domingo, 18 de agosto de 2013

Bom fim, MAS...

Analisando os lances decisivos do Vitória Setúbal x FC Porto, constata-se pelas imagens televisivas que:
- o penalty sobre o Jackson é bem assinalado;
- a expulsão do guarda-redes do Vitória Setúbal é indiscutível;
- as duas bolas cortadas in extremis, quando iam a entrar na baliza, não transpuseram completamente a linha de golo (pelo menos foi o que me pareceu).

Falando agora sobre o jogo...

Atendendo ao historial entre as duas equipas (o FC Porto não perde em Setúbal para o campeonato há 30 anos e não cede um empate desde 1997) e à fraca qualidade do adversário (recordo que na época passada o Vitória Setúbal lutou até à última jornada para não descer de divisão), não estava à espera de tantas dificuldades. Mas elas foram evidentes, mesmo quando o FC Porto já estava a jogar contra 10.

O meio-campo funcionou mal e isso esteve na origem da forma confusa como a equipa atacou. Não vislumbro grande futuro num meio-campo formado por Fernando, Defour, Josué e Lucho e menos ainda num meio-campo em que Fernando tenha muitas vezes um jogador ao seu lado (no caso foi Defour).

Mas o que me deixou mais preocupado foram os buracos defensivos evidenciados pelo FC Porto. Houve alturas em que a equipa que equipou de azul (belíssimo este equipamento alternativo) parecia um passador.
Quantas oportunidades teve esta frágil equipa do Vitória Setúbal?
Para além do golo, lembro-me de mais 3 ou 4, algumas das quais quando os sadinos já estavam a jogar com menos um jogador. Inadmissível!
O Paulo Fonseca tem de resolver rapidamente este aspecto senão, quando jogarmos contra equipas melhores, iremos sofrer muitos dissabores.

Uma outra componente do jogo em que o FC Porto esteve muito mal foi nas bolas paradas. Livres frontais, livres laterais e cantos foi uma desgraça. Fizemos umas "cociguinhas" ao Vitória de Setúbal, mas nem deu para os assustar.
Tendo no plantel/equipa especialistas do nível do Danilo, Josué e Quintero e "torres" como Mangala e Jackson, o aproveitamento deste tipo de lances tem de ser muito superior.

Por falar em Jackson, é verdade que voltou a marcar (já tinha marcado na Supertaça, contra o outro Vitória) mas, apesar de esforçado e lutador, não esteve num dos seus melhores dias. Enquanto a sua situação não estiver resolvida ("renovo ou saio"), suspeito que dificilmente veremos o Jackson da época passada.


Deixando para o fim o melhor: o golaço de Juan Quintero.
Depois do que já vimos, penso que nenhum portista discutirá esta contratação. Paulo Fonseca tem à sua disposição uma pérola. Esperemos que saiba lapidá-la dos defeitos que ainda tem e trabalhá-la como deve ser, de forma a que rapidamente Quintero possa ser um dos onze dragões que inicia os jogos com a camisola azul-e-branca.

P.S. Não quero falar muito do treinador do Vitória Setúbal porque, sinceramente, o seu tipo de comportamento durante os jogos e as declarações que faz no final dos mesmos (quando perde) metem-me nojo. Aproveito apenas esta ocasião para recordar dois artigos sobre o senhor Mota, que publiquei na época passada...

Fotos: Maisfutebol/LUSA

63 comentários:

Anónimo disse...

Boa vitória, difícil, mas vale 3 pontos. Má primeira parte. A defesa esteve muito fraquinha, em especial o Danilo. No meio campo gostei de ver o Josué, com bom toque de bola e certeza nos passes. Defour esteve fraquinho e o Fernando falha muito no processo de construção.

No ataque tivemos um Licá esforçado e que merece a continuidade da aposta.

Pedro Albuquerque disse...

Tive com receio, admito. Pois a defesa não esteve no seu normal.
Mas de resto gostei. Mas um reparo, o FC Porto tem que jogar com o Quintero, está visto. E o Paulo Fonseca não vai ter os tomates para tirar o Lucho e deixar o Defour em campo. É pena.

João disse...

Má exibição. Os centrais estiveram anedóticos, o Fernando andou lá perto. O Danilo e Alex Sandro estiveram razoavelmente bem. Daí para a frente é complicado. Se o Licá não fez nada de assinalável, o Lucho e o Jackson chegaram a meter pena, a espaços.

O Lucho perdeu uma enormidade de lances, terá perdido mais do que aqueles manteve a posse de bola ou por pouco. Quando recuou para entrar o Quintero fez duas aberturas seguidas para contra-ataque do Setúbal que não sei se os jogadores deles conseguiriam.

O Jackson fez a primeira de jeito aos 88'. Gostei do Josué, das trocas com o Defour (que, neste panorama, acabou por ser dos melhores) para o miolo, esteve bastante seguro.
Herrera e principalmente Quintero entraram bastante bem. O Herrera fez o que se lhe pede, área a área rapidamente com capacidade de desarme e qualidade de passe. Quintero é um craque acabado, faz lembrar o Sr. Dr. Anderson Luiz de Sousa e se lhe fica a dever certamente em muita coisa, parece ter melhor remate e isso resolveu o jogo hoje.

