segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

Penalties nos últimos minutos

«Um erro grave. Os nossos especialistas em arbitragem são unânimes em defender que Duarte Gomes cometeu um erro grave. O árbitro de Lisboa devia ter assinalado penálti, aos 85', não vendo que Luís Carlos agarrou Kléber na área do Gil Vicente.»
in 'Tribunal de O JOGO'

(Gil Vicente x FC Porto, 'Tribunal de O JOGO')

«Um erro com influência no resultado. Os especialistas em arbitragem de O JOGO são unânimes em considerar que Bruno Esteves cometeu um erro grave e com eventual influência no resultado. O árbitro de Setúbal não assinalou, aos 89', uma grande penalidade por falta de Nivaldo sobre Kléber, prejudicando assim claramente o FC Porto.»
in 'Tribunal de O JOGO'

(Rio Ave x FC Porto, 'Tribunal de O JOGO')

Gil Vicente x FC Porto, aos 85', Duarte Gomes NÃO assinalou;
Rio Ave x FC Porto, aos 89', Bruno Esteves NÃO assinalou;
slb x Académica, aos 90'+3, Nuno Almeida assinalou (e Lima agradeceu e marcou).
Três jogos, três casos em que os desafios se aproximavam perigosamente do fim, sem que os dois candidatos ao título - FC Porto e slb - estivessem em vantagem no marcador.

No Gil Vicente x FC Porto e no Rio Ave x FC Porto, apesar de bem colocados, os árbitros nomeados (cirurgicamente nomeados!) por Vítor Pereira, "não viram" as faltas evidentes e, talvez por isso, não assinalaram os penalties que se impunham. Consequentemente, o FC Porto perdeu 4 pontos nestes dois jogos.

Para quem já não se lembra, eu recordo que, no Gil Vicente x FC Porto, Duarte Gomes fez "vista grossa" e não assinalou não um, mas dois penalties claros a favor do FC Porto. O lance a que fiz referência em cima, corresponde ao 2º penalty não assinalado, que ocorreu nos últimos minutos do jogo e foi verdadeiramente inacreditável. O jogador do Gil Vicente (Luís Carlos) agarrou o ponta-de-lança do FC Porto (Kléber) de forma ostensiva, durante uns segundos e num trajecto de dois ou três metros! O agarrão foi de tal modo descarado, que fez lembrar a lamentável e impune actuação de José Soares sobre Mário Jardel, no mais célebre jogo de sempre disputado em Campo Maior.

Quem é honesto e analisa o futebol de uma forma minimamente isenta, que compare o agarrão de Barcelos (Gil Vicente x FC Porto), com o que deu ontem a vitória ao slb, frente à Académica, no período de descontos.

(Rui Santos, 'Tempo Extra', SIC Notícias)

Ninguém tenha dúvidas, se o FC Porto conseguir ganhar este campeonato recheado de casos (de agarrões a jogadores e a... árbitros!, de penalties que se assinalam em função das cores das camisolas, de suspensões cirúrgicas de jogadores adversários, etc., etc.), será um feito notável.

34 comentários:

disse...

e qual foi o resultado do tribunal no lance de ontem?

Nuno disse...

Parabéns, muito pertinente o artigo! Mostra que não andamos a dormir...

Anónimo disse...

Estes vermelhos metem um nojo do caralh* !

iur disse...

O que escreveu Jorge Coroado: A grande penalidade existe porque João Dias agarrou Gaitan mas este, com o braço esquerdo, empurrou primeiramente o seu adversário. Logo, a primeira infracção devia ser assinalada, mas, não o tendo sido, a grande penalidade é justamente assinalada.

O que eu vi: João Dias agarrou Gaitan mas este, com o braço esquerdo, empurrou primeiramente o seu adversário. Logo, a primeira infracção devia ser assinalada. Ponto. Parágrafo.

Estava tranquilo, em casa, e não me deixei entusiasmar porque sabia que isto ia dar no que deu – bola bombeada para a área, adversários a agarrarem-se mutuamente pela conquista do espaço e pimba! Falta a favor de quem convém. Simples, inteligente, eficaz.

Portistas, não se deixem adormecer nem permitam que nos tomem por parolos.

Abraço

.:GM:. disse...

