segunda-feira, 6 de maio de 2013

Não dá uma para a caixa

É pá, corram com o Vítor Pereira o quanto antes! O homem não acerta uma! Então ele veio dizer que o Estoril ia perder esta jornada?!

33 comentários:

Miguel disse...

sinceramente nao gosto muito do Vitor Pereira mas acredito (ate pela atitude da equipa no jogo com o Nacional) que estava a fazer bluff e assim espicaçar o Estoril. Oxala este campeonato fique conhecido por a equipa que era a n/besta negra (O Estoril) ter roubado o titulo ao SLB....

Bluesky disse...

E já agora tambem corram com "portistas" que diziam que o Estoril era a águia B, o treinador deles teve um discurso fraco, o Vitória ia fazer um frete e isto e aquilo....
Quando não é das calças...

José Lopes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Lopes disse...

Se o Vitor Pereira disse o que disse para espicacar o Estoril e (sobretudo) passar a mensagem ao arbitro para aguentar a pressao e nao ceder aos favores do costume, entao fez muito bem.

Estamos na luta. Dpois temos o jogo em Pacos de Ferreira, mas com a moral que uma vitoria sobre os mouros daria, acredito que o titulo seria nosso. Tenho pena do arbitro do Porto-Benfica, oxala nao haja erros importantes que alimentem os jornais durante o defeso.

Calma, confianca e muito apoio dos adeptos!

Pedro disse...

O que sei é que um resultado negativo no sabádo ainda vai custar mais assim. Portanto é comer a relva, é fazer um ambiente de inferno a sério e ganhar aos gajos custe o que custar.

Pobre árbitro, que será sempre crucificado, e pobre V.Pereira que pode ser campeão novamente mesmo estando praticamente "despedido".

Miguel Correia disse...

Pessoal do norte que certamente vai encher o Dragão. Quem me dera estar aí perto para apoiar a nossa equipa.
A todos os que tiverem o privilégio de estar no estádio por favor mostrem o que é um verdadeiro Inferno.
Força Porto

Filipe Sá disse...

O Vitor Pereira esteve muito bem, a realidade é essa. É a realidade pela forma como a equipa jogou no Nacional e pela forma que o Estoril jogou na Luz.

São os factos.

Anónimo disse...

Força Porto. Vamos lotar o Dragão e mostrar-lhes o que é um verdadeiro inferno! É que assim, perante o nosso estádio cheio, o árbitro na dúvida marcará a nosso favor. Não é que queira ser beneficiado mas assim até era melhor, para eles sentirem como é.

Noé Rocha disse...

A proxima jornada vai ser de estrondo. Vai ser um jogo bem quentinho, dava jeito que o arbitro que apitar apenas o soubesse 1 dia antes do jogo, porque vai estar com uma pressão imensa.

Antonio Silva disse...

Mas há algum adepto que fala assim? Pensas que enganas alguém ó anónimo?

Anónimo disse...

Alguma vez a vaca da sorte tinha de acabar.
O Vitor Pereira que forre o balneário com as declarações do Maxi Pereira.

mcorreia

Nightwish disse...

Ainda tentaram chegar aos 6 minutos de desconto, mas já cheirava a calabote.

Filipe Sousa disse...

Já dizia o ditado: apanha-se mais depressa um benfiquista que um coxo.

Louro disse...

Desculpem lá mas o Estoril ganhou 2-1 depois da fifia do Artur que o liner NAO QUIS VER!- a bola estava dentro!
Depois do Capela, este Batista e toda a agua benta do mundo não foram suficientes para ajudar o 5LB.
A arbitragem foi um escandalo e empurrou o 5lb até não poder mais.Foi um penalti, um fora de jogo mal anulado, outra lá dentro limpinho, limpinho, foram faltas inexistentes á entrada da area do Estoril e outras por marcar no ataque dos canarinhos...acho que valeu tudo mas não chegou!
Sempre acreditei no titulo mas agora vamos ter a oportunidade de saber se somos ou não capazes de vencer este Benfica levado ao colinho..é tudo ou nada!

Alto Minho disse...

