segunda-feira, 15 de abril de 2013

O penalty foi mal assinalado

A maior parte dos adeptos portistas que ouvi e li, entende que o penalty de onde saiu o único golo da final da Taça da Liga foi bem assinalado.

O painel de ex-árbitros que constitui o ‘Tribunal de O JOGO’ é, também, da mesma opinião.


Pois eu discordo.

Já vi o lance umas vinte vezes, de vários ângulos (cameras) diferentes, e tenho a certeza absoluta que este penalty foi MAL assinalado.
Quer na camera que filma de lado, quer na camera que filma por trás do Mossoró (a visão do árbitro), vê-se perfeitamente que ANTES de haver contacto, já o Mossoró vai lançado para a frente, com a ponta do pé direito a arrastar no relvado e que é o jogador bracarense que promove o contacto com o defesa do FC Porto.

(Mossoró já vai inclinado e com a ponta do pé direito no relvado)

(Mossoró a arrastar a perna direita; Abdoulaye já tem o seu pé direito fixo no relvado)

(Mossoró promove o contacto e choca contra Abdoulaye)

Visto e revisto, não tenho qualquer dúvida que o penalty foi MAL assinalado e, consequentemente, que naquele lance não deveria ter sido mostrado o 2º cartão amarelo a Abdoulaye (devia sim ter sido mostrado o cartão amarelo a Mossoró por simulação).

Quanto ao resto, nomeadamente ao desempenho das três equipas antes e depois deste lance, não me pronuncio, porque vi apenas um curto resumo deste jogo.

56 comentários:

Remigio Costa disse...

Escrevi no meu blogue (Dragão, Sempre!) imediatamente após o jogo ter terminado:

"O triunfo da equipa de Braga está viciado ensombrado pela actuação do árbitro da partida, o lisboeta João Capela ao decidir assinalar um penalti contra o FC Porto quando estava prestes a terminar a primeira parte, sancionado uma simulação de Mossoró num pretenso derrube atribuído a Abdolayie. João Capela não restringiu o seu erro à marcação da grande penalidade que seria o resultado do jogo a favor do Braga como haveria de cometer mais três, no mesmo lance: penalizou o defesa portista com um amarelo (o segundo na partida do mesmo jogador), não sancionou o simulador da falta por tentativa de embuste e permitiu que este se lhe tivesse dirigido de forma desabrida exigindo amostragem do cartão ao jogador por..."

Fiquei surpreendido, tal como o autor desta peça, que, tanto nos blogues portistas como em alguma opinião colhida aqui e ali na imprensa escrita -como em "O Jogo", avalizam a errada decisão do Capela.
Hoje, como amanhã e sempre, continuo a afirmar que Mossoró NÃO FOI RASTEIRADO E O ÁRBITRO, INTENCIONALMENTE OU NÃO, SANCIONOU UM EMBUSTE QUE VEIO A CONDICIONAR O RESULTADO DO JOGO.

A mim, já pouco me surpreende num país em que os trapaceiros, embusteiros e aldrabões, são estimulados e endeusados virando heróis perante um público confundido, desorientado, que não lhe interessa sequer ajuizar por si as arbitrariedades e os esbulhos que lhe passam à frente dos olhos.

Saudações portistas.

Remígio Costa.

Nainho disse...

Este desculpar é o caminho dos perdedores.. porque em caso de total honestidade o abdoulaye deveria ter sido expulso na primeira falta... porque ali não existia intençao nenhuma de jogar a bola..
O problema é conseguir entender quem planeou o plantel.. as escolhas e contratações e não ir pelo caminho do arbitro...

José Correia disse...

Este desculpar é o caminho dos perdedores...

Este artigo é o caminho dos FACTOS, da VERDADE. Ponto.

O árbitro errou noutros lances?
Talvez. Por exemplo, a mim já me disseram que foi muito brando e simpático para com o Rúben Micael e Custódio.

Agora, as imagens PROVAM que ANTES de haver contacto, já o Mossoró vai lançado para a frente, com a ponta do pé direito a arrastar no relvado e que é o jogador bracarense que promove o contacto com o defesa do FC Porto.
Isto não é uma opinião. É FACTUAL.

Bogalho disse...

Também acho que o penalty é "sacado". No entanto acho que é um lance que visto á velocidade real é praticamente impossível de se perceber a simulação, que de facto existe.
Por outro lado, da maneira como o Abdoulaye se fez ao lance, parece-me que a falta acabaria sempre por acontecer, arrastasse o mossoró a perna ou não.