Dizem todos que foi penalty apesar de se contradizerem na análise do lance. Se me recordo bem, o Coroado e o Pedro Henriques dizem que houve agarrões iniciais de parte a tarde mas ainda assim consideram o penalty bem assinalado. Ou seja, faltas ofensivas não contam...

Silva Pereira disse...

Boa tarde,

Finalmente vejo dar realce ao que venho afirmar desde o início desta época, 2 cores de camisolas 2 critérios de análises, que muitos ditos portistas compram de borla, quando acontece com o FCP (exemplos referidos), fez-se justiça divina porque o FCP jogou mal e não mereceu ganhar ou então o erro faz parte do futebol ou então a baboseira de sempre no fim os erros a favor dos grandes está equilibrado....

É bom que se relembre estes casos pois os arautos/apaniguados dos chifrudos quando são beneficiados (escandalosamente) vêm com os argumentos da pré-história e em lances duvidosos que na sua análise facciosa beneficiou o FCP (exemplo da bola na mão) malham, repetem até alguns portistas compram de barato.

Desde o início do campeonato que sei que este ano é crucial e vai valer tudo para os chifrudos ganharem.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...

ó Xé, estás a ficar xé-xé, 'mazé'...
vai lá comer uns couratos e deixa o Futebol para quem sabe, pá!

Miguel | Tomo II

Bruno Alves disse...

Surpresa para uns, nada de novo para outros, o senhor Jorge Jesus foi novamente noticia, embora não com a devida notoriedade que teria caso fosse um treinador do FCP a proferir tais palavras, ao dizer a um jogador da Académica que eles não jogavam um c****** e que deveriam descer de divisão. Ora bem isto dito, não pelo chefe máximo da "maior instituição" deste país dizem os entendidos, mas pelo seu representante máximo junto ao relvado, já não é de admirar. Depois de vários embates deste senhor em pleno relvado em actos de selvajaria contra os membros da equipa adversária, decidiu desta vez ser mais discreto e mandou bocas inapropriadas a um atleta da Académica. Eu só vejo uma razão para este tipo de atitude, o senhor JJ foi acumulando níveis de stress elevadíssimos quase se tornando radioactivos ao longo dos noventa minutos, não pela excelente capacidade defensiva da Académica mas sim pela incapacidade da sua equipa conseguir quebra-la, uma equipa notoriamente com falta de ideias, bombeando bola para a área á espera dos tais ressaltos com que tem vindo a ser brindada ao longo do campeonato para que a bola vá ás carambolas beijar a rede adversária. Exasperado de tal forma viu-se de aliviado com o golo benfiquista já quando ninguém o esperava e resolveu soltar toda a sua raiva e ira contra os jogadores adversários. O brinde desta feita veio do sr arbitro que resolveu dar e bandeja 5 minutos de desconto e considerar que sempre que existia uma bola dividida e que os jogadores embrenhavam-se uns nos outros que a falta deveria ser sempre marcada a favor da equipa que mais lhe convinha, a da casa. Queria que o senhor JJ se relembrasse qual era a estratégia que adoptava sempre que visitava um clube grande quando era treinador do belenenses. É de ressalvar que a comunicação social ignore tanta vez as atitudes deste senhor repetidas vezes sem conta. É triste viver num país com jornalistas desportivos tão imparciais.

disse...

poucas decisões no Tribunal são por unanimidade. :)

concluo que não há polémica.

Anónimo disse...

Os campeonatos do Porto são sempre mais que suados os dos outros são sempre roubados.... memória curta já agora lembram se como começou a época com o grande Vilas Boas??? Não se lembram começou na Figueira da Foz e de certeza que alguém foi roubado e esse alguém não se vestia de azul e branco

Pedro disse...

Sim caro Anónimo,

Esse campeonato começou com uma mão que deu um penalti convertido por Hulk. E acabou com um roubo de igreja na Luz que mesmo assim foi insuficiente para nos impedir de nos sagrarmos campeões no campo do regime. Nem um penalti inventado e uma expulsão injusta nos impediu de ganhar. Por isso sim, os nossos são mais suados, e justos.

José Correia disse...

