segunda-feira, 8 de julho de 2013

9 em 11, a verdadeira hegemonia

Numa badalada entrevista à benfica TV, cujo entrevistador foi um vice-presidente / administrador da SAD encarnada (que circo!), Jorge Jesus referiu que o benfica estava perto de recuperar a “hegemonia do futebol português”.

É quase patético que uma afirmação destas saia da boca de um treinador que ganhou um campeonato em quatro épocas e que, em Maio passado, se ajoelhou no Estádio do Dragão.

Mas, aproveitando a deixa, como deve ser avaliada a hegemonia do futebol português?
Parece-me óbvio que não chega ganhar um ou dois campeonatos seguidos e que é necessário analisar séries temporais mais alargadas.

Entre 1946/47 e 1953/54, o sporting dos cinco violinos ganhou 7 campeonatos em 8 épocas.

Entre 1962/63 e 1972/73, o benfica de Eusébio ganhou 9 campeonatos em 11 épocas.

Entre 1989/90 e 1998/99, o FC Porto (de Vítor Baía, Aloísio, Fernando Couto, Jorge Costa, Paulinho Santos, Rui Barros, Folha, Domingos, Kostadinov, Drulovic, Jardel, etc.) ganhou 8 campeonatos em 10 épocas, culminando esta série com um inédito Penta campeonato.

Entre 1999/2000 e 2001/2002, o FC Porto esteve três épocas seguidas sem ganhar o campeonato e logo surgiram “vozes esclarecidas” a falar em mudança de ciclo e a dizer que o Pinto da Costa estava finito.

Pois bem, nas últimas 11 épocas, entre 2002/03 e 2012/13, um FC Porto de estilo multi-nacional (com portugueses, brasileiros, sul-africanos, argentinos, uruguaios, colombianos, belgas, franceses, etc.) ganhou 9 campeonatos, igualando a série do benfica de Eusébio.

9 campeonatos em 11 é notável em qualquer país e, actualmente, o campeonato português até nem é dos piores no ranking da UEFA, bem pelo contrário.

9 campeonatos em 11 é o melhor registo da história do FC Porto em termos de campeonato. E, além destes 9 campeonatos, no mesmo período o FC Porto ganhou 1 Taça UEFA, 1 Liga dos Campeões, 1 Taça Intercontinental e 1 Liga Europa.
Absolutamente notável!
E, nestas contas, nem sequer entro com as Taças de Portugal e Supertaças conquistadas que, neste período, nem sei ao certo quantas foram.

Ou seja, analisando o campeonato e as conquistas europeias, as últimas 11 épocas correspondem ao melhor período de sempre do FC Porto e de qualquer outro clube português (nem o slb ganhou tanta coisa na década de 60).

Será este tipo de hegemonia que o slb está perto de alcançar?

19 comentários:

Anónimo disse...

Fica também a curiosidade de, reportando aos últimos 50 anos (1962/63 - 2012/13), sermos o Clube com mais títulos de Campeão Nacional, Taça de Portugal e claro, Supertaça.

Joao Goncalves disse...

5 Taças e 7 Supertaças nesse período se não estou em erro.

Já agora um aparte... alguém sabe do Seri? Achei que tínhamos assinado contrato de mais de 6 meses com ele mas agora não aparece nem na A nem na B...

Anónimo disse...

Ja estamos habituados as disparates do clube de Carnide, mas esta entrevista bateu tudo e todos, estao no bom caminho, ao primeiro mau resultado o circo pega fogo.
MPires

José Rodrigues disse...

Estou-me a borrifar para o q treinador do slb diz, principalmente quando se trata de declaracoes de intencoes. Se essas declaracoes entusiasmam ou nao as tropas, isso e' la' problema deles.

Mas obviamente que nao faz sequer sentido fazer afirmacoes dessas sem que, no minimo, se acabe de sagrar por ex bi-campeao. Antes de se conseguir uma hegemonia convem ao menos comecar-se a ganhar, LOL

De resto prevejo em principio um campeonato bastante equilibrado entre FCP e slb (os outros esquecam, comcando pelos viscondes). No q diz respeito ao Jesus, ele q se preocupe mas e' em ganhar os primeiros jogos porque a margem de tolerancia perante os seus adeptos nao e' tao grande como isso... alias o ideal para o FCP era q dessem uns valentes tropecoes no principio da epoca de forma a testemunharmos o grande circo da Luz em todo o seu esplenor.