José Correia disse...

é um lance que visto á velocidade real é praticamente impossível de se perceber a simulação, que de facto existe

Isso é outra conversa.

O Mossoró é um simulador nato, especialista em sacar faltas e cartões, fez um bom teatro e enganou o árbitro?
Sim, estou de acordo.

José Correia disse...

E por falar em Mossoró, já se esqueceram da forma como ele "expulsou" o Castro ao minuto 72 do SC Braga x FC Porto para a Taça de Portugal?

Nightwish disse...

À velocidade real também se nota que tira o pé.

Nainho disse...

eu apenas acho que devia ser algo do genero.. com um plantel sem ponta de jeito.. com o abdulaye ( que já nao devia estar em campo.. devia ter sido expulso) a "fazer" um penalty q não existe.. perdemos o ex caneco da cerveja.. Ana horribilis este? Sim será se o Benfica consegue tudo aquilo q tem ao seu alcance .. 3 troféus e poder ganhar o campeonato no Dragao...

Miguel G. disse...

No andamento do jogo vi à primeira que não era penalty, depois a minha consciência fez-me parar para pensar, eh pah não sejas fanático, se calhar foi penalty.

Vem a repetição e claramente NÃO é penalty.

O critério do árbitro vinha sendo largo, para quem defende a expulsão do Abdoulaye antes, pergunto o que dizer da entrada do Micael ao Fernando de pitons no gêmeo? Penso que quanto a isso o árbitro foi estando mais ou menos bem.

Agora é comê-los a todos até ao fim do campeonato, depois lá se fazem as contas...


Abraço.

David Duarte disse...

José Correia, o Mossoro saca o penalty? Sim. Deixa de ser penalty por isso? Não! Muito provavelmente um jogador mais experiente não caia no engodo do Mossoro que ao tocar na bola vai claramente à procura do penalty.

Mas o facto de ser teatro não significa que não seja penalty. Não vejo neste lance contradicção entre estes dois pontos.

P.S.: E não José Correia, este artigo não é o caminho dos factos, da verdade : é antes o caminho de mais uma interpretação e leitura do lance que, apresentando argumentos, não tem, longe disso, validade universal.

.:GM:. disse...

Eu gostaria que o José Correia começasse a apontar o número de faltas que o James consegue sacar, a começar já por este jogo. O Mossoró faz-se à falta porque o Abdoulaye põe-se a jeito para tal. Da mesma forma que muitos outros o fazem. Não deixa de ser penalty, a perna do Abdoulaye não deixa de constituir um obstáculo à progressão do Mossoró, independentemente de ele procurar o contacto ou não. Sejamos sérios.

Joao Goncalves disse...

É Penalty sim senhor!

Foi um Penalty ganho e não um Penalty cometido, mas não deixa de ser menos Penalty por isso.

Se o Adboulaye fosse inteligente e assim que viu o Mossoro fazer-se ao lance saca-se a perna, seria simulação.

Agora o Adboulaye mete lá o Pé e finca-o pois ele tinha a certeza que ia cortar uma bola que já lá não estava e assim promove-se ficar no caminho que Avançado quer, sendo o Penalty bem sacado.

E depois não me venham falar de expulsões... aos 18 minutos o mesmo Abdoulaye deveria ter sido Expulso com Vermelho directo... aquilo que ele fez não é jogar futebol é agressão gratuita, contudo o Elderson também já deveria estar na rua pelo minuto 40 quando levou o amarelo, que andava a distribuir lenha por tudo o que ali passava, mas o árbitro estava com um critério largo que justifica completamente estas punições disciplinares mais brandas.

E sim sou Portista de gema, mas não venham aqui com desculpas de mau perdedor.

Mossoró simulou? 50% simulou, 50% foi ajudado, por isso Penalty bem ganho e bem assinalado pelo árbitro.

DC disse...

Não é penalty e isso é óbvio depois de rever as imagens. Admito que tenha sido marcado porque realmente é bem simulado e era difícil para o árbitro, mas é efectivamente uma simulação.
No entanto, o ódio a VP por alguns "adeptos" é tanto que preferem esquecer este lance só para poderem continuar a bater no treinador.

