sábado, 1 de março de 2014

Erros, golos sofridos e os doutorados dos jornais

O JOGO, 01-03-2014

«Uma equipa com vontade é sempre melhor do que uma equipa sem vontade, mas o destino é igual se não for capaz de seguir regras de organização com o máximo rigor. (...) Os golos sofridos com demasiada facilidade não são um efeito passageiro de umas quantas semanas de debilidade psicológica: o FC Porto sofreu golos em todos os jogos importantes que fez (e só venceu um, com o Sporting).»
José Manuel Ribeiro, O JOGO, 28-02-2014

José Manuel Ribeiro, O JOGO, 28-02-2014

Na conferência de imprensa de antevisão da deslocação a Guimarães (domingo, 19h15, 21ª jornada do campeonato), o treinador principal do FC Porto, em resposta a uma questão sobre a razão dos erros defensivos que se têm sucedido, afirmou:

Não tenho explicação para isso [a razão de tantos erros defensivos], mas certamente haverá quem tenha. Se abrir os jornais todos os dias, os doutorados com certeza lhe explicarão o porquê de isso acontecer

Os erros defensivos sucedem-se. O FC Porto sofreu golos em todos os jogos importantes que fez (e só venceu um). No campeonato, o FC Porto já encaixou 14 golos em 20 partidas, tantos como os que sofreu nos 30 jogos do campeonato da época passada. No total, o FC Porto já sofreu 29 golos nos 36 jogos disputados esta época.

Perante isto, qual a explicação de Paulo Fonseca? Não tem e, melhor ainda, sugere que se pergunte aos “doutorados dos jornais”.
Pronto, ficamos esclarecidos...

5 comentários:

rbn disse...

Eu acho que PF fez muito bem, mandando uma boca aos nossos "amigos" e sempre prontos a nos defender, os guerras e delgados da pasquinada lisbonense.

Acho que PF devia "ladrar" mais e mandar mais bocas destas para os profetas do fim de ciclo.

Nightwish disse...

Qualquer taxista vê os jogos e vê os enormes espaços por onde a bola passa. Se o PF não vê... enfim...

Luís Vieira disse...

Creio que o Paulo Fonseca está bem ciente dos constantes erros defensivos, até por serem por demais evidentes. A resposta à comunicação social foi cínica porque não lhe interessava dissecar os problemas da equipa com os jornalistas. Não sei se tem uma explicação para a sua repetição "ad nauseam", mas de certeza que é algo que o deve preocupar, e muito. Tem é revelado uma incapacidade gritante para contrariar o problema (a meu ver, o maior da equipa - não me lembrava de um Porto tão errático na defesa há muito tempo) e, se mantiver a toada, é certo que não ganharemos nenhum título este ano. Não há equipas vencedoras sem solidez defensiva.

José Correia disse...

Eu acho que o treinador principal do FC Porto deveria aproveitar as conferências de imprensa para coisas muito mais importantes do que mandar bocas a jornalistas ou a comentadores que emitem opinião em jornais.

lima disse...

Disputaremos hoje um jogo absolutamente decisivo.

Se não vencermos deixamos de depender de nós para conquistar o segundo lugar e o Estoril encurtará distâncias e pode começar a acreditar.

PdC refere no relatório e contas que,está época,o sortilégio do futebol tem-nos sido desfavorável.

Pois bem, depois das bolas no poste terem servido de desculpa para a péssima prestação na CLeague, PdC vem novamente refugiar-se na imprevisibilidade e na aleatoriedade inerentes a qualquer desporto e,por maioria de razão, ao futebol.

Discordo radicalmente. E quero acreditar que PdC não ignora que só a incompetência grosseira de que a SAD deu mostras na construcção dos últimos plantéis, aliada à total ausência de perfil para o cargo do nosso treinador, explicam a triste época que estamos a protagonizar.

A assumpção dos erros só enobrece quem o faz. O problema é quando os erros são consequência directa e necessária de condutas negligentes ou dolosas de quem deveria zelar,apenas e só,pelos interesses do Fc Porto.

Se PdC, a seu tempo,conseguir fazer um balanço honesto da época realizada e estiver disponível para impor as imperiosas mudanças, proporcionar-me-á alegria igual às maiores que já vivi.

Ao contrário, caso se continue a refugiar no azar e em justificações mais ou menos místicas, só por muita sorte conseguirá conduzir o Fc Porto ao lugar mais alto. O único que nos serve e aquele que nos pertence