Exactamente... "corram" com os portistas que pensam pela própria cabeça. Corram com os pretos...Corram com os ciganos...Corram...
Melhor ainda: façam fogueiras como no tempo da inquisição , ou até mais prático...edifiquem-se Guetos ou Campos de Concentração e enfiem lá dentro TODOS os portistas que possuem a peculiar diferença dos "outros" - os mais maiores grandes portistas...aqueles que merecem todos os dias um Dragão de Oiro...-, ou seja: aqueles que ousam "apontar o dedo" às incompetências, displicências e cegueira(s) no clube, etc, "esses" atirem-nos já com um pelotão de fuzilamento...

Com a mais profunda sinceridade, deixo aqui esta questão no ar: Considero-me um Bom Portista mas, que nunca vivi nem trabalhei na cidade do Porto - por isso a minha ignorância. Posto isto, e após um certo percurso na blosgosfera "pesquisando", atiro: Porque é que a cidade do Porto possui os piores anti-portistas de todo o país (a minha questão cinge-se aos adeptos lá nascidos, e tão bem conhecidos nos mídia)???
No mesmo sentido, questiono: essa "identidade" de ser superior - "eu sou mais portista que tu, etc" -, muito visível no seio da família azul e branca, terá sido esse o "clic" que faz com que existam neste momento "estes" anti-portistas fanáticos e doentes?!?

Assina este comentário um PORTISTA, prestes a ser fuzilado...por todos os "Bluesky`s" deste país...

José Silva

Anónimo disse...

"Roubados" um penalty e um golo pois a bola entrou mesmo ?

José Lopes disse...

Pois com certeza, Anonimo vermelho. Alias, basta lembrar o Porto-Benfica em maio de 2010, apitado pelo Olegario que expulsou disparatadamente o Fucile e mesmo assim nao foram campeoes no Dragao.

Anónimo disse...

Meus caros,

o Estoril-Praia nunca precisou de ser espicaçado para jogar olhos nos olhos com quer que seja. Nem mesmo em 2005, quando viveu um dos momentos mais negros da sua história - financeiramente e pelos (péssimos) dirigentes que teve. As "gentes" do Estoril são honestas e gostam de futebol. A norte entende-se que tenham a ideia contrária e que pensem que o Estoril é um afilhado do 5lb mas a verdade é que na Amoreira existe identidade própria.

De um sócio Portista que é sócio do pequeno Grande Estoril.

MT

Anónimo disse...

Bamos comê-los cara**o!


malaika

Joao Goncalves disse...

Só vos digo uma coisa... quem não queria ser o árbitro deste jogo era eu!

Nada tem a haver com o beneficiar ou errar ou seja lá o que for, mas com a responsabilidade de quase atribuir um titulo nacional (ou de o fazer mesmo se o Benfica, por obsequio, ganhar), vai ser uma pressão inimaginável.

Da nossa parte temos de ganhar e mostrar que somos mais equipa e temos melhores jogadores (e temos mais qualidade que eles basta ver pelo numero de jogadores que os grandes andam atrás dos nossos e comparar com os numeros deles).

Agora o factor VP vai ser decisivo...

Nuno Nunes disse...

É pá, corram com o Vítor Pereira o quanto antes! O homem não acerta uma! Então ele veio dizer que o Estoril ia perder esta jornada?!

Filipe, deixa-me adivinhar, aquilo foram mind games e por isso o VP é um génio?

Costa disse...

Não, não é um génio.
É um gajo competente, sério e...
Portista.

O que não faz dele um génio é a falta de 'boa imprensa' como têm outros, bem mais limitados que o VP. Basta comparar com o que diziam do Mourinho quando ele cá estava...

É triste, mas há muitos portistas divididos entre sermos ou não campeões...

José Rodrigues disse...

Há aqui no raciocínio uma coisa q nao é facto nenhum: mas quem é q diz q se o VP nao tivesse dito aquilo o Estoril nao jogava na mesma como jogou???

Pedro Ramos disse...

Ah... afinal basta o adversário perder pontos para VP voltar a ser um grande treinador.

Anónimo disse...

Sendo benfiquista, vou-vos dizer algo que certamente deverá surpreender grande parte de portistas e que não tem orelhas em muitos dos meus consócios:

O Vitor Pereira é muito melhor treinador que Jorge Jesus.

