sexta-feira, 15 de março de 2013

Frase do dia

‎"O que fizemos na Champions foi desvalorizado".
Vitor Pereira

O FC Porto venceu a Champions League? Não!
O FC Porto foi às meias-finais da Champions League? Não!
O FC Porto foi aos quartos-de-final da Champions League? Não!
O FC Porto ganhou o seu grupo na fase regular da Champions League? Não!
O FC Porto foi eliminado por um gigante europeu depois de uma eliminatória intensa, de grande futebol, golos, espectáculo? Não!

Sinceramente Vitor, o que é que se desvalorizou nesta edição da Champions League à parte da confirmação da falta do teu pedigree como treinador top e o de muitos dos teus jogadores como eventuais estrelas globais?

40 comentários:

D.Liberal disse...

o vitó não presta e deve ir para a rua no final da época independentemente de ser ou não campeão nacional. fim de conversa sobre o treinador mais mediocre desde o Fernandez/Couceiro.

Fernando Coimbra disse...

O FC Porto fez boas exibições na fase de grupos? Sim!
O FC Porto perdeu o seu melhor jogador já depois do início da época? Sim!
O FC Porto no conjunto dos 2 jogos foi superior ao Málaga? Sim!
O FC Porto tem alguns adeptos bipolares de 8 ou 80? Sim!

José Correia disse...

Miguel, a frase completa é esta:
“Percebo que no momento da eliminação é isso que se valoriza e o que foi feito de bom é desvalorizado, mas a equipa tem de ter consciência do trabalho que fez. Fizemos grandes jogos nesta Champions, passámos uma imagem de grande qualidade e fomos a única equipa portuguesa que passou a fase de grupos. Fomos eliminados dando a cara, olhos nos olhos, querendo ganhar da nossa forma”


É verdade que o FC Porto fez grandes jogos na LC desta época. FC Porto x PSG e FC Porto x Málaga são dois bons exemplos e basta reler o que disseram os jogadores e treinadores das equipas adversárias no final desses dois jogos.
Quantos grandes jogos é que o slb de JJ (o desejado por alguns portistas) fez na LC?

E também é verdade que o FC Porto foi a única equipa portuguesa que passou a fase de grupos.
Sim, eu sei que a memória é curta, mas enquanto o FC Porto garantiu o apuramento para os oitavos após os quatro primeiros jogos, o slb ficou em 3º lugar, num grupo com o Spartak Moscovo e Celtic, enquanto que o SC Braga ficou em 4º lugar (!!), perdendo os dois jogos com o Cluj (!!!).
Contudo, vá lá saber-se porquê, VP é muitíssimo mais criticado do que Peseiro ou JJ.

Joaquim Lima disse...

Fernando, isso de ser superior é relativo. Teve mais posse de bola? Sim, muita mais. Criou mais perigo que o Málaga, não, de todo!!!

Joaquim Lima disse...

Não acredito que o VP seja mais criticado que o Peseiro. É evidente o descontentamento com o treinador pela maioria dos adeptos daqui de Braga, não é é muito falado na comunicação social.

Mas com o mal dos outros posso eu bem! Agora o nível de exigência pedido a um treinador do FCP tem que ser muito maior que o nível de exigência de qualquer treinador de qualquer outro clube português. E o que se pede a um treinador do Porto é que passe a fase de grupos (VP passou com grande mérito) e que faça boa figura nos 8avos de final, coisa que não aconteceu com o Málaga!

Hélder disse...

É a *uta da vergonha. Ao grande FC Porto, exige-se muito mais do que isto!

DC disse...

"confirmação da falta do teu pedigree como treinador top e o de muitos dos teus jogadores como eventuais estrelas globais"

Mancini, Touré, Aguero, David Silva, Samir Nasri, Kompany, Maicon, Hart, Dzeko...

Benitez, Mata, Lampard, Ramires, Terry, Torres, Hazard, Cole, ÓScar...

Wenger, Cazorla, Podolski, Sagna, Vermaelen, Wilshere, Arteta, Walcott...

Spaletti, Bruno Alves, Criscito, Witsel, Hulk, Shirokov...

