quinta-feira, 28 de março de 2013

O passivo financeiro do Grupo FC Porto

Já ouvi comentadores de outros clubes dizerem na televisão, que desconheciam qual era o passivo financeiro do Grupo FC Porto, acusando o FC Porto de não apresentar contas consolidadas envolvendo o clube, a SAD e as empresas associadas (do perímetro de consolidação). Bem, ao contrário do que essas e outras insinuações davam a entender, parece que no que diz respeito ao passivo financeiro não havia muito a esconder.

(clicar para ampliar)

Acho interessante que adeptos de outros clubes aparentem estar preocupados com as contas do Grupo FC Porto, mas eu se fosse benfiquista ou sportinguista estaria era bem mais preocupado com os colossais passivos financeiros desses clubes.

54 comentários:

Anónimo disse...

Acho que O Jogo cometeu uma calinada (mais uma!):

136 MIL MILHÕES de Euros?!!!

Vamos ter de chamar a Troika

José Correia disse...

Eu sei que para alguns dos frequentadores habituais do 'Reflexão Portista', esta notícia publicada no O JOGO de hoje não vem nada a calhar.

Mas o texto do artigo é bem claro acerca dos passivos financeiros dos Grupos FC Porto, slb e sporting.
- Grupo FC Porto: 136 milhões de euros
- Grupo slb: 237 milhões de euros
- Grupo sporting: 260 milhões de euros

Será que é gralha?
Se calhar, para alguns e para algumas teorias que tenho lido na caixa de comentários, dava jeito que fosse.

Anónimo disse...

Sou o anónimo que comentou anteriormente.
Sou Portista.
E reafirmo o que disse, o quadro tem uma gralha, pois diz em cima "VALORES EM MILHÕES DE EUROS"
E depois tem no quadro "136 000", "21 670"
Então seriam 136 MIL MILHÕES de Euros.

Não é difícil entender pois não?...

Anónimo disse...

Bem caro José Correia, eu diria que deveríamos estar todos igualmente preocupados. Escrevi aqui mais do uma vez; com o mal dos outros posso eu bem. Como também já escrevi aqui, que se pode abrir falência por 1 euro, como por 100 Milhões de euros. A dimensão do buraco para os credores é que pode fazer diferença, para os falidos é igual. Estão irremediavelmente falidos. Em conclusão quando se constata os passivos de FCP, SLB e SCP; percebe-se que eles são enormes. É verdade, que o passivo do FCP, como o do SLB, estão neste momento controlados e não tem tido problemas de financiamento; já o do SCP, até á eleição do actual presidente, estava completamente descontrolado e o financiamento não estava garantido.

Mas é como eu disse atrás a falência tanto se dá por um euro, como por cem milhões. Basta um destes clubes por qualquer motivo não conseguir financiar a sua divida a curto prazo e rapidamente fica numa situação análoga ao que aconteceu a Portugal, com a entrada da Troika.

Dito isto, também não deixo de salientar como já comentei em outro artigo anterior a este; que com outra visão mais esclarecida por parte do presidente; as contas do FC Porto poderiam ser muito diferentes para melhor e sem necessidade de condicionar o presente e hipotecar o futuro do FC Porto, como infelizmente ele se encontra.
Até me socorri a uma analogia automóvel; a um dado momento o presidente resolveu comprar a crédito um Ferrari, quando só tínhamos capacidade para comprar e fazer a respectiva manutenção de um automóvel familiar de gama média; com o intuito de ganhar a corrida interna que era disputada com os senhores da 2ª circular, que conduziam dois chaços velhos, um deles na altura era mesmo uma verdadeira sucata e conduzido pelo aldrabão do V.A. Ou seja um Ferrari para quê? Para fazer uns brilharetes muito de vez em quando na Europa dos ricos. Um exemplo tipicamente português de viver bem acima das suas possibilidades.

E prova do que escrevo, está na diferença de cerca de 100M que existe entre o nosso passivo e o do SLB; que analisando bem, não é motivo para regozijo. É que basta ver onde se encontravam os passivos de ambos os clubes na altura da saída de VA do SLB e onde se encontram actualmente. Na realidade se queremos fazer comparações, temos que comparar o comparável; e ter em conta não só os passivos, mas também os respectivos activos. E não nos podemos esquecer que só ultimamente é que por exemplo o SLB, começa a estar regularmente na LC e a fazer grandes vendas, ao contrário do Porto; que o faz há muitos mais anos.

Cumprimentos a todos.

José Correia disse...

Não, é até muito fácil de entender o que você escreveu. E também é muito fácil de perceber por que razão você se preocupou em destacar uma gralha no quadro (em vez de "valores em milhões de euros" deveria estar "valores em milhares de euros"), quando o texto do artigo de O JOGO é muito claro e não deixa dúvidas.

José Correia disse...

prova do que escrevo, está na diferença de cerca de 100M que existe entre o nosso passivo e o do SLB

Coisa pouca...
Olhe, a mim 100 milhões de euros de diferença no passivo financeiro não me parece coisa pouca.

Sabe qual é o valor do empréstimo obrigacionista que a slb SAD aprovou na sua última AG?
80 milhões de euros!

Considere uma taxa de juros de 8 ou 9% e calcule os juros anuais que a slb SAD vai ter de pagar anualmente, só para suportar este novo empréstimo obrigacionista, cujo valor é inferior à diferença do passivo financeiro dos dois Grupos.