Quanto aos idiotas (porque não têm outro nome) que dizem que o Abdoulaye devia ser expulso pela 1ª entrada, essa entrada é uma entrada lateral e não por trás, não é uma entrada de pitons em riste, não é sequer uma entrada com o pé levantado. É uma jogada em que chega atrasado à bola e como tal viu o que podia e devia ver, o cartão amarelo!

Já o Ruben Micael, quando, por trás, sem intenção de jogar a bola, calca com os pitons o tornozelo dum jogador do Porto devia ter visto o quê segundo as regras do jogo? É que nem amarelo viu!

Anónimo disse...

claro que deixa de ser penalti. não sei se percebeu que foi o Mossoro que provocou o contacto. percebeu? então é penalti aonde?
que o arbitro tivesse o trabalho muito dificultado perante o teatro do Mossoro não torna o contacto, que existe, em falta e uma má decisão em boa.
e se bem me lembro, até há uma regra da fifa para sancionar disciplinarmente os jogadores que fazem este tipo de lances.

Zé Luís disse...

Para mim o Mossoró cavou o penálti, sem duvida, mas é claro que, na gíria, foi bem feito e o árbitro não tinha como não marcar. Um central experiente se calhar encolhia-se e retirava a perna - como há dias fez o Maicon - e deixava o adversário evidenciar mais a simulação e ser admoestado por isso.

Subterfúgios como este, a ver imagens fixas quando a dinâmica da jogada indicia outra coisa mesmo que Mossoró vá de encontro do defesa, são próprios de gente de outras paragens e companhas negras, cabalas e pelos cabelos...

Também exagera quem pedia vermelho directo na entrada de Abdoulaye, quando ele apenas entra tarde e é no meio-campo, não há risco de lesão grave, é uma rasteira aparatosa na queda do artista. O problema foi de quem deixou antes passar aquela bola, Danilo, obrigando ao recurso extremo do central.

Como de costume, olha-se o foco e perde-se o rasto da luz.

Anónimo disse...

Acho que já tudo foi dito...foi sacado e bem sacado!
É triste haver jogadores a fazer simulações a toda a hora! E todas as equipas as têm!

Se o Abdoulaye não estivesse lá com a perna o Móssoro correria com a perna arrasto...será que não ia cair de imediato?

Quanto a mim FALTA perder a vergonha e nas flash interviews e conf. de imprensas dizer alto e bom som que o árbitro esteve bem e CRITICAR piamente os jogadores batoteiros neste caso Mossoro...e logo quem! Mas o Mossoró, como já referido, continua como um heroi por ter sacado o penalti...é esta a mentalidade...jornalistas e afins têm a oportunidade de serem FRONTAIS mas são é todos uns comprados pela imprensa e dizem o que a maioria gosta de ouvir...honestidade nunca será chamada para os lados do futebol entre outros.

José Correia disse...

David Duarte disse...
o facto de ser teatro não significa que não seja penalty. Não vejo neste lance contradição entre estes dois pontos.

Esta afirmação nem precisa de comentários. É uma afirmação autoexplicativa e diz muito de como a generalidade dos benfiquistas vê e analisa o futebol.

José Correia disse...

Eu gostaria que o José Correia começasse a apontar o número de faltas que o James consegue sacar, a começar já por este jogo.

Ai gostava?
Então diga lá quantos cartões e/ou penalties forjados é que o James sacou neste jogo?

José Correia disse...

Subterfúgios como este, a ver imagens fixas quando a dinâmica da jogada indicia outra coisa mesmo que Mossoró vá de encontro do defesa, são próprios de gente de outras paragens e companhas negras, cabalas e pelos cabelos...

Primeiro e último aviso: Não lhe admito este tipo de comentários dirigidos a mim.
Escreva o que quiser no seu 'Portistas de Bancada', mas se quer continuar a comentar no 'Reflexão Portista' use outro tipo de argumentação. Estamos entendidos?

E mais. O link para o vídeo ('camera que filma por trás do Mossoró', www.youtube.com/watch?v=KhMQxXNHVTk#t=59s) de onde foram retiradas as imagens fixas, consta do texto do artigo.

Alto Minho disse...

