quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Opiniões sobre Defour

No mesmo dia (ontem), li três opiniões sobre Defour.

A opinião do conhecido portista Miguel Sousa Tavares (MST):

Extracto da crónica de MST em A BOLA

A opinião do selecionador da Bélgica:

O JOGO, 12-11-2013

A opinião do ‘Termómetro de O JOGO’:

O JOGO, 12-11-2013

14 comentários:

Joaquim Lima disse...

Um é jornalista, o outro é treinador de futebol. Em quem acreditar? A resposta é óbvia.

João Moreira disse...

Honestamente, penso que Defour é uma boa alternativa para um 6 e não para a posição 8, funcionando mais como pivô e não como trinco. Assim ao lado de Herrera poderá funcionar.

DC disse...

Curioso como o Herrera passou de menino querido a patinho feio em tão poucos jogos.

Sempre disse e mantenho a opinião: Defour é um grande, grande jogador e merece sem a menor dúvida, neste momento, ser o titular.
Se está a jogar onde deve jogar, se a táctica ou a equipa o ajudam, são outros 500. Agora que, pelo menos para já, é muito melhor que o Herrera, não tenho a menor dúvida.

Tiago Silva disse...

Parece-me claro que a opinião de MST é a de um mero adepto de bancada que pouco percebe do jogo na sua essência.
Não se deve, por isso, valorizar muito as opiniões dele neste âmbito.
Defour é excelente. Tem critério e qualidade em praticamente todas as vertentes do jogo.
Não é por acaso que tem estado em grande nível na excelente selecção belga.
Quanto ao resto, o DC já disse tudo (como é habitual).
PS: DC, não tive a oportunidade de te agradecer as simpáticas palavras que me dirigiste num outro post.
Fica, aqui, reparado o meu erro: obrigado e um abraço.

miguel disse...

Como mero adepto considero Defour um médio de trabalho, o homem de fato de macaco que trabalha e luta como poucos. Penso que MST quer compara-lo ao Moutinho e isso é impossível, pois jogadores como o Moutinho aparecem muito raramente.

JOSE LIMA disse...

Caro José Correia
A opinião de MST faz-me lembrar aquela história do recruta no juramento de bandeira.
Anda há 20 anos pela BOLHA a dizer asneiras, mas pensa que é o único que tem o passo certo. Será o instinto de sobrevivência a funcionar? Se calhar é por isso que ainda lá escreve...
Abraço

Bluesky disse...

Sempre achei Defour um bom numero 6, jamais um numero 8, e até cheguei a afirmar que entre Fernando e Defour, se um é extraordinário a destruir, Defour é muito mais completo a construir, visto Fernando fazer passes curtos e Defour tem muito maior visão de jogo. Agora não podemos é crucificar Herrera! Há que dar tempo ao tempo, porque Herrera tambem mostra ser um bom jogador, só que vem de um país onde não existe uma cultura tactica tão severa como a europeia!

Dilo disse...

Peço desculpa, mas esse senhor (MST) tem a "pu..." da mania que sabe de tudo, quando na realidade pouco ou nada sabe de jeito... safa-o ser portista. O Herrera esta a crescer como jogador e acho que deve ser aposta futura. O Defour é um grande jogador que tem lugar no plantel do Porto e neste momento a titular porque trabalha muito, tem boa visão de jogo e boa qualidade de passe... apenas precisa de ser mais consistente.
PS: Ó MST... troca de droga ou de vinho que algum dos dois anda a fazer-te mal á cabeça!

Nuno Fonseca disse...

O que me preocupa é que estes novos jogadores como Herrera e Reyes não são recebidos por um treinador capaz de os potenciar como Jesualdo Ferreira faria de olhos fechados por exemplo e mesmo VP também mostrou ser capaz de o fazer.
Quanto a Defour não sei se concordo que não possa jogar a 8. Defour não é trinco. é parecido com moutinho, como menor qualidade e menor intensidade. mas moutinho é incrivel, recupera bolas, circula a bola e depois ainda faz assistências.

DC disse...

Ora essa Tiago. É sempre óptimo ler opiniões bem fundamentadas sobre o jogo. Por acaso normalmente concordamos mas no dia em que discordarmos também tenho a certeza que o TIago saberá fundamentar devidamente a sua opinião e é isso que eu valorizo numa discussão.

Abraço

Tiago Silva disse...

Bluesky, de acordo que o jogador precisa de tempo de adaptação ao futebol europeu.
No entanto, as maiores lacunas que o jogador revela não se devem a isso mas sim à sua qualidade intrínseca.
Não posso conceber que um médio de equipa top tenha uma qualidade técnica de passe como a de Herrera.
Falhar, não raras vezes, passes laterais ou verticais de grau de dificuldade reduzido (já nem falo nos outros), não tem nada a ver com cultura táctica.
Herrera é um jogador totalmente vertical, de progressão individual com bola, sendo aí que se registam as suas melhores capacidades.
No entanto, que me interessa isso se durante um jogo falha dois ou três passes (ele falha mais do que isso) que colocam a equipa em risco por a deixar completamente desequilibrada?
Esta minha apreciação não resulta da análise de um jogo apenas mas de vários que Herrera fez quer ao nível da equipa principal quer ao nível da equipa B.
Já o disse e reafirmo: pelo preço que custou, facilmente indicaria 20/30 médios melhores.
A SAD do Porto acerta muito mais do que erra.
Ninguém está imune ao erro.
Mas, neste caso, temo que se tenha equivocado.

Amphy disse...

Parece-me que o Defour será sempre um jogador mediano, mas cumpridor. Não será o melhor jogador em campo nem o pior. Também não deveremos contar com ele para ser um desequilibrador nato ou alguém que resolve os jogos por si só.

Já o Herrera, faz-me lembrar um jogador que por cá passou há uns anos; Tomás Costa. E devo acrescentar que era um jogador de quem não era assim muito fã.

Entre os dois, prefiro o primeiro.

Marco Morais disse...

Na mouche =)

Marco Morais disse...

Vocês já repararam onde é que o Defour anda no campo? Vejam e depois digam da utilidade de um FCP com dois trincos.

O homem raramente vê a área adversária e fica sempre para trás em relação a... Fernando. Quem o vê jogar pela Bélgica sabe que será um '6' e nunca o '8' que o Porto precisa (e muito!).