Jorge Jesus, Cardozo, Lima, Matic, Garay, Ola John...

Apenas alguns dos treinadores que confirmaram "pedigree como treinador top" e jogadores que mostraram incapacidade para ser "como eventuais estrelas globais".

E o mais engraçado é que muitos destes já nem pelo título nacional lutam...



Não sabia que os abutres gostavam tanto deste tempo fresco...

miguel disse...

La estamos nós com as vitórias morais, neste clube isso não funciona, ou ganhamos ou ganhamos.
Este senhor VP, não serve os interesses do FCP, não tem espírito de campeão, como não tiveram outros no passado.

Anónimo disse...

CHAMADA DE ATENÇÃO ao Caro Miguel L. Pereira.

Miguel, não sei se reparou, mas EQUIVOCOU-SE ao denominar a esta citação do triste Vitor Pereira: "O que fizemos na Champions foi desvalorizado" como a FRASE DO DIA.

Por favor onde se lê "Frase do dia" deve-se ler "PALHAÇADA DO DIA".

Abraço.

bruno cláudio disse...

precisamos de um treinador de champions, guarda redes de champions, laterais de champions e banco de suplentes de champions. (e jogadores portugueses!!)
sem isso, luta-se por ganhar um campeonato medíocre, jogando a um nivel medíocre, e mais uma taçita ou outra pelo meio a gigantes como paços, estoril e similares.
ps - com este plantel, e com uma ou outra dispensa dificil de justificar, este treinador tem que fazer mais e melhor, puxar mais por alguns jogadores que justificam pouco o investimento feito neles!
já nem falo de resultados, digo jogar bom futebol!

Nightwish disse...

Yawn... Já cansa e já nem irrita estar sempre a ler o mesmo, é simplesmente aborrecido.

Mário Faria disse...

1)Gostava que os problemas da equipa se limitassem à incapacidade do treinador;
2)Era grave se o treinador desculpasse o insucesso com a “desistência” de Moutinho de lutar pelo lance do primeiro golo e ou o excessivo adiantamento de Helton, se criticasse a “palermice” de Defour e se zurzisse em Otamendi pelo lance do segundo golo,
3)O VP quis valorizar o trabalho da equipa por chegar aos oitavos. Acho que fez bem . A equipa não precisa de ser mais desvalorizada ;
4)É sempre bom conhecermos o culpado, julgá-lo e se possível influenciar no merecido castigo. É o que espera VP, segundo a vontade de muitos ;
5)Pela parte que me toca, só peço uma moratória enquanto pudermos lutar pelo campeonato.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Eu já abordei várias vezes esta temática e também como no passado sei que muitos portistas não concordam.
O principal defeito de VP é não saber o enquadramento do poder instituído quer em Portugal quer na UEFA. Para mim era óbvio que tudo apontava para uma arbitragem tendenciosa e VP não teve em consideração todo o ambiente criado em Espanha. Comete repetidamente esse erro em Portugal com árbitros que sabemos que são militantes dos chifrudos e que vão para condicionar.
Na UEFA com um mafioso a dirigir (Platini) e um dirigente dos árbitros castelhano, era minha convicção que depois da 1ª mão em que a imprensa espanhola fez uma campanha esmagadora do golo fora de jogo que tudo iria ser feito para condicionar.
Aquela arbitragem foi tipo português em que se mostra amarelo à mínima falta.
Por isso logo que o Defour ficou amarelado pensei que não terminava o jogo.
O erro principal é do jogador pois uma falta daquelas é de quem só tem 2 neurónios e entraram em conflito.
A sensação que fico após conferência é que O VP ou é Naiffe ou então os jogadores ligam à terra. Mesmo condicionando a estratégia deve substituir jogadores amarelados (com arbitragem encomendada)que não se sabem conter (Ex: Defour, Fernando, Castro, Mangala, …)
Quanto à equipa sinceramente que acho que nem é tão má como demonstrou no jogo mas também não é tão boa como acham alguns adeptos e jogadores.
Começando por Helton, desde o início da época que venho dizendo que teme o Fabiano (que deveria ser o GR) Tem vindo a cometer erros básicos: sistemáticas falhas na reposição de bola em jogo (pontapé para a frente) que são quase sempre entregas ao adversário, depois como a defesa tem poucos erros e por isso tem poucas intervenções (felizmente) por vezes inventa e compromete e mais grave está um pusilânime exemplo golo invalidado (eu nem sei como passou esse erro a nosso favor).
Se o Costinha criticou o James então o que dizer do Fernando será que não aprendeu com o erro do ano passado? Quando o Fernando acha que merece ir à seleção do Brasil está tudo dito.
Por fim por um lado fiquei desiludido por termos sido eliminados por uma equipa como a do Málaga mas por outro lado acho que não passaríamos a próxima eliminatória e temia algum vexame.
Veremos se no próximo jornada terminou a época.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Zé,

