terça-feira, 5 de março de 2013

A Justa Indignação de um Patrioteiro

Pois bem. Confesso estar farto do patrioteirismo dos nossos comentadeiros em relação ao Real Madrid, até porque, como português, embora arraçado, a minha antipatia para com a castelhanada seja superior à improvável simpatia que poderia sentir pelo Zé de Palermo e pelo Tony Carreira do futebol.

Deste modo, e nestes termos - e como tenho o mesmo direito ao "patrioteirismo" - afirmo a minha total e completa indignação pela inacreditável expulsão do nosso compatriota Nani, a qual, provavelmente, decidiu a eliminatória.

E como não tenho tendência para teorias conspirativas, não direi que o facto de um espanhol presidir à comissão de arbitragem da UEFA tenha tido qualquer influência na arbitragem de um turco que, segundo pesquisas genealógicas, será primo de Lucílio Baptista, Inocêncio Calabote e Reinaldo Silva.

Resta-me esperar que o Barcelona ressuscite - ou que Dortmund ou Bayern se afirmem.

82 comentários:

Louro disse...

É lamentável como um arbitro virou uma eliminatoria.O jogo perigoso do Nani, apenas pode ser punido com cartao amarelo.
Gosto muito do mourinho e espero que ganhe sempre, exceto contra o Porto, mas assim não!
Ainda falam dos Arbitros em Portugal!!!

Patrícia disse...

Concordo a 100%, não só sobre a ridícula expulsão do Nani, que mudou a história do jogo, mas também em relação ao falso apreço por tudo o que roce a identidade portuguesa. É de uma hipocrisia... É giro vê-los a comprarem CD's dos Coldplay, Muse, em vez dos da Ágata ou da Romana. Vê-los a irem ao KFC em vez da Tasca do Zé da Esquina. Por essa lógica... Enfim, aproveito e deixo o meu elogio aqui ao sítio, que faço questão de ir acompanhando. Muito bom. Continuem.

Anónimo disse...

será primo de Lucílio Baptista, Inocêncio Calabote e Reinaldo Silva.
____

Magnifico TRIO, mas existiam bem mais e por isso os "centralistas" têm tanta saudade do passado ?

José Correia disse...

Nani's red card opens door and Real Madrid defeat Manchester United
http://www.guardian.co.uk/football/2013/mar/05/manchester-united-real-madrid-champions-league

José Correia disse...

«They had been winning courtesy of Sergio Ramos's own-goal three minutes into the second half when the Turkish referee, Cuneyt Cakir, incensed Old Trafford by showing Nani a red card for connecting with Alvaro Arbeloa as he lifted his foot to control a high ball. That was the moment, with 34 minutes still to play, that the game suddenly lurched into Real Madrid's favour and Mourinho's players made sure, devastatingly, that it counted.»
The Guardian

José Correia disse...

Seeing red: United fury as Nani dismissal sets up Champions League exit
http://www.mirror.co.uk/sport/football/match-reports/manchester-united-1-2-real-madrid-1745308

José Correia disse...

«Seven minutes after Nani’s cross was turned into his own net by Sergio Ramos, the Portuguese winger went from being the author of a United night to remember into the unwitting victim of one they will want to forget.
Nani’s foot was high as it caught Alvaro Arbeloa but surely there was no intent, no thought of hurting his ­opponent, in the view of anyone the Turkish referee Cuynet Cakir.»
Mirror

Anónimo disse...

Bem, eu ja vi o lance no youtube e o cartao vermelho e corretissimo, alias nao podia ser de outra cor, o amarelo serve para outras coisas. O que o Nani fez, tem um nome: jogo brutal, que nem no raguebi e permitido, logo o arbitro esteve bem. Ja sei que se pode argumentar que nem sempre o jogo brutal foi reprimido e que muitos arbitros fecham os olhos a isto no passado, no presente e no futuro,( em Portugal o grande martir destes lances e o FCP ) mas nao nos podemos esquecer que estamos na hora das grandes decisoes e o criterio aperta, penso que deixar passar em claro este tipo de lances nao prestigia o futebol , logo o arbitro esteve muito bem. Procurem a culpa na cabeca do Nani para tentar perceber como e que um jogador profissional com a eliminatoria encaminhada tem uma abordagem destas, a um lance.A lei do internacional board foi cumprida , o futebol saiu prestigiado, honra seja feita a este corajoso arbitro turco.

José Correia disse...

«This was a good game ruined by a bad referee. A terrible decision by Cuneyt Cakir, sending off Nani for accidentally catching Álvaro Arbeloa, rightly enraged Manchester United players, who surrounded the Turkish official at the end. Good luck to Turkish Airlines renewing that United contract.
Nani’s foot was undoubtedly high as he collided with Arbeloa but he was not looking at the Real full-back. There was no malice, no intent.»
The Telegraph

http://www.telegraph.co.uk/sport/football/competitions/champions-league/9910624/Manchester-United-1-Real-Madrid-2-2-3-agg-match-report.html

DC disse...

