quarta-feira, 24 de abril de 2013

Jackson, o possível Bota de Bronze a quem alguns apontam o dedo!

Se calhar ainda não repararam, no meio de tantas notícias negativas, mas Jackson Martinez está a disputar, taco a taco, a Bota de Bronze com Robbie van Persie, Edison Cavani, Robert Lewandwoski e, sim, Radamel Falcao.

Eu fui - e serei sempre - dos que criticaram a venda de Falcao, particularmente pelos valores em causa e o clube para onde foi. Pessoalmente tenho-o como o melhor avançado centro do Mundo, um dos melhores jogadores que já passaram pelo FCP. E a falta de um suplente à altura, no ano passado, custou-nos uma miserável época europeia. Mas com Jackson Martinez, a SAD acertou em cheio.

Se Falcao era conhecido por qualquer um que estivesse minimamente informado sobre o futebol sul-americano, descobrir Martinez era bem mais díficil. Não só porque jogava no México - uma liga pouco seguida - como porque a sua média de golos não impressionava. De dragão ao peito destacou-se como um exímio goleador e não é por acaso que está na batalha pelo último lugar do pódio dos avançados do continente europeu. Contra estrelas de nível internacional que jogam em equipas muito mais bem preparadas para suportar o seu apetite goleador. Desde Mário Jardel que o FC Porto não tinha um jogador no pódio deste prémio. Isso diz bem do que foi Jackson este ano. Os seus 25 golos empalidecem até os números de Falcao, na liga, aquando da sua passagem pelo clube. Para não falar de Hulk, Lisandro, Derlei ou McCarthy, todos eles avançados distintos, mais trabalhadores para a equipa. E claro, empalidecem também os golos de Lima, o jogador que devia ter sido o seu parceiro de ataque. A diferença é que Lima roda numa linha ofensiva com Cardozo, Rodrigo, Salvio e Gaitan e Jackson tem sido sempre ele, só contra o Mundo. Jackson tem 2335 minutos nas pernas. É o jogador do plantel que mais minutos disputou na Liga. Um minuto mais do que Helton. Não parou todo o ano - entre liga, taça, Champions e selecção. E continua aí, a marcar, como fez com o Moreirense. E a aumentar a sua lenda!


Muitos vão chegar a Junho e culpar Jackson pelos penaltys falhados que nos custaram pontos importantes na luta pelo título. Os adeptos são assim. Mas Jackson foi, realmente, a principal razão porque lutamos por este título até perto do fim. Sem os seus golos - numa equipa sem Hulk e sem avançados dignos desse nome - o FCP provavelmente teria abdicado da luta pelo título muito antes. Ao contrário do Benfica, com um excelente arsenal ofensivo, o FC Porto não só não tem um avançado suplente como a maioria dos jogadores de segunda linha são péssimos goleadores - Moutinho, Lucho, Defour, Atsu, Varela, Fernando e James marcaram muito poucos golos em todo o ano. 23 golos pelos 25 de Jackson.
Para colocar as coisas em perspectiva, Hulk tem mais golos que Moutinho e Atsu juntos. Kelvin também. Não há muito mais a dizer em relação a isso.

Jackson falhou na Madeira. Jackson falhou com o Olhanense em casa. Os quatro pontos que marcam a diferença pontual da liga. Mas Jackson salvou vitórias in extremis em muitos outros campos da liga. Levou a equipa às costas. Superou as expectativas e valeu cada cêntimo que a SAD pagou por ele. Jackson seguramente deve estar triste, deve sentir-se culpado de certa forma. Mas levantará cabeça. Porque basta olhar à sua volta para perceber que foram os seus colegas que lhe falharam a ele.

16 comentários:

Ruca disse...

Nem quero acreditar que alguém seja capaz de culpar Jackson pelo segundo lugar no campeonato. É um enorme jogador e, tal como está escrito, é em muito graças a ele que ainda estamos na luta e a vermelhada ainda precisa de Capelas.
De facto, sozinho na frente, com esperança que os laterais e o meio campo de vez em quando lhe façam chegar a bola, é duro. Fazê-lo uma época inteira sem descansar, ou partilhar o ataque com mais alguém é ainda mais.

Resta saber se a falta de opções para o ataque se deve exclusivamente à fraca capacidade do treinador em potenciar o que tem disponível - Atsu melhorou? Kelvin melhorou? Kléber (...)? Sebá...? - falta de alternativas tácticas ao sistema copy&paste, ou a prova de que foram todos tiros ao lado e que este ano a abordagem ao mercado foi terrível (à excepção do Jackson).

Desculpem acrescentar só esta nota, completamente fora do tópico, mas alguém leu isto?

http://esportes.br.msn.com/futebol/cotado-no-porto-mano-menezes-sofre-com-resist%C3%AAncia-por-causa-de-liga%C3%A7%C3%A3o-entre-agente-e-diretor

Outra vez a merda dos agentes? Até (ou sempre) na escolha do treinador? E os tipos do outro lado do atlântico falam disto como se fossem de cá? WTF!