Felizmente, a minha bitola não é nem o Jorge Jesus nem muito menos o José Peseiro, como treinadores, nem o Benfica e o Braga como clubes. Se eu entendo que o FCP tem de lutar para estar no top 8 da Europa, não é seguramente com essas equipas que nos temos de comparar. Acho que depois de uma hegemonia de 25 anos, há muito que a simples comparação com os clubes portugueses tem de ser substituida com a comparação com as nossas referências na Europa.

O FC Porto disputou oito jogos nesta Champions e fez dois bons jogos. É uma média muito fraquinha. Principalmente para quem quer ser alguém no concerto europeu.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Fernando,

O FCP fez um bom jogo na fase de grupos, com o PSG em casa. Perdeu o seu melhor jogador porque quis, porque não soube planear essa mesma época tendo em conta que, para aliviar as contas, Hulk ou Moutinho teriam de sair, sim ou sim, e portanto isso não é desculpa.

Quanto à superioridade, é perfeitamente discutível. Que temos potencial para ser melhores que o Málaga, sem dúvida. Que tivemos mais posse de bola e que no Dragão jogamos melhor que o Málaga na Rosaleda, também. Mas o Málaga levou a eliminatória ao seu terreno, sofreu o mínimo de golos fora e marcou mais em casa (incluindo um mal anulado quando ainda tinhamos 11 em campo). Por isso mereceu passar. Se a bitola do Fernando é comparar-se com o Málaga, força. Eu exijo um clube melhor!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Mário,

Está claro que o VP não é o único problema do FCP e, pessoalmente, não acredito sequer que seja o mais grave. Agora não acredito que tenha nada que valorizar no trabalho da equipa, chegar aos Oitavos devia ser o mais básico do mundo para um clube como o FCP, especialmente se foi segundo num grupo onde as outras equipas eram o Dinamo de Kiev e de Zagreb. Não vejo nenhum mérito nesse resultado, e se queremos ser um grande da Europa, como a hegemonia em Portugal parece inquestionável, esta é uma péssima imagem para mandar ao resto do futebol europeu: queixas dos árbitros sem motivos e valorização a uma equipa por serviços minimos conseguidos!

Daniel disse...

Analisando a prestação do FCP na Champions 2012/2013 penso que foi positiva no global. O objetivo minimo, traçado no inicio da época, foi cumprido. Podemos agora discutir se o objetivo oitavos-de-final é curto para uma equipa como o FCP mas isso são outras conversas.

À luz do que eram os objetivos traçados, o VP cumpriu. Atingiu a qualificação com apenas 4 jogos realizados, o que pode nem ser considerado um grande feito tendo em conta a qualidade das equipas presentes no grupo, mas ainda assim bem melhor do na época anterior, se bem se lembram.

Ainda sobre o VP, continuo a achar que não é treinador para o FCP apesar de reconhecer uma subida de rendimento significativa da época anterior para esta. É um treinador que dá a sensação não puxar pelos jogadores, não espicaça, não motiva, enfim algo amorfo até.

Quanto aos jogadores, penso termos alguns excelentes atletas para integrar o 11 base, mas enquanto plantel existem ainda algumas lacunas e este ano não me parece muito equilibrado senão vejamos:

GR:
Helton - bonzito e experiente mas em fim de carreira
Fabiano - veremos no futuro o que dá...
Kadu - com potencial para crescer.

