sou portista. Na faculdade a minha turma tinha 20 alunos, dos quais 6 são portistas. Nenhum é de zonas acima de Leiria. Basta ver a quantidade de camisolas do F.C. Porto nos treinos das Escolinhas em qualquer clube aqui da distrital de Lisboa! E o azul e branco fica-lhes tão bem!!

José Rodrigues disse...

Antes de mais, comentarios de benfiquistas sao aqui publicados (desde q sejam respeitosos e sem o autor se querer fazer passar por aquilo q nao é, i.e. portista).

Pois bem, começo pelo fim: sim, o FCP não criou muitas boas oportunidades de golo. Mas o slb tb não. E sim, estou satisfeito com a produção ofensiva: chegámos ao fim do jogo com tantos remates, ataques e posse de bola como o slb. Diga-me o Filipe pf. com que frequência vê isso na equipa visitante em jogos entre o FCP e slb...

O FCP tem algumas lacunas ofensivas sim (com um rendimento ofensivo insatisfatório para os adeptos em alguns jogos), mas q são potencialmente relevantes para os jogos contra equipas q metem um autocarro à frente da baliza.

Quanto aos cartões, não vi de todo lances para amarelo com Fernando ou Mangala tão merecedores como no lance de q fala com o Matic. Estamos a falar de um lance em q a falta é por trás *e* q corta uma jogada muito perigosa de contra-ataque.

José Rodrigues disse...

Merito para VP mas diga-se q pelo menos no caso do A. Sandro, via-se q era claramente um diamante bruto com enorme potencial.

Alias, o price tag desses dois mostra q bastante valor deviam eles ter 'a partida... merito para VP pois, sim senhor, mas nao exageremos.

Ficarei completamente rendido (neste aspecto) 'as qualidades de VP quando o vir transformar jogadores q custaram tuta-e-meia em enormes jogadores, como vi com outros treinadores no passado.

Anónimo disse...

Terá razão naquilo que diz a acabar o segundo parágrafo, mas nesse caso a conclusão a que chego é que houve pobreza de ambas as partes. Acho que os 4 golos em poucos minutos e a correria escondem um bocado aquilo que foi um jogo relativamente mal jogado.

Último comentário sobre a arbitragem: o pisão "malandro" do Fernando é, na minha opinião, tão ou mais merecedor de amarelo. O ser por trás é relativo, uma coisa é um tackle, outra é uma rasteira - parece-me aí mais grave o corte do contra-ataque do que o perigo para a condição física do jogador do Porto.

Termino, resumindo: percebo as queixas, se fosse ao contrário também as tinha e são a única coisa que podem beliscar, na minha opinião minimamente, a justiça do resultado.

Filipe

GOD disse...

Foi o Mangala que coloca o Cardozo em jogo, ao sair tarde para o fora de jogo. Penso que se refere ao remate que o Helton defende para o poste. Otamendi fez um grande jogo. No segundo golo tem a infelicidade de acertar de raspão na bola. A culpa na minha óptica é repartida pelo Helton que falha a intercepção e pelo jogador que abdica da marcação ao jogador que efetua o cruzamento para a nossa área.

Anónimo disse...

Caro JRodrigues, eu falo nesse lance e até escrevi um texto durante a minha viajem de regresso no Alfa. Mas como sou critico ao trabalho realizado em geral pelo VP; fui censurado. Enquanto um benfiquista desde que seja manso, tem todo o direito de opinar; o que eu até acho bem; já haver censura contra aqueles que pensam do contrário da maioria já acho mal e nunca esperei que isso acontecesse neste espaço onde muitas vezes tenho participado e colaborado com as minhas opiniões, inclusive tenho comentado quase sempre a as suas ideias em relação a variados assuntos por serem coincidentes com as minhas.

Em relação a esse lance, no estádio pareceu-me ser o Otamendi que coloca Cardozo em jogo. E já agora se me premite e não me leva a mal; considero o Otamendi o melhor DC do Porto. Mas claro que não é perfeito.

Um abraço.

P.S: Já agora continue a dar as suas opiniões; pois em geral a sua opinião tem representado ou complementado as minhas. É que sinceramente estou apensar seriamente de este ser o meu último post aqui no "reflexão".

DC disse...