Paulo Fonseca algo lento a mexer mas equipa com bom fluxo de jogo ofensivo, faltaram melhores executantes. Arbitragem só pecou por tentar compensar o que tinha decidido BEM e começar a assinalar falta em qualquer lance disputado pelo Jackson ou Mangala.
E nesse capítulo, o Alex Sandro arriscou estupidamente vir para a rua com aquele retardado do Miguel Pedro que faz vida de arrancar cartões e expulsões. É o único lance que concedo que o Capela pudesse ter ajuízado de forma diferente, face ao critério que tinha tido para o Kieszek.

Anónimo disse...

Só gostava de entender...

- O motivo pelo qual o Iturbe não foi convocado.
- O motivo pelo qual o Lucho não saiu ao intervalo.
- O motivo pelo qual parecemos um passador e assustadoramente vulneráveis a contra-ataques.
- O motivo pelo qual os jogadores esforçados desta vida voltam a ter lugar no 11 inicial.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Discordo em absoluto na expulsão (o penalty é uma infantilidade do defesa), aquele lance não é para expulsão.

Em primeiro lugar o Josué não tem que ir buscar bola nenhuma, é o Setúbal que sai a jogar, os jogadores sabem perfeitamente que cabe à equipa que sofreu o golo levar a bola. Já vi muitos jogadores receberem amarelo por fazer o que ele fez. E depois ambos os jogadores encaram-se da mesma forma e o Josué faz um teatro monumental. Péssima decisão que prejudicou claramente um Setúbal que até então estava a aproveitar bem os erros defensivos e a passividade do meio-campo. A partir de aí o jogo ficou decidido.

E não só por mérito do imenso golo do Quintero (entraria contra 11, contra 10 ou contra 12). Tarde ou cedo, será titular indiscutível. Tem o descaro e a verticalidade que muitas vezes faltava ao James!

Anónimo disse...

O Josué levou amarelo, ou não viu isso?

O guarda-redes deu uma cabeçada, onde está a dúvida?

meirelesportuense disse...

concordo muito com a análise do jogo.O Porto jogou globalmente mal, passes curtos disparatados, tentativas de drible mal sucedidas que resultavam invariávelmente em perigo...Mal no meio-campo, mal na defesa, nenhum dos quatro defesas jogou bem e para mim o pior foi Danilo desconcentradíssimo.Lucho perdeu lances atrás de lances, Fernando e Defour também não estiveram nada bem...Só se safou Josué. Na frente Jackson perdeu muitos lances aparentemente ao seu alcance e Licá sofreu imenso com todo o desacerto do jogo global.
Helton voltou a tremer e a brincar.
Resta-nos a vitória e os apontamentos de um ou outro jogador.
Jogo a rever.
Paulo Fonseca não pode descansar nesta equipa-tipo.

Anónimo disse...

como é que é possivel o nosso clube colocar uma imagem que não só não é do jogo como nem sequer é o mesmo equipamento?
http://www.fcporto.pt/Noticias/Futebol/noticiafutebol_futsetubalfcpcro_180813_76688.asp

Miguel Lourenço Pereira disse...

Eu vi que o Josué levou amarelo por ir buscar uma bola que não lhe corresponde. Não vi foi o amarelo da simulação do Josué. Ficou no bolso. Eu não vi nenhuma cabeçada, capaz de lhe arrancar o olhos e tudo. Vi dois jogadores a encostar a cabeça e o Josué num teatro danado.

Expulsão absolutamente ridícula mas hoje, lamentavelmente necessária porque aquilo de outra forma não ia lá!

meirelesportuense disse...

Se calhar deveria ter dado uma cabeçada mais forte...Aí talvez o Miguel aceitasse.
Aliás o Polaco dá a cabeçada e depois atira-se para o chão (atordoado?)...
Quem deveria ter sido expulso deveria ter sido o Josué porque meteu a cabeça no caminho da cabeça do GR sadino.O que não se faz e até é proibido por lei.

Joao Goncalves disse...

Então o oculista deve estar ai por algum lado no Porto...

O GR deu a cabeçada que deu e é BEM expulso!

O Josué tem todo o direito de ir buscar a bola assim como o GR o pode ir fazer... quando o Josué vai e empurra e é empurrado pelo GR, é comportamento incorrecto e amarelo para ambos os jogadores... depois vem a cabeçada e Vermelho CORRECTISSIMO!

Caricato mesmo é o Miguel conseguir ser o único a ver as coisas dessas maneira... FANTÁSTICO! Até o "tonhó" do Rui Santos vê as coisas das mesma maneira e todos os comentadores de radio e TV dizem o mesmo... GR Expulso, Josué Amarelo... depois vem o Miguel que consegue ver o que ninguém vê... enfim...

Miguel Lourenço Pereira disse...

O Miguel vê como acha que deve ver, não como o João, o Rui Santos ou o vizinho do terceiro esquerdo entende. Posso estar perfeitamente enganado, mas não vou mudar o que digo simplesmente porque os outros dizem o oposto.

De qualquer forma o que me preocupa do jogo do Bonfim não é isso, que já dou por descontado, mas sim a escandalosa incapacidade de produzir bom futebol durante quase todo o encontro e a falta de soluções e apatia desde o banco. Isso sim é para trabalhar.