LD
Danilo - muito aquém do exigível a quem custou perto de 15M...
David Bruno? - falta concorrência ao Danilo embora Maicon e Otamendi possam fazer a posição.


LE
Alex Sandro - também desconfiei pelo valor pago mas está a cumprir.
Quiñones? - falta concorrência ao Alex embora Mangala possa fazer a posição.

DC
Maicon - teve a infelicidade da lesão mas bom jogador, seguro.
Otamendi - está a mostrar-se melhor do que parecia inicialmente.
Mangala - um monstro, vai pegar no 11, excelente polivalência
Abdoulaye - deixa crescer.

MC
Fernando - nada a provar, excelente jogador
Moutinho - o motor do meio campo, o melhor jogador do FCP na minha opinião.
Lucho - um senhor jogador, mas 32 anos já não dão para tudo..
Defour - vai ser importante a curto prazo, muito bom.
Castro - um jovem raçudo que sente a camisola como poucos e custa ver desperdiçar assim...
Sérgio Oliveira? porque não?

EX
James - qualidade superior mas a lesão veio atrasar o desenvolvimento.
Izmaylov - acrescenta alguma experiência e qualidade com a bola no pé mas pouco mais. Sem velocidade.
Varela - possante, rápido e quando está confiante é perigoso, mas raramente está confiante...
Atsu - promete mas falta decidir melhor.
Kelvin - corre muito e produz pouco que se veja.

AV
Jackson - excelente como provam os quase 30 golos que já leva.
Liedson - não compreendo esta contratação...
Sebá - parece que é dos melhorzitos da equipa B, vamos ver.

Concluindo, é também com alguma tristeza que vemos ano após ano o esquecimento na aposta em jogadores jovens portugueses que bem poderiam integrar o plantel numa ou outra posição deficitária. Mesmo as 3as e 4as escolhas que vêm da equipa B completar o plantel, são na sua grande maioria estrangeiros.

Kadú - Angola
Abdoulaye - Senegal
Quiñones - Colômbia
Atsu - Gana
Sebá - Brasil

Enfim, dias melhores virão :D

Mário Faria disse...

Miguel,
Como explicar os desaires de equipas como o Chelsea, o MCity, do Zenit, do Liverpool, do Atlético de Madrid ..... Acha que estes clubes estão preocupados com a imagem ? Todos nós que gostamos do futebol sabemos muito bem que estas coisas acontecem, porque no futebol é mesmo assim. Essa dramatização ocorre quando “estas coisas do futebol” acontecem com o nosso clube. Não é a imagem que nos preocupa é a dor e o estranho peso que uma incidência meramente desportiva nos causa. É como se nos desprestigiasse pessoalmente. Alguns até falam em vergonha. Porquê se reconhecemos que estas coisas são próprias do futebol ?
Acho que o treinador fez bem em valorizar o que tem sido feito e não é altura para vir confessar-se em público ou fazer um autocritica pelo ocorrido. É óbvio que o jogo não correu bem e que a equipa técnica e os jogadores estão conscientes que não conseguiram vencer, também por culpa própria e muita, talvez. Não preciso que se humilhem a admiti-lo publicamente, porque tenho a certeza que o reconhecem. Mas a vida continua e não vale a pena chorar sobre leite derramado.
Considero este dramatismo à volta desta derrota excessiva e o que me constrange é a perda de uma importante receita e as sequelas que pode deixar na equipa.
Isso sim, preocupa-me bem como a condição física da equipa. Porto sempre !

Duarte disse...

Fernando, o Porto ficou num grupo fácil da fase de grupos? Sim!

Vítor Pereira foi um privilegiado por em dois anos ter ficado duas vezes no pote 1 (coisa inédita no FCP, mas para a qual ele nada contribuiu)? Sim.

O Porto perdeu o seu melhor jogador? Sim, acontece todos os anos, não foi com VP que isso começou a passar-se.

O FC Porto tem adeptos bipolares? Já se questionou se essa bipolaridade não está intimamente à inconstância da equipa de semana para semana? É que se calhar tem tudo a ver.

Duarte disse...

