sábado, 30 de março de 2013

Coimbra tem mais encanto...

(Académica x FC Porto, Maisfutebol)

... vestida de azul-e-branco.

1º golo cedo, duas bolas na trave da baliza da Académica ainda nos primeiros 30 minutos, vitória por 3-0 sem espinhas (e sem penalties ou expulsões).

Com um Jackson muito trabalhador, mas distante do killer instinct que mostrou até ao início de Fevereiro, os dois primeiros golos foram marcados por dois defesas - Mangala e Danilo - com as contas a serem fechadas com um golaço improvável de Castro.

Moutinho jogou os 90 minutos, mas a umas rotações abaixo do habitual e Liedson voltou a não sair do banco porque, mais uma vez, Vítor Pereira teve de usar as substituições para gerir o estado físico de três jogadores - Lucho, James e Danilo, que terminou o jogo com caimbras.

Vitória tranquila do FC Porto, num jogo com 69% de posse de bola e em que não me lembro de uma única oportunidade flagrante dos estudantes (o lance mais perigoso resultou de uma paragem cerebral de Alex Sandro, que fez um jogo fraquito e parece andar com a cabeça noutro sítio).

E pouco mais há a dizer, mas sinto que falta alma a esta equipa, como se já não acreditassem na hipótese matemática de ainda chegarem ao título.

11 comentários:

Anónimo disse...

O golo foi de Mangala e não de Maicon. Vitória, justa, folgada mas sem brilho.

José Correia disse...

Claro. Já corrigi.

Mário Faria disse...

Este jogo teve um padrão muito próximo do que tem sido habitual. Muita posse, bom controlo, pouca capacidade de esticar o jogo e falta de jeito para impor um ritmo mais alto, porque falta velocidade e capacidade de explosão. Por esse facto, o FCP a par de algumas movimentações interessantes, permitiu - em demasiados períodos - que o jogo se arrastasse e a luta se subordinasse a um “corpo a corpo” muito localizado no centro do terreno. Essa incapacidade de ir para cima do adversário e manter a pressão mais próximo da sua área, torna o jogo mais previsível e pachorrento. Em suma, não sufoca. O FCP retira a bola ao adversário e começa por aí a consistência defensiva que a equipa apresenta mas, por outro lado, é certo sabido que vamos lidar e ter vencer uma equipa que junta as suas linhas e uma defesa muito recuada o que basta, não raramente, para nos colocar problemas muito complicados, pese a alta percentagem de posse de bola, quase tanta como de pouca emoção que o jogo provoca. Ontem, foi um pouco mais do mesmo, só que Mangala voou sobre os centrais, marcou cedo e mitigou essa dificuldade que se pressentia e me inquietava.
Apesar disso, acho que neste jogo estivemos melhor, sem deslumbrar. A equipa esteve mais coesa, a defesa esteve bem, Alex Sandro subiu bem na primeira parte e Danilo exibiu-se bem e deu um ar da sua graça, no segundo tempo. Lucho esteve melhor com Moutinho, ainda que este se exibisse a um ritmo moderado. James subiu uns furos, e Martinez ficou longe do que pode e sabe. Apesar da natural quebra porque passa, continua imprescindível. Não gostei de Ismaylov e Defour não foi convincente. Fiquei muito satisfeito por Castro ter marcado um belo golo e acho muito bem que VP lhe dê minutos, pois já demonstrou que pode ser reforço. Otamendi e Fernando em bom nível e Mangala provou que vai ser uma estrela do futebol mundial.
VP ganhou tempo e deve ter respirado de alívio. Na quarta-feira há mais.

Louro disse...

