terça-feira, 10 de setembro de 2013

As “gravatas” televisivas

A propósito do último sporting x benfica, deu que falar o agarrão/“gravata” de Maurício a Cardozo.


Este lance foi destacado durante a transmissão da SportTv e, nos dias seguintes, foi convenientemente repetido inúmeras vezes em diferentes canais televisivos, servindo de mote às queixas benfiquistas em relação à arbitragem.

O que não passou, ou pelo menos não foi visível na transmissão do jogo, foi este outro lance, disputado na área encarnada (durante a 1ª parte), onde surge Luisão a agarrar pelo pescoço um jogador sportinguista.


É sabido que aquilo que não aparece na televisão é como se não existisse, o que levanta as seguintes questões.

- Por que razão é que o agarrão/“gravata” de Luisão não foi visível, nem mereceu qualquer destaque, durante a transmissão do jogo na SportTv?
O realizador encarregue da transmissão não viu? Ou viu, mas não se apercebeu da importância deste lance?

- Se ao serviço de uma televisão supostamente independente e neutra um realizador já tem este poder (o de destacar uns lances e ignorar outros), o que não acontecerá quando estiver a trabalhar para a televisão de um clube?

Este caso vem reforçar a minha convicção de que, nos jogos em casa, transmitidos pela benfica TV, será muito difícil chegar-se ao final de um jogo com a ideia de que o slb foi beneficiado por erros de arbitragem. É que, quem controla as imagens, controla a “verdade” oficial…

7 comentários:

David Duarte disse...

José Correia,

existe uma grande diferença entre os dois lances. Não, não estou a dizer se são ou não penalty. Para mim são... com o problema de então termos 20 penalties por jogo (mas talvez não existiria tanto agarranço se os arbitros os marcassem... visto que não existam a marcar quando é o atacante que agarra o defesa).

Essa diferença encontra-se no facto de o lance sobre o Cardozo ter sido evidente à primeira vista, sem necessidade de qualquer repetição, enquanto que esse do Luisão, ninguém, mas ninguém o vio no momento. Foram precisos esperar dias até que alguém, muito provavelmente da comunicação do Sporting, tenha esmiuçado o jogo e ter lançado essa foto cà para fora.

Mau exemplo se o objectivo é mostrar uma diferença de tratamento, até porque as condições inicias não foram as mesmas.

José Correia disse...

o lance sobre o Cardozo ter sido evidente à primeira vista, sem necessidade de qualquer repetição, enquanto que esse do Luisão, ninguém, mas ninguém o vio no momento

O fora-de-jogo do Montero, que antecedeu o golo do sporting, foi evidente à primeira vista?
Claro que não.
Só à 3ª ou 4ª repetição do lance é que os comentadores televisivos falaram nisso.

Há muitos lances que só se tornam evidentes, se o realizador que está incumbido da transmissão televisiva quiser.

Anónimo disse...

Tb podemos discutir as famosas faltas no processo ofensivo que o benfica faz e já foram denunciadas pelo Vitor Pereira e mais recentemente pelo Leonardo Jardim.

Paulo disse...

A televisão para o bem e para o mal veio mudar a maneira como vemos o futebol, e como refere José Correia, a realização passa a ter uma palavra importante na maneira como vemos os lances mais polémicos, por isso sou contra as transmissões dos jogos pelos clubes ou suas televisões não é por acaso que se não estou enganado isso não acontece em nenhum campeonato de primeira linha um clube ter a transmissão exclusivas dos seus jogos em directo, muito menos comprar direitos televisivos a outros clubes.

Saudações Portistas

Paulo Almeida

David Duarte disse...

"Há muitos lances que só se tornam evidentes, se o realizador que está incumbido da transmissão televisiva quiser."

Como é obvio José Correia, mas como quer o José Correia que haja repetição de algo que na altura pura e simplesmente não existe para ninguém? No golo do Sporting houve repetição porque houve o golo. Logico que as repetições tenham existido. Agora o José Correia quer que a Sport TV tivesse feito uma repetição de um lance que ninguém viu... nem mesmo os sportinguistas pois este argumento so começou a ser apresentado quando a foto saiu cà para fora dias depois do jogo.

O José Correia faz um processos de intenções à Sport TV neste lance, partindo do principio que alguém o viu mas não o quis mostrar. Volto a dizer, mau exemplo para demostrar isso.

Nightwish disse...

Pois claro, já quando o lance é contra o FCP e não é nada evidente passa à coisa mais evidente do mundo e toda a gente viu tudo antes da repetição e o árbitro tinha obrigação de ver com o olho do cú.

Seismilhoesum disse...

"quem controla as imagens, controla a “verdade” oficial…". Está registado.
Nota: Uma imagem (parada) só por sí, nada vale.