Agora que o Kieszeck tenha posto a sangrar o Josué ou este se tenha atirado para o chão, no fundo, dá-me exactamente igual!

Joao Goncalves disse...

Em relação ao jogo... exibição poupérrima da equipa!

- Danilo está uma desgraça! Será que ele sabe o que é um lateral que vai à linha "vidé Fucile"?

- Os centrais nem quero falar... aquele Cardoso ganhava as bolas todas...

O Alex Sandro atacou?

Depois vamos a jogo sem alas... Licá, como sempre disse, é um jogador fraquissimo e banal, sem capacidade de fazer seja lá o que for... é rápido e lutador e é isso.

O Josué, joga no pé... não é jogador de ir à linha de fundo e cruzar... hoje até tive saudades do Varela... é claro que o Iturbe está a aquecer a Bancada e o Kelvin deve estar cansado de ontem ao contrário do Carlos Eduardo que foi convocado...

Mesmo assim o Josué fez um jogo decente.

Lucho... jogou? Completamente perdido ali no meio...

Defour ainda deu alguma intensidade mas muito soft e perdido e Fernando... ai Fernando... ninguém tem 20M para o levar sff?

Jackson.... será que o podemos criticar com esta companhia?

Quintero e Herrera fizerem melhor do que esta gente toda...

P.S.: A entrada do Ricardo aos 94 minutos foi para motivar o jogador?

Anónimo disse...

Miguel desculpe la mas vai ter q ser feito controlo antidoping neste site, tem que haver limite para o absurdo. Eu nao discuto o q vejo...parabens ao arbitro porque esteve IMPECAVEL. Deixe-me prever a sua seguinte opiniao...Lima foi abalroado pelo espirito santo e o Benfica foi perjudicado.
Pedro Moreira

Joao Goncalves disse...

Se tivesse posto o Josué a sangrar não era expulso ERA IRRADIADO!

Coisas diferentes... Expulsões é para Agressão ou TENTATIVA de Agressão.

Neste caso foi mesmo agressão, mas bastava o simples movimento aggressivo da cabeça em relação ao adversário que tivesse um movimento evidente, para a lei expulsar o jogador.

O resto da análise ao jogo já o fiz abaixo

Miguel Lourenço Pereira disse...

Pedro,

"mas vai ter q ser feito controlo antidoping neste site"
Está-me a chamar o quê mesmo?

Anónimo disse...

Miguel estou em pleno arraial madeirense bem disposto a usar ironia...agora que a sua opiniao é absurda e atropela os factos nao tenha qualquer duvida. No futebol um jogador que agride é expulso...limpinho limpinho. O Capela foi exemplar no lance. E olhe que mudar é de sabios...nao mudar neste caso é de benfiquistas.
Pedro Moreira

Carlos Santos disse...

Não percebo muito bem o que é que o facto de o Josué ter feito teatro ou não (talvez tenha feito) tem a ver com o facto de a cabeçada ser merecedora de cartão vermelho. É expulsão claríssima, não há discussão possível. Se o Josué de seguida fez teatro ou não é absolutamente irrelevante.

Louro disse...

Jogamos assim tão mal?..tanta critica depois de termos vencido um jogo muito mais dificil do que se esperava , visto que este vitória parece bem superior ao das epocas anteriores.
Na primeira parte só deu Porto mas depois veio aquele golo caido do ceu e os sadinos meteram-se todos no autocarro!
Apenas acho que o treinador devia ter mexido mais cedo com as saidas de Lucho e Defour que estiveram muito abaixo do normal.
Se o Jackson não tivesse falhado tres ou quatro golos feitos , estavamos a falar de uma vitoria robusta perante um adversário atrevido!
Entrou Quintero e saiu-nos o Jackpot?..e que dizer da exibição de Josué- apenas o melhor em campo!
É bom lembrar que ambos são muito jovens!..mas o Quintero deixa-nos agua na boca e depois aquele golaço!
Calma que isto apenas agora começou e já estamos na frente!
Força Porto!

João disse...

Miguel desculpe lá mas está redondamente enganado. Não há simulação, há "teatro" do Josué que são coisas completamente diferentes. Ele leva efectivamente uma cabeçada e nem o Kieszek perde muito tempo a argumentar o assunto. Empurra o Kieszek antes DEPOIS de ele pontapear a bola que o Josué tinha nas mãos. Por muito que a reposição caiba ao Setúbal há aqui um certo bom senso que deve imperar. O Kieszek erra numa primeira instância, para não mais que admoestação. O Josué erra a seguir para amarelo (que ficou no bolso quando o Cohene empurrou da mesma forma o Ota num livre na 1ª parte), e o Kieszek volta a errar para vermelho.

Depois o Josué faz um certo teatro, o facto é que aparece com a testa avermelhada no reatamento, e não conheço nenhuma lei que obrigue a "arrancar os olhos e tudo" para uma cabeçada ser vermelho. É vermelho e pronto.

Jorge disse...

"O João Capela nos lances capitais, no meu ponto de vista não errou, mas, a verdade é que, podendo errar, não errou contra o Porto".
Rui Santos, SIC Notícias, a propósito do jogo Vitória de Setúbal 1 - FC Porto 3.

João disse...