João disse...

Também andei à procura dele hoje e no zerozero aparece sem clube.

Anónimo disse...

"Numa badalada entrevista à benfica TV, cujo entrevistador foi um vice-presidente / administrador da SAD encarnada (que circo!)"

Caro José Correia, infelizmente este circo não é exclusivo dos tipos lá debaixo da 2ª circular. È um circo que também costuma subir aqui até á nossa cidade. No caso saiu daqui e foi até lá.

Quem não se lembra da grande entrevista dos 30 anos de Pinto da Costa ao Porto Canal a ser conduzida pelo nosso director de comunicação Rui Cerqueira.

A grande diferença é que numa foi o subordinado a ser "entrevistado" pelo seu superior; na outra foi o Presidente a ser "entrevistado" pelo seu Subordinado.

Sinceramente não gosto destes pobres circos; que tudo fazem para que os espectadores se sintam uns verdadeiros palhaços.

Bem apontado; abraço

Anónimo disse...

Estupidezes de Jejuses á parte. O que é que a entrevista de JJ a Moniz na forma e é diferente desta:

A grande entrevista 30 anos Pinto da Costa. (entrevistado pelo Director de Comunicação do FCP, Rui Cerqueira no Porto Canal)!!!

https://www.youtube.com/watch?v=8wF7hA2rThQ

Pedro Góis.

Pedro Pires disse...

Boa pergunta! Michael Seri pareceu-me um jogador com muita qualidade mas, de facto, não o tenho visto na lista da equipa b. Espero que o tenham segurado por pelo menos mais uma temporada para ver de que forma se pode potenciar um jogador que do meu ponto de vista pareceu ter muito futebol!

Joao Goncalves disse...

É que a B já está em exames médicos e ele nada

Ainda à 3 ou 4 semanas vinha numa reportagem no OJOGO a dizer que senão fizesse parte do plantel da A gostaria de ser emprestado a uma equipa da 1ª Liga... ora isso indicaria que tem contrato com o Porto ou estou a fazer a leitura errada?

Joao Goncalves disse...

Estás realmente a fazer essa pergunta idiota ou é pura ignorância? Mas eu ainda me vou dar ao trabalho de explicar...

a 1ª do JJ é uma entrevista com factor jornalístico actual, onde se quer o contraditório e as perguntas essenciais para o trabalho jornalístico corrente e actual. Essa entrevista, como seria normal, teve repercussões nos Jornais e Televisões no dia seguinte.

a 2ª a do PdC é um factor histórico... Uma reportagem pelas memórias passadas e por eventos passados... sem qualquer interesse para o jornalismo actual. Não foi noticia em lado nenhum a não ser entre os Portistas que gostam de se relembrar do factos históricos.

Mas por mim até pode ser entrevistado pelo LFV enquanto se senta no "colinho" do Rui Costa mas ao menos tenham a vergonha de fazer uma coisa em condições.

Marco Boss disse...

Boas..permitam me comentar!!concordando com algumas opinioes em relação á entrevistas entrevistador, comparando-a com a do Porto Canal, e sinceramente concordo!!Temos de ser justos!
Infelizmente a politica de comunicação do nosso fcp não é digna de um grande clube, na minha opinião!!
Mas quanto ao que diz o JJ pra mim já nem me entra nos ouvidos..enquanto eles andarem nestes diz que disse é sinal que eles continuem a lutar de 2º pra baixo!

Sistema disse...

Relativamente à entrevista tirando meia dúzia de patetices não está lá nada de novo. É uma forma do clube de Vale e Azevedo tentar limpar/fortalecer a imagem debilitada de JJ junto dos adeptos.

