segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

«Colocar o lugar à disposição»

Esta é uma expressão que anda muito na moda (alegadamente o P. Fonseca já o fez por mais do que uma vez perante Pinto da Costa), e confesso que isso já começa a irritar-me. Mas o que é que isto quer dizer ao certo?

Naturalmente, os treinadores já têm à partida e constantemente o lugar à disposição da Direção, ora essa. Sempre foi assim e sempre há-de ser, ou não tivéssemos carradas de exemplos de «chicotadas psicológicas» no passado do FCP e por esse mundo fora quando uma Direção acha que deve mudar de treinador - tivesse este último «colocado o lugar à disposição» ou não...

Sendo assim penso que o que está apenas em causa é um treinador sair a bem ou a mal, o que na prática se traduz na existência (ou não) de uma indemnização, e até que ponto.

Falando do caso concreto actual e como aqui disse na altura,  desde Novembro que concluí que P. Fonseca era mesmo mais parte do problema do que da solução, e que por consequência deveria ser substituído tão cedo quanto possível. Sendo assim e independentemente dele ter colocado ou não «o lugar à disposição», a partir do momento que a Direção decidiu continuar a apostar nele para além do Natal pareceu-me claro que será sempre ela a responsável por um eventual insucesso desportivo devido a incompetência do treinador, treinador que não tem culpa de ser um exemplo prático do príncipio de Peter. Ainda mais quando há ainda muito pouco tempo Pinto da Costa falava em renovações de contrato, um autêntico exagero totalmente escusado – não era preciso chegar a esse ponto para transmitir que (para já....) o treinador tinha a sua confiança.

Ou seja: ter o treinador disposto a sair a bem (ou não) é para mim irrelevante na atribuição de responsabilidades caso se verifique ser incompetente. Compreende-se que tenha um período de «graça» inicial com benefício da dúvida, mas esse período de graça já há muito que se esgotou (para mim em Novembro, para outros ainda mais cedo).

Se porventura o treinador não estivesse disposto a sair a bem, até se podia dar um «desconto» à Direção se o seu salário fosse de tal ordem que a indemnização fosse um autêntico balúrdio - mas não é de todo o caso com P. Fonseca, logo a «boa vontade» dele é totalmente secundária. Quando se gasta umas poucas dezenas de milhões em contratações todos os anos (para não falar em dezenas de milhões em salários), certamente não vai ser umas eventuais centenas de milhar numa indemnização - e certamente nunca seria muito mais do que isso com PF - que vai fazer a diferença entre despedir ou não um treinador.

Quer isto dizer que P. Fonseca é apenas «vítima» de ter sido colocado numa posição para a qual não está habilitado? Não necessariamente. Se ele achar mesmo que não tem condições para fazer o seu trabalho de forma satisfatória e levar o barco a bom porto, então deveria ter a hombridade de pura e simplesmente bater com a porta, ponto final parágrafo – tal como um Co Adriaanse fez, aliás.

Se por outro lado PF e Pinto da Costa acharem mesmo que ele ainda é parte da solução, cabe-lhes então demonstrá-lo nos jogos que temos pela frente. Mas (e espero estar muito enganado) o cenário de fracasso  - ou até mesmo ainda pior do que isso, entrando numa espiral destrutiva - parece-me ser muitíssimo mais provável neste momento, e se isso se concretizar já sei a quem pedir responsabilidades por não ter agido quando devia.

Mas em qualquer dos casos... por favor, não me voltem a falar em «lugares à disposição». Se um quiser bater com a porta que o faça; se outros o quiserem despedir que o façam; mas se nem uma nem outra coisa acontecer, então... calem-se.

23 comentários:

José Lopes disse...

Se "colocar o lugar a disposicao" significa abertura para sair com acordo, sem se pagar a indemnizacao por inteiro (no minimo), entao mais reforca a inaccao da SAD. No entanto, bater com a porta como fez Adriaanse nao e' muito avisado. Ele pos-se a andar, mas teve depois de levar com um processo movido pela SAD do Porto e condenado a pagar uma indemnizacao.

Carrela disse...

É sempre melhor quando se tem um treinador que é capaz de reconhecer que as coisas estão mal e mostra não estar agarrado ao lugar que o contrário.