- O Danilo envolveu-se bastante no ataque. Ir à linha já implica que o lateral o deixe, o que não aconteceu.

- certo

- O Alex Sandro atacou de mais. Não me sai um lance da retina com o resultado em 2-1, em que há um passe longo sobre a direita do Setúbal para dois jogares que lá se encontram, o bombeiro Mangala e ... Josué. Porque com o resultado em 2-1 o Alex Sandro andava no último terço a forçar a barra. Saiu foi demasiadas vezes a jogar na defesa, sempre bem, mas quando a brincadeira lhe correr mal é golo quase pela certa.

PS: O Podstawski também entrou aos 93 ou 94 pela B. Acho ridículo mas eles lá sabem, pelo menos a B tinha a desculpa de estar a vencer pela vantagem mínima.

Joaquim Lima disse...

Ganhámos, levamos 3 de vantagem sobre o principal adversário. Mesmo não jogando bem, isto é o que interessa desta jornada!

RBN disse...

COM CLUBITE, apenas digo o que a maioria já enxergou:
Quintero não pode ser suplente.

Quando toca na bola, na maioria das vezes só sai coisa boa.Mal tocou na bola, fez aquele golão, quando podia ter se atirado pra piscina como faz a maioria.Não o fez, se reequilibrou e mandou a bomba indefensável.

Depois num só toque, isolou Josué para a assistencia para o 3º golo.Errou 2 passes em todo o tempo em que esteve em campo e muitas vezes, viu-se o Quintero a indicar posicionamentos aos "mais velhos".É craque, mas o tem discurso humilde.Olho pra Quintero, vejo Deco.

Repito, Juan Quintero não pode ser suplente.

Danilo investindo pelo meio com um nº 8 tem sido agradável.Se melhorar a pontaria, será uma arma valiosíssima pelo factor surpresa.

SEM CLUBITE:

Josué devia também ter sido expulso.A lei diz que quando se marca um golo, a bola automaticamente pertence à equipa que levou o golo e cabe a esta equipa colocar a bola no centro para recomeçar o jogo.Josué provocou e deu um empurrão ao guarda-redes sadino, que reagiu, portanto vermelho aos dois.Num jogo de champions era vermelho para Josué, sem sombra de dúvidas.Josué tem que ser mais comedido, senão vai esquentar banco de suplentes pelo temperamento...

A nossa defesa parece indefesa em relação à época transacta.Muito facilmente estão entrando por um buraco ali no meio campo que já vem da pré-época, além de levar muita bola nas costas. E anda perdendo muitas bolas de cabeça dentro da nossa área, não é nada normal.A champions já está à porta, e é preciso tapar este buraco o quanto antes.

Helton precisa parar de inventar com os pés e jogar simples.Já é bem crescidinho...

Quintero pra mim o melhor em campo, Danilo a seguir e o resto foi aquém do esperado, com muitos erros de passe.

Vamos ver contra o marítimo como será.

Anónimo disse...

O Zé da "mota" tem como mentor o Jaime da "pacheca".
Leem os dois pela mesma cartilha.

Anónimo disse...

Para o jogador ver cartão vermelho é necessário uma "cabeçada, capaz de lhe arrancar o olhos e tudo"? é que a cabeçada do guarda redes não podia ser mais óbvia... o guarda redes puxa a cabeça atrás e atinge o Josué!

Anónimo disse...

Houve aqui um fenomenozinho "entrelinhas" que ainda não vi referido em lugar nenhum (jornais, tvs, rádios, blogues) e que ajuda(rá) a explicar o ódio e a raiva doentia e babosa do Mota e do presidente do Setúbal, e porque se atirou o 1º de forma tão assanhada e desproporcional ao Paulo Fonseca: é que a convocatória do Carlos Eduardo, 24 horas depois de jogar na B, foi claramente uma provocação ao Setúbal pelo caso da Taça da Liga/72 horas do ano passado. Sugerida por alguém da SAD, anuída pelo P. Fonseca.
Foi isso que os pôs a espumar depois do jogo.
E palavra de honra (embora isso seja especulativo) que acredito que foi isso que lhes deu aquele pulmão e agressividade nunca vistos durante o jogo (até com 10).
Manobra arriscada...

Joao Goncalves disse...

ah! Outra coisa que aqui quero deixar José Correia e que muita me preocupa...

Falas-te da nossa ineficácia ofensiva nos lances de bola parada e muito bem... e da permissividade defensiva? Fui só eu ou cada vez que o Vitória tinha uma bola parada, era rara a vez que ganhávamos um lance de cabeça à primeira? Algo está mal e tem de ser corrigido imediatamente, especialmente no aspecto defensivo.

Ganhamos é certo mas somos Portistas e ser Portista é ser exigente com a equipa e esperar que ela convença seja a marcar 1 ou 10 golos num jogo, mas tem de ter jogo que convença!

João disse...

Miguel, reveja lá o lance

http://i.minus.com/isBa0u3T1Ftgg.gif

johny disse...

Nota-se claramente que os centrais estão habituados a jogar com um trinco.
Fernando não rende na posição actual. E ali é um elemento a mais...
O meio campo de agora vai ser completamente diferente do de dezembro.
Há que aprender com os erros, esperar uma evolução da equipa.

