domingo, 1 de setembro de 2013

Meu Deus, que mau!

Paços Ferreira x FC Porto, Jackson Martinez (fonte: Maisfutebol)

Que mau que é ver um ponta-de-lança titular do FC Porto a rematar à baliza pior que um iniciado. E não foi uma ou duas vezes, foram sete ou oito.

Que mau que é ver um jogador da categoria do Lucho e a "revelação" Licá a imitarem Jackson Martinez e a também não conseguirem sequer que um dos seus vários remates fosse enquadrado com a baliza.

Que mau que foi ver como, primeiro Fucile e depois Maicon, iam enterrando a equipa, devido à forma displicente com que abordaram dois lances em zonas proibidas. Valeu São Helton.

Que mau que foi ver a dificuldade que o FC Porto teve para vencer este Paços de Ferreira, uma equipa frágil, em reconstrução, que jogou a meio da semana em São Petersburgo e que vinha de quatro derrotas em quatro jogos oficiais.

Que mau que foi ver o FC Porto a queimar tempo no final do jogo, à espera que os minutos passassem, em vez de aproveitar o adiantamento do Paços para marcar o 2º golo e "matar" o jogo.

Enfim, perante uma exibição cinzenta, salvou-se o resultado, uma magra vitória que valeu 3 pontos e a manutenção da liderança do campeonato.

E parabéns aos milhares de adeptos do FC Porto que se deslocaram a Felgueiras, os quais apoiaram a equipa do princípio ao fim, fazendo com que, na prática, quem jogou em casa tivesse sido o FC Porto e não o Paços de Ferreira.

P.S. Sim, o FC Porto ganhou, mas se aquilo que esteve mal não for corrigido (para além do Jackson, é preciso outras alternativas para finalização das jogadas de ataque; contra equipas fechadinhas, um meio-campo formado por Fernando, Defour e Lucho é muita parra e pouca uva), mais tarde ou mais cedo iremos ter amargos de boca.

68 comentários:

reine margot disse...

Acrescentaria:
que mau que é jogar contar todos atrás da linha da bola, que mau que é que os campos sejam tão pequenos...
Por último, que más foram as declarações de Jackson no final do jogo...

Que bom que foi ganhar! Esta já cá canta!

Antonio Silva disse...

reine margot, o campo do Felgueiras tem as mesmas dimensões que o Estádio do Dragão: 105x68

Parece pequeno porque o ângulo de filmagem é muito baixo.

Luis disse...

Meu deus que post mais descabido!

alex disse...

Vi só a primeira parte, não tenho idade para aguentar a pressão. Fora de casa o FCP não funciona. Por que razão é que o Jackson Martinez aparece descaído para o lado esquerdo, sendo obrigado a rematar de ângulo difícil com o seu pior pé? Agora temos uma nova moda, ou seja, um jogador tem de saber jogar sem bola, mas com bola pode ser um autêntico matacão, como é o caso de Fernando e Defour! A equipa não pode continuar sem nenhum jogador a construir jogo no meio campo. Segundo ouvi na Sic, Quintero começou a jogar na ala e só depois de passar para o meio campo é que o FCP alcançou o golo, após um canto apontado por Quintero. Só por isso se vê que Quintero tem de jogar de princípio como construtor de jogo e marcador de lances de bola parada. Defour e Fernando nunca mais!

José Correia disse...

O relvado do Estádio de Felgueiras tem as mesmas dimensões do existente no Estádio do Dragão e, além disso, estava em muito bom estado.

Desta vez, o relvado não serve de desculpa à exibição da equipa.

alex disse...

descabido o artigo? Pelo menos está de acordo com o que se passou na 1ª parte. Felizmente não perdemos a oportunidade de nos destacarmos do Benfica como aconteceu na época passada por duas vezes. Esta vantagem é crucial: se o FCP perder pontos e o Benfica não perder, apenas se encurta a vantagem, mas se for o Benfica a perder e o Porto a ganhar aumenta a desvantagem do Benfica...

RBN disse...

Não foi tão mau assim...

Jackson esteve em clara "tarde não", acontece, mas na única que acertou na baliza, marcou...

Podia ter feito pelo menos 2 golos mais cedo e dava a devida tranquilidade aos adeptos, mas com 3 jornadas livrar 5 pontos aos sl bombos da festa está melhor que a encomenda(e podiam ser 7, caso o Gil tivesse metido o autocarro, o avião e o porta-aviões nos minutos finais no galinheiro)...

E penso que os primeiro ponto do Paços no campeonato será lá no pré-fabricado na próxima jornada, Costinha merece:-)

Uma coisa é certa:Quintero não pode mais ser suplente.Craque tem que ser titular e ponto final.

Fernando insiste em fazer coisas que não sabe, como driblar e fazer jogadinhas de efeito no meio campo.Resultado: perde a bola em locais proibidos, que geram contrataques.Ele e Maicon tem que jogar o mais simples possível, pois abébias como as 2 de hoje podiam ter custado caro.Era bom que levassem um puxão de orelhas daqueles...

De resto, 3 jornadas, 9 pontos, lampiões a 5 de distancia e o siportim tá provado que treme na hora da verdade, embora eu ache que o grande culpado do empate foi o Jardim, que tirou o Wilson Eduardo que prendia o Cortez lá trás e meteu lá o defesa Dier faltando 30 minutos por jogar, dando espaço pros lampiões pensarem.