A questão não é os problemas se limitarem a VP. A questão é que VP, para muitos, não merece críticas nenhumas em circunstâncias nenhumas.

Anónimo disse...

Confesso que acho o Barcelona superior ao PSG, o Celtic superior ao Kiev, e o Spartak superior ao Zagreb.

Bluesky disse...

Uma coisa é certa, se Vitor Pereira não serve para o FC PORTO por ser fraco, então despeçam todos os tecnicos dos clubes ingleses que não meteram ninguém nos quartos-de-final da Champions... e a Liga inglesa é a melhor do Mundo a par da espanhola, dizem!
Isto é futebol e Vitor Pereira ainda é um aprendiz com um longo caminho pela frente!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Mário,

"Estas coisas do futebol" fazem, sem dúvida parte, do espirito do jogo e da condição de adepto. Mas no FC Porto nas provas europeias não são a excepção, são a regra. E isso é um problema.

Eu não sou adepto do City, Chelsea, Zenit, Liverpool ou Atlético mas se fosse pensaria exactamente o mesmo com a diferença de que, excepto o Pool, nenhum desses clubes tem o pedigree europeu nem é o maior clube do seu país como nós somos.

O que eu não entendo é o que é o que o treinador encontra como movito para valorizar. O que foi bem feito que não devia ter sido bem feito com Vitor Pereira ou com Rui Quintas no banco? O FCP entrou directamente na UCL, ficou em 2º num grupo com dois Dinamos, não ganhou o grupo e veio para casa com uma equipa "inferior" nos Oitavos. Não entendo.

Gostaria, por uma vez, de ter um treinador com o caracter suficiente para entoar mea culpa, de um grupo de jogadores com o caracter suficiente para dar a cara pelo clube, pelos adeptos que foram até Málaga, pelos que ficaram em casa a sofrer. Para a maioria dos adeptos, se a equipa vencer o título nacional em Maio, vão ser momento de festa e celebração. Esses adeptos talvez se esqueçam de que vencer a liga não é só um objectivo, é uma obrigação, uma consequência natural de quem ganha 4 de cada 5 títulos no futebol português dos últimos 30 anos.

Eu, pessoalmente, preferia estar dois ou três anos sem ser campeão, com o irrelevante que isso começa a ser, e nesses três anos estar sempre nas meias-finais da Champions League. Mas para isso é preciso mudar a mentalidade pequena de estar constantemente obcecado com o que faz o Benfica e ganhar a liga só para ter mais titulos do Benfica e pensar que o dinheiro, o prestigio e o sucesso que significa estar no top 8 e 4 da maior prova desportiva de clubes do mundo significa!

Anónimo disse...

"Eu, pessoalmente, preferia estar dois ou três anos sem ser campeão, com o irrelevante que isso começa a ser, e nesses três anos estar sempre nas meias-finais da Champions League." Miguel, acompanho-o em algumas das críticas que faz a VP, nomeadamente a um certo sacudir de água do capote que ele fez (falar de arbitragem após o jogo foi inenarrável),já não consigo é acompanhá-lo na frase que citei. Longe vão os tempos dos 19 anos sem ganhar campeonatos, o que de alguma forma possibilita uma tirada assim. Embora não concorde com ela, ela tem um fundo salutar: fomos mal habituados entretanto, e ainda bem. Não ganhámos o grupo, é certo, mas atentemos à história: fizemos 13 pontos, houve um treinador (Mourinho) que fez 11, também ficou em segundo e foi campeão da Europa. Outros tempos, outra equipa e treinador, mas lá está, não ganhar o grupo não foi trágico. A tragédia foi a concepção do jogo de 4feira, qualquer adepto experimentado que tenha visto aquele onze ficou com um mau pressentimento, que se confirmou. Podemos até continuar a carpir Málaga, o que é natural, mas exige-se agora uma resposta determinada na Madeira, embora com a actual condição física da equipa, eu esteja apreensivo. Cumprimentos, TFA

Porquinho do Ganges disse...