José Correia disse...

basta ver onde se encontravam os passivos de ambos os clubes na altura da saída de VA do SLB e onde se encontram actualmente

Diga lá, para a gente saber.

Anónimo disse...

Estas contas do grupo FCP estão auditadas por alguma Entidade independente? As dos Milhafres estão. É que só assim é que há garantias que as continhas estão todas certas.
É bom não esquecer que nesta coisa dos números, há leituras para todos os gostos. Depende muito da perspectiva do que se quer dar e de quem as dá.

José Correia disse...

se queremos fazer comparações, temos que comparar o comparável; e ter em conta não só os passivos, mas também os respectivos activos

E, por acaso, os activos do Grupo slb são superiores aos do Grupo FC Porto?

Vejamos:

1) Valor do Plantel (*)
- FCP: 163 MEuros
- slb: 156 MEuros

(*) Fonte: transfermarkt
http://www.transfermarkt.co.uk/en/fc-porto/startseite/verein_720.html
http://www.transfermarkt.co.uk/en/sl-benfica/startseite/verein_294.html

2) Estádio
- FCP: pertence ao clube
- slb: já foi "diluído" (integrado) na SAD

José Correia disse...

Estas contas do grupo FCP estão auditadas por alguma Entidade independente?

Então não se vê logo que isto são "números martelados" e inventados pelo Angelino Ferreira, para enganar os sócios do FC Porto que foram à AG do clube?

tico disse...

o sportem e o benfica têm mais de 100 milhões de passivo do que o FC Porto? Ufa, já posso dormir descansado.

Anónimo disse...

Obrigadinho ó Zé* por me colocar no lugar do advogado do Diabo.
Sabe, eu até prefiro que assim seja. Faço questão de questionar e “escarafunchar” tudo ao que ao FC Porto diz respeito, seja o bom ou o mau. De ilusões, já me basta as que me são impingidas pelos políticos deste país. Gosto muito de viver na realidade.
O José Correia, não sei se reparou, mas o artigo em questão faz menção e analogia ao PASSIVO FINANCEIRO e não ao PASSIVO GLOBAL. No artigo AF, refere que o PG do Grupo FCP é de 217 Milhões de euros. Não sei se estas contas do Grupo estão ou não auditadas, como estão por ex as do SLB.
Mas vamos por partes, o que eu acho importante e legitimo é comparar o que é comparável; e pelos dados que tenho só posso comparar os respectivos R&C das respectivas SAD`s (O do SLB, engloba todo o Grupo). Desta forma quando analisamos os últimos R&C, temos os seguintes dados retirados via copy paste dos mesmos:

Os capitais próprios da FC Porto – Futebol, SAD voltaram a ser positivos, atingindo, a nível individual, os 2.256m€.
Os capitais próprios consolidados da Benfica SAD equivalem a um valor positivo de 9,7 milhões de euros.

Estamos a falar numa diferença positiva a favor do SLB, de 7,5 Milhões de euros, quanto a capitais próprios diz respeito.
Quanto aos respectivos Activos e Passivos, temos os seguintes dados:

Activo FCP: 220.239 M / Passivo FCP: 220.054 M / (A-P= 0.185 mil euros)
Activo SLB: 420.990 M / Passivo SLB: 411.263 / (A-P= 9.754 Milhões euros)
Como se pode constatar é uma outra perspectiva dos números, menos favoráveis ao FC Porto por comparação. Se considerarmos esta diferença em termos de quem está mais perto da falência técnica; podemos dizer que a FCP Sad está bem mais perto do que a SLB Sad… mas lá está falido por 1euro é igual de falido por 100 Milhões.

*(Caro J. Correia, não leia no Zé, nenhuma falta de respeito pela sua pessoa, que me merece todo o meu respeito; é mais pela piada da situação de eu como Portista estar fazer advogado do Diabo.)

Anónimo disse...

"basta ver onde se encontravam os passivos de ambos os clubes na altura da saída de VA do SLB e onde se encontram actualmente"
Diga lá, para a gente saber."

É publico que quando VA saiu do SLB, deixou-o com capitais próprios negativos; ou seja FALIDO. Hoje isso não acontece; como se pode constatar pelo R&C da SAD. O capital próprio é positivo em mais de 9 milhões de euros.

Anónimo disse...

Caro José Correia; não me leve a mal, nem muito menos pense que eu estou a comportar-me como um "Chico-Esperto" ou a fazer o papel de que eu é que sei.
Mas, lamento informá-lo que os activos não se resumem ao valor do plantel.
Como noutro comentário que lhe acabo de deixar aqui e aguardar publicação.

Aqui fica um copy paste dos respectivos Activos e Passivos de FCP e SLB, publicados no último R&C das respectivas SAD`s:

Os capitais próprios da FC Porto – Futebol, SAD voltaram a ser positivos, atingindo, a nível individual, os 2.256m€.

Os capitais próprios consolidados da Benfica SAD equivalem a um valor positivo de 9,7 milhões de euros.

Activo FCP: 220.239 / Passivo FCP: 220.054 / (A-P= 0.185 mil euros)
Activo SLB: 420.990 / Passivo SLB: 411.263 / (A-P= 9.754 Milhões euros).

Quanto ao ponto 2)Estádio: Lá está, por isso é que o AF veio falar em resultados do Grupo para poder comparar com os resultados do Grupo SLB e SCP. Se falamos em grupo, não interessa a quem pertence o estádio se ao clube, se á Sad. Pois é a soma dos activos e passivos de ambos que resulta os activos e passivos do grupo.

José Correia disse...