Faz-me muita confusão ver "os mares" que navega este FCP actual!
A ideia de ver "implementado" um sistema de jogo que não seja da sua génese, só pode dar os resultados actuais, ou seja: futebol sem personalidade e que não passa de um deficitário esboço do original (Barcelona).
Normalmente é o que acontece na vida a quem renega a sua própria identidade, e tenta viver uma vida doutrem.
Mas alguém acredita que seria possível ver o Barcelona a “jogar à Milan” ou à Real Madrid sem que os catalães se manifestassem?!?
O Barcelona criou a sua identidade e apostou/acreditou nela; não andou cá com personalidade alheia.
Quantos títulos europeus tinha o FC Barcelona aqui à 10 ou 15 anos atrás?! E por acaso à data referida o Barcelona deixou de acreditar na sua identidade – apesar de ver outros tubarões europeus a “comerem tudo”?!

Sim, confesso: tenho saudades de ver o meu FCP JOGAR à PORTO!
E o que é jogar à Porto?
Pois é meter raça e sentir orgulho na camisola.
É meter PAIXÃO e AMBIÇÃO na luta desleal contra as contrariedades.
É ter COMPETÊNCIA E RIGOR no que se faz, e por quem o faz.
É ACREDITAR na sua própria identidade – que tantas vitórias nos têm proporcionado.

Não sei o caminho da glória/vitória, mas sei que este que mencionei acima não é com certeza o da derrota!

Jogadores e equipas técnicas estarão sempre de passagem pelo FCP, mas o clube, esse é dos adeptos, daqueles que sofrem sempre que vêem s sua “dama” a sofrer. E o adepto que mais sofre é aquele que investe tudo (…) na sua amada.
Não, não estou a falar do investimento material - pois este apesar de necessário, se não for controlado…pode transformar o “amante” num mero mercador - , estou sim a proclamar o adepto que investe SENTIMENTALMENTE. O adepto da PAIXÃO, que sofre as mágoas mas também as alegrias com o coração arder. Que se indigna e mostra a sua revolta nas injustiças e aselhices…da sua amada, mas com uma chama enorme também vibra e proclama a plenos pulmões as suas conquistas.
O adepto investidor SENTIMENTAL é aquele que canta hinos nas vitórias, e se revolta nas derrotas, seja aquele que está no estádio como o que só pode “amar” em frente de um televisor, ou aquele que está no estrangeiro!
É um investimento genuíno: aspirando sempre ao lucro sentimental.

Sou um simples simpatizante do FCP. Não tenho como familiar o treinador actual (Pereira) para lhe estar constantemente a dirigir hinos e louvores, nem sou afilhado do xuxalista (Sócrates). Por isso esta minha prosa é totalmente descomprometida de “etiquetas”.
O meu ego é como o de tantos outros adeptos – nem mais nem menos!
Também não “pertenço” aqueles que só vêem uma opção democrática…à frente dos olhos, e para quem se deve sempre – em qualquer circunstância – dizer sempre “amém” para as opções tanto técnicas como institucionais.
Seguir cegamente esta última ideia/sentimento, parece-me a mim que não passa de uma ditadura camuflada…
Também me distancio do culto da mediocridade, pois ver adepto portistas constantemente a louvar o actual técnico, e a maldizer o antecedente – que ganhou tudo, apesar de ter dado uma facada na sua amada – perturba enormemente os meus sentidos e deixa-me perplexo.

Ainda bem que este blogue pugna pela imparcialidade dos seus autores!

Não, não quero com isto dizer que estou de acordo com tudo o que se diz por aqui, mas pelo menos não vejo cá seguidismos bacocos.
Vejo portistas que discutem a sua PAIXÃO sem complexos e regas ditatoriais.
Um blogue de portistas para PORTISTAS!

P.S.
Caríssimo Sr, Presidente Jorge Nuno Pinto da Costa, tenha a amabilidade de presentear generosamente os investidores mais genuínos do nosso clube: Faça uma limpeza geral na casa, e onde houver mofo imponha RIGOR. Onde houver rebeldia imponha COMPETÊNCIA. Onde houver fraqueza imponha AMBIÇÃO. Onde houver letargia imponha PAIXÃO.
Chega de “mininos” mimados!
Chega de fazedores de ilusões!
Chega de incompetentes que sacodem a água do capote das suas responsabilidades!
Chega de rapinas!...

Portista de Braga disse...

É penalty claro... sim, ele aproveita e depois? Quantas vezes tivemos penalties assim?
O defesa não joga a bola, o defesa comete falta. Ponto!

Duarte disse...

O ódio ao VP não é nenhum. Desculpabilizar-nos com as arbitragens é que nunca foi tradição no Porto. O DC acha que está tudo bem, ao cabo destes jogos todos para si o treinador continua a ser fantástico. Pois óptimo, continue a queixar-se do penalty, eu prefiro queixar-me do jogo de futebol miserável (mais um!). São opções, ambas são legitimas.