O porquê? Nada a ver com o este ultimo empate, é algo mais antigo. Basta verem os jogos do Benfica e os jogos do Porto. Enquanto o Porto joga futebol, o Benfica joga à bola. O que torna o "futebol" do Benfica mais apelativo para o comum dos adeptos é a velocidade e rasgos de alguns jogadores no ataque. E se repararem, disse "jogadores". Porque é aí que se resume tudo. O Benfica tem uma avalanche de jogadores ofensivos, a quantidade de jogadores de ataque aliado à superioridade técnica sobre quase todas as outras equipas portuguesas torna as manobras ofensivas da equipa demasiado intensas para essas mesmas equipas. Sendo mais fracas tecnicamente e menos preparadas psicologicamente para estas pressões, acabam por quebrar obrigatoriamente. É impossível resistir, em 11 jogadores haverá sempre um com uma pequena falha fatal. E aí, o Benfica em vantagem não tem grandes dificuldades para explorar aquilo que sabem fazer: correr feitos de loucos para a baliza adversária. Odeio ver o Benfica jogar, para além do meio campo não conseguem acertar passes na zona central. É quase tudo assistências para golo.
Isto funciona no futebol português pela fraca qualidade geral das equipas. Quando se deslocam, raramente fazem uma exibição conseguida porque os adversários não se intimidam com o nome. Em 3 participações na Champions, o Jesus conseguiu que a equipa seja afastada 2 vezes. Por uma vez só passou a fase de grupos (ele acha que foi ele que eliminou o United, na realidade foi o Basileia), fez mais 4 jogos e... perdeu 3! O Benfica fora de Portugal é qualquer, só ilude na 2a divisão europeia onde até Braga e Sporting chegaram recentemente à final.

É por isto que digo que o Benfica joga à bola enquanto no Porto jogam futebol. No Benfica ficam sem ideias à primeira contrariedade, mas têm jogadores de qualidade que acabam por resolver. No Porto jogam futebol, mas por vezes falta uma individualidade para resolver. E é para mim a única razão para o Porto não ter limpado este campeonato com 30 vitórias em 30 jogos. Falta um jogador, um só. Alguém de melhor e mais desequilibrador do que o Varela, ou uma verdadeira alternativa ao Jackson Martinez.
Não é que o Porto jogue à Barcelona, mas realmente jogam como equipa adulta. Gosto de ver equipas a trocar a bola além da linha de meio campo, na zonal central. É de equipa grande. Nisto, o Vitor Pereira tem bastante mérito. Conseguiu mudar ligeiramente o paradigma do Porto, de ataque rápido para ataque organizado. Não é evidente, porque isto implica que os jogadores sejam mais inteligentes na forma de jogar e não se limitem a instruções mais básicas. É uma maneira de responsabilizar os jogadores pelas suas acções. Cada acção tem consequências para a equipa, e nesta forma de jogar o jogador percebe isso. Compreendem agora a comparação com o Benfica? O contrario é precisamente o que o Benfica faz: instruções pré-definidas, o jogador parece desligar o cérebro e faz sempre, jogo após jogo, a mesma coisa. Só que há jogos em que não acertam tanto e... eis os Nacionais e Estorils.
Só uma coisa ainda. E estranho que, vocês portistas, não o tenham visto. Esta não é totalmente a forma de jogar desejada pelo Vitor Pereira. Desde os primeiros tempos, nota-se que ele queria inverter o triângulo no meio campo e dar maior destaque a figura do 10. Mas abdicou e reformulou as suas ideias para o bem da equipa. Acho de valor. Mas se quiserem o Jorge Jesus, por mim agradeço. Em menos de 2 anos perceberão o que eu digo.


Um visão diferente de um benfiquista que já se fartou definitivamente do fanatismo exacerbado do futebol português...

DC disse...

O VP arrisca-se a ser o primeiro treinador da história a ser despedido mesmo que seja campeão sem derrotas.

O que vale é que nós para o ano vamos buscar um treinador que além de sofrer poucas ou nenhumas derrotas no campeonato ainda consegue fazer 85 pontos em 84 possíveis.

Nightwish disse...

Uma análise mais lúcida do que a de 99% dos portistas...

Bluesky disse...

Nunca, jamais e alguma vez me considerei mais portista que outros portistas! Mas jamais me considero um seguidista, um provinciano um complexado! Quando disse parra correr com certos portistas, referi-me aqueles que disseram que o Estoril iria prestar vassalagem aos avermelhados, que era a águia B deste campeonato, em suma que iria entregar o campeonato ao Sl e B! Esquecem-se esses pacóvios complexados que vêem fora do universo azul-e-branco um inimigo em cada esquina, que o treinador do Estoril é um caso sério de competência. esquecem-se que os jogadores doestoril são profissionais briosos e, alguns até formados no FC PORTO!!!
Se o sr. José Silva se sentiu atingido, lamento...