Entre mortos e feridos, o empate caiu como uma luva:-)

João disse...

Este jogo fez-me lembrar um post que vocês fizeram aqui, na primeira época do VP, salvo erro, ou ainda com AVB, sobre a finalização, sobre o facto de estarmos constantemente a dedicar bolas ao Dolce Vita e VCI e não se ver os jogadores no aquecimento a treinarem os remates à baliza. Ou por outra, treinavam precisamente o que faziam em jogo, remates para a curva.

Treino de finalização. Só isto. Aos 14' minutos de jogo temos já 4 lances de perigo para a baliza do Paços (um anulado por fora-de-jogo do Licá) que acabaram sempre em rosca ou ao lado. O Degra nem sujou as luvas, sendo que em dois desses lances tinha o Jackson isolado para ele. Completamente ridículo. Lucho idem, também acho que já tinham feito referência aqui algures. Que NÓDOA! Aquela emenda por cima na pequena área a um cabeceamento do Jackson é uma alarvidade.

Não acho que a exibição tenha sido cinzenta, o Paços é um adversário mais complicado do que se pinta e nós criamos oportunidades de golo suficientes para golear, quando o Jackson falha 4 (5? 6?) lances completamente isolado para a baliza, há que relativizar o resultado. Algo que acho que condicionou um pouco foi o Maicon no lugar do Mangala. Bem ou mal arrisca muito menos que o francês nas bolas que recebe sobre a linha e meio campo, passa muito atrás em vez de colocar logo na frente como o Mangala tenta mais o que dá a oportunidade ao adversário de se reposicionar.

Defour voltou a ser a nulidade do costume, Josué esteve um bocado aquém e o Jackson foi a anedota que se viu. Aparte estes não vi assim nada de assim tão negativo no plano individual. Isto se já soubermos com o que contamos do Fernando neste esquema e mesmo ele teve algumas iniciativas interessantes já no último terço. Ricardo e Quintero entraram muito bem, Fucile também. No plano colectivo, acho que fomos sempre superiores e se os bonecos começaram a marcar os 2, 3, 4 golos dados de que dispõe, não são as raríssimas vezes que permitimos perigo adversário que fazem muita mossa.

Doscas disse...

Não percebo para que compramos Ghillas. Quem joga mal, sai. No próximo jogo, logo se vê...

sdf disse...

Fraca exibição que se resume a dois "erros" de paulo fonseca!
A colocação de Josué nas alas e a dupla defour fernando no meio!
O Josué não da o que pode dar ao jogo, parecendo muito limitado e defour e fernando não se entendem na saída de bola da defesa para o ataque!
Em suma, uma grande confusão no meio campo e uma defesa á toa quando a equipa tem a posse de bola!
È esperar e ver no que vai dar a equipa daqui a umas 2 ou 3 jornadas!

Doscas disse...

Péssimo!

Se Jackson não joga bem, sai e entra Ghillas. Para que queremos o banco?

Anónimo disse...

O Lucho tb esteve mt fraco.

Ganhámos e claro que assim o que passo a dizer tem menos importância, mas acho que o Paulo Fonseca leu mal a necessidade de um ímpeto final e deveria ter tirado o Lucho e o Defour para a entrada de Quintero e Ghilas. 3 jogos e nem um minuto para o argelino. O Defour mais uma vez não fez nada em termos atacantes. Uma sequência de pequenas falhas a terminarem as jogadas.

Como é possível que o Fucile e o Maicon enterrem tanto? Parecem jogadores da 3a divisão. O Maicon está a léguas do que apresentou há 2 ou 3 anos. Até mete dó.

O Jackson anda com a cabeça noutro lado e já vimos este filme várias vezes. Alguém que o "ajude" a concentrar-se para não termos novo caso palito.

O Alex Sandro, esteve bem. O Otamendi e o Helton tb.

Bluesky disse...

Não gostei mas como já joguei futebol (e ainda jogo mas em ritmo lento próprio dos meus 53 anos), acho que há atenuantes; o excessivo calor - o FC PORTO joga sempre ao fim do dia, só porque os imbecis da 2ª circular decidiram reinventar os jogos á tarde é que vamos imitá-los? - e basta ver as paragens de um lado e do outro devido a cãimbras; e depois com a minha idade nunca, mas nunca vi o FC PORTO fazer um grande jogo a seguir ás abébias dadas pelos rivais. Alguém se lembra?
A outra atenuante é que Jackson tá numa de sindicalista e enquanto não lhe aumentarem o ordenado não há nada para ninguém além do q.b.!!!

Daniel Gonçalves disse...

Alguém me consegue explicar o que anda o Lucho a fazer na equipa titular? Será que temos de fazer um movimento de portistas - como há uns tempos atrás fizeram os adeptos do Liverpool ou do Newcastle - e alugar um avioneta para no início dos jogos sobrevoar o estádio tendo uma tarjeta com as seguintes palavras: "Tirem o Lucho da equipa base".

Joao Goncalves disse...

O jogo não foi mau... tivemos volume de jogo e muitos remates, sendo a maior parte deles dentro da área agora... quando o nosso ponta de lança vaz a vergonha que fez neste jogo, a coisa pode dar para o torto (e ia dando).