O mais interessante nessa entrevista e que não vi realçado em lado nenhum é Moniz vice-presidente, Administrador da SAD e jornalista (fraco mas é)começar a entrevista assim e passo a citar:

"O meu convidado desta noite dispensa apresentações, é Jorge Jesus treinador do Benfica há 5 anos um record que no fundo atesta as suas capacidades e tudo aquilo que ele tem vindo a fazer no Benfica ao longo destes anos.
Jorge Jesus, sabe que em relação a si se depositam muitas expectativas cada vez que uma época se inicia. Você é treinador do Benfica há 5 anos mas a verdade é que há 4 que o titulo foge….."


Ridículo, inacreditável e simplesmente anedótico que o vice-presidente e administrador da SAD do clube de Vale e Azevedo não saiba há quantos anos está JJ no clube, nem saiba que entre o ultimo titulo do clube e a data da entrevista, apenas se realizaram 3 campeonatos, logo o titulo quando muito foge há 3 anos.

Que ele não é grande adepto do seu clube eu já sabia, serviu apenas para comprovar que também é mau jornalista.

José Correia disse...

«Ontem, na Benfica TV, fez-se história do jornalismo. Alguns dirão que se desfez história do jornalismo, mas essa é uma conversa para outros fóruns. O treinador foi entrevistado por um administrador da SAD. Cada pergunta era aquilo que se chama uma notícia que dá para os dois lados: importava a resposta e também a pergunta, por ser feita com um conhecimento de causa que, normalmente, os jornalistas não têm. Se um jornalista questiona "E se tiver de recompor a dupla de centrais, isso também o preocupa?", é especulação; se é o administrador, só pode ter sido alguma coisa que ouviu num briefing.
Mas o mau jeito de pôr um administrador a entrevistar o treinador que acabou de perder três campeonatos seguidos não contempla só desvantagens: aquilo a que assistimos ontem foi o equivalente a um daqueles reality shows em que alguém compra um carro ao ferro velho e depois tenta pô-lo o mais parecido possível com o original. Ficámos a saber, sem refutação, que "a hegemonia do Benfica no futebol nacional está próxima", enquanto se ia restaurando, peça a peça, o velho Jesus, como se nunca o tivéssemos visto a chorar ou de joelhos.»
José Manuel Ribeiro
O JOGO, 05-07-2013

Joao Goncalves disse...

com tanta asneira que o outro disse eclipsou essa...

Anónimo disse...

Nada disso, ele ja sabe que este ano tb vai ficar a ver navios, por isso ja esta a acalmar a manada, ou nao va ele levar umas lambadas dos adeptos do clube do melao.

MPires

alex disse...

Os responsáveis do Benfica até nem erram muito: após a conquista do campeonato em 2009/2010, disseram que se tinha iniciado um novo ciclo e, de facto, iniciou-se um novo ciclo de vários campeonatos seguidos ganhos pelo FCP, cuja soma já vai em três...
A hegemonia analisa-se numa década e a vantagem não pode ser de um ou dois campeonatos, sete em dez já representa hegemonia.

Ruca disse...

Engraçado. Vinha para aqui para fazer a mesmíssima pergunta, mesmo que nada tenha a ver com o tópico.
Estive agora a ver a constituição da B - provisória, ok - e nada de Seri. O tipo parece jogar muito... claramente merece mais do que a 2ª liga!

Bluesky disse...

Peço desculpa pelo plágio mas este comentário que li no... Record!!!!! diz tudo:

Jorge Jesus não aprende, a sua declaração “o Benfica está próximo de ter a hegemonia do futebol português” é prova, provada, que o treinador do Benfica está longe de ter estirpe de campeão e não é um líder. Um líder não morre pela boca nem acaba uma época a ser insultado e quase agredido por um elemento da sua equipa, perante quase 50 mil adeptos.

José Rodrigues disse...

Pessoalmente nao gosto nada de basofias, mas constato q a reaccao do publico depende muito das suas cores.

Por exemplo: nao vi quase nenhum portista desagradado q o VP tenha dito q "tinha a certeza q um dia vai ser campeao europeu". E vejo poucos portugueses incomodados com a habitual basofia de Mourinho.

Dito isto, o JJ e' um autentico "campeao" da basofia, abusando mais do q a esmagadora maioria de treinadores. E o q e' pior (ou mais engracado, depende da perspectiva) e' q muitas vezes fa-lo usando um raciocino bastante ilogico.