Não nos podemos esquecer que jogamos sem James, Atsu e Kléber e que Izmaylov ainda é um corpo estranho.

Uma coisa é uma ausência do Luisão que é substituído pelo Jardel ou um Maicon por um Mangala.
Outra é ser forçado a colocar no lugar habitual do melhor jogador em Portugal um médio habitualmente defensivo.
O Porto até podia nem ganhar, mas alguém tem dúvidas que James mexeria com este jogo, tal como mexeu no ano passado?

É óbvio que o Porto não poderia ser tão acutilante no ataque como é habitualmente, o Barcelona sem o Messi também não é certamente.


Quanto ao amarelo do Matic, para mim pode-se discutir se este ou aquele jogador podia ter visto um amarelo numa falta aqui ou ali, são lances de opinião subjectiva.
O que para mim não é subjectivo é uma entrada por trás a travar um contra-ataque. Aquilo é amarelo de livro, se algum dia alguém fizer um vídeo a ensinar aos árbitros quando dar o amarelo é um lance daqueles que escolhe. Não há discussão sequer e a única razão para não ter sido mostrado é a falta de coragem de o fazer na Luz. Porque todos sabemos que caso fosse o 1º de Matic, aí seria mostrado.

Pode-se discutir mais um amarelo ao Fernando, Moutinho, Mangala, Jardel, Enzo, etc, agora aquele? Não há discussão possível!

to13 disse...

Quem o mete em jogo parece-me ser o Mangala. É um lance complicado em que ele tenta colocar o Cardozo em fora-de-jogo mas não vai a tempo.

to13 disse...

Sr. Filipe, também não se pode esquecer que faltava ao nosso ataque o James e o Atsu.

alex disse...

Estou satisfeito com a prestação do FCP e com o resultado, tendo em conta a ausência de James e até de Atsu. O que estraga a minha satisfação é a possibilidade de o Benfica ganhar o jogo, apesar de o FCP ter sido a melhor equipa em campo...

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
ILAÇÔES do JOGO
1º Arbitragem
Como venho a dizer á anos o nomeador VP é o maior mafioso e esta nomeação comprova-o
O que não vi comentado foi que o “bandeirinha” muito lesto a marcar fora de jogo na 1ª parte, 3 marcados ao FCP e com jogadores isolados não falhou no Cardozo e vejam a diferença, quer no perigo quer na escandalosos comentários, assim se destrói um jogo e um resultado.
Quanto ao JF é o árbitro do orelhas e é um verdadeiro artista.
FCP
1º Parabéns ao VP esteve bem em tudo inclusive no banco e conferência, deu um banho de tática ao louro.
2º Parabéns à equipa mas destacaria pelo positivo:
A defesa esteve excelente excluo o Helton (cada vez treme mais) acusa o medo de perder o lugar e tem falhas comprometedoras, bem como Otamendi.
Mangala na minha modesta opinião o melhor defesa central do FCP (e talvez se não for transacionado nos próximos 3 anos) poderá vir a ser o melhor desde Geraldão, esteve imperial.
Os laterais confirmam o que venho a dizer há um ano Alex sem comparação (quem se lembra do AP), Danilo um pouco menos exuberante mais a quilómetros de Fucili
Meio Campo
Não há muito para comentar o habitual, o normal desses atletas
Por fim uma palavra para o ataque
Varela bem
JM excelente
Por fim uma nota só espero que no regresso de Maicon o VP não retire o Mangala
Já me esquecia até que enfim que o VP deu atenção às bolas paradas, finalmente algo de novo.
Para rematar GRANDE APOIO DOS NOSSOS ADEPTOS NA LUZ CONSEGUIRAM ABAFAR MUITAS VEZES OS LAMPIÕES.

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Também subscrevo esta analise e junto-lhe uma opinião minha.
A 2ª parte não foi tão intensa porque depois de saberem no balneário que tinha havido os erros nos fora de jogos e porque a história prova que a tendência dos árbitros nestes clássicos é para serem sempre os do FC Porto a serem prejudicados, entenderam por bem resguardarem-se e consequentemente houve menos "agressividade" física e mais "agressividade mental" (exaltavam-se com o arbitro mais facilmente), isso aliado ao já referido "banco curto" deu a VP a ideia (creio que acertada) de mexer na equipa no sentido de guardar o empate e abdicou do ataque continuado. Isto deu espaço ao adversário para tentar mais um golo e como tal os últimos 20 minutos foram de sofrimento.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Carlos,

Eu tenho sido um defensor do Vitor Pereira, mas tanto o Alex como o Mangala eram jogadores que qualquer analista de futebol internacional conhecia de sobra. O Mangala fazia parte da equipa do Liege, treinada pelo Boloni, que disputou a fase de grupos da Champions League com o Witsel, por exemplo. O Alex Sandro há três anos que está referenciado no Brasil.