DC disse...

Para o ano caso saia o VP veremos se conseguirá perder apenas 1 jogo em 55 com um plantel destes.
Depois falamos...

carlosporto disse...

Eu tb partilho da tua opinião, não foi penalti, foi a ratice do atacante, o defesa tem o pé fixo e o atacante procura o contacto. Mas estas coisas existem desde sempre. O que não devemos fazer é desculpar-nos com a arbitragem, embora o critério da amostragem de cartões não tenha sido "uniforme", como é possível o rubén michael ter acabado o jogo sem um amarelo???

José Correia disse...

Duarte disse...
O ódio ao VP não é nenhum. Desculpabilizar-nos com as arbitragens é que nunca foi tradição no Porto.

Ontem, no RP, foi publicado um artigo sobre o jogo.

Este artigo é sobre o lance do penalty e eu tive o cuidado de escrever que, relativamente ao desempenho das três equipas antes e depois deste lance, não me pronuncio porque vi apenas um curto resumo.

Duarte disse...

Se perdermos 3 ou 4 jogos e formos campeões, podes deitar esse dado estatístico ao lixo que eu estou-me a borrifar para ele. Duvido que algum campeonato futuro venha a ser tão desequilibrado entre os dois grandes e as outras equipas como foi este.

Carlos disse...

É mal assinalado.
Foi logo a minha opinião após as repetições do lance.
É um lance de difícil analise para o árbitro pelo que enquadro num erro e não num 'roubo'.

A mesma decisão mas no sentido inverso e com esse lance a permitir a conquista da taça +pela parte do Porto daria com certeza direito a capa no pasquim da bola.

E não é por estarmos chateados pela derrota e exibição que devemos embarcar no discurso de que foi bem assinalado.

Sansoni7 disse...

Olá

Não foi penalty, as imagens demonstram-no!

http://i.imgur.com/4tqaTvK.gif

E agora, como fica o jogador do Braga que enganou a verdade desportiva, o jogador do Porto que foi castigado sem culpa....e o resultado e o troféu que foi «ganho»com o recurso à falcatrua?

É isto que me desgosta no futebol...as aldrabices seguem impunes o seu caminho ...
Cumprs
Augusto

DC disse...

Sim, grande lógica portanto: Um treinador que ganha 29 jogos e perca 1 é mau se o adversário ganhar os 30.
Um que ganhe 20 jogos e perca 10 é bom se o adversário perder 11.

Realmente o Porto deve jogar sozinho...
É assim tão difícil de perceber que não é o Porto que está mal mas sim o 5LB que está a fazer o melhor campeonato dos últimos 15, 20 anos?

Duarte disse...

Exactamente, a lógica dos títulos. É essa que tem imperado no FCP, independentemente dos treinadores e das simpatias/antipatias pessoais. É esta a lógica, a única que prevalece num clube grande e vencedor.

Um treinador que ganha 28 jogos e perca dois num ano como este, não é necessariamente melhor do que um que ganhe 25 e perca 5 há dez anos. É uma lógica perfeitamente entendível e razoável, porque os campeonatos não são todos iguais e porque até hoje este é o que evidencia uma discrepância tão grande entre as duas equipas do topo e as outras 14.

Estamos mal no campeonato, tal como estivemos mal na Taça e continuamos a jogar muito mal. É isto, é só isto. Títulos esta época? Possivelmente zero, se excluirmos a Supertaça ganha à Académica já nos descontos. Um feito que, nas últimas épocas, só Octávio Machado conseguiu atingir neste clube.

DC disse...

Errado! A lógica que permanece num clube vencedor é a da qualidade do trabalho. É essa a lógica que pode imperar num clube bem gerido e com dirigentes que percebam minimamente de futebol.
E é essa a lógica que impera num clube que é gerido de dentro para fora e não de fora para dentro.
É essa a lógica que impera num Man Utd por exemplo que já teve épocas más mas sabe a qualidade do treinador que tem e sabe que os problemas não se resolvem à chicotada.

E a única coisa que não tem lógica absolutamente nenhuma é querer a todo o custo despedir um treinador mesmo que o seu trabalho seja bom.
Se o trabalho de VP não for bom, mude-se para melhor se isso for possível. Se não for possível vale a pena gastar dinheiro, reformular o plantel, começar do zero?