É publico que quando VA saiu do SLB, deixou-o com capitais próprios negativos; ou seja FALIDO

Você leu o título deste artigo?

Conforme é referido na notícia de O JOGO, por passivo financeiro entende-se o valor das dívidas à banca e/ou resultantes de empréstimos obrigacionistas.

No seu comentário anterior, o anónimo benfiquista escreveu: "basta ver onde se encontravam os passivos de ambos os clubes na altura da saída de VA do SLB".

Portanto, volto a desafiá-lo: diga lá quais eram os passivos financeiros de ambos os Grupos na altura da saída de Vale e Azevedo do slb.

Não sabe?
Não me diga que veio para aqui mandar "postas de pescada" falando do que não sabe.

José Correia disse...

O José Correia, não sei se reparou, mas o artigo em questão faz menção e analogia ao PASSIVO FINANCEIRO e não ao PASSIVO GLOBAL

Não, não tinha reparado, aliás o título do artigo deve ter sido escrito por você...

Anónimo disse...

Caro José Correia, fiz simplesmente uma pergunta, não estou a fazer nenhum juizo de valor, muito menos estou acusar o AF de enganar os sócios. O que sei é que oficialmente não existe nenhum GRUPO FC PORTO, mas sim o FC Porto Clube e a FCP SAD; dai as contas serem apresentadas em separado. Logo como é normal estas contas do GRUPO FCP não são mais que uma extrapolação de um somatório simples e não oficial das contas do Clube e da SAD... logo é natural que não sejam auditadas... ou não é.

José Correia disse...

pelos dados que tenho só posso comparar os respectivos R&C das respectivas SAD`s (O do SLB, engloba todo o Grupo)

OK. Já percebi que não lhe interessa discutir, nem comparar, os passivos financeiros dos Grupos FC Porto e slb (eu sei que os benfiquistas não gostam, mas não leve a mal eu continuar a escrever slb em minúsculas).

Consideremos, então, apenas as SAD's.
O passivo financeiro da FC Porto SAD é de 106 milhões de euros.
Qual é o passivo financeiro da slb SAD?

Anónimo disse...

Caro José Correia não é minha intenção ofendê-lo. Se por acaso o ofendi, desde já as minhas sinceras desculpas, mas foi sem intenção.
Estou simplesmente de uma forma educada e saudável a comentar através do meu ponto de vista pessoal o artigo em questão.
Por isso é que acho muito redutor fazer comparações como aquelas que AF teve necessidade de fazer para justificar o obsceno passivo financeiro do FC Porto. Deixo aqui um exemplo, só para reforçar aquilo que eu quis no fundo dizer:
Quem é que tem a maior divida pública do mundo? Para quem não sabe, são os EUA. O que não implica que eles estejam piores, ou tenham mais dificuldades em cumprir com os seus compromissos que Portugal por exemplo.
Espero que me tenha feito compreender sem pruridos de qualquer espécie?

José Correia disse...

Quanto aos respectivos Activos e Passivos, temos os seguintes dados:
Activo FCP: 220.239 M / Passivo FCP: 220.054 M / (A-P= 0.185 mil euros)
Activo SLB: 420.990 M / Passivo SLB: 411.263 / (A-P= 9.754 Milhões euros)



O artigo é sobre o PASSIVO FINANCEIRO mas, pelos vistos, isso é um assunto que não lhe interessa discutir. Provavelmente, entende que isso é um problema de quem emprestou dinheiro aos clubes (Bancos e subscritores de obrigações), certo? Pois...

Quanto ao Activo da slb SAD, diga lá em quanto é que foi valorizado o estádio da Luz?

E, já agora, acha que esse ativo é transformável em dinheiro, se a slb SAD precisar de cash para acorrer a compromissos?

Anónimo disse...

Caro José Correia, não é uma questão de interessar ou não. Para mim discutir quem está melhor ou pior, tendo em conta só os passivos financeiros é de facto muito redutor.

Quanto ao escrever slb ou SLB; BENFICA ou benfiquinha; Milhafres, galináceos etc... para mim é me indiferente. Faça como bem quiser, que a mim não me ofende de certeza. Até acho piada.

Quanto ao passivo financeiro da SLB Sad; não sei lhe responder neste momento a essa questão; tenho que ir consultar o último R&C deles para lhe poder dizer.

Mas calculo que seja bem mais elevado que o nosso; mesmo tendo em conta que os capitais consolidados deles são superiores aos nossos em cerca de 7,5 milhões de euros. Então vejamos, o passivo total do slb é maior que a da FCP Sad em cerca de 191 milhões. Como igualmente os seus activos são cerca de 200 milhões, superiores aos nossos. Em conclusão, estamos a falar, seja para baixo como para cima em valores na ordem dos 200 milhões. Logo calculo que o rácio da divida vs capital próprio por comparação, esteja situado proporcionalmente na mesma ordem de grandeza.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Não sei de quem é responsabilidade (FCP ou Jogo)mas esta notícia confirma o que penso de quem edita (não me refiro ao post ) sobre questões valores.
Vejamos no quadro está como referência milhões de euros o que corresponde a uma divida financeira de 136 007 milhões de € (65% da divida do estado)i.e. 136 007 000 000€ dito à americano e a mais alguns gurus de economia que estudaram no States 136 biliões de euros.
Interessante seria comparar a evolução da divida, pois o que tenho na memória é que se tem substituído um empréstimo obrigacionista por outro de um valor muito superior e isso com é óbvio aumenta o serviço da dívida. A juros do último empréstimo obrigacionista são no mínimo 10,88 Milhões de euros se juntarmos os custos associados aos empréstimos equivale à receita bruta da LC de 2001/2012, se isto é controlar a divida percebe-se muito bem porque se tem acabado com certas modalidades.