Anónimo disse...

Podem-me explicar como é que o C. Eduardo pode ter sido convocado se ele jogou ontem? Ele podia entrar a meio do jogo? E as 72 horas? É so se tiver jogado pimeiro na A?

Silva Pereira disse...

Boa noite,
E como achei que PF esteve mal na conferência anterior também não posso deixar de o referir que esteve muito bem na conferência e quase perfeito no banco, apenas acho que a 3ª substituição pecou por atraso, talvez por pouco tempo de FCP.
Quanto ao jogo o FCP não fez um extraordinário jogo mas também não jogou assim tão mal. Foi pouco assertivo no último passe e finalização. A defender esteve mal muita displicência e pouco discernimento num batatal daqueles não se pode brincar.
Repetindo mais uma vez nunca mais chega 31 Agosto para ver se deixamos de assistir a ver o Fernando mais o JM tentarem fazerem aquilo para que não estão habilitados.
As nomeações de VP provaram o que eu temia JC permitiria uma agressividade excessiva (se compararmos com outros jogos) mas tenho que reconhecer que esteve muito bem nos lances mais determinantes. A provar tudo isso ver (já vi um porco andar bicicleta) a análise extraordinária de Rui Diabo fez na SIC, confesso que não esperava. Aquele gajo defensor “verdade desportiva” que milita na SIC conseguiu fazer uma análise “brilhante” digna de um militante demagógico, confirmando a sua postura de anti portista.
Quanto ao José Mota não sei o que ele tem contra o FCP mas que já é Dèjá vu.
Vou estar atento á prestação da equipa do VS porque se aquilo corresponder há verdade então temos uma supere equipa do VS, então depois de ficarem reduzidos a 10 não é normal correrem tanto.

Costa disse...

Direitos de autor das imagens, já ouvinte falar ?!

Miguel Correia disse...

Estive no Estádio do Bonfim a apoiar o nosso Clube e convêm realçar 3 aspectos:

- Sou de Setúbal e é unânime a opinião entre os adeptos Sadinos que este é o melhor Vitória dos últimos anos. Há ali jogadores francamente bons, sobretudo na frente de ataque, que causaram algumas dificuldades à nossa defesa.

- O nervosismo e especificidade inerentes ao primeiro jogo justifica, em parte, a exibição menos conseguida do Porto

- Por último, fica comprovado que Lucho não convence em jogos de maior intensidade competitiva pelo que vislumbro um problema a médio prazo para o Paulo Fonseca.

Breves Notas Individuais:

Otamendi – Se fosse mais alto e mais rápido valia 50 Milhões. Patrão!

Danilo – “Duas Caras”. Chega a parecer, a espaços, um jogador banal na posição. Porém, quando muda o chip, transforma-se numa excelente arma ofensiva através das suas incursões interiores. Tem que estabilizar nas exibições.

Josué – Aprecio a atitude e raça deste jogador à Porto. Tem apenas 22 anos e grande margem de progressão. Ontem mostrou que pode ser uma opção muito válida na equipa. Acrdito muito no seu potencial!

Licá – Não lhe correu bem o Jogo. Trata-se de um jogador que, devido às suas características, destaca-se em Campos maiores e Jogos mais abertos. Ainda assim, merece continuar na equipa para o Marítimo.

Quintero – Sozinho, justificou o Preço do Bilhete! (Quem ainda não teve o privilégio de o ver jogar ao Vivo POR FAVOR que o faça com urgência).

Melhores Cumps

Joao Goncalves disse...

Se o Podstawski voltou a entrar a essa minuto neste ultimo jogo (só vi até ao minuto 70) então já é a 2ª vez seguida que entra com o jogo a acabar em 2 jogos...

Acho ridículo, principalmente na B, andar-se a fazer isso quando o mais importante é formar atletas e o Podstawski é um fantástico jogador.

Em relação ao Alex Sandro, ele não fez um ataque com critério e quando atacou foi sempre parado e não a dar a linha em velocidade ou romper pelo meio em desequilíbrio... muito fraco para aquilo que o Alex Sandro nos acostumou o ano passado.

Em relação ao Danilo e aì está errado João... o lateral tem por obrigação passar pelo lado da linha do Ala para lhe dar essa linha de passe... o Fucile na Supertaça esteve excelente nesse ponto ao dar a linha (inclusive a passar por fora do campo) ao seu ala... o Danilo vai para o meio afunilar jogo, daí te-lo criticado veemente.

José Correia disse...

De acordo com o jornal O JOGO, os regulamentos foram alterados e permitem agora estas mudanças da equipa B para a principal sem qualquer limitação temporal.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Carlos,

"Não percebo muito bem o que é que o facto de o Josué ter feito teatro ou não (talvez tenha feito) tem a ver com o facto de a cabeçada ser merecedora de cartão vermelho. É expulsão claríssima, não há discussão possível. Se o Josué de seguida fez teatro ou não é absolutamente irrelevante."

Não é não. Porque se o Josué faz teatro e exagera o lance a situação é passível de amarelo (seria o segundo depois de lá ter ido armar confusão) e podia acabar na rua e ficariam 10 contra 10.

