sábado, 26 de outubro de 2013

Olhem para mim, olhem para mim!

Ia escrever qualquer coisa acerca do Bruno de Carvalho, e o seu estilo desbocado, as tiradas irónicas à la Pinto da Costa - eles odeiam o homem, mas não conseguem deixar de o imitar - o confronto aberto com o FCP e os seus dirigentes, e alegria com que se vem gabando que será mal recebido no Dragão. Mas não vou fazer nada disso. O presidente do SCP, clube que "não é dado a frutas" mas que aposta mais nos cheques, é irritante - ele deve inspirar-se no provérbio africano que diz "se pensas que és demasiado pequeno para fazer a diferença, tenta dormir num quarto fechado com um mosquito" - mas é em igual medida irrelevante (e esquece-se que um mosquito, por muito incómodo que seja, acaba invariavelmente "esborrachado"). Assim, e já que não é possível pedir a todos os Portistas que no próximo domingo, não recebam mal o sr. Bruno Carvalho, mas que lhe mostrem o mais perfeito desinteresse, faço aqui o desafio para que lhe ofereçam um ramo de flores, com um cartãozinho a dizer "seja muito bem vindo ao Estádio do Dragão!". Apresentem registos fotográficos da entrega do dito ramo, e da cara do indivíduo, e eu pago a despesa (até €20, vamos lá com calma!) - está prometido.

7 comentários:

Tiago Pinto disse...

Mas algo porreiro para se fazer, era enviar flores para o banco de suplentes do scp. Isso é que seria um bom desafio para todos os nossos adeptos que fossem para a bancada atrás dos bancos.

Bluesky disse...

Levar flores não digo porque é um bocado apaneleirado, bem ao gosto do Rambo de Campo Grande que com aquela voz á Malheiro não engana ninguém!
Diria antes que o estádio em unissono desse uma enorme gargalhada de cada vez que ele se protagonizasse no banco, sim porque ele vai dar espectaculo gratuito, podem apostar! Eu cá vou-me rir se der por ele a macacar!!!!

José Lopes disse...

Excelente ideia! Chuva de rosas quando ele estivesse a chegar ao banco!

Daniel Gonçalves disse...

A melhor forma de receber o presidente do sporting é com indiferença, as flores, ou qualquer outro troféu, é dar importância a quem não a merece. Desprezo, não lhe dirigir importância, ignorá-lo simplesmente, porque o que Bruninho quer é atenção, já deu para ver que é muito egocêntrico.

Daniel Gonçalves disse...

Se lhe atirassem rosas ou outras flores o Bruninho era capaz de alegar que era uma conspiração, que as mesmas estavam invenenadas com a intenção oculta de o eliminar.

Diogo Roque disse...

ahahah, post engraçado, gostei!
Havia de ser engraçado, o tal ambiente hostil que o próprio tinha pedido (ridículo!) ser trocado por flores. É uma criança a tentar conduzir um carro e o problema é que nem chega aos pedais. Mas buzinar sabe ele... e bem!

Diogo Roque disse...

ahahah, post engraçado, gostei!
Havia de ser engraçado, o tal ambiente hostil que o próprio tinha pedido (ridículo!) ser trocado por flores. É uma criança a tentar conduzir um carro e o problema é que nem chega aos pedais. Mas buzinar sabe ele... e bem!