José Correia disse...

no quadro está como referência milhões de euros o que corresponde a uma divida financeira de 136 007 milhões de € (65% da divida do estado)i.e. 136 007 000 000€ dito à americano e a mais alguns gurus de economia que estudaram no States 136 biliões de euros

Caro, isto foi, obviamente, um erro de O JOGO, e já foi discutido e esclarecido em comentários anteriores.

Anónimo disse...

Isto tudo depende da cor das lentes dos óculos de leitura.

Eu uso uns azuis mas de vez em quando tenho uma tendência danada para tentar ler sem óculos. Depois dá no que dá, não vejo nada do que o José Correia conseguiu interpretar.

E quero lá saber das contas dos outros. Aqui em casa nem durmo só de imaginar que o meu vizinho da rua de baixo está a pagar mais ao Banco do que eu.

A malta do Chipre também devia menos que Portugal e agora é o que se vê. É anedótico tentar encontrar pontos positivos numa realidade financeira desastrosa.

Joao Goncalves disse...

O que acho piada é os Benfiquistas continuarem a acreditar que tem 420M activos para cobrir o passivo... isso é que é mesmo engraçado.

O FCP estima cerca de 220M de activos e o Benfica 420M... engraçado nisto tudo é que se realmente fosse tudo a liquidação, o valor de mercado real das sociedades/clubes seria muito maior para o FCP pois basta ver a cotação REAL dos activos de ambos os clubes.

Estes números são para enganar adeptos com uma bela engenharia financeira/contabilística.

Engraçado engraçado foi ninguém ter referido que o Javi Garcia valia quase 40M€ contabilisticamente falando e que deu 20M€ de prejuizo, contabilisticamente falando.

E porque o Benfica não ficou com essa perda? Renovam-se uns contratos; aumentam-se umas clausulas; revalorizar-se os jogadores assim; e destruirei-se o valor desse passe pelos anos do abate contabilista. Brilhante!

E os adeptos ficam todos contentes porque antes deviam 200M e agora 400M, mas, calma, os capitais próprios são positivos!

Pera aì que tenho de ir ali às finanças, dizer que o passe do meu futuro Filho está avaliado em 1M€ e que vai ficar como investimento estruturam a ser 6 anos no meu IRC. Volto já.

José Correia disse...

O que é anedótico é ver/ler indivíduos (portistas, pseudo-portistas, benfiquistas, ...) virem para a caixa de comentários do 'Reflexão Portista' dizer que o FC Porto está mais endividado que o slb, que está em fim de ciclo e outras "anedotas" do género.

Joao Goncalves disse...

Então além de ler INTERPRETE.

O Que acima está claro é que o FCP tem um custo de financiamento real de cerca de 136M€ com 50M€ a caírem aquando do vencimento das diversas prestações.

O que quer isto dizer? Essencialmente que a curto (quiçá médio) prazo a coisa está definida e que obviamente, iremos continuar a ser um clube investidor/vendedor, para continuar a manter o passivo financeiro controlado.

E em PT, não poderia ser de outra forma pois a nossa economia e população, não é grande o suficiente para impulsionar financeiramente clubes como o FCP e SLB (como é o caso de Espanha, Inglaterra, Itália ou Alemenha)

José Correia disse...

Caro anónimo, continuando a discutir a sua (e não só) tese "o slb está financeiramente melhor que o FC Porto", vou repetir algumas das perguntas que ficaram sem resposta, para ver se aprendo umas coisas:

- Quanto é que o slb pagou em juros no exercício 2011/12? E o FC Porto?

- Considerando uma taxa de juros de 8 ou 9%, quanto é que o slb vai pagar anualmente em juros apenas relativamente ao novo empréstimo obrigacionista, de 80 milhões de euros, que a slb SAD aprovou na sua última AG?

- O passivo financeiro da FC Porto SAD é de 106 milhões de euros. Qual é o passivo financeiro da slb SAD?

- Relativamente ao Activo da slb SAD, em quanto é que foi valorizado o estádio da Luz (e que faz parte desse activo)?
Esse ativo (estádio da Luz) é facilmente transformável em dinheiro, se a slb SAD precisar de cash para acorrer a compromissos?

alex disse...

Não me lembro de ter lido coisas positivas a respeito do FCP, nos comentários dos anónimos. Uma vez o meu filho pediu-me dinheiro pelo telefone para arranjar os dentes. Eu dava-lhe o dinheiro sem hesitar. Mas ele acrescentou a seguinte frase que me deixou de pé atrás: " se não acreditas eu mando-te o orçamento do dentista ", sem me ter dado tempo sequer a que eu dissesse alguma coisa. Fiquei à espera do orçamento que nunca chegou. O mesmo me acontece quando um participante, ainda por cima anónimo, tem necessidade de dizer " eu sou portista, mas"...

alex disse...

