terça-feira, 28 de maio de 2013

Circo Cardozonali no Jamor

1. «Momento muito tenso em Dusseldorf, Luisão aproximou-se do árbitro a reclamar da expulsão de Javi, tendo empurrado o juiz alemão. Temeu-se o pior, pois o árbitro esteve durante alguns segundos deitado no chão sem reação. (...) Os jogadores do Benfica estão todos sentados no banco de suplentes ainda sem saber se o encontro irá recomeçar. Jesus e Javi García vão conversando, ao mesmo tempo que se riem da situação, que, diga-se, foi um pouco caricata.»
in record.pt

A época do slb começou com este “belo exemplo de conduta desportiva”, protagonizado pelo capitão dos encarnados, o qual, num jogo particular disputado em Agosto de 2012, deu uma peitaça no árbitro alemão Christian Fischer, que caiu desamparado no relvado.

Nem percebi que jogador foi. Ia mostrar o segundo cartão amarelo a outro jogador e há ainda dois outros jogadores do Benfica que se colocam no meu caminho. Foi como se tivesse ido contra uma parede. Estou chocado. Nunca me acontecera nada do género em 20 anos de arbitragem.
Nem o jogador, nem o clube pediram desculpa. Pelo contrário.
Christian Fischer

De facto, não só não pediram desculpa ao árbitro alemão, como se riram da situação. E mais, com o apoio da comunicação social do regime e dos comentadores talibans do costume (o que terá dito a benfica TV?), desculpabilizaram a atitude de Luisão e fizeram uma triste campanha contra o árbitro alemão.


2. Em Fevereiro, no jogo Nacional x slb para o campeonato, ocorreu mais um caso de indisciplina grosseira, envolvendo um árbitro e um jogador dos encarnados de Lisboa.
Após ser expulso, por ter pontapeado um jogador do Nacional, Cardozo dirigiu-se de forma agressiva ao árbitro do encontro, tendo, inclusivamente puxado a camisola de Pedro Proença.

(Cardozo e Pedro Proença, Nacional x slb)

Mais uma vez, dirigentes, comentadores e a generalidade dos adeptos do clube do regime, que ainda hoje, passados 20 anos, falam e dão como exemplo um célebre caso envolvendo o árbitro José Pratas e jogadores do FC Porto, uniram-se numa campanha de lavagem, desvalorizando o que todo o país viu, de modo a conseguirem uma pena mínima para o ponta-de-lança paraguaio. E conseguiram, não uma pena mínima, mas que o Conselho de (in)Disciplina da FPF lhe atribuísse uma pena verdadeiramente ridícula, equivalente a um castigo para uma expulsão por dois cartões amarelos: 1 jogo de suspensão!


3. Uns instantes após a conclusão da final da Liga Europa, numa altura em que os jogadores do Chelsea faziam a festa no ArenA de Amesterdão, Enzo Pérez dirigiu-se a Jorge Jesus de forma desabrida, apontando para a marca de canto. A “animada conversa” entre jogador e treinador dos encarnados durou alguns segundos, com o internacional argentino, completamente descontrolado, a agarrar a roupa de Jorge Jesus, que respondeu da mesma forma.

O que fizeram os dirigentes benfiquistas?
Nada.
Mais. Enzo Pérez foi titular no jogo seguinte (slb x Moreirense), disputado no estádio da Luz, tendo sido dos jogadores mais aplaudidos pelos adeptos que estavam nas bancadas da “catedral benfiquista”.


4. E se a época tinha começado em grande na Alemanha, terminou ainda melhor no Jamor.
Mal o árbitro deu por terminada a final da Taça de Portugal, Cardozo dirigiu-se ao seu treinador, puxou-o e, de dedo apontado em riste, acusou-o de ser o culpado da derrota.
Não satisfeito, e apesar das tentativas para o acalmarem, Cardozo ainda deu um encontrão no treinador-adjunto e dirigiu-se ao seu companheiro de equipa André Almeida, fazendo dele um outro alvo da sua ira.
Tudo isto se passou em pleno relvado do Jamor, perante milhares de pessoas, mais os milhões que assistiam atónitos via TV.

Evidentemente, num clube a sério, dirigido por pessoas que impusessem o mínimo de respeito, cenas de indisciplina grave como as que se verificaram esta época, protagonizadas por jogadores que ganham milhões, teriam consequências.
Por exemplo, se a coisa tivesse acontecido no FC Porto, não acredito que Cardozo voltasse a vestir a camisola azul-e-branca e, provavelmente, nem teria saído do Jamor na camioneta da equipa.
Mas, conforme disse o treinador Artur Jorge após ter sido dispensado, o slb é um circo e, por isso, tudo é possível.