Depois da expulsão perdoada ao Varane esta palhaçada na 2ª mão.
Era óbvio que não iam deixar que o Real acabasse a época em Março.

O Porto que se cuide, isto não fica por aqui, Mourinho começou a falar da décima há muito tempo e logo pelas arbitragens dos jogos do City e dos jogos do Real contra o Dortmund se percebeu que algo estranho se passava.

DC disse...

E deixe-me adivinhar, o lance do Pepe com o Dani Alves é simulação e o Varane não fez falta para vermelho no jogo da 1ª mão?

Anónimo disse...

Desculpe, mas então não vê bem! O Nani nem vê o jogador, apenas tenta dominar a bola, o que leva a que acerte o jogador do R.Madrid. Sem a mínima intenção. Errou e a comunicação social é unanime.

José Correia disse...

Mourinho told Sky Sports: "Manchester United were playing very well. They were very compact, they were very aggressive, very well organised technically and the match was very difficult for us.
I doubt with 11 against 11 we could win the match.
"

Anónimo disse...

1-Nani muito mal expulso.
2-Qual a motivação do Sir Burmester, vir lançar o odioso da questão para cima do Mourinho?
3-O que tem Mourinho a ver com a decisão do árbitro?
4-Só mesmo um ilhéu, com dores de barriga, seria capaz de uma "arruaça" destas!

José Correia disse...

«A UEFA escolheu o árbitro turco Cuneyt Çakir para a meia-final do Euro 2012 entre Portugal e Espanha. Uma escolha que caiu mal entre os responsáveis portugueses, porque as relações entre espanhóis e turcos causam suspeitas de falta de imparcialidade.
O pomo da discórdia, segundo os jornais desportivos A Bola e Record, é o facto de esta nomeação ser encarada do lado luso como reflexo da proximidade entre Angel Villar, presidente da federação espanhola de futebol e do Comité de Árbitros da UEFA, e Senes Erzik, turco e vice-presidente desse mesmo comité.»
26.06.2012 09:02, Lusa, PÚBLICO

José Correia disse...

El colegiado, decisivo
LAS CLAVES Sin lugar a dudas, las decisiones del colegiado turco Cüneyt Çakir han decidido el partido a favor del Madrid, tras expulsar a Nani y no señalar dos penaltis en el área del Real Madrid.

http://www.mundodeportivo.com/20130305/futbol/champions-league-uefa/manchester-united-real-madrid-cristiano-ronaldo-champions_54369024193.html

Alexandre Burmester disse...

Escrevo o que me apetece e disso não tenho de dar satisfações a ninguém, muito menos a quem assim se me dirige.

Filipe Sousa disse...

Por outro lado, o Man Utd, mesmo com 10 foi incapaz de segurar o resultado... A expulsão é questionável; a azelhice do Man Utd, não. O Alex Ferguson deve pensar que é o Jesualdo Ferreira.

Alexandre Burmester disse...

O único adversário perante o quel o Zé de Palermo se porta com um mínimo de dignidade é o Manchester United, devido ao seu eterno sonho de suceder a Sir Alex Ferguson.

José Correia disse...

«En el minuto 56 se produjo la jugada clave de la eliminatoria. En un balón dividido, el portugués Nani saltó con la pierna extendida e impactó con el pecho de Arbeloa. El extremo del United estaba de espaldas al defensa español y no pudo verle, con lo que la jugada debió acabar en falta y, a lo sumo, tarjeta amarilla por juego peligroso. Nunca roja. Hasta Mourinho comentó que con la amarilla bastaba.»
in Mundodeportivo.com

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Também já tive uma certa antipatia pelo Real Madrid mas já me passou e hoje foi um dia em que fiquei feliz por eles, basicamente por saber que haverá portugueses a continuarem na maior prova europeia de futebol.

E reconhecendo a influência do erro do arbitro no desenrolar do jogo na expulsão de Nani (o cartão amarelo era o unico aceitável naquela situação) convém não esquecer outro erro num possivel penalti cometido por Rafael.
E já agora uma outra coisa, não sei até que ponto o Manchester merecia mesmo ganhar este jogo pois se nem um unico golo foi capaz de fazer.

José Correia disse...

«La jugada polémica en el minuto 57 llegó cuando una entrada peligrosa de Nani a Arbeloa la saldó el colegiado turco Cakir con una tarjeta roja cuando lo justo hubiera sido una amarilla, según la opinión de Andújar Oliver en Radio MARCA, que también vio penalti de Ramos a Evra en el minuto 93.»
http://www.marca.com/2013/03/05/futbol/manchester-madrid/1362517532.html

José Correia disse...

«Era el minuto 58 del partido. El marcador de Old Trafford reflejaba un 1-0 favorable al Manchester United tras un autogol de Sergio Ramos. En ese instante, Arbeloa y Nani luchan por llegar a un balón dividido. El portugués levanta su bota e impacta con el madridista. Juego peligroso, que en todo caso debía ser castigado con libre indirecto y tarjeta amarilla.
Sin embargo, el árbitro turco Çakir cambió la suerte del partido. En lugar de mostrar la marilla, sacó de su bolsillo la cartulina roja y envió al portugués a los vestuarios, ante la desesperación del propio futbolista y de su entrenador, Alex Ferguson, que no entendía la decisión del otomano.»
http://www.sport.es/es/noticias/champions/cakir-rompio-partido-con-roja-nani-2333026

José Correia disse...

