sábado, 25 de janeiro de 2014

Os penalties do calimero Bruninho

Falta de Igor Rossi sobre Ghilas, FC Porto x Marítimo (foto: TVI)

"Continuamos a fingir que não se vê nada. Quando o Sporting acaba o jogo é apurado e vê-se eliminado com um penálti que só é visto através de um 'intensómetro' que aqueles senhores inventaram"
Bruno Carvalho, 25-01-2014, em conferência de imprensa


De que penalty estará o calimero Bruninho a falar?
É que houve dois lances para penalty no FC Porto x Marítimo e apenas um foi assinalado pelo árbitro.

Será que o líder dos calimeros estará a referir-se ao lance em que Carlos Eduardo é ostensivamente empurrado pelas costas (minuto 56) e que o árbitro Manuel Mota, mais conhecido por lampião de Vila Verde, transformou em bola ao solo?

Ou, por estar verde de raiva, será que o calimero-mor não viu o lance em que Ghilas é agarrado por trás e impedido de rematar (minuto 90+3) e que esteve na origem do único dos dois penalties que foi assinalado?

12 comentários:

NFM monteiro disse...

o bruninho esta todo marado... alem de ser penalty ainda ficou outro sobre o carlos edurado por marcar...

e na jornada anterior o 4 golo foi fora de jogo ma so maritimo em alvalade teve 2 penaltys nao assinalados e ele isso nao viu,,,


preocupa me mais o PF nao saber o que anda a fazer, jogamos mal e porcamente mais uma vez

Donnie Darko disse...

Boas. Não esquecer que no calimeros-maritimo ficaram 2 penalties por marcar a favor do maritimo e que o terceiro golo dos viscondes hoje nasce de um penalty inexistente. SCP " a chorar desde 1906" :-)

c. silva disse...

Não ligo a esta taça, mas confesso que até deu gozo, só para ver esta figura mal disposta.
Ele tem tanto veneno que qualquer dia morre dele...

José Correia disse...

56': Quaresma cruza, Welligton não consegue agarrar e Carlos Eduardo é empurrado pelas costas por Igor Rossi. Manuel Mota podia marcar penálti. Lance mal ajuízado pelo árbitro.
in Record minuto a minuto

José Correia disse...

90'+3: Ghilas carregado por trás por Igor Mota e Manuel Mota aponta para a marca de grande penalidade.
in Record minuto a minuto

Pedro Moreira disse...

Caro José Correia a mim não me incomoda o que diz este Vale e Azevedo verde. O homem é descarado no populismo, no fanatismo, na desonestidade...mas defende (mal, parece-me claro...) o seu clube. O pior é o eco que tem este triste na comunicação social. Tive a infelicidade de ter visto os programas desportivos depois do jogo, embalado que estava pela euforia da vitoria, mesmo que em condições miseráveis, mesmo que jogando como jogamos. Então na TVI o insuspeito Dani e o amigo, cujo nome desconheço, estavam pouco interessados em falar de futebol, de fintas, de bolas que entram ou vão ao poste. Não, condicionados pela senhora que dirige o programa centraram a discussão nos três minutos de diferença entre os jogos. Apesar de admitirem que o jogo foi limpo o problema eram os 3 minutos que aproveitaram para levantar suspeitas, insinuações. Depois lá veio o expert Pedro Henriques fazer os seus comentários brilhantes, pejados de aldrabice e desconhecimento: no jogo do Sporting viu penalti sobre Dyer que de forma descarada deixou a perna para trás para procurar um toque no defesa. Posteriormente também viu uma mão na área do Penafiel num lance totalmente involuntário. Depois mudei para a SIC. Lá estava o grande Jorge Batista qual jornalista equilibrado a debitar ódio em relação ao FCP, a usar uns míseros 3 minutos para insinuar e desacreditar uma vitoria limpa. Ao seu lado estava o sportinguista (não jornalista) Ribeiro Cristóvão cuja caquexia mental, num pais civilizado, obrigaria a uma reforma antecipada. O homem até achava que os jogos foram limpos, até admitiu que o penalti sobre o Dyer foi inventado mas para ele o mais importante da noite foi a declaração do seu guru Bruno: hoje ganharam os que querem que tudo se mantenha na mesma o futebol. Com um ar de inteligente repetiu esta barbaridade. Nada foi irregular, as arbitragens foram limpas, ganhou quem marcou mais golos...mas por decreto isto tem que mudar. Fiquei a pensar que claro o Porto, para este caquético tem que começar a perder porque assim não pode ser. Saúdo que esta gente já não tenha vergonha na cara.
Assim foi, passamos um serão a falar zero de futebol e tudo de ódios e teorias da conspiração. Curiosamente após um Benfica-Porto com uma arbitragem escandalosa mas onde as crónicas se limitaram ao jogo, as equipas, aos jogadores e treinadores. É curioso este reino de vigaristas.
Eu da minha parte faço mea culpa por ter ouvido estes corruptos e que me fazem ter nojo e de lamentar que o meu país não acabe pelo Mondego.
Saudações portistas.

Alexandre Burmester disse...

Pois, caro Pedro Moreira, o que me espanta é que a TVI e a SIC parecem não se lembrarem que também têm muitos espectadores portistas. Mas eu gosto de vê-los a todos com azia: "Sem Rennie desde 1978!" :-)

meirelesportuense disse...

O problema é que excepcionalizando o PortoCanal todos os outros afinam pelo mesmo diapasão...E nada podemos fazer contra esse RealPoderInstalado de fazer e desfazer a realidade, a não ser ganhar contra a sua mais íntima vontade.Por isso a vitória de hoje satisfez-me profundamente, mesmo reconhecendo que o jogo foi tremendamente mal jogado por nós...Mas sobrou em coração o que nos faltou em organização e imaginação.
E eu sou um homem de afectos.

Nightwish disse...

"o que me espanta é que a TVI e a SIC parecem não se lembrarem que também têm muitos espectadores portistas."
O que me espanta é que ainda os tenham.

José Correia disse...

Os três ex-árbitros que compõem o Tribunal de O JOGO (dois deles são de Lisboa) são unânimes:

1) o penalty assinalado aos 90'+3, por falta sobre Ghilas, foi BEM ASSINALADO!

2) ficou um penalty por assinalar a favor do FC Porto, ao minuto 56, num lance em que Carlos Eduardo foi ostensivamente empurrado pelas costas.

Eu repito. Os três ex-árbitros foram UNÂNIMES na analise destes dois lances.

José Correia disse...

"A decisão crítica do encontro foi bem tomada por Manuel Mota, dado que Igor Rossi excede-se na disputa física e comete falta sobre Ghilas."
in record.pt

Mefistófeles disse...

Esse calimero-mor mete nojo aos porcos, com o seu arzinho impante e voz de falsete. Ja para nao falar dos paineleiros, comentadores, jornalistas que se babam com as alarvidades que o imbecil vomita.
E evidente qual o inimigo que ele escolheu, so espero que o FCP esteja a altura para lhe mostrar que escolheu mal, tal como a muitos outros num passado recente. E que se engasgue com a propria bilis, e destas doses de azia que lhe devemos servir com fartura.