P.S. Esqueci-me de dizer que a culpa disto tudo é dos árbitros e do Pinto da Costa…

30 comentários:

DC disse...

Mas ainda há quem queria o palhaço JJ no Porto...

Anónimo disse...

Passou a ser reflexao benfiquista? Só falta cantarmos FDP SLB como os SD...

José Correia disse...

Não gosta?
Olhe, faça como eu. Ignore e não perca tempo com os blogues de que não gosta.

José Correia disse...

Acho que são cada vez menos os adeptos portistas que defendem essa hipótese e poucos o dizem em voz alta.

Anónimo disse...

e sobre o Paulo Paraty ali na 2ªfoto? isso é que é amor ao clube....

Pedro Albuquerque disse...

O porque deste post? Que tem o Cardozo empurrar o Jesus a haver com o FC Porto?

José Correia disse...

O porque deste post? Que tem o Cardozo empurrar o Jesus a haver com o FC Porto?

Eu poderia responder-lhe chamando à atenção para a forma como actos graves de indisciplina de elementos do slb são tratados pela comunicação social portuguesa (que diferença quando são jogadores do FC Porto!) e até por órgãos da FPF.

Eu poderia responder-lhe referindo as diferenças de como estes casos são tratados no FC Porto e no nosso maior (único) rival interno e de como isso decorre da cultura do clube, com consequências no desempenho e sucesso desportivo de ambos.

Eu poderia responder-lhe muita coisa, mas suspeito que você não está interessado neste tipo de respostas, pois não?

Não gosta deste tipo de posts?
Não leia, ou então passe à frente.

Anónimo disse...

Sabem porque é que o Jorge Jejum precisa urgentemente das festas de Santo António?
Para comer FARTURA

Vieira para Artur(GR)
Vê-se mesmo que vens de Braga, a put. da baliza sempre aberta!

Vieira olha para aguia vitoria(cof cof) e dirige-se á sala de reuniões para falar com Jorge Jejum,
JJ- Presidente sei que a situação não é fácil, os sócios estão desagradados com o fim da época mas eu estou por tudo, mesmo baixando o salário, por isso esteja à vontade!
Vieira- Jorge Jejum eu a si ofereço-lhe um RED BULL, para lhe dar asas e voar daqui para fora.

Parabéns pelo blog, um grande abraço a ver Vencer desde 1973.

Pedro Albuquerque disse...

"Eu poderia responder-lhe chamando à atenção para a forma como actos graves de indisciplina de elementos do slb são tratados pela comunicação social portuguesa (que diferença quando são jogadores do FC Porto!) e até por órgãos da FPF."

Temos tido esses casos nos últimos anos de forma tão pública como o Cardozo no Jamor? A resposta é zero.
Que deve fazer a FPF relativamente a um assunto que é do foro interno do Benfica? A resposta é nada.

São assuntos internos do Benfica, não da FPF e muito menos do FC Porto.


"Eu poderia responder-lhe referindo as diferenças de como estes casos são tratados no FC Porto e no nosso maior (único) rival interno e de como isso decorre da cultura do clube, com consequências no desempenho e sucesso desportivo de ambos."

Isso é lá com eles. Queremos ensinar-lhes como se faz? Não me parece.


"Eu poderia responder-lhe muita coisa, mas suspeito que você não está interessado neste tipo de respostas, pois não?"

Se estou interessado que o Cardozo ande a empurrar os seus treinador em pleno relvado? Não estou, nem ninguém do FC Porto deve estar.

"Não gosta deste tipo de posts?
Não leia, ou então passe à frente."

Não percebo este tipo de agressividade, mas pronto.

Anónimo disse...

De certeza que é o Paraty? Ainda não consegui esclarecer essa dúvida a 100%.