«le Real Madrid s'est finalement qualifié pour les quarts de la C1 en l'emportant (2-1). L'expulsion imméritée de Nani (56e) a tout changé»
http://www.lequipe.fr/Football/Actualites/Le-real-renverse-manchester/354887

José Correia disse...

«Ronaldo fa fuori lo United
Ma l'arbitro aiuta Mourinho»
http://www.gazzetta.it/Calcio_Estero/Primo_Piano/05-03-2013/manchester-united-real-madrid-1-2-decide-ronaldo-mourinho-quarti-92327430189.shtml

DC disse...

O penalti que fala já é em inferioridade numérica e no fim há 1 outro do Sérgio Ramos.
Antes disso o que fez o Real?
E na 1ª mão a expulsão do Varane?

Fred disse...

Serei o único que acha a expulsão aceitável? A maneira como ele vai à bola por mais que não seja intencional não pode ser feita daquela maneira quando um jogador da equipa adversária está perto.

Anónimo disse...

Ponto previo, para mim era indiferente quem ganhasse, nao gosto, nunca gostei do real nem e agora que vou gostar, como tambem nao gosto do mourinho por diversas atitudes tomadas desde que saiu do FCP, e penso que quanto a isto estamos conversados.Do papachiclas ingles , tambem nao gosto, que querem que vos diga....olhem talvez dizer-lhe que se esqueceu de ir ontem ao supermercado fazer as compras.
Posto isto, penso que na eliminatoria, nos 2 jogos, talvez os ingleses merecessem mais, penso que existem lances no primeiro jogo que os prejudicaram nitidamente, como a nao expulsao de um defesa , ja nao sei se o ramos quando wellbeck ia em linha reta.
Agora qto ao lance em apreco, o do Nani, penso que o facto de um jogador nao estar a olhar para o outro nao lhe da o direito de por si so abordar os lances como bem lhe aprouver...porque senao treinavamos os jogadores para fecharem os olhos e aplicarem golpes de karate, alias como ja disse o FCP em Portugal nesta liga mafiosa e alvo sistematico do jogo violento dos seu adversarios com lances similares a este que passam impunes.
Como disse , penso que o futebol foi defendido,( abordagem imprudente que resulta em aparente jogo violento na minha otica ) agora se depois da expulsao o real cresceu e empatou e ate passou para a frente, e tambem me parece que poderia ter sofrido o empate em um ou outro lance de possivel penaltie, e verdade.
Tambem nao domino essas ligacoes perigosas do arbitro turco aos espanhois atraves do senhor Villar, coisa que ate e bem possivel de ser verdade e nao seria motivo de qualquer espanto para mim que ja vejo futebol ha mto tempo e sei como se fazem algumas coisas.


José Correia disse...

A comunicação social em Inglaterra, na França, na Itália, na Alemanha, na Catalunha e até em Madrid (a Rádio MARCA) é unânime: Nani foi mal expulso e esse lance foi absolutamente decisivo para o desfecho do jogo (nisso até o Mourinho está de acordo).

André disse...

Cansa todo este pretenso patriotismo com os brancos de madrid. Não os vejo com tanto alarido a falar do Corunha ou de uma qualquer equipa do Chipre que tem muitos mais portugueses no seu plantel.
Como o próprio disse, contra 11 ele não ganhava daí esta bela ajuda do turco. Quanto às palavras que ele tem no final do jogo isso na minha terra chama-se paleio de saco. E não esquecer as suas palavras aquando da eliminação pelo Barcelona há 2 anos em que disso que o Barcelona devia ter vergonha por passar daquela forma a eliminatória...coerência madrilena

José Correia disse...

"A melhor equipa perdeu. Não jogámos bem, não merecíamos ganhar. Não posso falar da expulsão, mas independentemente disso, a melhor equipa perdeu hoje.
A expulsão condicionou. Do mesmo modo que há dois anos se o Pepe não é expulso o Barcelona nunca nos ganharia, hoje também tenho honestidade para pensar que onze contra onze não ganhávamos. Eles estavam coesos, compactos. Contra dez, nós mudámos um pouco. O Modric, não só pelo golo mas pela criatividade que colocou no meio-campo, mudou o jogo. O nosso guarda-redes foi o melhor em campo. Isso é sinónimo de que eles foram mais fortes e mereciam passar.
"
José Mourinho

José Correia disse...

"Uma coisa são expulsões em que o árbitro se equivoca porque o jogador simulou, como a do Pepe contra o Barcelona há dois anos. Outra coisa são situações como esta. Houve um choque, o próprio Arbeloa diz que acha que o Nani não viu. Mas o árbitro decidiu assim."
José Mourinho

ℕℯℓsση ℳαcℎα∂σ disse...