Filipe Sousa disse...

A minha opinião é basicamente a mesma, pelo menos no que toca aos treinadores em si - não vejo jogos suficientes do SLB para ter uma opinião. O VP é superior ao Jesus, porque até aqui conseguiu fazer mais ou menos o mesmo, com menos recursos; o plantel do SLB é superior ao do Porto, por via das tais soluções atacantes - o Porto tem o Jackson, e às vezes, tem o James e o Varela; o SLB tem o Cardozo, o Lima, o Gaitan, o Salvio, o Rodrigo... Não sei o que vai acontecer ao VP, mas espero que não seja substituído pelo Jesus, que recentemente classificou o seu percurso no SLB como "em crescendo"... ignorando as participações miseráveis na Liga dos Campeões; ele não é treinador da minha equipa, e até eu me senti insultado - ignorou completamente o desempenho na Liga dos Campeões, que é o que realmente conta; aí o VP não tem muito de que se rir, mas sem outros/mais recursos, não posso condená-lo já.

Filipe Sousa disse...

Correcção: não tenho opinião sobre o futebol do SLB

Alto Minho disse...

Esse "nunca" e "jamais" até parecem adjectivos saídos da boca do Rui gomes da silva, que consegue ver uma pedra em lugar de uma flor...Mas afirma a "pés juntos" que ele é que está correcto e o mundo está errado.

Todos os humanos hão-de ter orgulho da região onde vivem, e eu tenho orgulho de viver na província, pois tenho privilégios que os citadinos não possuem - e vice-versa.
Não me sinto nada complexado por ser cidadão da província! Provavelmente haverá citadinos com complexos em relação aos provincianos?...E quiçá, até haverá citadinos com complexos a outras cidades...

(Que eu saiba Viana do Castelo ainda é cidade?...mas vou ali perguntar melhor...)

Eu até podia dizer que "pacóvios"...murcões ou bacocos são aqueles portistas - que não se consideram mais portistas que outros portistas...e que por acaso até nem são mais superiores cidadãos que outros cidadãos, só pelo simples facto de uns serem citadinos e outros provincianos...
NUNCA o direi...
JAMAIS! JAMAIS! JAMAIS!

Mas eu como provinciano, e simpatizante de paixão por um clube citadino - e com muito orgulho que sou portista -, não esqueço "a vassalagem" que o clube de futebol Estoril, e outros mais, prestaram ao clube do regime!
Poderá haver por aí quem já se tenha esquecido, eu não!
Posso é concordar e acreditar que "as pessoas podem mudar"; e o actual Estoril possivelmente já terá nos seu quadros pessoas que lutem pelo bem geral e pela justiça - algo "amordaçado" no passado recente.

Isso de "formados no FC PORTO" para mim não significa nada, pois alguns desses tais já os temos visto aí pelo mundo... a espetar facadas na "sua amada" (e não estou a falar de jogadores do Estoril).

Como vê sr. CéuAzul, eu não me senti atingido: pois a carapuça do "seguidista" e "complexado" a mim não me serviu!!!
Mas se lhe servir a si faça bom proveito...

Passe muito bem!

DC disse...

Excelente análise!

Rui disse...

Eu não desgosto do VP. Não é um fora de série mas acho-o bom a médio prazo.

Temos de ver vários factores:
- Treinador novo (só se estreou em ligas maiores o ano passado), foi adjunto de AVB, pegou num porto cheio de egos, a ferros conseguiu fazer dele campeão
- Este ano se deus quiser consegue o seu segundo campeonato
- Tacticamente é bem melhor que JJ, nao se esqueçam que um está a acabar a carreira o outro está a começar
- O porto tem momentos em que joga um futebol fantástico, outros que cai, mas aí divido as responsabilidades, plantel reduzido (culpa da sad) e má rotação (isso tem de ganhar com experiencia)
- Peca pela comunicação, não é um bom orador, mas isso melhorará com o tempo. Lembrem-se que AVB tirou cursos de comunicação enquanto era adjunto. Aliado a isso também não tem o apoio da imprensa.

Se este ano ganhar o campeonato era estender o vinculo mais um ano e ver no que dava. Mas se não ficar, também se arranja outro. Estes últimos anos temos tido optimos treinadores, por isso oferta não faltará.