Espero sinceramente que para o ano seja eu a ser "gozado" aqui no blog por ter esta visão, agora infelizmente duvido que seja isso o que vai acontecer.

David Duarte disse...

Oh José Correia, decide ir pela caricatura neste dialogo? Eu poderia então entrar pelo mesmo caminho e dizer que diz muito dos portistas o facto de num ano em que as coisas não têm corrido bem ao Porto, o José Correia ter uma tal postura tão arrogante que nunca demonstrou nas nossas discussões desde que aqui venho (por sinal em anos em que as coisas corriam bem ao Porto).

Com que então o José Correia acha que é incompativel haver teatro e ser falta ao mesmo tempo. Ora então devo deduzir que para o José Correia todas as faltas (efectivas!) em que um jogador cai, são mesmo toques que fazem os jogadores cairem, que estes não teatralizam nunca a falta...

A sério José Correia, eu contra-argumentei. A resposta que o José Correia me deu é um tiro ao lado para evitar a discussão.

Anónimo disse...

È um penalti sacado á DECo...mas mais do que perder o jogo...é a falta de "inteligência", esta taça tinha de ser jogada para ganhar( eu sei k foi), mas tem de ser abordada como uma final importante...na contagem dos títulos seria +1...más abordagens em partidas como BRAGA( taça portugal), Malaga, Braga, olhanense, são alguns jogos que se falhou redondamente...
Of topic...este Mossoró no Porto teriamos melhor equipa que com o Lucho na equipa...é preciso perceber isso...
Atsu mesmo nao sendo nada de especial tem de jogar de inicio...o Porto nao tem abre latas como tinha no passado(hulk)...o porto precisa de extremos de qualidade, ainda por cima jogando num 4*3*3...pelo menos não tendo esses extremos poderia ter evoluído para um sistema diferente..

Anónimo disse...

Eu precisei de ver as repetições para perceber que não era penaltie. No momento meti as mãos à cabeça convencido que tinha sido falta.

Qualquer árbitro marcaria esta "grande penalidade". Mal, claro, mas marcaria porque foi muito bem engendrada pelo Mossoró.

Acho que devemos falar sobre estes lances mas devemos sobretudo fugir da desculpabilização. O nosso FC Porto nunca precisou disto e é com alguma tristeza que vejo que é um caminho que tem sido utilizado com assiduidade.

Lances de ROUBO - e esta época já aconteceram alguns - é "bater" neles. Lances de erros humanos por parte da arbitragem, devem ser catalogados com senso-comum e dar apenas a importância devida.

O Braga ganhou um troféu com um ginasta de circo. Ganhou. Eles que façam a festa que bem lhes falta faz.

Assim como assim, eu até fico satisfeito de não ter uma caneca de cerveja na nossa montra. Continuo a entender que é competição para meter os B's e sub-19 do principio ao fim.

MT

Duarte disse...

Nem eu disse o contrário. O meu comentário foi mais em resposta a outro comentário (que desvalorizava o jogo jogado, pondo as atenções centradas apenas no penalty) do que no post em si.

Anónimo disse...

Pessoalmente eu estou de acordo com a maioria que não tem dúvida que foi grande penalidade. De qualquer forma estou completamente de acordo com o último parágrafo que escreveu; na minha cabeça veio logo um nome de três trapaceiros: Proença, Xistra e P. Sousa.

Cumprimentos.

S.C BRAGA o verdadeiro clube do Norte.

Pedro disse...

Sim, é mal assinalado. No campo acredito que o árbitro tenha sido bem enganado. O Abdulaye colocou-se a jeito... e quem o colocou em campo depois da exibição nervosa no jogo do campeonato também...

Mas 100% de acordo que não é penalti.

Duarte disse...

Pois é, mas o DC parte do pressuposto que a qualidade do trabalho do VP é boa. Eu não acho que seja boa, não acho que esteja à altura do nosso clube e é nesse exacto sentido que quero que ele saia. Acho que teve as condições indispensáveis para triunfar, que teve sempre o apoio da direcção, que lhe foram dadas sempre várias atenuantes, cuja real razoabilidade e veracidade ele nunca conseguiu confirmar. Em dois anos, o futebol apresentado foi quase sempre mau e, aliado a isso, esta época os títulos não apareceram ou, pelo menos, é provável que não apareçam até final. O sistema táctico é desfasado da morfologia do plantel (se é que podemos chamar àquilo de sistema táctico porque não é nem 4-3-3 nem é 4-4-2; não é carne nem peixe) e o modelo de jogo é inócuo, aborrecido e, pior do que isso, tem-se revelado ineficaz.