E José, ainda te faltou referir o PÉSSIMO jogo de defour e a Nulidade de Lucho a jogar a 10 o que já não é a 1ª vez.

Nelson Carvalho disse...

Pessoalmente não acho que tenho sido mau. Entre as várias circunstâncias directas (o nosso jogo) e indirectas (empate dos adversários)parece-me que resulta um saldo bem positivo. Hoje sofremos, mas merecemos. O FC Porto teve, claramente, 6/7 oportunidades de golo flagrantes onde só a anormal aselhice de Jackson deixou o resultado em aberto até ao fim.

Colectivamente o Porto apresentou-se bem grande parte do jogo. Soube alargar o campo para abrir espaços na defesa do Paços. A equipa conseguiu chegar linha final do adversário, cruzando com muito perigo. Desmarcou várias vezes os seus homens mais adiantados. Mas a finalização é que foi mesmo muito má.

Paulo Fonseca parece manter-se fiel ao seu onze inicial. Mas Quintero, com o seu poder de desequilíbrio notável está a deixar o treinador sem argumentos para o manter no banco. Penso que é uma questão de formalidade até o colombiano garantir a titularidade. E outro pormenor: Como ele bate bem as bolas paradas.

De resto, nas restantes opções o técnico foi acertado nas decisões. Quer na escolha dos titulares e quer nas opções que tomou no decorrer da partida. Fucile e Maicon cometeram falhas, é verdade. Mas tais erros derivam de erros individuais clamorosos e não da desorganização colectiva.

O único senão que me parece ser revisto é a evidente pouca qualidade do nosso meio-campo. Defour joga esforçado, mas vê-se que este é o seu limite brilhantismo. Ou seja, curto. Fernando vai acumulando erros atrás de erros. Muita perda de bola e muito passe mal feito. Para um trinco é de arrepiar. Além disso o colectivo usou e abusou do chutão e pontapé para frente para sacudir a pressão defensiva. Uma ou outra vez, aceita-se. Agora constantemente, não.

Para terminar, como súmula, acho que entre o deve e haver, pode-se considerar positivo o que se viu até aqui. Acho, sinceramente que temos equipa para vencer e gerir este campeonato sem sobressaltos. Mas isso não significa que este plantel dê para um brilharete na Europa. Para aí, não parece- Falta-nos soluções mais arrojadas no miolo para controlar melhor o jogo com adversários de calibre mais elevado.

Czarli disse...

Péssimo jogo. Muito devido ao autocarro do Paços e dos 7 ou 8 falhanços do Jackson.

No entanto a equipa este muito má, Fernando claramente não serve para aquela posição, o Defour esteve novamente ausente e continuo a dizer que ele seria muito bom para 6 caso o Fernando saísse. Maicon a voltar com paragens cerebrais, Josué perdeu-se no maralhal defensivo, o Lucho melhorou quando desceu para 8 e o Licá correu, deu tudo mas não sendo um criativo...

A equipa melhorou com o Quintero e com o Ricardo, e com a descida do Lucho. Mas Defour e Fernando lado a lado assusta qualquer portista. Fernando sozinho vale por 3, Fernando a atacar e a defender com um jogador ao lado vale -1.

Fernando Coimbra disse...

26 remates contra 4, dominio do jogo. Não me pareceu assim tão mau. Foi um jogo muito condicionado pelo calor extremo e por um Paços que só defendeu.

Mau seria não rematar ou não criar chances de golo.
As finalizações do Jackson foram quase todas de pé esquerdo, e muito correu o homem atrás da bola e a pressionar. Até parece pelos comentários aqui que o homem não se esforça como sempre.

Tipico sindrome portista de criticar sem parar alguns jogadores que por uma razão ou outra perdem o estado de graça.

O que dizer dum Quintero que ao fim de 10 minutos já não corre atrás da bola... Mas esse já parece um deus.

Jackson, 4 jogos, 4 golos.

Anónimo disse...

Não se pode entender porque não entra Ghilas e Carlos Eduardo não é convocado...o meio campo do tem que ser c. eduardo herrera e quintero..


kaya.

João disse...

Explique-me uma coisa, como é que num péssimo jogo, o Jackson tem "7 ou 8 falhanços"?

Eu percebo onde quer chegar, mas é preciso saber distinguir as coisas. A EQUIPA criou 26 oportunidades de remate, os JOGADORES encaminharam 25 delas para as couves. E, convenhamos, pelo menos metade delas dentro da área em óptima posição.

José Correia disse...

Treino de finalização. Só isto.

Não sei se o problema da finalização se resolve apenas com treino.

Para jogos como o de hoje, em que, pegando nas suas palavras, Jackson esteve uma anedota, seria necessário que a equipa tivesse outras soluções de finalização (para as jogadas de bola corrida).

O problema é que quer o Lucho, quer o Licá, não são grandes rematadores e o Josué jogou demasiado encostado à linha para poder tirar partido do seu remate.

E, claro, há Quintero, que remata bem, mas que estava no banco.

Czarli disse...

Explica-se da mesma forma dando um exemplo onde jogámos bem e apesar de igualmente termos ganho apenas 1-0 e tendo simplesmente 3 oportunidades de golo. Falo do jogo em casa contra o Málaga.

O Degra quase não teve trabalho porque a maioria dos 26 remates foram por cima ou ao lado.