Quanto ao resto, do quem tem a responsabilidade ou o mérito, sinceramente não percebo o ponto de vista, o mérito/responsabilidade acaba sempre por recair no topo da pirâmide!

Todos erram, e mesmo que tenham errado este ano, somos TRI-Campeões! Ás vezes parece que se está a falar de um clube que não ganha nada de jeito à vários anos... é isto que às vezes não dá para perceber!

Ainda mais quando se está numa actividade tão madrasta como o futebol. Exemplo disso foram os 2 últimos jogos, em que os adversários mesmo tendo feito 1/2 ou 1/4 da nossa equipa levaram 1 ou 3 pontos quando não o mereciam de todo... mas é futebol!

O mal não está no resultado/exibição de ontem, e quem disser o contrário está a ser extremamente injusto!

O mal está no acumulado da época, que é demais!

E para mim o que eu não perdoo a PF é a incoerência das suas escolhas, o que ele fez a Maicon, depois do que disse sobre os erros e mantendo no 11 Mangala está para lá do aceitável!!

Porque em termos de futebol jogado, estava-mos a encontrar um caminho! E se tiverem dúvidas, é só comprar o que vão os outros "candidatos" fazer contra este Estoril!

DC disse...

O facto de PF não querer demitir-se é mais do que compreensível. Ele não é portista e portanto pensa em dinheiro, como qualquer um de nós pensaria. Não vai abdicar de levar uns bons milhares de euros para poder ficar tranquilo durante uns bons anos, até porque agora não vai ser fácil treinar clubes "a sério".
Portanto, a ele não o critico por isso, critico sim quem anda de olhos fechados há meses e meses a pensar que um treinadorzeco por milagre se vai tornar num bom treinador.

Miguel Magalhães disse...

Pois é. A miséria deste futebol é evidente há alguns meses. Nao quiseram (ou consideraram que não deviam) trocar nessa altura.
Agora é tarde. O campeonato foi-se (só um lírico ainda aceditará que "as is" ainda lá chegaremos), a Liga Europa também (mesmo que aconteça um milagre na 5a feira, acabaremos por ir borda fora) e nem quero pensar no que será o duplo confronto com o slb para as Taças de Portugal e da Liga.
Mudar por mudar não valerá de nada.
Apenas fará sentido se for para contratar um treinador para começar já a preparar a nova época e um novo ciclo de sucesso, como foram os casos de Artur Jorge, Bobby Robson e Mourinho.

Bluesky disse...

E o tal" lugar á disposição" não se poderia aplicar aos mercenários jogadores que compõem o plantel? Não digo todos mas 90% da equipa A por mim já tinha sido vendida!!!

meirelesportuense disse...

Creio que o colocar o lugar à disposição tem quanto a mim uma única interpretação possível:-Estar disponível para discutir uma saída enquadrada num acordo entre as partes!
De outra forma, não é necessário colocar seja que lugar fôr à disposição de quem, tem toda a legitimidade para o pôr em causa!
Um contrato é um acordo entre duas partes -pelo menos- e dura enquanto houver interesse em o manter.A partir do momento em que uma das partes estiver interessado em rescindi-lo só tem que olhar para ele e cumpri-lo!
Em princípio, um contrato feito a sério tem nele tudo devidamente contemplado, possibilidade de revisão, revogação e prorrogação e os valores para qualquer uma das hipóteses ser possível de realizar estarão lá -penso eu de que- escarrapachados...

meirelesportuense disse...

Portanto se o Porto está descontente com a prestação do Treinador só tem que accionar a cláusula de rescisão.
A actual posição do Treinador PF é a de que está completamente aberto a uma discussão dessa possibilidade e se é assim, disposto a negociar o que está estabelecido contratualmente!

meirelesportuense disse...

Mas tenho que o dizer para poder estar em sintonia com a minha própria consciência: -Tenho muita pena do insucesso do homem Paulo Fonseca.

-Quem está em pulgas é o pessoal lá de baixo!
Ontem na Televisão era uma festa, sempre a bombar no Porto.Ficamos também a saber -via Simões- que o RiberinhoDaSIC torce pelo Sporting embora ele "transparentemente" o negue!
Cheira-lhes a sangue fresco, mas estão enganados, só temos que nos voltar a unir como aconteceu em tempos recentemente passados.