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Acho que o cerne da questão são os exemplos vindos de cima isto é o exemplos transmitidos pelo Jorge Jesus e a sua sistemática desculpabilização dos dirigentes do SLB e FDP, Liga e Imprensa.
Recordo de memória a atitude de JJ com Manuel Machado, o(s) caso do Luizão fundamentalmente o do árbitro alemão, as sucessivas ataques aos árbitros ao seu caráter, a atitude com o Manuel Machado, a falta de desportivismo como quando pediu a Artur e Ola John que se atirassem para o chão para passar tempo, as sucessivas ataques ao caráter dos seus jogadores em público, o ego maior do que a Torre dos Clérigos que chega ao desplante de quando ganha fala na 1ª pessoa quando perde fala na 3ª pessoa ou então a culpa é dos árbitros e do azar. Obviamente esses exemplos (não sancionados) de péssimos caráter acabam por dar frutos como diz o povo "Quem cospe para o ar, cai-lhe na cara." Ou "Onde se fazem, aí se pagam."
Obviamente que isto tudo associado a uma impunidade/condenação e até pelo contrário se endeusa a personagem , acaba pelo próprio a olhar para o espelho e dizer espelho meu quem é melhor do que eu …tu.
Caso tivesse ganho a tripleta estava mesmo á espera que o prof Manuel Sérgio o propusesse para um doutoramento.

José Correia disse...

Temos tido esses casos nos últimos anos de forma tão pública como o Cardozo no Jamor? A resposta é zero.

O post incide apenas no caso Cardozo - Jorge Jesus ou é mais abrangente, referindo outras situações que se verificaram esta época?

José Correia disse...

Que deve fazer a FPF relativamente a um assunto que é do foro interno do Benfica? A resposta é nada.

Por acaso, não sei se será bem assim.
O comportamento do Cardozo não é passível de ação disciplinar?
Se dois atletas da mesma equipa se agredirem, não são ambos expulsos?

E, já agora, a FPF não deveria pronunciar-se acerca do comportamento dos jogadores do slb aquando da entrega das medalhas, bem como, por não terem esperado no relvado a entrega da Taça à equipa adversária?

José Correia disse...

Se estou interessado que o Cardozo ande a empurrar os seus treinador em pleno relvado? Não estou, nem ninguém do FC Porto deve estar.

Eu estou.

Joao Goncalves disse...

José... deixe-me só respoder ao post do outro senhor...

Eu e o José não estamos minimamente interessados que o Cardoso ande a empurrar, treinadores, massagistas, ets... nem minimamente interessados no que quer que se passe para aqueles lados.

Agora estamos interessados nas consequências disciplinares desses actos, pois nós tivemos na Liga dos Tuneis, dois jogadores castigados da maneira que foram depois de serem provocados e ofendidos e os vemelinhos, podem fazer tudo o que quiserem agredirem árbitros, ofenderem jogadores, desrespeitarem adversários etc... e nada mas mesmo NADA acontece.

Nós estamos interessados pois competimos num campeonato em que uns são filhos e outros enteados e isso não pode PASSAR EM CLARO!

Bluesky disse...

Para aqueles que dizem que este (magnifico) post não tem nada a ver connosco, relembro só aos mais distraídos que quando o Deco desatinou com o Paraty, os pasquins da Bola e do Record chegaram a falar em IRRADIAÇÃO, ou uma pena de 3 anos sem jogar, tentando pressionar o Conselho de Disciplina da altura, caralho!!!!!
Por isso há que falar, há que relembrar que o clube avermelhado não está acima da lei!!!!

P.S. Tamanha falta de vergonha e chá, o não esperar pela entrega da Taça ao Vitória e isto sem falarmos da ignorância total ao Presidente da Republica... Eles que até tem um papagaio que foi precisamente relações publicas da casa da presidência com Jorge Sampaio!!!!!!!!!!!
É o principio do fim para estes arrogantes!

GOD disse...

E do Platini...convém não esquecer o Platini.

GOD disse...

E do Platini...Árbitros, Pinto da Costa e Platini...

David Duarte disse...

"Eu poderia responder-lhe referindo as diferenças de como estes casos são tratados no FC Porto e no nosso maior (único) rival interno e de como isso decorre da cultura do clube, com consequências no desempenho e sucesso desportivo de ambos."

José Correia, quantas vezes eu e mais alguns (uma minoria... para ai uns 17%) jà dissemos isto vàrias vezes para sermos depois chamados de anti-benfiquistas. No dia em que a maioia dos benfiquistas tiver consciência do que o José Correia escreveu neste comentàrio, nesse dia o Porto poderà começar a preocupar-se a sério com o Benfica pois nesse dia meteremos em causa, a sério!, a vossa hegemonia actual.

O grande problema e causa da minha frustração é que tal dia não vai chegar tão cedo.