A equipa não produziu e não produziu por culpa própria. Bastaria (digo eu) marcar na 1ª ou na 2ª oportunidade e provavelmente não teriamos esta conversa. No entanto ganhámos 1-0, com uma exibição cinzenta, enquanto o Zenit, contra quem vamos discutir um lugar nos 8ºs da CL, sem fazer muito ganhou-lhes num agregado de 8-3.

Se não consideras preocupante, confesso que invejo a tua confiança.

Czarli disse...

Dizer que o Lucho não é grande rematador é quase crime.

Czarli disse...

Arsene Wenger, és tu?

DOURO disse...

Não estivemos foi nada felizes na finalização mas isso acontece e depois com AQUELE CALOR......

Anónimo disse...

Estava a ficar preocupado ao ler os comentários. Haja sensatez.

Para si, o meu obrigado.

Filipe

João disse...

Não, não considero minimamente preocupante. Apesar das extensas abébias dadas pelo nosso meio campo e defesa o Paços teve provavelmente menos oportunidades de golo hoje que em qualquer um dos jogos dessa eliminatória. E não tenho ideia de o Kerzhakov ter desperdiçado 4 oportunidades isolado para a baliza ou de o Shirokov conseguir fazer passar por cima da trave uma emenda na pequena área.

O Zenit goleou, nós também o podíamos ter feito e não o fizemos por manifesta azelhice de unidades específicas e não do colectivo.

O que me preocupa é precisamente que essas unidades falhem golos feitos. Mas isso é contra o Zenit ou o Arrentela.

Anónimo disse...

Alugaria um avião de seguida a pedir desculpa ao Lucho por partilhar paixão clubística com semelhantes adeptos.

O James esperou até perceber o que é ser Porto. O Quintero esperará também.

Filipe

Unknown disse...

Tantos entendidos que passaram ao lado de uma grande carreira, só gajos como o Pinto da Costa, o Antero, o P. Fonseca e outros que por lá andam, que não percebem nada de bola(!), é que não vêm que o Jackson é fraquinho, que o Fernando e o Defour são 2 matacões, o Lucho uma nódoa e não os transferem de imediato. É claron que se tirassem o Jackson após 3/4 falhanços o Ghillas de certeza que tinha feito 2/3.
Que raio de equipa é esta que em 4 jogos oficiais só tem 4 vitórias, 10 golos marcados e 1 sofrido.
Se querem ópera é preferível irem ao S. Carlos a Liga é uma prova de regularidade, a época é uma maratona com jogos melhores outros piores e realmente nós temos muito de que nos queixar.

João disse...

O que é quase crime é a quantidade de remates que eles faz por jogo:

1. contra defesas
2. para os placards publicitários
3. para os Super
4. à figura de qualquer paralítico que tenha a felicidade de chegar a guarda-redes de futebol profissional, (esses são os meus preferidos)
5. e é claro, as roscas.

Para cada golo destes
http://www.youtube.com/watch?v=5-97HNCmjlk

faz, assim à vontadinha, uns 20 ou 30 remates completamente inconsequentes.
E outra são os cantos, se alguém se conseguir lembrar de algum de jeito marcado por ele esta época, faça o favor de me recordar.

José, acho não é preciso ser um grande rematador para concluir metade dos lances de que dispusemos hoje. Há ali alguma falta de classe, mas também me parece que há falta de treino. E displicência, como já começa a ser regra, no caso do Jackson.

José Correia disse...

Contra o Atlético Madrid (hoje voltou a ganhar) e contra o Zenit, é certo que o FC Porto não irá criar sequer 1/3 das oportunidades flagrantes que teve hoje em Felgueiras.
Ora, se contra o Paços, apesar de tudo, deu para ganhar, na Liga dos Campeões, um índice de aproveitamento idêntico ao de hoje, não augura nada de bom.

blue disse...

Meu deus perdoa-lhe que ele não sabe o que diz...

João disse...

Pronto, faltava cá a brigada dos alinhados. Olhe, lá no curso de polícia da SAD não têm cadeiras de História? Não deram aquele período dos defesas esquerdos pós-Nuno Valente, ou isso é considerado material subversivo? E português? Não ensinam tempos verbais, e a distinguir "o Jackson é fraquinho" de "o Jackson esteve fraquinho"?

Anda a falhar a escolinha de alinhados.

PS: Julgo ter referido no mesmo comentário em que disse que o Lucho foi uma nódoa num lance que não conseguiu encostar na pequena área para golo que acho que fizemos uma boa exibição em que podíamos ter goleado, não fosse o Jackson TER ESTADO (tempos verbais, google) fraquinho e ter falhado pelo menos 2 golos feitos nos primeiros 10mins, por exemplo. Portanto a minha quota de "ópera" está satisfeitíssima.

José Correia disse...

Eu podia ter aproveitado a vitória do FC Porto e feito um artigo cheio de paninhos quentes.
Contudo, entendi que não o devia fazer porque, apesar das três vitórias no campeonato, há problemas que têm de ser resolvidos (a finalização é um deles) e é melhor falar dos problemas quando se ganha, do que esperar por um mau resultado para dizer que está tudo mal.

Esta equipa pode e tem de melhorar, até porque Paulo Fonseca tem à sua disposição jogadores que lhe permitem outras soluções, nomeadamente na forma como a equipa constrói e finaliza as jogadas de ataque.