Ricardo Melo disse...

Disclaimer: fala aqui um benfiquista.
Que o Porto não anda a jogar nada de extraordinário, não posso discordar. Mas, e tendo eu visto pouco mais que o resumo alargado do jogo de ontem, será que é culpa do treinador quando os jogadores falharam N golos "feitos"?
Atenção, não sou defensor de PF nem tão pouco entro no folclore de "enquanto ele lá estiver, óptimo para o meu clube". Aliás, esse folclore correu muito mal (para os meus) com o antecessor de PF. Acho que de facto o rapaz não tem unhas para esta guitarra. Mas daí a ser tudo culpa do treinador... não consigo concordar. Acho que é um mix de:
- Falta de carisma do treinador (talvez o menos carismático de toda a era PdC)
- Alguns jogadores que lhe estão a fazer a folha
- Outros que pura e simplesmente estão "amuados" por não ter sido autorizada a sua saída: Fernando, Defour, até mesmo Jackson
- Eclipse inexplicável de excelentes jogadores como Mangala e Alex Sandro

PS - Quintero será assim tão bom, *hoje em dia*? As últimas imagens que vi do moço, achei que estava tão ou mais gordo que o Walter...

rbn disse...

A partir do momento em que o presidente decide não demitir o treinador, o próprio presidente assume toda a responsabilidade sobre o que possa acontecer até o fim da época, simples como isso.

Já teve 2 chances de o fazer, não o fez, e penso que o próprio Paulo Fonseca já deve estar morto por ser despedido, portanto já não vale a pena bater mais no ceguinho, ou melhor, no "confiança cega".

E vendo estes jogadores, "mininos" mimados cheios da pasta, com tatuagens e penteados esquisitos, pagos regiamente unica e exclusivamente para fazer o que mais gostam, alguém devia mostrar-lhes ESTE EXEMPLO que podem ver e ler no link abaixo no meu blog

http://pelethebest.blogspot.pt/2014/01/o-rei-sylvester-stallone-e-fuga-para.html

para ver se eles tomam um mínimo de vergonha na cara, e vejam com os próprios olhos que apesar DESTA EQUIPA ter LITERALMENTE TUDO CONTRA, jogou pela HONRA, PELA CAMISOLA, PELO ORGULHO!!!

Luís Vieira disse...

Santa inocência. Alguma vez o Paulo Fonseca sairia do clube em litígio com o Presidente, batendo a porta à la Co Adriaanse, arriscando um processo, uma indemnização milionária e uma carreira ameaçada? Pôr o lugar à disposição significa tão-só criar as bases necessárias para um entendimento quanto à revogação do contrato por mútuo acordo, abdicando da indemnização. Se o Paulo Fonseca estivesse agarrado ao lugar ou ao dinheiro, não seria tão lesto, nem insistente em deixar a direcção à vontade quanto ao seu futuro enquanto treinador do Porto. Aliás, desse ponto de vista, a supracitada hombridade tem sido exemplar: para além de reconhecer sem reservas a gravidade e dificuldade do momento, já lhe ouvi dizer que o que mais importa é o futuro do Porto e não o seu futuro. Chame-se incompetente, fraco, incapaz, inabilitado e tudo o mais que aprouver, mas não se negue a dimensão humana e a humildade demonstradas pelo Paulo Fonseca. Tente-se subtilezas e subterfúgios, mas a realidade é esta: a bola está do lado da direcção no que à demissão do treinador diz respeito.

Joao Goncalves disse...

Quem culpa os jogadores que por acaso foram campeões o ano passado, devia ter vergonha na cara e lavar a boca com sabão azul!

Muito fácil perceber que a culpa é do treinador... até um cego sem bengala consegue identificar isso, mas para quem tem duvidas é ler estes dois posts pequeninos:

http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/02/sete-meses-de-trabalho.html
http://lateral-esquerdo.blogspot.pt/2014/02/fcp-versao-paulo-fonseca.html

Em relação ao "Lugar à Disposição", já o tinha dito anteriormente e esse está sempre à disposição desde que assina o contrato... se fosse Homem tinha-se demitido de imediato ontem, pois com a contestação crescente desde a algumas semanas (meses?) em pleno estádio, a culminar ontem a ser insultado em plena casa pelos próprios adeptos em couro e não por um ou outro isolado, está mais que visto que não tem qualquer condição para continuar.