Eu não estou a desculpar o polaco, não devia ter feito o que fez, mas parece-me uma atitude exagerada. E aposto, como sempre, que se fosse ao contrário, e o guarda-redes fosse o José Sá e o jogador o Lima, que havia muito boa gente que desculparia o guarda-redes da mesma forma que os adeptos do Benfica andam a ver um penalty onde ele não existe no fim do jogo.

Posso estar redondamente enganado, como diz o João. Posso ter uma opinião absurda, como sugere o Pedro, mas é a minha visão do lance. De qualquer das formas, como já disse acima, isso não quer dizer sequer que o árbitro tenha feito de propósito para prejudicar uns e beneficiar outros, é irrelevante. E o grave grave é a qualidade de jogo exibida e a performance de muitos dos jogadores como bem apontou o Zé Correia no artigo. Isso é que merece bem uma boa discussão!

Miguel Lourenço Pereira disse...

"Na primeira parte só deu Porto mas depois veio aquele golo caido do ceu e os sadinos meteram-se todos no autocarro!"

Eu vi um Setúbal solto, rápido nas movimentações, a aproveitar bem os espaços que deixamos e sobretudo as imprecisões nos passes. Vi-os a criar várias oportunidades de golo, fazendo-se valer da vantagem no marcador (como é lógico) e até ao lance do penalty/expulsão não vi um FC Porto superior em nenhum aspecto do jogo. Foi uma exibição lamentável, daquelas em que só se pode melhorar.

Miguel Lourenço Pereira disse...

"Josué devia também ter sido expulso.A lei diz que quando se marca um golo, a bola automaticamente pertence à equipa que levou o golo e cabe a esta equipa colocar a bola no centro para recomeçar o jogo.Josué provocou e deu um empurrão ao guarda-redes sadino, que reagiu, portanto vermelho aos dois.Num jogo de champions era vermelho para Josué, sem sombra de dúvidas.Josué tem que ser mais comedido, senão vai esquentar banco de suplentes pelo temperamento..."

Exactamente o que eu defendo do lance. Ou é amarelo para os dois, ou é vermelho para os dois!

DC disse...

Por esta lógica o Kiezek tinha que ver um vermelho e um amarelo porque depois de dar a cabeçada teve um desmaio, coitado.

Enfim, parece que há quem faça de propósito os comentários mais absurdos possíveis para ver se causa confusão. Foi um lance muito bem ajuizado, tudo o resto são soundbytes que não merecem discussão.

Carlos Santos disse...

Caro Miguel,

você escreve "Expulsão absolutamente ridícula".

Digo e reitero, que quando falamos da cabeçada do guarda-redes e se esta é merecedora de cartão vermelho ou não, é absolutamente irrelevante se o Josué após a cabeçada faz teatro ou não. Você pode achar que o Josué devia ter sido expulso também, mas isso não altera em nada o facto de que a expulsão do polaco é justa e claríssima, na minha opinião.

João disse...

Penso que nos estamos a referir ao mesmo jogo, contra o Beira-Mar :)

Miguel Lourenço Pereira disse...

Carlos,

Eu reitero o que disse. A situação resolvia com duplo amarelo. Caso o polaco fosse expulso de forma directa - que não contesto - teria de o ser acompanhado do duplo amarelo para o Josué. São irregularidades distintas mas cujo o resultado complementar, a expulsão, pode ser exactamente o mesmo.

Na Champions, onde até um jogador é expulso por chutar uma bola depois de um apito de um arbitro que não ouve, seguramente teria sucedido isso!

juon disse...

Se o Josué for titular no Porto...algo vai mal no Porto..a ver vamos..

João disse...

O Defour estava uns largos furos acima do Lucho, aquela é a posição dele.. também não percebo. Se a ideia era manter/reforçar o pendor atacante, Lucho tem outros argumentos, mas não é certamente recuado para o pivot, onde só conseguiu piorar a exibição pobre que já estava a fazer.

Convém que o Lucho lide relativamente bem com o facto de abancar de vez em quando, porque este Quintero vai acabar no 11, quer ele goste quer não. E recuado, se for para jogar assim, mais vale recambiar o Castro ou o Edu para cá. Pela postura que o Lucho tem demonstrado, quero acreditar que é opção técnica.

João disse...

Miguel se o José Sá tem feito o mesmo ao Lima, tinha espetado uma cabeçada a um jogador adversário. Com mais ou menos teatro do Lima, é vermelho, não vejo outra interpretação possível. Da mesma forma que o Alex Sandro se pôs a jeito pelo que pode ser considerado "pontapear um adversário com o jogo parado" mas em mais ostensivo. Como vê não é uma questão de clubite. Mas a ser avermelhado algum jogador do FC Porto seria o Alex Sandro e não o Josué (porque nem empurrar um adversário - vide Cohene/Otamendi - nem ir buscar a bola após um golo constituem, individualmente, motivo para vermelho, como pontapear a bola das mãos de um adversário também não). E o vermelho a Kieszek, pela cabeçada individualmente, é muito bem mostrado.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Vitória mais suada do que podia ter sido se a equipa jogasse o que sabe, sem complicar.

Enfim, uma exibição cinzenta com os três pontos da ordem, mas... um verdadeiro campeão tem de jogar e dominar muito mais.

Um abraço

Anónimo disse...