Henrique disse...

Eu sou um dos que o critica/ou, principalmente pelo penalty em casa (estava lá!) com a Olhanense,mas concordo de cima a baixo com o que escreveu!

littbarski disse...

Resta acrescentar que não foi o Jackson o responsável pela perda de bola e pela via aberta para Targino correr (mais de meio campo!) para o golo do Olhanense. E também não foi o Jackson que escorregou na hora de cortar um cruzamento de intersecção fácil para Suk fazer o golo do Marítimo.

Portanto, não foi só o ataque a falhar nesses jogos, falhou também a defesa (e sem estes dois erros, também não havia 4 pontos de diferença). E falhou o todo, incapaz de compensar essas falhas, como devia, se tivesse o estofo de campeão que não teve, sobretudo, no jogo em casa com o Olhanense.

Samuel Almeida disse...

O Jackson é um excelente avançado. Alguém que coloque nos ombros do Jackson o peso de - eventualmente - ficarmos em segundo lugar só pode estar mal.
E mais, se há alguém a culpar por este ano não sermos campeões, é o Jorge Jesus ou o Benfica. Tirando a componente exibicional - sim, claro, jogar bonito é sempre bom - este FC Porto de VP está melhor estatisticamente do que o FCP do VP da época passada. Lamentavelmente, o Benfica é que está bastante melhor estatisticamente. Sei que estou a fugir do tópico base, mas é só para lembrar que apesar do 'nosso' futebol não ser espectacular, tem resultado em vitórias e pontos... neste momento, até mais do que no ano passado. Agora claro, podemos sempre ir pelas exibições, aparente falta de entrega e motivação... e aí estaremos a colocar as culpas no ombro do VP.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
A propaganda faz efeito até em portistas atentos.
Nesta altura da época e por tudo o que se tem passado neste país macrocéfalo e com uma imprensa facciosa direi mais mafiosa, os portistas deveriam fazer o seu enfoque em desmascarar os roubos de sacristia e o branqueamento da propaganda.
Perante o que se passou no galinheiro no jogo de Domingo (um caso de policia) vem à memória (sem recorrer à cábulas) os jogos em que o FCP foi prejudicado GV (em mais um roubo escandaloso), RA, Olhanense, Marítimo, galinheiro (mais uma escandalosa arbitragem) e por outro lado os favores do sistema aos chifrudos 2 arbitragens escandalosa com o FCP e SCP, Académica… expulsões e suspensões (às dezenas) de jogadores dos adversários (mais um que fica de fora do Marítimo).
Vamos admitir que o FCP tinha uma eficácia de 50% nos penaltis por marcar teria mais 6 pontos, 3 foras de jogo na cara do GR dos chifrudos mais 2 pontos, por isso o FCP tem a menos (por baixo) 8 pontos. Fazendo as contas dos chifrudos sem contabilizar as expulsões por efetuar e a influência nos jogos tem a mais no mínimo 4 pontos (1 do FCP e 3 do SCP) assim a o campeonato voltaria à normalidade que com o FCP com uma vantagem de 12 pontos. E sabemos bem a mossa que fazia na atitude das equipas.
Isto são factos indesmentíveis e comprovados pelos facciosos.
Mas o que é que assistimos por parte da imprensa nazi para esquecer a maior roubalheira a que eu assisti (tenho 59 anos) foi atacar o FCP com um caso de um doente mental que jogou no FCP há quase 30 anos é que foi dopado antes dos jogos.
Como no passado o FCP tivesse algum caso confirmado de doping e pelo contrário nos chifrudos são mais de que muitos.
Por isso não entendo que os próprios portistas alinhem nesta propaganda.
Desculpe-me este extenso desabafo mas perante o branqueamento que se faz não entendo que não se malhe nesta vergonha

Anónimo disse...

http://www.souportistacomorgulho.blogspot.pt/2013/04/e-por-isso-que-agora-nao-ganhamoso.html

Bernardino Moreira disse...

Falando só da bota de bronze, duvido que ele a consiga alcançar, pelo simples facto de a nossa liga ter menos uns bons quantos jogos que a alemã, inglesa, espanhola and so on... Se contasse também o número de jogos o nosso colombiano tinha uma palavra a dizer. Assim, potencialmente será ultrapassado pelos avançados referidos.

Ainda assim, contratação spot on! Claramente o que salvou a nossa época

DC disse...

Sim, o Jackson é fabuloso. Sim, o Jackson é um dos responsáveis pela boa época do Porto e pelos golos que marcou.
Não, não é linear que sem Jackson o Porto não fosse campeão já que no ano passado conseguimos sê-lo sem ele. Caso não existisse Jackson entrariam 11 em campo na mesma, tudo o resto é adivinhação.
E finalmente, sim o Jackson é, não o único, mas um dos principais responsáveis pela perda de pontos com o Olhanense e o Marítimo. Da mesma forma que seria alguém que tivesse falhado um golo de baliza aberta, cometido um penalty estúpido ou feito uma agressão comprometedora. Da mesma forma que Defour é um dos grandes responsáveis pela eliminação em Málaga...