Alô, daqui um adepto do futebol! Ver O FCPorto ultrapassar o ParisSG e ser eliminado por uma equipa inferior como o Málaga, é desanimador. Venha o Pedro Emanuel em 2013-14 !!
E ainda estou a tentar perceber a contratação de Izmailov dos lados de Alvalade e principalmente o Liedson: a quem pedir responsabilidades??
Obrigado.

José Correia disse...

Perdeu o seu melhor jogador porque quis, porque não soube planear essa mesma época tendo em conta que, para aliviar as contas, Hulk ou Moutinho teriam de sair

Miguel, vamos admitir que tens razão nesta tua afirmação.
Que culpa tem o VP deste facto?

José Correia disse...

a minha bitola não é nem o Jorge Jesus nem muito menos o José Peseiro, como treinadores

Tínhamos de estar de acordo em alguma coisa... ;-)

E, felizmente, não fazes parte dos portistas que pertencem ao clube de fans do JJ.

José Correia disse...

O FC Porto disputou oito jogos nesta Champions e fez dois bons jogos

Miguel, na tua opinião, os quatro jogos que o FC Porto fez contra o Dinamo Kiev e Dinamo Zagreb foram maus?

Daniel Gonçalves disse...

Há um pormenor de que eu discordo no post. Temos excelentes jogadores no plantel, alguns deles seriam alternativas num Barça, num Man United, Bayern Munique, num Arsenal etc. Claro que não são Messis ou Maradonas, mas com estes jogadores e esta equipa tinhamos lugar de caras nos 8 melhores da Europa.

Miguel Lourenço Pereira disse...

José,

Absolutamente nenhuma. Não disse que a tinha!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Zé,

Não foram maus, mas os rivais eram tão manifestamente inferiores, que não os posso julgar na mesma bitola que os jogos com a exigência do PSG e do Málaga. É o mesmo que dizer que o FCP fez 5 bons jogos nas primeiras 10 jornadas de liga, 3 contra o Benfica, Sporting e Braga e dois com o Estoril e o Olhanense. Naturalmente que, partimos do principio, que os jogos não são do mesmo nível mesmo a qualidade esteja lá, porque o nível de exigência é radicalmente diferente.

Relembro que o Dinamo Zagreb é a pior equipa com participação na fase de grupos nos 2 anos em que participou!

Miguel Lourenço Pereira disse...

DC,

É curioso, eu achava que tanto o City como o Chelsea tinham caido em grupos "da morte" com Real Madrid, Dormtund, num caso, e Shaktar e Juventus no outro, o que significava que havia dois treinadores e dois planteis que ficariam de fora sim ou sim. Não jogaram contra PSG e Dinamos ainda que, por certo, os próprios adeptos dos respectivos clubes se estejam a fazer a mesma pergunta que eu.

O Arsenal foi eliminado pelo Bayern, juntamente com o Barcelona, a melhor equipa da Europa. Não vejo nenhuma vergonha nisso.

O Zenit é um caos, um sério caso de um clube muito, muito mal gerido, e não um exemplo que eu queira ver repetido no FCP por nada de este mundo.

O quinto clube, já disse em cima, não é para mim bitola de comparação com o FC Porto, por muito que a mediocridade de alguns possa pensar que isso é factível, lamento por isso.

O curioso também é que a liga inglesa é bastante mais lixada que a liga portuguesa e, hellas, mesmo assim, o VP vai em segundo no campeonato - dependendo de si mesmo - um detalhe que certamente lhe terá escapado.

Miguel Lourenço Pereira disse...

TFA,

Lá terei de explicar os matizes. Eu não disse que gostaria de estar três anos, como em 2000-2003, sem vencer o título por manifesta incompetência, por planteis de terceiro nível, por treinadores incompetentes, por uma SAD que perdeu o rumo e que teve de dar uma boa volta a si mesma para reencontrar-se, muito menos voltar aos anos da travessia no deserto.

Mas gostaria que os recursos e a mentalidade do clube fossem mais concentrados na Champions e menos na liga, que chegar aos Oitavos não seja o objectivo habitual e apenas o ponto de partida mesmo que isso signifique abdicar da Taça de Portugal ou da Liga num ano ou outro, ainda que acredite que ambos os objectivos são perfeitamente compatíveis, particularmente porque jogamos um campeonato só contra um rival.