Lentes azuis? Compreendido! O que o anónimo aqui tem defendido é o ponto de vista dos benfiquistas. Não há dúvida de que a saúde financeira de todos os clubes não é famosa(exceptuando o P. Ferreira, ao que se diz). Mas os passivos do FCP e do SLB têm subido porquê e para quê? Porque os orçamentos são muito elevados para as posses dos dois clubes e são elevados para obter melhores resultados desportivos. Assim sendo, o passivo do FCP tem correspondência desportiva extremamente positiva; Quanto ao SLB a correspondência desportiva é catastrófica. Desvalorizar as conquistas, principalmente internacionais, do FCP alcançadas por este tipo de gestão enquadra-se na estratégia de todos os agentes afectos ao Benfica para não reconhecer que o grande clube português da actualidade é, inquestionavelmente, o FCP.

Anónimo disse...

Caro José Correia; eu como sou intelectualmente uma pessoa honesta, tive o cuidado de escrever que é igual abrir falência por um euro como por cem milhões. A falência em qualquer dos casos será sempre um facto. Nunca aqui tentei deturpar factos e dados disponíveis nos R&C de ambos os clubes. Simplesmente limitei-me a mostrar como se pode jogar com os números, conforme os interesses ou perspectivas de quem os interpreta. Agora a realidade dos números essa é imutável. Um exemplo concreto daquilo que acabo de escrever, foi a entrevista dada ontem por José Sócrates á RTP.

Quanto ao seu desejo de querer aprender umas coisas com as minhas respostas ás suas perguntas. Lamento-o informar que a minha profissão não é a de professor, que nunca o desejei ser, e não é hoje que o vou ser.
Mas se quiser saber quanto o FCP e slb pagou em juros no exercício de 2011/12; aconselho a fazer o que eu normalmente faço; vou ler os respectivos R&C. O que neste caso ainda não tive essa oportunidade.

Também desde já o informo que não sou nem tarólogo e muito menos bruxo. Portanto não consigo adivinhar quanto é que o slb e/ou o FCP poderão vir a pagar de juros em futuros empréstimos. O que sei é que os juros referentes a qualquer tipo de operação de financiamento, estão dependentes de variadíssimos factores, que a qualquer momento podem mudar de acordo com as partes e como é natural condicionadas pelas condições de mercado.

Mas pelos vistos o José Correia ou é bruxo, adivinho ou é benfiquista e tem informações privilegiadas em relação á forma como é que a direcção do slb, se vai financiar até ao valor limite de 80 milhões de euros. Acabo de ler o comunicado á CMVM e nada foi garantido, que eram 80M, mas sim que a direcção poderia garantir financiamento até aos 80M; e nada obriga que seja no mercado obrigacionista. Pelos visto as teses ou as incorrecções não são pratica minha.

Quanto ao valor do passivo já lhe respondi, ainda não tive oportunidade de ir ler com olhos de ler, de modo a obter essa informação de forma a não me equivocar. Não gosto fazer como outros que mandam umas bocas para o ar, e depois exigem dos outros que provem aquilo que podem provar por eles próprios.

Quanto ao estádio da Luz, não sei, como também não sei em relação ao do FCP. O que sei é que não é num dia para o outro que se faz dinheiro com bens imóveis. Por isso escrevi aqui que neste momento tanto FCP como slb estão endividados até á medula, mas têm a sua divida controlada; mas basta acontecer algo parecido com os mercados ou com a conjectura como aconteceu quando foi o caso de Portugal e essa divida controlada dá lugar á falência. Repito e foi aqui que sempre quis chegar perdido por um perdido por mil. O resto é manobra da SAD para justificar o endividamento obsceno e que na minha opinião não justificação plausível.

RBN disse...

Eles lá do sul não estão minimamente preocupados com o meio bilhão de euros de passivo dos sl barbies, nem com o montante quase lá chegando dos fidalgos falidos.

Dizem as más e as boas línguas que o orelhas investiu cerca de 150 milhões de euros numa unidade hoteleira no Brasil.Donde vem tanto dinheiro? Coincidentemente, o passivo encornado aumentou mais ou menos um valor parecidíssimo com esta quantia durante o tempo em que o orelhudo lá manda.Mas isto não interessa, certo?

O que realmente interessa aos abutres é cada mísero céntimo que o Pinto da Costa gaste e que não dê resultados,isso é que interessa.

Passam a vida nisto...

Anónimo disse...

O João Gonçalves colocou o dedo na ferida, nesta discussão, que alguns discutem no género daquela, que a minha é maior que a tua.
A única coisa importante para esta conversa toda, é se quem deve, ou quem necessita de se financiar; tem ou não investidores interessados e se consegue ou não corresponder ás garantias e exigidas pelos investidores e ás suas expectativas de financiamento. E esta premissa não é exclusiva do futebol, é em qualquer tipo de investimento e em qualquer mercado. Vide o caso de Portugal; quando não conseguiu financiar-se, porque não conseguia corresponder ás exigências dos possíveis investidores… toca a chamar a troika. Vide o caso do SCP, o mais paradigmático do que acabo de escrever. Está numa condição económica e financeira de falência. Mas enquanto conseguir encontrar financiadores vai sobrevivendo… a que custos… isso é outra história.
Estou de acordo com o anónimo que refere que entra em falência seja por um euro seja por 100M.



Pedro Góis.

José Rodrigues disse...

Bem, eu por acaso tambem achei piada 'a gralha e ao comentario do anonimo. Um bocadinho de sentido de humor nunca fez mal a ninguem...

José Rodrigues disse...

Bem, eu ja' aqui tinha dito q o FCP (no seu universo) estava em melhor estado do q o slb.

Nao esta' dramaticamente melhor (ate' pq o slb tem melhores receitas estruturais do q o FCP numa ordem de grandeza que quase elimina o que pagam a mais de juros devido ao maior passivo financeiro - i.e. uns 8M/ano a mais do q nos em juros), mas "melhor".