P.S.: O exemplo das atitudes do Enzo e Cardozo (apesar de toda a desilusão compreensivel mas não desculpavel) são apenas dois exemplos entre vàrios de outra natureza que provam que o problema do Benfica não são os seus jogadores (a qualidade não é inferior aos do Porto) nem o seu treinador (não é inferior ao VP), mas a direcção (problema bem evidente com o tipo de comunicados que são feitos).

P.S. 2: Parabéns pelo campeonato e vemo-nos em Agosto!

Anónimo disse...

Ainda no outro dia o Danilo e o Alex Sandro andaram à batatada e nada! Isto passa-se em todos os clubes! Seria preocupante é se os jogadores não sentissem o jogo!

Pedro Albuquerque disse...

Mas que acto disciplinar pode haver a não ser interno. Posso estar enganado, mas se o houver então que coloquem aqui para se tirar dúvidas.

O Caso do Túnel tratou-se de actos entre jogadores do Porto e stewards do Benfica.

Se ele tivesse empurrado um jogador ou qualquer outro elemento que não fosse do Benfica estaria completamente de acordo convosco. Agora tratando-se de um empurrão entre um jogador do Benfica e um treinador do Benfica, trata-se de um assunto do foro interno do....Benfica.
Tal como o seria se isso se tivesse passado com um jogador e treinador do FC Porto.

Pedro Albuquerque disse...

Lá está. Entre um jogador e um árbitro! Não foi entre o Deco e o seu treinador.

Não esperar pela entrega da Taça foi uma completa falta de respeito pelo adversário e pela Taça em si.

Hulk disse...

Reflexão quê?

Portista?

Nah...

Fosga-se! SOMOS CAMPEÕES, e mesmo assim temos de andar sempre a falar do 5LB! Falemos de nós que tanto temos a discutir, senão damos-lhes razão...

SP

JRP disse...

José Correia,
Ignore estes anónimos. Obrigado por este belo post.

JRP disse...

José Correia,
Por favor, não pare de fazer estes post. Estou completamente saturado deste inebriante politicamente correcto que invadiu alguns adeptos do Porto. Eu gosto que diga mal do Benfica, seja qual foi o objectivo.
Obrigado pelos bons momentos que proporciona.

NFM monteiro disse...

a epoca começou ao empurao e acabou ao empurrao... mas o Hulk tem razao...

falemos do porto e do plantel que podemos ter...

bernard e quintero era o me desejo... sao craques

Joao Goncalves disse...

Caro Pedro,

A diferença de ser foro interno ou sob alçada da federação é do local/contexto em que as acções se realizam.

Em relação ao Cardoso no Jamor e do Enzo em Amsterdão concordo plenamente que seja de foro interno mas nenhum dos outro é de foro interno e deveria ter surgido acções disciplinares muito mais pesadas.

- O Caso do Cardoso com o Pedro Proença é revoltante;
- O caso do Benfica não cumprir o protocolo da taça e abandonar sem que o Vencedor da mesma é caso de análise dos regulamentos para aplicar a multa devida;
- O Caso da "agressão" de Luisão ao árbitro Alemão, foi ridiculamente penalizada (Basta ver o que o JVP levou por fazer parecido no Mundial de 2002) e só assim foi porque a FPF foi chorar pelo Benfica.

E mesmo em relação aos dois casos que são de foro interno e que nós nada temos a haver com isso, demonstra bem o nível daquela equipa ao não sancionar nada e deixar tudo na boa.

José Correia disse...

Sim, é o Paulo Paraty, com cara de poucos amigos, no meio de um conjunto de adeptos benfiquistas, alguns dos quais insultaram o Jorge Jesus quando ele passou perto.

José Correia disse...

Ó David Duarte, você está proibido de pegar neste meu comentário e divulga-lo junto de outros benfiquistas... (estou a brincar)

Agora a sério, se a generalidade dos benfiquistas gosta e prefere ouvir as teses e discursos inflamados de "verdadeiros benfiquistas" como o Rui Gomes da Silva, Sílvio Cervan, Bagão Felix, João Gabriel, António Pedro Vasconcelos, João Gobern, Leonor Pinhão, José Manuel Delgado, Fernando Guerra, João Querido Manha, etc., por que razão é que você os quer contrariar?
Não perca tempo com isso, que não vale a pena.

Hélder disse...

No FC Porto, o Alexandro deixou de calçar, por "empurrar"... o banco... Há uma grande (enorme) diferença, entre o clube com mais sócios, e um grande clube.