Não acho que haja falta de alma, gostei da atitude de todos.
Vai ser dificil vencer o campeonato mas continuo a pensar que tudo é possivel.O facto de apostarmos na posse de bola , faz com que os adversários coloquem o autocarro á frente da baliza. Por isso, é preciso que haja alternativas e tal aconteceu hoje no segundo golo do improvável Danilo!
O que me preocupa são as arbitragens e as nomeações a preceito dos jogos do titulo, afinal de contas para que servem os arbitros internacionais ??
Nos jogos do Porto qualquer falta dos nossos jogadores é amarelo na certa como foi o caso de Otamendi, um dos melhores em campo!No final 12 faltas da briosa dão lugar a 1 amarelo e 9 faltas do Porto dão direito a 3 amarelos!..isto sem contar as faltas por marcar sobre os nossos avançados:4!!
Vendo o jogo dos encarnados,o resultado é um disfarce daquilo que realmente aconteceu, basta ver as estatisticas do jogo!
No entanto, a 1ª parte foi uma farsa:
1º minuto - fora de jogo mal assinalado aos avançados do Rio ave que seguiam isolados para a baliza.
Com o resultado em 0-2 e depois de ver Ukra rematar á barra, o mesmo Ukra é travado na area por Matic mas o arbitro mostra-lhe amarelo e o servio fica impune.
No espaço que vai do 0-2 ao 0-3 vimos o Melgarejo a cometer duas faltas para amarelo mas fica impune , no entanto 4 jogadores do Rio-ave são admoestados por jogadas idênticas com o comentador Pedro Henriques da Sport TV, a dar conta desse criterio disciplinar!
Quando fazem o 5 a 1!, o Rio ave tem 6 amarelos e duas expulsões com uma duzia de faltas cometidas contra dois amarelos do encarnados ,mas o disfarce ficou melhor quando arbitro resolveu mostrar amarelos aos encarnados com o resultado feito ou seja 6-1 no score , 17-16 em faltas cometidas com 6 amarelos e um vermelho para os da casa e 6 amarelos e dois vermelhos para os forasteiros!
Estes arbitros são suspeitos na forma como apitam e os adversários dos encarnados acabam quase todas as partidas com 10 ou menos!
A imprensa e os adeptos podem andar eufóricos mas apesar de ter uma frente de ataque bastante demolidora não me convencem no resto.
Por isso , peço aos nossos jogadores que vençam os proximos 6 jogos com atitude e respeito pelos adversários, enquanto aguardo que o nosso adversário passe o Newcastle e que tenha de suar nas 1\2 finais na altura de ir á Madeira - basta um empate para os recebermos no Dragão com 2 pontos de diferença e depois logo se verá!
Eu acredito!

David Duarte disse...

"mas o disfarce ficou melhor quando arbitro resolveu mostrar amarelos aos encarnados com o resultado feito". Sim, é verdade que com o 5-1 o Rio Ave ainda podia recuperar. O arbitro fez bem em esperar pelo sexto golo do Benfica.

Filipe Sousa disse...

Hoje, logo após o amarelo ao Mangala, por uma falta "atreatrada" sobre um tal de Edinho, que passou o jogo todo a tentar enganar o árbitro, há uma entrada para, no mínimo dos mínimos, amarelo - mas se fosse vermelho, não se perdia nada - sobre o Danilo. Pois o sr. árbitro, nem falta marcou - vale tudo!

José Correia disse...

Nos jogos do Porto qualquer falta dos nossos jogadores é amarelo na certa como foi o caso de Otamendi, um dos melhores em campo!No final 12 faltas da briosa dão lugar a 1 amarelo e 9 faltas do Porto dão direito a 3 amarelos!..isto sem contar as faltas por marcar sobre os nossos avançados:4!!

Este aspeto tem sido evidente nos jogos do FC Porto. A facilidade com que os árbitros mostram cartões amarelos aos jogadores do FC Porto é muito diferente, diria quase inversamente proporcional, com que mostram aos jogadores das equipas adversárias (por faltas idênticas).

José Correia disse...

É óbvio que Moutinho não jogou ao mesmo nível que, por exemplo, jogou no FC Porto x Málaga. Mas, mesmo assim, fez a assistência para o 1º golo, a sua 10ª assistência no campeonato (12ª na época). Nada mau.