Louro disse...

Terá sido tão mau?
Se o Jackson marcasse dois ou tres golos dos oito que falhou estavam todos euforicos, não?
Concordo que o nosso meio campo esteve muito abaixo, mas esquecem-se que o treinador foi obrigado a queimar uma substituição com a lesão do Danilo.
O Paços jogou no ferrolho como jogam quase todos contra o porto, apenas acho engraçado que , contra o Zenit , jogou de peito aberto e levou oito em dois jogos!
Concordo que há muito a melhorar, não acho que este seja o onze base, não tenho apreciado o Defour e agradeço ao treinador que não ponha o Fernando a construir jogadas porque é limitado nesse aspecto.
O Lucho esteve abaixo mas que dizer da displicência de Maicon- algo que já estamos habituados!
Muita atenção ao muido Ricardo que tem muita classe, tendo sido o melhor em campo pelo Porto B frente ao Penafiel e entrou muito bem neste jogo!
O Carlos Eduardo esteve muito bem frente ao Beira Mar e ao Trofense e ainda temos o Herrera para ver no que dá.
4 jogos , 4 vitorias é muito importante, não chega?

Pedro Albuquerque disse...

Josué contra o Marítimo na ala jogou muito bem. Agora já não sabe jogar na ala?

Nightwish disse...

Curioso, na ESPN disseram que o campo era pequeno. Boa ocupação de espaços pelo Paços?

Unknown disse...

Oh sr. professor João desculpe ter incomodado pelo visto no meio de tantos comentários na mesma linha só a si serviu a carapuça, por acaso não há nenhum comentário a chamar matacão ao Defour e ao Fernando.
Já agora os que você chama de alinhados temos com esse alinhamento levado o clube por maus caminhos, nota-se.

SDF disse...

"Jackson, 4 jogos, 4 golos" e quantas oportunidades falhadas??? Sera má forma ou amuo??
Quanto ao argumento dos "26 remates contra 4, dominio de jogo" se o resultado fosse negativo para o Porto queria vê lo ter a mesma opiniao!
Depois podíamos falar do "síndrome portista"!

Pedro Ramos disse...

Hoje nao faltam aqui MST a exigir...

Na época passada criticava-se porque nao se criavam oportunidades, hoje critica-se porque falhamos demais...


Já tinha referido, a equipa tem que definir melhor os lances ofensivos, criamos lances de perigo com muita facilidade mas somos maus a definir os lances, já no jogo anterior isso tinha acontecido, mas como entraram 3 pouco se falou no assunto. Mas hoje fomos sobretudo displicentes com pouca garra acreditando desde o inicio da partida que mais tarde ou mais cedo as coisas se resolveriam.

O Jackson, tal como ele disse na conferencia de imprensa, esta afectado porque queria sair, veremos se volta ou nao ao Porto. É exactamente por causa disto que muitas vezes nao sei o que é melhor: vender ou fazer sacrificios para ficar com algum jogador.

Já agora, parece que o nível de exigencia aparentemente mudou muito com a chegada de um novo treinador.

Soren disse...

De facto ha muito a trabalhar ainda neste Porto, mas ha muita coisa positiva. A forma como a equipa aparece na cara do guarda redes e a jogar de maneira consequente no ultimo terço do terreno é coisa que nao se via na época passada (as dificuldades para furar autocarros eram gritantes - também é verdade que nao havia Quintero).

Nao me parece que o Lucho possa jogar na posiçao 10, nao me parece que o Fernando seja jogador para o 4231, nem que o Defour tenha lugar neste plantel.

Lucho deveria recuar para a posiçao 8 onde o seu futebol rende mais, ou pelo menos jogarmos em 433 com um triangulo invertido, em que Fernando serve de tampao, com Lucho e Quintero à sua frente. Ou um 442 falso como muita dinamica.
Qualquer sistema novo requer trabalho (e paciencia por parte dos adeptos, que é coisa que nao se ve).

Herrera deve ter mais minutos, e Ricardo também.

De resto, preocupou-me a forma como a equipa terminou o jogo. O desgaste fisico notou-se e o Paços tinha jogado a meio da semana.

Com o fecho do mercado, o Jackson la tera que por a cabeça no lugar e começar a rematar como sabe. As declaraçoes no final sao infelizes, mas o futebol de hoje é isto. Luchos ha muito poucos e cada um trata da sua vida. A partir da proxima jornada teremos um Gillas com com mais minutos (ja nao é necessario andar com o Jackson ao colo e ele sabe que para sair tera de fazer uma boa época). Mas ja deve ter ficado prometido a algum russo ou arabe.

Anónimo disse...

olha para este "justiceiro" de serviço armado em destreina!

Anónimo disse...

O JOÃO 1 Setembro olha bem para o espelho rapaz...

RBN disse...

Sei que este blog não gosta muito de off-topic, mas surgiu uma coisa na cabeça que tive que vir aqui comentar:a benficatv pode mascarar uma coisa que à princípio não está à vista de todos e que poderá ser muito difícil de provar no futuro.

Sabendo-se que o orelhas é um mafioso por excelencia, deve estar há muito tempo em várias negociações com clubes ditos pequenos da 1ª e 2ª ligas para futuras transmissões de tv, como já é o caso do Farense da 2ª liga, que segundo dizem, vendeu os direitos televisivos à estação das galinhas.