Não quis dizer que não houve razões para o MUFC se queixar apenas lembrar que também houve erros a favor deles. E para mim são duas equipas de alto nivel que se equivalem em vários aspectos. Apenas fiquei feliz por haver portugueses a continuar em prova(em vez de um só do Manchester).

E lembrar já agora que na 1ª mão houve muito mais Real do que a superioredade evidenciada hoje pelo Manchester(até à expulsão).
Por isso...

José Correia disse...

É normalissimo lances de fora-de-jogo serem mal ajuizados.
É normal penalties mal assinalados ou que ficam por assinalar.
Mas, o que se passou hoje em Old Trafford, num jogo que estava a ser visto em todo o Mundo, é uma vergonha para o futebol.

Este "erro" deste senhor árbitro turco não é aceitável, porque o lance não é duvidoso (não é daqueles lances que precisa de repetição e muito menos de imagens paradas ou de linhas virtuais traçadas no relvado) e ele viu perfeitamente.

ana disse...

parabéns pelo blog. de uma benfiquista

Pedro disse...

Já eu não percebo este fascínio pelo barcelona, a sério que não. Uma equipa de piscineiros... Enfim

Pedro disse...

Fred, estou contigo... O nani tinha que ser mais prudente na maneira que foi ao lance.

Hugo disse...

Também não percebo o fascínio por aquela equipa de piscineiros e bebés chorões.

Tiago Matos disse...

É um vermelho muito corajoso e bem visto! Basta ver bem o vído em que o Nani aparece de costas! Quando olha para o Arbeloa, mesmo tarde, não tenta evitar o contacto (por mais dificil que fosse) mas após o contacto ainda faz o movimento com a perna para "empurrar" o espanhol!
Nisto tudo, patriotismos à parte, o Nani é um burro!

littbarski disse...

Uma vergonha? Inacreditável? Que exagero... O Nani levantou a perna à altura do abdómen do Arbeloa e teve azar: acertou-lhe. O árbitro interpretou mal aquilo que se passou? Eu também acho que sim, que o Nani não viu o Arbeloa e que a intenção dele era jogar a bola. Mas aquilo que ele fez foi mais do que isso. Houve um choque e a fronteira entre jogo perigoso activo (com o pé levantado àquela altura) e o jogo violento nem sempre é assim tão clara. O árbitro decidiu mal. Ponto. Vergonha seria o Nani não ter tocado no Arbeloa e ter sido expulso.

De realçar as declarações do tão mal-amado Mourinho, inclusivamente por portistas (com razão, afinal, o homem só nos deu 2 campeonatos, 1 Taça de Portugal, 1 Supertaça, 1 Taça UEFA e 1 Liga dos Campões, o que é inacreditável - ou uma vergonha). Se fossem no sentido oposto, tinham outro destaque. Não?

Anónimo disse...

exactamente Nelson. Estes "haters" ao Real esquecem que o resultado na primeira mão é muito injusto. o Man Utd nem cheirou.
Sem dúvida que é mal expulso, mas por outro lado vimos um alex ferguson que coloca um tal de Rooney no banco até quase ao fim do jogo e que demora muito a mexer na equipa pós-expulsão.
Já agora gostava de dizer que se não for o Porto, gostava que o Dortmund vencesse esta competição.

Juca

Anónimo disse...

sem dúvida que foi imprudente e foi violento. mas nestes casos o cartão deve ser o amarelo, precisamente para diferenciar os casos em há intenção de acertar no adversário.

Anónimo disse...

Mourinho claramente a fazer-se ao lugar de old traford. alguém alguma vez viu Mourinho com tamanho fair-paly e honestidade??

Joao Goncalves disse...

No decorrer da jogada pareceu-me uma jogada perfeitamente normal que nem amarelo seria.

Assim que vi a repetição aquilo arrepia... a Lei é clara: Qualquer jogada que ponha em risco a integridade física do adversário é punida com Cartão vermelho.

Pode-se argumentar que o Nani só tinha os olhos na bola e tentou controla-la apenas, agora ao acertar nas costelas do Arbeloa com os pitons, colocou seriamente em risco a integridade física deste último.

A questão aqui não é da intenção do Nani, mas do resultado da sua acção já que o gesto de esticar o pé no ar daquela forma foi opção sua.

Eu faço a questão de outra forma... Se o Arbeloa tivesse saído do campo naquela entrada com 2 ou 3 costelas fracturadas, já era vermelho?

De qualquer maneira vi o jogo na Sky Sports, e os comentadores ingleses (onde estava o Steve Macmanaman e o Michael Owen), quando o jogo acabou acabaram por aceitar a decisão da expulsão, apesar de salientarem que em Inglaterra não teria sido expulso, mas pelo que está escrito nas leis do jogo, o árbitro não tinha outra opção.

DC disse...

Deu? Tinha-as comprado e ofereceu-as ao Porto?
E os outros títulos quem é que nos deu?
O Porto ganhou algum ou foram todos dados?

Já agora, onde estaria o Mourinho se o Porto não o fosse buscar ao Leiria?

Quem é que deu o quê a quem, afinal?

