sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Pelo rigor dos factos

Autor: João Saraiva


A gente ouve pela 1.ª vez e pensa que é só dessa vez - que foi um mero engano.

A gente ouve pela 2.ª vez e começa a estranhar.

A gente ouve pela milésima vez e há que dizer basta!

O golo do Kelvin não foi ao minuto 92! Repito: NÃO foi ao minuto 92.

Eu sei que já se fizeram cânticos, o Presidente já o repetiu n vezes - acabo de ouvi-lo mais uma vez, toda a gente o repete. Mas Goebbels já se foi e era uma besta.

Um momento daqueles tem que ficar registado na história com rigor.

O golo do Kelvin foi ao minuto 91.

Quando a bola entra na baliza o relógio marca 90:57.


Portanto o golo é marcado no minuto 91! Repito: Minuto 91.

Chamem-lhe preciosismo, mas não quero saber. Eu chamo-lhe rigor dos factos.

O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.
O minuto Kelvin é o minuto 91.


ps: Isto considerando a "norma" de que o minuto 90 corresponde ao minuto 45 da 2.ª parte, que por consequência o 91' corresponde ao 1.º minuto de descontos da 2.ª parte, o 92' ao 2.º minuto de descontos, e por aí fora.
Se fossem considerados os 1m 58s de descontos da 1.ª parte, o golo seria então aos 92:55 de tempo corrido e portanto ao minuto 93 de jogo. Ou seja, por aqui também estava incorrecto dizer minuto 92. Mas não é de todo esta a "norma".

ps2: já agora, no jogo seguinte o adversário sofreu o golo aos 92:13, portanto no minuto 93. Pelo que o trauma do minuto 92 é mais um mito criado.

31 comentários:

Joaquim Lima disse...

O golo do kelvin foi marcado ao minuto 91 do relógio da Sporttv, mas quem garante que este relógio está correcto?! Não é o do árbitro que conta? Se quer rigor, convém averiguar o que está escrito no relatório do árbitro, que é esse que conta!

A mim, pouco me importa se o golo é ao minuto 91 ou 92, desde que a bola entre...

Anónimo disse...

O rigor de um informático!

Artur Matias disse...

José,

o trauma do minuto 92 deixa qualquer benfiquista com as pernas a tremer. Porquê acabar com isso?

RBN disse...

Ó Saraiva, desculpa lá, mas qual a importância ou a diferença se foi aos 91, 92, 94 ou 96?
O minuto 92, quer queiras quer não, é a estrela deste filme, ponto final, é como será lembrado daqui há 50 anos e já faz parte da história como uma das maiores vitórias de sempre do FCP sobre a arrogante mouraria!

Deu aos portistas uma alegria (diria mesmo um orgasmo) coletiva nunca vista e doeu (e dói até hoje, ainda não se recuperaram) tanto aos mouros que até o Papa Francisco quer ver onde jesus se ajoelhou!
Para que serve este insignificante pormenor? Absolutamente nada.
É tal como a importancia de Liedson, que não jogou absolutamente nada nos 6 meses em que cá esteve, mas a assistencia para o golo de Kelvin valeu por tudo o que ele não jogou nos 6 meses em que cá esteve.
Não fosse Liedson, não havia assistencia, não havia golo, não havia Kelvin, não havia o já lendário minuto 92.
Pormenores insignificantes são coisas de lampiões tipo o tarzan gobbels da selva, que vasculham cada frame das imagens televisivas para tentarem branquear o que quer que seja, até mesmo agressões a polícias.
Tão preocupados que estamos sobre o duplo pivot, ou a falta de atitude do mister, ou ainda o futebol que só dura 30 minutos num jogo de 90, a última coisa que eu particularmente estava preocupado neste momento, era se o golo do Kelvin foi aos 90, 91 ou 92.
Vou perder o sono por causa deste RIGOR DOS FACTOS:-l

Anónimo disse...

Peço a permissão para dizer que este post é absolutamente rídiculo! pelo timing, pelo conteúdo e pela conclusão.

NF

PortoMaravilha disse...

Não resisti a transcrever este verso de FP: "O mito é o nada que é tudo"

Nuno

DC disse...

Se o do Porto foi aos 91' e o do Chelsea aos 93' então é o trauma do minuto 92' pelo menos em média :D

P.Cardoso disse...

mariquices

alex disse...

Também ouço repetidas vezes dizer que o FCP mal alcança vantagem no marcador desconcentra-se e passa a jogar mal, quando a realidade é que, em desvantagem, o adversário altera a postura em campo e O FCP passa a sentir dificuldades que não enfrentara até então. Li neste espaço que após o 1º golo do A. M. o FCP voltou a tomar conta do jogo. Não vi a 2ª parte, mas presumo que terá sido o A. M. que passou a segurar novamente o empate...

JOSE LIMA disse...

Mas os meus amigos tem a certeza absoluta que a bola entrou?
Não terá sido uma alucinação colectiva?
Ih!Ih!Ih!
Abraço

D.Liberal disse...

Interessa é que entrou.

Este ano, golos do kelvin por conta de opções do treinador, nem ao minuto 456566 de jogo e portanto é um mito que terminará rapidamente...