Sabendo-se que os ditos pequenos esperam a visita dos grandes no seu estádio para "fazer caixa", e o orelhas sabe disto melhor que ninguém, provavelmente e hipoteticamente já pensou em adiantar (ou dobrar) o "caixa" aos ditos pequenos e ainda ganhar dinheiro com isso, o que significa matar 2 coelhos com uma cajadada só.E com "caixa" garantido pela enchente e transmissão televisiva, o dito pequeno hipoteticamente não será tão duro nem tão competitivo com quem lhe paga o "ordenado", certo?E esta teoria também deverá servir para a taça e para a taça lucilio batista, certo?

Pois bem, se o Farense sobe à 1ª liga, como é que fica?

Se a coisa for deste jeito, os ditos pequenos ficam nas mãos do orelhas, que terá "poder" sobre os seus "contratados" usando sempre o argumento de que "eu pago os vossos orçamentos da época inteira com as verbas das transmissões televisivas e ofereço mais que a sportv", ou seja, será um suborno totalmente legal!!!

Suponhamos que entre os 16(ou 18) clubes da 1ª liga, a slbtv compre os direitos televisivos de 5 clubes, já imaginaram a "verdade desportiva"?Hipoteticamente são 15 pontos garantidos no galinheiro, porque a equipa adversária não terá problemas de salários em atraso, sem problemas financeiros, estarão todos satisfeitos dirigentes aos jogadores, e tudo graças....à benficatv!!!

É tudo suposição, mas e se é mesmo isso que o orelhas pensa em fazer e vira realidade em 2014 ou 2015?Era um golpe de génio, uma falcatrua nunca vista em lado nenhum no futebol e tudo dentro da legalidade:dar aos pequenos o que eles mais precisam, que é dinheiro em caixa, mas como ninguém dá nada de borla a ninguém, o que viria em troca?Mais audiencias e mais assinantes de clubes com massas associativas que mal enchem o Dragão caixa?

Desculpem o off-topic, mas que há muito mais coisas do que apenas transmissões televisivas na lampiãotv, isso há...pra já é tudo suposições, mas...

Joao Goncalves disse...

Czarli,

Se fosse o Wenger era mais Tozé, Herrera e Quintero, com os alas a serem o Ivo e o Iturbe lol

Anónimo disse...

O Josué joga melhor no meio, mas não acho que tenha estado assim tão mal. Com ele em campo a criatividade é uma constante e o número de oportunidades de golo aumentam.

Ele não tem culpa que o Jackson esteja armado em prima donna e não aproveite para faturar as oportunidades que o Josué lhe apresenta.

Rui Anjos (Dragaopentacampeao) disse...

Exibição pouco conseguida, um tanto cinzenta em que a falta de eficácia foi a nota dominante. Jackson marcou e deu a magra vitória, mas falhou uma mão cheia de oportunidades, em zonas privilegiadas de finalização, algumas das quais com o guarda-redes contrário, completamente impotente, rematando deficientemente e até mesmo despicientemente.

Foi uma performance geral que não convenceu. Falta de velocidade, imaginação, criatividade e eficácia, perante um adversário acantonado junto da sua área e que pouco mais desenvolveu.

Vitória justa mas escassa.

Um abraço

Anónimo disse...

"...por uma razão ou outra perdem o estado de graça."

A razão é evidente, as declarações que este tem vindo a fazer sobre a sua saída/renovação.

DC disse...

Há aqui gente que nunca está satisfeita. No ano passado trabalhávamos as jogadas e só rematávamos pela certa, estava mal e era chato. Este ano rematamos a torto e a direito, está mal porque se remata muito ao lado.

Não se pode ter tudo!
Eu acho que a equipa tem muito trabalho pela frente mas não são os remates ao lado que me preocupam...

Anónimo disse...

Meus caros,
Quatro jogos, quatro vitórias. Querem ópera? Contratem o Verdi ou vão ver jogos para a segunda circular onde o nota artística costuma ser elevada com os resultados finais que todos sabemos (para nosso contentamento).
Não foi um jogo perfeito, existiram falhas individuais que podiam ser comprometedoras, mas fomos muitíssimo superiores e ganhamos bem
Viva o FCP

Anónimo disse...

Fazendo um resumo dos três jogos começo a reconhecer em Paulo Fonseca um seguidor de Vitor Pereira. Não falo de taticas porque não é a minha area mas a equipa mantém a mesma qualidade (mediocridade) o homem é conservador, casmurro, as substituições são previsiveis, arrisca muito pouco. Não mexe no 11 titular porque ganha mesmo quando todos vemos que há jogadores que não rendem e suplentes com outro estofo. Enfim vai-se desvanecendo a ilusão de bom futebol, de taticas mais arrojadas e ofensivas.
Vira o disco e toca o mesmo. O que nos vale são as alegrias que nos vai dando o nosso rival depenado...

Pedro Moreira

Silva Pereira disse...

Boa tarde,
Concordo a 100%.

Já é Déjà vu (vou-me repetir) a SAD do FCP deve tratar de arranjar um ponta de lança para Janeiro no caso de alguém der pelo menos 20/25 M vendam-no senão iremos ter mais um caso tipo AP ou Rolando.
Não gosto de ser muito cáustico com os nossos jogadores mas alguns fazem-me desesperar (por isso não servia para treinador).Ter pianista(s) e jogar com tocadores de bombo e depois quando os bombos estão desafinados é que se recorre ao pronto-socorro, algum dia vai acabar mal.