DC disse...

Eu também vi na Sky e os comentadores aceitaram sim foi calar-se face à argumentação do Graeme Souness que se notava estar extremamente feliz pelos acontecimentos.
Além disso estamos a falar de 3 históricos ex-jogadores do Liverpool e 2 ex-jogadores do Real Madrid. Não me parece propriamente um júri isento.

Pipas disse...

Jogo perigoso? WTF? qual jogo perigoso? Atingiu o Arbeloa pá, bem acima da cintura, aproveitou para o calcar e ainda simulou dores. Foi muito bem expulso.

Nani prejudicou foi a sua equipa.

Fred disse...

http://i.minus.com/ibm1HiFalVa7OM.gif

Dá para ver que depois de lhe ter acertado ainda tentou vincar mais o pé... e com intenção.

Nelson disse...

Claro que não, José Correia. Mourinho é uma rameira velha e sabidola. Como não sabe o dia de amanhã e gosta de cultivar a imagem "especial" que tem em Inglaterra, não se importa nem um pouquinho de ser desonesto intelectualmente.

Nelson disse...

Mourinho é uma rameira velha e sabida. Claro que este fair-play é uma charada do pior e claro que tem segundas intenções. O tipo não suporta perder e ganhar com a expulsão de Nani até lhe deve ter dado um "special" gozo! Só tem razão numa coisa: o Real jamais passava a eliminatória contra 11, porque simplesmente não joga a ponta de um chavo...

Bi-Bota disse...

Concordo plenamente. Pipas.
Muito bem expulso.
Sentiu perfeitamente que ía dividir o lance.
Não esquecer que andavam picadíssimos. Minutos antes tinha perdido uma dividida.
Não é a 1a vez que o Nani entra assim. A matar!

José Correia disse...

«Uma decisão inacreditável de Cüneyt Çakir, aos 56 minutos, quando o Man. United vencia por 1-0 e o Real Madrid não conseguia dar a volta ao texto, valeu a José Mourinho, Cristiano Ronaldo e companhia a qualificação para os quartos-de-final da Liga dos Campeões.»
Rui Dias
in Record

José Correia disse...

«Turco apressa triunfo do Real
O Real perdia por 1-0 desde os 47', quando uma insistência de Nani resultou num autogolo de Sergio Ramos, e o jogo apresentava-se complicado, mas o juiz Çakir interpretou mal um lance aparatoso entre Nani e Arbeloa, decidindo expulsar o português. (...)
O Real não teve culpa do erro inexplicável do árbitro turco do Portugal-Espanha do último Europeu, mas a expulsão de Nani foi determinante e promete ser tema de discussão, à escala planetária»
João Querido Manha
in Correio da Manhã

José Correia disse...

«Cristiano Ronaldo foi aplaudido e marcou no regresso a Old Trafford. Mas foi outro português, Nani, o protagonista involuntário do momento chave da noite, sendo (mal) expulso pelo árbitro turco Cuneyt Çakir, numa altura em que a sua equipa estava por cima, no marcador e no campo.»
in Maisfutebol

José Correia disse...

«A atuação do árbitro Cüneyt Çakir no encontro entre Manchester United e Real Madrid, na segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões de futebol, é o destaque da imprensa espanhola e britânica desta quarta-feira.

Em Espanha, o diário desportivo Marca considera que o Real Madrid "está a caminho da sua 10ª conquista na Liga dos Campeões" e "fechou uma semana de sonho em Old Trafford", mas o diário AS reconhece que "o árbitro ajudou" a equipa "merengue".

Na região da Catalunha, o Mundo Deportivo destaca "a vitória da arbitragem" e o jornal Sport apresenta uma fotografia de Nani a receber ordem de expulsão acompanhada com o título "Presente para Madrid".

A imprensa britânica destaca "um excelente jogo arruinado por um mau árbitro". O jornal The Sun considera "desastrosa a decisão de Cüneyt Çakir em expulsar Nani" e que esta "destruiu o Manchester United".

O jornal The Guardian e o The Independent afirmam que a intenção do extremo português em atingir Arbeloa "é questionável" e que o jogador "não colocou o seu adversário em risco de forma deliberada"

O jogo de Old Trafford ficou marcado pela expulsão do internacional português Nani, aos 56 minutos, numa altura em que os ingleses venciam por 1-0.

A expulsão foi considerada o lance crucial para o desfecho da eliminatória, que ditou a vitória da equipa espanhola por 1-2.»
in JN

littbarski disse...

DC disse:
«Deu? Tinha-as comprado e ofereceu-as ao Porto?
E os outros títulos quem é que nos deu?
O Porto ganhou algum ou foram todos dados?

Já agora, onde estaria o Mourinho se o Porto não o fosse buscar ao Leiria?

Quem é que deu o quê a quem, afinal?»

Deu o Mourinho ao Porto e deu o Porto ao Mourinho. Foi uma combinação perfeita.

Tão pefeita que não merecia tanta ingratidão de alguns adeptos portistas. Mesmo tendo em conta a forma como Mourinho saiu.

