quarta-feira, 3 de abril de 2013

Rio Ave em vez do Borussia

Hoje houve um jogo no Estádio do Dragão. O adversário foi o Rio Ave e em disputa esteve o acesso à final da Taça da Liga.

Cerca de uma hora depois de terminar o FC Porto x Rio Ave, quando já não havia adeptos nas bancadas do Dragão, às 19h45 (hora de Portugal continental) iniciava-se no La Rosaleda o Málaga x Borussia Dortmund, da 1ª mão dos quartos-de-final da Liga dos Campeões.

Inevitavelmente, lembrei-me da vitória e exibição dominadora da equipa do FC Porto quando recebeu o Málaga. E também recordei as incidências que conduziram à derrota e eliminação dessa mesma equipa no La Rosaleda.

(Málaga x FC Porto)

Liga dos Campeões versus Taça da Liga e a inesperada (ou talvez não) descida dos céus ao inferno em apenas 90 minutos. É assim o futebol.

(Málaga x FC Porto)


P.S. O FC Porto assegurou a presença na final da Taça Lucílio Baptista com uma vitória (4-0) à slb. De facto, tal como aconteceu em Málaga, ficou mais uma vez demonstrado que é muito mais fácil ganhar e até golear quando se joga em superioridade numérica...

6 comentários:

Louro disse...

Tive a oportunidade de ver o jogo em diferido e mais uma vez, a TVI e os seus comentadores só sabem bater no Porto.Quando um adversário como quase todos no Dragão ,coloca o autocarro em frente da baliza e apenas faz um par de remates á baliza, eles dizem que o Porto joga pouco e mal, mas quando essas equipas jogam na luz quase taco a taco , com sistemas inovadores e levam tareias , isso sim é show de bola!
O Fernando, o Castro e o Defour a espaços manietaram o meio campo adversário e 2 dos golos foram jogadas de grande qualidade.
Apenas se verifica uma menor condição fisica e mesmo psicológica do Jackson que anda muito apagado.
Para que conste: mais 3 foras de jogo mal assinalados e a expulsão do Izmailov por empurrar o adversário é ridicula.Querem ver que apanha 2 jogos no minimo ?

Zé Luís disse...

Louro, já pareces certos bloggers a copiar as ideias de alguém sem a devida menção... :)

Sansoni7 disse...

Olá
Por acaso gostava de ver a expulsão de Izmailov dissecada em imagens...até porque dá para ver a mão do Jogador do Rio Ave junto à cara do jogador do Porto.

Cumprs
Augusto

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Jogo pouco conseguido, mais um, apesar do desnível do resultado.

Primeira parte desastrosa, inqualificável, indignas de um verdadeiro candidato ao título.

Melhor na segunda, principalmente depois do passe magistral de Fernando, a desmarcar na área Jackson, só travado de forma irregular que originou a grande penalidade e a respectiva expulsão do guarda-redes vilacondense.

Depois foi tudo mais fácil. A estratégia defensiva do adversário desmoronou-se, os espaços apareceram e com eles os golos.

A equipa pode então jogar melhor e passar uma outra imagem.

Não deixa no entanto, nesta altura da época, sem margem de erro e dependendo de terceiros para revalidar o título nacional, de ser preocupante o abaixamento de forma de alguns dos jogadores nucleares (James, Moutinho, Jackson...).

Não bastam um discurso de confiança nem maior posse de bola. É preciso juntar, competência, paixão, ambição e rigor, afinal os quatro pilares de sucesso do FC Porto.

Um abraço

Anónimo disse...

Como o blog chama se reflexao portista gostaria de ver um comparativo das defesas do bracali no Porto olhanense e as do oblak no benfica rio ave com a renovaçao do ultimo a ser anunciada a pouco tempo abraço desde França e viva a verdade desportiva

David Duarte disse...

Taça Lucilio Baptist?!? Oh José Correia, o senhor parou no tempo! Agora chama-se Taça 15 minutos. Não tem nada que agradecer.