segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

12 desejos para 2014

Adoro o FCP mas confesso que reservei os 12 desejos da passagem de ano para outras coisas que considero ainda mais importantes. No entanto, se pudesse dedicar ao FCP 12 desejos para 2014, a lista poderia ser algo do género:

1) Conquistar o Tetra graças a um golo de Kelvin aos 91 mins na última jornada (em que recebemos um clube de que, assim de repente, não me lembro do nome).

2) Vencer a Liga Europa

3) Terminar o ano de 2014 em primeiro lugar no nosso grupo da Liga dos Campeões (e no campeonato)

4) Um P. Fonseca irreconhecível, i.e. transfigurado em excelente treinador de futebol

5) Caso o desejo anterior não se concretize, AVB de regresso ao FCP (mas com contrato de 5 anos e cláusula de rescisão de 100M€, que é para matar logo à partida eventuais pensamentos pecaminosos)

6) Um plantel em 14/15 mais forte do que o actual mas mais barato e com mais (bem, com alguma...) prata da casa.

7) Contratações de Verão a la Meireles, Bosingwa, Pepe, Cissokho (i.e. de grande qualidade, saídas do campeonato português, e por um par de milhões ou nem tanto)

8) Vendas por muitos e muitos milhões de jogadores secundários e/ou excedentários (Rolando, Fucile, Walter, Kléber, ....), tal como de jogadores de quem o FCP ainda detém grande parte do passe (Stepanov, T. Costa, Souza, Prediger)

9) Apertar o cinto em despesas não essenciais, começando finalmente a colocar a SAD no caminho de uma situação estrutural sólida que nos permita encarar a competividade desportiva até ao fim da década de forma muito optimista

10) Um fantástico campeonato do mundo para os jogadores do FCP que lá estejam

11) Conquista do campeonato no andebol, hóquei e básquete

12) Votos de óptima saúde para todo o universo portista (dos dirigentes aos adeptos, passando pelos jogadores e restantes funcionários)

6 comentários:

Nuno Nunes disse...

Partilho dos mesmos desejos, sabendo embora que nem todos os anos serão de conquista de títulos (nas diversas modalidades).

Quanto à SAD, dois desejos: trabalhar no sentido da redução do endividamento e a escolha de um treinador de créditos firmados. Escolher um treinador de tostões para liderar um plantel de milhões nem sempre resulta no FC Porto.

Nightwish disse...

E que se páre de falar no raio do Eusébio, que há mais coisas no mundo.

Miguel Lourenço Pereira disse...

Talvez porque foi o maior simbolo português durante décadas, malgre tenha jogado de vermelho. Tivesse sido jogador do FCP e estariamos todos de luto. Como sucederá naturalmente quando se vá o presidente!

Miguel Lourenço Pereira disse...

Eu desejo larga vida a Pinto da Costa porque temo bastante sobre o futuro do clube se cair nas mãos de alguns dos candidatos putativos (e saúde a todos os demais claro).

Acho que o meu maior desejo para 2014 é uma conscialização do estado em que estamos em termos económicos, da importância de forjar de novo uma equipa sólida e não um mero entreposto comercial, com treinador de estatuto, jogadores identificados com o clube e não com o próximo livro de cheques russo ou francês. Se isso suceder os títulos vêm por arraste. Ganhar os títulos só por si não garantem nada disso.

José Rodrigues disse...

Fala por ti...

Eu estou extremamente grato por tudo q PdC fez pelo FCP mas nao vou "andar de luto" quando morrer, nem chorar, nem entrar em histerias colectivas.

Luís Vieira disse...

Bem apontado, acho que está reunida a maior parte dos desejos da maioria dos portistas. Quanto ao Eusébio, merece a homenagem que lhe estão a prestar. É um dos melhores jogadores de todos os tempos e o maior nacional até à data (provavelmente o Ronaldo poderá superá-lo, mas terá de fazer um Mundial soberbo, tipo Eusébio no Inglaterra 66). Neste particular, alinho pelas declarações do nosso presidente.