Uma premissa não invalida a outra. Jackson é muito bom, é um avançado soberbo, mas falhou em 2 momentos decisivos. E é bom lembrá-lo nem que seja para descobrirmos um marcador de penalties mais competente.

Anónimo disse...

Essa é que é essa !!!! Nuno Assis. Hernãni !!!! ainda vem com a conversa de doping?? das duas umas ou anda tudo maluco ou a doença é tanta que já não se olha pro próprio clube !!!
Creio que também as pessoas são muito desinformadas e há muita informação mal intencionada, ou seja um tipo do benfica que leia a bola, só lê loas ao benfica e coisas bonitas pra eles. Não há lugar muitas vezes ao contráditório. e sabemos que as massas são assim levadas a acreditar. São omissões. Eu do Hernãni não me lembro mas sei que aconteceu, mas o Nuno Assis foi suspenso à bem pouco tempo, 5 ou 6 anos. Então não é que vieram logo os tipos do benfica com a história que no Porto há doping etc....
Mas isto anda tudo doido ou quê?


António Sá.


Miguel Lourenço Pereira disse...

DC,

Já me parecia estranho que não sacassem a questão dos penaltys falhados. Quando um jogador marca 25 golos numa época (e os que faltam) e falha dois penaltys, para mim equivale a dois golos que possa ter falhado de baliza aberta. Erros importantes mas que se diluem no computo geral da sua performance. Tanto é que, nesse jogo, outros jogadores tiveram hipóteses de marcar em lances de jogo e não conseguiram. Nunca se pensam nesses erros da mesma forma que, quando um guarda-redes dá um frango, ninguém se lembra nas 10 defesas que fez.

Sem o Jackson teriamos sido campeões? Talvez, mas se no actual plantel do FCP há alguém capaz de marcar mais vinte golos, gostava de saber porque é que ninguém mais superou os dez. Daria muito jeito!

Anónimo disse...

Caro Sr. Silva Pereira,

Sem concordar ou deixar de concordar com o que escreveu; gostaria se não me levar de o informar do seguinte, em relação a este ponto:

"Como no passado o FCP tivesse algum caso confirmado de doping"

Infelizmente teve. Recordo o caso SEMEDO. Salvo erro, hoje em dia faz parte dos quadros tecnicos do clube.

Saudações Portistas.

DC disse...

No ano passado o Hulk só marcou 16 golos e fomos campeões. Uma coisa não invalida a outra e lembro-me por exemplo de sermos campeões com Mourinho com o Deco a melhor marcador a não passar dos 15 golos.
Sem o Jackson jogaríamos de outro modo certamente e podia ou não dar para ser campeão, podia ou não dar para alguém marcar mais de 10 golos. Todas essas teorias são apenas adivinhação, foi apenas o que frisei.

Duarte disse...

FC Porto vs Moreirense; FC Porto vs Nacional; FC Porto vs Rio Ave. Em todos estes jogos ganhamos, em todos estes jogos houve apenas um jogador a marcar. Foi o Jackson Martínez. Querem pôr nele o ónus das culpas de quatro pontos perdidos? Ok, sigam a mesma bitola e ponham nele também o ónus do mérito dos nove pontos ganhos nos jogos que referi. E como estes três encontros, provavelmente, terão havido outros. Falhou em dois momentos decisivos? Certo, mas acertou em muitos mais.

Sem Jackson, mas com Hulk, admito que se diga que a possível perda do campeonato não era linear. Sem os dois, era mais do que óbvio que tal iria acontecer. É o mesmo que achar que o Sporting de Boloni venceria sem o Jardel o campeonato em 2002. Mas isto são cenários hipotéticos que valem o que valem. Agora, que o Porto deve a Jackson muito mais pontos ganhos do que perdidos é transparente e indiscutível.

DC disse...

Concordo com tudo isso, Jackson para mim foi o melhor jogador deste campeonato e está tudo dito, penso eu.
Agora isso não invalida que possamos (Capelas à parte), ter perdido o campeonato também porque não tivemos um marcador de penalties competente.

Jackson é fabuloso em quase tudo, mas marcação de penalties não é uma delas.

Neste momento, infelizmente, a diferença de pontuação no campeonato (Capelas à parte mais uma vez) reflecte a diferença de eficácia dos 11 metros.

João disse...

Dizer "a diferença de pontuação no campeonato (Capelas à parte)" depois de Domingo é o mesmo que dizer "os super desportivos italianos (Ferrari, Lamborghini e Maserati à parte)"

Miguel Correia disse...

Realmente, com todo o respeito pelos comentários aqui expostos, culpar o Jackson pelos 4 pontos de atraso é surreal. O homem tem sido o nosso abono esta época.
E caso tivéssemos jogadores de qualidade a servi lo na frente já ia nos 40 golos. Jogador fabuloso.
Cumps