segunda-feira, 8 de abril de 2013

O malabarista desbloqueou

(foto: LUSA)

60 ataques (contra 20 do SC Braga);
19 remates (contra 10 do SC Braga);
2 bolas nos postes da baliza de Quim (contra 0 do SC Braga);
70% de posse de bola;
mas foi preciso Vítor Pereira tirar um coelho da cartola e trocar el comandante por Kelvin, o malabarista, um "brinca na areia", para desbloquear um jogo que parecia caminhar irreversivelmente para mais um empate.

O FC Porto está a passar por uma fase dificil, com alguns jogadores cruciais - Jackson, James, Moutinho - algo distantes da sua melhor forma. Por isso, não estava à espera de uma exibição deslumbrante. Agora, do que eu não estava mesmo à espera, era de um SC Braga a jogar no estádio do Dragão com uma tática de equipa pequenina, com um onze inicial sem pontas-de-lança (Peseiro deixou dois no banco de suplentes), todos atrás da linha da bola e com um dos pretensos avançados da equipa bracarense - João Pedro - a jogar como 2º defesa-direito.

E a praga das lesões, que esta época tem assolado o plantel portista, continua. Maicon sofreu uma entorse no tornozelo direito (já é a sua 3ª lesão esta época!) e teve de ser substituído por Abdoulaye Ba, o qual entrou muito nervoso e cometeu alguns erros, logo sublinhados com assobios vindos das bancadas. Foi uma grande ajuda...

15 comentários:

P. Ungaro disse...

Boas,

Antes de mais esperava que o Braga fosse fiel aos seu principios e viesse jogar o jogo "olhos nos olhos", no entanto foi ao Dragão com um autocarro, defendendo e tentando jogar no contra-ataque, como jogam as equipas que lutam para não descer.
Por isso o FCP teve muitas dificuldades em entrar com bola junto da area do adversário.
Penso que o FCP fez uma boa primeira parte com boas trocas de bola e com objectividade, que resultou no golo do empate. No entanto na segunda parte, e graças ao anti-jogo do Braga o jogo deixou de ter espectáculo e tornou-se desagradável, até que Kelvin desbloqueou com um golo pleno de intencionalidade. A partir daí o FCP soltou-se e fez aquilo que bem sabe jogou a Barça concluindo com mais um golo do Joker Kelvin.
O Porto foi premiado por acreditar e o Braga penalizado por jogar ultra defensivamente.

Um abraço

http://fcportonoticias-dodragao.blogspot.pt/

Anónimo disse...

Uma homenagem a extraordinária exibição de Fernando que contínuo a dizer que é o jogador mais importante do Porto nos últimos anos frequentemente desvalorizado pelos próprios adeptos do clube. Simplesmente fabuloso. O que estão à espera para renovar?
Pedro Moreira

João disse...

Vai demorar muito a sentar o Lucho? E para a próxima época, vamos ter que levar com esta nulidade?

Miguel Correia disse...

Amigos:
Este jogo vem provar o que defendo ser o grande problema do Porto este ano.
Faltam-nos desequilibradores natos no ultimo terço do terreno. Podíamos estar a noite toda com posse de bola esmagadora que não marcava-mos um golo ao Braga.
Em vez de jogarmos com Luchos e Defours na equipa que são importantes no equilíbrio em alguns jogos, precisamos de jogadores que contra equipas que jogam fechadas tragam magia e imprevisibilidade.
O puto Kelvin mostrou como se faz. Não me importo que ele falhe 50 passes num jogo em casa contra uma equipa mais fraca. A verdade e que de um momento para o outro sai um coelho da cartola.
Sei que o que defendo e uma heresia para muitos portistas mas Lucho já não tem lugar no 11. Quero um fantasista naquela posição. James a 10 ( se ficar para o ano) e apostar em extremos rápidos,explosivos e tecnicistas. Se Moutinho sair não ha problema. Vai o Danilo para o meio campo mostrar o que vale, como fez no Santos.
Já agora, quero o Toze a treinar na próxima época no plantel principal. Será que ninguém vê que ele tem uns pezinhos de ouro? E o Tiago Ferreira também merece uma oportunidade.
Chega de Imaylovs, Liedsons e tretas parecidas. Somos Porto e só temos um Destino....Vencer!

João disse...

De acordo, o Defour e Lucho pouco mais fazem que conjugar o verbo encher, mas também chamar fantasista ao James actual.. Precisa de T4 c/ kitchenete para dominar a maior parte das bolas e perde muitos lances na fintinha cheia de sono para o pé esquerdo que depois dão contra-ataques. Hoje a maior parte dos jogadores esteve mal, o treinador pior (chuveirinho, a sério? Com a quantidade de opções que temos na àrea?), a jogar assim é começar a preparar a próxima época. Com outro treinador.

Louro disse...

Nunca esperei ver o Braga a jogar á Olhanense no Dragão, mas menos expectável era ver o Porto jogar com tantos médios e sem extremos para enfrentar um autocarro de dois andares!
Com isto, o Porto deu uma hora de avanço ao adversário até que, o treinador acordou, meteu Atsu e a equipa começou a jogar futebol á Porto!
Lucho ,James e Moutinho não estavam a render e até se atrapalhavam uma vez que não podiam verticalizar o jogo para os extremos que.. não existiam!
Com Atsu e mais tarde com Kelvim e com James atras do ponta de lança, as coisas melhoraram substancialmente.
Surprendeu-me a boa exibição do Danilo que jogou mais no meio campo que na direita,mas alex Sandro e Otamendi (Uma nódoa) estiveram muito abaixo das suas capacidades!
Como sempre , estive no Dragão e acredito até ao fim, temos grandes jogadores( recordo que ainda não perdemos no campeonato) e, acho que esta fantástica vitoria , vai elevar a confiança e a motivação que nos tem faltado! Temos 5 finais para vencer e no final fazemos as contas!
Será que o Braga vai jogar assim no proximo sábado?