Boa vitória que poderia ser mais expressiva. Criamos oportunidades mais que suficientes para tal. Continuo algo apreensivo relativamente ao centro da defesa. A qualidade dos jogadores continua lá, mas a alteração posicional do Fernando desprotege aquela zona. Espero que o treinador encontre rapidamente uma solução, porque contra equipas melhores poderemos ter problemas maiores. Nelson Barbosa

Joao Goncalves disse...

ah! é que este Sábado jogamos contra o Trofense e vi esse até ao minuto 70... o do Beira-Mar vi todo e sim fiquei revoltado com o Podstawski entrar tão tarde.

E fico assim também quando vejo o Quinõ jogar e o Rafa não... Para mim o Rafa tem muito mais talento e margem de progressão que o Quinõ!

José Rodrigues disse...

A descricao q foi aqui feita do q o Josue' fez (correcta, parece-me) encaixa em "comportamento incorrecto", com direito a amarelo. Que foi o q ele levou. A nao ser q haja quem considere um empurrao como uma agressao.... (??).

Ja' o Pawel deu uma cabecada a Josue' (com muito ou pouca intensidade e' irrelevante) o q se encaixa como agressao dando direito a vermelho. Q foi o q ele levou.

Se depois o Josue' ao ser vitima de agressao exagerou ou nao no impacto da agressao (ja' agora Pawel tb se atirou para o chao agarrado 'a cabeca) nao interessa minimamente, e' irrelevante.

Nunca vi no mundo inteiro um jogador apanhar cartao amarelo por alegadamente exagerar no impacto da agressao (isto partindo da premissa q HOUVE de facto agressao e q o arbitro a viu, o q e' o caso). E bem, parece-me: avaliar se uma agressao doeu imenso/bastante/pouco/nada e' do mais subjectivo q ha'.

Desafio o Miguel ou qq leitor a dar-me UM so' exemplo q seja, no mundo inteiro e nos ultimos 30 anos, de um jogador q tenha levado amarelo por alegadamente exagerar nas dores apos ter sido agredido (e isto apos o arbitro constatar a agressao e mostrar vermelho ao agressor).

Conclusao: normalmente estes sururus dariam direito a um amarelo para cada lado. Mas neste caso o Pawel nao soube conter-se e cometeu o pecado de "escalar as hostilidades", nao sabendo distrincar a "linha vermelha" entre o q e' mero comportamento incorrecto e a agressao...

john disse...

Porque é que é mal?

O porto perdeu 2 jogadores chave, alterou o esquema de jogo.

A defesa ressentiu-se visto estar habituada a ter um trinco atrás... Acho que um meio campo com herrera e defour funcionaria melhor que defour e fernando.

João disse...

"Desafio o Miguel ou qq leitor a dar-me UM so' exemplo q seja, no mundo inteiro e nos ultimos 30 anos, de um jogador q tenha levado amarelo por alegadamente exagerar nas dores apos ter sido agredido (e isto apos o arbitro constatar a agressao e mostrar vermelho ao agressor)."

On that, um jogador que tenha visto amarelo por ter recuperado a bola a seguir a um golo por ela "pertencer ao adversário". É que há centenas de exemplos e NUNCA vi ninguém punido.

João disse...

Acho que o Quino tem bastante potencial, é pena partilhar a posição com o puto. Também é verdade que o Rafa tem bastante que melhorar no aspecto defensivo.

Bluesky disse...

Este FC PORTO não sei porquê faz-me lembrar e muito o FC PORTO de Villas-Boas!!!!
Quanto ao José Mota (um portista amargurado!!!!), faz de Jaime Pacheco, outro portista doente, mas que em jogos contra o seu clube decide mostrar que é imparcial mas acaba por mostrar que é imbecil...

Joao Goncalves disse...

Concordo completamente João... mas só melhora se enfrentar desafios que isso faça acontecer.

Por isso é urgente promover o Rafa a titular da B e emprestar o Quinõ a uma equipa da 1ª liga de preferência

DC disse...

Quanto ao jogo em si, não me vou alongar muito porque não quero estar a fazer julgamentos precipitados em relação ao treinador, mas sinceramente já não via o Porto a defender tão mal há anos, talvez décadas!
Cada lançamento, livre ou canto do Setúbal era um ai Jesus na nossa defesa e aquela imitação barata do Cardozo fazia o que queria dos nossos centrais (e tenho quase a certeza que ele não é bom, só pareceu bom porque a nossa defesa o fez parecer).
Espero que seja uma questão de adaptação ao novo sistema (que ainda estou para perceber que vantagens tem em relação ao anterior), porque se não for, se nos calha um PSG, um Dortmund, um City, etc na Champions este ano será para bater recordes negativos. É que nessas equipas não joga o Cardozo da loja dos 300 na frente.

José Rodrigues disse...

"On that, um jogador que tenha visto amarelo por ter recuperado a bola a seguir a um golo por ela "pertencer ao adversário"."

Bem, o Josue' merece o amarelo nao por ir buscar a bola em si mas sim por se envolver com o Pawel, dando-lhe um empurrao q nao devia ter dado. Nada a dizer, aceita-se o amarelo perfeitamente.

Agora... mais outro amarelo por "exagerar" na reaccao ao ser agredido? Isso nunca se viu em lado nenhum! N-E-N-H-U-M.

