quinta-feira, 27 de junho de 2013

O “Pinto da Costa” do Hóquei

Nos seus primórdios como dirigente do FC Porto, Pinto da Costa foi seccionista desta modalidade, mas o grande nome do hóquei em patins portista é outro.

Ilídio Pinto, o dono da conhecida confeitaria Petúlia (local onde era habitual José Maria Pedroto jogar cartas com um grupo de amigos), é um dos poucos dirigentes atuais do FC Porto que acompanha Pinto da Costa desde a sua primeira presidência e, quando tomou conta do hóquei azul-e-branco, em 1982, os títulos conquistados resumiam-se a um Campeonato Metropolitano (ganho em 1968/69).

Daí para cá, os dragões conquistaram 53 títulos nacionais (isto apenas em Seniores):
Campeonato Nacional: 21
Taça de Portugal: 14
Supertaça Nacional: 18

A que se juntam mais sete conquistas a nível internacional:
Taça/Liga dos Campeões Europeus: 2 (1985/86, 1989/90)
Taça das Taças: 2 (1981/82, 1982/83)
Taça CERS: 2 (1993/94, 1995/96)
Supertaça Europeia: 1 (1985/86)

Em cerca de 30 anos, o FC Porto passou do zero para o clube português com melhor palmarés naquela que, extra Futebol, já foi a modalidade Rainha em Portugal. Notável!

No passado domingo, umas horas antes do fogo-de-artifício da noite de S. João iluminar o rio Douro, a época 2012/2013 encerrou com chave de ouro: mais uma Taça de Portugal, mais uma dobradinha para o palmarés do hóquei portista!

(Jornal O JOGO, 25-06-2013)

Para que Reinaldo Ventura, Edo Bosch, Ricardo Barreiros e companhia igualassem o triplete alcançado em 1985/86 pela geração de Vítor Hugo, Vítor Bruno e Realista, só faltou ganhar a Liga Europeia, cuja Final foi ingloriamente perdida no Dragão Caixa, para uma equipa (o slb) notoriamente inferior e que tinha sido concludentemente derrotada nos dois outros desafios entre dragões e águias disputados durante a época.

Olhando para o futuro, com o treinador (Tó Neves) e a totalidade do plantel a manterem-se para a próxima época é caso para perspectivar que para o ano haverá mais (alegrias, esperam os portistas...).

2 comentários:

Remigio Costa disse...

Sem qualquer dúvida, brilhante! (Mesmo que muito afastado das luzes da ribalta)

Anónimo disse...

Sei que nada tem a ver com o assunto, mas também ainda não tocaram neste que vou falar: Que palhaçada vem a ser esta da reformulação do campeonato portugues para a época de 2014/2015?