Porque, repito, 2 campeonatos, 1 Supertaça, 1 Taça de Portugal, 1 Taça UEFA e 1 Liga dos Campeões valem mais, muito mais, do que isso.

Viram a forma como o Ronaldo foi recebido em Manchester? Pois, não é para todos, não.

Sérgio Mayor de Andrade disse...

Totalmente de acordo! Post excelente. Parece que é obrigatório gostar-se doo Benfas de Espanha!

DC disse...

Pois não, também não é para todos acertar pormenores dum contrato com um semi-finalista da Champions quando ainda se pode vir a jogar a final da Champions com ele.
Também não é para todos não festejar o título com a equipa e os adeptos, também não é para todos dizer que o Porto é Palermo.

Se o Mourinho é mal recebida é pelo que fez, ninguém se lembrou de decidir de repente ser antipático com ele.

O que eu não percebo é a admiração fanática por uma figura que já nada tem a ver com o Porto, baseando-se em supostos "favores" que ele fez ao clube.
Se você gosta do Mourinho pelo menos tenha a capacidade de explicar porquê sem se basear em clichés como "ele deu tanto ao Porto". O Jesualdo também "deu" 3 títulos ao Porto e eu não apoio o Sporting e não tenho sequer grande simpatia pelo Professor.
É que se não o fizer parece aqueles patrioteiros que dizem que tem que se apoiar o Real porque tem portugueses...

Antonio Silva disse...

Passei o serão de ontem e esta manhã a conversar com adeptos ingleses (e não só) do Manchester United e, meu Deus, parecem autênticos lamps. Atiram as culpas todas para cima do árbitro e poupam o bêbedo escocês de toda e qualquer critica.

Um gajo que está a vencer a eliminatória em casa com pouco mais de 30 min para o fim e vê um tipo expulso (justa ou injustamente não vem agora para o caso) e só reage passados quase 20 min depois de sofrer dois golos??? Impressionante. No banco só tinha um gajo com qualidades defensivas: o Johnny Evans... que não usou.

O Mourinho mal se viu em vantagem mexeu logo na equipa ao meter o Modric. E depois de marcar o segundo golo não se coíbiu de reforçar a defesa e meteu o Pepe. Deu um banho táctico e uma lição ao Ferguson que ele até andou de lado.

A hubris do escocês é descomunal. Podia muito bem ter reforçado a defesa e, por mais feio que fosse, encostado o autocarro. Ninguém o iria crucificar por isso. Mas aconteceu o reverso da medalha: a inércia dele lixou a eliminatória e os adeptos tb não o criticam. É um parolo.

P.P.Cris disse...

Arbitro turco já para apitar os jogos do 5lb quando alinhar o Max Pereira.

Antonio Silva disse...

Já para não falar da hipocrisia/incongruência dos adeptos do United. Por um lado acusam o árbitro de ter expulso injustamente o Nani. E esses mesmos tacanhos exigem que se metam uns patins ao Nani "because he is not cut out for a big club like Man United".

Adeptos...

Pedro Ramos disse...

Se for possível um off-topic até porque nestes últimos dias como portista também tenho andado extremamente indignado, nao com este suposto assunto, mas sim com a apresentaçao, feita à dias, das últimas contas do clube.
E como tenho apenas os dados que foram publicados na CS, deixo a sugestao que este verdadeiro assunto seja abordado o mais célere possivel neste espaço por quem possa perceber mais e tenha mais dados do que eu, porque o meu sentimento neste momento é quase de ser burlado por esta direcçao, e espero que venha a ser corrigido, sobretudo em 2 aspectos:
1- A massa salarial aparentemente subiu 16%.
2- O valor das vendas de jogadores no inicio da época foi de 16m. (nao li em lado nenhum que se tratem sequer de mais valias).
Mesmo que nao queiram publicar, deixo à vossa consideraçao que abordem este assunto o mais rápido possivel.

littbarski disse...

«Se o Mourinho é mal recebida é pelo que fez, ninguém se lembrou de decidir de repente ser antipático com ele.»

Não. Quando muito, o Mourinho é mal recebido por uma parte daquilo que fez. Eu prefiro valorizar a outra parte.

Eu também não gostei da forma como o Mourinho saiu. E gostei menos ainda da forma como Villas-Boas saiu. Mas ambos deram tanto ao Porto (ou se preferir, retribuiram de forma tão perfeita a oportunidade que o Porto lhes deu), que eu prefiro recordá-los por esses momentos, que são, na minha opinião, aqueles que devem ficar para a posteridade.

É uma questão de escolha. Há adeptos que preferem recordar um treinador pelos encontros secretos com o futuro patrão ou pelas juras de amor quebradas. Eu prefiro os 3-0 ao Mónaco, a inesquecível final de Sevilha, os 5-0 ao Benfica, um campeonato histórico sem derrotas, a final de Dublin, coisas que nenhum professor conseguiu, nem nos seus melhores sonhos... É só isto.

To13 disse...

Não se entende o ódio que alguns adeptos têm pelo Mourinho.