Sublinho esse ponto: o slb ter 100M a mais de passivo financeiro parece uma diferenca brutal, mas na pratica isso traduz-se no handicap de terem q pagar uns 8M/ano em juros a mais do q nos, o q ja' nao e' tao brutal como isso - para mais quando, tendo em conta as tais maiores receitas estruturais deles, e' um handicap esbatido em boa parte.

Isto presumindo q arranjam quem lhes continue a fazer emprestimos (ainda q a taxas relativamente altas), o q arranjam sempre (ate' pq gozam de muito boa vontade).

Mas falando mais em detalhe de nos proprios, isso de "ter o passivo financeiro controlado" tem muitas nuances, nomeadamente o q se quer dizer por "controlado".

"Controlado" no sentido de termos todas as condicoes para evitar a falencia, sem duvida.

"Controlado" no sentido de termos todas as condicoes para manter a competividade desportiva... nao. Como ja' expliquei anteriormente.

Falando so' da SAD (ja' excluindo a divida da Euroantas, i.e. da construcao estadio, e do clube), sao ja' bem mais de 10M/ano q se vao, so' em juros (sem sequer abater a divida), e isto quando a situacao do resto das contas nao e' nada famosa.

Ha' 4 anos atras era de metade (5M/ano), e como disse nao e' so' por os juros terem aumentado: o passivo bancario DUPLICOU nos ultimos anos.

Resumindo e concluindo, e repetindo o q escrevi em artigo recentemente: para mantermos nos px anos a mesma competividade europeia q tivemos nos ultimos anos, os nossos dirigentes vao precisar de bastante mais engenhodo que tem precisado ja' que nao vai haver possibilidade de gastar aos 40M ou 50M/ano em contratacoes como temos gasto (va' la' q este ano ainda "so'" gastamos 21M).

JOSE LIMA disse...

Caro José Correia
Peço desculpa mas vai aqui uma grande confusão. O benfiquista/anónimo está a misturar o Passivo Total com o Financeiro que, obviamente já lá está integrado.
O benfiquista/anónimo, além de não perceber patavina do que está a falar, não conhece os números. O Passivo Total da SAD do clube da treta a 31/12/2012 (página 16 do RC do 1º semestre) é de 393M€. Isto, apenas, com as sociedades que consolidam a SAD. Ainda faltam umas sociedades imobiliárias e turísticas que andam por lá escondidas, o Rugby, uma tal de “SGPS”, e não sei quantas mais… Nem vale a pena falar disso. Se somarmos este Passivo da SAD com o do benfica/clube (mais ou menos 130M€), ultrapassa os 520M€.
No Futebol Clube do Porto, as contas são bem mais simples. O Passivo Total da SAD é de 217M€ a que podemos juntar mais 42M€ do Porto/Clube, encontramos um Passivo Total daquilo que normalmente é designado por Grupo FCPorto de 259M€, ou seja, metade da “instituição”.
Isto são uns “shadows” que andam por aqui a ruminar. Não vale a pena perdermos tempo com tão ruins defuntos.
Abraço

José Correia disse...

Sentido de humor? Por favor...
A observação do anónimo visou, unicamente, tentar descredibilizar a notícia de O JOGO.

José Correia disse...

o slb ter 100M a mais de passivo financeiro parece uma diferenca brutal, mas na pratica isso traduz-se no handicap de terem q pagar uns 8M/ano em juros a mais do q nos (...)
Falando so' da SAD (ja' excluindo a divida da Euroantas, i.e. da construcao estadio, e do clube), sao ja' bem mais de 10M/ano q se vao, so' em juros


Há qualquer coisa nestas tuas afirmações que não batem certo.

A diferença entre os passivos financeiros dos Grupos slb e FC Porto (237 - 136 = 101 milhões de euros) é sensivelmente igual ao Passivo Financeiro da FC Porto SAD, que é de 105,5 milhões de euros.

Assim sendo, os juros anuais a pagar (nos próximos anos) nestes dois casos também deverão ser semelhantes. A não ser que tu sustentes que o Grupo slb se financia a uma taxa 2% inferior à taxa a que se financia o Grupo FC Porto.

José Correia disse...

o slb tem melhores receitas estruturais do q o FCP numa ordem de grandeza que quase elimina o que pagam a mais de juros devido ao maior passivo financeiro

Presumo que te estejas a referir às SAD's dos dois clubes, certo?

Ora, será que, nos próximos anos, a slb SAD irá ter melhores receitas estruturais do que a FC Porto SAD?

Bem, eu dou de barato que a slb SAD tenha receitas superiores às do FC Porto SAD nas seguintes rúbricas:
- bilheteira
- % das quotizações transferidas do clube para a SAD
- merchandising

Contudo, para mim não é nada claro, bem pelo contrário, que a slb SAD vá ter nos próximos anos receitas superiores às do FC Porto SAD na principal rúbrica de receitas ordinárias: os direitos televisivos.
Sobre isto, recordo o seguinte:

Em 08/04/2011, a FC Porto SAD prolongou o contrato de cedência dos direitos de transmissão televisiva até ao termo da época 2017/2018 (o anterior terminava em 2013/2014).

http://web3.cmvm.pt/sdi2004/emitentes/docs/FR32967.pdf

Este novo contrato prevê contrapartidas adicionais de 82,8 milhões de euros, o que significa 20,7 milhões de euros por cada uma das 4 épocas de prolongamento do contrato.