A falta de títulos é "apenas" a materialização do mau futebol que temos apresentado e é por isso que não consigo ver ali o "bom trabalho" que o DC vê. Se os pontos e os jogos que perdemos tivessem sido todos por exibições como aquela frente à Olhanense, descanse que não estava aqui a pedir a cabeça de ninguém e nem sequer veria a continuidade do treinador com maus olhos. Só que não foram e não foram só os pontos perdidos, foram os ganhos também: o futebol foi sofrível na maior parte das vezes. Isto aliado à falta de títulos resulta no que, para mim, é um mau trabalho da parte do treinador.

Portanto, e partindo desta minha opinião, que é diferente da sua, eu acho a saída de VP indispensável, com ou sem a conquista deste campeonato. Tal como acredito piamente que o plantel precisa apenas de ajustes e não da continuidade da limpeza que lhe tem sido imprimida, isto para além de um treinador mais capacitado (que os há e acredito que um deles estará no nosso banco para o ano).

E pronto, o tema do post não é esse e já fugimos bastante dele os dois. Eu apenas me insurgi contra a sua tentativa de branquear mais um jogo péssimo com a arbitragem. Não é o meu estilo desculpar-me com os árbitros quando jogamos tão mal.

Um abraço.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Confesso que só a repetição me deu a certeza de um penalty bem sacado. Abdoulaye tenta jogar a bola, ganha a posição e Mossoró promove o contacto, teatralizando a queda, como muito bem ele sabe fazer.

PENALTY MAL ASSINALADO, ponto final.

O árbitro está lá para ver e tem outro elemento para o auxiliar. Ajuizar mal é uma possibilidade que pode ocorrer. Ocorrendo, como aconteceu, não vamos nós branquear a situação. Se fosse na outra área já tinham caído o Carmo e a Trindade.

O José Correia apenas se limitou a apreciar este lance, independentemente da exibição pouco ou nada conseguida do FC Porto, isso é outra história.

Um abraço

José Lopes disse...

Eu nao conheco o Ze Luis de lado nenhum, mas parece-me que o que ele diz qualifica "a gente de outras paragens" e nao o Jose Correia. Tambem me parece que nem vale a pena discutir este penalty, em lance corrido seria assinalado pela grande maioria dos arbitros. Ha tantas coisas a correr mal na equipa do Porto parece-me que a arbitragem do Joao Capela devia ser a ultima preocupacao.

Habituei-me a vir a este blog (e a comentar de vez em quando) por gostar do facto de ter opinioes de diferentes pessoas (autores) e de admitir comentarios de todos, desde que minimamente educados. Ja ha outros exemplos no blogosfera portista de responsaveis de blogs que tem muita dificuldade em encaixar opinioes contrarias, ou comparacoes mais ousadas.

José Correia disse...

Com que então o José Correia acha que é incompativel haver teatro e ser falta ao mesmo tempo

Se a palavra teatro é usada querendo significar encenação ou simulação, claro que acho.

José Correia disse...

É um lance de difícil analise para o árbitro pelo que enquadro num erro e não num 'roubo'

De acordo. Também penso que o árbitro não agiu de má fé, mas sim que foi enganado pela encenação do Mossoró.

José Correia disse...

A mesma decisão mas no sentido inverso e com esse lance a permitir a conquista da taça pela parte do Porto daria com certeza direito a capa no pasquim da bola

Não tenho qualquer dúvida sobre isso.

O árbitro errou ao assinalar o penalty mas, atendendo à forma como o lance se desenrolou, é um erro aceitável.
Evidentemente, quando é a favor do FC Porto, qualquer erro de arbitragem é suspeito e inaceitável.

João disse...

Essa do Abdoulaye ser expulso no 1º lance é daquelas coisas que os comentadores mandam para o ar e a maralha passado um bocado já repete tipo cassete. Nunca, em circunstância alguma, a 1ª entrada do Abdoulaye é para vermelho directo. Ponto final.

Bluesky disse...