Agradeço-lhe para sempre as melhores épocas que tive como adepto do Futebol Clube do Porto.
Saiu do FCPorto na altura certa, o mesmo não se pode dizer do Villas Boas.

Alexandre Burmester disse...

O Ronaldo nunca disse que ir a Manchester era como ir a Palermo.

Nightwish disse...

" FCP em Portugal nesta liga mafiosa e alvo sistematico do jogo violento dos seu adversarios com lances similares a este que passam impunes."

Cardozo, Luisão, David Luiz, Javi Garcia, Matic, Maxi Pereira, Coentrão... é só anginhos que não dão cotoveladas, não fazem entradas por trás, pela frente e pelos lados só às pernas.

DC disse...

Então e o que é que invalida que eu goste dos momentos do Mourinho no Porto (nem todos, lá está) e não possa desgostar do resto da carreira dele e criticá-lo agora?
Ele nem sequer joga metade do futebol que jogava no Porto!

Por essa ordem de ideias agora se o Mourinho fosse para o 5LB eu era obrigado a aplaudi-lo, quer ver?

Nightwish disse...

Também não percebo o fascínio por uma empresa de marketing só porque está cheia de portugueses broncos e mal-criados.

Anónimo disse...

Apesar de serem treinadores que tiveram sucesso no FCP e de ambos terem saido mal, sei perfeitamente distinguir um do outro.
Mourinho e como mto bem disse aqui alguem uma rameira hipocrita que aceita reunir-se na vespera com o possivel patrao.
As palavras dele ontem sao de um aparente e conveniente fair play, que ele no seu intimo nao tem, ou seja fala de barriga cheia, o que e bastante facil como todos sabemos...
Mesmo na saida foram diferentes o Villas saiu porque a oferta foi irrecusavel e nao andou a fazer as coisas as escondidas...
E por ultimo, uma coisa que valorizo mto e que apesar de tudo ajuda a explicar mta coisa...o VIllas e portista o Mourinho nunca o foi e nao e agora que vai ser.

littbarski disse...

Nem foi, pelo menos que eu saiba, ameaçado de morte por adeptos do Manchester... Mas, repito, para mim isto é secundário. Como é óbvio, cada qual é livre de valorizar aquilo que bem entender.

Passos de Coelho disse...

o villas não fez nada pelas costas??????????!!!!!

não me esqueço de ouvir Pinto da Costa dizer que desde que o villas tinha ido passar um fim-de-semana a Inglaterra que pressentiu que algo se poderia passar e logo nessa altura perguntou a Vitor Pereira se estaria pronto para um dia tomar conta da equipa.

Para mim o villas e tão portista como o mourinho. Querem é ambos o mais dinheiro possivel e o resto são canções de embalar meninos.

José Correia disse...

Em que é que dizer o óbvio - o árbitro turco cometeu um erro grave ao expulsar o Nani e esse facto foi absolutamente decisivo no desfecho do jogo e da eliminatória - significa que se gosta muito, pouco ou nada do Mourinho?

Ora, se foi o próprio Mourinho a reconhecer que o cartão adequado era o amarelo e que 11 contra 11 o Real não ganharia o jogo, qual é a dúvida?
A não ser que o Mourinho ao dizer isto, o tenha dito porque não gosta do... Mourinho.

littbarski disse...

É óbvio que ninguém é obrigado a gostar do homem ou a torcer pelo sucesso dele noutros clubes. Mas, pelo menos, aquilo que o Mourinho fez de positivo (e foi muito, mais do que qualquer outro treinador do Porto conseguiu) deveria, na minha opinião, valer mais do que esses episódios que só servem para alimentar a comunicação social do costume.

Alexandre Burmester disse...

Mas qual fascínio pelo Barcelona? Aqui no Porto sempre houve uma identificação com esse clube, independentemente de quem o treina ou de que tipo de futebol joga. Faz parte da cultura, como faz parte da cultura lisboeta ser-se pelo Real Madrid.

Miguel de Vasconcelos deixou muitos herdeiros.

Diga-se que o meu clube preferido em Espanha é o Celta de Vigo.

Anónimo disse...

É lógico que atiram as culpas todas para cima do árbitro. A decisão foi inequivocamente e ridiculamente injusta. Qualquer pessoa que tenha seguido os 90' do Bernabéu, mais os 56' de Old Trafford percebe claramente que é a expulsão o momento chave da eliminatória. Em Old Trafford então, a diferença pré e pós-expulsão é como da água para o vinho. Queria ver se fosse connosco (presumo que seja portista).

Seria facílimo meter mais um defesa, mas quem lhe garante a si que não seria até mais fácil assim para o Real marcar? Se fosse garantia, mais valia ter entrado com onze deles.