Se o FC Porto ficasse três épocas seguidas pelas meias da Champions ganharia mais dinheiro do que ganhasse a liga três anos seguidos (e caísse em Oitavos), teria muito maior prestigio internacional na Europa do que se vencesse três ligas seguidas e os seus activos seriam muito mais valorizados do que só tivessem no CV três titulos de liga.

Miguel Correia disse...

Enfim, a Champions foi um pesadelo maa considero fundamental ganharmos o Campeonato este ano, essencialmente por duas razões:

- Os nossos rivais estão a apostar tudo na conquista do Titulo. Segundo eles, a hegemonia do Porto pode ser quebrada na era JJ, pondo o seu histórico a 2-2. Repito, é muito importante evitarmos isso pois acredito que dávamos um golpe mortal neste Benfica de JJ. (Treinador saia e voltava a instabilidade).
- A segunda razão é porque acho que a próxima pré - temporada vai ser decisiva. Parece contraditório, mas ao mesmo tempo que temos alguns desequilibrios no plantel tambem existe uma base excelente para construir uma super equipa para o ano. Senão vejam:
Partindo do principio que não sai ninguem, Danilo, Maicon, Mangala e Alex Sandro fazem uma defesa de outro mundo.
Fernando, Moutinho e JAMES À FRENTE DELES formam um trio de Meio Campo brutal.
Bastava-nos contratar 2 bons extremos ao estilo de Sálvio (jogador que admiro) para servir o Jackson e construia-se um 11 formidável.
Bem sei que estou a fazer uma análise simplista mas o meu coração de adepto faz-me sonhar com esta equipa. Só falta o Treinador...Domingos Paciência não merece uma chance?
No entanto, reforço a ideia inicial... TEMOS DE SER CAMPEÔES ESTE ANO!

Abraço

José Correia disse...

OK Miguel, nisto até podemos estar de acordo, mas então o que não faz sentido é dizeres "o FC Porto disputou oito jogos nesta Champions e fez dois bons jogos. É uma média muito fraquinha".

Quanto muito, poderias ter dito:
"o FC Porto disputou quatro jogos nesta Champions dignos de registo (contra PSG e Málaga) e fez dois bons jogos. É uma média ..."

Nightwish disse...

Em relação à arbitragem, penso que o que se passou na cabeça do VP foi que o Málaga na primeira mão pode controlar o ritmo do jogo através de umas cacetadas bem dadas e o FCP não pode fazer o mesmo no segundo jogo e infelizmente precisava.
Era bom que fosse sempre igual em todos os jogos, mas não é assim.

Hugo disse...

Ui somos todos muito bons a fazer o totobola à segunda feira.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Zé,

A diferença é que nos 4 jogos que disputamos, a média é do 50%, nada do outro mundo. E nos outros 4, apesar de termos jogado relativamente bem, podiamos e deviamos ter jogado melhor, as diferenças entre as equipas não se reflectiram totalmente no resultado (com o D. Kiev ainda passamos algum que outro aperto)! Por isso a média parece-me positiva em pontos e negativa em performance!

Diário de um Dragão disse...

100% de acordo, Fernando.

Segundo o texto original só 3 ou 4 vezes na história do Porto é que se vez algo de valorizar na Champions League.

O FC Porto fez uma boa fase de grupos, sempre com boas exibições e foi eliminado numa eliminatória em que globalmente foi melhor. Se isto serve de consolo? Não, não serve, mas deve-se valorizar o que foi feito de bom e corrigir o que houve de mal e não deitar tudo fora e começar tudo de novo sempre que há contrariedades.

Luchugo disse...

Miguel, só mesmo um super-optimista para afirmar que nao vamos vender ninguém este defeso.

Moutinho sai de certeza, James e Jackson se tiverem propostas irrecusáveis, e, quicá, um dos nossos magníficos centrais Otamendi ou Mangala.

Eu julgo que 2 sairão: aposto em Moutinho e Mangala.

Também creio que VP não renove. É um treinador polémico para os adeptos e a SAD deve querer refrescar as ideias.