Isso não significa que não tenha todo o mérito do mundo, mas acho que o caso do Atsu, se conseguir afirmar-se é mais mérito seu que o dos que citas!

David Duarte disse...

Sobre o Fernando, penso que o Felipe està a referir-se à pisadela sobre o Gaitan. Sinceramente, eu não daria amarelo (penso ter sido involuntaria), mas tendo em conta que se trata do mesmo arbitro que expulsou o André Gomes com um vermelho directo no jogo contra o Guimarães num lande identico, também fiquei sem perceber porque razão nem falta foi.

Sobre o Mangala, pela quantidade de albarroamentos que ele fez aos jogadores do Benfica, aquele sobre o Cardozo sendo um atropelamento completo.

O arbitro teve um critério largo onde perdoou amarelos às duas equipas (podia ainda falar da quantidade de faltas que o Moutinho cometeu durante o jogo todo apenas tendo sido amarelado a 15m do final) e nisso foi coerente. Onde falhou de forma clara foi no lance do Maxi. Isso é evidente.

Sobre o jogo, bem... o VP tem uma certa razão na caricatura que fez do jogo do Benfica, mas... o Porto nem uma ideia de jogo teve, por mais mediocre que fosse. Na segunda parte limitou-se a tapar os espaços ao Benfica, na construcção ofensiva foi zero. E isto vindo de uma equipa cujo treinador no ano passado "gozou" com a satisfação do Benfica quando conseguimos empatar no Dragão dizendo que no Porto so a vitoria agrada. O que ele mostrou ontem foi que afinal empatar na Luz também é um bom resultado.

P.S.: o nervosismo mostrado pelo Vitor Pereira durante toda a semana culminado com a conferência de impressa pos-jogo, onde ele conseguiu ser mais labrego que o Jesus (não é para qualquer um!) faz-me pensar que talvez ele sinta que neste jogo estava a defrontar o treinador que o vai substituir para o proximo ano. Habituem-se ao 4-1-5 e a ver o James adaptado a lateral-esquerdo!

Pedro disse...

Em primeiro dizer que VP esteve muito bem quer na conferencia de imprensa antes do jogo quer depois.
Em segundo é necessário dizer que apesar de nao ser defensor de VP à algo que gosto: independentemente do adversário a equipa tenta jogar sempre da mesma forma (algo que me irritava profundamente no tempo de Jesualdo).

Sobre o jogo em si, depois de 20m frenéticos, fomos na maior parte do tempo superiores, chegou a ser impressionante a forma como trocamos a bola a meio-campo, mas apesar disso à pouco para "mostrar" porque raramente fazemos algo de interessante com isso. A ideia que continuo a ter é que a posse de bola surge como um fim em si e nao como um meio para chegar ao golo. E sim, ontem haviam atenuantes significativas para a falta de capacidade ofensiva.

O resultado apesar de tudo nao foi mal, e pode garantir uma subida nos niveis motivacionais dos jogadores.

JOSE LIMA disse...

Pois é! Tem tanta confiança com esta cambada que eles até colocam sempre o auxiliar no meio-campo do lado do banco da "instituição" para o JJ poder insultá-los à vontade!
E aquele marioneta da LIGA que parece um cangalheiro está sempre no camarote ao lado do patrão.
Com este resultado quantas BOLHAS ficaram por vender?
Paciência... foram comidos outra vez.

JOSE LIMA disse...

Filipe
O que está em causa (julgo eu) não é "só" a arbitragem miserável do "pode ser o joão" neste jogo.
Está em causa é uma protecção que os árbitros fazem aos caceteiros do clube da treta em TODOS os jogos.
É por essas e por outras que os caceteiros dessa agremiação que jogam lá por fora (David Luiz, Di Maria, Coentrão, Ramires etc.) estão carregadinhos de cartões.
Cumprimentos

Felisberto Antonio Oliveira Costa disse...