RBN disse...

Não consigo perceber as firulas e toquinhos de efeito desnecessários de Alex Sandro perto da nossa área.

Parece que está jogando de má vontade, com uma lentidão irritante.

O mesmo se aplica a toda a nossa defesa, que em momentos do jogo perto da nossa área, ao invés de despachar a bola pra frente, ficam a dar toquinhos curtos e por várias vezes perdemos a bola em local proibido e perigoso.

Era bom uma bronca generalizada do VP na defesa, Fernando incluído, para parar com essas brincadeiras inúteis que podem custar muito caro.

Basta ver na 1ª parte que Alex Sandro, ao invés de jogar sério e objetivamente, quis enfeitar uma jogada no ataque, perdeu a bola e deu o contrataque que gerou o cartão amarelo a Mangala, e já não joga com o Braga.

Lucho, uma 1ª parte pra esquecer, errou passes que ninguém acredita, mas o craque sempre tira um coelho da cartola e deu o passe magistral para o 2º golo.

Otamendi muito bem, Moutinho a meio gás é o melhor jogador que temos, sem sombra de dúvida.

Jackson muito isolado.

Liedson joga quando?

Resultado justo, até escasso pelas oportunidades de golo perdidas, mas repito, era bom uma bronca geral na defesa, Fernando incluído, para acabar de vez com essas firulas, toquinhos de efeito e brincadeiras perto da nossa área.

Anónimo disse...

Ontem na minha opinião a equipa do Porto esteve bem melhor do que antes da paragem do campeonato. Vitória merecida e sem espinhas. Não sei se foi por os jogadores estarem um pouco mais aliviados fisicamente; Lucho, por exemplo esteve menos cansado que o habitual (uma semana sem competir, hoje em dia para ele, é uma bênção); ou se foi mesmo porque alguns dos jogadores nucleares estiveram ás ordens de outros treinadores e não de VP. O que sei é que cada vez mais se nota a diferença que as oscilações de forma de Moutinho, fazem toda a diferença nesta equipa do Porto.

Mas não deixei passar em claro a seguinte notícia do “O Jogo”

http://www.ojogo.pt/Futebol/1a_liga/Porto/interior.aspx?content_id=3137857

- - - Treinador do River Plate explicou porque prefere um jogador do Benfica na equipa titular...

O treinador do River Plate, Ramon Diaz., não escondeu alguma desilusão com Iturbe, jogador emprestado pelo FC Porto até junho… "Experimentei-o em várias posições e não me convenceu", admitiu Ramon Diaz… mas vai ter de esperar por uma oportunidade, porque é ele ou Rodrigo Mora [uruguaio cedido pelos encarnados]. Vi o Iturbe com dificuldades táticas, noutros sectores", acrescentou para justificar a sua posição. - - -

Como é possível que um jogador que esteve este tempo todo no FC Porto e na Europa, vá para uma equipa Sul-Americana e revele dificuldades TÁTICAS!!! Na minha opinião só demonstra que VP não soube trabalhar convenientemente o jogador; potencial ele tem que sobre. Até achava normal, Iturbe não ser opção por mais de mil e uma razão, agora por questões tácticas! Um dos factores mais importantes no Futebol Europeu. Como é possível? Todos sabem que a componente TÁTICA é um das vertentes do jogo mais importantes para se singrar no futebol europeu, e que muitas das vezes é esse o factor principal que faz com que pérolas Sul-Americanas só se tornem em jogadores de corpo inteiro precisamente na Europa. E um treinador que se preze para fazer carreira num clube médio Europeu; tem que dominar a vertente TÁTICA. É bom recordar que o Porto não é um clube médio…é um clube TOP.

Boa Páscoa a todos.

Filipe Sousa disse...

E porque o jogador não cumpre, por alguma razão misteriosa,a culpa é do treinador? Não será que, pura e simplesmente, o jogador não presta?