Mário Faria disse...

Não vou falar do jogo, nem do treinador, nem dos jogadores, nem da direcção. Apenas expressarei a minha imensa alegria por termos ganho um jogo difícil e com inteiro mérito. Já não acontecia há algum tempo: hoje senti-me feliz e libertei-me de alguns demónios que me atormentam. Por outro lado, a propaganda ao SLB vai ser mais prudente, porque os tipos têm medo que a sua fabulosa máquina encrave e temem-nos. Os sinais exteriores de confiança, servem para disfarçar esse terror. Por isso, ainda fiquei mais radiante. Estamos vivos. Somos Porto.

Anónimo disse...

quem é que fez chuveirinho? não há paciência para estes "portistas" que fazem os seus comentários em função dos pontos que tem o benfica. o porto jogou muito bem e não se precipitou nem enervou perante um braga que foi jogar à lá beira-mar... gostei bastante. personalidade, calma, confiança. se o ricky wolsvinkel fizer uma gracinha na luz temos tudo pra ser tri-campeões.

José Correia disse...

«O avançado [Kelvin] não era opção de Vítor Pereira desde a partida em Setúbal, para o campeonato, disputada a 23 de janeiro. Na altura, foi titular, mas acabou por ser substituído ao intervalo, numa altura em que os dragões já venciam por um golo (o jogo terminou com a vitória por 3-0).
Desde então, Kelvin limitou-se a participar em mais cinco jogos pela equipa B, sem nunca ter conseguido marcar um golo. Aliás, o desta segunda-eira até foi o primeiro - e o segundo... - do jovem brasileiro no FC Porto, isto depois de ter alinhado na sexta partida do campeonato, onde soma um total de 141 minutos.»
in ojogo.pt

José Correia disse...

"Quero valorizar o coletivo, sem desmerecer esse apontamento em relação ao Kelvin, que é um miúdo com qualidade. Fui feliz na aposta. Depois das coisas acontecerem, é fácil acertar. É fácil dizer: 'eu sabia que ia ser assim...'. Quem está lá dentro precisa de tomar decisões. Às vezes acertamos, outras vezes não. Se ele não tivesse acertado em alguns lances decisivos, se calhar estavam agora a dizer que foi uma aposta errada."
Vítor Pereira, na conferência de imprensa após o jogo

Nicolau T disse...

Boas...

O FCP fez um bom jogo, apesar de não ter sido brilhante. O facto de o Atsu ter regressado de uma lesão levou a que o treinador prudentemente não o colocasse a titular, mas quando lançou o miúdo o FCP ganhou outra profundidade... Aliada a esta profundidade, a colocação de James numa posição mais central que destruiu por completo todas as esperanças do Braga.

O Braga veio jogar ao Dragão como equipa pequena. A esta atitude não pode ser alheia a posição em que se encontra a equipa de Peseiro, atrás do surpreendente Paços. E toda a gente sabe como o presidente do Braga não gosta nada de "perder".

Foi uma boa vitória e sobretudo foi moralizadora pelas ocorrências, desde o primeiro golo do Braga até à lesão do Maicon. Espero que continuemos assim...

PS: Estive agora a ouvir na rádio que o Benfica está a oferecer as suas obrigações a 7,25%... Não consigo entender como conseguem esta taxa de juro... O FCP teve de fazer a 8,2% e eles conseguem menos 1%. Não entendo

Luís Miguel disse...

Não te preocupes com a diferença de percentagens. As obrigações foram emitidas em tempos diferentes.

Se fores comprar umas verduras à praça hoje tem um preço, se fores noutro dia pode ter outro preço.

O mesmo se passa com a emissão de empréstimos obrigacionistas, os tempos são diferentes, as entidades são diferentes, as condições de empréstimos também devem ser diferentes, as comissões também devem ser diferentes.

Pedro Albuquerque disse...

Só para dizer que na primeira parte tínhamos só mais 2 remates que o Braga.
De que interessa ter 70% posse de bola se isso não resulta em perigo para a baliza contrária.

Ficamos mais perigosos quando começamos a jogar com 2 extremos puros, Atsu e Kelvin.

ℙΣ₦₮∀ ➀➈➆➄℠ disse...



caríssimas(os),

é tão mais fácil criticar e/ou assobiar, não é? :D

já demonstrar que estamos de corpo e alma com a nossa equipa do coração, custa um pouco mais...

felizmente que, entre nós, ainda há quem não se resigne e não faça como o Miguel Sousa Tavares, na NORTADA, estenda uma «passadeira vermelha» e deite a toalha ao chão...

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

saudações desportivas mas sempre pentacampeãs a todas(os) vós! ;)
Miguel | Tomo II

Nicolau T disse...

Boas caro Luís,

O que me preocupa é que o FCP também emitiu obrigações há bem pouco tempo... Os tais 40 milhões a uma taxa de 8,2%... Custa-me a entender... Mas enfim, sou um leigo nisso..

Cmpts