Mas como o Sr. Paulo Fonseca não tem nada de homem, mas sim tudo de Rato, não o fez e ao contrário do que o PdC disse ontem, aqui, nem os Ratos abandonam o navio, para nossa infelicidade...

José Rodrigues disse...

"Santa inocência. Alguma vez o Paulo Fonseca sairia do clube em litígio com o Presidente, batendo a porta à la Co Adriaanse, arriscando um processo, uma indemnização milionária e uma carreira ameaçada?"

Mas qual litigio??

Mas alguem tem duvidas de q o PF dissesse CATEGORICAMENTE a PdC que nao tem condicoes para continuar e q queria mesmo sair, o PdC ia processa-lo? Por favor...

Ha' uma grande diferenca entre dizer:

"Nao tenho condicoes para continuar, demito-me, muito obrigado pelo apoio mas lamento muito, nao ha' volta a dar"

e

"Estou disposto a sair, se o senhor achar q e' melhor para o clube"

Ora estou certo de que o que tivemos foi a 2a hipotese, ou uma variacao disso. Mais: nao me parece sequer q o PF pense q nao tem condicoes para levar o barco a bom ponto, ca' para mim ele pensa mesmo q esta' a fazer um bom trabalho.

E tb estou certo de q o PF se demitisse MESMO nao ia sair a mal do clube, muito menos ia ser processado. As circumstancias sao muito diferentes do caso Adriaanse.

Nainho disse...

O homem ia-se demitir perder 16 meses de um bom ordenado.. por favor... nenhum de nós o faria em emprego algum.. por isso eu compreendo que ele não se demita.. quem quer que saia que pague para sair.. funciona assim em qualquer trabalho...

Tiago Silva disse...

João Gonçalves, acho que era prestar um serviço público aos adeptos do nosso clube divulgar esses posts do Lateral Esquerdo em todos os fóruns do Porto para que todos possam definitivamente perceber que o problema não está no jogador A, B, C ou D, mas sim no completo naufrágio táctico em que navega aquela equipa.
A maioria critica PF sem sequer saber onde é que o seu trabalho falha. Esses posts são a prova inequívoca que aquela célebre frase de que no Porto até uma vassoura a treinador arrisca-se a ser campeã, não tem qualquer pingo de fundamento nem de verdade.
Os erros crassos de PF são exclusivamente ao nível do trabalho e planeamento táctico da equipa.
E, já agora, convido-o a colocar aqui os posts do Lateral Esquerdo que faziam a análise minuciosa ao Porto de Vitor Pereira para que todos percebam definitivamente que estávamos perante um enormíssimo treinador (na componente táctica). Já o disse e repito: Foi um erro HISTÓRICO não se ter renovado com Vitor Pereira (e não me digam que ele é que não aceitou pois eu sei que PF já estava contratado desde inícios de Abril).
Tivesse Vitor Pereira permanecido no Porto, e nesta altura iriamos à frente no campeonato, com os mesmíssimos jogadores que agora dizem não ter qualidade (comparando o onze titular do Porto com o do Sporting, digam-me quais eram os jogadores do Sporting que entravam no onze do Porto? Patrício não, Cédric não, Centrais nem falar, Jeferson idem aspas, William Carvalho também não, Adrien muito menos, Montero perde para Jackson, ainda que goste muito dele, Wilson Eduardo é muito mauzinho e quer Capel quer Heldon não têm hipótese para Quaresma; apenas queria André Martins para o onze do Porto. E agora digam-me: se o Sporting com esta equipa consegue estar a 4 pontos do 5LB, o Porto não era de estar, no mínimo, em igualdade pontual?)
Quanto ao colocar o lugar à disposição, parece-me que PF não merece ser objecto de críticas por esse aspecto. Já vi muitos outros que nem isso fazem à espera que o clube os despeça para reclamarem o valor total do contrato até ao seu termo. Estou convicto que isso não sucederá com PF. Bastará que o Presidente se sente com ele e acordem os termos da desvinculação e o dinheiro não será um obstáculo. PF pode ter, e tem, muitos defeitos enquanto treinador, mas tenho uma boa impressão quanto à pessoa.