Como começou a época 2010/2011?
Lembro-me perfeitamente.
Foi em Aveiro, na final da Supertaça contra o slb, em que, apesar do amigo Vítor Pereira ter nomeado o João “pode ser o João” Ferreira e este, durante os 90 minutos, ter pactuado com a violência dos jogadores encarnados e não ter expulsado (conforme devia) QUATRO desses jogadores, o FC Porto, contra tudo e contra todos, venceu por 2-0!

José Correia disse...

Mas, já agora, sobre o tema deste artigo (os penalties que esta época foram assinalados, ou não, nos últimos minutos dos jogos), tem alguma coisa a dizer?

Anónimo disse...

O jornal o Jogo .... esse que jornal isento que faz noticias por encomenda ;)

José Correia disse...

Eu compreendo perfeitamente que quem está habituado à "isenção" do jornal semioficial do slb, também conhecido por A BOLA, ache que O JOGO é pouco isento...

José Correia disse...

A análise em O JOGO aos casos de arbitragem, nem sequer é feita por jornalistas de O JOGO.

O JOGO entregou essa missão a um painel de ex-árbitros em que, por acaso, dois deles (Jorge Coroado e Pedro Henriques) até eram filiados na AF Lisboa.

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Qual Omo, qual Neoblanc, qual quê?
Nada lava mais branco que a CSP (Comunicação Social Portuguesa).

É o branqueamento para uns e o achincalhamento para outros. E ainda se queixam que cada vez se comprem menos jornais neste país e as televisões têm fracas audiências. Pudera. A insultarem constantemente o povo.

E já agora uma previsão à lá Maia: o Nuno Almeida terá um futuro brilhante na sua profissão (sim, considero-os profissionais pois a ganharem o que ganham se não são profissionais são o quê?) que não (só) na de jurista.

Anónimo disse...

Boas. Ainda não percebi a opinião do José Correia sobre o penalty do Benfica-Académica.

Filipe

José Correia disse...

Um lance em que defesa e avançado se estorvam e agarram mutuamente.
Quem estorvou e/ou agarrou primeiro (que é o que interessa porque, a marcar falta, tem de ser marcada a primeira e não a última)?
Quanto a isso as imagens que eu vi não são claras.

O que é claro, claríssimo, é que esta época o FC Porto já perdeu 4 (quatro!) pontos em dois jogos, em que ficaram por assinalar penalties evidentes no final desses jogos. Isso sim, é absolutamente indiscutível.

Anónimo disse...

O João "pode ser o João" Ferreira, feito com o Benfica, acaba de expulsar o Hassan por escorregar. O próximo jogo do Rio Ave? Contra o Benfica, pois claro.

Filipe

Anónimo disse...

Temos vídeos para sublinhar o "post"? Quem encontrar links coloque aqui sff.

MT
Portista de Cascais

Miguel Magalhães disse...

Na altura do Gil Vicente - Porto comentei aqui que não valia a pena estarmos à espera que os árbitros nos marcassem os penalties para ganharmos jogos. Mais valia fazermos pela vida e marcarmos golos para assim dependermos apenas da nossa competência.
Ontem, quando vi que a 5 minutos do fim se mantinha o 0-0 disse para o meu filho mais novo: "não te entusiasmes que o árbitro arranja um penalti no último minuto dos descontos e resolve o assunto". Bruxo, disse-me ele no fim; muitos anos de bola, respondi-lhe eu...
É muito bom que o José Correia faça estes apanhados para ficarem como registo e memória futura. Mas há duas coisas que não mudarão: os benfiquistas acharão sempre que têm um direito histórico a serem beneficiados e nós sabemos que teremos que ser sempre muito melhores do que eles para sermos campeões. E isso faz-nos todos os dias mais fortes.

José Correia disse...

É previsivel que o Rio Ave venha ao Estádio do Dragão jogar ao ataque?
Algum dos defesas do Rio Ave ficou impedido de jogar contra o FC Porto?
O Rio Ave tem defesas-centrais para jogar no Dragão ou, tal como aconteceu ao SC Braga quando jogou contra o slb, vai ter de recorrer aos reservas das reservas?
E os médios defensivos do Rio Ave, também ficaram suspensos?
Pois...

José Correia disse...