A estratégia de Ferguson para esta 2ª mão foi simplesmente brilhante (sem querer defender a personagem, de quem não sou nem pouco mais ou menos fã), e dependia de 11 jogadores em campo. Pontos-chave que saltaram mais à vista, Welbeck a encostar em Xabi Alonso obrigando o principal construtor de jogo do Real Madrid a jogar para trás limitando assim a cadência de passes frontais madrilena, influenciando de maneira decisiva a construção dos espanhóis. Dois médios de contenção, Giggs a fazer um trabalho de sapa simplesmente brilhante, prestando particular atenção às subidas de Coentrão, enquanto Rafael perseguia Ronaldo por zonas interiores e entre-linhas até encostar nos centrais. Nani como homem mais livre da zona intermédia já que pela frente tinha o elo mais fraco a desequilibrar do Real, que juntamente com Welbeck e Van Persie mal o United recuperava a bola procuravam diagonais e as costas dos opositores para bolas rápidas de rotura.

Esta estratégia revelou-se perfeita, até o Sr. Çakir decidiu estragar um grande jogo de futebol. Com menos 11, talvez até Ferguson preferisse deixar solto Arbeloa, mas o inteligentíssimo Zé de Palermo reage na perfeição retirando-o imediatamente e acrescentado Modric, fortíssimo no passe e no 1x1, adiantando Ozil e Ronaldo.

Concordo quando diz que Ferguson demorou demasiado a mexer, mas a reacção é imediata passando Welbeck para o lado esquerdo. Talvez devesse ter recuado imediatamente Van Persie para o trabalho sem bola que estava a ser protagonizado pelo Welbeck, já que após a expulsão Xabi Alonso ficou solto e logo se notou a sua capacidade de construção e bola longa.

Meter mais um defesa teria resolvido? Eheh, fosse o futebol assim tão simples.

E já agora, onde raio está essa hipocrisia/incongruência dos adeptos na questão Nani? Eu não lhes copio o papel, e não digo que Varela não seja jogador para o Porto, mas preferia claramente um melhor jogador para o seu lugar. Então se o Varela for alvo duma acção completamente injusta e despropositada em Málaga, que prejudique o FC Porto e desequilibre a balança da eliminatória, estarei a ser hipócrita/incongruente ao queixar-me desse FACTO?

LOL!

Adeptos... Esses seres diminuídos, que por suportarem uma equipa se tornam ainda mais limitados... Tss tss.

Antonio Silva disse...

Estou a tentar lembrar-me dum clube grande europeu que 15 minutos depois de ver um jogador expulso enfarda 2 golos de seguida... e não consigo.

Já vi o Porto ganhar em Alvalade depois de ver um gajo expulso e já vi o Porto enfardar 2 golos ao Benfica depois do Fucile ser mal expulso. Só o Nariz de tintol escocês é que se borrou todo.

Os técnicos do United escudam-se na expulsão para evitar assumir responsabilidades. Os adeptos já se sabe...

Antonio Silva disse...

Os adeptos não suportam uma equipa: apoiam-na. Isso é tradução em cima do joelho do inglês.

Alexandre Burmester disse...

A "comunicação social do costume" adora o Mourinho desde que ele saiu do Porto, até por que ele se presta a isso, tendo chegado a escrever uma coluna no Record e elogiado a imprensa desportiva portuguesa, que classificou de "gajos porreiros".

Anónimo disse...

vamos fazer aqui um exercício muito simples:

troquemos o nani pelo maxi pereira ou pelo andré gomes ou por outro qualquer jogador do benfica. (para uma reação ainda mais forte, troquemos o equipamento verde por um azul e branco e o aberloa pelo joão moutinho, lucho gonzález ou james rodríguez) agora revejamos o lance.

para mim, quem acerta com os pitões na zona da cintura e do tronco do adeversário, mesmo sem intenção (sendo que 'de boas intenções está o inferno cheio') deve ser expulso!

littbarski disse...

Está bem, Alexandre Burmester. E estou certo de que se conseguirá lembrar de mais uns quantos exemplos desses que, todos juntos, são uma minúscula gota de água, num mar de êxitos desportivos ao serviço do nosso clube. Felizmente, Pinto da Costa percebe isto. Percebe que os desentendimentos com Mourinho aquando da sua saída são uma ninharia, quando comparados com os benefícios que trazem ao Porto os sucessos dos seus ex-jogadores e ex-treinadores.

David Duarte disse...

Caro Burmester, quero apenas dizer-lhe que vi o jogo pela Fox e os comentarios de final do jogo com Roy Keane e Phil Neville.

O que quero sublinhar é a argumentação de Roy Keane (que não era dos mais meigos quando jogava). Para ele o vermelho é claro e evidente. Certo, o Nani nesse lance so tem olhos para a bola e não vê o jogador do Real. Mas, segundo o Keane, aquele pé no ar é inadmissivel porque muito perigoso jà que "o Nani não pode esperar ter, num jogo de Liga dos Campeões, 15 metros para jogar à vontade".

Jà o Phil Neville dizia que o Nani pôs-se a jeito do vermelho, mas que notava-se que o arbitro nunca esteve na pele de um jogador pois se tivesse estado saberia que o Nani apenas queria jogar a bola.

Na minha opinião era amarelo e pronto, assunto resolvido. Mas là que o Nani pôs-se a jeito, là isso pôs-se.

David Duarte disse...

Essa doi...