José Rodrigues disse...

"O Passivo Total da SAD é de 217M€ a que podemos juntar mais 42M€ do Porto/Clube, encontramos um Passivo Total daquilo que normalmente é designado por Grupo FCPorto de 259M€"

Nao falta ai' a Euroantas e a FCP Servicos Partilhados?

José Rodrigues disse...

"A não ser que tu sustentes que o Grupo slb se financia a uma taxa 2% inferior à taxa a que se financia o Grupo FC Porto."

A FCP SAD diz no seu R&C q paga em media 8.3% de juros nos emprestimos bancarios (valores quase identicos nos obrigacionistas).

A slb SAD nao o menciona explicitamente, mas calculando (dividindo o total de juros pagos pelo total do passivo financeiro) da' uma media de 6.7%.

Perto de 2%, portanto, arredondando (para quem quiser ser muito picuinhas: 1.6%).

Olhando para alguns detalhes nos R&C, parece-me q isto se deve muito mais aos 1) tipos de emprestimos, 2) quando foram contraidos e 3) a duracao do q a qualquer boa vontade da banca para o slb.

Dito isto tudo... sinceramente nao vejo qual e' a relevancia de 2M a mais ou a menos no contexto do q estava a ser discutido (i.e. a "big picture").

José Rodrigues disse...

Ja' agora (e nao e' q faca diferenca no computo geral) parece-me q falta o 'factoring' no tal passivo financeiro mencionado no artigo.

No caso da nossa SAD temos um pouco mais de 7M em dividas de factoring.

Os meus conhecimentos de contabilidade sao limitados mas tendo em conta q o factoring paga juros (fixos no nosso caso, e num valor desconhecido) parece-me claramente q devia fazer parte do passivo financeiro.

Nightwish disse...

Penso que os últimos anos demonstraram para quem quer ver que uma auditoria não vale o papel onde é escrita.
Como aliás é comprovado por qualquer trabahador que tenha contacto com uma.

JOSE LIMA disse...

Caro José Rodrigues
O factoring (adiantamento de verbas a receber) inclui-se no Passivo Financeiro mas não “aumenta” as contas do Balanço. É “contrabalançado” na conta Clientes a Receber. Ou seja: O Atlético de Madrid (mero exemplo) compra-nos um jogador, fica a dever, vamos pedir ao Banco o seu adiantamento que é concedido (assim se espera), e o resultado final do “negócio” é a entrada de dinheiro fresco, para depois ser reposto ao Banco quando o Atlético nos pagar. Se for com juros “a cargo do freguês”, é um bom negócio.…
Por facilidade de análise, normalmente só falamos das “contas da SAD” e das “contas do Clube”. A Euro Antas e os Serviços Partilhados (ver pág. 63 e 65 do RC de 1 de Julho a 31de Dezembro 2012) aparecem no RC da SAD. Aquilo que acontece com a Euro Antas, e faz um pouco de confusão aos comentadores, é existirem Débitos e Créditos entre aquela sociedade, o Clube, e a SAD). Depois de expurgados os Saldos entre elas, os resultados aparecem nos dois Relatórios (Clube e SAD).
Segundo a “explicação” de Angelino Ferreira, a Euro Antas está a cumprir religiosamente o serviço da dívida da construção do estádio (até 2018) sendo o seu project finance, o único entre os 3 grandes, que não foi renegociado. Para aumentar a confusão, também se pode falar no “empréstimo” que a SAD fez ao Porto/Clube para formar a Euro Antas e que lhe está a ser pago aos bocadinhos. Também aparece nas contas da Sad e do Clube.
É que, no fundo (não confundir com Fund) as contas são “todas” do clube, já que é este quem detém as sociedades, a Investiantas, a Euro Antas e a SAD (que contém outras sub-sociedades dependuradas). Veja-se que Angelino Ferreira até comentou o encerramento do Basquetebol como “justificação” para algum do prejuízo do Clube neste exercício.
Repare-se, por exemplo, que quando se falava no Passivo do Sporting (que integra dezenas de sociedades imobiliárias, turismo, construção, e outras), diziam simplesmente “Passivo”, em vez de: “ Passivo do Grupo”. Só agora depois da Auditoria solicitada por um grupo de sócios, é que começaram a “separar as águas”. No Benfica passa-se o mesmo. Habilidosamente omitem várias sociedades da sua responsabilidade que atiram o “tal” Passivo do Grupo para mais de 500 milhões! Ao contrário do que diz aquele execrável comentador do Dia Seguinte, quando refere que “o problema do Benfica não é de dinheiro” (?!?) apetece-me dizer, por graça, que quem está falido não é a SAD, é o clube.
Em jeito de comentário final posso dizer que no meu entendimento, o nosso Futebol Clube do Porto já esteve melhor mas, atendendo às circunstâncias, não estamos mal de todo. No Reflexão Portista há excelentes comentadores, um dos quais o meu caro. Eu sou apenas um pobre contabilista que verifica números. Não projecto cenários nem adianto soluções. Isso fica para os Economistas.
Abraço

Anónimo disse...

Acho que foi aqui que li um "escriba" afirmar «...como pontos negativos das nossas contas temos...(...)...mas valha-nos que as do slb são bem piores, esse é ponto positivo». Mais ou menos isto.

O que não joga de todo com «...Acho interessante que adeptos de outros clubes aparentem estar preocupados...»

José Correia disse...