Anónimo disse...

"Chamem-lhe preciosismo, mas não quero saber. Eu chamo-lhe rigor dos factos"

Bem vindo ao grupo caro José Correia; por isso é que nunca poderei aceitar qualquer adulteração da história do FC Porto, por minima que seja, muito menos da data da sua fundação e da identidade do seu real fundador.

Cumprmentos
José Carreto.

iur disse...

No tempo dos meus avós, era usual fazer-se os registos de nascimento um ou dois após o parto.

O golo foi parido ao minuto 91 mas será sempre recordado como o minuto 92.

Esquecido está a ser o Kelvin...

Abraço

José Correia disse...

Para quem ainda não reparou, o autor deste artigo é o João Saraiva que, até há alguns meses atrás, foi um dos coautores deste blogue.

iur disse...

No tempo dos meus avós, era usual fazer-se os registos de nascimento um ou dois dias após o parto. O golo foi parido ao minuto 41 mas será sempre recordado com tendo sido ao minuto 92, um número que passou a ser talismã

A propósito, talismã deixou de ser o Kelvin...

Abraço

Anónimo disse...

Não havia mais nada para "postar"?

Seria mais interesante construir cenários para alterações na equipa ,tendo em conta que a maoir parte dos titulares tem uma utlização de minutos elevada e com jogos da Liga e da Champions quando chegarem ao Natal já não se mexem....

Saudações

Anónimo disse...

já agora, e para sermos rigorosos, o mito completo é:

- golo de kelvin aos 92;
- golos do chelsea na final marcados pelo numero 9 (Torres) e pelo numero 2 (Ivanovic);
- derrota na final da taça, num jogo realizado entre o 9º e o 2º classificados do campeonato.

assim é que está bem.
(dedicado a todos os lampiões que visitam esta casa)

Miguel Lourenço Pereira disse...

"When the legend becomes fact, print the legend."

Anónimo disse...

este ainda nao percebeu a argumentação que convenceu os sócios do FCP em Assembleia Geral a alterar a data de fundação do clube.
é ler mais. pode ser que aprenda mais coisas. pode começar por aqui:

http://portistasanonimos.blogspot.pt/2013/09/a-polemica-fundacao-do-futebol-clube-do.html

Ricardo Melo disse...

A discussão disto é estéril, óbvio. O que conta é o golo e não quando ele entrou.

Mas por acaso no outro dia apanhei-me a pensar somente na parte matemática da coisa. Isto porque há a tendência de dizer que quando uma equipa marca aos 01:33, regista-se que marcou aos 1', quando na realidade marcou aos 2'. Ou seja deve-se "arredondar" sempre para cima (a parte dos minutos).

Anónimo disse...

O golo é ao minuto 91. O Kelvin marca aos 90:57 e o JJ ajoelha aos 91:00.

Também eu já tentei dizer isto n vezes, mas não vale a pena.

É ao minuto 91, mas há-de ser sempre ao minuto 92.

É um pormenor insignificante, mas se não os consegues vencer junta-te a eles.

José Lopes disse...

Quando li o titulo e as tres primeiras frases, pensei que o post seria sobre as declaracoes do Paulo Fonseca no fim dos jogos e analise do que acabou de ver...

AZUL DRAGÃO disse...

..."rigor dos factos"...

Golo de Kelvin ! Golo do Título ! Ao minuto 91

Dragão Anónimo disse...

Como se isto tivesse qualquer relevância...

Joaquim Lima disse...

É curioso que no futebol diz-se minuto 92 quando está no 91:40s, mas quando vemos a hora num relógio digital que marque por ex: 18:32:40s dizemos "São 18 e 32" e não "São 18 e 33"! Preciosismos!

Anónimo disse...

Este tema do golo do Kelvin ,se foi aos 90, 91, 92 ou 97 é a mesma coisa que o(s) debate(s) na Assembléia, onde deputados, primeiros-ministros, ministros, partidos políticos e sanguessugas em geral perdem tempo precioso discutindo coisas que não tem a MENOR IMPORTANCIA e que não alteram nada em relação à melhoria da qualidade de vida do cidadão.

Este tipo de RIGOR DOS FACTOS é o que costumo chamar de CULTURA INÚTIL e PERDA DE TEMPO.

RIGOR DOS FACTOS é que HULK foi imediamente suspenso preventivamente em 2009 no famoso túnel da luz por supostas agressões em "intervenientes no jogo" que NÃO DEVIAM ALI ESTAR a provocar os jogadores e dirigentes do clube visitante e jasus pelos mesmos motivos de agressões reais a "intervenientes no jogo" à vista de todos, em directo e a cores, não foi suspenso preventivamente.

Bluesky disse...

Todas as lendas que entram para a história tem os seus exageros. Mas neste caso o exagero é de 63 segundos...

Nightwish disse...

Como está na moda política, os factos alteram-se por decreto.

Anónimo disse...

"When the lie becomes fact, print the lie".

Anónimo disse...

Ou o exagero é de 13 anos.

Franco Baresi disse...

E agora? O que é que o Kelvin vai fazer à camisa? Tem o nº 92 nas costas...