Revolta Azul e Branca disse...

Da análise ao jogo parece-me pelo contrário que as duas situações eram golo.

http://www.revoltazulebranca.com/2013/08/19/liga-zon-sagres-j1-o-primeiro-ja-esta/

João Carreira disse...

O Iturbe , não tem lugar na equipa ...nem na B!
O Lucho também já não vai tendo e vai ser preciso alguma diplomacia para o ... encostar . Dado que Não temos meio campo (este ) a defesa mete água e vai sair-nos caro se não houver alterações , principalmente na Champions . O meio campo tem de ter HERRERA .O Fernando tem que continuar a ser a sapa (sózinho ) como nos anos anteriores e NÃO lhe inventem missões -impossíveis e para as quais ele não foi fadado . O QUINTERO é um TITULARÍSSIMO , mas tem que ter alguém a proteger-lhe as costinhas . Não procurem que ele seja um recuperador de bolas e depois faça os golos ! e resolva desafios . O Jackson , bem, o jackson, com esta novela do" saio ou renovo" e enquanto a coisa não se define será o que vimos ontem : um descerto (quase) total !...
Há que reflectir e muito . NÃO DEVERÁ HAVER LUGARES CATIVOS e ponderamente jogar com os melhores : Alguém "reparou" no jogão que o Carlos Eduardo protagonizou nos ... "Bês " ?!... E marca bem livres ! E corre !

João Carreira disse...

Miguel (desculpe lá o tratamento...)
Concordo no pequeno teatro do Josué .Não há ali fair-play nenhum ,é verdade. Discordo com o facto de V/ dizer que não há cabeçada ! HÁ ! toda a gente viu .Há empurrão antes do Josué ... há sim senhor ! Correcta a decisão do árbitro. Apesar dos FACTOS! o Josué correu "riscos " desnecessários e que nem o facto de haver pressa para reposição da bola , justificam .(na altura , lembrar-se-á, o n/FCP empata o jogo , logo, a "desvantagem" mantém-se ). De resto,concordo ,em pleno : Jogámos ZERO ! Erros consecutivos , má adaptação ao batatal, mais notória da n/parte e um péssimo jogo de LUCHO /Mangala/Otamendi /Fernando /Jacckson/ Licá/Danilo . O Quintero é titularíssimo , mas há que haver alguém a guardar-lhe as costas. O Lucho vai de mal a pior a cada jogo que passa. É a vida ! O Futebol deve-lhe muitos e bons jogos - golos -espectáculo mas -como dizia o outro - está "finito . Agora há que ter "tomates" pª alguém lhe dizer isso e reparar aquele meio campo . HERRERA /C.EDUARDO têm uma ENORME PALAVRA a dizer ... Os danos serão irreparáveis, a jogar assim, na Champions ... Desculpe o alongo do comentário. Cumprimentos cordiais

miguel87 disse...

Deste post retenho um adjectivo: "Inadmissível"!

É mesmo inadmissível uma equipa como o Porto defender desta maneira... é que se a ideia é meter mais gente na frente para marcar mais golos, não convence nada, porque do ataque viu-se muito pouco!

Inadmissível também é estar a ganhar por 2-1 a jogar contra 10 e a consentir ao Setubal jogar continuamente no nosso meio campo!

O Paulo Fonseca tem que melhorar muito sob pena de começar a fazer má figura, porque quando começarmos a jogar no Dragão contra equipas que se fecham todas lá atrás e só tentam o contra ataque, a nossa defesa vai penar e vai-se fartar de correr atrás dos adversários...

De positivo vi o Quintero (já estou como o RBN, tem que ser Quintero +10) e gostei dos toques de classe do Josué - incluindo um penalty marcado como deve ser, já faltava!

Miguel Lourenço Pereira disse...

João,

Acções como a do Josué, precisamente uma total falta de fair play, num clube como o FC Porto deviam ser punidas, nem que seja internamente. Ser um exemplo não é só ganhar títulos. É sabê-los ganhar comportando-se bem. E por isso merecia a expulsão (duplo amarelo)!

João disse...

Pronto, agora as tremideiras defensivas são da táctica. Dois gajos com o cortiço do Mangala e Otamendi arrastados durante 30 metros sem conseguirem tirar a bola a um paraguaio cheio de sono qualquer, o Otamendi lembra-se de saltar a uma bola já lá ia meia hora de jogo, o Alex Sandro decide que deve estar a fazer marcação cerrada ao GR do Setúbal com o resultado em 2-1 e dois jogadores a caírem sobre o seu flanco.. e a culpa é do esquema.

Vamos lá com calma, gente. O sistema pode meter ajudar aqui e ali, mas vê-se muita abébia dos jogadores. Não me recordo de nenhum lance em que a defesa tenha ficado em inferioridade, por exemplo (o que acontece de 15 em 15mins com as equipas do Catedrática p.e.) agora basta ver o golo do Setúbal, Mangala e Fernando a marcarem o jogador com os olhinhos, ainda conseguiram deixá-lo cruzar para um tipo que o Danilo e Otamendi também decidiram ficar a marcar por bluetooth. 4 jogadores para 2, completamente ratados.

Assim não há "esquema" que aguente.