A slb SAD nao o menciona explicitamente, mas calculando (dividindo o total de juros pagos pelo total do passivo financeiro) da' uma media de 6.7%

Admito que sim mas, em termos dos próximos anos (que era o que estavamos a discutir), não acredito que o slb se continue a financiar a uma taxa média de 6,7%. Aliás, iremos tirar avaliar isto mesmo dentro em breve, quando o slb avançar com o empréstimo obrigacionista de 80 milhões de euros. Eu não acredito que o façam com uma taxa de juro inferior a 8%.

Anónimo disse...

Jose Correia:
"- Considerando uma taxa de juros de 8 ou 9%, quanto é que o slb vai pagar anualmente em juros apenas relativamente ao novo empréstimo obrigacionista, de 80 milhões de euros, que a slb SAD aprovou na sua última AG?"

Vou apenas me focar neste ponto pois, pelo que li, o Anonimo que tem debatido consigo tem dado conta do recado.

Quanto a esse empréstimo obrigacionista, pelo que li no comunicado à cmvm, é para restruturação da divida! Sabe o que é isso?
Ou seja, muito provavelmente, o objetivo desse empréstimo será para baixar a taxa de juros a que eles estão sujeitos atualmente.

Espero ter sido claro.
Cumprimentos

Paulo Correia

José Correia disse...

esse empréstimo obrigacionista, pelo que li no comunicado à cmvm, é para restruturação da divida! Sabe o que é isso?

Não. Preciso que uma "sumidade", como você, me venha explicar.

José Correia disse...

muito provavelmente, o objetivo desse empréstimo será para baixar a taxa de juros a que eles estão sujeitos atualmente

Mais tempo para pagar as dívidas e, além disso, taxas de juros mais baixas. Pois...
E também acredita no Pai Natal?

Anónimo disse...

Vamos imaginar o seguinte cenário:

Vamos supor que o Benfica tem uma divida global de 80M, em que deve 30M a X com juros a 7%, 20M a Y com juros a 8% e 30M a Z com juros a 6%.

O benfica pede esse empréstimo de 80M com juros de por exemplo 6,5% e paga imediatamente as dividas que tinha com a entidade X, Y e Z, ficando apenas a dever esses tais 80M das obrigações, mas apenas com uma taxa de juro de 6,5%. Ou seja, consegue reduzir as despesas provenientes dos juros. A isto se chama de restruturação da divida.

Mas claro, isto sou eu apenas a imaginar aquilo que é normal acontecer nestes casos, o que realmente eles vão fazer com os 80M é uma incógnita para todos nós, até pode ser para investir na BTV.. só quem está lá dentro é que sabe.

PS: O raciocínio que eu fiz foi muito simples, na realidade é muito mais complexo que "simples contas de somar", mas acho que percebeu a ideia.

Espero ter sido claro.
Cumprimentos,
Paulo Correia

José Correia disse...

O benfica pede esse empréstimo de 80M com juros de por exemplo 6,5%

Em Julho de 2011, a SCP SAD lançou o empréstimo "Obrigações Sporting SAD 2014" no montante de 20 milhões de euros. O reembolso ocorrerá a 22 de novembro de 2014 e a taxa de juro oferecida foi de 9,25% brutos.

A FC Porto SAD já lançou cinco empréstimos obrigacionistas. O custo do capital tem vindo sempre a subir (acompanhando as tendências do mercado), tendo atingido no 5º empréstimo obrigacionista (empréstimo 2012-2015), lançado em Dezembro de 2012, um valor de 8,25% (em 2003 o custo do capital era de 5,35%).

A FC Porto SAD que é, claramente, a SAD dos três grandes em melhor (ou menos má) situação financeira, não consegue financiar-se a menos do que 8,25%, mas o slb, cujo Grupo tem um passivo que é mais do dobro do Grupo FC Porto, vai financiar-se a 6,5%. Estes anónimos benfiquistas são fantásticos...

Volto a perguntar-lhe e no Pai Natal também acredita?

Anónimo disse...

Amigo, fiz um raciocínio muito por alto. Quanto ao valor que será a taxa de juro eu não sei e nem você sabe.

De qualquer das formas acho que percebeu onde eu quis chegar, certo?

Se um empréstimo for para restruturação da divida é, digamos, estupido, que se faça para piorar as contas.

Cumprimentos,
Paulo Correia

PS: Não sei a razão de me tratar por benfiquista. Digo-lhe já que não o sou, sou do mesmo clube que você e não sou menos portista só porque tenho uma visão racional das coisas. Se calhar você é que tem que repensar a postura de ódio que apresenta sempre que se fala do nosso rival, principalmente quando se trata de um escriba de um blog visitado diariamente por centenas de internautas (quer sejam eles portistas, benfiquistas, sportinguistas, etc, etc). A rivalidade deve ser saudável, sempre.

FORÇA PORTO!!

José Correia disse...

Se um empréstimo for para restruturação da divida é, digamos, estupido, que se faça para piorar as contas

Reestruturação de dividas significa, na maior parte dos casos, passar passivo de curto prazo para passivo de longo prazo (vulgo, empurrar com a barriga para a frente).

Acreditar que o slb vai fazer isso com uma taxa de juro de 6,5%, só para benfiquistas muito crentes.

Mas não vale a pena especularmos. Quando o slb lançar este novo empréstimo obrigacionista, venha cá comentar a taxa de juro do mesmo.

alexalves76 disse...

O artigo está datado de !!28 de Março de 2003" ou é impressão minha? (em cima, à esquerda da imagem" .Os valores apresentado não batem certo com o ReC do ano 2013.