Luís Vieira disse...

"Ora estou certo de que o que tivemos foi a 2a hipotese, ou uma variacao disso. Mais: nao me parece sequer q o PF pense q nao tem condicoes para levar o barco a bom ponto, ca' para mim ele pensa mesmo q esta' a fazer um bom trabalho", isto é revelador da má vontade em relação à capacidade crítica e discernimento do Paulo Fonseca (não estamos a falar de questões técnico-tácticas, relembro). Alguma vez um treinador que se disponibiliza a sair do clube, por duas ou três vezes, conforme as versões, pensa que está a fazer um bom trabalho?! É um raciocínio um tanto ou quanto enviesado esse. Por outro lado, se Pinto da Costa continua a querer mantê-lo (porque acredita que é o melhor para a equipa; para passar uma mensagem de liderança para o interior e para o exterior; por uma questão de temporização na escolha de um novo treinador; para não cair no ridículo após a entrevista recente; enfim, qualquer que seja a razão que lhe vai na alma), é lógico que se o Paulo Fonseca forçasse a demissão unilateralmente estaria a pôr em causa a vontade do Presidente, saindo, por isso, em litígio. Deste modo, reafirmo: a responsabilidade na não-demissão só pode ser assacada à SAD/Presidente e não ao treinador (tem as costas largas o homem, é culpado de tudo e mais alguma coisa). Finalmente, trazendo à colação o caso Adriaanse (talvez único no historial mais recente do FCP e, por isso, termo de comparação privilegiado), os factos são estes: o treinador sentiu que não tinha condições para continuar, demitiu-se contra a vontade da SAD e todos sabemos como terminou. As circunstâncias, naturalmente, são diferentes, mas o resultado objectivo foi este. Se estamos tão desconfiados dos intervenientes, é lícito pôr todas as cartas em cima da mesa.

José Rodrigues disse...

«reafirmo: a responsabilidade na não-demissão só pode ser assacada à SAD/Presidente e não ao treinador»

Mas nisso estamos totalmente acordo, foi o q eu disse no artigo...

Joaquim Lima disse...

Boa pesquisa, João Gonçalves!

Alguém poderá dizer que as imagens só mostram o que nos convém, neste caso o péssimo posicionamento dos jogadores no campo. No entanto, se formos rever os jogos de pré-época vemos exactamente os mesmos problemas: má posicionamento defensivo, ataque sem linhas de passe seguras... O problema está lá desde o início da época e ainda não foi resolvido!

DC disse...

Tiago, eu até fiz mais. Mandei-o para o e-mail do Porto. Infelizmente, duvido que alguém olhe para ele.

Miguel Lima disse...



«largos dias têm cem anos»

certamente que iremos recordar estes momentos, no Futuro. e certamente que estaremos ainda mais fortes, nesse Futuro.

somos Porto!, car@go!
«este é o nosso destino»: «a vencer desde 1893»!

abr@ços
Miguel | Tomo II

Manuel Silva Correia disse...

...e depois que destino se dá a um treinador que vier a ser contratado por dois meses e meio e vier a perder o acesso à final da taça, da Taça da Liga ou até perder numa final se a conseguir? e se vier a perder na última jornada? vejo muita gente preocupada apenas com aspectos desportivos e por enquanto pouco preocupadas com outro tipo de assuntos. Não aprendemos com Victor Fernandez e Couceiro? Este PF não serve, é fraco, tem muita culpa mas fazer uma substituição nesta altura para dois meses e meio é, e não tenham dúvidas, inocentar tudo e todos que que por lá andam com grandes culpas no cartório.

DC disse...

Dá-se o mesmo destino que se deu a Robson ou Mourinho, se se verificar que há competência (não necessariamente vitórias, mas indícios de melhorias tácticas relevantes).

Nightwish disse...

Olhe, se conseguir discutir o título na última jornada ou conseguir passar o slb numa das taças já era muito bom sinal.
É altura de preparar a próxima época, quer queiram, quer não.