Há jogadores que me fazem lembrar o Secretário que tinha dois neurónios e quando entravam em conflito dava em disparate total.

Pensava eu que a forma de jogar de Rolando e Maicon devagar devagarinho e depois um chuto de 30 m que seria de certa maneira culpa de VP, mas como continua e vejo o PF a gesticular contra isso percebo que tanto VP (desde já as minhas desculpas) como PF devem ter uma paciência de c* (sem ofensa). Isto vem até a talho de foice pois que no ano passado verificava que não entendia como certos jogadores estavam na equipa B e este ano foram despachados.
Já agora acho que mais dois estão na calha Tiago Ferreira e Mauro Caballero e nessa sequência não tarda muito que Reys remeta Maicon para 4ª escolha.
Nesse enquadramento mais uma vez dá para compreender que a SAD não pode e nem deve reagir como os adeptos (crucificar logo os jogadores) falo nisso pelos exemplos referidos atrás bem como mais um que me parece que vai acontecer o Fabiano (que tremedeira na equipa B), parece-me que será a 3ª escolha.
O que confirma é que há jogadores que ou ligam há terra ao que o treinado diz ou então são como o Secretário.

Fernando e Maicon estão convencidos que são geniais, como dizia o CQ "... Ó cara não invente..."

Anónimo disse...

Foi um jogo brilhante? Talvez não. Mas se o Jackson tivesse concretizado mais duas das várias oportunidades que teve, e que foram criadas pela equipa, quase de certeza estariamos todos a dizer que foi um grande jogo. Nós os portistas somos mesmo uns previlegiados! Vencemos, estamos em primeiro, invictos, e já há quem chame casmurro, mediocre, conservador, ao treinador! O Vitor Pereira, depois de ter conduzido a equipa a dois titulos, com apenas uma derrota em 60 jogos,já lá bem longe, ainda continua a apanhar pancada! Enfim... Haja paciência! Saudações Portistas.
Nelson Barbosa

Anónimo disse...

hahahahahha
esta do "O JOÃO 1 de Setembro" é de antologia!!!!

Anónimo disse...

Alguem explica-me a interferência do"maça podre" monegasco nos assuntos internos do seu anterior clube????????

Não consigo compreender ,nem com um desenho.... ,o Monaco não comprou um jogador com as mesmas características nos últimos dias ao Sevilla (ainda por cima comentar no estágio da seleção nacional ,seria encomenda do "risco ao meio"....)

Em relação ao Jackson M.,nota-se que vai alguma perturbação naquela cabeça (os valores em causa provocam isso,mas acredito que com o fecho do mercado vai ser o profissional que estamos habituados.
Se não fosse a permatura substituição do Danilo,apostava no Ghillas no inicio da 2ªparte ,mas isso era só uma vontade (podia resultar ou não).

meirelesportuense disse...

Eu faço esta leitura:
O Porto teve as despesas do jogo, perdeu seis ou sete oportunidades claras de golo e marcar apenas um, já na fase final do desafio...As estatísticas falam em três ou quatro vezes mais remates, ataques, cantos, posse de bola e um golo apenas de vantagem...
O Paços fez um jogo de sacrifício e manteve o desfecho em aberto até ao final...
Creio que a linha média necessita de maior criatividade, Quintero e Josué são indispensáveis, Lucho e Fernando devem jogar em colaboração mais estreita...Ghilaz pode ajudar o Jackson a definir melhor as jogadas.
Licá esteve razoável, lutou sempre muito.
Na defesa Maicon jogou muito lento, mas é o seu futebol.
Helton esteve bem.
Tem que ser encontrada uma solução para que o jogo da equipa seja mais incisivo...Quintero tem feito a diferença.

Anónimo disse...

O grande problema é que foi com essa mediocridade bem evidente que ganhamos os ultimos titulos da liga, mas se o PF pensa que pode trilhar o mesmo caminho com a esperança de obter os mesmos resultados é lá com ele...mas que é arriscado é.

miguel87 disse...

4 jogos oficias, 4 vitórias: excelente! Não se podia pedir mais.

Agora, ver este 4-2-3-1 com dois trincos como médios centro (por muito que o Defour queira ser um "8", todos os jogos bons que fez desde que cá está foi a jogar a "6") e um médio centro como 10, faz-me muita confusão.

Vai valendo um criativo a jogar entre a ala e o centro, um goleador que mesmo com a cabeça noutro lado marca 4 golos em 4 jogos, mas principalmente um joker chamado Quintero que tem desbloqueado os problemas que têm aparecido.

Acho que o estatuto está a pesar demais na escolha do 11 por PF, e espero que não sejam precisos maus resultados para acertar a equipa.

Hélder disse...

Jogar com Defour, é jogar com 10.

Anónimo disse...

A grande maioria das pessoas só "acorda" quando perde. Até lá tá tudo bem, porque sim, mesmo que não o esteja.
É surreal o dossier do extremo. Uma novela interminável para comprar um over-rated Bernard por mais de 20 milhões, com ajuda do BMG, acaba o mercado e não veio ninguém para esse lugar!
Iturbe nem comento...não tinha o empresário certo para Antero brincar.
O dossier Fernando também é de bradar aos céus.