Quero começar por dizer que só quem nunca jogou futebol é que pode dizer que Otamendi falhou no 2ª golo!!!!
O homem é apanhado completamente desprevenido pelo falhanço do Helton (na minha opinião com culpas nos 2 golos!!!) e ainda por cima tem o corpo já em desequilibrio (vai a cair) o que origina o mau alivio!
Mas de resto acho que mostramos ao País que somos os melhores, e maior prova provada disso é a miseravel capa do pasquim Record!!!!
Palavras para quê?!

José Rodrigues disse...

"Mas como sou critico ao trabalho realizado em geral pelo VP; fui censurado"

Bem, eu sou um entre varios a fazer a moderacao de comentarios, mas estou 100% certo de que isso e' MENTIRA: nunca nenhum comentario foi censurado por criticar o trabalho do treinador, nem ira' ser. Alias nem podia ser de outra forma, quando eu proprio e outros autores ja' escrevemos artigos a criticar o VP.

O criterio para publicar comentarios e' o de sempre: o comentario deve ser "on topic", nao ser insultuoso (principalmente para com outros comentadores ou autores, mas nao so'), e nao ser "submarino" (i.e. bocas lampias ao FCP disfarcadas de portista).

Se alguem achar q foi censurado apesar de nao quebrar essas regras, facam favor de enviar um email ao reflexao.portista@gmail.com (e nao um comentario, q muito provavelmente sera' apagado por ser offtopic - este agora foi a excepcao).

"Já agora continue a dar as suas opiniões"

Vou continuar sim senhor, independentemente dos comentadores concordarem ou discordarem a 100% das minhas opinioes. Nao preciso do menor incentivo para tal.

Franco Baresi disse...

Curiosamente, também me passou pela cabeça aquilo que o Duarte diz em P.S. ...

DC disse...

Não acredito que ninguém na estrutura do Porto pense assim e que o VP se sinta ameaçado pelo JJ.
E digo já que se essa hipótese improvável acontecesse (trocarmos um treinador campeão e espero que bicampeão, por um que está farto de levar lições tácticas dele) colocaria a hipótese de não renovar o meu lugar anual.

José Rodrigues disse...

Penso q a hipotese de troca de VP por JJ nem sequer se coloca sequer no campo teorico se o FCP revalidar o titulo.

Ja' se nao for campeao, e' uma hipotese a colocar (teoricamente falando) ainda q me pareca bastante remota.

alex disse...

A maior prova de que o FCP se superiorizou e destruiu liminarmente a bazófia da imprensa da capital está na manchete do jornal Record, não tendo nada de agradável a dizer a favor do Benfica refugiou-se no jogo do Sporting. Mas atenção! Os jornais da capital, nas páginas interiores, reconhecem a supremacia do FCP. Ontem, por exemplo, em editorial do Record, escreviam o seguinte:"(...) Neste século e no futebol, o palmarés dos encarnados é pior que o do Sporting, com melhoria nos últimos anos, em que tem sido o melhor dos pequenos, porque em rigor grande só houve um, o FC Porto(...)". Há muito tempo que também eu venho a denominar o FCP como o grande clube português da actualidade!

David Duarte disse...

Pois José Rodrigues, mas se o Porto não fôr campeão muito provavelmente sê-lo-à o Benfica e ai é a ida do JJ para o Porto que é improvavel.

Contudo, é publico que o Jorge Jesus e o Pinto da Costa têm boas relações e, no meio de tanta improbabilidade, algo me diz que para o proximo ano teremos JJ no Porto e Jardim no Benfica.

David Duarte disse...

E uma coisa José Rodrigues, treinadores bicampeões no Porto que não fazem um terceiro ano penso haverem alguns nos ultimos 20 anos, não?

Franco Baresi disse...

Efectivamente, é mais provável ter sido dito sobre o passado e não sobre o futuro, isto é, indignado com uma hipotética escolha que teria sido feita, no início desta época (ou mais propriamente, no final da anterior), entre ele e JJ. Lembram-se? De qualquer modo, se assim foi, VP "mandou a boca" ao Presidente e não a JJ.