Tambem fui dos que após a 4ª ou 5ª repetição, reparei que o Mossoró arrasta a perna e saca o penalti, fazendo por isso expulsar o Abdoulaye...
Mas daí dizer que o FC PORTO perdeu por causa do Capela (que até acho um bom arbitro) é fanatismo doente e cego!!!!
O Jackson já disfrutou de um igual frente ao... Sporting, carago!!!!
Só não vê quem não quer!!!!

José Correia disse...

o Mossoró arrasta a perna e saca o penalti, fazendo por isso expulsar o Abdoulaye... Mas daí dizer que o FC PORTO perdeu por causa do Capela (que até acho um bom arbitro) é fanatismo doente e cego!!!!

1º) As repetições do lance, principalmente as imagens captadas de lado e por trás do Mossoró, mostram que o penalty é mal assinalado.

2º) Atendendo à forma como o lance se desenrolou e à "arte" do Mossoró na encenação que fez, o erro do árbitro é perfeitamente aceitável, mas não deixa de ser um erro.

3º) Deste lance, saiu o único golo do jogo e, além disso, o FC Porto ficou reduzido a 10 jogadores.

4º) Ninguém pode afirmar que, se não fosse o penalty e expulsão "sacados" pelo Mossoró, o FC Porto teria ganho a Taça da Liga, mas a influência que tiveram no jogo é inegável.

Alto Minho disse...

Peço desculpas ao autor deste post por ter inserido um comentário fora do contexto (13:31h)!
Este meu comentário era para ser inserido no anterior artigo (É ao contrário, pá!), mas as pressas de outros afazeres levaram-me ao engano.
Sory!

Anónimo disse...

Boa noite caro José Correia. Responda-me lá a uma pergunta, queria que o Mossoro fizesse o quê?
1- Não encolhesse a perna e chocasse osso com osso com o Abdoulaye.
2- Saltasse por cima arriscando-se a perder a jogada;
3- Se desviasse do Abdoulaye, perdendo a noção da baliza e perdendo a jogada;
4- Se deixasse ficar, esperando pelo contacto infantil do inexperiente Abdoulaye e arrancar um penalti.

Acho curioso, que teve tanto cuidado em analisar o movimento do Mossoro e nem reparou a forma estupida e disparatada que o Abdoulaye entrou ao lance.

Veja bem nessas suas imagens se houve ou não houve toque, independentemente se o Mossoro deixou a perna ou não. Já vi mil e um lances iguais a este, quer lances a favor quer contra o Porto e mantenho sempre a mesma posição: Penalti indiscutível!

O Porto infelizmente perdeu por culpa própria e temos é que refletir nestes erros e corrigi-los para nunca mais os voltar-mos a cometer e não andar à procura de desculpas, ainda por cima desculpas sem nexo.
Onde já se viu numa final meter o Abdoulaye a titular?? Onde já se viu uma equipa como a nossa ficar dependente de 2 ou 3 jogadores? Onde já se viu uma equipa bi campeã não ter soluções a altura no banco??

Custa-me admitir isto mas as galinhas este ano prepararam muito, mas muito melhor a época que nós, houve um desleixo enorme do nosso presidente, muita falta de humildade, a pensar que iam ser favas contadas e agora à custa disso vamos ficar a seco este ano.

PS: Veja bem o exemplo do JJ neste jogo para a taça, mesmo depois de ganhar 2-0 na primeira mão, não arriscou, meteu "a carne toda no assador" tal como deve ser feito.

Cumprimeitos,
Paulo Correia

Johnny.Rato disse...

De facto foi mal assinalado. Basta ver isto: http://i.imgur.com/4tqaTvK.gif

Pyrokokus disse...

Bom dia,

Agora vou esperar pelo castigo ao Mossoró por simulação com influencia no resultado.

Nightwish disse...

O Mossocoiso já ia a cair, não percebo a dúvida.

Nightwish disse...

Sejamos sérios, o Mossocoiso já ia a cair antes de o Abdoulaye chegar perto dele.

Nightwish disse...

Antes a arbitragem do mouro se tivesse ficado por este erro, que é mais ou menos compreensível num árbitro mediocre.

Nightwish disse...

Esperava que não fosse a cair antes do contacto.

Anónimo disse...

Essa imagem é tão facciosa que até pára imediatamente antes do momento em que o jogador do Porto atropela o do Braga.

Deixem lá as desculpas para os fracos, no Dragão assumimos o erro e corrigimos! Só assim se evolui.

Paulo Correia

Nightwish disse...

Nem por isso, só não vê quem não quer que o Mossocoiso já caía sozinho.