Enfim.
Antero assusta, sem PdC aquilo fica um pandemónio, mas ninguém o quer admitir...

Paulo Fonseca para já não quero nem posso sentenciar.
Diria que estou renitente...
Acho que tem algumas dificuldades de liderança/coragem num meio onde se sente pequeno, entrou no balneário mais como um fã de Lucho do que como treinador e patrão.
O Helton referiu-se a ele numa entrevista como colega...

Acho que muitas das opções de PF têm a ver com isto também...
Mete a jogar quem teoricamente acha que tem mais peso e feitio marado e depois segue a ladainha que VP seguiu...fazer o que Antero manda.

Se vai assim, vai correr mal, é só o que tenho para lhe dizer.

Mas espero que não e espero que não seja preciso derrotas estúpidas para que muitos acordem para algumas evidências que têm sido escondidas debaixo do tapete.


O meio-campo não pode continuar assim.
Licá não pode ser o titular do FC Porto...

Quintero no banco devia dar direito a cadeira eléctrica

Anónimo disse...

Paulo FOnseca: Isto não é o Paços!

Não está a fazer a melhor defesa ao Lucho, quando pensa que o está a fazer, tornando-o vaca sagrada num contexto onde ele está a nível para lá de sofrível! E ainda para mais na posição do Quintero super-mágico!
Que pensas que isso vai dar PF? Hello!!!

O Licá não tem nível para este andamento, pode ser útil para certo tipo de jogos, bom suplente...mas não pode ser titular do FC Porto porque sim. Porque não dá.

E todas estas coisas quando, deusmalivre, uma derrota puder acontecer vão cair que nem uma bomba nos ouvidos de PF.

O meio-campo tem muitas soluões e estas não passam pelas escolhas actuais.
Falta coragem ao treinador para sentar Defour e Lucho!
E se é dos típicos treinadores que só vão atrás das derrotas para fazer mudanças...

Estamos mal!!!

Muito mal!!!!!!!!!!!!

Anónimo disse...

Temos uma defesa de luxo.
Muitas opções no miolo, mas Paulo não vê que este trio não funciona, é preciso inventar um novo meio-campo que eleve a equipa para outro patamar e com tanta solução não deverá ser tarefa muito bicuda para um bom treinador.
Assusta ver o leque de extremos...Assusta, dói, estremece, arrelia, surpreende, desilude..enfim.
Jackson vai ficar cá com a cabeça ou só de corpo presente?
Fernando vai sair a custo zerinho?

Para que serve o Ghilas?

Aqui há exigência Paulo Fonseca!

E por incrível que pareça há muita gente que não suporta carneirada!!!

Se é que me faço entender.

Qualquer questão esclareça-se com jesualdo dodot ou Vitor follow Antero Pereira

Anónimo disse...

Tenha calma, não se enerve. A equipa tem estado bem.

Há coisas a melhorar mas não "estamos mal", muito menos "muito mal".

DC disse...

Ora bem, parece que se acabou a lua-de-mel do Paulo Fonseca para os habituais assobiadores profissionais.

Até eu, que como toda a gente sabe, sou enorme defensor da competência de VP, acho idiota 99% dos julgamentos que estão já a fazer do plantel e de alguns jogadores.

A conclusão para mim é óbvia, estes "adeptos" sofrem daquele estigma tão próprio do português: há que falar mal de alguém, seja do vizinho, da vizinha, do primo, do cunhado, o que interessa é falar mal.

Afinal talvez não houvesse uma perseguição a VP assim tão grande, há se calhar é muita competência nas nossas bancadas. É só treinadores de topo!

Anónimo disse...

Já agora, queimar a pólvora toda de inicio e ir abaixo a partir de Março parece coisa de outros de lá de baixo.

Estamos em primeiro e bem. Durma uma sesta que a azia passa.

Anónimo disse...

Não podemos sempre jogar bem e golear a toda a hora ! o futebol nao é facil ! tem que ter calma.

Rui Castro

João disse...

Não estamos nem mal nem muito mal e não percebo onde é que toda a gente sem lembrou de malhar no Licá, que até esteve bem. Outra vez. Depois de já ter sido o MVP contra Marítimo e Vitória.

Até pode ser um jogador relativamente limitado mas até agora tem cumprido. Eu também preferia que tivesse vindo um extremo que "fizesse a diferença" mas agora ia para o outro lado porque sinceramente sentar o Licá era de uma injustiça absurda.

De resto completamente de acordo. Lucho até tem estado melhor que em vários jogos da época passada mas duvido que mantenha a condição física a correr assim até Maio. Defour tem sido miserável. Só consigo perceber a titularidade dele agora por "compensação" por ser suplente crónico do Moutinho mas se é por aí, o Bracalli ainda tem direitos sobre o lugar do Helton, quando abrir vaga.

Isso tudo não sustentado que diz. Em que época é que estivemos "bem, muito bem" e fomos fazer 26 remates à Mata Real?

José Correia disse...

fomos fazer 26 remates à Mata Real

Se não estou em erro e de acordo com o que vi no JOGO (estatísticas da Liga), o FC Porto fez 17 remates, mas apenas 1/3 foram enquadrados com a baliza.