E, já agora, contra o Rio Ave, o FC Porto não vai poder utilizar 50% do seu habitual quarteto defensivo.
E sabia que, devido ao senhor Xistra ter mostrado o 5º cartão amarelo a Mangala e Alex Sandro no Beira Mar x FC Porto, Vítor Pereira vai, previsivelmente, ter de recorrer a um defesa-esquerdo da equipa B - Quino - na recepção ao Rio Ave?
Pois é...

José Correia disse...

Mas já percebi que, tal como a generalidade dos benfiquistas, sobre o tema deste artigo (os penalties que esta época foram assinalados, ou não, nos últimos minutos dos jogos), o Filipe não tem nada a dizer...

João disse...

Na época do Villas-Boas lembro-me de termos espetado 12-4 em confrontos directos à agremiação e nestes jogos terem ficado por expulsar 14 jogadores do Carnide (5 na Supertaça, 6 no apagão e 3 na 2a mão da Taça).. Não sei se é a isso que se refere. Lembro-me de o Otamendi ter sido expulso por acumulação sem ter feito uma única falta para amarelo. O que não deixa de ser irónico..

Anónimo disse...

Não se zangue comigo, que apesar de gostar de espicaçar, não sofro de clubite. Então, José, o penalty sobre o Kleber em Barcelos é escandaloso, lembro-me bem, vi esse jogo. O Rio Ave - Porto não vi e não me recordo do lance que poderei ter visto posteriormente em resumos.

Já não concordo na análise aos jogadores suspensos, defesas ou avançados, fazem todos parte da equipa e não se esqueça que o Rio Ave conseguiu marcar dois golos ao Porto.

Por último, a expulsão do Mangala é absurda, mas o primeiro amarelo, bem como o do Alex, são bem mostrados, o que impediría a sua utilização em todo o caso.

Mas gostei de ter três comentários. Só não alinho na tese de que se o Benfica ganhar o campeonato é por favorecimentos, porque nunca alinhei nessa tese quando é o Porto a ganhá-los. Para mim, muito simples, ganha quem esteve melhor.

Filipe

Armando Pinto disse...

Aquilo nunca na vida foi penalti, só se entende pela roubalheira com que os mouros estão a ser beneficiados. Em todos os jogos deles sempre que estão à rasca aparece ou um penalti salvador ou uma expulsão de adversários que mais estejam a defender bem, diante deles... Foi um escândalo,que a comunicação social da capital do império tenta branquear. Isto só mostra como o país está a andar para trás, tal como na política de miséria salazarenta, também no futebol de desonestidade à maneira dos tempos de Calabote. Enfim... só nisto falta o povo cantar a Vila Morena, entre os que não têm olhos fechados e têm dois dedos de testa.

Nightwish disse...

O Pedro Henriques é benfiquista, o Coroado é sportinguista, o outro n sei. Aliás, a isenção do PH vê-se bem na TVI.

Daniel Gonçalves disse...

Anónimo Filipe disse "O João "pode ser o João" Ferreira, feito com o Benfica, acaba de expulsar o Hassan por escorregar..." Escorregando ou não, é evidente que o jogador do Braga foi pisado, e atingido na perna pelos pitons, pelo Hassan. Deliberado ou intencional? É uma faca de 2 gumes, mas o acto está lá: uma pisadela ao jogador do Braga. Nada, mas nada, que esteja relacionado com as pseudo-faltas com que os jogadores, de equipas que vão enfrentar o slb, são sancionados para levarem cartões cirúrgicos; aqui sim existe uma regularidade: afastar jogadores-chave da equipa que vai jogar contra o slb.

José Correia disse...

O Pedro Henriques não sei, mas o Jorge Coroado é sócio do Belenenses e, inclusivamente, já foi dirigente do clube do Restelo.

Nightwish disse...

Olhe que engana a comentar o Sporting... Aqui à uns anos quando ligava mais à bola, pelo menos.

disse...

O Pedro Henriques é 100% Lagarto. Podem perguntar a quem fez recruta com ele. As 2ª s Feiras eram fdds.....:)

José Correia disse...

«No Estádio da Luz a arbitragem não mereceu reparos para os locais. A vitória surgiu em lance com início faltoso de Gaitán sobre João que posteriormente agarrou aquele derrubando-o. Marcar a primeira falta perante o agarrão concretizado pelo visitante só para quem não tem amor ao "nome".»
Jorge Coroado, 19-02-2013